Você está na página 1de 5

OTIMIZAÇAO DO ÓLEO LUBRIFICANTE PARA MOTOCICLETAS COM

MOTORES DE QUATRO TEMPOS


SUMARIO

1- Título.............................................................................................. 1

2- Objetivo.......................................................................................... 3

3- Justificativa..................................................................................... 3

4- Metodologia..................................................................................... 4

5- Cronograma..................................................................................... 4

6- Referências bibliográficas................................................................. 5

2
1- Objetivo

Diminuir o desgaste do motor de quatro tempos de motocicletas para maior


desempenho e durabilidade, com o uso de óleos lubrificantes submetidos a testes de
temperatura e viscosidade.

2- Justificativa

O projeto aborda uma maneira de diminuir as características de um motor de


quatro tempos em motocicletas que podem prejudicar seu desempenho por apresentarem
altas temperaturas de operação, grandes variações de temperatura de trabalho, alta
potência específica (aproximadamente 1,5 vezes maior do que a de um carro de
passeio), altas rotações (aproximadamente 2 vezes a de um carro) e reservatórios de
óleo menores.

O desgaste do motor, provocado principalmente pelo atrito, caracteriza a


maior causa de perda de material combinado com conseqüente diminuição do
desempenho mecânico. A lubrificação surge como forma de controlar o atrito e reduzir
o desgaste das peças e, por isto, óleos lubrificantes são largamente utilizados nos
motores com o objetivo de proteger as peças móveis, reduzindo o atrito e o desgaste,
limpando o motor interiormente.

Essas características (altas temperaturas de operação com baixo volume de


óleo, etc.) resultam uma condição de lubrificação bastante severa o que justifica o uso
de produtos com aditivação específica e com bases sintéticas (que melhoram a
capacidade de lubrificação e a resistência a oxidação do óleo em uso), irão trazer
benefícios como o aumento da potência e da vida útil dos componentes lubrificados.

Para obter a lubrificação ideal é necessário realizar uma série de testes, a par
da viscosidade, resistência a altas e baixas temperaturas e, uso de ativos a fim de
diminuir a oxidação. Através destes testes, cria-se uma formulação de um óleo
lubrificante que funcione de maneira a maximizar a eficiência e a durabilidade do
motor.

3
3- Metodologia

Para dar início, serão analisadas as características dos óleos, que podem ser
divididas em:

 Viscosidade: caracterizada pelo escoamento do óleo;


 Ponto de combustão: temperatura em que o óleo começa a emitir gases
que podem se inflamar;
 Ponto de congelamento: temperatura em que o óleo não escorre mais
pela proveta inclinada;

Também serão feitas análise sobre a utilização de óleos com aditivos,


superlubrificantes (que são óleos com aditivos especiais) e óleo multi-viscoso (que é
uma mistura de óleos base).
No próximo passo serão analisadas as características do motor de quatro
tempos de uma motocicleta.
Serão feitas visitas técnicas a empresas especializadas na produção do motor
citado, e a empresas especializadas em lubrificantes para motores.
Nos últimos passos serão formulados óleos lubrificantes, e testados, na
obtenção do melhor lubrificante, a pesquisa será concluída.

4- Cronograma

Os estudos se iniciam em janeiro, sendo considerado como mês 1, e termina


em dezembro, que é considerado o mês 12

Meses 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Pesquisa e leitura sobre o assunto


do tema X X X

Visita as empresas especializadas X


em motocicletas com motor de
quatro tempos

Visita a empresas especializas em X


lubrificação de motores

Elaboração de hipóteses sobre X X


otimização de óleos lubrificantes

4
Testes para verificar o X X
funcionamento dos lubrificantes
elaborados

Revisão e digitação X X

Apresentação X

Referencias bibliográficas

1. Apostila de Motores de Combustão Interna. UFRJ ( http://mecanica.scire.Coppe.


ufrj.br/util/b2evolution/media/silvio/apmotoresMCI05_01.pdf)

2. Estimativa Da Capacidade Calorifica De Óleos Lubrificantes Automotivos Por


DSC, 2004 (http://www.portalabpg.org.br/PDPetro/3/trabalhos/IBP0500_05.pdf)

3. LUBRIFICAÇÃO DE MOTOCICLETAS (http://www.manuaisdemotos.com.br/


arquivos/Lubrificacao%20de%20Motocicletas.pdf)

4. Moura, Carlos R.S; Carreteiro, Ronald P. Lubrificantes e lubrificação. Rio de


Janeiro: LTC, 1978.

5. Vicente, Miguel de Castro. Transformações em motores de quatro tempos. 4 ed.


s.l: Edições CETOP, 1969