Você está na página 1de 6

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E

TECNOLOGIA
CAMPUS JUAZEIRO DO NORTE-CE
COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA
ESTÁGIO SUPERVISIONADO I

PROPOSTA CURRICULAR

1. IDENTIFICAÇÃO:

Escola: Escola Padre Frederico Disciplina: Educação Física Professor: Anderson Ramom
(anexo da cheche São Miguel)

Série: Infantil III, Turma: Única Data: 13/08/2018 Horário: 13 as Duração: 30


IV e V 16:30 min

INTRODUÇÃO

O anexo da Creche São Miguel (nome como é conhecida a Escola Padre Frederico) foi
fundada há 25 anos, por conta de uma necessidade da comunidade do bairro Muriti,
localizada na cidade de Crato-CE, de uma unidade de ensino pré-escolar, oferecendo os níveis
Infantil III, IV e V nos horários matutino e vespertino.
O bairro localiza-se numa área na qual, há pouco mais de 15 anos, era constituída por
sítios e onde, ainda hoje, não conta com muita estrutura urbana, tendo os moradores, muitas
vezes, que deslocar-se para acessar determinados serviços. O anexo da escola surge
justamente para suprir esse fato.
O bairro é bem humilde, possui baixos índices de violência e localiza-se a uma distância
significativa do centro da cidade. A escola é um anexo da Creche São Miguel (que localiza-se
no Bairro São Miguel da cidade de Crato. A escola possui 3 salas de aula, 1 sala utilizada em
um projeto, 1 biblioteca, 1 cozinha, 1 refeitório e uma área de lazer coberta, além de
banheiros. A estrutura é simples, mas muito bem cuidada, higiênica e todas as salas são
ornamentadas com temas infantis e lúdicos.
As crianças tem idades entre 3 e 6 anos, todas moradoras do bairro, visivelmente
pertencentes as classes C1, D e até E. Logo, são crianças não possuem muito acesso a
determinadas serviços e podem até passar por certas limitações financeiras e,
consequentemente, fisiológicas e psicológicas.
Pela observação, durante dois dias na escola e em todas as turmas do horário vespertino,
percebeu-se que a abordagem de ensino da escola é mais voltada a abordagem cognitivista
que privilegia o aspecto cognitivo do desenvolvimento infantil e concentra seus principais
fundamentos nas ideias do epistemólogo suíço Jean Piaget, que tem como pressuposto básico
o interacionismo e seus principais objetivos que consistem na formação de sujeitos críticos,
ativos e autônomos.
O PPP da escola foi construído embasado na contribuição do corpo pedagógico e
também da comunidade (segundo o próprio PPP), que faz reuniões em todo início de ano com
os pais, que podem contribuir para sua construção.

Importância da Educação Física para o ensino infantil

A Educação Infantil é o inicio da vida escolar da criança, onde o aprendizado é


importante, apesar de nem sempre ter importância nessa fase, e a Educação Física vem
complementar e contribuir para a formação da mesma, melhorando seu conhecimento e sua
relação com o mundo e seu ambiente em que fazem parte.
Para Malta (2012), a Educação Física é importante para atuar em conjunto com as
outras disciplinas estruturando a metodologia didática para que a criança possa por meio das
práticas melhorarem o seu desenvolvimento escolar. A partir do momento que a criança
começa a frequentar o ambiente escolar, passam então a ter acesso a conhecimentos
científicos, conceitos de forma planejada, elaborada e significativa dentro de um contexto
sociocultural. Pesquisadores como Freire (2010), Vigotski (2007), Oliveira (1997), Freitas
(2010) apud Malta (2012), tratam da importância do educar dentro de um contexto
pedagógico que contribua para a formação integral da criança e, é desde cedo que essa
educação precisaria iniciar, sendo que a Educação Física através dos movimentos corporais,
de seus conteúdos e práticas pedagógicos atua diretamente no desenvolvimento dos pequenos
além de também facilitar o trabalho dos professores de outras áreas no ensino.
No currículo escolar do ensino infantil, onde não existe a presença do professor de
Educação Física, assim como na escola onde ocorrerá o estágio, a disciplina de Educação
Física, perde um pouco de seu real propósito, quando tratada apenas como uma aula de
recreação, como a própria coordenadora citou ao nos repassar as informações da escola, sem
intuito de aprendizagem. Malta (2012), afirma que:

Muitas vezes isso acontece por parte de professoras pedagogas ou educadoras, como são
chamadas as “cuidadosas” das crianças, não intencionalmente ou incapacidade, mas apenas
por não ter o conhecimento/preparação que o professor de Educação Física tem, pelo fato
da especificidade da formação.

2. PLANO:

2.1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Serão trabalhados jogos e brincadeiras lúdicas diversas, utilizando materiais e brinquedos


populares além de artefatos lúdicos.:

2.1.1 Jogos e Brinquedos Populares:


o cantigas de roda;
o brincadeiras de rua;
o brinquedos com garrafas pets;
o bolas de todos tipo (pequenas, infláveis, grandes)
o acessório para rebater (tacos).
o Materiais de EVA

2.1.2 Formas básica de movimento e específico


o Exercícios realizados de forma livre: locomotores (rastejar, engatinhar, saltar,
saltitar, etc.); manipulativos (alcançar, amassar, etc.); de estabilidade (flexionar,
estender, girar, etc.);

2.1.3 Jogo simbólico


o jogos de imitação;
o contação e vivência de histórias;
o dinâmicas imaginativas;

2.1.4 jogos de construção


o construir jogos com atividade que ajudem as crianças a resolver problemas;

2.1.4 Noções espaço-temporal


o brincadeiras e jogos que trabalhem noções de relação, ordem, sequência,
duração, alternância;

2.1.5 Ritmo
o brincadeiras e jogos que trabalhem diferenciação de sons e duração destes no
espaço;

2.2 OBJETIVOS DE ENSINO

Proporcionar autonomia e senso crítico nos indivíduos, para isso nos basearemos nos
cinco principios de Brooks & Brooks (1997):

1.Propor problemas de relevância para os alunos;


2.Estruturar a aprendizagem em torno de “grandes idéias” ou conceitos primários;
3. Entender valorizar o ponto de vista do estudante;
4. Adaptar o currículo para atingir as suposições dos estudantes;
5. Avaliar a aprendizagem do estudante no contexto do ensino.

2.3 PROCEDIMENTOS DE ENSINO

Kaefer e Assis (2008 apud Malta, 2012) expõe que a educação física tem um papel
importante na Educação Infantil, sendo através das brincadeiras que a criança
explora/descobre seu corpo, interage e desenvolve o cognitivo e motor. A criança precisa do
movimento para o seu desenvolvimento motor, fisiológicos e o lado socioafetivo e, para isso
tem que ter uma aprendizagem significativa para sua formação, como um individuo
autônomo e capaz.
Assim, escolhemos a abordagem Construtivista para atuar no estágio da escola
escolhida. Segundo Hermida (2009), em uma pesquisa realizada em uma escola infantil:
A pesquisa realizada permitiu que se discutisse na escola o valor e o lugar do jogo,
da brincadeira e do movimento nos currículos educacionais existentes. Do ponto de vista
teórico, as diferentes experiências lúdicas realizadas permitiram comprovar a validade da
teoria da formação do símbolo na criança de Jean Piaget, para a explicação das diferentes
condutas das crianças definidas como jogo simbólico. Além disso, foi interessante
comprovar como a teoria de Piaget explica as diferentes condutas que caracterizam o
referido jogo e a maioria das condutas das crianças.

Logo, vemos como o construtivismo e sua relação direta com o Jogo simbólico e o
brincar possui a melhor proposta metodológica a ser aplicada nesse estágio.
 Utilização do jogo como recurso no desenvolvimento do aprendizado
mais significativo;
 Resgatar o conhecimento do alunos;
 Incentivar a solução de problemas através da intervenção no processo de
construção do conhecimento do aluno;

Caracterização geral de como será o seu trabalho na escola

As aulas serão lecionadas nas turmas de Infantil III e IV com planos de aula similares,
uma vez que as crianças desses níveis tem entre três e cinco anos (com grande maioria entre
três e quatro anos), assim, tanto para facilitar o trabalho do professor como pela aproximação
de idade não vimos necessidade de planos diferentes.
Já para a turma Infantil V, com crianças com idade entre 5 e 6 anos, achamos necessário
a construção de planos com uma abordagem contendo atividade um pouco mais complexas,
visto que as crianças já possuem um repertório um pouco mais rico e variado em relação as
várias dimensões de seu desenvolvimento
As aulas ocorrerão no período da tarde, entre 13 horas e 17 horas, que é o horário no
qual a escola funciona e coincidiu com o horário da disciplina de estágio I. Alguns materiais
(pertencentes ao professor) serão utilizados nas atividades que irão desde contação de
histórias, a utilização de aparelhos eletrônicos, esportivos, brinquedos e artefatos lúdicos
diversos. As aulas terão duração de 30 minutos, como se exige, e cerca de 6 aulas serão
lecionadas por dia (no caso, segundas-feiras, para complementar a carga horária.

2.4 RECURSOS DIDÁTCOS

São os meios / materiais a serem utilizados no processo de ensino. Todo o material, bem
como estrutura física que você possa precisar utilizar em aulas futuras. Exemplo:

2.4.1 RECURSOS MATERIAIS

o Corda;
o bola, bexiga;
o sucata (garrafas pet, latas, barbante,sacolas plásticas, jornais, revistas etc.).
o skates;
o carrinho de roleman;
o cama elástica;
o video-games de movimento;
o cones;
o brinquedos diversos;
o materiais confeccionados com EVA;
o telas;
o materiais para manipulação;
o bombons, chocolates;

2.4.2 RECURSOS FÍSICOS

o Alpendre coberto;
o Cadeiras
o Pátio da escola;
o próprias salas de aula.

2.5 CRONOGRAMA

O cronograma de aulas segue abaixo:

Data Conteúdo Nº de Aulas Serie

Observação de Campo e entrevista


06.08 2 h/a Estrutura da escola
com a coordenadora

09.08 Observação de Campo nas turmas 2 h/a Infantil III, IV e V

03.09

04.09

05.09

06.09

07.09

20.10

2.6 AVALIAÇÃO

A avaliação será realizada durante todo o processo acompanhando e observando o


desenvolvimento das atividades pelos alunos. Levaremos em consideração aspectos
qualitativos e quantitativos e, principalmente, características pessoais dos alunos uma vez que
cada um apresenta peculiaridades desenvolvimento e compreessão de muundo. Assim
consideraremos
Critérios
o a participação nas atividades;
o a forma como serão desenvolvidas;
o a compreensão final dos conteúdos por parte dos alunos;
Instrumentos
o Observação assistemática;
o Conversa (feed-back) ao final das aulas (síntese verbal);

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Projeto Político Pedagógico da Escola

Entrevista com a coordenadora

HERMIDA, Jorge Fernando. O jogo simbólico na primeira infância. Revista Brasileira de


Docência, Ensino e Pesquisa em Educação Física – ISSN 2175-8093 – Vol. 1, n. 1, p.176-192,
Agosto/2009

MALTA, Npubia de Fátima. A Importância da Educação Física no Ensino Infantil na


cidade de Barretos S.P . Trabalho Monográfico apresentada como requisito final para
aprovação na disciplina Trabalho de Conclusão de Curso Il do Curso de Licenciatura em
Educação Física do Programa UAB da Universidade de Brasília – Barretos, São Paulo, 2012.

DARIDO, Suraya Cristina; RANGEL, Irene Conceição Andrade. Educação Física na


Escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

LIBÂNIO; Carlos José. Didática. São Paulo: Cortez, 1994.

KREFTA Silvania. Metodologia de Ensino e Educação Infantil: Algumas Considerações


Sobre a Trajetória da Escola Infantil no Brasil disponivel em
<http://www.pedagogia.com.br/artigos/metodologiadeensino/index.php?pagina=3>