Você está na página 1de 9

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

PROCURADORIA-GERAL FEDERAL
PROCURADORIA-SECCIONAL DA PFE/INSS EM UBERLÂNDIA
Av. Rondon Pacheco, nº 345, bairro Tabajaras – 6º andar – Uberlândia – MG CEP 38.400-242
Telefax: (34) 3088-3300

EDITAL Nº 01/2018

PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO DE NÍVEL

SUPERIOR - DIREITO
EDITAL Nº 01/2018

SELEÇÃO PÚBLICA PARA ESTÁGIO REMUNERADO NA PROCURADORIA-SECCIONAL DA PFE/INSS EM


UBERLÂNDIA

A Procuradoria-Seccional da PFE/INSS em Uberlândia, torna pública a abertura de processo seletivo para


seleção de estagiários de direito, conforme as disposições a seguir:

1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES


1.1. O processo seletivo visa seleção de candidatos a vagas de estágio de direito, para formação de
cadastro reserva no âmbito da PFE/INSS em Uberlândia.
1.2. Poderão participar do processo seletivo estudantes que estiverem com matrícula e frequência
regular no curso de DIREITO, a partir do 2º ano ou 3º semestre até o último semestre do 4º ano ou 8º
semestre, vinculados ao ensino público ou particular, nos termos da Lei n° 11.788, de 25 de novembro
de 2008, e Portaria AGU nº 282, de 16 de junho de 2011.
1.3. O processo seletivo será executado e acompanhado pela Procuradoria-Seccional da Procuradoria
Federal Especializada junto ao INSS em Uberlândia, através de comissão composta por 03 Procuradores
Federais, especialmente designada para tal fim;
1.4. Do total das vagas de estágio que surgirem, 10% (dez por cento) serão reservadas para estudantes
com deficiência, na forma do §5°, art. 17, da Lei n° 11.788/2008.
1.4.1. Os estudantes com deficiência deverão entregar no dia da realização da prova laudo médico
(original ou cópia autenticada), emitido nos últimos 12 (doze) meses.
1.4.2. Os estudantes portadores de deficiência deverão apontar na ficha de inscrição, em campo
específico, o tipo de deficiência e se há necessidade de algum tipo de prova especial, bem como a
descrição do número do CID (Classificação Internacional de Doenças).
1.4.3. Caso não existam estudantes com deficiência aptos e em número suficiente para preenchimento
das vagas que vierem a surgir durante o prazo de validade do processo seletivo, serão convocados
estudantes da lista geral.

2. DAS INSCRIÇÕES
2.1. As inscrições serão realizadas no período de 29/10/2018 a 12/11/2018, pelo e-mail
psfula.coordenacao@agu.gov.br, por meio de envio do formulário disposto no Anexo I deste Edital.
2.2. Não haverá cobrança de taxa de inscrição.
2.3. O candidato receberá um comprovante de inscrição, por e-mail, até o dia 19 de novembro.
2.4. A inscrição pode ser feita pelo próprio candidato ou por procurador mediante apresentação de
instrumento particular de procuração.
2.5. No ato da inscrição, o candidato deverá declarar se é ou não contemplado pelo Programa
Universidade para Todos – ProUni e/ou pelo Programa de Financiamento Estudantil – FIES. A ausência
da declaração levará a perda do direito previsto no artigo 18 da ON/MPDG/SIPEC nº 02/2016.
2.6. Caso o candidato não receba o comprovante por e-mail, deverá se dirigir pessoalmente a sede da
Procuradoria-Seccional Federal em Uberlândia, entre os dias 20 e 21 de novembro, das 9 às 16 horas,
com cópia do e-mail enviado e munido de documentos pessoais para fins de comprovação da inscrição.

3. DA SELEÇÃO E CLASSIFICAÇÃO
3.1. O processo seletivo compreenderá a realização de prova escrita, de caráter eliminatório e
classificatório, no valor de 100 pontos, cujo conteúdo programático está descrito no Anexo II deste
edital;
3.2. A prova escrita conterá vinte questões objetivas valoradas em 03 pontos cada e uma questão
discursiva valorada em 40 pontos.
3.3. Somente será considerado aprovado no processo seletivo o candidato que obtiver, no mínimo, 50%
de pontos no total da prova escrita, limitados aos 25 primeiros, sendo classificados todos os que
eventualmente estejam empatados na 25ª colocação.
3.4. Será eliminado do processo seletivo o candidato que não comparecer para realização da prova
escrita, no dia e horário marcado.
3.5. Será elaborada lista de classificação final em ordem decrescente de pontos obtidos no processo
seletivo.
3.6. Os estudantes aprovados no presente processo seletivo serão chamados na medida em que houver
vaga disponível.
3.7. Caso haja empate, terá preferência o estudante que for mais idoso.

4. DA PROVA ESCRITA
4.1. A prova escrita terá a duração de até 2 (duas) horas.
4.1.1. A prova será aplicada no dia 27/11/2018, às 14:00 horas, em local a ser publicado posteriormente,
por meio de edital.
4.2. O candidato deverá comparecer ao local da prova com 30 (trinta) minutos de antecedência.
4.3. O candidato deverá comparecer munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta, do
comprovante de inscrição e de documento de identidade com foto.
4.3.1. Serão considerados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Militares,
pelas Secretarias de Segurança Pública, pelos Institutos de Identificação, pelos Corpos de Bombeiros
Militares e pelos órgãos fiscalizadores de exercício profissional (ordens, conselhos, etc.); passaporte
brasileiro; certificado de reservista; carteiras funcionais do Ministério Público e expedidas por órgão
público que, por lei federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de
habilitação (somente o modelo novo com foto).
4.3.2. Não serão aceitos como documentos de identidade: certidões de nascimento; CPF; títulos
eleitorais; carteiras de motorista (modelo sem foto); carteiras de estudante; carteiras funcionais sem valor
de identidade; documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados.
4.4. Não será admitido o ingresso de candidato no local de realização da prova após o horário fixado
para seu início.
4.5. A prova será realizada sem consulta a qualquer material, não sendo permitida, durante sua
realização, a comunicação entre os candidatos ou a utilização de aparelhos eletrônicos (BIP, telefone
celular, walkman, agenda eletrônica, palmtop, notebook, receptor, máquina de calcular, máquina
fotográfica, controle de alarme de carro, relógio do tipo databank, gravador, pager, etc.), livros,
anotações, etc.
4.6. Não será permitido ao candidato retirar-se do local de realização da prova levando o caderno de
provas.
4.7. Não haverá segunda chamada para a realização da prova. O não comparecimento implicará na
eliminação automática do candidato.
4.8. O gabarito com a resposta às questões será divulgado no dia 28/11/2018, às 12:00 horas, e afixado
no quadro de avisos da PFE/INSS, à inteira disposição dos candidatos.

5. DOS RECURSOS
5.1 Os candidatos poderão interpor recurso contra as questões da prova e contra o gabarito, desde que
devidamente fundamentados.
5.2 O recurso, contra as questões ou contra o gabarito, deve ser protocolado na Procuradoria-Seccional
(Av. Rondon Pacheco, 345, 6º andar, bairro Tabajaras, Uberlândia), no prazo de 2 dias úteis da
divulgação do gabarito no mural da PFE/INSS.
5.3 Os recursos serão analisados e decididos pela Comissão do processo seletivo.
5.4 O resultado do julgamento dos recursos deve ser divulgado no mural da PFE/INSS até o dia
05/12/2018.

6. DA DIVULGAÇÃO DO RESULTADO
6.1. O gabarito e os resultados de recursos, serão divulgados por meio de afixação no mural da
PFE/INSS, conforme itens 4.8 e 5.4.
6.2. O resultado final do processo seletivo será divulgado no mural da PFE/INSS e no site oficial da
Instituição até 7 (sete) dias úteis após a realização da prova escrita.

7. DA CONVOCAÇÃO
7.1. A convocação para a contratação será realizada mediante contato telefônico ou e-mail.
7.2. Serão considerados para convocação os telefones e os e-mails registrados pelo estudante na ficha
de inscrição, sendo de responsabilidade do estudante manter sempre atualizados os dados cadastrais na
PFE/INSS.
7.3. No caso do estudante não ser localizado após 03 tentativas de contato realizadas pela PFE/INSS, seu
nome permanecerá na lista de classificados aguardando o surgimento de nova oportunidade de
contratação e o estudante com classificação imediatamente posterior será convocado.
7.4. Será eliminado do processo seletivo o candidato que:
a) faltar à prova escrita do processo seletivo;
b) deixar de apresentar os documentos pessoais e comprovante de matrícula no curso de Direito, no
momento em que exigido, sem motivo justificado formalmente; e
c) se recusar a iniciar o estágio, na data, local e demais condições estipuladas pela PFE/INSS.
7.5. Caso a jornada de estágio seja incompatível com os horários de atividades escolares ou acadêmicas,
o estudante permanecerá na lista de classificação até o surgimento de vaga compatível.
7.6. O estudante que desistir formalmente do estágio será excluído da lista de classificação.
7.7. O estudante pode requerer seu remanejamento para o final da lista de classificação, mediante
requerimento que deve ser apresentado pessoalmente na PFE/INSS ou por e-mail em reposta à
convocação para contratação.
7.8. Não será fornecido ao estudante comprovante de classificação no processo seletivo.
7.9. Conforme prevê o artigo 18 da ON/MPDG/SIPEC nº 02/2016, o estudante de nível superior
contemplado pelo Programa Universidade para Todos – ProUni e Programa de Financiamento Estudantil
– FIES terá prioridade na concorrência por vagas de estágio de direito no processo seletivo regido pelo
presente Edital.

8. DO PREENCHIMENTO DAS VAGAS DE ESTÁGIO


8.1. O preenchimento das vagas de estágio ocorrerá a partir da publicação dos resultados, de acordo
com as necessidades da Unidade.
8.2. A PFE/INSS reserva-se ao direito de convocar estudantes em número que atenda às necessidades do
serviço, de acordo com a disponibilidade orçamentária e a existência de vaga.
8.3. A contratação será feita mediante a assinatura de Termo de Compromisso de estágio a ser
fornecido pelo Centro de Integração Empresa Escola – CIEE, em cumprimento ao contrato nº 01/2011,
celebrado através do pregão eletrônico nº 02/2011, entre INSS e CIEE, ou o que venha a substituí-lo.
8.4. Não serão contratados estudantes que, no ato da convocação, estiverem cursando o segundo
semestre do 5º ano ou 10º semestre do curso de Direito.

9. DA VALIDADE DO PROCESSO SELETIVO


9.1. O processo seletivo terá validade de 12 meses, podendo ser prorrogado a critério da PFE/INSS.

10. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS


10.1. A jornada de atividade em estágio será de 4 (quatro) ou 6 (seis) horas diárias, no período da
manhã ou da tarde, observado o horário de funcionamento da PFE/INSS, desde que compatíveis com o
horário escolar e as necessidades da Unidade contratante.
10.2. O estudante em estágio não obrigatório de nível superior perceberá bolsa de estágio nos valores
previstos na legislação em vigor, a saber:
a) estágio nível superior com carga horária de 20 (vinte) horas semanais – R$ 364,00; e
b) estágio nível superior com carga horária de 30 (trinta) horas semanais – R$ 520,00.
10.2.1. O estagiário contratado não poderá receber simultaneamente outra bolsa, auxílio ou qualquer
espécie de remuneração de qualquer órgão federal.
10.3. Será considerada, para efeito de cálculo do pagamento da bolsa, a frequência mensal do
estagiário, deduzindo-se os dias de faltas não justificadas, salvo na hipótese de compensação de horário,
previamente autorizada pela chefia da Unidade.
10.4. O estagiário terá direito ao auxílio-transporte no valor de até R$ 132,00, pagos de forma
proporcional aos dias efetivamente estagiados.
10.5. O estagiário não faz jus a outros benefícios, tais como auxílio-alimentação, auxílio-saúde, entre
outros.
10.6. Não poderá participar do processo seletivo para estágio na PFE/INSS:
a) o ocupante de cargo, emprego ou função vinculados a órgãos ou entidades da Administração Pública,
Direta ou Indireta, de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal ou dos
Municípios;
b) o militar da União, dos Estados ou do Distrito Federal;
c) o titular de mandato eletivo federal, estadual, distrital ou municipal; e
d) estudante que possua vínculo profissional ou de estágio com advogado ou sociedade de advogados.
10.7. A realização do estágio não estabelece vínculo empregatício do estudante com a AGU ou o INSS.
10.8. Ao término do estágio será fornecido ao estudante, a requerimento deste, atestado de que foi
realizado estágio na PFE/INSS, com a indicação do período efetivamente estagiado.
10.9. Os casos omissos serão resolvidos pela Unidade local da PFE/INSS realizadora da seleção.

Uberlândia/MG, 23 de outubro de 2018.

Fouad Degani Mikhail


Procurador Seccional Federal Substituto
Anexo I
Ficha de Inscrição

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO
PROCURADORIA-GERAL FEDERAL
PROCURADORIA-SECCIONAL DA PFE/INSS EM UBERLÂNDIA
Av. Rondon Pacheco, nº 345, bairro Tabajaras – 6º andar – Uberlândia – MG CEP 38.400-242
Telefax: (34) 3088-3300

Nome:
Naturalidade:
CPF RG
Data de
nascimento
Endereço: Número
Complemento Bairro
Cidade Estado
Telefone 1 Telefone 2
e-mail 1 e-mail 2
Instituição de Período
Ensino
É beneficiário Sim Não Possui Sim Não
PROUNI/FIES deficiência
Conhecimentos Básico Intermediário Avançado
de informática
ANEXO II - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO PROCESSO SELETIVO REGIDO PELO EDITAL Nº.
01/2018 DA PFE/INSS EM UBERLÂNDIA/MG

Direito Constitucional: 1) Constituição. Conceito e Classificação; 2) Sistema de Controle de


Constitucionalidade Brasileiro; 3) Princípios Fundamentais; 4) Direitos e Garantias Fundamentais; 5)
Direitos e deveres individuais e coletivos; 6) Direitos Sociais; 7) Organização do Estado Brasileiro; 8) Da
Organização Político – Administrativa; 9) Repartição de Competências; 10) Da Administração Pública e
dos Servidores Públicos Civis; 11) Poder Executivo. Atribuições e responsabilidade do Presidente da
República. Poder regulamentar, poder regulador e as agências administrativas; 12) Funções Essenciais à
Justiça: Da Advocacia e da Defensoria Pública. Advocacia Pública. Da Advocacia-Geral da União; Lei
Orgânica da Advocacia – Geral da União (Lei Complementar 73, de 10 de fevereiro de 1993): Das
funções institucionais, da composição e dos Órgãos vinculados; Procuradoria Geral Federal: arts. 9º, 10,
11, 12, 13 e 14 da Lei n.º 10.480, de 02 de julho de 2002; 13) Da ordem econômica e financeira; 14) Da
Ordem Social – Da Seguridade Social.

Direito Processual Civil: 1) Jurisdição natureza, conceito, características, espécies, a problemática da


jurisdição voluntária, princípios, estrutura constitucional (Poder Judiciário, Organização Judiciária,
atividade jurisdicional, atividades essenciais à Justiça), jurisdição constitucional das liberdades e seus
principais mecanismos (mandado de segurança individual e coletivo, mandado de injunção, habeas data,
ação popular, ação civil pública), respectivos natureza, conceitos, hipóteses de cabimento, detalhes
procedimentais; 2) Ação natureza, conceito, condições, admissibilidade e mérito, elementos; a questão
da classificação das ações; 3) Defesa: natureza, conceito, espécies; sua inserção entre as bases
fundamentais do Direito Processual; 4) Das partes e dos Procuradores. 5) Sujeitos do processo: o juiz,
sua atuação e poderes, impedimento e suspeição; legitimação ordinária e extraordinária; sujeitos
especiais do processo; o Ministério Público, sua atuação como parte e fiscal da lei, impedimento e
suspeição; a advocacia, privada e estatal, inclusive a defensoria pública. Deveres das partes, seus
procuradores e demais partícipes do processo; substituição e sucessão de partes e procuradores.
Representação técnica; 5) Competência conceito, critérios de distribuição, espécies; identificação do foro
competente; modificações (conexão, continência, prevenção), perpetuação da jurisdição, conflitos
positivo e negativo, competência da Justiça Federal; 6) Litisconsórcio conceito, espécies, a problemática
da unitariedade e necessariedade e Intervenção de terceiros: conceito de terceiro, classificação das
modalidades interventivas, figuras típicas (assistência simples e litisconsorcial, oposição, nomeação à
autoria, denunciação à lide, chamamento ao processo) e atípicas, conceito, natureza, cabimento,
aspectos procedimentais; 7) Atos processuais conceito, forma, tempo, nulidades (teoria processual das
nulidades, princípios respectivos, identificação, decretação e convalidação); prazos (classificação e modos
de contagem); fases procedimentais; 8) Procedimento Ordinário e Sumário; Da formação, suspensão e
extinção do processo. Fase postulatória: inicial, requisitos, pedido (alteração, aditamento, cumulação);
pedidos alternativo e sucessivo; indeferimento da inicial; improcedência liminar; resposta (contestação,
reconvenção, exceções); razões finais. Fase instrutória: conceito e características; prova: conceito,
sistemas, ônus e sua distribuição, princípios aplicáveis ao tema; a vedação constitucional das provas
ilícitas; classificação dos meios probatórios. Meios de prova em espécie (depoimento pessoal, confissão,
documentos, testemunhas, perícia, inspeção), natureza e conceito de cada um, hipóteses de cabimento,
procedimentos respectivos, incidentes. Fase decisória: sentença, natureza e conceito, classificação,
requisitos, funções, vícios, efeitos, eficácia natural e autoridade. Coisa julgada: natureza, conceito,
classificação, limites objetivos e subjetivos. 9) Recursos: natureza, conceito, inserção entre os mecanismos
de impugnação das decisões judiciais, classificação, efeitos, pressupostos, admissibilidade e mérito
recursais, princípios, regras gerais; sucedâneos recursais; remessa obrigatória. Recursos em espécie
(apelação, agravo, embargos infringentes, embargos de declaração, recurso ordinário constitucional,
recurso extraordinário (exigência de repercussão geral), recurso especial, rejulgamento para adequação
ao julgamento de recurso extraordinário): natureza e conceito de cada um, hipóteses de cabimento,
prazos, procedimento, pressupostos específicos, modos de interposição, súmula impeditiva, negativa de
seguimento, provimento liminar, peculiaridades específicas. 10) Leis 9.099/95 e 10.259/01.