Você está na página 1de 3

Maria e Marta

Lucas 10:38-42

I. Introdução
A. Esta passagem (v.25-42) é sobre como amar a Deus e como amar os outros.
B. Que devemos ser bons servos cujo serviço é um resultado de sentar aos pés de Jesus
II. A história
A. v.38
1. “Numa Aldeia”
a) Isto está na viagem de Jesus até Jerusalém. Mas não é cronológico.
b) Betânia, 3 km a leste do templo em Jerusalém, ao lado do Monte das Oliveiras.
B. “Certa Mulher”
1. Esta era a casa de Maria, Marta e Lázaro (cf. Jo 11:1).
2. Essas duas mulheres amavam Jesus. Então, temos cuidado em entender essa história corretamente.
C. v.39
1. “Assentada aos pés do senhor”
a) Maria não está sentada ali aos pés de Jesus, só olhando para ele.
b) Sentado aos pés de Jesus = Ser estudante. Sentar-se aos pés de um rabino respeitado era a
posição de um discípulo.
(1) Em Atos 22:3 Paulo diz que ele foi instruído "aos pés de Gamaliel"
(2) Então, Jesus está de pé com um quadro branco e Maria está sentada em uma das mesas,
enquanto Marta está correndo aí, arrumando as cadeiras e colocando os livros nos lugares.≤
c) Nenhum bom líder religioso teria permitido que uma mulher sentasse e aprendesse com eles. Não
era seu lugar para estar. Então, enquanto nós estamos atraídos para o conflito na história, os
primeiros leitores de Lucas teriam sido mais interessados no fato de que Jesus a deixou estar lá.
(1) Os rabinos não tinham discípulas femininas. As meninas nem recebiam educação formal; elas
eram ensinadas apenas em tarefas domésticas, como costurar e cozinhar.
(2) Jesus quebra as expectativas culturais afirmando o status de uma mulher como sua discípula.
D. v.40
1. “Distraída em muitos serviços”
a) Não está dizendo que há muito mais trabalho a fazer do que Marta pode ter feito e Maria está
sentada lá (mais uma vez) sem fazer nada.
b) Não é "quanto trabalho", mas sua distração e preocupação com o trabalho.
(1) Imagina a cena num feriado: A esposa está correndo por aí fazendo isso e aquilo e aquilo, e
você está sentado lá assistindo futebol.
c) Preocupado. (Alguma coisa precisa entrar em nossa mente, mas não há espaço porque nossa
mente já está ocupada; pre-ocupado.
d) A maior ameaça à nossa adoração muitas vezes não é ignorância nem imaturidade, ms distrações.
(1) Ignorância e imaturidade serão corrigidos e tratadas por Deus, se Ele puder apenas ganhar
nossa atenção.
2. “Não se importa com o fato de minha irmã ter deixado que eu fique sozinha para servir?" 
a) Marta reclama (pois, é isso) que Jesus não se importa com sua injustiça e desigualdade. A
resposta de Jesus é “Não. Não é assim.”
3. “Dize-lhe que me ajude”
a) Como corrigir esse “excesso de trabalho"? Marta acha que a resposta é pegar mais ajuda.
(1) *Há um grande contraste aqui entre Marta que diz a Jesus o que ele deve dizer e Maria que
ouve o que Jesus quer dizer.
E. v.41
1. "Marta, Marta"
a) Usar o nome duas vezes é um sinal de emoção —Luke 6:46 (Senhor, Senhor); 8:24 (Mestre,
Mestre); 13:34 (Jerusalém, Jerusalém); 22:31 (Simão, Simão)
2. “Ansiosa e Afadigada” = “Você está preocupada e inquieta com muitas coisas” (NVI)
3. “Muitas coisas…uma só é necessária"
a) "Tantas coisas" - Há muito coisa aqui. Pode ser uma refeição mais simples.
(1) Marta foi distraído do reino de Deus com as coisas da vida. Ser interessado/ocupado com Deus
mesmo é a única coisa necessária.
F. "Uma coisa é necessária"
1. Lembra quando Jesus disse que devemos amar Ele mais do que a nossa família? (Lucas 14:26)
a) Temos que interpretar isso no contexto do amor que devemos ter por Ele. (“aborrecer nosso pai”)

1/3
(1) Então, é uma comparação. É que amamos tanto Jesus que, em comparação com esse amor,
todos os nossos outros amores nem se registram na escala do amor.
2. Jesus não está dizendo que não é necessário para nós comer ou cuidar de nossa família porque
“apenas uma coisa é necessária”. Há claramente uma comparação aqui.
G. v.42
1. “A boa parte”
2. “Não será tirada”
III. O que não é o ponto (a ênfase) dessa história:
A. Não é Comparação de Personalidades
1. Não é um contraste da trabalhadora e ocupada Marta contra a tranquila e contemplativa Maria.
2. João 11:5 diz que Jesus ama os dois.
3. Ambos são mulheres boas e piedosas.
a) Em João 11 Lázaro Morre. Marta faz uma grande confissão sobre a ressurreição e depois Maria sai
da casa e diz a mesma coisa.
4. Esta não é uma condenação de vocês que gostam de trabalhar. Nem é um elogio daqueles que
apenas querem adorar.
B. Não é sobre “Estilos de Adoração”
1. Ele não está colocando "sentado" vs "adoração energética"
2. Todo o capítulo 9 é Jesus enviando trabalhadores.
3. Em Lucas 7, Jesus critica o fariseu por não servi-lo (lavar os pés).
4. A realidade é que não é um-ou-outro. Você não pode ser um bom servo sem adoração.
a) E, a verdadeira adoração serve.
C. Não é uma história sobre “Brigas Familiares”
1. Talvez não haja diferença idealógica entre Maria e Marta.
2. Obviamente, houve uma briga entre os dois. Mas a atitude de Jesus não mostra um conflito de desejos
e corações entre os dois.
3. Jesus não põe um fim ao conflito dizendo:
a) Marta acalma-se e venha, sente aqui por um tempo e tudo ficará bem.
b) Nem ele diz a Maria para ir ajudar por um tempo e voltar depois que estiver pronto.
4. A história é mais complicada do q a maneira como você vê as outras pessoas e suas personalidades.
IV. O que É o ponto (a enfase) real dessa história:
A. Contexto: essa história parece aqui no livro porque é temática - Bom Samaritano v. Maria / Marta
1. Tudo isso acontece em Betânia, que fica bem ao lado de Jerusalém.
a) Então, isso está muito fora de ordem cronologicamente.
(1) Como se eu estivesse lhe contando sobre uma viagem a Cuiabá, mas uma das primeiras
coisas que falo é algo que aconteceu quando chegamos aí na cidade, mas depois volto para
contar sobre a viagem.
(2) Então, Lucas coloca essa história aqui porque está ligado à história do Bom Samaritano.
2. Poderia ser que "Amar a Deus com todo o seu coração ..." é feito inteiramente ao sentar-se a Seus pés
(aprendendo e adorando-o); enquanto “Ame o seu próximo como a si mesmo” é a parte que se liga aos
atos externos, de serviço físico. (como visto no bom samaritano)
a) Deus não precisa de mim. Mas ele está feliz em me usar para abençoar os outros.
b) Salmos 50:12 “Se eu tivesse fome, não teria necessidade de dizê-lo a você, pois meu é o mundo e
a sua plenitude."
c) Os dois relatos se qualificam mutuamente:
(1) a ênfase na atividade prática na história do samaritano nos impede de enfatizar a vida
“contemplativa” segundo o padrão de Maria;
(2) enquanto o episódio de Marta / Maria nos adverte que a preocupação com os negócios da vida,
(mesmo quando eles são no serviço do reino de Deus) facilmente nos distraia de uma atenção
sincera às coisas de Deus.
B. É para nos ensinar que: Ficar Sentado aos pés de Jesus é tempo bem gasto (investido)
1. Jesus está ensinando algo e Maria está aprendendo.
a) Isso é sobre deixar Jesus nos ensinar.
b) Jesus é o currículo e o professor (Efésios 4: 20-21 "ouviram falar dEle, e nEle foram instruídos")
2. Uma coisa é necessária
a) Aquela uma coisa não está servindo outros. A única coisa necessária é desfrutar do Senhor
mesmo; uma atitude de adoração e meditação, ouvindo sua palavra com a mente e o coração
aberta às palavras de Jesus. .
b) Warren Wiersbe escreveu: “O que fazemos com Cristo é muito mais importante do que aquilo que
fazemos para Cristo.”

2/3
c) Lucas 12:29-31 - “Portanto, não fiquem perguntando o que irão comer ou beber e não fiquem
preocupados com isso. Porque os gentios de todo o mundo é que procuram estas coisas; mas o
Pai de vocês sabe que vocês precisam delas. Busquem, antes de tudo, o seu Reino, e estas coisas
lhes serão acrescentadas.”
3. João 12:1 - Muito mais tarde, pouco antes da crucificação, Maria unge os pés de Jesus.
a) Jesus reconheceu que ela fez isso em preparação para a morte dele.
b) Maria entendeu e aceitou o que nenhum dos 12 discípulos havia entendido. Que Ele sofreria e
morreria.
(1) Maria havia aceito essa verdade e estava mostrando essa compreensão por esse ato.
(2) Como é que Maria foi (a única) quem entendeu e se rendeu a essa verdade?
(a) Porque foi ela que escolheu a melhor parte e por isso ela teve uma visão e compreensão
espiritual — porque passou tempo a seus pés.
(b) Isso vem por ser verdadeiramente pré-ocupado com Cristo mesmo.
C. É para ensinar que: Verdadeiro serviço Cristão deve ser alimentado pelo que você aprendeu com Cristo
1. Só servindo sem sabedoria e conhecimento, não é bom.
a) Paulo achava q estava servindo a Deus o tempo todo em q ele perseguia os cristãos e os matava.
b) Não importa quão sincero e sacrificial seja nosso serviço, se não é o serviço que Cristo deseja de
nós, qual é o sentido de fazê-lo? Não vale.
2. O serviço verdadeiro primeiramente fica sentado, aprendendo de Deus, e aí serve mais tarde.
a) Se isso for feito, todo o serviço tem um aspecto diferente, porque não é o que nós estamos fazendo
que é importante, mas é o Senhor que é importante.
(1) Porque não é mais sobre "nós" e "quão bem nós fizemos", mas é sobre o Senhor.
3. Em outras palavras, sentar-se aos pés de Jesus não diminui o serviço mas o amplia.
D. Meu serviço não é sobre o que outra pessoa está fazendo
1. Marta queria que Jesus confirmasse sua opinião de quem estava certo e quem estava errado.
a) E Marta quer que Jesus diga a Maria que ela está errada.
2. Jesus poderia ter envergonhado Maria, ou ele poderia ter consolado Marta.
3. "Marta, isso está consumindo sua mente e você está agitado por essas coisas."
a) Com certeza é fácil ficar chateado com o que o outro cara não está fazendo certo. "Não está certo!"
b) Mas, às vezes, o Senhor tem sua própria perspectiva sobre as coisas.
4. Maria e Marta amavam Jesus. Nesta ocasião, ambas estavam servindo-o. Mas Marta pensou que o
estilo de servir de Maria era inferior ao seu.
a) Ela não percebia que, no seu desejo de servir, na realidade, ela estava negligenciando seu
hóspede.
b) Você está tão ocupado, fazendo coisas para Jesus, que não passa nenhum tempo com Ele? Não
permita que seu serviço se tome autosserviente.
(1) Jesus não culpou Marta por estar preocupada com as tarefas da casa. Ele estava pedindo
apenas que ela definisse suas prioridades. O serviço a Cristo pode Se degenerar em um mero
trabalho que está totalmente vazio da devoção a Deus.
5. Servir a outros, como o samaritano, não significa que devamos nos distrair tanto com o serviço que
ignoramos a Deus.
a) Nosso serviço para os outros só está certo quando temos sido aos pés de Jesus.
6. Romanos 14:4 (NAA) - “Quem é você para julgar o servo alheio? Para o seu próprio dono é que ele
está em pé ou cai”
V. Concl.
A. Reserve um tempo para se sentar aos pés de Jesus.
1. Não apenas olhando para ele, mas aprendendo com o que Ele diz.
2. Vá para a Bíblia e aprenda diretamente da palavra de Deus e aprenda com Ele.
3. Sentar e aprender é um investimento que vale a pena.
B. E então serva (sirva) Ele
1. A Bíblia celebra e comanda nosso serviço.
2. O mesmo Jesus que disse que Maria escolheu bem, também diz aos discípulos para saírem e
servirem!
C. Não gaste sua vida agitada pelo que os outros crentes fazem ou não fazem.
1. Algumas pessoas passam suas vidas como desordeiros/perturbadores/encrenqueiro (filhos de Belial)
D. Seja um bom servo cujo serviço é motivado pelo que aprendeu ao sentar-se aos pés de Jesus (na Bíblia).
1. E o outro cara, bem, Deus pode cuidar dele.

3/3