Você está na página 1de 10

DISCIPLINA: Administração, Economia Rural e Empreendedorismo

PROFESSORA: Darklê Luíza de Souza Jácome


Módulo IV

MATERIAL DE ESTUDO – Tipos de Empresa


Aula 2

Definição geral de Empresa


 Uma empresa é uma unidade econômico-social, integrada por elementos humanos, materiais e
técnicos, que tem o objetivo de obter utilidades através da sua participação no mercado de bens e
serviços. Nesse sentido, faz uso dos fatores produtivos (trabalho, terra e capital).

Tipos de Empresa
 Classificadas de acordo com a atividade econômica que desenvolvem
 Empresas do setor primário
 Que obtêm os recursos a partir da natureza, como é o caso das agrícolas, pesqueiras ou
pecuárias
 Empresas do setor secundário
 Dedicadas à transformação de matérias-primas, como acontece com as industriais e as
da construção civil
 Empresas do setor terciário
 Empresas que se dedicam à prestação de serviços ou ao comércio

Setores da Economia
 Setor Primário
 Está relacionado a produção através da exploração de recursos da natureza
 Agricultura, pecuária e extrativismo
 Setor Secundário
 Setor da economia que transforma as matérias-primas em produto industrializado
 Produção de bens de consumo, construção civil e energia
 Setor Terciário
 Setor econômico relacionado a serviços
 Comércio, educação, saúde, serviços de limpeza, serviços de alimentação

Categorias de empresas
 O que é pessoa física e pessoa jurídica?
 Pessoa jurídica é a entidade abstrata com existência e responsabilidade jurídicas como, por
exemplo, uma associação, empresa, companhia, legalmente autorizadas.
 Podem ser de direito público (União, Unidades Federativas, Autarquias etc.), ou de direito
privado (empresas, sociedades simples, associações etc.).
 Caracterizada pelo número do CNPJ
 empresas individuais, para os efeitos do imposto de renda, são equiparadas às
pessoas jurídicas.
 Pessoa física é a pessoa natural, isto é, todo indivíduo (homem ou mulher), desde o nascimento até
a morte.
 Caracterizada pelo número do CPF
 A concepção de uma empresa, seja ela grande ou pequena, com ou sem fins lucrativos, não se torna
possível sem a adoção de uma série de princípios administrativos que irão engendrar a organização
e o consequente desenvolvimento da empresa.
 Planejamento, Controle, Organização, Direção e Recursos Humanos

Empresas podem ser classificadas quanto:


 • Objetivos
 (comerciais, industriais, de prestação de serviços)
 • Tamanho
 (grande, média, pequena, micro)
 • Estrutura:
 (individuais, coletivas, públicas, mistas)
 • Volume de Trabalho Interno
 (simples, complexas)
 • Organização
 (Linear ou Militar, Funcional, Estado Maior ou “Staff”)

Podem ser classificadas de acordo com a sua constituição jurídica


 Empresas individuais
 Que pertencem a uma única pessoa
 Societárias
 Constituídas por várias pessoas
 Podem ser anônimas, de responsabilidade limitada e de economia social (as
chamadas cooperativas), entre outras.

Ser definidas de acordo com a respectiva titularidade do capital


 Empresas privadas
 O capital está nas mãos de particulares
 Públicas
 Controladas pelo Estado
 Mistas
 O capital é partilhado por particulares e pelo Estado
 Empresas de autogestão
O capital é propriedade dos trabalhadores

Podem ser classificadas de acordo com o perfil


 Perfil subjetivo.
 A empresa é o empresário, pois empresário é quem exercita a atividade econômica
organizada, de forma continuada.
 A empresa pode ser uma pessoa física ou uma pessoa jurídica, pois ela é titular de
direitos e obrigações.
 Perfil funcional.
 A empresa é uma atividade, que realiza produção e circulação de bens e serviços,
mediante organização de fatores de produção (capital, trabalho, matéria prima etc).
 Perfil objetivo (patrimonial).
 A empresa é um conjunto de bens. A palavra empresa é sinônima da expressão
estabelecimento comercial. Os bens estão unidos para uma atividade específica, que é o
exercício da atividade econômica.
 Perfil corporativo.
 A empresa é uma instituição, uma organização pessoal, formada pelo empresário e
pelos colaboradores (empregados e prestadores de serviços), todos voltados para uma
finalidade comum.

Podem ser classificadas em função do tipo de negócio


 Mercado e o fisco definem empresa - Conforme o ramo de atividade
 Indústria – desde que agregue mão de obra ao seu produto
 Transforma insumo em produto, seja produto final ou intermediário
 Toda empresa industrial é também comercial no ato da venda de seus produtos
 Comércio – é aquela que vende o produto tal qual compra, sem acrescentar ou agregar
nenhum valor ou serviço a esse produto.
 Serviços – prestam serviços e não comercializam produtos.
 Empresas mistas – incorporam ao seu negócio mais de uma características.
Fisco - Administração encarregada de calcular e arrecadar os impostos. Estado enquanto gestor do Tesouro público.

Empresa Rural
 Geral
 “Empresa Rural” é uma unidade de organização Econômico Social, no Setor Rural que tem
características, em geral, diferenciadas das empresas de outros setores.
 Lei n. 4.504, de 30 de Novembro de 1964 art. 4. VI
"Empresa Rural" é o empreendimento de pessoa física ou jurídica, pública ou privada, que explore
econômica e racionalmente imóvel rural, dentro de condição de rendimento econômico (...) Vetado (...) da
região em que se situe e que explore área mínima agricultável do imóvel segundo padrões fixados,
pública e previamente, pelo Poder Executivo. Para esse fim, equiparam-se às áreas cultivadas, as
pastagens, as matas naturais e artificiais e as áreas ocupadas com benfeitorias
 Empresa rural é a unidade de produção em que são exercidas atividades que dizem respeito:
 Culturas agrícola, Criação de gado, Culturas florestais – obtenção de renda

Fatores de produção
 Primeiro fator de produção - planeta Terra
 Oferece gêneros alimentícios e matéria prima
 Onde se aplicam os capitais e se trabalha para obter a produção. É o fator mais
importante.
 Novos bens econômicos
 Segundo fator de produção – Trabalho
 Em Economia – trabalho humano e NÃO o desempenho das máquinas e nem o esforço
dos animais que parecem trabalhar
 Terceiro fator de produção – Capital
 Representa o conjunto de bens colocados sobre a terra com objetivo de aumentar sua
produtividade e ainda facilitar e melhorar a qualidade do trabalho humano.
 Máquinas industriais e animais a serviço do homem, etc.

Campo de atividade das empresas rurais


 Produção Vegetal (atividade agrícola)
 aborda a cultura hortícola e forrageira (cereais, hortaliças, tubérculos, especiarias,
floricultura, dentre outras) e a arboricultura (florestamento, pomares, vinhedos e outras)
 Produção Animal (atividade zootécnica)
 criação de animais (apicultura, avicultura, pecuária, piscicultura e outras);
 Indústrias Rurais (atividade agroindustrial)
 beneficiamento do produto agrícola, transformação de produtos zootécnicos e agrícolas.

Características da empresa rural


 A estrutura da empresa rural:
Algumas das principais particularidades desta modalidade de organização são:
- Origem e gestão familiar;
- Ciclo econômico da empresa caracterizado por transmissões por herança (subdivisão sucessiva
da empresa);
- Pouco ou nenhum controle sobre parte importante dos fatores de produção;
- Linha de produção viva – sujeita às adversidades biológicas;
- A terra (solo) assume importância como fator de produção.

Índices produtivos da empresa rural:


O empresário rural deverá estar atento para quatro pontos básicos: produção, produtividade, qualidade e
custo.
Produção – se refere à quantidade física total a ser produzida.
Produtividade – é a quantidade a ser produzida por unidade de área (por exemplo, sacas de café por
hectare, quilos de milho por hectare etc.) ou por outra unidade tomada como referência (quilos de carne
por animal, litros de leite por vaca etc.).
Qualidade – implica a busca constante de melhores padrões, tanto do ponto de vista físico quanto
sanitário do produto. Cada produto deve apresentar certas especificações para que possa atender aos
desejos e às necessidades de seus clientes.
A análise dos custos permite o controle econômico e financeiro das atividades produtivas de modo a se
obter produtos de alta qualidade e com o menor valor unitário possível.
Assim, a racionalidade na utilização dos recursos é extremamente importante e exige PLANEJAMENTO

Influência das características peculiares do Setor Agropecuário na tomada de


decisão do empresário rural
 Dependência do clima – característica mais citada.
 Condiciona a maioria das explorações agropecuária
 Época de plantio, tratos culturais, colheitas, escolha de variedades e espécies vegetais e
animais
 Tempo de produção maior que o tempo de trabalho
 O processo produtivo agropecuário se desenvolve independente da existência do
trabalho
 Dependência de condições biológicas
 Intimamente relacionada às condições biológicas
 A terra como participante da produção
 Participa diretamente do ciclo produtivo
 Trabalho disperso e ao ar livre
 As atividades estão dispersas por toda a empresa, podendo ocorrer em locais distantes
um do outro.
 Estas situações exigem rigorosas ações de planejamento e controle
 Incidência de riscos
 Toda e qualquer atividade econômica está sujeita a riscos
 Atividade agropecuária - Maiores proporções
 Sistema de competição econômica
 Exigência de um grande número de produtores e consumidores
 Produtos que apresentam pouca diferenciação entre si
 A entrada e saída, no negócio, pouco altera a oferta total
 Produtos não uniformes
 Ao contrário da indústria, há dificuldades em se obter produtos uniformes quanto à
forma, tamanho e qualidade
 Alto custo de saída e/ou entrada
 Algumas explorações exigem altos investimentos em benfeitorias e máquinas.

Referências
KAY, R. D. Gestão de propriedades rurais/ Ronald D. Kay, William M. Edwards, Patricia A. Duff ; tradução Théo Amon ; revisão
técnica : Paulo Dabdab Waquil. – 7. Ed. – Porto alegre : AMGH, 2014.
SOUZA, R. C. de. Administração de fazendas de bovinos – leite e corte / Rafahel Carvalho de Souza, Fabiano Alvim Barbosa. –
Viçosa : aprenda fácil, 2017.
RUIZ, M. Fatores de produção. Disponível em: http://docs10.minhateca.com.br/724243484,BR,0,0,Fatores-de-
Produ%C3%A7%C3%A3o.pdf

MATERIAL DE ESTUDO – Gestão e Planejamento na empresa Rural


Aula 3

Funções da Gestão
 Funções que distinguem um gestor de um simples trabalhador
 Envolvem pensamento e julgamento
 Resumem-se nas categorias gerais de planejamento, implementação, controle e
ajuste.
 PLANEJAMENTO – Fundamental e importante. Significa escolher uma linha de ação, política
ou procedimento.
 Para formular um plano – estabelecer ou compreender claramente as metas, identificar a
qualidade e a quantidade dos recursos disponíveis (terra, água, maquinário, animais,
construções e mão de obra), identificar alternativas possíveis, analisá-las e escolher as
que mais se aproximam da consecução das metas do negócio.
 Todas essas etapas exigem que o gestor tome cuidadosas decisões de longo e curto prazos.
 IMPLEMENTAÇÃO – inclui adquirir os recursos e materiais necessários para efetivar o plano,
além de inspecionar todo o processo.
 Coordenar, definir pessoal, comprar e supervisionar
 CONTROLE – inclui monitoramento de resultados, registro de informações e comparação dos
resultados a um padrão
 Assegura que o plano está sendo seguido e produzindo o resultado desejado
 Em caso negativo, avisa a tempo para que sejam feitos ajustes
 Resultados e outros dados relacionados tornam-se uma fonte de novas informações para
o aprimoramento de planos futuros.
 AJUSTES – caso as informações reunidas durante o processo de controle mostrem que os
resultados não estão satisfatórios para os objetivos do gestor
 Envolve aperfeiçoamento de tecnologias em uso ou, a troca de empreendimentos

Gestão rural divide-se em: estratégica e tática


 Gestão estratégica – consiste em traçar o rumo geral de longo prazo do negócio. Processo
contínuo.
 Etapa lógicas
 Definir a missão do negócio.
 Formular as metas do negócio.
 Avaliar os recursos do negócio - análise do ambiente interno (pontos fortes e fracos).
 Fazer o levantamento do ambiente de negócio - análise do ambiente externo
(oportunidades e ameaças).
 Identificar e selecionar estratégias que atinjam as metas.
 Implementar e refinar as estratégias selecionadas.
 Missão do negócio – curta descrição de por que um negócio existe. Devem enfatizar os talentos e
as necessidades especiais de cada negócio rural e seus gestores. Pode refletir valores sociais,
religiosos, culturais e econômicos.
 Exemplo – “Nossa missão é produzir leite seguro e nutritivo a um custo razoável, a fim
de manter e aprimorar a qualidade dos recursos naturais sob nosso controle e contribuir
para tornar nossa comunidade um lugar satisfatório para viver”. George e Connie
Altman
 Metas do negócio – proporcionam um ponto de referência para tomar decisões e medir o
progresso.quesitos importantes para estabelecer metas:
 Devem ser escritas.
 Devem ser específicas.
 Devem ser mensuráveis.
 Devem possuir um cronograma.
 Exemplos:
 Maximizar os lucros, obter o melhor retorno sobre o investimento.
 Manter ou melhorar a qualidade dos recursos de solo, água e ar.
 Avaliar os recursos do negócio (análise do ambiente interno – pontos fortes e fracos)
 Quantidade e qualidade dos recursos físicos, humanos e financeiros disponíveis – controláveis
pelo gestor
 Recursos físicos – base fundiária, animais reprodutores, construções e cercas, máquinas
e equipamentos, instalações de irrigação e cultivos perenes estabelecidas (pomares,
pastos)
 Recursos humanos – habilidade dos operadores e outros empregados
 Recursos financeiros – capital representa um fator limitante. São avaliados elaborando-
se um conjunto de demonstrações financeiras e explorando-se a possibilidades de obter
capital adicional.
 Levantamento do ambiente de negócio (análise do ambiente externo – oportunidades e ameaças)
 Análise crítica do ambiente comercial em que o estabelecimento rural opera – o gestor não tem
controle direto
 Mudanças no gosto do consumidor, expansão dos mercados internacionais, mudanças
nos regulamentos governamentais, preços de insumos vitais (combustíveis e
fertilizantes)
 Gestão tática – consiste em ações de curto prazo que mantêm o negócio se movendo no rumo
escolhido até que o objetivo seja alcançado.
 Quando e como comercializar os cultivos, que rações dar aos animais, quando trocar de
maquinário e quem contratar.

Plano de negócio
 O que é um plano de negócio?
 Instrumento de gestão para o empreendedor
 Um roteiro para implementação do negócio ou lançamento de um novo produto.
 Especifica o negócio, analisa as condições de mercado, organiza o
empreendimento, prepara um plano financeiro
 Para começar um negócio é necessário formular uma ideia sobre como
funcionará seu empreendimento e organizá-la de forma estruturada.

Enquadramento tributário
 A pequena empresa utiliza-se do regime SIMPLES ou do regime normal para o cálculo e o
recolhimento dos impostos devidos em nível federal.
 Encaixam-se no regime normal as empresas que fazem o recolhimento de impostos da forma
tradicional, ou seja, cumprem todos os requisitos previstos em lei para cada imposto existente.
 O enquadramento no SIMPLES está sujeito à aprovação da receita federal
 Critérios – ramo de atividade e a estimativa de faturamento anual da empresa.
 Além dos tributos federais, contribuições para o governo estadual (ICMS) e
municipal (ISS).
 Capital Social
 Representado por todos os recursos, como dinheiro, equi-pamentos e ferramentas, entre
outros, que são colocados pelos cooperados para a montagem do negócio. Mais adiante,
ao elaborar o plano financeiro do empreendimento é possível saber o total do capital a
ser aplicado.
 Plano de Marketing
 Busca orientar os processos decisórios do relacionamento da empresa com os agentes
do setor de sua atuação.
 É necessário descrever os principais produtos da empresa, estudar os clientes, estudar
os concorrentes, estudar os fornecedores, definir as estratégias promocionais e definir a
estrutura de comercialização.
 Descrição dos produtos
 Breve descrição dos principais produtos que serão produzidos e vendidos pela empresa
 A qualidade de um produto é aquela percebida pelo con-sumidor.
 Na hora de melhorar um produto ou um serviço, pense sempre no ponto de
vista do cliente.
 Análise dos clientes
 Os clientes se constituem no motor dos negócios. Os clientes não compram apenas os
produtos, mas soluções para algo que precisam ou desejam.
 Identificar as características gerais dos clientes.
 Se forem pessoas físicas – determinar a faixa etária, o sexo predominante, o tamanho da
família, o tipo de atividade profissional, a renda, o local de moradia e a escolaridade
dos potenciais clientes.
 Se forem pessoas jurídicas, determinar o ramo de atuação, seus principais produtos ou
serviços, número de funcionários, imagem no mercado e localização.
 Identificar os interesses e comportamentos dos clientes.
 Determinar com que frequência eles compram o tipo de produto de sua empresa, onde
costumam comprar, o preço que pagam, a qualidade dos produtos que elas aceitam, o
prazo de entrega tolerado, o prazo de pagamento preferido e o tipo de atendimento
recebido.
 Identificar onde estão os clientes potenciais.
 Saber qual o tamanho do mercado em que a nova empresa irá atuar e se a empresa será
encontrada com facilidade pelos clientes.
 Uma empresa é viável quando tem um número suficiente de clientes com
poder de compra necessário para gerar vendas que cubram todas as despesas e
ainda se obtenha lucro.
 Análise dos concorrentes
 A observação do comportamento da concorrência pode fornecer dicas importantes do
setor de atuação da nova empresa.
 Os concorrentes são as empresas que atuam no mesmo ramo de atividade que a sua
empresa e que atendem ao mesmo tipo de clientes.
 Análise dos fornecedores
 Identificar os potenciais fornecedores de equipamentos, ferramentas, móveis, utensílios,
matéria-prima, etc.
 Deve-se procurar entrar em contato com estes fornecedores e mantê-los em um cadastro
atualizado.

Realizadas pesquisas tais como: preço, qualidade, condições de
pagamento e o prazo médio de entrega. Mais tarde, essas informações
serão úteis para determinar o investimento inicial e as despesas do
negócio.
 Promoções do empreendimento
 Define-se promoção como sendo toda ação que tem como objetivo apresentar, informar,
convencer ou lembrar os clientes de consumir os seus produtos e não os dos seus
concorrentes
 Propaganda em rádio, em jornais e em revistas.
 Amostras grátis dos produtos.
 Mala direta, folhetos e cartões de visita.
 Catálogos de produtos.
 Brindes e sorteios de prêmios.
 Descontos de acordo com os volumes de compras.
 Participação em feiras e eventos.

Organograma de uma Empresa


 Organograma – Estrutura que é a representação gráfica da empresa, funciona como a planta da
corporação.
 Objetivo – ilustrar, de forma clara, cada departamento da empresa e seus colaboradores em
questão, com intuito de esclarecer dúvidas de clientes, parceiros e fornecedores

Relações Humanas
 As relações humanas entre indivíduos têm vida própria e peculiar, que ultrapassa as
características de seus componentes e se manifesta não só na relação de um grupo com outro,
mas também, e principalmente, nas relações que os membros de um grupo mantêm entre si.
 Do ponto de vista teórico - resultam da mútua interação interindividual e coletiva, esta interação
gera uma dinâmica que é uma área das ciências sociais, em particular da sociologia e da
psicologia, chamada de dinâmica de grupos, esta procura aplicar métodos científicos ao estudo
dos fenômenos grupais.
 Do ponto de vista aplicado ou técnico - são medidas e direcionadas pela dinâmica de grupos, que
é o método de trabalho baseado na teoria do relacionamento interpessoal e intermodal.

Relações Humanas no Trabalho


 Relações Humanas é a expressão que usamos em Pedagogia Empresarial, para designar os
resultados da comunicação entre as pessoas e as suas consequências.
 Uma empresa especializada em otimizar as relações humanas prefere uma abordagem
personalizada ao invés de pacotes prontos para contribuir para o desenvolvimento
organizacional das empresas.
 Imagem da empresa - o processo de construção da imagem de uma empresa na mente do público
(positiva ou negativa), é sempre subjetivo, isto é, de dentro das pessoas que constituem a
empresa, e não de fora.

Referências
KAY, R. D. Gestão de propriedades rurais/ Ronald D. Kay, William M. Edwards, Patricia A. Duff ; tradução Théo Amon ;
revisão técnica : Paulo Dabdab Waquil. – 7. Ed. – Porto alegre : AMGH, 2014.
SOUZA, R. C. de. Administração de fazendas de bovinos – leite e corte / Rafahel Carvalho de Souza, Fabiano Alvim Barbosa.
– Viçosa : aprenda fácil, 2017.
Organograma: Entenda sua importância para a empresa | Portal Carreira & Sucesso. Disponível em:
https://www.catho.com.br/carreira-sucesso/gestao-rh/organograma-entenda-sua-importancia-para-a-empresa
Organização dos Recursos Humanos na empresa Rural
 Gerenciais – direção e gerenciamento
 Operacionais – operação e supervisão
 Tarefas gerenciais:
 Planejamento – definição de missão, visão, valores, objetivos e metas
 Atingidos em curto, médio e longo prazo
 Organização – estabeleci uma estrutura de organização
 Define papel e funções das pessoas – metas do negócio
 Seleção – controlar, treinar, avaliar e compensar pessoas
 Encontrar a pessoa certa para cada função
 Direção – liderar, ensinar, delegar e motivar pessoas
 Comunicação
 Controle – medir e reportar os indicadores de eficiência – ajustes.

Funções de gestão dentro da empresa Rural


 Diretor – responsabilidade de escolher o rumo certo a seguir.
 Definindo e aprovando estratégias do negócio, suas metas de médio e longo prazo,
planejamento estratégico, a aprovação dos investimentos e dos planos de inovação e o
acompanhamento da implantação dos planos de ação.
 Gerente – responsabilidade de executar o planejamento, orçamento, organização, soluções de
problemas, controle, manutenção da ordem, desenvolvimento de estratégias e o alcance de
metas.
 Proporcionando condições de trabalho aos operadores – organização hierárquica
 Elaborar protocolos operacionais, analisar as anormalidades e garantir bem-estar e
motivação dos funcionários
 Supervisor – faz com que as operações sejam realizadas dentro do previsto
 Treina operadores, calcula indicadores de desempenho e corrige anormalidades sob sua
autoridade
 Operadores – executam as tarefas operacionais conforme o procedimento e identificam
anormalidades
 Treinamento adequado e ferramentas necessárias
 Vacinar animais, inseminar, alimentar, limpar instalações, dentre outras tarefas
consideradas dentro do planejamento da empresa rural.
 Outros Colaboradores – consultores
 Profissionais que fazem recomendações técnicas (planejamento sanitário, reprodutivo e
nutricional), atividades operacionais (diagnósticos, cirurgias etc.)

Pontos relevantes no treinamento da mão de obra pelos consultores


 Usar vocabulário simples e objetivo;
 Participação;
 Valorização da experiência e da
contribuição dos participantes;
 Explicação de significados;
 Desenvolvimento de uma reflexão crítica.
O consultor deve desenvolver a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente,
visando atingir habilidades comuns, inspirando confiança por meio de força de caráter e
personalidade.
 Causas de falhas no processo produtivo, na empresa rural, por falta de delegação de tarefas pelo
gerente
 Falta de estrutura organizacional;
 Falta de procedimentos operacionais;
 Falta de metas;
 Falta de confiança nos funcionários;
 Sensação de perda de controle.

Como motivar os funcionários


 Importante – conhecer quais são e em que ordens de importância estão arranjadas as
necessidades humanas
 Atender as necessidades fisiológicas básicas – moradia adequada, alimentação,
educação dos filhos, ...
 Segurança e necessidades sociais
Se o funcionário tem uma boa qualidade de vida, certamente mostrará maior satisfação e retribuíra
com maior produtividade naquilo que faz. Mas, para que isso aconteça, é preciso que ele seja
motivado.
Quando o homem do campo percebe nas suas tarefas do dia a dia um desafio, um potencial para
satisfazer suas necessidades de autorealização, aí sim, ele se dedica plenamente, não só para executá-
la, mas para realizá-la da melhor forma, com maior intensidade e qualidade possível

Como garantir melhorar as habilidades de seus funcionários


 Deve garantir que todos saibam exatamente e claramente:
 Quem é seu líder;
 Qual sua função/atividade;
 Qual é a missão/objetivo do seu setor;
 Quais as metas do seu setor;
 Como executar sua função/atividade;
 Por que está fazendo daquela maneira;
 Se está executando suas tarefas da maneira correta, como foi combinado.
Um bom lidar – fundamental para sobrevivência do programa

Programa de premiação
 As metas a serem atingidas e os indicadores técnicos de eficiência devem ser propostos de
acordo com a realidade do sistema de produção, com um consenso mútuo da direção e equipe de
trabalho, não podendo ser extremos – nem muito fácil nem impossível de realizar.
 Prêmios em dinheiro, porcentagem da receita bruta ou do lucro em função da meta
atingida;
 Dias de folga;
 Emissão de certificados;
 Viagens de férias;
 Capacitação profissional.
O mais importante no programa de bonificação não é qual o tipo, mas a forma como é realizada

Referências
SOUZA, R. C. de. Administração de fazendas de bovinos – leite e corte / Rafahel Carvalho de Souza, Fabiano Alvim Barbosa.
– Viçosa : aprenda fácil, 2017.