Você está na página 1de 2

Português – 7.

º ano
Ficha de trabalho - Notícia e reportagem

Texto A
Quando o campo desce à cidade
No centro de lisboa, o alcatrão ficou escondido sob alfaces, batatas, couves,
árvores de fruto e animais
“Olha ali malmequeres”. Eram girassóis e esperamos que a adolescente tenha lido a tabuleta
que indicava o nome das flores. O megapiquenique organizado pelo Continente, com o apoio da
Câmara Municipal de Lisboa, do Clube dos Produtores Sonae e da Confederação dos Agricultores de
Portugal, no sábado, 18, também serviu para colher novos ensinamentos. Foi, até, algo insólita a
estupefação de quem nunca tinha visto ao vivo(…) vacas, porcos ou cabras. Ou talhões agrícolas de
melões, morangos e ervas aromáticas(…).
Contemplar animais e hortas em plena Avenida da Liberdade não é, de forma nenhuma,
normal, mas vê-los pela primeira vez…(…).
Chegaram hordas de gente (…), à borla, (…) nas camionetas alugadas pelo Continente – que
atulhou cada centímetro da zona com painéis publicitários.
Os canteiros das vias laterais (…) foram-se enchendo de mantas e toalhas de praia para
piquenique(…).
O espaço tornou-se pequeno. E foi ficando mais apertado, à medida que se aproximava (…) a
hora do grande momento do dia: Tony Carreira in concert (..). Nos bastidores, Carreira comentava que
a primeira edição do piquenique, em 2009, foi a mais complicada: “ Eu era a única atração!”
Para os críticos do fecho da avenida e dos condicionamentos de trânsito que se prolongaram
por cinco dias. José Sá Fernandes, vereador da autarquia, tinha resposta pronta: “Também se fez o
mesmo, no ano passado, nos Champs- Élysés (a artéria mais carismática de Paris). Para promover os
produtos nacionais, tínhamos de optar pelo melhor sítio de Lisboa e ainda bem que o fizemos”. A horta
citadina foi, mesmo, um sucesso.

Texto B
A 3ª edição do Mega Pic-Nic do Continente, designado de “Festa de Campo na Cidade”,
realizou-se ontem, sábado, na Avenida da Liberdade, em Lisboa, organizada pelos hipermercados
Continente, Câmara Municipal de Lisboa, do Clube dos Produtores Sonae e da Confederação dos
Agricultores de Portugal.
A iniciativa pretendeu “trazer o campo para a cidade”, através da presença de produtores
nacionais e dos seus produtos, levar os consumidores e contactar com a agricultura e a refletir sobre
esta atividade produtiva, e ainda promover o consumo de produtos naturais.
Texto criado a partir de notícias da imprensa de 19 de junho de 2011

1
Como verificaste o texto A (reportagem) refere-se ao mesmo assunto do texto B
(notícia), mas aprofunda os factos apresentados e contém a opinião do jornalista e de terceiros.