Você está na página 1de 9

CIEP 449 - BRASIL FRANÇA

NATAL SOLIDÁRIO

PEÇA DE TEATRO / PROFESSORA ANA CLÁUDIA

ENREDO: DUAS FAMÍLIAS DE CONDIÇÕES FINANCEIRAS E EMOCIONAIS


DIFERENTES. APRENDER O VERDADEIRO SIGNIFICADO DO NATAL E LIDAR
COM DIFERENÇAS ( SEM PERDER SEUS VALORES)

PERSONAGENS:

FAMÍLIA POBRE FAMÍLIA RICA PAPAI NOEL

2002 MARCELO - PAI 2002 CRISTOVAN - PAI 2002


VICTOR

2002 CATHARINA - MÃE 2002 LÍVIA - MÃE


GUANABARA'S GIRL

2004 JAMILLI - FILHA 1 2002 ISABEL - FILHA 2003


JULIA SNOW

2004 CAMILLI - FILHA 2 2002 EZEQUIEL - FILHO 2001 LISA


- AVÓ RICA

DESCRIÇÃO DAS PERSONAGENS:

A) FAMÍLIA POBRE

PAI: trabalhador( após perder sua empresa), sempre quis o melhor para as
suas filhas. É super protetor controlando algumas atitudes, podendo ser um
tanto quanto grosso. Se torna bobo quando é bajulado. Não tolera o alto
tom numa discussão e é um tanto quanto nervoso para lidar com situações
extremas.

MÃE: trabalhadora, nasceu de uma família humilde e gosta muito de


cozinhar -Uma pena que a situação financeira não colabora, ela sempre
pensa- mas possui um excelente senso de humor e alegria que ajuda a
todos em momentos ruins.

FILHA 1: ama seus pais, mesmo não concordando com alguns dos seus
pontos de vista e pensamentos. Não possui um bom temperamento, mas
suas notas na escola são as melhores. Por estar numa situação nada
agradável financeiramente, não acredita mais no espírito natalino.

FILHA 2: ama demais o papai noel, mas nunca teve a chance de conhecê-lo.
Mesmo numa idade um pouco avançada, continua acreditando no poder do
natal em reunir as pessoas e deseja ganhar seu presente.

B) FAMÍLIA RICA

PAI: orgulhoso e arrogante, sempre está com uma frase pronta. Não tem
paciência para lidar com seus filhes, que para ele estão sempre
atrapalhando seu trabalho. Age com tanta arrogância que parece não amá-
los. Por causa do seu trabalho, sempre está viajando ou fora de casa,
tornando-se um pai ausente.

MÃE: ama seus filhos e acaba mimando-os. Mesmo sabendo que isso pode
prejudicá-los futuramente, ela considera isso uma forma maior de amor e
busca sempre compreender o que se passa com eles, estando sempre
presente; ajudando-os nas tarefas e deveres. Por conseguir um emprego
numa grande multinacional, ela acaba deixando-os de lado para manter a
vida rica.

FILHA: é mimada pelo pai e toda sua arrogancia e prepotencia vem dele e
pelas suas atitudes durante sua rotina. Por isso, o considera o melhor pai do
mundo. Odeia o natal e tudo o que é relacionado. Inclusive, não gosta
quando sua mãe fala no assunto, ignorando-a enquanto coloca seus fones
de ouvido.

FILHO: focado em ser o melhor no que faz, aceita todo tipo de desafio. Seu
maior desejo é ir até o Monte Evereste, mas sua mãe (super protetora)
nunca o deixa concluir. Acreditava no natal, porém após sofrer bullying de
seus colegas de classe, deixou de acreditar (um pouco) no que o espírito
natalino pode proporcionar.

CENÁRIOS

CENÁRIO 1: um palco dividido que representa as duas casas das famílias,


sendo separadas por um ......................................... . No canto direito está
representada a família rica e no canto esquerdo a família pobre

CASA DA FAMÍLIA RICA:

CASA DA FAMÍLIA POBRE

CENÁRIO 2: um shopping onde estará a grande atração do dia: o grande


Papai-Noel.

CENÁRIO 3: a casa novamente

ATOS

PRIMEIRO ATO- CASA DA FAMÍLIA RICA X CASA DA FAMÍLIA POBRE

SEGUNDO ATO: CASAS

TERCEIRO ATO: SHOPPING

QUARTO ATO: CASA NOVAMENTE


PRIMEIRO ATO
TODOS ESTÃO EM CENA. O PALCO ESTÁ DIVIDIDO: DE UM LADO, ESTÁ A FAMÍLIA POBRE
REUNIDA E DO OUTRO. A FAMÍLIA RICA TAMBÉM REUNIDA. AMBAS ESTÃO
SINTONIZADAS NO MESMO CANAL DE TV, QUE NO MOMENTO, PASSA UM ANÚNCIO.

APRESENTADORA: comercial da Internet.

CASA POBRE

FILHO: Mamãe! Mamãe! Eu sempre quis esse carrinho. Olha que carrinho legal, mamãe!
Filho fala de forma empolgante.

MÃE: Realmente, filho. Parece ser bem legal... mas depois vejo isso. Mãe foge do
assunto. Vá pegar seu dever pra gente fazer junto.

Interesses relacionados