Você está na página 1de 2

MÚSICAS PARA A PROCISSÃO DE SANTO EXPEDITO

1 - A NÓS DESCEI DIVINA LUZ: 3. Santo Expedito um show de graças,


A nós descei, Divina Luz! derramai em minhas mãos.Meu pedido leve
A nós descei, Divina Luz! ao Pai. Pois urgente é a missão,Santo
Em nossas almas acendei Expedito um show de graças!
O amor, o amor de Jesus!
Em nossas almas acendei 4 - ANJOS DE DEUS:
O amor, o amor de Jesus! Se acontecer um barulho perto de você
E um anjo chegando para receber
Vinde, Santo Espírito, e do céu mandai Suas orações e leva-las a Deus
Luminoso raio, luminoso raio! Então abra o coração e comece a louvar
Vinde, Pai dos pobres, doador dos dons Sinta o gozo do céu, se derrame no altar
Luz dos corações, luz dos corações! Que um anjo já vem com a resposta nas
mãos
2 - EU VENHO DO SUL E DO NORTE:
Eu venho do sul e do norte Tem anjos voando neste lugar
Do oeste e do leste, de todo o lugar No meio do povo em cima do altar
Estradas da vida eu percorro Subindo e descendo em todas as direções
Levando socorro a quem precisar Não sei se a igreja subiu ou se o céu
Assunto de paz é meu forte desceu Só sei que esta cheia de anjos de
Eu cruzo montanhas e vou aprender Deus Porque o próprio Deus esta aqui
O mundo não me satisfaz
O que eu quero é a paz, o que eu quero é Quando os anjos passeiam a igreja se alegra
viver Ela canta, ela chora, ela ri e congrega
Abala o inferno e dissipa o mal
No peito eu levo uma cruz Sinta o vento das asas dos anjos agora
No meu coração, o que disse Jesus Confia irmão, pois e a tua hora
No peito eu levo uma cruz A benção chegou e você vai levar
No meu coração, o que disse Jesus
5 - PELAS ESTRADAS DA VIDA:
Eu sei que eu não tenho a idade da Pelas estradas da vida, nunca sozinho estás
maturidade de quem já viveu, mas sei que eu Contigo pelo caminho, Santa Maria vai
já tenho a idade de ver a verdade o que eu
quero é ser eu Ó vem conosco, vem caminhar, Santa
O mundo ferido e cansado de um triste Maria vem (2x)
passado de guerras sem fim, tem medo da
bomba que fez e da fé que desfez mas Se pelo mundo os homens, sem conhecer-se
aponta pra mim vão Não negues nunca a tua mão a quem te
encontrar
3 - Hino a Santo Expedito:
1. Santo Expedito socorre-me agora. Mesmo que digam os homens, tu nada podes
Santo Expedito, és o Santo da última hora, mudar Luta por um mundo novo de unidade e
Levarei teu nome, pelo mundo a fora. paz

2. Santo Expedito um show de graças


És soldado defensor de todas as causas
urgentes, Aos pés de Nosso Senhor.
6 - O POVO DE DEUS: Quantas vezes em tempos sombrios
O povo de Deus no deserto andava Enfrentando os perigos do mar
Mas à sua frente Alguém caminhava Barco e rede voltavam vazios
O povo de Deus era rico de nada Mas os dois precisavam pescar
Só tinha a esperança e o pó da estrada
Quantos barcos deixados na praia
Também sou teu povo, Senhor Entre eles o meu deve estar
E estou nessa estrada Era o barco dos sonhos que eu tinha
Somente a Tua graça me basta e mais Mas eu nunca deixei de sonhar
nada! Quanta vez enfrentei o perigo
No meu barco de sonho a singrar
O povo de Deus também vacilava Jesus Cristo remava comigo
Às vezes custava a crer no amor Eu no leme, Jesus a remar
O povo de Deus, chorando, rezava
Pedia perdão e recomeçava De repente me envolve uma luz
E eu entrego o meu leme a Jesus
O povo de Deus também teve fome É preciso pescar diferente
E Tu lhe mandaste o pão lá do céu Que o povo já sente que o tempo chegou
O povo de Deus, cantando deu graças E partimos pra onde ele quis
Louvou Teu amor, Teu amor que não passa Tenho cruzes mas vivo feliz
Há um barco esquecido na praia
O povo de Deus ao longe avistou Um barco esquecido na praia
A terra querida que o amor preparou Um barco esquecido na praia
O povo de Deus corria e cantava
E nos seus louvores, Teu poder proclamava 8 - CURA, SENHOR:
Vamos Jesus passear, na minha vida
7 - HÁ UM BARCO ESQUECIDO NA Quero voltar aos lugares em que fiquei só
PRAIA: Quero voltar lá contigo, vendo que estavas
Há um barco esquecido na praia comigo
Já não leva ninguém a pescar Quero sentir teu amor, a me embalar
É o barco de André e de Pedro
Que partiram pra não mais voltar Cura Senhor, onde dói
Quantas vezes partiram seguros Cura Senhor, bem aqui
Enfrentando os perigos do mar Cura Senhor, onde eu não posso ir
Era chuva, era noite, era escuro
Mas os dois precisavam pescar Quando a lembrança me faz, adormecer
Sabes que a espada da dor entra eu meu ser
De repente aparece Jesus Tu me carregas nos braços, leva-me com teu
Pouco a pouco se acende uma luz abraço
É preciso pescar diferente Sinto minha alma chorar, junto de Ti
Que o povo já sente que o tempo chegou
E partiram sem mesmo pensar
Nos perigos de profetizar
Há um barco esquecido na praia
Um barco esquecido na praia
Um barco esquecido na praia

Há um barco esquecido na praia


Já não leva ninguém a pescar
É o barco de João e Tiago
Que partiram pra não mais voltar