Você está na página 1de 3

Solução da 2a Avaliação Presencial de Álgebra II

1a Questão

a) Determine o mdc e o mmc entre os polinômios f (x) = 2x4 +2x3 +3x2 −


x − 2 e g(x) = x3 − 2x2 − x − 6, f (x), g(x) ∈ Q[x]. (3,0 pontos)
Solução
q1 (x) q2 (x)
f (x) g(x) r1 (x)
r1 (x) r2 (x)

2x4 +2x3 +3x2 −x −2 x3 −2x2 −x −6


4 3 2
−2x +4x +2x +12x 2x + 6
3 2
6x +5x +11x −2
−6x +12x2 +6x +36
3

17x2 +17x +34


q1 (x) = 2x + 6 e r1 (x) = 17(x2 + x + 2)
x3 −2x2 −x −6 17x2 +17x +34
x 3
−x3 −x2 −2x 17
− 17
−3x2 −3x −6
3x2 +3x +6
0
x−3
q2 (x) = 17 e r2 (x) = 0
Portanto, d(x) = mdc (f (x), g(x)) = 17(x2 + x + 2)
f (x)g(x)
Vimos nos EPs que mmc(f (x), g(x)) = .
mdc(f (x), g(x))
g(x) x−3 (x − 3)f (x)
Como = ⇒ mmc(f (x), g(x)) = e
mdc(f (x), g(x)) 17 17
2x4 +2x3 +3x2 −x −2
× x −3
5 4 3 2
2x +2x +3x −x −2x
−6x4 −6x3 −9x2 +3x +6
2x5 −4x4 −3x3 −10x2 +x +6
2x5 − 4x4 − 3x3 − 10x2 + x + 6
Portanto mmc(f (x), g(x)) = .
17
b) Determine as raı́zes complexas do polinômio f (x) = x4 − 4x3 + 4x2 − 4,
sabendo que z = 1 + i é uma dessas raı́zes. (2,0 pontos)
Solução
Vimos na questão 8 do EP 4 que se α = 1 + i é raiz de f (x), então
α = 1 − i também é raiz de f (x). Logo f (x) é divisı́vel por g(x) =
(x − α)(x − α) = x2 − 2x + 2. Temos:
x4 −4x3 +4x2 −4 x2 − 2x + 2
−x4 +2x3 −2x2 x2 − 2x − 2
−2x3 +2x 2

2x3 −4x2 +4x


−2x2 +4x −4
2x2 −4x +4
0
Vemos, portanto, que as outras raı́zes complexas
√ de f (x) são as raı́zes
da equação x2 − 2x − 2 = 0, ou seja,
√ 1 ± 3.
As raı́zes de f (x) são: 1 ± i, 1 ± 3.
2a Questão
a) Determine todos os polinômios em A = {x3 + ax + b | a, b ∈ Z3 } que
são irredutı́veis sobre Z3 . (1,0 ponto)
Solução
Dos 9 polinômios em A é óbvio que os que têm b = 0 podem ser
escritos como x(x2 + a) e não são irredutı́veis. Os outros polinômios
são p1 (x) = x3 + 1, x3 + 2, p3 (x) = x3 + x + 1, p4 (x) = x3 + x + 2, p5 (x) =
x3 +2x+1, p6 (x) = x3 +2x+2 e é fácil verificar que os que não possuem
raiz em Z3 são p5 (x) e p6 (x). Como os polinômios irredutı́veis de 3o
grau são os que não possuem raiz em Z3 , os polinômios irredutı́veis
sobre Z3 em A são p5 (x) = x3 + 2x + 1 e p6 (x) = x3 + 2x + 2.
b) Construa um corpo com 27 elementos. (1,0 ponto)
Solução
Se f (x) ∈ Z3 [x] é irredutı́vel sobre Z3 , vimos na questão 5 do EP 10 que
Z3 [x]/ hf (x)i é um corpo com 3gr(f (x)) elementos. Logo para construir
um corpo com 27 elementos, basta obtermos um polinômio f (x) ∈ Z3 [x]
de 3o grau e irredutı́vel sobre Z3 . Vimos na letra a) ­ 3que p5 (x) ®=
3
x + 2x + 1 ∈ Z3 [x] é irredutı́vel sobre Z3 , logo Z3 [x]/ x + 2x + 1 é
um corpo com 27 elementos.

3a Questão
Considere o grupo G = Z5 − {3} cuja operação ∗ definida por
a ∗ b = ab + 2(a + b) + 2.
a) Determine o elemento neutro de G. (1,0 ponto)
Solução
Seja e o elemento neutro de G. Devemos ter
a ∗ e = ae + 2(a + e) + 2 = a ⇒ e(a + 2) = −(a + 2) ⇒ e = −1 = 4,
pois a 6= 3.

2
b) Construa a tabela da operação ∗ do grupo G (1,0 ponto)

∗ 0 1 2 4
0
1
2
4

Solução
Vimos na letra a) que o elemento neutro de G é 4. Logo a tabela da
operação ∗ é:
∗ 0 1 2 4
0 2 4 1 0
1 4 2 0 1
2 1 0 4 2
4 0 1 2 4

4a Questão
Sejam G é um grupo abeliano de ordem 91 e H um subgrupo próprio de G
(H 6= G, H 6= {e}, onde e é o elemento neutro de G). Prove que o grupo
quociente G/H é cı́clico. (1,0 ponto)
Solução
Como 91 = 7.13, resulta do Teorema de Lagrange que as possı́veis ordens dos
subgrupos próprios de G são 7 ou 13. Seja o(G) a ordem do grupo G. Temos
as possibilidades:


 o(G) 91
a)o(H) = 7 ⇒ o(G/H) = = = 13
o(H) 7

 o(G) 91
b)o(H) = 13 ⇒ o(G/H) = = = 7.
o(H) 13

Como as ordens dos grupos em a) e b) são números primos, segue-se do


Teorema de Lagrange que esses grupos são cı́clicos. ¤