Você está na página 1de 50

Curso para Noivos

Este curso é baseado no livro Ready to Wed: 12 ways to start a marriage


you'll love, dos autores Erin e Greg Smalley, [Focus on the Family], publicado pela
Tyndale House Publishers. Traduzido e adaptado por Deijenane Santos, mestre em
ciência política (UFPE), jornalista e tradutora. Ela administra duas páginas nas quais
aborda assuntos da vida à luz da Bíblia, com foco especial nas áreas de feminilidade e
masculinidade segundo a Bíblia e relacionamentos afetivos segundo os parâmetros
bíblicos. Nestas páginas você encontra recursos semelhantes a este curso para noivos.
Para segui-la nas redes sociais acesse:

@deijenane.santos
deijenane.santos
deijenanesantos@gmail.com

1
Este curso tem por objetivo ajudar noivos e aqueles que os aconselham a
compreender o propósito do casamento e como esta instituição pode ser usada
para a glória de Deus. Vivemos em uma época na qual existem muitas
mensagens conflitivas acerca do casamento e muitos corações têm sido partidos
por causa disso. Vocês, noivos cristãos, precisam buscar a sabedoria bíblica para
esta área das vossas vidas, é preciso ter a visão correta das coisas antes de
mergulhar de cabeça em algo que, segundo Deus, não tem volta, até que a morte
os separe! Redes sociais, relacionamentos de celebridades, Hollywood, novelas e
livros de romances não são fontes para o aprendizado sobre o casamento. A
Bíblia é a fonte de conhecimento sobre o casamento, pois Deus é o criador desta
instituição e só Ele pode dizer o que é, pra quê serve e como um casamento deve
ser. Obviamente que vocês podem procurar aprender acerca do matrimônio em
livros e materiais edificantes, existem alguns autores cristãos muito bons e com
base bíblica que podem ajudar vocês nesta jornada. Isso é bastante verdadeiro,
tanto que eu resolvi traduzir e adaptar o conteúdo do livro Ready to Wed: 12
ways to start a marriage you’ll love e transformá-lo neste curso para
noivos. Infelizmente, não há tradução deste livro no Brasil, o que é uma pena,
pois as lições aqui discutidas são de grande utilidade para os futuros cônjuges.
Este material também pode ser usado por líderes que trabalham no
aconselhamento de casais em fase pré-nupcial. Cada capítulo (14 ao todo, com
12 temas) do livro tem um texto temático e ao final há uma parte para
anotações, e uma lista de livros que podem ser usados junto com este livreto
para complementar o curso de aconselhamento pré-nupcial. Que Deus abençoe
a vossa leitura e que ela seja proveitosa para a vossa futura vida conjugal!

2
O que vocês vão aprender
com este material

As 12 maneiras de iniciar um casamento bem-sucedido:

INVISTA em seu futuro casamento, APRENDENDO sobre:

❤ Deixar e unir-se - desapegue-se dos laços familiares como solteiro (a), deixe
sua bagagem passada e mude seu estilo de vida ao unir-se ao seu cônjuge.

❤ Assumir um compromisso vitalício- o divórcio não é uma opção; seu


casamento é projetado para uma vida inteira.

❤ Honrar um ao outro- enxerguem um ao outro como um tesouro inestimável.

❤ Intimidade espiritual- busquem um relacionamento íntimo com Jesus


Cristo juntos.

❤ Intimidade física- ao casar-se, a intimidade física nunca deverá ser uma


tarefa ou obrigação, mas uma maneira de celebrar o seu relacionamento
colocando as necessidades e os desejos do seu cônjuge à frente dos seus.

❤ Comunicação positiva- Conversem todos os dias para se conhecerem


melhor.

3
❤ Aprenda a GERENCIAR CONFLITOS:

❤ Valorizando suas diferenças - diferenças de gênero e personalidade podem


ser algo bastante positivo para o crescimento do casal.

❤ Criando expectativas realistas - identifique suas expectativas irrealistas e


encontre soluções em que os dois saiam ganhando.

❤ Gestão saudável de conflitos - o conflito é inevitável, então, como devemos


lidar com ele?

❤ Compartilhando responsabilidades como uma equipe - seja justo sobre


tarefas domésticas e responsabilidades.

❤ Buscando a paz financeira e a harmonia - tome decisões em equipe

❤ Lidando com o estresse e as crises - aprender a enfrentar os desafios da vida


e do estresse cotidiano juntos.

4
Capítulo 01
Qual é o propósito do casamento?

TEMA: Definição e propósito do casamento

"Deus é o criador do casamento - foi ideia Dele desde o começo. Assim Eugene
Peterson parafraseia esta verdade: Deus, não você, fez o casamento. Seu Espírito
habita até os menores detalhes do casamento. E o que ele quer do casamento?
Filhos de Deus. Portanto, guarde o espírito do casamento dentro de você. Não
traia sua esposa. “Eu odeio o divórcio”, diz o Deus de Israel. O Senhor dos
Exércitos diz: "Eu odeio o violento desmembramento da do casamento de ''uma
só carne'." [...] Malaquias 2: 15-16. Deus é tão apaixonado pelo casamento que
Ele deu um lugar muito importante a ele em toda a Bíblia. As Escrituras
começam com um casamento: "Não é bom que o homem esteja só. Eu farei uma
adjutora para ele" (Gênesis 2:18). [No meio da] Bíblia há um livro notável e
muito romântico: o Cântico dos Cânticos, uma história de amor - apaixonada
[...]. Finalmente, a Palavra de Deus termina com um casamento muito diferente,
mas ainda mais importante: o casamento de Cristo com a Sua noiva imperfeita
mas redimida, a igreja, “a esposa do Cordeiro” (Apocalipse 21: 9).

As escrituras também registram Jesus realizando Seu primeiro milagre em um


casamento (João 2: 1–11). E a metáfora da noiva e do noivo é usada para
descrever a relação entre Deus e Israel - “Eu farei de você minha esposa para
sempre” (Oséias 2:19) - assim como Cristo e a igreja. O apóstolo Paulo escreveu
sobre isso em Efésios 5: 31-32: Um homem deixará seu pai e sua mãe e se
apegará a sua esposa, e os dois se tornarão uma só carne. Esse mistério é
profundo e estou dizendo que se refere a Cristo e à igreja. Quando Deus disse:
“Eu odeio o divórcio”, em Malaquias 2:16, nos perguntamos se Suas palavras
eram menos sobre Seus sentimentos em relação ao divórcio do que sobre Seu
amor pelo casamento. Os autores John e Stasi Eldredge, em seu livro Love and
War [amor e guerra], explicam a paixão de Deus pelo casamento: Quando

5
através do profeta Malaquias o Senhor Deus de Israel diz “Eu odeio o divórcio”,
ouvimos com um estremecimento. Mas deve ser com uma onda de esperança - a
paixão transmitida nessas três palavras revela quão profundamente ele ama o
casamento, quão fortes são seus interesses em seu sucesso. Então, se Deus é tão
apaixonado por casamento e deu-lhe tal lugar de destaque em todas as
Escrituras, é vital que comecemos esta jornada Prontos para Casar, com
uma compreensão clara do verdadeiro propósito do casamento.

Neste ponto, alguns de vocês podem estar pensando: quem se importa? Que
diferença faz se eu entendi o verdadeiro propósito do casamento ou não? Nós já
estamos envolvidos e estamos prestes a nos casar [...] se você não entender
como algo deve funcionar, poderá usá-lo incorretamente e acabar frustrado ou
pior. Queremos ajudá-lo a entender claramente como o casamento deve
funcionar e queremos mostrar o verdadeiro propósito de Deus para o
casamento, para que você possa evitar cometer erros devastadores. Você já
pensou em por que você está se casando? Temos certeza de que sua primeira
resposta provavelmente será "Estamos apaixonados". Isso geralmente é o que os
casais dizem quando fazemos essa pergunta. Mas vamos cavar um pouco mais.
Muitos casais entram no casamento com uma série de ideias românticas sobre
amor e casamento. Com grande entusiasmo, eles antecipam um cônjuge que
será tudo o que sonharam em um companheiro. Aqui estão algumas das razões
para se casar que ouvimos de casais de noivos ao longo dos anos, enquanto os
orientamos durante o aconselhamento pré-matrimonial:

 Para casar com sua alma gêmea


 Para significar um compromisso vitalício
 Para encontrar companheirismo "Estou me casando com meu melhor
amigo para não ficar mais sozinha".
 Para ter suas necessidades emocionais atendidas
 Para criar filhos e ter uma família
 Para dar o próximo passo lógico no relacionamento: "É o que você faz".
 Porque eles compartilham valores e interesses comuns
 Para satisfazer necessidades e desejos sexuais
 Por causa da incrível atração e química
 Para tornar-se inteiro ou completo como indivíduos

6
 Para fazer uma declaração pública de seu amor
 Para segurança financeira (benefícios fiscais, maior potencial de ganhos,
melhores cuidados de saúde)
 Para ter a segurança de um contrato legal
 Para encontrar a felicidade

Mas temos que lhe dizer, se alguma dessas razões descrever o propósito do seu
próximo casamento, então você poderá entrar numa fria! Se encontrar uma
alma gêmea é o seu objetivo, então você está se preparando para muitos anos de
dor e frustração. Por quê? A verdadeira questão é: o que acontece quando você
não é feliz? O que a ausência de felicidade significa para o seu relacionamento?
Podemos prever as perguntas que os casais começam a se fazer, porque as
ouvimos várias vezes:

 Eu casei com a pessoa errada?


 Há algo de errado comigo ou com minha esposa?
 Minha verdadeira alma gêmea ainda está por ai em algum lugar?
 Se não estou feliz com essa pessoa, não devo procurar alguém que me
faça feliz?

[...] Logo após o casamento, a maioria de nós começa a ver falhas em nossos
cônjuges e “brechas na armadura” que nós negligenciamos antes da cerimônia.
Nossos futuros cônjuges nos decepcionarão. [...] O que nós passamos a acreditar
ser a correta “química” romântica é na verdade nada mais do que amor
“egocêntrico”. A maioria das pessoas é romanticamente atraída por aqueles que
as gratificam, então elas se casam com a expectativa de verem cônjuge cumprir
todos os seus anseios. Esse tipo de amor não é o amor desinteressado e
verdadeiro, é egocêntrico, baseando sua atração na gratificação pessoal.
Dizemos: “Eu te amo pelo que você faz por mim. Eu sou atraído por você por
como você me faz sentir. Sei que estou apaixonada por você, porque preciso
muito de você.” A necessidade de alguém não é uma evidência de um altruísmo,
o amor por eles - ao contrário, é evidência de que você os deseja para a
realização emocional que você receberá deles. É uma estimativa razoável sugerir
que 98% de todos os casamentos cristãos hoje se baseiam nessa forma perigosa

7
de amor egoísta. É uma surpresa que tantos sejam infelizes no casamento? Não
é interessante, no entanto, que Deus nunca menciona nenhum desses objetivos
na Bíblia? Em nenhum lugar Ele fala sobre felicidade, a busca por uma alma
gêmea, química, filhos, segurança, conforto, companheirismo, sexo ou mesmo
amor como o “verdadeiro” propósito para o casamento. Deus criou o casamento
com algo muito mais maravilhoso em mente do que simplesmente um lugar
onde podemos satisfazer nossas necessidades e encontrar a felicidade.

Deus usa o casamento para realizar um objetivo muito importante: ajudar-nos a


sermos semelhantes a Cristo. O apóstolo Paulo entendeu claramente o seguinte:
“Aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem
conformes à semelhança de seu Filho” (Romanos 8:29). Se você perder esse
entendimento, seu casamento está destinado à dor e à frustração. Mas se você
"entender" - especialmente agora que você se prepara para caminhar até o altar
- então você estará muito à frente do resto do mundo. Ouça como Tim e Kathy
Keller explicam o verdadeiro propósito do casamento em seu livro O Significado
do Casamento: Ao procurar um parceiro de casamento, cada um deve ser capaz
de olhar dentro do outro e ver o que Deus está fazendo, e ficar empolgado em
fazer parte do processo de liberar o "novo eu da pessoa amada". . . Isso não é de
maneira alguma uma abordagem ingênua e romantizada - ao contrário, é
brutalmente realista. Nessa visão do casamento, cada pessoa diz ao outro: “Eu
vejo todos os seus defeitos, imperfeições, fraquezas, dependências. Mas por
baixo de todos eles vejo crescer a pessoa que Deus quer que você seja ”. . . O
objetivo é ver algo absolutamente arrebatador que Deus esteja fazendo com o
amado. Você vê até flashes de glória. Você quer ajudar seu cônjuge a se tornar a
pessoa que Deus quer que ele seja. . . . O que mantém o casamento é o seu
compromisso com a santidade do seu cônjuge.

Como você sabe? Ao se preparar para se casar, em vez de se perguntar: “Como


minhas necessidades serão atendidas?” Pergunte: “Como minha vida mostrará
evidências do caráter de Cristo?” O casamento não é a resposta. Nunca foi
projetado para atender às nossas necessidades. Cristo é a resposta. Na infinita
sabedoria de Deus, Ele sabe que nossas maiores necessidades relacionais serão
atendidas à medida que nos tornamos mais semelhantes a Seu Filho. Como tudo
o que ele criou, Deus quer usar o casamento para nos direcionar para si mesmo.

8
Deus usa os desafios e as alegrias do casamento para ajudar a moldar-nos e
moldar-nos à imagem de Jesus - e esse tem sido o Seu objetivo desde o
princípio. Durante o seu noivado e nos primeiros meses de seu casamento, você
está “semeando” comportamentos, padrões e hábitos em seu relacionamento.
[...] O casamento é um processo ao longo da vida com o qual devemos nos
comprometer sempre. Todos os dias, temos que decidir amar nossos cônjuges e
investir em nossos casamentos.

Comece agora a investir em seu casamento, aprendendo pra quê ele foi criado e
o quê ele requer de vocês.

9
Capítulo 02
Deixando pai e mãe
e unindo-se ao seu cônjuge
TEMA: iniciando uma nova família/independência dos pais

[...] O pai oferece a mão da filha ao noivo, dá um passo para trás e se senta. Isso
se chama 'cortar os laços'. Esta separação intencional e estratégica entre pai e
filha é a chave para iniciar a união entre marido e mulher [...] Mãe e pai
precisam recuar e permitir que o novo casamento floresça. Intromissão e
envolvimento vão erodir o enlace matrimonial. [...] O casamento é um
relacionamento prioritário que ultrapassará seu relacionamento com seus pais.
[...] "Deixar" no texto [de Gênesis 2.24] significa que nenhum relacionamento,
com exceção de sua relação com Deus, é mais importante do que o seu
casamento. Deixar pai e mãe significa abandonar, renunciar, afastar-se, deixar
para trás, largar sua família de origem. O foco da palavra 'deixar' nessa
passagem está relacionado a uma partida relacional e emocional [em relação à
família de origem].

Tradicionalmente, ir de criança a adulto envolve:

1. Deixar a casa paterna

2. Profissionalizar-se

3. Encontrar um emprego

4. Casar-se

5. Ter filhos

Em gerações passadas, estes rituais de passagem da maturidade aconteciam


rapidamente, quando não, simultaneamente. Não havia esse prolongamento

10
para se chegar à vida adulta. Você saía de casa preparado para a
responsabilidade do trabalho, de um cônjuge e do mundo. Os pais deixavam os
filhos saírem de casa como adultos e não em uma jornada para se tornarem
adultos.

* Deixe sua adolescência para trás

Casamento e adolescência não combinam. A adolescência começa por volta dos


12 anos e para algumas pessoas ela se prolonga até os trinta ou quarenta anos.
Adolescência Prolongada é definida como 'muitos privilégios e pouca
responsabilidade. A verdade é que casamentos nos quais um ou ambos os
cônjuges vivem com muitos privilégios e poucas responsabilidades são sofridos.

* Deixe sua dependência financeira [de sua família] para trás

Deixar sua família financeiramente exige cortar sua dependência em relação ao


que seus pais podem lhe dar. [...] Trabalho duro com gastos moderados é igual a
um casamento feliz. Em outras palavras, produza mais do que consome. [...]
Ganhar seu próprio sustento pode requerer alguns sacrifícios e ajustes em
relação as suas expectativas no que concerne ao seu estilo de vida, mas vale à
pena, você pode fazer isso [sem a ajuda dos seus pais].

* Deixe seus pais relacional e emocionalmente

Quando seus pais se envolvem em seu relacionamento você começa a se


responsabilizar pelos sentimentos e ações deles. Você começa a tomar decisões,
organizar atividades, criar os filhos, fazer parte de uma certa igreja, além de
escolher uma carreira com base nos desejos e expectativas dos seus pais. Deixar
os pais relacional e emocionalmente significa que você deixa pra trás as
expectativas deles para a sua vida. [...] Parte do meu curso de Aconselhamento
Pré-Nupcial sempre inclui as seguintes recomendações para promover unidade
nos casamentos junto com um relacionamento saudável com os pais.

11
*1* Priorize seu futuro cônjuge mais que seus pais

O laço entre um esposo e uma esposa é maior do que aquele entre pais e filhos.
[...] Seu cônjuge precisa ser a primeira pessoa com quem você fala sobre
decisões, projetos de família, lutas pessoais e resolução de conflitos.

*2* Quando estiver em conflito não procure seus pais como aliados

Quando você entrar em conflito com seu futuro cônjuge, dê um tempo na


conversa e vá ficar um pouco a sós com o Senhor. Você não precisa chamar sua
mãe ou seu pai.

*3* Nunca compare seu futuro cônjuge com seus pais

Ela não é sua mãe. Ele não é seu pai. 'Expectativas não faladas em relação à
forma como se deveria preparar as refeições e [...] às tarefas domésticas [do jeito
que os pais faziam ou fazem] podem ofender um cônjuge com o tempo. Nunca
compare os pontos fortes dos seus pais com as fraquezas do seu cônjuge.

*4* Não se responsabilize pelas emoções, palavras ou ações dos


seus pais.

A ligação que você tem com seus pais começa a não ser saudável quando você
começa a tomar decisões em seu casamento com base em perguntas do tipo: o
que meus pais vão achar disso? [...] Você pode amar, honrar e abençoar seus
pais sem se responsabilizar pelos corações deles.

12
*5* Perdoe seus pais

Deixe sua família com um coração aberto e livre. Se você deixar seu lar com
alguma raiva não resolvida no seu coração em relação a seus pais, isso vai
aparecer no casamento. A questão não é se, mas quando surgirá. Livre-se da dor
causada pelos seus pais. Entregue o passado ao Senhor e assim você poderá
viver me paz com todos.

*6* Para de obedecer aos seus pais, mas nunca pare de honrá-los

Como adultos, não obedecemos mais aos pais. Não procuramos saber deles
qual será nosso próximo passo. Não precisamos pedir permissão a eles para
viajar de férias. A obediência termina, mas nunca a honra.

* Abençoando a separação

Na sua cerimônia de casamento você deseja ter a bênção dos seus pais porque
ela mostra e honra o papel que eles tiveram em sua vida. [...] Porém, a bênção
nem sempre é possível. Se seus pais não abençoarem seu casamento, você ainda
deve tê-los em alta estima. Ouça-me: você pode honrá-los sem precisar
concordar com eles. Sua capacidade de fazer isso vai ter ajuda no casamento.
Você passará a maior parte da sua vida marital horando seu cônjuge mesmo que
nem sempre você concorde com ele ou ela. Amar e honrar um genitor ou
cônjuge difícil se assemelha à maneira como Jesus nos ama e nos perdoa.

[...] Quando vocês e seus pais decidem se separar, seu casamento sai
ganhando.

*Ted Cunningham, pastor da igreja Woodland Hills Family Church e autor de


vários livros sobre relacionamentos dentro dos padrões bíblicos.

13
Capítulo 03
O poder do compromisso

TEMA: o compromisso como base de sustentação do casamento

O grande dia finalmente chegou. O casamento havia sido cuidadosamente


planejado, e tudo estava funcionando perfeitamente, exceto pelo fato de que
Lisa não se sentia tão tranquila por dentro. Enquanto sua mãe a ajudava
esticando o véu, Lisa sussurrou: "e se eu não estiver tomando a decisão certa?"
Os pais dela se divorciaram quando Lisa tinha sete anos. Ela se lembrou da dor
como se tivesse sido ontem. Este acontecimento e os anos seguintes de
turbulência a deixaram cética em relação a um casamento realmente funcionar
[...].
A sua mãe tentou confortá-la dizendo: "querida, não se preocupe; você pode
voltar pra casa sempre se as coisas não derem certo com o Steve". Para a
surpresa da mãe, Lisa começou a chorar e soluçar. Ela não queria ouvir que
havia um bote salva-vidas, que ela poderia voltar pra casa se precisasse. Em
meio a lágrimas, Lisa disse à mãe: "mãe, obrigada por tentar me dar apoio, mas
eu preciso desesperadamente me certificar de que é possível que isso funcione,
não é um conto de fadas, estou com muito medo que Steve e eu não tenhamos o
que for necessário para [que o casamento dê certo], mas eu quero que nosso
matrimônio dure minha vida inteira, estou sendo realista?"

[...] O compromisso é a base do que é necessário para construir e manter


verdadeiramente uma vida feliz e duradoura juntos.

O Fundamento para ser profundamente conectados


O que você mais deseja no casamento? Veja essa passagem de Gênesis 2.24-25:

14
Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se
tornarão uma só carne. O homem e sua mulher viviam nus, e não sentiam
vergonha.
Pra você, o que significa estarem nus e não sentirem vergonha? Eu acho que
significa que Adão e Eva sentiam-se completamente aceitos e amados. Eles
tinham uma segurança emocional profunda. Eu acho que isso reflete o
desejo que a maioria de nós tem de ser amado e aceito [...] este é o tipo de amor
que vocês podem dar um ao outro no casamento. Note que a profunda
intimidade descrita em Gênesis é encontrada no compromisso presente nos
versos anteriores. Pra início de conversa, quando você se casa, seu compromisso
implica que você deixe algumas coisas para trás. Nesta passagem é dito que "o
homem precisa deixar seu pai e sua mãe". Esta passagem também fala de
permanência. A expressão unir-se no original hebraico significa agarrar-se,
apegar-se, manter-se fiel a. Isso é mais do que ficar juntos. É estar juntos em
um compromisso profundo e escolhido de livre e espontânea vontade. Estar
juntos em um compromisso não é encurralar vocês, mas liberá-los para
intimidade e conexão. Somente na segurança de um compromisso seguro é
racional ficar nu e não se envergonhar.

Dois tipos de compromisso

[...] Preste atenção nestas duas declarações:


"Com certeza Maria está comprometida com este projeto".
"Bob se comprometeu com este projeto; ele não pode voltar atrás agora".
O primeiro caso apresenta compromisso como dedicação. O segundo caso
mostra compromisso como limitação/constrangimento. Dedicação
implica um estado interno de devoção a alguém ou a um projeto. Já o
constrangimento implica um senso de obrigação. Enquanto a dedicação é
uma força que te empurra pra frente, o constrangimento é uma força que te
empurra pelas costas. Segundo pesquisas, casais que agem com dedicação são
mais felizes, mais conectados e mais abertos entre si. Isso acontece porque
casais dedicados mostram comprometimento das seguintes formas:

15
1. Eles fazem de seus parceiros e de seus casamentos suas maiores prioridades.
2. Eles protegem seus relacionamentos de atração por outros.
3. Eles se sacrificam um pelo outro sem ressentimento.
4. Eles tomam decisões como uma equipe.
5. Eles investem em si mesmos na construção de um futuro juntos, eles têm
uma visão de longo prazo.
6. Eles sonham juntos e criam planos específicos para o futuro.
Aqueles casais que perdem a dedicação e têm apenas obrigações ou estarão
juntos e infelizes ou vão se separar. Manter o tipo de dedicação que segura um
casamento forte e em progresso significa consistentemente tomar decisões que
protejam o seu casamento, isso significa praticar os itens da lista acima.

*Scott Stanley, phd, professor e co-diretor do Centro de Estudos da Família da


Universidade de Denver, EUA e autor de livros na área de relacionamentos.

16
Capítulo 04
Te honrando todos os dias
da minha vida

TEMA: a honra como fundamento para um bom relacionamento

[...] "Prometo ser fiel, amar-te e respeitar-te [...] por todos os dias da nossa
vida." Talvez você tenha escolhido exatamente estas frases para serem ditas nos
seus votos de casamento. Se esse foi o caso, você está perto de liberar o que eu
creio ser o mais importante conceito para construir um relacionamento
matrimonial forte. Qual é a palavra? Vamos voltar à frase popular "Prometo ser
fiel, amar-te e respeitar-te [honrar-te] por todos os dias da nossa vida." A
palavra que tem um impacto tão profundo em um casamento não é o que a
maioria das pessoas acham, amor. Embora o amor seja importante, é na outra
palavra que quero focar. Quero lhe mostrar o poder fantástico da palavra
honrar. O dicionário a define como "ter o maior apreço, ver com distinção,
mostrar um alto valor". Eu a defino como "a decisão que fazemos de ver o outro
como um tesouro precioso, reconhecendo seu incrível valor e honra". Quando
escolhemos honrar alguém, essa decisão tem um efeito poderoso no
relacionamento. O especialista e doutor em relacionamentos, John Gottman,
afirma que: "sem honra, todas as habilidades que se pode aprender para lidar
com o casamento não darão certo". O dr. Scott Stanley observa que " a honra é o
combustível que mantém o casamento longo agradável e funcional. Se apenas
uma fagulha de respeito ou veneração permanecer, essa fagulha pode ser
transformada em chama em poucos dias".

[...] Se vocês quiserem um casamento fantástico, os corações de vocês devem


estar abertos para com o outro. Em outras palavras, para conseguir tudo o que

17
você deseja em um casamento: paixão, diversão, conexão, comunicação,
intimidade, sexo, o que seja, dois corações precisam estar abertos. Estes
componentes de um casamento saudável não vão aparecer se os corações
estiverem fechados, e com o tempo, um coração fechado se torna duro
[exatamente como Jesus falou em Mateus 19, respondendo aos que o
interrogaram pelo fato de Moisés haver permitido dar carta de divórcio. Jesus
afirmou que foi pela dureza do coração deles que o líder do povo hebreu
permitiu o divórcio].
[..] A chave para se ter um coração aberto é o que chamo de "segurança
emocional". [...] Quando você se sente seguro com o seu futuro cônjuge, seu
coração se abre e a conexão acontece. Entretanto, por outro lado, quando você
se sente emocionalmente inseguro com o seu futuro cônjuge, seu coração se
fecha e você se desconecta emocionalmente e se retrai. [...] A honra é o
fundamento para criar um casamento que seja o lugar mais seguro do mundo.
[...] Eu creio que o plano master para construir um fundamento de honra e
segurança no seu casamento começa com um mandamento bem direto do
apóstolo Paulo: "Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a
si mesmo", Efésios 5.33. [...] Paulo está dizendo que devemos fazer pelas nossas
esposas aquilo que fazemos por nós. Quando decidimos apreciar e nutrir
regularmente um ao outro, construímos um fundamento sólido de honra e
segurança em nosso casamento. "Amai-vos cordialmente uns aos outros com
amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros" Romanos 10.12. Você
está iniciando uma jornada com a pessoa que você escolheu para passar o resto
da vida. [...] Você encontrará pontos difíceis e desafios, mas em meio aos altos e
baixos, você pode escolher atentar para os valores de seu cônjuge (apreciar) e
tratá-lo (a) de maneira valorosa (nutrir). Lembre-se de como você se sente
agora e porque você escolheu seu noivo (a) como seu parceiro (a) nesta jornada.
A honra contribuirá muito no casamento, não só agora, mas eternamente.

*Gary Smalley (in memoriam), autor consagrado de vários livros de


relacionamentos sob a perspectiva cristã.

18
Capítulo 05
Parceiros construindo
intimidade espiritual

TEMA: a importância da intimidade espiritual para o casamento

[...] Muitos casais batem cabeça em conflitos espirituais logo após o casamento,
quando não, até antes mesmo da recepção matrimonial [...]. "Com certeza ela
não é a mulher de Provérbios 31", "ele nem chega perto de ser um líder
espiritual"... [...] Parte do problema é que muitos casais não se sentam para falar
dos detalhes de sua fé antes chegarem ao altar. O resultado: conflitos que
podem deixar mais marcas do que a final do campeonato da NFL. A boa notícia
é que há uma solução para este problema. Ela engaja casais, maridos e esposas
no mesmo barco. Ela cria unidade. É um tipo de intimidade que muitos futuros
cônjuges esquecem, é a Intimidade Espiritual.
[...] Intimidade Espiritual é um vínculo forte e solidificador. Sem ela, o
casamento não funcionará como deveria. Vocês precisam ter Cristo no centro do
relacionamento; colocá-lo lá criará intimidade espiritual no casamento, assim
como acontece na vida de vocês quando Ele é o centro. [...] Isso envolverá coisas
como oração, ir à igreja, servir, ensinar verdades espirituais aos seus filhos...
Mas essa não é toda a história. Também envolverá conhecer o coração espiritual
e a mente do seu cônjuge melhor do que ninguém, além de estar familiarizado
com as perguntas, dúvidas, medos, convicções fundamentais, prioridades e dons
espirituais de cada um. Criar este tipo de proximidade e encorajar um ao outro
em seu crescimento como cristãos é o fundamento da Intimidade Espiritual.

Construtor de Intimidade 01: Partilhe seu histórico de fé

19
Comece partilhando sua história de fé com seu futuro cônjuge [...] fale do papel
da fé em sua infância e o que ela significa pra você agora, por exemplo.

Construtor de Intimidade 02: comece por você


Um dos primeiros passos em direção à intimidade espiritual é se certificar que
você tem um relacionamento com Deus. Pode não ser perfeito, mas deve ser
vivo e progressivo.

Construtor de Intimidade 03: tenha paciência com diferenças na


maturidade espiritual

"Aceitem um ao outro" (Romanos 15.7). [...] A aceitação é a cola mais poderosa


dos relacionamentos.

Construtor de Intimidade 04: valorize seu relacionamento mais do


que ganhar

[...] A maioria dos casais arrumam problemas quando estão discutindo assuntos
porque eles estão mais comprometidos em ganhar o debate do que com o ponto
de vista da outra pessoa, muito menos dar crédito ao outro. Por isso, é vital que
você e seu cônjuge sintam-se ouvidos, compreendidos e respeitados quando há
diferenças de opinião em relação aos valores espirituais.

Construtor de Intimidade 05: orem juntos

[...] Nada promove a intimidade espiritual mais do que orar juntos. [...] Na
bonança, nas dificuldades, em tempos de ocupações e em tempos de paz, levar
em consideração as necessidades de cada um e orar por elas juntos é a chave
para abrir corações e trazer enriquecimento para um relacionamento. [...]. Se
vocês fizerem disso um hábito logo no início do casamento, isso pode fazer toda
a diferença em dar o tom para a relação de vocês. Ao fazer isso vocês estarão

20
dizendo um ao outro: "o seu crescimento espiritual é importante para mim.
Nosso crescimento espiritual como casal é uma prioridade".

Construtor de Intimidade 06: leiam a Bíblia e livros devocionais


juntos

Uma das melhores formas de crescer espiritualmente é lendo a Palavra de Deus


juntos. [...] Enquanto vocês leem, não se tentem ver quem é o cônjuge mais
intelectual ou mais 'profundo', isso não é uma competição. É um momento para
aprender e aproximar-se mais de Deus juntos, partilhando perguntas e
percepções enquanto vocês comentam sobre o que acabaram de ler.

Construtor de Intimidade 07: aprendam com a igreja, pequenos


grupos e mentores

Sua intimidade espiritual será cultivada se apenas vocês forem à igreja? não.
Assim como simplesmente assistir às Olimpíadas não vai garantir a vocês uma
medalha de ouro. Mas uma das formas mais práticas de crescer espiritualmente
é estar engajado em uma igreja viva. [...]. Considerem fazer parte de um
pequeno grupo ou aulas de Escola Dominical. Estes agrupamentos podem
promover meios criativos para o estudo da Bíblia juntos e aprender como ela se
aplica à vida de casados, ajudando vocês a serem responsáveis em sua
caminhada com Deus.

Construtor de Intimidade 08: sirvam juntos

O serviço não apenas beneficia aqueles a quem vocês estão servindo. Ele pode
fazer maravilhas para a sua intimidade espiritual também.

Construtor de Intimidade 09: verifiquem diariamente sinais das


bênçãos de Deus

21
Contar as bênçãos pode não ser uma ideia nova, mas é um clássico. As bênçãos
nos dão a chance de agradecer a Deus e animar um ao outro. Elas podem ser
oportunidades para progressos espirituais enquanto celebramos o amor e o
poder de Deus.

Construtor de Intimidade 10: seja bíblico e humilde na liderança


espiritual

[...] "Nada é mais intimidante do que liderar a própria esposa espiritualmente".


Minha esposa é uma das mulheres mais brilhantes que eu conheço. Ela é mais
inteligente do que eu e mais espiritualmente profunda também. A ideia de
liderá-la é definitivamente intimidadora. Por onde eu começo? Ainda que o
conceito seja amedrontador, Deus diz que o homem deve liderar sua esposa (1
Coríntios 11.3). De qualquer modo, é preciso tempo, paciência e humildade para
desenvolver exatamente o que a liderança significa em seu casamento. Ir pelo
errado nessa área pode de fato destruir a intimidade espiritual. [...] Não importa
com quem você é casada, há qualidades de caráter, que mesmo que você ache
que seja mais forte nelas, você pode dar um passo atrás e encorajar seu esposo a
liderar fisicamente, espiritualmente e emocionalmente. [...] Planeje-se com
antecedência para lidar com esse assunto de maneira respeitosa, amorosa e
humilde. Permita que o plano de Deus aproxime vocês um do outro e não o
contrário.
O Vínculo mais duradouro de todos
Como a intimidade espiritual pode fazer diferença em seu casamento? Priorizar
a fé de vocês só vai fortalecer seu casamento. Quando os tempos ficarem difíceis
(e eles ficarão), vocês terão um fundamento sólido de fé para ajudá-los a
resistirem à tempestade juntos. Quando for difícil manter o compromisso de
vocês um com o outro, ou quando vocês não sentirem aquela paixão, o vosso
mútuo compromisso com Cristo pode lembrá-los porque vocês se
comprometeram em viver para sempre juntos e porque vale à pena permanecer.

*Joe White

22
Capítulo 06
Uma só carne: intimidade sexual
no casamento

TEMA: a importância da intimidade física para a saúde do casamento

Essa é uma das partes mais importantes de um casamento. É também a que tem
mais potencial para causar dor. Como noivos que querem honrar ao Senhor,
vocês precisam ter sabedoria em relação ao assunto para não despertar paixões
antes do tempo e não acabarem pecando contra Deus e contra vocês mesmos. É
importante estudar o assunto nas Escrituras e em bons livros que o vejam sob o
ponto de vista teológico. Vocês podem conversar sobre suas expectativas sobre
esta área do casamento, mas com discernimento e oração. Prefiram discutir em
lugares com outras pessoas, elas não precisam ouvir a conversa de vocês, mas
nunca estejam a sós ao falarem deste assunto. Sejam prudentes. Qual seria o
momento certo para aprender sobre educação sexual, métodos contraceptivos
etc? Quanto mais próximo do casamento melhor, afinal, vocês ainda não
casaram e portanto, o mais indicado seria aprenderem sobre todas as outras
áreas de um casamento e deixar esta por último. Sejam sinceros um com o outro
e expliquem se vocês possuem visões que foram moldadas pelo mundo para que
isso seja discutido e trabalhado antes de casarem. Falsas ideias geram
expectativas irreais, por isso vocês precisam analisar o que vocês entendem por
sexualidade no casamento. Entendam e aceitem a visão divina do sexo e evitem
problemas futuros. Confessam se já tiveram experiência com outra pessoa, não
deixem seu futuro cônjuge achar que você é virgem, quando você não é!
Lembre-se: casamento é uma relação de confiança mútua. Caso vocês já tenham
se envolvido sexualmente, tentem manter o foco em obedecer ao Senhor e não
voltem mais a prática sexual antes do casamento pois a Bíblia a condena
veementemente! As moças podem contar com a ajuda de uma amiga casada,
que tenha bom testemunho, para ajudá-las a aprender um pouco sobre
sexualidade segundo a Bíblia. Os rapazes também podem contar com um amigo

23
casado de confiança nessa hora. Mas lembrem-se: mantenham a pureza e o trato
respeitoso enquanto discutem o assunto, pois vocês ainda não pertencem um ao
outro. É preciso prudência. Orem e jejuem em prol desta área e também por
discernimento na hora de tratar sobre ela durante o noivado. Que Deus possa
guiar vocês.

*Por Deijenane Santos

24
Capítulo 07
Comunicação: a linguagem do amor

TEMA: a importância da comunicação para o bom andamento do casamento

A comunicação é o oxigênio de uma relação, não esqueçam disso nunca. Na


condição de noivos é importante que vocês já estejam praticando a boa
comunicação e no casamento ainda mais. Não deixem expectativas não faladas,
sentimentos negativos escondidos e atitudes defensivas atrapalharem a
comunicação no relacionamento de vocês. "O fim da fase de lua de mel no
casamento é um momento muito crítico e que pode de fato levar o casal a um
nível de amor profundo e compreensão. É uma oportunidade de ir além da
ingenuidade superficial de acreditar que Deus uniu vocês porque ambos gostam
de macarronada. Talvez o amor por macarronada tenha unido vocês, mas não
vai mantê-los unidos", diz o autor Joshua Straub.

É preciso muito mais que afinidades pra manter um casamento feliz. É preciso
INVESTIR na relação. É preciso haver INTENCIONALIDADE, os cônjuges
precisam querer estar na relação e fazer o que for preciso para agir de acordo
com este fato. E pra que isso aconteça a comunicação é a chave que abrirá as
portas. Vocês precisam usar a COMUNICAÇÃO PROATIVA no casamento. Ela é
definida como a busca intencional em conhecer o seu cônjuge e ser conhecido
por ele. Isso significa que vocês precisam querer saber mais a respeito do
cônjuge, conhecer a maneira como ele se comunica e criar um ambiente seguro
no qual o cônjuge sinta-se à vontade pra se abrir e ser vulnerável
emocionalmente. Não esqueçam das diferenças de gênero na hora da
comunicação para que não haja expectativas irreais e desentendimentos. No que
se refere à comunicação, homens geralmente conversam porque:

25
1. Precisam defender algum ponto de vista

2. Precisam resolver um problema

3. Precisam tomar uma decisão

Ou seja, os homens são FOCADOS EM TAREFAS, AÇÕES, de modo que a


comunicação para eles tem um PROPÓSITO ESPECÍFICO: RESOLVER
ALGUMA PENDÊNCIA. Já as mulheres conversam para SE CONECTAR:

1. Conversam para criar intimidade e conexão

2. Veem a conversa como um ato de partilhamento de emoções

3. Se comunicam para descobrir como se sentem e o que querem dizer.

Por isso, as mulheres preferem uma conversa olho no olho, enquanto que os
homens muitas vezes nem fazem contato visual. Nunca esqueçam que a forma
como você expressa algo é muito importante. Muitas vezes as pessoas têm algo
legítimo pra falar, mas o TOM DE VOZ e o MODO DE FALAR tiram a
LEGITIMIDADE da fala. Por isso: CUIDADO! Uma coisa muito prática que
vocês podem fazer é mudar a forma como expressam algo, especialmente, se a
ideia é falar sobre algo negativo. Por exemplo, se o seu cônjuge faz algo que você
desaprova, ao invés de dizer DIRETAMENTE: você é uma pessoa grosseira,
nunca presta atenção em mim... etc. substitua o pronome VOCÊ pela expressão:
EU ME SINTO ofendida quando você.... EU TENHO A IMPRESSÃO DE QUE....
assim você pontua o comportamento negativo sem ofender o cônjuge. Ao trazer
pra si a impressão, você dá ao cônjuge o benefício da dúvida e também permite
que ele reflita sobre a forma como tem lhe tratado sem ter sofrido um ataque
verbal da sua parte. Nunca esqueçam: comunicar é amar, amar é comunicar.
Pratiquem a COMUNICAÇÃO PROATIVA no seu casamento e tenham um
relacionamento mais vibrante!

* Por Deijenane Santos

26
Capítulo 08
Somos tão diferentes!

TEMA: valorizando as diferenças para ter um casamento maravilhoso

Ao escolher alguém pra casar, muitos vão escolher uma pessoa com uma boa
combinação de semelhanças e diferenças. Embora as semelhanças possam ser
muito positivas e fornecer uma base sólida para um relacionamento, as
diferenças impactam e ajudam a moldar seu relacionamento para que ele cresça,
mude e evolua. Uma parceria envolve duas pessoas - e muitas vezes são as
diferenças entre essas duas pessoas que as fortalecem ou enfraquecem. A
natureza dessas diferenças pode nutrir ou destruir um relacionamento. [...]
Assim como há benefícios em partilhar semelhanças com o seu parceiro, há
vários benefícios nas diferenças também. É importante que vocês saibam lidar
com as diferenças para que elas não sejam obstáculos no casamento, mas
oportunidades para fortalecer a união. Os conselhos a seguir devem ajudar
vocês a enfrentar suas diferenças de maneira mais saudável:

1. Tornem-se estudantes dos pontos fortes e fracos de seu futuro


cônjuge.

"É maravilhoso como buscar ser compreensivo em um casamento, ao invés de


apenas reagir às diferenças de personalidade, pode fortalecer o relacionamento
e diminuir a frustração e o conflito".

2. Sempre se perguntem: 'minhas qualidades estão sendo exigidas


ao extremo de modo que elas acabam virando defeitos que atingem
meu cônjuge e o relacionamento como um todo?'

Vocês precisam sempre tentar enxergar o mundo pela perspectiva do seu


cônjuge, em vez de achar que só porque vocês fazem algo bem estarão sempre
beneficiando a união. Muitas vezes, aquilo que fazemos bem e que contribui de

27
forma positiva para a relação, acaba se tornando motivo de conflito e um
entrave para o avanço do casamento.

3. Reservem tempo para misturar as suas diferenças

Unir as diferenças em um casamento pode transformar a maneira como um


casal toma decisões e enfrenta os problemas. Sentem-se juntos e ajudem um ao
outro, incentivando os pontos positivos de cada um e trabalhando as diferenças
em união, procurando saber como elas podem contribuir para o crescimento
pessoal de vocês e também para o casamento.

Procurem ser sábios e sempre tentem aprender com as suas diferenças.

*Por John Trent, Deijenane Santos e Elisabeth McComick

28
Capítulo 09
O que vocês esperam?

TEMA: lidando com as expectativas (reais e irreais) do casamento

Tenham vocês consciência disso ou não, vocês vêm criando expectativas sobre
casamento por um bom tempo. O lar no qual vocês cresceram moldou
profundamente como vocês pensam, o que vocês gostam e o que vocês pensam
ser 'normal' nos relacionamentos. Algumas coisas que vocês valorizam são
baseadas nas suas reações às suas próprias famílias. [...] Além disso, ainda
temos os sonhos de vocês sobre o casamento. Vocês podem ter gasto um bom
tempo pensando a respeito de como sua futura família será. [...] Todos nós
imaginamos como será nosso casamento antes de nos casarmos. Parte do que
vocês nutriram sobre o casamento é realista, enquanto a outra parte é pura
fantasia. [...]. Se vocês forem honestos, em suas mentes vocês muito
provavelmente devem ter uma ideia pré-concebida do marido ideal ou da esposa
perfeita e do casamento perfeito. Quando a vida real falha em corresponder a
estes quadros perfeitos, emoções negativas podem ser reveladas. [...] Um dos
desafios do casamento inclui adaptar nossas expectativas às realidades do dia a
dia de um relacionamento real. [...] Todos nós temos expectativas. A maioria
delas não está escrita e nem é falada, então imaginamos que quem amamos irá
correspondê-las... até que ele ou ela não o faz! Para evitar que vocês batam
cabeças contra estes muros invisíveis das expectativas, é útil identificar
expectativas comuns com as quais a maioria de nós lida. Também é
aconselhável que vocês aprendam a administrar as diferenças nas expectativas.
[...] O casamento não é uma competição cujo objetivo é vencer. O casamento é
uma parceria na qual vocês focam em objetivos mútuos. [...] Cada decisão que
você toma acerca de como se comunicar, como vocês lidam com as expectativas
e como vocês enfrentam conflitos aumentará o poder do amor de vocês e os
aproximará como casal.

*Bill e Pam Farrel

29
Capítulo 10
Lutando por um casamento melhor

TEMA: amadurecimento no casamento

“As vezes é essencial para um casal uma desavença, eles acabam se conhecendo
melhor”.

-Goethe, poeta alemão.

O casamento de vocês precisa de conflito. [...] Conflitos saudáveis podem ser a


porta para níveis mais profundos de intimidade e conexão em seu
relacionamento. É preciso entender que as diferenças entre os cônjuges não
precisam ser vistas como obstáculos, mas como meios que possam contribuir
para melhorar a relação. [...] É de suma importância que vocês aprendam a
enfrentar suas diferenças como casal e trabalhar em meio às discordâncias e
sentimentos feridos. Não creia na visão do mundo que diz que relações
saudáveis nunca têm conflitos! É impossível achar que dois seres tão distintos,
como um homem e uma mulher viverão debaixo do mesmo teto e não terão um
conflito de vez em quando. Como diz o autor Max Lucado: “o conflito é
inevitável, mas o combate é opcional”. Você é quem escolhe como vai lidar com
o conflito, de maneira saudável ou não. O conflito é bom, o combate é ruim.
Apesar de ser difícil colocar em prática princípios saudáveis para lidar com
conflitos, não é impossível fazê-lo! Um dos pontos a ser observados antes ou
durante os conflitos, são os botões que ao serem apertados podem disparar
sentimentos negativos. Vocês precisam ter cuidado com o que vão falar para não
despertar no outro uma emoção que pode gerar uma reação negativa. Alguns
cônjuges evitam o conflito a todo custo, enquanto outros são os brigões de
plantão. É preciso ser moderado, não se deve viver em nenhum destes extremos,
isso é perigoso para o relacionamento. Vocês precisam aprender a resolver

30
conflitos de maneira respeitosa e saudável. Não se pode ignorar questões que
geram conflitos, mas a forma como estes conflitos são trabalhados precisa estar
de acordo com a Bíblia e com as regras da boa convivência. Respeito e honra são
duas palavras que não podem faltar durante a resolução de conflitos. Tenham
em mente que os conflitos devem fazer a relação de vocês seguir para um
caminho de proximidade maior. Use os conflitos para se aproximarem, ao invés
de afastarem-se. Sejam prudentes!

*Por Gary Smalley e Deijenane Santos

31
Capítulo 11
Parceiros de equipe: pondo um fim à
guerra doméstica antes de ela começar

TEMA: servindo nas tarefas conjugais diárias

“E tudo quanto fizerdes, fazei-o de coração, como ao Senhor, e não aos homens”,
Colossenses 3.23.

O ato de servir é um ato de amor. Se nós devemos servir aos homens de maneira
mais ampla, imagina ao nosso cônjuge! Muitos noivos chegam ao altar
sonhando com a ideia de poderem ser úteis para seus cônjuges no que for
preciso. Entretanto, a vida diária e as demandas do dia a dia, muitas vezes põem
um fim aos desejos entusiasmados de cooperação nas tarefas da vida a dois. É
importante que vocês saibam que boa parte do casamento consiste em
atividades triviais, mas não menos importantes, coisas simples que precisam ser
feitas diariamente e decisões que precisam ser tomadas, apesar da pressão que
às vezes pairará sobre as cabeças de vocês. É por isso que vocês nunca podem
esquecer que são uma equipe, o que significa que vocês precisam cooperar um
com o outro. Ajudar nas tarefas domésticas é apenas um dos pontos mais
polêmicos da vida conjugal. Muitos homens, por exemplo, acham que existem
tarefas delimitadas apenas para as mulheres, muitos maridos nem cogitam lavar
a louça do jantar, achando que essa incumbência é apenas da esposa! Já
algumas mulheres também não conseguem servir melhor ao esposo e costumam
reclamar muito daquilo que fazem pra ele. É preciso lembrar que cada cônjuge
tem suas necessidades e que cada um de vocês precisa atentar para as
necessidades do outro e negociar a melhor forma de supri-las! Pais precisam
ajudar as mães na criação dos filhos de maneira ativa e não apenas sendo pai
nominal! É no estresse do dia a dia que o casamento é provado e na maioria das
vezes, tantos conflitos poderiam ser evitados se somente os cônjuges se
prontificassem a cooperar mais um com o outro. Não esqueçam: a vida

32
cotidiana é cheia de desafios e exigências, não deixe que estas coisas se tornem
ainda mais pesadas para o seu cônjuge pelo fato de você não ajudá-lo como
deveria. Lembrem-se: o casamento é um sacerdócio, um serviço! É preciso
arregaçar as mangas e servir!

*Por Deijenane Santos

33
Capítulo 12
Nosso relacionamento com o dinheiro

TEMA: vida financeira do casal

Tem gente que pensa que dinheiro não é assunto importante para ser discutido
antes de casar-se. Quando se pensa em discutir finanças, alguns casais começam
a ficar nervosos só em pensar na possibilidade de discutir a vida financeira de
cada um e o que o casal poderá esperar do futuro nessa área. Mas deixe-me
dizer-lhes um segredo: dinheiro e a forma como vocês lidam com ele são muito
importantes para um casamento saudável! Vocês sabiam que a má
administração monetária é uma das maiores causas de estresse nos
casamentos? Por isso, é importante que vocês discutam como lidam com
dinheiro e o que esperam da vida financeira como casal.

Você é um gastador ou um poupador? Seu futuro cônjuge é sábio com o que


ganha ou deve mais do que poderia? Você é daquele tipo que vive ostentando e
não consegue viver sem estourar o limite do cartão de crédito? Quais são os
planos que vocês têm para o futuro juntos? Será que um de vocês sonha em
viver luxuosamente, enquanto o outro não está disposto a viver uma vida de
ostentação? Onde vocês vão morar? Que carro terão? Alguém está com medo de
fazer uma conta conjunta? Bem, muitas são as questões que devem ser
discutidas nesta área... afinal de contas, ela é uma parte muito importante da
rotina de casados.

Em boa parte do tempo de casados vocês estarão decidindo o que farão com os
recursos dos quais dispõem. Lembrem que vocês não devem contar com a ajuda
financeira dos pais, é preciso deixar a dependência financeira das famílias de
origem, vocês precisam se virar; daí a importância de já irem trabalhando esta
área do relacionamento de vocês desde agora. Parem e discutam a relação que
vocês têm com o dinheiro e procurem analisar a forma como vão administrar os
recursos financeiros no casamento. Não se acanhem. Melhor discutir agora do

34
que ter problemas [não apenas financeiros!] no futuro. Não permitam que o
dinheiro seja mais uma fonte de estresse para o casamento de vocês. Sejam
prudentes!

*Por Deijenane Santos

35
Capítulo 13
Abrigo contra tempestades: lidando com
estresse e crises

TEMA: lidando com as adversidades da vida conjugal

O casamento é algo que traz responsabilidades que exigirão dos cônjuges


sabedoria e moderação para lidar com elas. Normalmente, os casais precisam
fazer ajustes após o casamento, tais quais: mudança de bairro, cidade, em
alguns casos, até países, há casais que terão que morar em casas alugadas ao
invés de entrar no casamento sem a obrigação de pagar um aluguel. Os cônjuges
também terão que se acostumar com a vida a dois, conhecerem-se fisicamente, o
que pode se tornar um fator de estresse ainda maior se os históricos sexuais dos
cônjuges não estiverem bem resolvidos, etc. Enfim, é preciso maturidade para
lidar com os desafios da nova vida e, quanto mais atentos a isso os cônjuges
forem, melhor serão os resultados na hora de enfrentar tais questões.

Além das exigências naturais esperadas no casamento, existem fatores de


estresse internos e externos que também contribuirão para que o casal passe por
mais desafios na vida conjugal. É preciso que vocês conversem sobre o que os
espera no futuro a dois. Imaginem um casal que mal voltou da lua de mel e já
tem que enfrentar uma situação de doença, morte de algum ente querido,
alguma perda financeira ou desastre natural... Tudo isso vai trazer cenários que
farão com que os cônjuges precisem ser moderados e sábios ao lidar com tais
situações. Não esqueçam: estresse, desafios e provações dolorosas serão parte
da relação de vocês, mais cedo ou mais tarde. Parte da aventura do casamento é
enfrentar estas situações juntos e amadurecer com elas!

*Por Deijenane Santos

36
Capítulo 14
Como ter um excelente primeiro ano
de casamento

TEMA: os desafios e os ajustes da vida de recém-casados

Nas primeiras semanas e meses do meu casamento, eu nunca vou esquecer que
pensei: porque ninguém me falou que seria assim? O fato é que o casamento
poderá ser diferente do que você pensou, não importa como você o tenha
imaginado, o quanto se preparou e com quantas pessoas você falou sobre ele
antecipadamente. O quadro é normalmente diferente para cada um de nós, seja
para melhor ou pior. [...] O primeiro ano de casados de vocês é chave para que
vocês aprendam a construir e proteger o casamento. Haverá momentos altos,
alegria, aventura, regozijo, prazer, risadas, emoções e muitas primeiras vezes
maravilhosas. Aproveitem estes momentos! [...] Também haverá obstáculos,
confusão, dúvida, pânico e medos. Pode não ser tão fácil quanto vocês pensavam
que seria. Lute pelo seu cônjuge nestes momentos. É importante que vocês
estejam atentos para as novidades da vida de casado, tanto as boas quanto as
difíceis. Uma dica seria arrumar um casal que fosse mentores de vocês, um casal
jovem, de bom testemunho, que pudesse ajudar vocês a darem os primeiros
passos da sua jornada. Fazer parte de uma comunidade é muito importante. A
convivência com outros casais e com outros indivíduos de modo geral é muito
positiva para o fortalecimento do casal. Procurem servir à igreja e à comunidade
que vocês fazem parte. Cuidado com as amizades de solteiros, agora a vida de
vocês é outra. Os cônjuges precisam vigiar nessa área para não darem mau
testemunho e para não criar problemas no casamento com a forma que tratam
pessoas do sexo oposto e o tempo que dedicam às amizades destas pessoas. Isto
também vale para amizades com pessoas do mesmo sexo. Há homens que
abandonam as esposas em casa e vivem uma vida de homem solteiro. Do
mesmo modo, as mulheres muitas vezes não lidam com as responsabilidades de

37
mulher casada e passam tempo inadequado com as amigas e/ou em atividades
que a distanciam dos deveres do lar. Lembrem que vocês estão se conhecendo e
aprendendo a viver a vida de casados. Tenham paciência um com o outro.
Aproveitem para observar casais mais velhos, procurem aprender com eles os
segredos de um casamento longevo. Não comparem o casamento de vocês com o
de outras pessoas. Cada matrimônio tem suas particularidades. Busquem ao
Senhor, orem, jejuem, leiam a Bíblia juntos, leiam livros devocionais e com
conteúdo edificante para o casamento. Sejam prudentes e vivam uma vida
sossegada segundo aquilo que vocês têm. O primeiro ano pode ser mais difícil
do que vocês esperam, mas não significa que não servirá para ajudá-los a formar
a base para o futuro. E caso ele seja melhor do que o esperado, glorifiquem ao
Senhor, mas nunca esqueçam que ainda que vocês enfrentem tempestades neste
primeiro ano, isto é parte da jornada, afinal de contas, o primeiro ano é um dos
muitos que vocês estarão juntos, com a graça do Senhor, até que a morte os
separe!

*Por Tim Popadic e Deijenane Santos

38
Lista de livros

Casamento Sagrado- Gary Thomas

Influência Sagrada- Gary Thomas

O significado do Casamento- Tim Keller

Quando Pecadores Dizem Sim- Dave Harvey

Preparando-se para o Casamento- John Piper

Casamento Temporário- John Piper

Amor e Respeito- Emerson Eggerichs

Como lidar com a Sogra- Gary Chapman

As Cinco Linguagens do Amor- Gary Chapman

As Cinco Linguagens do Perdão- Gary Chapman

39
Apêndice

Aprendam como cada um dos futuros cônjuges se sente amado e não deixem
de pôr em prática estas dicas!

Me sinto amado quando você...

Me diz que me ama e que gosta de mim.

Mostra interesse nas coisas que me interessam e me dá espaço para fazê-


las livremente.

Procura meios para rirmos juntos.

Foca no que eu faço de positivo ao invés de só olhar as coisas negativas.

Participa das coisas que eu gosto de fazer (mesmo que você não goste).

Me dá pelo menos uns 30 minutos para eu relaxar após eu chegar em


casa do trabalho.

Me elogia quando eu faço algo que você gosta.

Não fala de problemas quando estamos em alguma ocasião romântica,


tipo um jantar ou um passeio. É melhor apenas se divertir.

Não se sobrecarrega. Deixe tempo pra mim.

40
Me dá o benefício da dúvida quando eu te deixo magoada.

Me dá conselhos de maneira amável e não reclamando e insultando.

Compartilha seus sentimentos comigo em momentos apropriados e é


breve. Eu me sinto inundado quando há muitas palavras.

Diz o que gosta em mim em termos daquilo que eu faço.

Lembra que eu vejo a intimidade como "fazer atividades juntos" (ter


intimidade sexual, fazer um passeio juntos, pescar, fazer uma trilha.. )

É mais responsiva na intimidade. E também inicia.

Às vezes me deixa aproveitar minha folga sem que eu tenha que ajudar
em casa.

Não espera que eu leia sua mente.

Ora por mim.

Graciosamente me ensina como demonstrar meu amor por você.

41
Me sinto amada quando você...

Me ajuda a sentir-me segura- protegida e guardada de ataques físicos,


emocionais e espirituais.

Começa e termina cada dia orando junto comigo.

Me busca e mostra que sou sua maior prioridade depois de Deus

Me ajuda a me sentir bonita aos seus olhos- me mostra que você é


fascinado e cativado pela minha beleza e que se deleita em quem eu sou

. Valida e se importa profundamente com meu coração, especialmente


me relação as minhas emoções. Nunca esqueça que eu não tô nem aí se você
sabe a respeito destas emoções, mas o que me importa é se você se importa com
elas.

Respeita minhas amigas e me dê tempo para estar com elas.

Expressa interesse nas coisas pelas quais tenho paixão e demonstra isso
pelas suas atitudes.

Divide as responsabilidades domésticas (lavando pratos, ajudando a por


a roupa na máquina de lavar, jogando o lixo fora etc.) sem esperar retribuição.

Me permite compartilhar meus sentimentos e pensamentos e não ficar na


defensiva enquanto eu os partilho com você.

É um bom ouvinte e faz contato visual enquanto eu falo. Mostre-me que


você valoriza o que eu digo.

42
Quando tivermos passado um bom tempo longe um do outro e eu
perguntar 'como foi o seu dia' não me responda apenas com um 'bom'; me dê
detalhes.

É o líder espiritual da família.

Me surpreende com um cartão, flores ou outro presentinho.

Me dá sua atenção completa quando eu quero conversar.

Me encoraja a relaxar e me dá tempo suficiente para recarregar.

Continua me cortejando.

Me abraça apertado e expressa com palavras seu amor e cuidado para


comigo quando eu estou machucada, desencorajada ou carregada.

Me liga, manda um e-mail ou uma mensagem de texto durante o dia só


pra dizer que está pensando em mim.

É afetuoso sem segundas intenções, sem estar visando ter intimidade


física.

43
Anotações

_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________

44
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________

45
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________

46
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________

_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________

47
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________

48
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________
_______________________________________________________

49

Interesses relacionados