Você está na página 1de 5

Tema: Movimentos provenientes da reforma

Texto Base: :“Ó Deus, nós ouvimos com os nossos ouvidos, e nossos pais nos têm contado
a obra que fizeste em seus dias, nos tempos da antiguidade”. Salmos 44:1
Introdução: Renascença: Movimento Cultural no norte da Itália sécula XIV e XV
Esse movimento tira das mãos da Igreja as 5 áreas que a Igreja monopolizava
Economia. A igreja quem dominava o mundo. Viajens internacionas descobertas da India as
America e o Brasil . Criando assim a classe da Burguesa
Artes. Quando pintava uma pessoa o rosto era da pessoa mas o corpo de um santo. Então
Michelangelo e Davinci quebram esse padrão
Ciencia. Copernico acreditava que o mundo não era Geocentrico mas Heliocentrico Nicolau
não teve coragem mas seus discípulo Galileu Galileu ao expressão foi preso ele teve que
negar suas afirmativas. EU NEGO MAS QUE GIRA GIRA
Politica O Papa que depunha Reis Maquiavel compôs o Principe
Religiao. A igreja era tirada do povo e aqueles que liam a bibilia tinham que ler com a lente
da igreja. Ditadura Hemeneutica.
Transição: Ao ministrar aulas na Universidade de Wittenberg, teve a oportunidade de
estudar a Bíblia, um privilégio naquela época, já que poucos tinham o livro sagrado em
mãos, e, além disso, era necessário conhecer latim, pois não eram permitidas traduções das
Escrituras. Aos poucos, Lutero passa a ver os ensinamentos divinos com um novo olhar, e a
partir daí, imbuído da concepção transcrita de Romanos 1.17 – “O justo viverá pela fé” -, ele
instaura um movimento renovador que abalará as idéias vigentes.
Em 1517, na Alemanha, o monge Lutero promulgou as famosas 95 teses que contêm ácidas
críticas ao papado e ao alto clero. Em conseqüência desse ato, ele foi excomungado em
1521. Mas, rejeitado pela Igreja, ele foi acolhido por boa parte do povo e por uma nobreza
interessada em tirar vantagens da situação, antevendo possibilidades de se tornar
proprietária de terras que nesta época estavam sob o poder romano. Assim, ele foi salvo das
chamas da fogueira e seus ensinamentos deram impulso a idéias inovadoras que
alcançaram outros países europeus. Na Suíça e na França, outros adeptos deste movimento
deram início a processos semelhantes
I- Igreja Luterana fundação em 1521
O movimento luterano esta sintonizado com os eventos inerentes ao século XVI, período em
que simultaneamente a burguesia ganhava espaço e a economia da Europa sofria
mudanças,. Na Confissão de Augsburgo, criada por Lutero e Melanchton, editada em 1530,
há um resumo das concepções luteranas. Este documento, constituído de vinte e oito
artigos, foi entregue ao Imperador Carlos V e à Dieta do Santo Império Romano. Estes
artigos de fé, pelo menos os vinte e um primeiros, tentam convencer seus leitores de que
eles não estão construindo uma seita, pois não rejeitam as Escrituras. Do XXI ao XXVIII,
abordam os exageros cometidos pela Igreja e o desejo dos luteranos de corrigir estes erros.
Respondendo às acusações recebidas, Martinho Lutero reafirma sua lealdade aos credos
Apostólico, Niceno e Atanasiano – os Credos Ecumênicos -, e assim recusam todo tipo de
heresia. Mas, segundo Lutero, o grande problema é que a Igreja Católica acabou se
desviando dos ensinamentos contidos nas Sagradas Escrituras. Cabia a ele, portanto, guiar
os fiéis rumo à verdade da Bíblia. Todas as Confissões estão hoje englobadas no Livro de
Concórdia, de 1580, atualmente aceito por várias igrejas luteranas existentes.
Segundo dados da LWF a igreja Luterana conta hoje com mais ou menos 80 milhõs de
adeptos
A distribuição dos luteranos hoje se encontra da seguinte forma: Europa: 37 milhões; África:
22 milhões; Ásia: 11 milhões; América: 10 milhões.
O país com o maior número de luteranos hoje é 1º) Alemanha: 13,0 milhões;
No Brasil, Heliodoro Heoboano, filho de um confrade de Lutero, foi o primeiro luterano a
desembarcar no país, no ano de 1532, em São Vicente. Mas o grupo luterano inicial foi
formado apenas em 1824, no Rio de Janeiro, sob a coordenação de Friedrich Osvald
Sauerbronn, primeiro pastor de confissão luterana em terras brasileiras. Por meio dos
alemães que vieram para o país o luteranismo se expandiu, principalmente no Sul. Hoje,
encontram-se dois agrupamentos – a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil e a
Igreja Evangélica Luterana do Brasil. Além desses principais grupos, há outros menores
espalhados pelo país. No total, o luteranismo conta com cerca de 1.075.000 adeptos no
Brasil.

II- Calvinistas ou Reformados


João Calvino exerceu uma influência internacional no desenvolvimento da doutrina da
Reforma Protestante, à qual se dedicou com a idade de 30 anos, quando começou a
escrever a Instituição da Religião Cristã em 1534 (publicado em 1536). Esta obra, que foi
revista várias vezes ao longo da sua vida, em conjunto com a sua obra pastoral e uma
coleção maciça de comentários sobre a Bíblia, são a fonte da influência permanente da vida
de João Calvino no protestantismo.[10]
A expressão "Calvinismo" foi aparentemente usada pela primeira vez em 1552, numa carta
do pastor luterano Joachim Westphal, de Hamburgo. O calvinismo também é chamado de
Fé Reformada, Confissão Reformada ou Teologia Reformada, se caracterizando tanto como
movimento religioso protestante, quanto como ideologia sociocultural com raízes na Reforma
Protestante iniciada por João Calvino, em Genebra.
O calvinismo marca a segunda fase da Reforma Protestante, quando as igrejas protestantes
começaram a se formar, na sequência da excomunhão de Martinho Lutero da Igreja Católica
romana. Neste sentido, o calvinismo foi originalmente um movimento luterano. O próprio
Calvino assinou a confissão luterana de Augsburg de 1524. Por outro lado, a influência de
Calvino começou a fazer sentir-se na Reforma Suíça, que não foi luterana, tendo seguido a
orientação conferida por Ulrico Zuínglio. Tornou-se evidente que a doutrina das igrejas
reformadas tomava uma direção independente da de Lutero, graças à influência de
numerosos escritores e reformadores, entre os quais Ulrico Zuínglio , João Calvino, Martin
Bucer, William Farel, Heinrich Bullinger, Pietro Martire Vermigli, Teodoro de Beza, e John
Knox.
Uma vez que tem múltiplos fundadores, o nome "calvinismo" induz ligeiramente ao equívoco,
ao pressupor que todas as doutrinas das igrejas calvinistas se revejam nos escritos de João
Calvino. O nome aplica-se geralmente às doutrinas protestantes que não são luteranas, e
que têm uma base comum nos conceitos calvinistas, sendo normalmente ligadas a igrejas
nacionais de países protestantes, conhecidas como igrejas reformadas, ou a movimentos
minoritários de reforma protestante
Calvinistas romperam com a Igreja Católica Romana, mas diferiam dos luteranos na doutrina
sobre a presença real de Cristo na Eucaristia , Princípio regulador do culto , e o uso da lei de
Deus para os crentes , entre outras coisas.
Do século 16 até hoje tem se espalhado por toda a terra o cristianismo de orientação
calvinista, com muitos seguidores de sua teologia e do sistema presbiteriano de
administração da igreja, com o governo coletivo de presbíteros. Na Europa Ocidental, os
calvinistas foram chamados de huguenotes (França), presbiterianos
Mas, a Fé Reformada leva o nome de Calvinismo por ter sido Calvino o seu principal
expoente. Calvinismo é resultado de uma evolução independente das ideias protestantes
que nasceram sob a influência de Martinho Lutero.
Calvinistas famosos foram Charles Haddon Spurgeon (o "príncipe dos pregadores"),
Jonathan Edwards, Abraham Kuyper, Gordon Clark, Karl Barth.. O sistema calvinista pode
se resumir nos chamados Cinco Pontos do Calvinismo, elaborados durante o Sínodo de Dort
realizado na Holanda, entre 1618 e 1619, conhecidos pelo acróstico TULIP:
T de Total Depravity (Depravação Total)
U de Unconditional Election (Eleição Incondicional)
L de Limited Atonement (Expiação Limitada)
I de Irresistible Grace (Graça Irresistível)
P de Perseverance of the Saints (Perseverança dos Santos).
Também o calvinismo defende ideias e princípios morais rígidos, o trabalho e a poupança
como duas virtudes a serem valorizadas pelo verdadeiro cristão, valoriza o trabalho e a
contenção dos lucros que atraíram vários representantes da burguesia europeia. O
calvinismo serviu de ponto de partida e inspiração para que o sistema capitalista se
desenvolvesse, com ideias como a de de trabalho árduo, acúmulo de capitais, que
impulsionaram o desenvolvimento dos negócios e empreendimentos, criando novas nações
ricas.
Diferenças entre Luteranos e Calvinistas
A salvação na convicção calvinista é do destino (poucos escolhidos), enquanto o luteranismo
confia que qualquer um pode alcançar a salvação através da fé.
O foco principal do calvinismo está no poder supremo de Deus, enquanto o luteranismo
confia que o homem tem algum controle sobre ângulos específicos ao longo de sua vida.
A salvação é para poucos de acordo com o Calvinismo. Em contraste, qualquer um pode
obter a Salvação no caso de ter Fé de acordo com o Luteranismo.
O principal poder religioso do calvinismo é a Bíblia, enquanto há “agentes” que têm o poder
no luteranismo.
O sangue e o grupo de Jesus Cristo têm uma proximidade com o além no pão e no vinho no
Calvinismo.
O poder de Deus é importante entre os crentes calvinistas. A soberania de Deus não é de
extrema importância entre os fãs do luteranismo.
Uma ideia da Predestinação está disponível no Calvinismo. A predestinação não é tão
importante no luteranismo.
III- Igreja Anglicana fundada em 1534

O termo Anglicano tem origem em ecclesia anglicana, uma expressão medieval latina
datada de, pelo menos, 1246, e que significa Igreja Inglesa. Os adeptos do Anglicanismo
são designados por Anglicanos. A grande maioria dos Anglicanos é membro de igrejas que
fazem parte da Comunhão Anglicana internacional.[2]
Após vários séculos, a Igreja britânica decidiu que o melhor caminho era romper com a
Igreja Romana e sua dominação papal, o que aconteceu definitivamente em 1534, por meio
do rei Henrique VIII, que aproveitou um conflito pessoal com o Papa, Ele queria se divorciar
para se casar com Ana bolena. Porem mesmo depois de casado ela não lhe da o filho que
ele queria e então ele se casa 6 vezes , também se tornou chefe de estado e chefe da
igreja, mas nunca foi um reformado,
Esta cisão se deu em plena eclosão da Reforma Protestante,. Morre em 1547
Assim nasceu a Igreja Anglicana, também conhecida como Igreja da Inglaterra. Apesar de
surgir no momento histórico do Luteranismo, ela tem mais em comum, na sua liturgia, com o
Catolicismo do que com o Protestantismo. Esta Igreja também sofreu divisões, portanto há o
grupo da Igreja Alta e o da Igreja Baixa, que diferem quanto à maneira de realizar seus
cultos e de se expressar. Os preceitos anglicanos estão ordenados no Livro de Oração
Comum, nos Ordinais originários dos séculos XVI e XVII, nos 39 Artigos de Religião da
Igreja da Inglaterra, nos quais está contido o resumo da crença anglicana, e mais
sinteticamente no Quadrilátero de Lambeth-Chicago de 1886-1888, texto onde estão
inscritos os princípios essenciais do Anglicanismo Histórico, entre eles a busca da unidade
da Igreja Cristã.

Após a morte de Henrique VIII quem assume é seu filho.


Eduardo VI assume com apenas 10 anos de idade, Ele teve Thomas Cranmer como tutor e
durante esse período a Reforma na Inglaterra teve um considerável avanço
Thomas Cranmer foi o Arcebispo de Cantuária (Canterbury), Sé Principal da Igreja da
Inglaterra, durante os reinados de Henrique VIII de Inglaterra e Eduardo VII de Inglaterra. A
ele é creditada a autoria dos dois primeiros volumes do Livro de Oração Comum (1549 e
1552), o qual estabeleceu a estrutura básica da liturgia Anglicana por séculos e influenciou a
língua inglesa
Joaz reinou com sete anos , Joiada foi tutor
Eduardo VI morre precocemente aos 16 anos de idade em 1553
Quem assume seu lugar é Maria Tudor em 1553 ( Também conhecida como Maria
Sanguinárea) manda prender Thomas Cranmer, faz ele se retratar.
E ela manda matar vários cristãos entre eles Hugh Hidley, Latimer e Cranmer
Hugh Hidley Latiner e Thomas Cranmer em fogo em praça publica
Hidley: Coragem Latimmer coragem, hoje nós nestamos acendendo na Inglaterra uma
fogueira que nunca mais poderá ser apagada, não é o fogo da fogueira que nos queima mas
é o fogo do evangelho que vai se alastrar por essa nação
Houve um êxodo dos Cristãos que tiveram que Fugir inclusive John Knox
Cinco anos depois morre maria Tudor em 1558
E em 1558 assume a rainha Elizabeth período Elizabetano ou Isabelino
Ao retornarem eles fizeram 4 exigencia queremos uma Igreja Pura, Teologia pura, Liturgia
Pura, E governo Puro. Entao eles foram batizados de Puritanos
ecclesia reformata et semper reformanda est Igreja Reformada está Sempre se Reformando
1618-1619 Gisbertus Voetius disse isso no Sínodo de Dort
Conclusão: Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste
eternamente. Isaías 40:8

Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e
invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigênito de Deus, gerado do Pai antes de todos
os séculos. Deus de Deus, Luz da luz, verdadeiro Deus de verdadeiro Deus, gerado, não feito, da mesma
substância do Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E, por nós, homens, e para a nossa salvação,
desceu dos céus: Se encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria, e se fez homem. Também
por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou dos mortos ao terceiro
dia, conforme as Escrituras; E subiu aos céus, onde está assentado à direita de Deus Pai. Donde há de
vir, em glória, para julgar os vivos e os mortos; e o Seu reino não terá fim. Creio no Espírito Santo, Senhor
e fonte de vida, que procede do Pai (e do Filho); e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele falou
pelos profetas. Creio na Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica. Confesso um só batismo para remissão
dos pecados. Espero a ressurreição dos mortos; E a vida do mundo vindouro. Amém.