Você está na página 1de 34

Produção de Óleos Lubrificantes

Refinaria Duque de Caxias


Roteiro
 Apresentação
 Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Rota Solvente
 Produção de Básicos na Petrobras
 Produção de Básicos na REDUC
 Ocorrência e Ações de 2010
Roteiro
 Apresentação
 Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Rota Solvente
 Produção de Básicos na Petrobras
 Produção de Básicos na REDUC
 Ocorrência e Ações de 2010
Apresentação
 Formação
 Eng. Químico – EQ/UFRJ – 1987
 Eng. Processamento de Petróleo – Petrobras – 1988
 Mestre em Tecnologia de Processos Químicos e Bioquímicos
EQ/UFRJ – 2002
 MBA em Gestão para Desenvolvimento Sustentável
ULBRA / Universidade Fernando Pessoa – Portugal –2006

 Contatos
 Email: camsantos@petrobras.com.br
 Telefone: (21) 2677.4019
Apresentação
 Experiência Profissional
 REDUC – 1988 à 2004
Engº. de Processo e Produtos – Combustíveis e Petroquímicos
Gerente de Transferência e Estocagem de Combustíveis
Gerente Interino de Engª de Processo – Combustíveis e Petroquímicos
Coordenador de Meio Ambiente
 BR Distribuidora – 2004
Gerente de Segurança, Meio Ambiente e Saúde da GEI
 Abastecimento Sede – 2004 à 2006
Coordenador de Tecnologia de Refino para Lubrificantes e Parafinas
 REDUC – 2006
Gerente de Produção de Lubrificantes e Parafinas
Gerente de Comercialização
Roteiro
 Apresentação
 Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Rota Solvente
 Produção de Básicos na Petrobras
 Produção de Básicos na REDUC
 Ocorrência e Ações de 2010
Classificação de Óleos Básicos
 Natureza Química
 Naftênicos
Baixo ponto de fluidez
Baixo índice de viscosidade
Elevado poder de solvência

 Parafínicos
Elevado índice de viscosidade
Elevado ponto de fluidez
Baixo poder de solvência
Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Rotas de Produção
 Rota Solvente
Depende exclusivamente da matéria-prima (petróleo)
Se baseia na extração dos compostos com qualidade para lubrificantes
já existentes no petróleo
Processo formado exclusivamente de unidades de separação
Maior utilização no mundo

 Rota Hidrorrefino
Pouco dependente da matéria-prima (petróleo)
Se baseia na produção dos compostos com qualidade para
lubrificantes, a partir de reações de hidrocraqueamento (craqueamento
e hidrogenação simultaneamente) de frações do petróleo
Processo com predominância de unidades de transformação
Menor disponibilidade
Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Classifação API x Rotas de Produção

GRUPO I GRUPO II GRUPO III GRUPO IV

80<IV<120 80<IV<120 IV≥120


%SAT < 90 %SAT > 90 %SAT > 90 PAOs
%S > 0,03 %S < 0,03 %S < 0,03

HIDRORREFINO
GRUPO V

SOLVENTE MISTA GTL


OUTROS

Qualidade
Roteiro
 Apresentação
 Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Rota Solvente
 Produção de Básicos na Petrobras
 Produção de Básicos na REDUC
 Ocorrência e Ações de 2010
Lubrificantes – Rota Solvente
 Característica da Matéria Prima
 Bom rendimento dos cortes da destilação à vácuo (gasóleos)
 Cortes de vácuo com baixo teores de aromáticos
 Baixo teor de compostos nitrogenados
 Preferencialmente, cortes de vácuo com baixo teor de
parafinas lineares
 Cortes de vácuo com elevados índices de viscosidade

 Petróleos Típicos
 Petróleo Brasileiro ⇒ Petróleo Baiano
 Petróleo Importado ⇒ Petróleos Árabes (Arábia e Iraque)
RV
Destilação
Desasfaltação
Atmosférica e à
à Solvente
Vácuo

Cortes
Vácuo
ODES
Desaromatização
Unidades de

à Solvente
Parafinas

Lubrificantes – Rota Solvente


Desoleificação Desparafinação à
à Solvente Solvente Unidades de Óleo

Hidroacabamento Hidroacabamento
de Parafinas de Óleos

Parafinas Óleos Básicos


Lubrificantes – Rota Solvente
GLP

Nafta Leve Destilação do Petróleo

Destilação Atmosférica
Nafta Pesada
Atmosférica e a Vácuo

Petróleo Querosene

Diesel Leve

Spindle
Diesel Pesado

Destilação à Vácuo
Neutro Leve

Neutro Médio

Neutro Pesado

Resíduo de Vácuo
Lubrificantes – Rota Solvente

Desasfaltado
Óleo
Recuperação de Retificação
Solvente do Extrato do Extrato
de Vácuo
Resíduo

Vapor
SEÇÃO DE
Purificação do Solvente Água
EXTRAÇÃO
Vapor

Asfáltico
Resíduo
Recuperação de Retificação
Solvente do Rafinado do Rafinado

Desasfaltação à Solvente
Lubrificantes – Rota Solvente

Desaromatizados
Cortes
Recuperação de Retificação
Solvente do Rafinado do Rafinado
Destilados ou Desasfaltados

Vapor
SEÇÃO DE
Purificação do Solvente Água
EXTRAÇÃO
Vapor
Cortes

Aromático
Extrato
Recuperação de Retificação
Solvente do Extrato do Extrato

Desaromatização à Solvente
Lubrificantes – Rota Solvente
Vapor

Desparafinados
Cortes
Recuperação de
Solvente do Óleo
Desaromatizados

RESFRIAMENTO
E FILTRAÇÃO
SEÇÃO DE

Vapor
Cortes

Purificação do Solvente
Água

Parafina
Oleosa
Recuperação de
Solvente da Parafina

Desparafinação à Solvente Vapor


Lubrificantes – Rota Solvente
Vapor

Parafina
Recuperação de

Mole
Solvente do Óleo

RESFRIAMENTO
E FILTRAÇÃO
SEÇÃO DE
Parafina
Oleosa

Vapor
Purificação do Solvente
Água

Parafina
Recuperação de
Solvente da Parafina

Desoleificação à Solvente Vapor


Hidrotratamento de Óleos ou
de Parafinas

Óleo Básico ou Parafina

Lubrificantes – Rota Solvente


H2
Hidrotratamento

Óleo Básico ou Parafina


Hidrotratado
(Produto Final)
RV
Destilação
Desasfaltação
Atmosférica e à
à Solvente
Vácuo

Cortes
Vácuo
ODES
Desaromatização
Unidades de

à Solvente
Parafinas

Lubrificantes – Rota Solvente


Desoleificação Desparafinação à
à Solvente Solvente Unidades de Óleo

Hidroacabamento Hidroacabamento
de Parafinas de Óleos

Parafinas Óleos Básicos


Roteiro
 Apresentação
 Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Rota Solvente
 Produção de Básicos na Petrobras
 Produção de Básicos na REDUC
 Ocorrência e Ações de 2010
Óleos Básicos na Petrobras
Óleos Básicos na Petrobras
 LUBNOR
 Partida: 1998
 Produção: 60.000 m³/ano de Básicos Naftênicos – Grupo V
 Processamento: 1.100 m³/dia de Petróleo Nacional

 RLAM
 Partida / Modernização: 1960 / 1975
 Produção: 100.000 m³/ano de Básicos Parafínicos – Grupo I
 Processamento: 7.500 m³/dia de Petróleo Nacional
Óleos Básicos na Petrobras
 REDUC
 Partidas: 1972 / 1979 (1º e 2º Conjuntos de Óleos Básicos)
 Produção: 650.000 m³/ano de Básicos Parafínicos – Grupo I
 Processamento: 16.000 m³/dia de Petróleo Importado
Roteiro
 Apresentação
 Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Rota Solvente
 Produção de Básicos na Petrobras
 Produção de Básicos na REDUC
 Ocorrência e Ações de 2010
Destilação

RV
Desasfaltação
Atmosférica e à
à Solvente
Vácuo
U-1790
U’s 1510/1710

Cortes
Vácuo
ODES
Desaromatização
à Solvente
Unidades de
Parafinas

U’s 1520/1720

Óleos Básicos na REDUC


Desoleificação Desparafinação à
à Solvente Solvente
U-1630 U’s 1530/1730 Unidades de Óleo

Hidroacabamento Hidroacabamento
de Parafinas de Óleos
U-1640 U’s 1540/1740

Parafinas Óleos Básicos


Óleos Básicos na REDUC
 1972/1973 – Primeiro Conjunto de Lubrificantes
 Capacidade : 300.000 m³/ano de óleos básicos
 Sem produção de parafinas
 Unidades: 1510/1240/1520/1530/1540

 1976 – Início da Produção de Parafinas


 Capacidade: 30.000 t/ano de parafinas
 Unidades: 1620/1630/1640

 1978/1979 – Segundo Conjunto de Lubrificantes


 Capacidade: 660.000 m³/ano de óleos básicos (Total REDUC)
 Unidades: 1710/1790/1720/1730/1740/1820
Óleos Básicos na REDUC
 1980 – 1984
 Instalação de pré-aquecedores de ar para fornos

 1984
 Ampliação da U-1790 de 1.700 para 3.000 m³/d
 U-1240 passou à produzir carga para FCC

 1986 – 1987
 Implementação de diluições progressivas na U-1530
 Troca do solvente das U’s 1530/1730 de MEC/TOL para MIBC
 Ampliação da U-1720 de 1.800 para 2.600 m³/d (Carga BS)
Óleos Básicos na REDUC
 1994 – 1995
 Substituição dos variadores mecânicos de rotação dos filtros
das U’s 1530/1630/1730 por inversores de freqüência

 1996
 Ampliação da U-1540 de 1200 para 1700 m3/d

 2000 – 2002
 Instalação de SDCD nas U-1790 (2000), U-1710 (2001) e
U-1510 (2002)

 2005 – 2006
 Modernização dos Fornos da U-1790 (2005) e U-1710 (2006)
Óleos Básicos na REDUC
 Melhorias Previstas
 Instalação de 2 novos filtros de desparafinação (8os filtros)
 Compra de 2 novos filtros de desparafinação para substituição
 Implantação de sistema de injeção de auxiliar de
desparafinação na U-1730
 Instalação de SDCD’s nas unidades U’s 1530/1630/1730
Roteiro
 Apresentação
 Classificação de Óleos Básicos
 Lubrificantes Parafínicos – Rota Solvente
 Produção de Básicos na Petrobras
 Produção de Básicos na REDUC
 Ocorrência e Ações de 2010
Ocorrência e Ações de 2010
 Ocorrência de 28/02/2010
 Incêndio na subestação principal da refinaria
 Parada preventiva de todas as unidades de processo

 Consequências
 Parada total da refinaria
 Danos na subestação de entrada de energia elétrica da
refinaria
 Danos no sistema de controle da principal casa de força
da refinaria
Ocorrência e Ações de 2010
 Ações Efetuadas
 Adequação de subestação provisória e interligações elétricas
para restabelecer a rede elétrica da refinaria
 Busca de fontes alternativas de energia elétrica e vapor para
suprimento da refinaria (Termorio)

 Retomada da Produção
 10/03 – Retorno da produção de óleos básicos na PL-II
 10/04 – Retorno da produção de óleos básicos na PL-I
Obrigado