Você está na página 1de 9

27/03/2013

Considerações gerais

ESTABILIDADE DE
TALUDES  Aplicação:
 Taludes naturais
 Taludes de escavação

Mecânica dos Solos II  Taludes de aterros e barragens


 Cortes de rodovias ou ferrovias

Prof. Karla Heineck  Estruturas de contenção

Aspectos envolvidos Exemplo


Talude inicialmente estável
 Geometria
 Geologia  Retirada da vegetação em a:
 geomorfologia  Maior infiltração (-
(-)
 Menos peso (+)
 Poro pressões  Maior erosão (-(-)
 Condutividade hidráulica (geologia)
 Clima  Retirada da vegetação em b: a b
 Vegetação (Ação antrópica)  Maior infiltração (-
(-)
 Menos peso (- (-)  < estabilidade!
 Resistência ao cisalhamento  Maior poro pressão (- (-)
ESTABILIDADE SE ESFORÇOS < RESISTÊNCIA

FATORES QUE INTERVÉM NOS


Possíveis causas de instabilização de taludes
ESCORREGAMENTOS
 Aumento das tensões cisalhantes atuantes
 Corte no pé do talude FATORES EXTERNOS
 sobrecarga no talude  Mudanças geométricas
 aterro na crista do talude  Corte no pé,
 saturação  erosão superficial ou no pé (por curso de água),
 terremotos  mudanças na altura ou inclinação

 Redução da resistência ao cisalhamento disponível  Carregamento


 Redução da sucção (aumento da saturação)  Adição de material,
 Aumento da poro pressão  Construções
 Redução da coesão e ângulo de atrito (intemperismo)  Aumento da altura
 Dilatação de solos expansíveis

1
27/03/2013

FATORES INTERNOS
FATORES EXTERNOS
 Ruptura progressiva
 Descarregamento  Fissuramento, materiais frágeis (sensíveis) erosão
 Escavação no pé,
 erosão
 Intemperismo
 Ressecamento, redução coesão, redução da densidade
 Choques ou vibrações
 Erosão interna
 Rebaixamento do lençol freático (lagos ou  Dissolução, carreamento de partículas (piping)
reservatórios)
 Mudança de fluxo de água subterrânea
 Mudanças no regime de chuvas e infiltrações.  Bloqueio de saída
 formação de artesianismo

 FATORES CLIMÁTICOS
 POSIÇÃO GEOGRÁFICA
 VEGETAÇÃO
 LITOLOGIA
 TERREMOTOS

Investigação Movimentos de massa


Mecanismo Solo
Rocha Solo fino Velocidade
 Tipos de solo e perfil geotécnico granular

Escorregamento rotacional Lenta


 Contatos entre camadas
Escorregamento

 Camadas de pequena espessura e baixa Escorregamento translacional Rápida


resistência
Fluxo de Fluxo de
Avalanche Muito rápida
detritos solos
 Descontinuidades Fluxo
(Enxurro) Extremamente
Creep Creep Creep
lenta
 Padrão de fluxo d'água
Queda
Queda de Queda de Extremamente
 Condutividade hidráulica do solo Queda
blocos solo
de
detritos
rápida

2
27/03/2013

Escorregamento Rotacional
1. Escorregamentos

 Rotacional:
 Caracteriza
Caracteriza--se pelo
movimento de massa
sobre uma superfície
de deslizamento curva
 Translacional:
 Caracteriza
Caracteriza--se pelo
movimento de massa
sobre uma superfície
de deslizamento plana

Escorregamento Rotacional Escorregamento Rotacional

 Característica
 a parte superior
pode ser formada
por várias zonas
de ruptura
orientadas
transversalmente

Escorregamento Rotacional Escorregamento Rotacional

3
27/03/2013

Escorregamento Rotacional Escorregamento Rotacional

Escorregamento Rotacional Escorregamento Rotacional

Escorregamento Rotacional - esquema Escorregamento Rotacional

4
27/03/2013

Escorregamento Translacional Escorregamento Translacional

Uma fina camada de solo e


detritos move-se rapidamente
talude abaixo
 Característica
 ocorre em uma
superfície de
deslizamento
plana
 Exemplo: massa
de solo
escorregando
sobre uma
superfície plana

Escorregamento Translacional 2. Fluxo


 Envolve a deformação
de uma massa de solo
que flui talude abaixo
como um fluido viscoso
ou líquido
 Esta de formação pode
ser devido a um teor de
umidade muito elevado
ou a um carregamento
rápido, tal como um
terremoto que induz a
liquefação

Fluxo Fluxo

 Fluxo de solos
 Fluxo de detritos: envolve o
deslizamento de solo e
detritos.
 É potencialmente perigoso
porque move-
move-se rapidamente
(80 km/h)
 A enorme densidade do
material faz com que este
tipo de movimento torne-
torne-se
muito destrutivo.

5
27/03/2013

Fluxo Fluxo

Fluxo

Fluxo

Fluxo
3. Queda de blocos

6
27/03/2013

Queda de blocos Creep

7
27/03/2013

Casos históricos

 26/02/99 - observação de  04/03/99 - o talude


trincas de tração rompe, juntamente com a
casa

Casos históricos: La Conchita, 1995

Casos históricos Exemplos

 19/01/97  Escorregamentos são comuns em taludes íngremes,


 Em três segundos, 2000 toneladas de rocha, árvores particularmente após períodos de chuvas intensas
e solo soterraram uma casa

8
27/03/2013

Rápido ou devagar, pequeno ou grande  Geologia: papel importante em deslizamentos.


 Escorregamentos podem acontecer entre camadas de
diferentes tipos de solos: estratigrafia / mineralogia
 Escorregamentos diferem entre
fluxos rápidos de detritos e lentos
movimentos de terra, que podem
se estender por dezenas de acres

Estabilização de taludes Estabilização de taludes

 A maioria das zonas  A estabilização pode resultar em impactos em áreas


instáveis podem ser ribeirinhas e seus habitats
estabilizadas a um custo  Este projeto de estabilização enterrou a praia e
relativamente alto eliminou o talude da floresta.

 Algumas vezes, este


custo pode até exceder o
valor da propriedade
 A estabilização
contabiliza também
custos estéticos e
ambientais.

 A maneira mais simples de reduzir risco é evitar áreas


potencialmente instáveis
 Práticas simples como construir longe de escarpas,
manter a vegetação nativa sobre o talude e inspecionar
drenos anualmente são extremamente importantes.