Você está na página 1de 11

1859

Beato Pio IX institui


as Preces depois das Missas Privadas

Analecta Iuris Pontificii, Volume IV.


(Rome: Place de Venise, 1860), 1502-1503.

Preces recitandæ de mandato SS. D. N. Preces a serem recitadas por mandato


PP. Pii IX, in universa ditione pontificia do Santíssimo Senhor Nosso Papa Pio IX,
integro quadragesimali tempore em todo o domínio pontifício, durante
currentis anni MDCCCLIX a quolibet todo o tempo quaresmal deste ano de
sacerdote post privatæ missæ 1859, por qualquer sacerdote depois da
celebrationem. celebração da missa privada.
Sacerdos flexis genibus ter dicat cum O sacerdote de joelhos diga três vezes
populo Ave Maria: deinde antiphonam com o povo Ave Maria: então a antífona
Salve Regina cum sequentibus Salve Rainha com as seguintes orações.
orationibus.
Oremus Oremos
Da Missa da B. V. Maria
Concede nos famulos tuos, quæsumus Senhor Deus, Vos pedimos, concedei a
Domine Deus, perpetua mentis et vossos servos perpétua saúde na alma
corporis sanitate gaudere, et gloriosa e no corpo; e por intercessão gloriosa
Beatæ Mariæ semper Virginis da Bem-aventurada sempre Virgem
intercessione, a præsenti liberari Maria, fazei que sejamos livres da
tristitia, et æterna perfrui lætitia. presente tristeza e gozemos da eterna
alegria.
Da Missa pela remissão dos pecados
Deus, qui nullum respuis, sed Ó Deus que a ninguém repelis, mas
quantumvis peccantibus, per antes, em vossa misericordiosa
poenitentiam pia miseratione placaris, bondade, Vos deixais aplacar pela
respice propitius ad preces humilitatis penitência dos pecadores, por mais
nostræ, et illumina corda nostra, ut tua culpados que sejam, recebei
valeamus implere præcepta. favoravelmente as nossas humildes
orações e iluminai os nossos corações,
para que possamos cumprir vossos
preceitos.
Da Missa pela Paz
Deus a quo sancta desideria, recta Ó Deus, que sois a fonte dos santos
consilia, et iusta sunt opera, da servis desejos e das ações justas, concedei a
tuis illam quam mundus dare non vossos servos esta paz que o mundo
potest pacem: ut et corda nostra não pode dar, para que nossos
mandatis tuis dedita, et hostium corações se prendam aos vossos
sublata formidine, tempora sint tua preceitos e, livres de temor dos
protectione tranquilla. inimigos, tenhamos dias tranquilos sob
a vossa proteção.
Da Missa pelos inimigos
Deus pacis, charitatisque amator et Ó Deus, que amais e conservais a paz e
custos, da omnibus inimicis pacem a caridade, dai a todos nossos inimigos
charitatemque veram, et cunctorum eis a verdadeira paz e a caridade,
2

remissionem tribue peccatorum, concedei-lhes a remissão de todos os


nosque ab eorum insidiis potenter pecados, e por vosso poder, preservai-
eripe. Per Christum Dominum nos de suas insídias. Por Cristo Nosso
nostrum. Amen. Senhor. Amém.

Tradução das orações de D. Beda Keckeisen, OSB, Missal Quotidiano. Completo – em


latim e português – com o próprio do Brasil. Mosteiro de São Bento, Bahia, 1947.
3

1884
Leão XIII altera e estende à Igreja inteira
as Preces depois das Missas Privadas
Congregação para os Ritos, Decreto Iam inde,
de 06 de janeiro de 1884; in: Acta Sanctæ Sedis 16 (1883-1884), 239-240.

DECRETUM DECRETO
Quo mandatur nonnullas preces esse Com o qual se mandam recitar algumas
recitandas in fine cuiusque Missæ , sine preces no final
cantu celebratæ, in omnibus Urbis et
Orbis chatolici Ecclesiis.
URBIS ET ORBIS DA CIDADE E DO MUNDO

Iam inde ab anno MDCCCLIX sa. me. Desde 1859, o Papa Pio IX, de santa
Pius PP. IX , ad impetrandam Dei opem, memória, prescreveu que em todas as
quam tempora difficilia et aspera Igrejas dos Estados Pontifícios se
flagitabaut, præcepit, ut, in templis recitassem, depois da celebração do
omnibus Ditionis Pontificiæ, certæ santo sacrifício da missa, certas
preces quibus sacras Indulgentias orações, que ele enriqueceu de
adjunxerat, peracto sacrosancto Missæ indulgências, a fim de obter a
sacrificio, recitarentur. Iamvero misericórdia de Deus, reclamada pela
gravibus adhuc insidentibus malis nec dificuldade e rigor dos tempos. Ora,
satis remota suspicione graviorum, como a Igreja Católica no meio dos
cum Ecclesia catholica singulari Dei males, que cada vez ameaçam tornar-
præsidio tantopere indigeat, se mais graves, tem urgente
Sanctissimus Dominus Noster LEO necessidade da proteção particular de
PAPA XIII opportunum iudicavit, eas Deus, o santíssimo Papa Leão XIII
ipsas preces nonnullis partibus julgou oportuno fazer recitar por todo
immutatas, toto orbe persolvi, ut quod o mundo católico estas mesmas
christianæ reipublicæ in commune orações modificadas em algumas
expedit, id communi prece populus partes, a fim de que o bem comum da
christianus a Deo contendat, auctoque religião cristã seja solicitado ao Todo-
supplicandum numero divinæ Poderoso pelas súplicas comuns do
beneficia misericordiæ facilius povo cristão; e pelo acréscimo do
assequatur. número de suplicantes, os benefícios
Itaque Sanctitas Sua per præsens da misericórdia divina sejam mais
Sacrorum Rituum Congregationis facilmente obtidos.
Decretum mandavit, ut in posterum in Eis a razão por que, no presente
omnibus tum Urbis tum catholici orbis decreto da Sagrada Congregação dos
Ecclesiis preces infra scriptæ, ter Ritos, Sua Santidade ordenou que
centum dierum Indulgentia daqui por diante em todas as Igrejas de
locupletatæ, in fine cuiusque Missæ Roma e do mundo católico se recitem
sine cantu celebratæ, flexis genibus de joelhos, no fim de cada missa
recitentur, nimirum: rezada, as seguintes orações,
enriquecidas de uma indulgência de
trezentos dias.
Ter: Ave, Maria: etc. Três vezes: Ave Maria, etc.
Deinde dicitur semel Salve, Regina etc. Então se diz uma única vez Salve
et in fine V. Ora pro nobis, sancta Dei Rainha, etc. E no final V. Rogai por nós,
4

Genetrix. R. Ut digni efficiamur santa Mãe de Deus. R. Para que sejamos


promissionibus Christi. dignos das promessas de Cristo.
Oremus Oremos
Deus, refugium nostrum et virtus Deus, nosso refúgio e fortaleza, atendei
adesto piis Ecclesiæ tuæ precibus, et às piedosas orações de vossa Igreja e
præsta; ut intercedente gloriosa et concedei que, pela intercessão da
Immaculata Virgine Dei Genitrice gloriosa e Imaculada Virgem Maria,
Maria, beato Josepho, ac beatis Mãe de Deus, de São José, e dos bem-
apostolis tuis Petro et Paulo et aventurados Apóstolos Pedro e Paulo e
omnibus sanctis, quod in præsentibus de todos os Santos, obtenhamos com
necessitatibus humiliter petimus, eficácia nas necessidades presentes o
efficaciter consequamur. Per Christum que humildemente vos pedimos. Por
Dominum nostrum. Amen. Cristo Nosso Senhor. Amém.
Contrariis non obstantibus Não obstante todas as coisas
quibuscumque. Die Epiphaniæ Domini contrárias. Dia da Epifania, 6 de janeiro
VI Ianuarii MDCCCLXXXIV . de 1884.
D. Cardinalis Bartolinius S. R. C. D. Cardeal Bartolini, Prefeito da S. C. R.
Præfectus Lourenço Salvati, Secretário da S. C. R.
Laurentius Salvati S . R . C . Secretarius

Tradução portuguesa do decreto adaptada a partir do Jornal “A Constituição –


Órgão do Partido Conservador”, Belém do Pará, 28 de março de 1884.
5

1886
Leão XIII introduz a Oração a São Miguel
nas Preces depois das Missas Privadas
(Nouvelle Revue Théologique, Vol. 18 (1886), pag. 464).

Preces iussu Papæ Leonis XIII in Preces a serem recitadas de joelhos


omnibus Orbis Ecclesiis post privatæ nas Igrejas de todo o mundo, depois da
Missæ celebrationem flexis genibus celebração da Missa privada, por
recitandæ ordem do Papa Leão XIII

Sacerdos ter dicat cum populo: Ave, O sacerdote diga três vezes com o povo:
Maria; deinde: Salve, Regina cum V. Ora Ave, Maria; depois Salve, Rainha, com V.
pro nobis, sancta Dei Genetrix. et R. Ut Rogai por nós, santa Mãe de Deus. e R.
digni efficiamur promissionibbus Para que sejamos dignos das
Cristi. promessas de Cristo.

Oremus Oremos:
Deus refugium nostrum et virtus, Deus, nosso refúgio e fortaleza,
populum ad te clamantem propitius atendei, propício, os clamores do vosso
respice; et intercedente gloriosa et povo e pela intercessão da gloriosa e
immaculata Virgine Dei Genitrice Imaculada Virgem Maria, Mãe de Deus,
Maria, cum beato Joseph, ejus Sponso, de São José, seu esposo, dos bem-
ac beatis Apostolis tuis Petro et Paulo, aventurados Apóstolos Pedro e Paulo e
et omnibus Sanctis, quas pro de todos os Santos, ouvi,
conversione peccatorum, pro misericordioso e benigno, as súplicas
libertate et exaltatione sanctæ que do fundo da alma vos dirigimos,
Matris Ecclesiæ, preces effundimus, pela conversão dos pecadores e pela
misericors et benignus exaudi. Per liberdade e exaltação da Santa Mãe
[eumdem] Christum Dominum Igreja. Pelo mesmo Cristo, Nosso
nostrum. Amen. Senhor. Amém.
Sancte Michaël Archangele, defende São Miguel Arcanjo, defendei-nos no
nos in proelio, contra nequitiam et combate, sede nosso refúgio contra a
insidias diaboli esto præsidium. maldade e as ciladas do demônio.
Imperet illi Deus, supplices Ordene-lhe Deus, instantemente o
deprecamur: tuque, Princeps pedimos; e vós, Príncipe da Milícia
militiæ coelestis, Satanam aliosque Celeste, pela virtude divina, precipitai
spiritus malignos, qui ad no inferno a Satanás e a todos os
perditionem animarum pervagantur espíritos malignos que andam pelo
in mundo, divina virtute, in mundo para perder as almas. Amém.
infernum detrude. Amen.
6

1890

Oração a São Miguel extraída


de “Exorcismus in Satanam et Angelos Apostaticos”,
Acta Apostolicæ Sedis 23 (1890), 743-746.

Em negrito encontram-se as partes retiradas do Exorcismo por mandato do


próprio Papa Leão XIII em 1902.

Princeps gloriosissime cælestis militiæ, Gloriosíssimo príncipe da milícia


sancte Michaël Archangele, defende celeste, São Miguel Arcanjo, defendei-
nos in prælio et colluctatione, quæ nos no combate e na luta contra os
nobis est adversus principes et principados e as potestades, contra os
potestates, adversus mundi rectores dirigentes deste mundo de trevas,
tenebrarum harum, contra spiritualia contra os espíritos malignos
nequitiæ, in cælestibus (Ephes. VI). espalhados pelos ares (cf. Ef 6,12).
Veni in auxilium hominum; quos Deus Vinde em socorro dos homens que
creavit inexterminabiles, et ad Deus criou imortais e fez à imagem da
imaginem similitudinis suæ fecit, et a Sua própria natureza e resgatou por
tyrannide diaboli emit pretio magno grande preço da tirania do demônio
(Sap. II; 1 Cor. VI). Præliare hodie (cf. Sb 2,23; 1 Cor 6). Combatei hoje,
cum beatorum Angelorum exercitu com os exércitos dos anjos bons, o
prælia Domini, sicut pugnasti olim combate do Senhor, assim como
contra ducem superbiæ luciferum, outrora lutastes contra Lúcifer,
et angelos eius apostaticos: et non chefe do orgulho, e contra os anjos
valuerunt, neque locus inventus est apóstatas. Eles não prevaleceram
eorum amplius in coelo. Sed nem foi mais encontrado o lugar
proiectus est draco ille magnus, deles no Céu, mas foi expulso aquele
serpens antiquus, qui vocatur grande dragão, a antiga serpente
diabolus et satanas, qui seducit que se chama diabo e satanás, que
universum orbem; et proiectus est seduziu todo orbe; e foi lançado na
in terram, et angeli eius cum illo terra, e seus anjos juntamente com
missi sunt (Apoc. XII). En antiquus ele (cf. Ap 12,7-9). Eis que o inimigo
inimicus et homicida vehementer antigo e homicida se ergueu com
erectus est. Transfiguratus in veemência. Transfigurado em anjo
angelum lucis, cum tota malignorum de luz, com toda a caterva de
spirituum caterva late circuit et espíritos maus, circundou e invadiu
invadit terram, ut in ea deleat toda a terra, para que nela
nomen Dei et Christi eius, destruísse o nome de Deus e de Seu
animasque ad æternæ gloriæ Cristo e roubasse as almas
coronam destinatas furetur, mactet destinadas à coroa da glória eterna,
ac perdat in sempiternum e as prostrasse, e as perdesse na
interitum. morte eterna.
Virus nequitiæ suæ, tamquam O dragão maldito transvasou, como
flumen immundissimum, draco rio imundíssimo, o veneno de sua
maleficus transfundit in homines iniquidade em homens depravados
depravatos mente et corruptos de mente e corruptos de coração;
corde; spiritum mendacii, impietatis incutiu-lhes o espírito de mentira,
7

et blasphemiæ; halitumque impiedade, blasfêmia, e seu hálito


mortiferum luxuriæ, vitiorum mortífero de luxúria, de todos os
omnium et iniquitatem. – Ecclesiam, vícios e iniquidades. As hostes
Agni immaculati sponsam, vaferrimi astuciosíssimas encheram de
hostes repleverunt amaritudinibus, amargura a Igreja, esposa
inebriarunt absinthio; ad omnia imaculada do Cordeiro, e
desiderabilia eius impias miserunt inebriaram-na com absinto;
manus. Ubi sedes beatissimi Petri et puseram-se em obras para realizar
Cathedra veritatis ad lucem gentium todos os seus ímpios desígnios. Ali
constituta est, ibi thronum onde está constituída a sede do
posuerunt abominationis impietatis beatíssimo Pedro e cátedra da
suæ; ut percusso Pastore, et gregem verdade para iluminar os povos, ali
disperdere valeant. colocaram o trono de abominações
da sua impiedade, para que, ferido o
pastor, dispersassem as ovelhas.
– Adesto itaque, Dux invictissime, Vinde, pois, general invictíssimo, e
populo Dei contra irrumpentes dai a vitória ao povo de Deus contra
spirituales nequitias, et fac as perversidades espirituais que
victoriam. Te custodem et patronum irrompem. A santa Igreja vos venera
sancta veneratur Ecclesia; te gloriatur como seu guarda e protetor, vos
defensore adversus terrestrium et glorifica como defensor contra
infernorum nefarias potestates; tibi potestades abomináveis da Terra e
tradidit Dominus animas dos infernos. Confiou-vos o Senhor a
redemptorum in superna felicitate missão de introduzir na felicidade
locandas. Deprecare Deum pacis, ut celeste as almas resgatadas. Rogai,
conterat satanam sub pedibus nostris, pois, ao Deus da paz que esmague
ne ultra valeat captivos tenere satanás sob nossos pés, a fim de que
homines, et Ecclesiæ nocere. Offer ele não mais possa manter cativos os
nostras preces in conspectu Altissimi, homens e fazer mal à Igreja. Apresentai
ut cito anticipent nos misericordiæ ao Altíssimo as nossas preces, a fim de
Domini, et apprehendas draconem, que sem tardar o Senhor nos faça
serpentem antiquum, qui est diabolus misericórdia, e vós contenhais o
et satanas, ac ligatum mittas in dragão, a antiga serpente, que é o
abyssum, ut non seducat amplius demônio e satanás, e o lanceis
gentes (Apoc. XX). encadeado no abismo para que não
mais seduza as nações (cf. Ap 20).
8

Cardeal Nasalli
(Giovanni Battista Nasalli Rocca di Corneliano,
Arcebispo de Bolonha 1921-1952)

Sobre a visão de Leão XIII


Quaresma de 1946
(Bollettino della Diocesi di Bologna, Anno 36, números 1-3 (1946), 1ss).

Non per nulla il sapientissimo Não é por acaso que o sapientíssimo


Pontefice Leone XIII, intelligenza Papa Leão XIII, uma inteligência
superiore e certamente non spirito superior e espírito certamente não
gretto e piccino, scrisse Egli stesso mesquinho e pequeno, escreveu, ele
quella bella e forte preghiera, e impose mesmo, essa linda e forte oração, e
di recitarla a tutti i sacerdoti dopo la ordenou a todos os sacerdotes que a
celebrazione della santa Messa... recitassem após a celebração da Santa
Missa...
E quella frase — che si aggirano nel E aquela frase – que andam pelo mundo
mondo — ha una spiegazione storica, a – tem uma explicação histórica, que
noi più volte riferita dal fedelissimo nos foi muitas vezes contadas por
Segretario particolare del Grande Monsenhor Rinaldo Angeli, Secretário
Pontefice che fu a Lui vicino lungo particular do Grande Pontífice que
quasi tutto il pontificato, Mons. Rinaldo esteve ao lado dele durante a maior
Angeli: Leone XIII ebbe veramente parte do pontificado: Leão XIII
visione degli infernali spiriti, che si realmente teve uma visão dos espíritos
addensavano sulla Eterna Città, e da infernais, que se reuniam sobre a
quella esperienza, da lui confidata al Cidade Eterna, e foi desta experiência,
Prelato e certamente ad altri con il que ele confidenciou ao Monsenhor e
dovuto riserbo, venne la preghiera che certamente a outras pessoas, com a
volle in tutta la Chiesa. Preghiera che devida reserva, que veio a oração que
Egli recitava (la udimmo tante volte ele queria em toda a Igreja. Oração que
nella Basilica Vaticana) con una voce ele recitava (ouvimos muitas vezes na
vibrata e potente, che risuonava in Basílica Vaticana) com uma voz
modo indimenticabile nell’universale vibrante e poderosa, que ressoava de
silenzio sotto le volte del massimo forma inesquecível no silêncio
tempio della cristianità. universal debaixo das abóbadas do
maior templo do cristianismo.
Non solo; ma scrisse di sua mano uno Não só isso; mas ele escreveu um
speciale esorcismo, che si ha nel exorcismo especial, que se encontra no
Rituale Romano (c.3, Tit.11) col titolo Ritual Romano (c.3, Tit.11) com o título
«Exorcismus in Satanam et angelos "Exorcismus in Satanam et angelos
apostaticos ». Questi esorcismi Egli apostaticos". Esses exorcismos ele
raccomandava ai Vescovi e Sacerdoti di recomendou aos Bispos e Sacerdotes
recitare spesso per le loro Diocesi e le que recitassem frequentemente por
loro parrocchie, ai sacerdoti con facoltà suas Dioceses e suas paróquias, aos
avuta dai loro Ordinari. Primo di tutti sacerdotes com faculdades que
Egli lo recitava spessissimo fra giorno. possuíam por seus Ordinários. Em
Ci narrava un altro Prelato famigliare primeiro lugar, ele mesmo recitava
del Pontefice, che anche nella muito frequentemente durante o dia. A
passeggiata nei giardini vaticani levava este respeito, um outro Prelado do
9

dalle sue tasche un piccolo libro, Pontífice nos contou que, mesmo em
consunto dal lungo uso, e ripeteva il sua caminhada pelos jardins do
Suo Esorcismo con fervida pietà e viva Vaticano, ele tirava de seus bolsos um
devozione. Il libriccino ancora si pequeno livro, desgastado pelo uso
conserva presso una nobile famiglia di frequente, e repetia Seu Exorcismo
Roma, che Noi ben conosciamo.... com piedade fervorosa e viva devoção.
O livrinho ainda hoje é mantido em
uma família nobre de Roma, que nós
bem conhecemos...
10

Padre Domenico Pechenino, OMV


(Sobre a visão de Leão XIII)
La Settimana del Clero, Anno II, numero 12, 23 Marzo 1947, pg. 1.
Anno II, numero 13, 30 Marzo, 1947, pg. 1-2.

Non ricordo l’anno preciso. Si era un Não me lembro do ano exato. Foi um
po’ dopo il 1890. Un mattino il grande pouco depois de 1890. Certa manhã, o
Pontefice Leone XIII, che era già grande Papa Leão XIII, que já havia se
divenuto l’ammirazione di tutto il tornado a admiração de todo o mundo
mondo civile e la rabbia della civilizado e a ira da maçonaria
massoneria internazionale, aveva internacional, havia celebrado a Santa
celebrato la S. Messa, e stava Missa e estava assistindo uma outra
assistendo ad un’altra di em ação de graças, como era seu
ringraziamento come al solito. Ad un costume. A certa altura, ele foi visto
certo punto, lo si vide drizzare levantando energicamente a cabeça,
energicamente il capo, poi fissare, depois fixou o olhar, observando
fissare intensamente qualcosa al fixamente alguma coisa acima da
disopra del capo del celebrante. cabeça do celebrante. Ele olhou firme,
Guardava fisso, senza batter palpebra, sem piscar, mas com uma sensação de
ma con un senso di terrore e di terror e admiração, mudando a cor do
meraviglia, cambiando colore e rosto. Algo de estranho e de grandioso
lineamenti. Qualcosa di strano, di acontecia nele... Finalmente, como
grande avveniva in lui… Finalmente, permanecendo em si mesmo, e, dando
come rimanendo in sé, e, dando un um leve mas enérgico golpe com a
leggero ma energico tocco di mano, si mão, ele se levantou. Foi visto então
alza. Lo si vede avviarsi verso il suo indo em direção a seu escritório
studio privato. I familiari lo seguono particular. Os membros da família
con premura e ansiosi. «Santo Padre! (familiari) foram atrás dele com
gli gridano sommamente. — Non si preocupação e ansiedade. «Santo
sente bene? Ha bisogno di qualcosa?». Padre! gritam com veemência. – Não
— «Niente, niente!», risponde. E si está se sentindo bem? Precisa de algo?
chiude dentro. Dopo una mezzoretta fa ». – Nada, nada! », respondeu. Trancou
chiamare il Segretario della S. então a porta. Depois de meia hora
Congregazione dei Riti, e porgendogli manda chamar o Secretário da Sagrada
un foglio, gl' ingiunge di farlo stampare Congregação dos Ritos, e entregando-
e farlo pervenire a tutti gli Ordinari del lhe uma folha, ordenou que fosse
mondo. Cosa conteneva? La preghiera impressa e enviada para todos os
che recitiamo al termine della Messa Ordinários do mundo. O que havia na
col popolo, con la supplica a Maria e folha? A oração que recitamos no final
l’infocata invocazione al Principe delle da missa com o povo, com a súplica a
milizie celesti, S. Michele: Maria e a inflamada invocação ao
«Sancte Michaël Archangele, defendo Príncipe das milícias celestiais, São
nos in proelio… implorando da Dio che Miguel:
lo ricacci nell’ inferno, et in infernum «Sancte Michaël Archangele,
detrude!». defendendo nos in proelio ... implorando
Cos'era accaduto? Questo. Dio aveva de Deus para lançá-lo de volta ao
fatto vedere al Vicario del suo divin inferno, et in infernum detrude!».
Figlio in terra Satana, come un giorno a O que aconteceu? Isto. Deus havia
Giobbe, in conversazione con Lui. mostrado ao Vigário de seu divino
11

Satana si vantava di aver già devastata Filho Satanás na terra, como outrora a
su larga scala la Chiesa. Correvano Jó, em conversa com Ele. Satanás se
infatti tempi calamitosissimi per essa gabava de que já havia devastado a
in Italia, in molte nazioni dell’Europa, Igreja em larga escala. De fato, aqueles
un po' in tutto il mondo. La massoneria eram tempos muito difíceis para a
spadroneggiava, e i Governi n' erano Igreja na Itália, em muitas nações da
divenuti docili strumenti. Con aria di Europa, e um pouco em todo o mundo.
millantatore Satana lanciava a Dio una A Maçonaria dominava e os governos
sfida. — «E se mi deste un po' più di se tornaram instrumentos dóceis. Com
libertà, voi vedreste che cosa farei io um ar de fanfarrão, Satanás lançou um
della vostra chiesa!». — «Cosa ne desafio a Deus. "Se me desses um
faresti?» — «La distruggerei». — «Oh, pouco mais de liberdade, verias o que
questo poi sarebbe da vedere. Quanto eu faria com a vossa Igreja! ». - «O que
tempo ti ci vorrebbe?». — «Cinquanta, farias com ela? "Eu a destruiria. " – Ah
sessant’anni». «Abbiti la più ampia é?! Vamos então ver. Quanto tempo
libertà, e il tempo che desideri. Poi precisarias? - "Cinquenta, sessenta
faremo i conti». anos". «Esteja então à vontade e use o
tempo que precisar. Depois faremos as
contas ».