Você está na página 1de 5

Faculdade Sinergia

Curso de Engenharia Civil e Engenharia de Produção


Disciplina: Mecânica dos Sólidos
Prof.a Keila Christina Kleinjohann, MSc.
_____________________________________________________________________________

Exercícios – Capítulo 1

1) Duas forças são aplicadas a um gancho como indicado na figura 1. Determine graficamente a intensidade, a direção
e o sentido da sua resultante usando (a) a regra do paralelogramo e (b) a regra do triângulo.

2) Duas forças são aplicadas a um suporte tipo braçadeira como indicado na figura 2. Determine graficamente a
intensidade, a direção e o sentido da sua resultante usando (a) a regra do paralelogramo e (b) a regra do triângulo.

3) Um automóvel desligado é puxado por duas cordas como mostrado na figura 3. A tração na corda AB é de 2,2 kN e
o ângulo 𝛼 = 25°. Sabendo que a resultante das forças aplicadas em A é dirigida ao longo do eixo do automóvel,
determine por trigonometria (a) a tração na corda AC, (b) a intensidade da resultante das duas forças aplicadas em
A.

4) Um automóvel desligado é puxado por duas cordas como mostrado na figura 3. Sabendo que a tração na corda AB
é de 3,0 kN, determine por trigonometria a tração na corda AC e o valor de 𝛼 de modo que a força resultante
exercida em A seja uma força de 4,8 kN dirigida ao longo do eixo do automóvel.

Figura 1 Figura 2 Figura 3

5) Duas forças P e Q são aplicadas a tampa de uma caixa como mostrado na figura 4. Sabendo que P = 48 N e Q = 60
N, determine a intensidade e o sentido da resultante das duas forças.

6) Determine os componentes x e y de cada uma das forças indicadas nas figuras 5 e 6.

Figura 4 Figura 5 Figura 6

7) O cabo de sustentação BD exerce no poste telefônico AC uma força P dirigida ao longo de BD. Sabendo
que P tem uma componente de 720 N perpendicular ao poste AC, Determine a intensidade da força P e
sua componente ao longo da linha AC. (figura 7)
Faculdade Sinergia
Curso de Engenharia Civil e Engenharia de Produção
Disciplina: Mecânica dos Sólidos
Prof.a Keila Christina Kleinjohann, MSc.
_____________________________________________________________________________

8) Sabendo que α = 40°, determine a resultante das três forças indicadas na figura 8.

9) Sabendo que a atração no cabo AC é 365 N, determine a resultante das três forças exercidas no ponto C
do poste BC. (figura 9)

Figura 7 Figura 8 Figura 9

10) Dois cabos estão ligados em C e são carregados como mostra a figura 10. Determine a tração no cabo AC
e no cabo BC.

11) Dois cabos estão ligados em C e são carregados como mostra a figura 11. Sabendo que α = 30°, determine
a tração no cabo AC e no cabo BC.

12) Sabendo que α = 20°, determine a tração no cabo AC e na corda BC da figura 12.

Figura 10 Figura 11 Figura 12

13) Uma conexão soldada está em equilíbrio sobre a ação de quatro forças como mostra a figura 13. Sabendo
que FA = 8 kN e FB = 16 kN, determine as intensidades das outras duas forças.

14) Uma caixa móvel e seu conteúdo pesam juntos 2,8 kN. Determine o menor comprimento da corrente ACB
que pode ser usado para levantar a caixa carregada de modo que a atração não exceda 5 kN. (figura 14)

15) Uma barra de aço ABC é sustentada em parte pelo cabo DBE, que passa pelo anel B sem atrito. Sabendo
que a tração no cabo e 385 N, determine os componentes dessa força exercida pelo cabo no suporte em
D. (figura 15)
Faculdade Sinergia
Curso de Engenharia Civil e Engenharia de Produção
Disciplina: Mecânica dos Sólidos
Prof.a Keila Christina Kleinjohann, MSc.
_____________________________________________________________________________

Figura 13 Figura 14 Figura 15

16) Uma placa retangular é sustentada por três cabos, como mostra a figura 16. Determine os componentes
da força exercida na placa em B.

17) Um cilindro de 200 kg está pendurado por meio de dois cabos AB e AC, presos ao topo de uma parede
vertical. Uma força horizontal P perpendicular à parede segura o cilindro na posição mostrada na figura 17.
Determine a intensidade de P e a tração em cada cabo.

18) Três cabos são usados para amarrar um balão, como mostra a figura. Determine a força vertical P exercida
pelo balão em A, sabendo que a tração no cabo AD é 481 N. (figura 18)

Figura 16 Figura 17 Figura 18

19) Sabendo que α = 55° e que a haste AC exerce no pino C uma força dirigida ao longo da linha AC,
determine a intensidade dessa força e a tração no cabo BC. (figura 19)
20) Um caixote de 80kg é mantido na posição mostrada na figura 20. Determine o momento produzido pelo
peso do caixote em relação ao ponto E; a menor força aplicada em B que produz um momento de igual
intensidade e sentido oposto em relação a E.

21) Uma força de 300 N é aplicada em A como mostrado na figura 21. Determine o momento da força de 300
N sobre D; a menor força aplicada em B que cria a mesmo momento em D.
Faculdade Sinergia
Curso de Engenharia Civil e Engenharia de Produção
Disciplina: Mecânica dos Sólidos
Prof.a Keila Christina Kleinjohann, MSc.
_____________________________________________________________________________

Figura 19 Figura 20 Figura 21

22) A barra AB é sustentada pela corda AC. Sabendo que a tração na corda é 1350 N e que c = 360 mm,
determine o momento em relação a B da força exercida pela corda no ponto A, decompondo a força em
componentes horizontais e verticais aplicados ao ponto A e ao ponto C. (figura 22)

23) Uma barra AB de 6 m tem uma ponta fixada em A. Um cabo de aço é esticado da ponta livre de B da
barra ao ponto C localizado na parede vertical. Se a tensão no cabo é 2,5 kN, determine o binário que a
força exerce sobre A através do cabo em B. (figura 23)

24) Duas forças paralelas de 40 N são aplicadas a uma alavanca como mostrado na figura 24. Determine o
momento do binário formado pelas duas forças decompondo cada força em componentes horizontais e
verticais e adicionando os momentos dos dois binários resultantes.

Figura 22 Figura 23 Figura 24

25) A tração no cabo preso à extremidade C de uma lança ajustável ABC é 2,24 N. Substitua a força exercida
pelo cabo em C por um sistema força-binário equivalente em A e em B. (figura 25)

26) Uma força vertical P de 30 N é aplicada em A no suporte mostrado na figura 26, que é sustentado por
parafusos em B e C. (a) Substitua P por um sistema força-binário equivalente em B. (b) Encontre as duas
forças horizontais em B e C que são equivalentes ao binário obtido em a.

27) Uma placa retangular sofre a ação da força e do binário mostrados na figura 27. Esse sistema deve ser
substituído por uma força única equivalente. (a) Para α = 40°, especifique a intensidade e a linha de ação
da força equivalente. (b) Especifique o valor de α sabendo que a linha de ação da força equivalente
intercepta a linha CD 300 mm à direita de D.
Faculdade Sinergia
Curso de Engenharia Civil e Engenharia de Produção
Disciplina: Mecânica dos Sólidos
Prof.a Keila Christina Kleinjohann, MSc.
_____________________________________________________________________________

Figura 25 Figura 26 Figura 27

28) Uma antena é ancorada por três cabos como mostrado na figura 28. Sabendo que a tensão no cabo AB é
1,44 kN, substitua a força exercida em A pelo cabo AB por um sistema força-binário equivalente com centro
em O e na base da antena.

29) Um binário de intensidade M igual a 0,54 N.m e três forças mostradas são aplicadas em um suporte
angular, figura 29. Determine a resultante do sistema de forças.

30) Uma força P de 300 N é aplicada no ponto A da alavanca mostrada na figura 30. Calcule o momento da
força P em relação a O decompondo-a nos componentes horizontal e vertical.

Figura 28 Figura 29 Figura 30

Respostas:
1) 1391 N, 47,8° 10) 352 N, 261 N 24) Fa = 2,24 kN, 20°; Ma =
2) 906 N, 26,6° 11)5,22 kN, 3,45 kN 9,27 kN.m
3) (a) 2,60 kN, (b) 12) 1,24 kN, 115,4 N Fb= 2,24 kN, 20°; Mb = 5,15
4) 2,66 kN, 34,3° 13) Fc = 6,40 kN; Fd = 4,80 kN kN.m
5) 104,4 N, 86,7° 14)1,250 m 25) F = 30 N; M = 1,5 N.m
6) Figura 5: (80 N) 61,3 N; 51,4 15) 240 N; -255 N; 160 N 26)48N
N; (120 N) 41,0 N, 112,8 N; 16) 192 N; 288 N; -216 N 27) (-640 N) i – (1280 N) j +
(150 N) -122,9 N, 86 N. 18) 926 N (160 N) k
Figura 6: (40 N) 20,0 N, -34,6 19)172,7 N; 231 N 28)34N, 28°
N; (50 N) – 38,3 N, -32,1 N; (60 20) 196,2 N.m; 199 N, 59,5° 29) 0,48 N.m, 2,4 N.m, 0
N) 54,4 N, 25,4N. 21) 292 N.m, 292 N.m 30) 20,5 N.m
8) 203 N, 8,46° 22)(7,89 kN) j + (4,74 kN) k
9) 474 N, 32,5° 23) 6,19 N.m