Você está na página 1de 2

UniCEUB – cursos de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda

Normas para preparação e apresentação de seminários


Prof. Sérgio Euclides de Souza

1. Seminário – definição e objetivos. Trata-se de uma apresentação oral,


escrita e/ou multimídia, feita por um grupo de estudantes sobre um tema por
eles estudado, relacionado à disciplina em que tal apresentação ocorre. Tem o
objetivo não apenas de informá-los e educá-los a respeito da ciência referente
ao tema e seus desdobramentos, mas também aqueles que os assistirem.

2. Composição do grupo. De livre escolha dos estudantes, desde que


respeitados os limites mínimo e máximo para o número de membros do grupo
(a depender do tamanho da turma, e do número de datas disponibilizadas para
as apresentações).

3. Tema. De livre escolha dos estudantes, desde que atendidas as seguintes


condições: (a) existência de produção acadêmica/científica a respeito; (b)
conexão com conteúdo(s) da disciplina em que a apresentação ocorre; e (c)
não-coincidência com tema de outro grupo na disciplina em que a
apresentação ocorre [nesse sentido, a ordem de chegada das propostas dos
grupos no e-mail do professor (maurobelmiro@gmail.com) definirá a
prioridade da escolha, assim como da data para a apresentação]. Tanto para a
escolha quanto no desenvolvimento do tema, será encorajado o exercício da
interdisciplinaridade – neste caso, sua conexão com formas e conteúdos
vistos em outras disciplinas da grade curricular.

4. Divisão do trabalho entre os membros do grupo. Embora o trabalho em


grupo tenha a vantagem de proporcionar tal divisão (a fim de não
sobrecarregar seus membros individualmente), é importante haver
coordenação dos esforços individuais – ou seja, cada membro do grupo tem
de saber o que os demais estão fazendo, para que não haja repetição/
sobreposição de tarefas, e a apresentação final seja uma ‘soma’ articulada,
sinérgica, dos esforços individuais.

5. Orientação do professor. Este estará disponível, ao longo do semestre, para


orientação presencial dos grupos, em dias e horários a combinar.

6. Roteiro escrito – forma e conteúdo. Na data da apresentação do seu


seminário, cada grupo deverá entregar ao professor, por escrito e impresso,
um roteiro descritivo e explicativo da apresentação a ser realizada – isto é, o
que, como, e porque será apresentado, além das referências a respeito. Esse
roteiro deverá ter de duas a quatro páginas, corpo (de letra) 12, espaçamento
1.5, e ser assinado por todos os membros do grupo.

7. Referências. Toda pesquisa acadêmica acerca de um assunto abordado


cientificamente exige a identificação e apresentação das fontes –
bibliográficas e não-bibliográficas – dos dados e informações coletados para
o melhor conhecimento daquele assunto (entre as razões, a fim de que outros
interessados tenham a oportunidade de explorá-lo). Dessa forma, cada
seminário contemplará – tanto no roteiro quanto na exposição oral/multimídia
– a apresentação organizada das fontes acadêmicas/científicas utilizadas.

8. Recursos audiovisuais. Devem ser empregados de modo objetivo,


equilibrado e parcimonioso – nunca de maneira a ‘diminuir’ ou ‘substituir’ a
participação oral, necessária e esclarecedora, de cada membro do grupo no
seminário.

9. Convidados. Uma vez que o tempo para a apresentação do seminário será de


aproximadamente uma aula (entre uma hora e uma hora e meia), e demandará
a participação oral de todos os membros do grupo, a presença de convidados
na apresentação é desencorajada. Isso não significa, no entanto, que pessoas
importantes para o melhor entendimento do tema não possam ‘participar’ via
recursos audiovisuais – por ex., através de entrevistas e/ou depoimentos
gravados.

10. Apresentação oral – cuidados e providências. Cabe aqui enfatizar que o


seminário se realiza de fato como apresentação oral, nas condições já
mencionadas. Assim, para que a apresentação cumpra os seus objetivos, é
importante também ensaiá-la cronometrando-a, a fim de que o espaço (da
sala de aula) e o tempo (da aula) utilizados, o sejam da melhor maneira
possível.

11. Apresentação oral – expectativas. Um seminário bem preparado


normalmente resulta numa apresentação interessante, informativa e
esclarecedora – o que termina revelando um processo de conhecimento (sobre
o tema) mobilizador das melhores qualidades intelectuais daqueles que o
apresentam. Sua audiência – quando educada pelo evento – imediatamente o
reconhece!

12. Avaliação do seminário. Apesar de tratar-se de trabalho em grupo, o


seminário será avaliado individualmente. Embora o roteiro escrito receba
menção em grupo, terá peso menor do que a avaliação oral individual.