Você está na página 1de 1

SERMÃO TEXTUAL ANALÍTICO

VOCÊ TEM ALIMENTADO SUA FÉ? (Sl 126)

INTRODUÇÃO: Em alguns momentos, a vida se torna tão difícil que nos


sentimos desanimados, ainda que conheçamos e tenhamos vivido os grandes
feitos do Senhor. Nesta hora, o que devemos fazer para alimentar a nossa fé?
O Salmo 126 nos apresenta três atitudes necessárias para alimentar a nossa
fé. Vejamos:

I – TRAZER À MEMÓRIA AQUILO QUE NOS TRAZ ESPERANÇA

O salmista lembra ao povo de Israel que Deus os havia libertado do cativeiro e


os levado de volta a Jerusalém, ou seja, havia restaurado a sorte de Sião. E
eles ficaram como quem sonha, alegres, felizes. E até mesmo os gentios
reconheceram que o Senhor fazia grandes coisas para o seu povo. Portanto,
no momento do desânimo, devemos nos lembrar dos grandes feitos que o
Senhor já fez por nós. Isto renovará a esperança e alimentará a nossa fé.

II – CLAMAR A DEUS

O salmista ao lembrar que o Senhor fez e faz grandes coisas ao seu povo
clama para que o Senhor traga a sua restauração como as torrentes do
Neguebe. É possível, que o povo estivesse precisando de chuva para o plantio
dos alimentos mediante a ausência de chuvas. Ele, então, clama por água na
terra seca, como acontece com as torrentes do neguebe, que são águas que
regam o deserto trazendo vida à vegetação. Clamar a Deus por seus grandes
feitos alimenta nossa fé, porque o clamor gera fé no nosso coração. Clamamos
na certeza de que somos ouvidos e que o Senhor agirá.

III – AÇÃO DO HOMEM

O salmista profetizou que a ação do homem traria resultados. Profetizou que a


ação de semear traria a colheita, ainda que a semeadura se desse em meio a
muito sofrimento. Então, quando o homem vê suas ações, seus movimentos
sendo abençoados por Deus, isto alimenta a fé e ensina-nos a perseverar.

CONCLUSÃO:

O povo de Israel havia passado 70 anos como escravo na babilônia. Eles


sonhavam com a libertação e o retorno à sua terra natal. Quando Deus os
libertou, eles mal podiam acreditar. Ficaram como quem sonha, alegres. No
entanto, ao chegarem à Jerusalém se depararam com muitas dificuldades (falta
de chuva, reconstrução, resistência dos inimigos). O povo desanimou. O
salmista, então, busca animá-los alimentando a sua fé: trazendo à memória
aquilo que trazia esperança; clamando pelo auxílio divino e profetizando o
cumprimento das promessas do Senhor. E você, que hoje está se sentindo
desanimado, distante do Senhor, você tem alimentado a sua fé? As três
atitudes apresentadas pelo salmista podem servir para nós ainda hoje.
Carla Ubaldina