Você está na página 1de 22

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL

DO RIO GRANDE DO SUL


SENAC RIO GRANDE
APRENDIZAGEM COMERCIAL EM SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS

VITÓRIA REGINA DE LEMOS FONSECA


ARCE OLIVEIRA

E-COMMERCE-CONSTRUINDO UMA SOLUÇÃO


VIÁVEL PARA A EXPANÇÃO DO COMÉRCIO

Rio Grande
2016
VITÓRIA REGINA DE LEMOS FONSECA
ARCE OLIVEIRA

E-COMMERCE: CONSTRUINDO UMA SOLUÇÃO


VIÁVEL PARA A EXPANÇÃO DO COMÉRCIO

Trabalho de investigação científica do Curso de


Aprendizagem Comercial em Serviços
Administrativos sobre inovação nas empresas do
comércio de bens, serviços e turismo, visando atender
as exigências da 7ª Feira de Projetos do SENAC-RS.

Orientador (a): André Ricardo Theodoro Velho

Rio Grande
2016
AGRADECIMENTOS

A Deus por ter me dado saúde e força para superar as dificuldades.


A esta instituição, seu corpo docente, direção e administração que oportunizaram meu
aprendizado e crescimento.
A meus professores André, Cibele, Michele, Cristian e Silvana pelo suporte no pouco
tempo que lhe coube, pelas suas correções e incentivos.
A minha mãe e minha irmã, pelo amor, incentivo e apoio incondicional.
Ao meu pai que hoje não está comigo, mas me guia e me protege e me faz querer ser
cada dia melhor.
E a todos meus amigos que direta ou indiretamente fizeram parte da minha formação,
o meu muito obrigado.

1
RESUMO

Vivemos em uma sociedade informatizada, o que permite, que diferentes formas de se


relacionar com o mundo e com os outros, aconteça através do uso de computadores com acesso
à internet. A globalização proporcionou facilidades que através da rede mundial de
computadores oportunizam distintos tipos de comércios e negócios. A cada dia novos produtos
e serviços, que facilitam o nosso dia-a-dia, ganham espaço nas ondas da Web. Este trabalho
apresenta uma proposta para a construção de uma solução de e-commerce, tendo como
entendimento, as possibilidades que este tipo de comércio permite e o apelo, que o mesmo,
possui com a sociedade informatizada, assim como, as possibilidades de controle de
inadimplência no comércio de diferentes tipos de produtos e serviços. O caso de estudo da
empresa Lojas Três Passos é utilizado para o desenvolvimento de um protótipo funcional, como
proposta de implementação da loja virtual. Apoiados em diferentes tecnologias como HTML,
CSS e JavaScript um e-commerce é desenvolvido para fomento do estudo levantado. Todavia,
a proposta de e-commerce desenvolvida busca inovação e novos significados de compras online
para, que assim, possibilitem uma maior visibilidade e originalidade a esta ferramenta de vendas
na Web. Os resultados desta pesquisa estão no âmbito de difusão das facilidades e possibilidades
de desenvolvimento deste tipo de negócio, assim como, na possibilidade efetiva da Loja Três
Passos se utilizar de nosso estudo. Concluímos com a pesquisa as potencialidades e as
facilidades que estão ao alcance dos comerciários e pessoas físicas que desejam construir
soluções online para seus negócios.

Palavras-chave: E-Commerce. Inadimplência. Jovem Aprendiz.

2
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS

ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas


AJAX Asynchronous Javascript And XML
AVG Anti-Virus Guard
CSS Cascading Style Sheets
HTML Hyper Text Markup Language
PHP Hypertext Preprocessor
SENAC-RS Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Sul
SGBD Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados
SQL Structured Query Language
UE Unidade Educacional
XML Extensible Markup Language

3
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ................................................................................................. 5

PROBLEMÁTICA DE PESQUISA ......................................................................... 7

2.1 Tema .......................................................................................................................................................... 7

2.2 Problema.................................................................................................................................................... 7

2.3 Hipótese(s) ................................................................................................................................................. 7

2.5 Objetivo geral ............................................................................................................................................ 7

2.6 Objetivos específicos ................................................................................................................................. 7

2 JUSTIFICATIVA ............................................................................................... 8

3 REFERENCIAL TEÓRICO ............................................................................... 9

4.1Internet ....................................................................................................................................................... 9

4.2 E-commerce ............................................................................................................................................. 12

4.3 Tecnologias para criação de e-commerce ............................................................................................. 13

4 METODOLOGIA ............................................................................................ 15

5.1 Cronograma de atividades ..................................................................................................................... 16

5 ORÇAMENTO ................................................................................................ 17

6 RESULTADOS DESEJADOS ........................................................................ 18

7 CONCLUSÕES .............................................................................................. 19

REFERÊNCIAS.................................................................................................... 20

4
1 INTRODUÇÃO

A internet é um marco divisor da tecnologia em nossa contemporaneidade. A


supracitada nos permite reflexões sobre as diferentes formas de avaliar, interpretar e gerir os
negócios. Desta forma, a rede de computadores proporcionou diferentes tipos de
relacionamentos comerciais entre clientes e fornecedores, auxiliou a transformação de
mercados já estabelecidos há décadas, reestruturou as cadeias de fornecimento de produtos e
serviços existentes e, essencialmente, modificou o comportamento do consumidor.
O e-commerce é uma tendência, e, cada vez mais, grandes, médias, pequenas e
microempresas estão se inserindo neste tipo de comércio eletrônico, como forma de criar um
canal a mais de venda, melhorar seu relacionamento e comunicação com o cliente e se
consolidar no mercado.
Segundo o E-commerce Brasil (2015)1, o cliente se acostumou com a rapidez e a
facilidade da internet. As lojas virtuais oferecem a possibilidade de a marca ter uma interação
a mais com o cliente, que, pode comprar não só na loja física. O cliente sempre é o foco
principal de uma empresa e seu feedback é essencial para o crescimento de uma marca.
Segundo uma pesquisa realizada pela Nielsen (2015), empresa especializada em estudar o
comportamento do consumidor, 68% dos consumidores online gostam de opinar sobre produtos
e serviços.
Diante de tal paradoxo encontramos a empresa Loja Três Passos, uma das maiores
lojas de departamento de vestuário masculino, feminino e infantil do Rio Grande do Sul, a
mesma, possui um site para interação com seus clientes, todavia, a supracitada não possui uma
estrutura de e-commerce para desenvolver essa potencialidade, juntamente, com suas lojas
físicas.
Através do programa Jovem Aprendiz houve a oportunidade de vivenciar os
procedimentos da Loja Três Passos da cidade de Rio Grande. Desta vivência observou-se
acertos e erros que fomentaram a ideia e a possibilidade de sugestão de implantação de um
sistema de e-commerce, ao site já existente da empresa, para que alguns problemas encontrados
pudessem ser sanados, assim como, possibilitar um novo campo de desenvolvimento de
negócios para a empresa.

1
Site que contém artigos, blogs, notícias e outros sobre o e-commerce. O projeto é mantido por grandes nomes
como Cielo, PayPal, Mercado Livre e outros. Disponível em: www.ecommercebrasil.com.br/artigos/quanto-o-e-
commerce-esta-mudando-o-varejo-tradicional

5
A pesquisa e desenvolvimento do protótipo para implementação do e-commerce fora
desenvolvido na unidade educacional (UE) Senac da cidade de Rio Grande durante as aulas do
curso de Aprendizagem Comercial em Serviços Administrativos, iniciado em meados de agosto
de 2015 e finalizado ao término do mês de março de 2016.
O caso de estudo da Loja Três Passos foi utilizado para embasar esta pesquisa que
busca no e-commerce possibilidades de construção de soluções que não sejam apenas eficientes
para o supracitado, mas sim, possam ser replicados e utilizados por diferentes tipos de lojas e
comércios, e até mesmo, por pessoas físicas que desejam expandir seus negócios de forma
online.

6
PROBLEMÁTICA DE PESQUISA
2.1 Tema
O tema investigado nesta pesquisa contempla as possibilidades e oportunidades de
implantação de uma loja online, para tanto, um protótipo será desenvolvido para o caso de
estudo da empresa Loja Três Passos. Todavia, ferramentas e formas de desenvolvimento serão
pesquisadas para que o e-commerce contenha originalidade e repense a loja virtual de acordo
com a moda e o consumo da contemporaneidade.
2.2 Problema
É possível que qualquer pessoa desenvolva um e-commerce e comercialize através da
internet? Quais meios, ferramentas e tecnologias são necessárias? Qual embasamento é
necessário para o desenvolvimento do mesmo? E por fim, há como criarmos um protótipo de
loja virtual para a empresa Loja Três Passos?
2.3 Hipótese(s)
Através da pesquisa discutiremos as hipóteses e prováveis soluções para o
desenvolvimento do protótipo, definindo então, qual caminho será o mais acessível para a
continuidade e finalização deste projeto.
2.5 Objetivo geral
O objetivo geral é a construção de uma solução em forma de protótipo de e-commerce
que possa ser implementado na Loja Três Passos que é o objeto de estudo e observação desta
pesquisa.
2.6 Objetivos específicos
Ao desenvolvimento do objetivo geral desta pesquisa alguns objetivos específicos
emergiram e possibilitaram novas visões e reflexões sobre o tema, estas são:
 Inovação e originalidade para a empresa Loja Três Passos;
 Aumento competitivo da loja supracitada;
 Minimização da Inadimplência;
 Possibilitar uma visão sobre as tecnologias usadas para desenvolvimento de e-
commerce;
 Fomentar a utilização deste tipo de negócio e a possibilidade de qualquer um
desenvolver e comercializar através da internet.

7
2 JUSTIFICATIVA

A ideia da pesquisa que desencadeou este trabalho iniciou a partir do momento que
decidimos optar pela criação do protótipo de uma loja online, isso ocorreu em agosto de 2015,
quando se iniciou o estágio do curso de Aprendizagem Comercial em Serviços Administrativos
na loja física, sede das lojas Três Passos LTDA de Rio Grande.
O interesse maior aconteceu na da visita a sites de lojas online, e das entrevistas com
pessoas que estavam habituadas a comprar dessa forma. Ao observar o alto índice de
inadimplência na loja física imediatamente pode-se perceber que nas lojas online, os métodos,
as táticas de venda e as formas de pagamento estavam atreladas de forma a evitar que a mesma
existisse.
Desse contexto novas perspectivas fomentaram a decisão por essa pesquisa, como por
exemplo, a loja Três Passos possuiu um site atual e moderno, todavia, não se utilizam de e-
commerce no site existente.
Nas primeiras pesquisas e leituras feitas sobre o assunto alguns cases de sucesso
chamaram a atenção, como o caso da loja virtual Netshoes, uma empresa multibilionária,
fundada em 2000 que até 2007 tinha loja física após implantarem o e-commerce optaram por
continuar apenas com a loja online.
Outro case de sucesso que chama a atenção é o da empresa Dafiti, um e-commerce
fundado no Brasil em 2010, se expandindo cada vez mais por todos países. Por mês, cerca de
50 milhões de visitantes buscam vestuário no maior e-commerce de moda da
América Latina. São mais de 125 mil sugestões de produtos entre 1.000 marcas diferentes.
Os cases de sucesso foram decisivos para o início do desenvolvimento desta pesquisa
e para que pudéssemos criar um material que subsidiasse a construção de soluções para
diferentes tipos de comércios.

8
3 REFERENCIAL TEÓRICO

Para desenvolvimento do projeto foi necessário realizarmos pesquisas que


fundamentassem nossas ideias e embasassem nosso processo de criação. Apresentamos aqui
nosso referencial teórico que gerou os subsídios necessários para que refletíssemos,
pensássemos e agíssemos de acordo com as atividades que queríamos realizar.

4.1 Internet

Com o poder de ligar progressivamente a maior parte das redes, pode-se dizer que a
internet é a espinha dorsal da comunicação global (CASTELLS, 1999). Ela surgiu na década
de 60, em um projeto militar do governo dos Estados Unidos. Durante a época da Guerra Fria,
a constante preocupação em proteger as informações valiosas motivou a criação de um sistema
que descentralizasse o armazenamento e circulação das informações. (NAKAMURA, 2001, p.
3).
A década seguinte, de 70, foi a época da primeira Revolução da tecnologia da
informação centralizada nos Estados Unidos, sob a influência de fatores institucionais,
econômicos e culturais, somados aos progressos alcançados nas décadas anteriores. A
revolução da tecnologia não foi criada por determinação social ou qualquer necessidade pré-
estabelecida e, sim, o resultado de uma indução tecnológica, ou seja, evoluiu com o tempo.
A internet deixou de ser um objeto de pesquisa e passou a ser comercializada em 1993.
Em 1995, ela chega ao Brasil com o intuito de comercializar diversos serviços em nível
mundial. Com a comercialização de computadores pessoais e a disseminação da rede em nível
mundial, em poucos anos, o acesso à internet aumentou, tornando-a um dos maiores meios de
comunicação da atualidade.
No Brasil, 48% da população tem acesso à internet2, sendo ela o terceiro meio de
comunicação mais utilizado no país, depois da televisão e do rádio. Dos 48% dos usuários
brasileiros que têm acesso à internet, 76% a utilizam todos os dias, com uma exposição média
diária de 4h59. Segundo a diretora de Learning & Insights do IBOPE Media, Juliana Sawaia
(2015):

2
A pesquisa brasileira de mídia de 2015, realizada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da
República, tinha como objetivo analisar os hábitos de consumo de mídia dos brasileiros. Disponível em:
www.secom.gov.br/atuacao/pesquisa/lista-de-pesquisas-quantitativas equalitativas-de-contratos-atuais/pesquisa-
brasileira-de-midia-pbm-2015.pdf

9
Os dados nos indicam que mais da metade da população brasileira está conectada,
sendo um enorme avanço para o país, pois as pessoas começam a ter cada vez
mais acesso rápido a todo o tipo de informação e o meio vai se tornando uma
importante ferramenta de democratização.
De acordo com Castells (1999, p. 354), "o surgimento de um novo sistema
eletrônico de comunicação caracterizado pelo seu alcance global, integração de todos os
meios de comunicação e interatividade potencial está mudando e mudará para sempre nossa
cultura”.
A internet é um meio de comunicação muito utilizado. Um dos fatores para tal
usabilidade é a facilidade de acesso. A evolução da tecnologia permitiu a interligação da
internet com outros meios de comunicação. Do mesmo modo que a internet interliga outros
meios de comunicação. Você pode ouvir rádio na internet, ler revistas e jornais, pode acessar
a mesma pela televisão, vídeo games, celulares, tablets e outros.
A possibilidade de uma interação imediata, em que o usuário pode participar
diretamente com o meio, tendo a oportunidade de expor sua opinião, pensamentos, valores e
ideais em nível mundial, é um incentivo e um convite a pessoas que desejam compartilhar
momentos, histórias, serviços, informações e todos os outros tipos de atividades que só a
internet possibilita. É um meio de comunicação que se difere dos outros pelo fato de o usuário
poder, além de receber, enviar também uma informação, criando uma interatividade maior e
direta entre o ser e o meio.
A participação dos usuários na internet é intensa, uma vez que os mesmos podem
utilizá-la de várias formas, como entretenimento, pesquisa, compras, participação em fóruns
e debates e etc. A internet é um espaço virtual, não tangível, e as poucos está transformando a
forma de se viver e pensar no mundo real.
A propagação de informação na internet é algo imensurável. O usuário tem a
possibilidade de conhecer lojas de vários países através de seus sites, que, geralmente,
são os pontos de venda das marcas. A comunicação de uma empresa que atua na internet alcança
níveis globais, e, por isso, a marca precisa ter cautela e procurar entender os públicos,
principalmente o seu e, também, conhecer seus concorrentes. No âmbito virtual, as lojas
funcionam 24 horas por dia e qualquer imprevisto pode afetar negativamente a marca.
Entende-se que um usuário pode não consumir um produto ou serviço de uma marca
mas, se a mesma estiver envolvida em uma polêmica que for contra os princípios e
valores do usuário ele provavelmente irá se envolver e, consequentemente, a polêmica
terá mais força. Isso é a internet.

10
Com a disseminação da internet, muitas empresas viram uma oportunidade de
expandir seus negócios de forma rápida e com baixos custos. A possibilidade de se criar um
ambiente de venda online permite aos empresários expandir seus horizontes, receber
feedbacks de seus clientes e potenciais clientes e adaptar-se às mudanças sociais e culturais de
forma mais rápida.
Em um ambiente onde as marcas podem se beneficiar, os consumidores também
podem. Tudo está a um click de distância. Ele, consumidor, pode optar pelo que julga ser mais
importante. Pode ser o preço, o tempo de entrega, a confiabilidade do site e outros
vários fatores que fazem com que a marca seja a primeira escolha de um consumidor,
dentre tantas possíveis.
Assim como a internet é um meio que possui pontos positivos, ela também possui
pontos negativos. Usuários mal intencionados utilizam este meio para disseminar
comentários preconceituosos, roubar informações pessoais, extorquir e outras atitudes ilegais.
Um estudo 3elaborado pela AVG (Anti-Virus Guard) revelou que 36% dos usuários deixam de
fazer compras pela internet por falta de confiança. Segundo a Consumer Trust Report
(Relatório de Confiança do Consumidor), os receios de comprar pela internet vão do medo
seus dados pessoais sejam utilizados sem sua autorização ou de maneira inapropriada a de
que suas informações financeiras sejam roubadas.
A lei 12.965/14, conhecida como Marco Civil da Internet, é uma ferramenta que busca
definir garantias, princípios, direitos e deveres para os usuários da internet. Uma dessas
garantias ao usuário que pretende realizar uma transação financeira é a proteção de suas
informações, privando as empresas de compartilhar os dados dos usuários sem autorização
dos mesmos. Segundo o site Cultura Digital4:

A proteção aos dados dos internautas é garantida e só pode ser quebrada


mediante ordem judicial. Isso quer dizer também que se você encerrar sua conta
em uma rede social ou serviço na Internet pode solicitar que seus dados pessoais
sejam excluídos de forma definitiva. Afinal, o Marco Civil da Internet estabelece
que os dados são seus, não de terceiros. Por isso, fique atento com relação à
atualização dos termos de uso dos serviços e aplicativos que você utiliza!
(CULTURA DIGITAL, 2014)

3
Dados retirados do site Techtudo. Disponível em:
http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2015/02/pesquisa-aponta-falta-de-confianca-faz-36-evitarcompras-
pela-internet.html
4
Disponível em: culturadigital.br/marcocivil/

11
Além disso, pelo fato de a internet ser um ambiente com custos baixos, as marcas estão
abandonando pontos físicos ou indo também para o âmbito virtual. Segundo a 32ª edição
do WebShoppers 5“o e-commerce brasileiro registrou um aumento nominal de 16% no
primeiro semestre de 2015, se comparado com o mesmo período de 2014, atingindo um
faturamento de R$ 18,6 bilhões”.

4.2 E-commerce

E-commerce é o comércio realizado por meios eletrônicos. Pode-se dizer que ele
revolucionou o ato da compra. Como está inserido no âmbito virtual, as compras passaram de
palpáveis a intangíveis. O e-commerce cresce em um ritmo muito rápido e é uma
tendência irreversível. A Lab42, uma empresa de pesquisa de mercado, revelou que, para
os consumidores, o e-commerce revolucionou o ato da compra, e a ida ao shopping não é mais
uma necessidade, presencial, para compra.
A internet é um meio que oferece ao usuário a possibilidade de comparar preços
e produtos, conhecer opiniões de consumidores e poder interagir dando seu próprio feedback.
O conforto e a comodidade ao realizar uma compra em sua própria residência, a loja
online estar acessível a qualquer hora do dia e por ser um meio com custos reduzidos,
consolidam o e-commerce como ponto de venda alternativo.
O e-commerce é um meio de venda e uma outra forma de se comunicar com o cliente.
No âmbito virtual o cliente se sente mais à vontade em dar sugestões ou críticas sobre a marca,
atendimento, produtos da loja e outros. Esse feedback é mais do que importante para se ter
um controle sobre sua marca.
Elementos que compõem o sucesso de uma loja virtual
1. Fixar as metas corretas para sua loja virtual;
2. Compreender o processo de vendas ao consumidor e criar um ambiente
apropriado ao oferecimento de seus produtos e serviços online;
3. Aprender a conhecer seus clientes e, desse modo, gerar negócios repetidos e
adaptar sua loja nos locais certos, o que leva o crescimento das vendas;
4. Receber pagamentos na própria loja virtual. (YESIL, 1999, p. 37)
O aumento do desemprego, a disparada da inflação, a elevação de juros e a
desaceleração do crédito, somados à queda na renda, geraram uma desconfiança no brasileiro

5
WebShoppers é um relatório semestral realizado pelo E-bit em parceria com Buscapé Company, que visa a
análise da evolução do e-commerce, suas tendências e estimativas e o mercado em geral. Disponível em:
http://img.ebit.com.br/webshoppers/pdf/32_webshoppers.pdf

12
que, em 2015, passou a ser mais seletivo, realizando compras mais planejadas e mais
racionais6. Mesmo com as adversidades do cenário econômico, de acordo com a 32ª edição
do relatório do WebShoppers, a categoria líder em volume de vendas no comércio eletrônico
é a de moda e acessórios.

4.3 Tecnologias para criação de e-commerce

Para construção do protótipo de e-commerce houve a necessidade de pesquisarmos


ferramentas, formas e tecnologias que possibilitassem o desenvolvimento do mesmo.
Primeiramente, procuramos tecnologias que possibilitassem a construção de forma rápida,
prática e eficaz, nesta pesquisa, encontramos algumas soluções prontas.
Entre as soluções prontas estão ferramentas online que possibilitam a criação de um e-
commerce de forma prática e passo-a-passo, o que viabiliza o desenvolvimento desta
ferramenta, a qualquer pessoa que pretenda possuir este tipo de comércio eletrônico. As
possibilidades que surgem com a disposição dessas ferramentas são inúmeras e entre os
principais serviços que permitem essa forma de criação de solução destacam-se: Uol Host –
Loja Virtual, que permite a criação da loja virtual e iniciar as vendas no mesmo dia; Nuvem
Shop, vende-se como a ferramenta mais simples para a criação de seu e-commerce; Shop4U,
vende-se como uma possibilidade gratuita de criação, mas cobra por serviços que são essenciais
para o sucesso do sistema; Hunger, além de possibilitar a criação, trabalha com o
desenvolvimento do marketing digital em mídias sociais.
Todavia, todas estas soluções geram de uma forma ou outros gastos que em nosso
protótipo não dispúnhamos para gastar. Dessa forma, procuramos nas tecnologias de
programação uma forma que viabilizasse a construção do protótipo do sistema com custo zero,
dessa forma, algumas tecnologias foram exploradas, como as seguintes:
HTML (HyperText Markup Language) é uma linguagem de marcação utilizada para
produzir páginas da web. [http://www.w3.org/TR/html4];
PHP (PHP Hypertext Preprocessor) é uma linguagem de programação interpretada, livre
e muito utilizada para gerar conteúdo dinâmico para a web. Interpretada no servidor, seu código
fonte não é visto pelo usuário (cliente). [http://www.php.net];

6
Relatório realizado pela E-Bit. Disponível em: http://img.ebit.com.br/webshoppers/pdf/32_webshoppers.pdf

13
MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD), que utiliza a
linguagem SQL (Structured Query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) como
interface e sob licença GNU/GPL. [http://www.mysql.com];
CSS (Cascading Style Sheets) é uma linguagem de estilo utilizada para definir a
apresentação de documentos escritos em uma linguagem de marcação, como HTML ou XML.
Seu principal benefício é prover a separação entre o formato e o conteúdo de um documento.
[http://www.w3.org/Style/CSS];
AJAX (Asynchronous Javascript And XML) é o uso sistemático de Javascript e XML
(e derivados) para tornar o navegador mais interativo com o usuário, utilizando-se de
solicitações assíncronas de informações. AJAX não é somente um novo modelo, é também uma
iniciativa na construção de aplicações web mais dinâmicas e criativas. AJAX não é uma
tecnologia, são realmente várias tecnologias trabalhando juntas, cada uma fazendo sua parte,
oferecendo novas funcionalidades. [www.w3schools.com/ajax/];
Java Script é uma linguagem de programação interpretada pelo cliente. Utilizada para
interação com a página e validações em formulários no navegador. [http://www.mozilla.org/js];
Alguns pensamentos devem nortear a construção de sistemas Web em nossa
contemporaneidade, os pesquisados e definidos como essenciais para desenvolvimento deste
trabalho são: a usabilidade e o layout responsivo.
A usabilidade é o método que visa facilitar a utilização de uma interface pelo usuário
sem perder a interação de suas funcionalidades com o sistema. Refere-se ao grau no qual o
usuário consegue realizar uma tarefa. É tornar “algo” utilizável e funcional, mais
especificamente, refere-se à rapidez com que os usuários podem aprender a usar alguma coisa
e sua eficiência ao utilizá-la, sua facilidade de aprendizado - facilidade de relembrar
(NIELSEN, 2006).
Site ou layout responsivo, ou também conhecido como site flexível é quando o site
automaticamente se encaixa no dispositivo do usuário (PC, celular, tablet, etc). Um site
responsivo muda a sua aparência e disposição com base no tamanho da tela em que o site é
exibido.

14
4 METODOLOGIA

A pesquisa iniciou em agosto de 2015, época em que a aluna iniciou o estágio


supervisionado do curso de Aprendizagem Comercial na Loja Três Passos. Das observações
realizadas em campo e da observação da necessidade de minimizar a inadimplência da empresa,
a proposta de e-commerce começou a ser fomentada.
Para construção desta solução foi necessário muitas pesquisas e estudos que
viabilizassem o desenvolvimento de um protótipo funcional, de tal modo que, a pesquisa é
dividida em duas partes essências para seu desenvolvimento, estes são: levantamento do
referencial teórico e desenvolvimento do protótipo.
Na primeira parte, que englobou os meses de agosto e setembro, o trabalho se deteve
em pesquisar o que era e-commerce, como funcionava, quais cases de sucesso existiam, quais
possibilidades desse tipo de negócio, quem pode ter este tipo de negócio, quais ferramentas e
tecnologias são necessárias para desenvolvimento do mesmo, qual a amplitude da internet,
quem usa, qual perfil de quem compra, entre outros, foram perguntas que embasaram o
levantamento do referencial teórico.
Através das leituras e pesquisas criou-se o embasamento necessário para o
desenvolvimento do protótipo. Por ser uma solução criada e desenvolvida por uma aluna do
curso de Aprendizagem Comercial a possibilidade de gastos com o projeto era inviável, logo,
foi necessário buscar nas tecnologias de programação, meios gratuitos, para desenvolvimento
da solução pesquisada.
O desenvolvimento da solução englobou os meses de novembro e dezembro de 2015,
assim como, os meses de janeiro, fevereiro e março de 2016. Para isso 2 reuniões semanais,
extraclasse, eram realizadas entre aluna e orientando para discussão das tecnologias e
ensinamento de como utilizá-las.
As aulas do módulo de Informática foram utilizadas, também, para desenvolvimento
do projeto, se estendendo, por outros módulos que possibilitavam a troca de saberes e criação
da solução necessária para os propósitos do projeto.
Durante os cinco meses de construção da solução o e-commerce foi pensado e
repensado, buscando, originalidade, inovação e atrelando novas possibilidades ao negócio
online a ser apresentado para a Loja Três Passos. O protótipo, também, fora pensado e
desenvolvido buscando respeitar padrões de usabilidade e usar-se de um layout simples, clean,
funcional e responsivo, ou seja, que se adapta a diferentes tipos de resoluções.

15
Por fim, o formato de e-commerce foi pensado e repensado para que a proposta do
protótipo oferece originalidade e inovação em suas funcionalidades. Deste modo, algumas
ideias foram implantadas, das quais, em destaque ressaltamos:
 As Compras Mais Divertidas: opção do site onde o cliente pode provar as roupas
de forma virtual. Posicionando-se diante da câmera do computador ou do celular a
roupa é reinderizada na imagem da pessoa na tela do computador.
 Roupas Ideais: opção onde os clientes informam seu tipo físico e a loja virtual
informa quais roupas e acessórios são mais adequados para o cliente.
 Promoções Imperdíveis: pelo fato da loja virtual não ter os mesmos gastos da loja
física, esta opção planeja que a loja repense preços para tornar-se mais atrativa aos
clientes online.
No cronograma apresentado na próxima seção vemos cada objetivo específico e quais
ações foram necessárias para que os mesmos fossem alcançados.

5.1 Cronograma de atividades

Objetivo Quanto
O que Como Onde Quem Quando
Específico (R$)
Para alcançarmos
esse objetivo
buscaremos no
Através de
referencial Na Loja Nos meses
Inovação e repositórios
teórico e no Três Passos de
originalidade para online e Vitória
estudo das e na UE Custo Zero setembro e
a empresa Loja livros na Fonseca
práticas da Senac Rio outubro de
Três Passos biblioteca da
empresa meios Grande. 2015.
UE.
de desenvolver
inovação e
originalidade
Com o uso Laboratório Novembro
Aumento Vitória
Desenvolvimento das de e dezembro
competitivo da loja Fonseca e
do protótipo de tecnologias Informática Custo Zero de 2012,
supracitada; André
e-commerce de Senac Rio janeiro,
Theodoro
programação Grande fevereiro e

16
e pesquisas março de
na internet. 2016.
Com o uso Novembro
das Laboratório e dezembro
Vitória
Minimização Desenvolvimento tecnologias de de 2012,
Fonseca e
da Inadimplência; do protótipo de de Informática Custo Zero janeiro,
André
e-commerce programação Senac Rio fevereiro e
Theodoro
e pesquisas Grande março de
na internet. 2016.
Possibilitar Com o uso Novembro
uma visão sobre as das Laboratório e dezembro
Vitória
tecnologias usadas Desenvolvimento tecnologias de de 2012,
Fonseca e
para do protótipo de de Informática Custo Zero janeiro,
André
desenvolvimento e-commerce programação Senac Rio fevereiro e
Theodoro
de e-commerce; e pesquisas Grande março de
na internet. 2016.
Fomentar a
Com o uso Novembro
utilização deste
das Laboratório e dezembro
tipo de negócio e a Vitória
Desenvolvimento tecnologias de de 2012,
possibilidade de Fonseca e
do protótipo de de Informática Custo Zero janeiro,
qualquer um André
e-commerce programação Senac Rio fevereiro e
desenvolver e Theodoro
e pesquisas Grande março de
comercializar
na internet. 2016.
através da internet

5 ORÇAMENTO
Por nos utilizarmos do laboratório de informática da unidade educacional Senac Rio
Grande e tecnologias de programação Open Source, ou seja, gratuitas, o desenvolvimento do
protótipo não teve custos.
Todavia, para implementação do protótipo ou para desenvolvimento eficaz do e-
commerce existirá a necessidade de gastos em contratação de mão de obra especializada. Para
aqueles que querem desenvolver suas soluções com gastos mínimos orientamos em procurar as
ferramentas online de construção de lojas virtuais que permitem que qualquer um desenvolva e
trabalhe com este tipo de negócio.

17
6 RESULTADOS DESEJADOS

Do levantamento bibliográfico a construção de um protótipo para prática do e-


commerce da Loja Três Passos preocupou-se com a delimitação de resultados que são esperados
com a referida implementação do mesmo, este são:
 Visibilidade da Marca: as pessoas de hoje em dia consolidaram suas formas de
consumo através da Web, se não comprando online, buscando na rede de
computadores por produtos, comentários, lojas, marcas e empresas que possam
suprir suas necessidades. Estar na internet hoje é essencial para qualquer tipo
de negócio.
 Gastos Mínimos: para empresas que querem expandir e encontram nos gastos
de aluguel, água, luz, entre outros, uma dificuldade para a expansão, a loja e-
commerce possibilita uma expansão a nível mundial com geração de gastos
mínimos.
 Inadimplência Minimizada: as formas de pagamento que as lojas virtuais
praticam, possibilita que a inadimplência seja mínima o que fomenta a venda
segura através da Web.
 Tempo no Cotidiano: a vida moderna faz com que nós tenhamos cada vez
menos tempo para atividades corriqueiras do dia-a-dia. O e-commerce é a sua
loja trabalhando 24 horas por dia e possibilitando negócios em tempo e espaço
que se adequem aquele que quer consumir seu produto.
 Maiores resultados: o e-commerce possibilitará maiores resultados financeiros
ao ser mais um meio de negócio da empresa, que mantém sua estrutura física
já consolidada, mas se abre para o novo e novas possibilidades de resultados
ao adaptar-se a esta tecnologia.

18
7 CONCLUSÕES

Através desta pesquisa e do protótipo desenvolvido pode-se concluir as


potencialidades, oportunidades de desenvolvimento e a abrangência da implantação de uma loja
virtual para a empresa Loja Três Passos.
Repensando a estrutura de e-commerce conseguimos construir uma solução que se
destaca entre as lojas virtuais convencionais. A originalidade se provou como o maior acerto
do projeto, pois, lojas virtuais já existem e as tecnologias para desenvolvimento, das mesmas,
estão cada vez mais próximo de todos, o diferencial é a ideia na forma de apresentar, vender e
estabelecer o produto na Web.
Com o trabalho pudemos, também, vislumbrar e discutir esse paradoxo de mercado de
vendas online, refletindo que esta forma de negócio está ao alcance de todo aquele que quiser
construir este tipo de solução para seu comércio. Conhecimentos específicos de programação
de computadores não se fazem necessários quando se tem possibilidades de construção de
solução online e passo-a-passo.
As possibilidades de ganho são diversas, a abrangência é mundial e a construção dessa
solução pode ser feita das empresas de grande porte a uma pessoa física que deseja vender seu
produto. A inovação e a busca por novos caminhos são o agente de mudança que podem
fomentar no desenvolvimento e a visibilidade de uma marca na amplitude da Web. Esperamos
que esse trabalho seja um subsídio para que novos empreendedores busquem a construção de
soluções que possibilitem novos negócios e diferentes ganhos.

19
REFERÊNCIAS

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em rede. 5ª. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

IBICT. Manual de normas de editoração do IBICT. 2. ed. Brasília, DF, 1993. 41 p.

NAKAMURA, Rodolfo. E-commerce na Internet: fácil de entender. São Paulo: Erica,


2001.

YESIL, Magdalena. Criando a Loja Virtual. ed. Rio de Janeiro: Ibpi Press, 1999.

NIELSEN, Jakob. LORANGER, Hoa. Projetando Websites. Traduzido por Edson


Furmankiewicz & Carlos Schafranski. Rio de Janeiro: Campus, 2006. Tradução de: Prioritizing
web usability.

www.e-commerce.org.br. Acessado em: 25 de fev. 2016.

www.valor.com.br. Acessado em: 25 de fev. 2016.

condriverpark.com.br Acessado em: 14 de mar. 2016.

economiasemsegredo.com Acessado em 12 de mar. 2016.

www.avellareduarte.com.br Acessado em: 14 de mar. 2016.

www.spcbrasil.org.br. Acessado em: 12 de mar. 2016

20