Você está na página 1de 1

Ouça

Técnicas de estabilização

>

A

vítima reclama de dificuldades respiratórias ou

dor aguda no peito, sobretudo ao tentar respirar normalmente.

>

Sons de murmúrio ou estalar ao respirar.

> Sons de sucção seguidos de som de afluxo de ar. Converse

>

Toque

> Deformidades do peito.

> Coloque as duas mãos na parede do peito e pressione gentilmente: se houver um movimento anormal e um pequeno “clique”, associados à dor localizada, indicam fratura nas costelas. Suspeite

> Trauma no peito pode ser causado por mísseis e apunhaladas, uma explosão, uma desaceleração, um acidente de trânsito, um esmagamento ou queda.

> Estado de choque em decorrência da grande perda sanguínea na cavidade torácica. Apalpação do peito

> Coloque uma das mãos no meio da parte superior do peito da vítima, e pressione gentilmente, peça para a vítima tossir.

> Coloque uma das mãos em cada lado do peito da vítima e pressione gentilmente. Mais tarde no exame, você virará a vítima em busca de lesões nos lados ou costas do tórax.

A vítima consciente está muito ansiosa.

Observação:

A dor limita o esforço respiratório e diminui

os movimentos do peito. Assim, a respiração e a ventilação dos pulmões ficam ameaçadas.

Crescente Vermelho Somali
Crescente Vermelho Somali

[ver Técnica de imobilização 6.2.4 – Lesões nas costas e abdômen:

avaliação e controle]