Você está na página 1de 69

Igreja em Oração

Nossa missa no dia a dia

Especial
SEMANA SANTA

5 a 12 de Abril
Ano A – 2020

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 1 17/12/2019 11:16


Igreja em Oração – Nossa missa no dia a dia
Especial Semana Santa

1ª Edição – 2019

-
Diretor Geral: Músicas:
Ir. Fernando Benedito Vieira
Mons. Jamil Alves de Souza
Frei Telles Ramon, O. de M.
Comentários:
D. Bernardo Bonowitz, OCSO Capa:
Samuel Ricardo
Pe. Gabriel Augusto Vecchi, OCSO
Imagem da Capa:
Ir. Paulo dos Santos da Fonseca, OCSO Mosaico principal da Catedral Santa Maria Mãe de Deus, Castanhal - PA
Pe. Lázaro dos Santos Pires, OCSO Autor: Pe. Marko Rupnik
Pe. Estêvão Nery Fantésia Pinto, OCSO Foto: Erivan Freitas de Abreu
Ir. Emanuel Bohlke, OCSO Projeto gráfico e diagramação:
Henrique Billygran Santos de Jesus
Revisão Litúrgica:
Pe. Leonardo José de Souza Pinheiro Impressão:
Foxy Editora Gráfica
Organizador e Revisor:
João Vitor Gonzaga

ISSN: 2358-9647

Nenhuma parte desta obra poderá ser reproduzida ou transmitida por qualquer forma e/ou quaisquer meios (eletrônico ou mecânico,
incluindo fotocópia e gravação) ou arquivada em qualquer sistema ou banco de dados sem permissão da CNBB. Todos os direitos reservados ©

Edições CNBB
SAAN Quadra 3, Lotes 590/600
Zona Industrial – Brasília-DF
CEP: 70.632-350
Fone: 0800 940 3019 / (61) 2193-3019
E-mail: vendas@edicoescnbb.com.br
www.edicoescnbb.com.br

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 2 17/12/2019 11:16


3 DIA 05

5 DE ABRIL
DOMINGO DE RAMOS DA PAIXÃO DO SENHOR
VERMELHO – 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO DOMINICAL PRÓPRIO – CREDO E PREFÁCIO PRÓPRIO)

Orientações para a celebração: Estes dias, que antecedem o Tríduo Pascal, constituem
1. Neste dia a Igreja recorda a entrada do Cristo em Je- uma experiência singular da Misericórdia divina.
rusalém para realizar o seu mistério pascal. Por isso, em
todas as Missas comemora-se esta entrada do Senhor: PROCISSÃO
na Missa principal, pela procissão ou pela entrada so- Na hora conveniente, reúne-se a assembleia em uma
lene; em todas as outras, pela entrada simples. Em uma igreja menor ou outro lugar apropriado, fora da igreja
ou outra Missa celebrada com grande número de fiéis, para onde se dirige a procissão. Os fiéis trazem ramos
pode-se repetir a entrada solene, mas não a procissão. nas mãos. O sacerdote e os ministros, com paramentos
2. A procissão deve ser muito bem planejada, com ante- vermelhos para a Missa, aproximam-se do lugar onde o
cedência; trata-se de um momento muito especial da cele- povo está reunido. O sacerdote poderá usar capa em vez
bração e é importante que ela transcorra numa atmosfera de casula durante a procissão. Enquanto se aproximam,
de concentração espiritual, atenção aos cânticos e oração. canta-se a seguinte antífona ou outro canto apropriado:
3. Também à proclamação da Paixão de Nosso Senhor
deve ser concedida atenção especial. Os leitores devem Antífona – Mt 21,9
estar bem preparados para desempenhar seus papéis, Saudemos com hosanas o Filho de Davi! Bendito o
levando em conta que a leitura não deve ser excessiva- que nos vem em nome do Senhor! Jesus, rei de Israel,
mente dramatizada, nem tampouco monótona. hosana nas alturas!

COMEMORAÇÃO DA ENTRADA BENÇÃO DOS RAMOS


DO SENHOR EM JERUSALÉM O sacerdote saúda o povo como de costume. Em seguida,
por breve exortação, os fiéis são convidados a participar
CANTO DE ABERTURA ativa e conscientemente da celebração deste dia, com es-
Solo: Hosana ao Filho de Davi! tas palavras ou outras semelhantes:
Todos: Hosana ao Filho de Davi! CP. Meus irmãos e minhas irmãs: durante as cinco se-
1. Bendito o que vem em nome do Senhor! manas da Quaresma preparamos os nossos corações
2. Rei de Israel, hosana nas alturas! pela oração, pela penitência e pela caridade. Hoje aqui
nos reunimos e vamos iniciar, com toda a Igreja, a ce-
SAUDAÇÃO lebração da Páscoa de nosso Senhor. Para realizar o
CP. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. mistério de sua morte e ressurreição, Cristo entrou em
T. Amém. Jerusalém, sua cidade. Celebrando com fé e piedade
CP. O Senhor, que encaminha os nossos corações a memória desta entrada, sigamos os passos de nos-
para o amor de Deus e a constância de Cristo, esteja so Salvador para que, associados pela graça à sua cruz,
convosco. participemos também de sua ressurreição e de sua vida.
T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de O sacerdote, de mãos unidas, a oração seguinte:
Cristo. CP. Oremos. (silêncio) Deus eterno e todo-poderoso,
INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO abençoai ? estes ramos, para que, seguindo com ale-
L. (ou CP): Caríssimos irmãos e irmãs, iniciamos com gria o Cristo, nosso Rei, cheguemos por ele à eterna
esta celebração do Domingo de Ramos a Semana Santa. Jerusalém. Por Cristo, nosso Senhor.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 3 17/12/2019 11:16


DIA 05 4

T. Amém. com estas palavras ou outras semelhantes:


O sacerdote, sem nada dizer, asperge os ramos com água CP. Meus irmãos e minhas irmãs, imitando o povo que
benta. O diácono ou, na falta dele, o sacerdote, proclama, aclamou Jesus, comecemos com alegria a nossa procissão.
conforme o costume, o Evangelho da entrada de Jesus Inicia-se a procissão para a igreja onde será celebrada
em Jerusalém, segundo um dos quatro Evangelistas. a Missa. À frente, vai o turiferário, caso se julgue opor-
tuno o uso de incenso; em seguida, o cruciferário com a
EVANGELHO – Mt 21,1-11 cruz ornamentada, entre dois acólitos com velas acesas;
Bendito o que vem em nome do Senhor. depois, o sacerdote com os ministros, seguidos pelo povo
CP. O Senhor esteja convosco. com seus ramos. Durante a procissão, o coro e o povo en-
T. Ele está no meio de nós. toam os seguintes cantos ou outros apropriados:
CP. Proclamação ? do Evangelho de Jesus Cristo se-
gundo Mateus. Antífona 1
T. Glória a vós, Senhor. Os filhos dos hebreus com ramos de oliveira corre-
Naquele tempo, 1Jesus e seus discípulos ram ao encontro do Cristo que chegava; cantavam e
aproximaram-se de Jerusalém e chegaram a aclamavam: Hosana nas alturas!
Betfagé, no monte das Oliveiras. Então Jesus A antífona pode ser repetida entre os versículos do salmo 23:
enviou dois discípulos, 2dizendo-lhes: “Ide até
o povoado que está ali na frente, e logo encon- Salmo 23
trareis uma jumenta amarrada, e com ela um Ao Senhor pertence a terra e o que ela encer-
jumentinho. Desamarrai-a e trazei-os a mim! ra,*/ o mundo inteiro com os seres que o po-
3Se alguém vos disser alguma coisa, direis: ‘O voam;/ porque ele a tornou firme sobre os ma-
Senhor precisa deles, mas logo os devolve- res,*/ e sobre as águas a mantém inabalável. R.
rá’”. 4Isso aconteceu para se cumprir o que foi “Quem subirá até o monte do Senhor,*/ quem
dito pelo profeta: 5“Dizei à filha de Sião: Eis ficará em sua santa habitação?”/ “Quem tem
que o teu rei vem a ti, manso e montado num mãos puras e inocente o coração,†/ quem
jumento, num jumentinho, num potro de ju- não dirige sua mente para o crime,*/ nem
menta”. 6Então os discípulos foram e fizeram jura falso para o dano de seu próximo. R.
como Jesus lhes havia mandado. 7Trouxeram Sobre este desce a bênção do Senhor */ e a
a jumenta e o jumentinho e puseram sobre recompensa de seu Deus e Salvador”./ “É
eles suas vestes, e Jesus montou. 8A numerosa assim a geração dos que o procuram,*/ e do
multidão estendeu suas vestes pelo caminho, Deus de Israel buscam a face”. R.
enquanto outros cortavam ramos das árvores, “Ó portas, levantai vossos frontões! †/ Ele-
e os espalhavam pelo caminho. 9As multidões vai-vos bem mais alto, antigas portas,*/ a fim
que iam na frente de Jesus e os que o seguiam, de que o Rei da glória possa entrar!” R.
gritavam: “Hosana ao Filho de Davi! Bendito Dizei-nos: “Quem é este Rei da glória?” †/
o que vem em nome do Senhor! Hosana no “É o Senhor, o valoroso, o onipotente,*/ o
mais alto dos céus!” 10Quando Jesus entrou em Senhor, o poderoso nas batalhas!” R.
Jerusalém a cidade inteira se agitou, e diziam: Ó portas, levantai vossos frontões!/ Elevai-
“Quem é este homem?” 11E as multidões res- -vos bem mais alto, antigas portas,*/ a fim de
pondiam: “Este é o profeta Jesus, de Nazaré que o Rei da glória possa entrar!” R.
da Galileia”. Palavra da Salvação. Dizei-nos: “Quem é este Rei da glória?” †/
T. Glória a vós, Senhor. “O Rei da glória é o Senhor onipotente,*/
Após o Evangelho, poderá haver breve homilia. O ce- o Rei da glória é o Senhor Deus do
lebrante ou outro ministro idôneo dá início à procissão universo!” R.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 4 17/12/2019 11:16


5 DIA 05

Durante a procissão pode-se cantar o Salmo 46 e o Hino por isso não me deixei abater o ânimo, conser-
a Cristo Rei. Ao entrar na igreja, canta-se o responsório vei o rosto impassível como pedra, porque sei
seguinte, ou outro canto que se refira à entrada do Se- que não sairei humilhado. Palavra do Senhor.
nhor em Jerusalém. T. Graças a Deus.
Ouvindo o povo que Jesus entrava, logo o foi en-
contrar; com ramos de palmeira, ao que chegava SALMO RESPONSORIAL
puseram-se a saudar. Os filhos dos hebreus Jesus Sl 21(22),8-9.17-18a.19-20.23-24(R. 2a)
saudavam com suas vozes puras. A vida ressurgida R. Meu Deus, meu Deus, por que me
anunciavam: Hosana nas alturas! abandonastes?
Chegando ao altar, o sacerdote o saúda e, se for oportuno, 1. 8Riem de mim todos aqueles que me
o incensa. Dirige-se à cadeira (tira a capa e veste a ca- veem,*/ torcem os lábios e sacodem a cabe-
sula) e, omitindo os ritos iniciais, diz a oração do dia da ça:/ 9“Ao Senhor se confiou, ele o liberte */ e
missa, prosseguindo como de costume. agora o salve, se é verdade que ele o ama!” R.
2. 17Cães numerosos me rodeiam furiosos,*/
MISSA e por um bando de malvados fui cercado./
Após a procissão ou entrada solene, o sacerdote começa a Transpassaram minhas mãos e os meus pés
Missa com a oração do dia: */ 18e eu posso contar todos os meus ossos. R.
3. 19Eles repartem entre si as minhas vestes
ORAÇÃO DO DIA */ e sorteiam entre si a minha túnica./ 20Vós,
CP. Oremos. (silêncio) Deus eterno e todo- porém, ó meu Senhor, não fiqueis longe,*/ ó
-poderoso, para dar aos homens um exem- minha força, vinde logo em meu socorro! R.
plo de humildade, quisestes que o nosso 4. 23Anunciarei o vosso nome a meus irmãos
Salvador se fizesse homem e morresse na */ e no meio da assembleia hei de louvar-
cruz. Concedei-nos aprender o ensinamento -vos!/ 24Vós que temeis ao Senhor Deus, dai-
da sua paixão e ressuscitar com ele em sua -lhe louvores,†/ glorificai-o, descendentes de
glória. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Jacó,*/ e respeitai-o, toda a raça de Israel! R.
Filho, na unidade do Espírito Santo.
T. Amém. SEGUNDA LEITURA – Fl 2,6-11
Humilhou-se a si mesmo; por isso, Deus o exaltou acima de tudo.
LITURGIA DA PALAVRA Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses
6Jesus Cristo, existindo em condição divina,
PRIMEIRA LEITURA – Is 50,4-7 não fez do ser igual a Deus uma usurpação,
Não desviei meu rosto das bofetadas e cusparadas. 7mas ele esvaziou-se a si mesmo, assumindo
Sei que não serei humilhado. a condição de escravo e tornando-se igual
Leitura do Livro do Profeta Isaías aos homens. Encontrado com aspecto hu-
4O Senhor Deus deu-me língua adestrada, para mano, 8humilhou-se a si mesmo, fazendo-se
que eu saiba dizer palavras de conforto à pes- obediente até a morte, e morte de cruz. 9Por
soa abatida; ele me desperta cada manhã e me isso, Deus o exaltou acima de tudo e lhe deu
excita o ouvido, para prestar atenção como um o Nome que está acima de todo nome. 10As-
discípulo. 5O Senhor abriu-me os ouvidos; não sim, ao nome de Jesus, todo o joelho se dobre
lhe resisti nem voltei atrás. 6Ofereci as costas no céu, na terra e abaixo da terra, 11e toda
para me baterem e as faces para me arrancarem língua proclame: “Jesus Cristo é o Senhor”,
a barba; não desviei o rosto de bofetões e cus- para a glória de Deus Pai. Palavra do Senhor.
paradas. 7Mas o Senhor Deus é meu auxiliador, T. Graças a Deus.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 5 17/12/2019 11:16


DIA 05 6

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – Fl 2,8-9 multidão, e disse: L. “Eu não sou responsável


R. Glória e louvor a vós, ó Cristo. pelo sangue deste homem. Este é um pro-
V. Jesus Cristo se tornou obediente, obediente até a blema vosso!” N. 25O povo todo respondeu:
morte numa cruz. Pelo que o Senhor Deus o exaltou, T. “Que o sangue dele caia sobre nós e sobre
e deu-lhe um nome muito acima de outro nome. R. os nossos filhos”. N. 26Então Pilatos soltou
Barrabás, mandou flagelar Jesus, e entregou-
EVANGELHO – Mt 27,11-54 (mais breve) -o para ser crucificado. 27Em seguida, os sol-
CP. Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo segun- dados de Pilatos levaram Jesus ao palácio do
do Mateus. (Não se diz: “Glória a vós, Senhor”) governador, e reuniram toda a tropa em volta
(Narrador:) Naquele tempo, 11Jesus foi posto dele. 28Tiraram sua roupa e o vestiram com
diante de Pôncio Pilatos, e este o interrogou: um manto vermelho; 29depois teceram uma
(Leitor:) “Tu és o rei dos judeus?” N. Jesus coroa de espinhos, puseram a coroa em sua
declarou: (Pres.:) “É como dizes”, N. 12e nada cabeça, e uma vara em sua mão direita. Então
respondeu, quando foi acusado pelos sumos se ajoelharam diante de Jesus e zombaram,
sacerdotes e anciãos. N. 13Então Pilatos per- dizendo: T. “Salve, rei dos judeus!” N. 30Cus-
guntou: L. “Não estás ouvindo de quanta piram nele e, pegando uma vara, bateram na
coisa eles te acusam?” N. 14Mas Jesus não res- sua cabeça. 31Depois de zombar dele, tiraram-
pondeu uma só palavra, e o governador ficou -lhe o manto vermelho e, de novo, o vestiram
muito impressionado. 15Na festa da Páscoa, com suas próprias roupas. Daí o levaram para
o governador costumava soltar o prisioneiro crucificar. 32Quando saíam, encontraram um
que a multidão quisesse. 16Naquela ocasião, homem chamado Simão, da cidade de Cire-
tinham um prisioneiro famoso, chamado ne, e o obrigaram a carregar a cruz de Jesus.
Barrabás. 17Então Pilatos perguntou à mul- 33E chegaram a um lugar chamado Gólgota,
tidão reunida: L. “Quem vós quereis que eu que quer dizer “lugar da caveira”. 34Ali deram
solte: Barrabás, ou Jesus, a quem chamam de vinho misturado com fel para Jesus beber. Ele
Cristo?” N. 18Pilatos bem sabia que eles ha- provou, mas não quis beber. 35Depois de o
viam entregado Jesus por inveja. 19Enquanto crucificarem, fizeram um sorteio, repartindo
Pilatos estava sentado no tribunal, sua mulher entre si as suas vestes. 36E ficaram ali senta-
mandou dizer a ele: (Leitora:) “Não te envol- dos, montando guarda. 37Acima da cabeça de
vas com esse justo! Porque esta noite, em so- Jesus puseram o motivo da sua condenação:
nho, sofri muito por causa dele”. N. 20Porém, “Este é Jesus, o Rei dos Judeus”. 38Com ele
os sumos sacerdotes e os anciãos convence- também crucificaram dois ladrões, um à di-
ram as multidões para que pedissem Barrabás reita e outro à esquerda de Jesus. 39As pessoas
e que fizessem Jesus morrer. 21O governador que passavam por ali o insultavam, balançan-
tornou a perguntar: L. “Qual dos dois que- do a cabeça e dizendo: T. 40“Tu que ias des-
reis que eu solte?” N. Eles gritaram: (Todos:) truir o Templo e construí-lo de novo em três
“Barrabás”. N. 22Pilatos perguntou: L. “Que dias, salva-te a ti mesmo! Se és o Filho de
farei com Jesus, que chamam de Cristo?” Deus, desce da cruz!” N. 41Do mesmo modo,
N. Todos gritaram: T. “Seja crucificado!” N. os sumos sacerdotes, junto com os mestres
23Pilatos falou: L. “Mas, que mal ele fez?” N. da Lei e os anciãos, também zombavam de
Eles, porém, gritaram com mais força: T. “Seja Jesus: T. 42“A outros salvou... a si mesmo não
crucificado!” N. 24Pilatos viu que nada conse- pode salvar! É Rei de Israel. Desça agora
guia e que poderia haver uma revolta. Então da cruz! e acreditaremos nele. 43Confiou em
mandou trazer água, lavou as mãos diante da Deus; que o livre agora, se é que Deus o ama!

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 6 17/12/2019 11:16


7 DIA 05

Já que ele disse: Eu sou o Filho de Deus”. N. reservada aos escravos e malfeitores. Jesus, o Justo e
44Do mesmo modo, também os dois ladrões Santo, em sua Paixão, pode assumir as palavras do
que foram crucificados com Jesus, o insul- profeta Isaías: “Ofereci as costas para me baterem
tavam. 45Desde o meio-dia até as três horas e as faces para me arrancarem a barba” (Is 50,6). Na
da tarde, houve escuridão sobre toda a ter- Paixão Redentora de Cristo, se cumpriu a Palavra
ra. 46Pelas três horas da tarde, Jesus deu um do mesmo Jesus: “quem se humilha, será elevado”
forte grito: P. “Eli, Eli, lamá sabactâni?”, N. (Lc 14,11). No relato da Paixão segundo Mateus,
que quer dizer: P. “Meu Deus, meu Deus, por ficou manifestada esta entrega amorosa do Filho de
que me abandonaste?” N. 47Alguns dos que Deus por nós. Aquele que sofreu por nós é o mesmo
ali estavam, ouvindo-o, disseram: T. “Ele está que Ressuscitou por nós: “Por isso, Deus o exaltou
chamando Elias!” N. 48E logo um deles, cor- acima de tudo e lhe deu o Nome que está acima de
rendo, pegou uma esponja, ensopou-a em vi- todo nome (...). E toda língua proclame: ‘Jesus Cristo
nagre, colocou-a na ponta de uma vara, e lhe é o Senhor’, para a glória de Deus Pai” (Fl 2,11).
deu para beber. 49Outros, porém, disseram:
T. “Deixa, vamos ver se Elias vem salvá-lo!” PROFISSÃO DE FÉ (Símbolo Apostólico)
N. 50Então Jesus deu outra vez um forte gri- Creio em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e
to e entregou o espírito. (Aqui todos se ajoelham da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Se-
e faz-se uma pausa) N. 51E eis que a cortina do nhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo;
santuário rasgou-se de alto a baixo, em duas nasceu da Virgem Maria; padeceu sob Pôncio Pilatos,
partes, a terra tremeu e as pedras se partiram. foi crucificado, morto e sepultado. Desceu à mansão
52Os túmulos se abriram e muitos corpos dos dos mortos; ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus;
santos falecidos ressuscitaram! 53Saindo dos está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso,
túmulos, depois da ressurreição de Jesus, apa- donde há de vir a julgar os vivos e os mortos. Creio
receram na Cidade Santa e foram vistos por no Espírito Santo; na Santa Igreja Católica; na comu-
muitas pessoas. 54O oficial e os soldados que nhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressur-
estavam com ele guardando Jesus, ao nota- reição da carne; na vida eterna. Amém.
rem o terremoto e tudo que havia aconte-
cido, ficaram com muito medo e disseram: PRECES DA COMUNIDADE
T. “Ele era mesmo Filho de Deus!”. CP. Irmãs e irmãos, elevemos ao Senhor as nossas
Palavra da Salvação. preces.
T. Glória a vós, Senhor. (Resposta cantada ou rezada)
R. Senhor, ouvi a nossa oração.
HOMILIA 1. Guardai a vossa Igreja, ó Deus, e dai-lhe força na mis-
(Após a história da Paixão, se for oportuno, haja uma são de conduzir e servir ao vosso povo, nós vos pedimos.
breve homilia) 2. Que nós, celebrando esta Semana Santa, possamos
MEDITANDO A PALAVRA DE DEUS intensificar o nosso crescimento no discipulado de
A Carta de São Paulo aos Filipenses, na 2ª leitura Jesus, nós vos pedimos.
(Fl 2,6-11), apresenta-nos a humilhação e a exalta- 3. Fazei que a Campanha da Fraternidade possa dar
ção de Jesus. Primeiramente, há uma descida: Jesus, frutos de compromisso e promoção da vida em todas
Deus com o Pai e o Espírito Santo, despojou-se de as suas manifestações, nós vos pedimos.
sua glória divina e assumiu em tudo a nossa con- (Outras intenções preparadas pela equipe)
dição humana (menos o pecado); e mais, por amor CP. Acolhei, ó Deus, as preces de vossa Igreja que, sincera-
a nós e para a nossa salvação, “fez-se obediente mente, se coloca diante de vós. Por Cristo, nosso Senhor.
até a morte, e morte de cruz” (v. 8), isto é, a morte T. Amém.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 7 17/12/2019 11:16


DIA 05 8

LITURGIA EUCARÍSTICA e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso.


L.Hoje, a Igreja no Brasil realiza a coleta da Cam- Inocente, Jesus quis sofrer pelos pecadores.
panha da Fraternidade. Em sinal de nosso compro- Santíssimo, quis ser condenado a morrer
misso, participemos desta coleta com a generosidade pelos criminosos. Sua morte apagou nossos
do coração. pecados e sua ressurreição nos trouxe vida
nova. Por ele, os anjos cantam vossa grande-
PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS za e os santos proclamam vossa glória. Con-
1. Neste tempo da Paixão, celebramos com louvor as cedei-nos também a nós associar-nos a seus
primícias do viver: profusão do teu amor! louvores, cantando (dizendo) a uma só voz:
R. Ó Cristo, Filho do Deus vivo, teu triunfo pro- T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do uni-
clamamos! Tua Páscoa – o Mistério – para sempre verso! O céu e a terra proclamam a vossa gló-
contemplamos! ria. Hosana nas alturas! Bendito o que vem
2. Pela Árvore da Cruz, tua seiva a nutrir os que bus- em nome do Senhor! Hosana nas alturas!
cam sem cessar a razão do existir. CP. Na verdade, vós sois santo, ó Deus do
3. A missão que se cumpriu pelo dom da tua Cruz: universo, e tudo o que criastes proclama o
testemunho de amor fez da noite plena luz! vosso louvor, porque, por Jesus Cristo, vosso
Filho e Senhor nosso, e pela força do Espí-
CONVITE À ORAÇÃO rito Santo, dais vida e santidade a todas as
CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício coisas e não cessais de reunir o vosso povo,
seja aceito por Deus Pai todo-poderoso. para que vos ofereça em toda parte, do nascer
T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, ao pôr do sol, um sacrifício perfeito.
para glória do seu nome, para nosso bem e de toda T. Santificai e reuni o vosso povo!
a santa Igreja. CC. Por isso, nós vos suplicamos: santificai
pelo Espírito Santo as oferendas que vos
SOBRE AS OFERENDAS apresentamos para serem consagradas, a fim
CP. Ó Deus, pela paixão de nosso Senhor de que se tornem o Corpo ? e o Sangue de
Jesus Cristo, sejamos reconciliados convosco, Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que
de modo que, ajudados pela vossa misericór- nos mandou celebrar este mistério.
dia, alcancemos pelo sacrifício do vosso Fi- T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
lho o perdão que não merecemos por nossas CP. Na noite em que ia ser entregue, ele to-
obras. Por Cristo, nosso Senhor. mou o pão, deu graças, e o partiu e deu a seus
T. Amém. discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E
COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE
ORAÇÃO EUCARÍSTICA III (MR, p. 482) SERÁ ENTREGUE POR VÓS.
Prefácio: A Paixão do Senhor (MR, p. 231) Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o
CP. O Senhor esteja convosco. cálice em suas mãos, deu graças novamente,
T. Ele está no meio de nós. e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI,
CP. Corações ao alto. TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE
T. O nosso coração está em Deus. DO MEU SANGUE, O SANGUE DA
CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE
T. É nosso dever e nossa salvação. SERÁ DERRAMADO POR VÓS E
Na verdade, é justo e necessário, é nosso de- POR TODOS PARA REMISSÃO DOS
ver e salvação dar-vos graças, sempre e em PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓ-
todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno RIA DE MIM.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 8 17/12/2019 11:16


9 DIA 05

CP. Eis o mistério da fé! amizade. Unidos a eles, esperamos também


T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e nós saciar-nos eternamente da vossa glória,
proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, por Cristo, Senhor nosso.
Senhor Jesus! T. A todos saciai com vossa glória!
CC. Celebrando agora, ó Pai, a memória do Por ele dais ao mundo todo bem e toda graça.
vosso Filho, da sua paixão que nos salva, da CP. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós,
sua gloriosa ressurreição e da sua ascensão ao Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Es-
céu, e enquanto esperamos a sua nova vinda, pírito Santo, toda a honra e toda a glória,
nós vos oferecemos em ação de graças este agora e para sempre.
sacrifício de vida e santidade. T. Amém.
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
Olhai com bondade a oferenda da vossa RITO DA COMUNHÃO
Igreja, reconhecei o sacrifício que nos recon- CP. Guiados pelo Espírito de Jesus e iluminados pela
cilia convosco e concedei que, alimentan- sabedoria do Evangelho, ousamos dizer:
do-nos com o Corpo e o Sangue do vosso T. Pai nosso...
Filho, sejamos repletos do Espírito Santo e CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos
nos tornemos em Cristo um só corpo e um hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia,
só espírito. sejamos sempre livres do pecado e protegidos de to-
T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito! dos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguar-
1C. Que ele faça de nós uma oferenda per- damos a vinda do Cristo Salvador.
feita para alcançarmos a vida eterna com os T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.
vossos santos: a Virgem Maria, Mãe de Deus, CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apósto-
São José, seu esposo, os vossos Apóstolos e los: “Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”. Não
Mártires, N. (santo do dia ou o padroeiro) e to- olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa
dos os santos, que não cessam de interceder Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a uni-
por nós na vossa presença. dade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.
T. Fazei de nós uma perfeita oferenda! T. Amém.
2C. E agora, nós vos suplicamos, ó Pai, que CP. A paz do Senhor esteja sempre convosco.
este sacrifício da nossa reconciliação estenda T. O amor de Cristo nos uniu.
a paz e a salvação ao mundo inteiro. Con- CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.
firmai na fé e na caridade a vossa Igreja, en- (Todos se cumprimentam, sem canto)
quanto caminha neste mundo: o vosso servo T. (cantado) Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
o Papa Francisco, o nosso bispo N., com os do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus,
bispos do mundo inteiro, o clero e todo o que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
povo que conquistastes. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja! dai-nos a paz.
Atendei às preces da vossa família, que está CP. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor! Eis
aqui, na vossa presença. Reuni em vós, Pai de o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
misericórdia, todos os vossos filhos e filhas T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi-
dispersos pelo mundo inteiro. nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!
3C. Acolhei com bondade no vosso reino CANTO DE COMUNHÃO
os nossos irmãos e irmãs que partiram des- 1. Somos todos convidados para a ceia do Cordei-
ta vida e todos os que morreram na vossa ro. Neste mundo imolado, dos viventes é o primeiro!

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 9 17/12/2019 11:16


DIA 06 10

Não sejamos separados do amor que ao mundo veio! BÊNÇÃO FINAL


R. Ó Senhor, a tua Páscoa, confirmada no madeiro, é (MR, p. 522 – Paixão do Senhor)
penhor da Aliança e o fim do cativeiro. CP. O Senhor esteja convosco.
2. Exaltado no calvário, o Senhor abriu caminho, ele- T. Ele está no meio de nós.
gendo a santuário o humano peregrino! O seu Reino CP. O Pai de misericórdia, que vos deu um exemplo de
é contrário ao quem nega o pequenino! amor na paixão do seu Filho, vos conceda, pela vossa
3. O Senhor a cada dia vem abrir-nos os ouvidos com dedicação a Deus e ao próximo, a graça de sua bênção.
a palavra que nos guia e dá força ao abatido: é convite T. Amém.
de ousadia frente à morte e ao perigo. CP. O Cristo, cuja morte vos libertou da morte eterna,
4. O Senhor é a nossa estrada, salvação ao mundo conceda-vos receber o dom da vida.
inteiro, comunhão que nos abraça, nosso fim e para- T. Amém.
deiro! É o amor que nunca passa, luz que brilha ao CP. Tendo seguido a lição de humildade deixada pelo
caminheiro! Cristo, participeis igualmente de sua ressurreição.
5. Do Deus vivo e verdadeiro recebemos plena vida T. Amém.
pra vivermos, pioneiros, liberdade, a mais querida: eis CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho ?
o sonho que é primeiro desde a história mais antiga. e Espírito Santo.
6. Do triunfo sobre a morte nós fazemos a memória: T. Amém.
mais que a cruz, o Cristo é fonte e conquista a vitória! CP. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
Do seu povo é o norte, o Senhor de toda a história! T. Graças a Deus.
(Momento de silêncio)
HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2020
DEPOIS DA COMUNHÃO 1. Deus de amor e de ternura, contemplamos este
CP. Oremos. (silêncio) Saciados pelo vosso mundo tão bonito que nos deste. Desse Dom, fonte
sacramento, nós vos pedimos, ó Deus: como da vida, recordamos: Cuidadores, guardiões tu nos
pela morte do vosso Filho nos destes esperar fizeste.
o que cremos, dai-nos pela sua ressurreição R. Peregrinos, aprendemos nesta estrada o que o
alcançar o que buscamos. Por Cristo, nosso “bom samaritano” ensinou: Ao passar por uma vida
Senhor. T. Amém. ameaçada, Ele a viu, compadeceu-se e cuidou.
2. Toda vida é um presente e é sagrada, seja humana,
RITOS FINAIS vegetal ou animal. É pra sempre ser cuidada e respei-
tada, desde o início até seu termo natural.
BREVES AVISOS 3. Tua glória é o homem vivo, Deus da Vida; ver fe-
(caso necessário) lizes os teus filhos, tuas filhas; é a justiça para todos,
sem medida; é formarmos, no amor, bela Família.

6 DE ABRIL
SEGUNDA-FEIRA DA SEMANA SANTA
ROXO –2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO PRÓPRIO E PREFÁCIO DA PAIXÃO II)

Antífona da Entrada – Sl 34,1-2; Sl 139,8


Acusai, Senhor, meus acusadores; combatei aque- levantai-vos, vinde em meu socorro! Senhor, meu
les que me combatem! Tomai escudo e armadura, Deus, força que me salva!

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 10 17/12/2019 11:16


11 DIA 06

RITOS INICIAIS ORAÇÃO DO DIA


CP. Oremos. (silêncio) Concedei, ó Deus, ao
CANTO DE ABERTURA vosso povo, que desfalece por sua fraqueza,
R. Ele chamará por mim e então ouvidos lhe darei, recobrar novo alento pela paixão do vosso
/: salvação, vidas sem fim, e de glória o cobrirei. (bis) Filho. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso
1. Quem habita ao abrigo do Altíssimo e vive à som- Filho, na unidade do Espírito Santo.
bra do Senhor onipotente, diz ao Senhor: “És meu T. Amém.
refúgio e proteção, és o meu Deus, no qual confio
inteiramente!”. PRIMEIRA LEITURA – Is 42,1-7
2. Do caçador e do seu laço ele te livra, ele te salva Ele não clama nem levanta a voz nem se faz ouvir pelas ruas.
da palavra que destrói. Com suas asas haverá de pro- (Primeiro canto do Servo do Senhor).
teger-te, com seu escudo e suas armas defender-te. Leitura do Livro do Profeta Isaías
1“Eis o meu servo – eu o recebo; eis o meu
SAUDAÇÃO eleito – nele se compraz minh’alma; pus meu
CP. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. espírito sobre ele, ele promoverá o julgamen-
T. Amém. to das nações. 2Ele não clama nem levanta a
CP. O Senhor, que encaminha os nossos corações voz, nem se faz ouvir pelas ruas. 3Não quebra
para o amor de Deus e a constância de Cristo, esteja uma cana rachada nem apaga um pavio que
convosco. ainda fumega; mas promoverá o julgamento
T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de para obter a verdade. 4Não esmorecerá nem
Cristo. se deixará abater, enquanto não estabelecer a
INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO justiça na terra; os países distantes esperam
L. (ou CP): Entremos com reverência em nossa celebra- seus ensinamentos”. 5Isto diz o Senhor Deus,
ção neste dia da Semana Santa, e com nossa atenção que criou o céu e o estendeu, firmou a terra
fixa em Jesus, que nos salva por sua cruz e ressurreição. e tudo que dela germina, que dá a respiração
aos seus habitantes e o sopro da vida ao que
ATO PENITENCIAL nela se move: 6“Eu, o Senhor, te chamei para
CP. No início desta celebração eucarística, peçamos a a justiça e te tomei pela mão; eu te formei e te
conversão do coração, fonte de reconciliação e comu- constituí como o centro de aliança do povo,
nhão com Deus e com os irmãos e irmãs. (silêncio) luz das nações, 7para abrires os olhos dos ce-
CP. Tende compaixão de nós, Senhor. gos, tirar os cativos da prisão, livrar do cárcere
T. Porque somos pecadores. os que vivem nas trevas”. Palavra do Senhor.
CP. Manifestai, Senhor, a vossa misericórdia. T. Graças a Deus.
T. E dai-nos a vossa salvação.
CP. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, SALMO RESPONSORIAL
perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida Sl 26(27),1.2.3.13-14 (R.1a)
eterna. R. O Senhor é minha luz e salvação.
T. Amém. 1. 1O Senhor é minha luz e salvação;*/ de quem
CP. Senhor, tende piedade de nós. eu terei medo?/ O Senhor é a proteção da mi-
T. Senhor, tende piedade de nós. nha vida; */ perante quem eu tremerei? R.
CP. Cristo, tende piedade de nós. 2. 2Quando avançam os malvados contra
T. Cristo, tende piedade de nós. mim,*/ querendo devorar-me,/ são eles,
CP. Senhor, tende piedade de nós. inimigos e opressores,*/ que tropeçam e
T. Senhor, tende piedade de nós. sucumbem. R.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 11 17/12/2019 11:16


DIA 06 12

3. 3Se contra mim um exército se armar,*/ não mortos. 10Então, os sumos sacerdotes decidi-
temerá meu coração;/ se contra mim uma ram matar também Lázaro, 11porque, por causa
batalha estourar,*/ mesmo assim confiarei. R. dele, muitos deixavam os judeus e acreditavam
R. O Senhor é minha luz e salvação. em Jesus. Palavra da Salvação.
4. 13Sei que a bondade do Senhor eu hei de T. Glória a vós, Senhor.
ver */ na terra dos viventes./ 14Espera no Se- MEDITANDO A PALAVRA DE DEUS
nhor e tem coragem,*/ espera no Senhor! R. Um dos maiores privilégios da liturgia da Semana
Santa é a oportunidade de escutar os quatro cân-
ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO ticos do Servo do Senhor do profeta Isaías. Hoje
R. Honra, glória, poder e louvor a Jesus, nosso Deus ouvimos o primeiro, no qual o Senhor o apresenta:
e Senhor! “Eis o meu servo, dou-lhe o meu apoio. É o meu
V. Salve, nosso Rei, somente vós tendes compaixão escolhido, alegria do meu coração” (Is 42,1). Neste
dos nossos erros. R. primeiro cântico, o servo ainda não é o revelado
como servo sofredor. Por enquanto, ele é o chama-
EVANGELHO – Jo 12,1-11 do, o encarregado pelo Senhor para realizar a vitó-
Deixa-a; ela fez isto em vista do dia de minha sepultura. ria da justiça, para “abrir os olhos aos cegos, e tirar
CP. O Senhor esteja convosco. do cárcere os prisioneiros” (v. 7). Tudo isto ele cum-
T. Ele está no meio de nós. prirá não pela violência, mas pela mansidão: “Não
CP. Proclamação ? do Evangelho de Jesus quebra o caniço já machucado, não apaga o pavio já
Cristo segundo João. fraco da chama” (v. 3). Ele trata a todos com delica-
T. Glória a vós, Senhor. deza; ele, que será tratado tão duramente. Já dese-
1Seis dias antes da Páscoa, Jesus foi a Betânia, jamos que o Senhor coroe a sua missão com êxito;
onde morava Lázaro, que ele havia ressusci- que a vitória da justiça seja a vitória dele também.
tado dos mortos. 2Ali ofereceram a Jesus um
jantar; Marta servia e Lázaro era um dos que PRECES DA COMUNIDADE
estavam à mesa com ele. 3 Maria, tomando CP. Peçamos o dom de um coração tranquilo e aten-
quase meio litro de perfume de nardo puro e to, para poder contemplar esta semana, em Jesus, os
muito caro, ungiu os pés de Jesus e enxugou- grandes atos de Deus que nos trouxeram a salvação.
-os com seus cabelos. A casa inteira ficou cheia R. Que nossos olhos estejam fixos no Senhor!
do perfume do bálsamo. 4Então, falou Judas 1. Para que possamos meditar sobre a humildade de
Iscariotes, um dos seus discípulos, aquele que o Cristo Rei, que entrou em Jerusalém montado sobre
havia de entregar: 5“Por que não se vendeu este um jumentinho, rezemos.
perfume por trezentas moedas de prata, para 2. Para que possamos meditar sobre a imensa gene-
as dar aos pobres?” 6Judas falou assim, não por- rosidade de Jesus, que alimentou os seus discípulos
que se preocupasse com os pobres, mas porque com o seu próprio corpo e sangue, rezemos.
era ladrão; ele tomava conta da bolsa comum 3. Para que possamos meditar sobre a obediência de
e roubava o que se depositava nela. 7Jesus, po- Jesus, que se entregou totalmente à vontade do Pai
rém, disse: “Deixa-a; ela fez isto em vista do no horto das oliveiras, rezemos.
dia de minha sepultura. 8Pobres, sempre os te- (Outras intenções)
reis convosco, enquanto a mim, nem sempre CP. Pai, enviai o Espírito Santo em nossos corações,
me tereis”. 9Muitos judeus, tendo sabido que para que durante estes dias possamos crescer na
Jesus estava em Betânia, foram para lá, não só compreensão e no amor do vosso Filho, nosso Re-
por causa de Jesus, mas também para verem dentor. Por Cristo, nosso Senhor.
Lázaro, que Jesus havia ressuscitado dos T. Amém.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 12 17/12/2019 11:16


13 DIA 06

LITURGIA EUCARÍSTICA Paixão salvadora e de sua gloriosa Ressur-


reição. Dias em que celebramos com fervor,
PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS a vitória sobre o antigo inimigo e entramos
R. Criai em nós um coração que seja puro. Dai-nos, no mistério da nossa Redenção. Enquanto
Senhor, um coração mais confiante. Ó Deus, lem- a multidão dos anjos e dos santos se alegra
brai-vos do vosso amor: misericórdia! eternamente na vossa presença em humilde
1. Escutai, ó Senhor Deus, minha oração, atendei a adoração, nós nos associamos aos seus lou-
minha prece, ao meu clamor. Porque sois o meu abri- vores, cantando (dizendo) a uma só voz:
go e fortaleza, sois a vida, sois amparo protetor. T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do
2. A minh’alma, ó Senhor, de vós tem sede. Como a universo! O céu e a terra proclamam a vos-
terra ressecada e sem água. Concedei-me a alegria de sa glória. Hosana nas alturas! Bendito o
ser salvo, perdoai-me toda culpa, toda mágoa. que vem em nome do Senhor! Hosana nas
3. Esta terra, ó Senhor, favorecestes, perdoastes o peca- alturas!
do ao vosso povo. Vós sois bom, sois clemente, sois per- CP. Na verdade, vós sois santo, ó Deus do
dão, Vós sois, Senhor, o Deus de amor a quem invoco. universo, e tudo o que criastes proclama o
vosso louvor, porque, por Jesus Cristo, vosso
CONVITE À ORAÇÃO Filho e Senhor nosso, e pela força do Espíri-
CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício to Santo, dais vida e santidade a todas as coi-
seja aceito por Deus Pai todo-poderoso. sas e não cessais de reunir o vosso povo, para
T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, que vos ofereça em toda parte, do nascer ao
para glória do seu nome, para nosso bem e de toda pôr do sol, um sacrifício perfeito.
a santa Igreja. T. Santificai e reuni o vosso povo!
CC. Por isso, nós vos suplicamos: santificai
SOBRE AS OFERENDAS pelo Espírito Santo as oferendas que vos
CP. Considerai, ó Deus, com bondade, os apresentamos para serem consagradas, a fim
sagrados mistérios que celebramos, e o re- de que se tornem o Corpo ? e o Sangue de
médio que destinastes a sanar o mal que co- Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que
metemos produza em nós a vida eterna. Por nos mandou celebrar este mistério.
Cristo, nosso Senhor. T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
T. Amém. CP. Na noite em que ia ser entregue, ele to-
mou o pão, deu graças, e o partiu e deu a seus
ORAÇÃO EUCARÍSTICA III (MR, p. 482) discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E
Prefácio da Paixão do Senhor, II (MR, p. 420) COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE
CP. O Senhor esteja convosco. SERÁ ENTREGUE POR VÓS.
T. Ele está no meio de nós. Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o
CP. Corações ao alto. cálice em suas mãos, deu graças novamente,
T. O nosso coração está em Deus. e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI,
CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE
T. É nosso dever e nossa salvação. DO MEU SANGUE, O SANGUE DA
CP. Na verdade, é justo e necessário, é nos- NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE
so dever e salvação dar-vos graças, sempre SERÁ DERRAMADO POR VÓS E
e em todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus POR TODOS PARA REMISSÃO DOS
eterno e todo-poderoso, por Cristo, Se- PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓ-
nhor nosso. Já se aproximam os dias de sua RIA DE MIM.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 13 17/12/2019 11:16


DIA 06 14

CP. Eis o mistério da fé! vida e todos os que morreram na vossa ami-
T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e zade. Unidos a eles, esperamos também nós
proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, saciar-nos eternamente da vossa glória, por
Senhor Jesus! Cristo, Senhor nosso.
CC. Celebrando agora, ó Pai, a memória do T. A todos saciai com vossa glória!
vosso Filho, da sua paixão que nos salva, da Por ele dais ao mundo todo bem e toda graça.
sua gloriosa ressurreição e da sua ascensão ao CP. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós,
céu, e enquanto esperamos a sua nova vinda, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Es-
nós vos oferecemos em ação de graças este pírito Santo, toda a honra e toda a glória,
sacrifício de vida e santidade. agora e para sempre.
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! T. Amém.
Olhai com bondade a oferenda da vossa
Igreja, reconhecei o sacrifício que nos recon- RITO DA COMUNHÃO
cilia convosco e concedei que, alimentan- CP. Rezemos, com amor e confiança, a oração que o
do-nos com o Corpo e o Sangue do vosso Senhor Jesus nos ensinou:
Filho, sejamos repletos do Espírito Santo e T. Pai nosso...
nos tornemos em Cristo um só corpo e um CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos
só espírito. hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia,
T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito! sejamos sempre livres do pecado e protegidos de
1C. Que ele faça de nós uma oferenda per- todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança,
feita para alcançarmos a vida eterna com aguardamos a vinda do Cristo Salvador.
os vossos santos: a Virgem Maria, Mãe de T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.
Deus, São José, seu esposo, os vossos Após- CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Após-
tolos e Mártires, N. (santo do dia ou o pa- tolos: “Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”.
droeiro) e todos os santos, que não cessam de Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a
interceder por nós na vossa presença. vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e
T. Fazei de nós uma perfeita oferenda! a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito
2C. E agora, nós vos suplicamos, ó Pai, que Santo.
este sacrifício da nossa reconciliação estenda T. Amém.
a paz e a salvação ao mundo inteiro. Con- CP. A paz do Senhor esteja sempre convosco.
firmai na fé e na caridade a vossa Igreja, en- T. O amor de Cristo nos uniu.
quanto caminha neste mundo: o vosso servo CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus. (To-
o Papa Francisco, o nosso bispo N., com os dos se cumprimentam, sem canto)
bispos do mundo inteiro, o clero e todo o T. (cantado) Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
povo que conquistastes. do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus,
T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja! que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
Atendei às preces da vossa família, que está Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
aqui, na vossa presença. Reuni em vós, Pai de dai-nos a paz.
misericórdia, todos os vossos filhos e filhas CP. Provai e vede como o Senhor é bom; feliz de
dispersos pelo mundo inteiro. quem nele encontra seu refúgio. Eis o Cordeiro de
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos! Deus, que tira o pecado do mundo.
3C. Acolhei com bondade no vosso reino os T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi-
nossos irmãos e irmãs que partiram desta nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 14 17/12/2019 11:16


15 DIA 07

CANTO DE COMUNHÃO BÊNÇÃO FINAL


R. Com amor eterno eu te amei, dei a minha vida CP. O Senhor esteja convosco.
por amor! Agora vai, também ama o teu irmão; ago- T. Ele está no meio de nós.
ra vai, também ama o teu irmão. CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho ?
1. Já não somos servos, mas os teus amigos; à tua e Espírito Santo.
mesa nos sentamos pra comermos deste pão. T. Amém.
2. Que nossa amizade se estenda a todos; pois o CP. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
Cristo nos ensina que o amor é dom total. T. Graças a Deus.
3. Terá recompensa até um copo d’água, o amor que
é verdadeiro, se traduz em gesto e vida. HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2020
(Momento de silêncio) 1. Deus de amor e de ternura, contemplamos este
mundo tão bonito que nos deste. Desse Dom, fonte
DEPOIS DA COMUNHÃO da vida, recordamos: Cuidadores, guardiões tu nos
CP. Oremos. (silêncio) Visitai, ó Deus, o vos- fizeste.
so povo e assisti com vosso amor de Pai aos R. Peregrinos, aprendemos nesta estrada o que o
que celebram os vossos mistérios, para que “bom samaritano” ensinou: Ao passar por uma vida
conservemos pela vossa proteção os remé- ameaçada, Ele a viu, compadeceu-se e cuidou.
dios da salvação eterna que recebemos de 2. Toda vida é um presente e é sagrada, seja humana,
vossa misericórdia. Por Cristo, nosso Senhor. vegetal ou animal. É pra sempre ser cuidada e respei-
T. Amém. tada, desde o início até seu termo natural.
3. Tua glória é o homem vivo, Deus da Vida; ver fe-
RITOS FINAIS lizes os teus filhos, tuas filhas; é a justiça para todos,
sem medida; é formarmos, no amor, bela Família.
BREVES AVISOS
(caso necessário)

7 DE ABRIL
TERÇA-FEIRA DA SEMANA SANTA
ROXO – 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO PRÓPRIO E PREFÁCIO DA PAIXÃO II)

Antífona da Entrada – Sl 26,12 refúgio e proteção, és o meu Deus, no qual confio


Não me deixeis, Senhor, à mercê de meus adversá- inteiramente!”.
rios, pois contra mim se levantaram testemunhas 2. Do caçador e do seu laço ele te livra, ele te salva
falsas, mas volta-se contra eles a sua iniquidade. da palavra que destrói. Com suas asas haverá de pro-
teger-te, com seu escudo e suas armas defender-te.
RITOS INICIAIS
SAUDAÇÃO
CANTO DE ABERTURA CP. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
R. Ele chamará por mim e então ouvidos lhe darei, T. Amém.
/: salvação, vidas sem fim, e de glória o cobrirei. (bis) CP. O Deus da esperança, que nos cumula de toda
1. Quem habita ao abrigo do Altíssimo e vive à som- alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito San-
bra do Senhor onipotente, diz ao Senhor: “És meu to, esteja convosco.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 15 17/12/2019 11:16


DIA 07 16

T.Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de de eu nascer, desde o ventre de minha mãe
Cristo. ele tinha na mente o meu nome; 2fez de mi-
INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO nha palavra uma espada afiada, protegeu-me
L. (ou CP): Só a presença real de Cristo em nos- à sombra de sua mão e fez de mim uma fle-
sas vidas pode fortalecer o nosso testemunho no cha aguçada, escondida em sua aljava, 3e dis-
mundo. Que nesta celebração encontremos graça e se-me: “Tu és o meu Servo, Israel, em quem
força para nós e nossas famílias. serei glorificado”. 4E eu disse: “Trabalhei em
vão, gastei minhas forças sem fruto, inutil-
ATO PENITENCIAL mente; entretanto o Senhor me fará justiça e
CP. Em Jesus Cristo, o Justo, que intercede por nós o meu Deus me dará recompensa”. 5E agora
e nos reconcilia com o Pai, abramos o nosso espírito diz-me o Senhor – ele que me preparou des-
ao arrependimento para sermos menos indignos de de o nascimento para ser seu Servo – que eu
aproximar-nos da mesa do Senhor. (silêncio) recupere Jacó para ele e faça Israel unir-se a
CP. Senhor, que fazeis passar da morte para a vida ele; aos olhos do Senhor esta é a minha gló-
quem ouve a vossa palavra, tende piedade de nós. ria. 6Disse ele: “Não basta seres meu Servo
T. Senhor, tende piedade de nós. para restaurar as tribos de Jacó e reconduzir
CP. Cristo, que quisestes ser levantado da terra para os remanescentes de Israel: eu te farei luz das
atrair-nos a vós, tende piedade de nós. nações, para que minha salvação chegue até
T. Cristo, tende piedade de nós. aos confins da terra”. Palavra do Senhor.
CP. Senhor, que nos submeteis ao julgamento da vos- T. Graças a Deus.
sa cruz, tende piedade de nós.
T. Senhor, tende piedade de nós. SALMO RESPONSORIAL
CP. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, Sl 70(71),1-2.3-4a.5-6ab.15.17(R. 15)
perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida R. Minha boca anunciará vossa justiça.
eterna. 1. Eu procuro meu refúgio em vós, Se-
1
T. Amém. nhor:*/ que eu não seja envergonhado para
sempre!/ 2Porque sois justo, defendei-me e
ORAÇÃO DO DIA libertai-me! */ Escutai a minha voz, vinde
CP. Oremos. (silêncio) Deus eterno e todo- salvar-me! R.
-poderoso, dai-nos celebrar de tal modo os 2. 3Sede uma rocha protetora para mim,*/ um
mistérios da paixão do Senhor, que possamos abrigo bem seguro que me salve!/ Porque
alcançar vosso perdão. Por nosso Senhor Jesus sois a minha força e meu amparo, †/ o meu
Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito refúgio, proteção e segurança!*/ 4aLibertai-
Santo. -me, ó meu Deus, das mãos do ímpio. R.
T. Amém. 3. 5Porque sois, ó Senhor Deus, minha es-
perança,*/ em vós confio desde a minha ju-
LITURGIA DA PALAVRA ventude!/ 6aSois meu apoio desde antes que
eu nascesse,*/ bdesde o seio maternal, o meu
PRIMEIRA LEITURA – Is 49,1-6 amparo. R.
Eu te farei luz das nações, para que minha salvação chegue até aos 4. 15Minha boca anunciará todos os dias */
confins da terra. (Segundo canto do Servo do Senhor). vossa justiça e vossas graças incontáveis./
Leitura do Livro do Profeta Isaías 17Vós me ensinastes desde a minha juventu-

1Nações marinhas, ouvi-me, povos distantes, de,*/ e até hoje canto as vossas maravilhas.
prestai atenção: o Senhor chamou-me antes R.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 16 17/12/2019 11:16


17 DIA 07

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO por pouco tempo estou ainda convosco. Vós


R. Honra, glória, poder e louvor a Jesus, nosso Deus me procurareis, e agora vos digo, como eu disse
e Senhor! também aos judeus: ‘Para onde eu vou, vós não
V. Salve, ó Rei, obediente ao Pai, vós fostes levado podeis ir’”. 36Simão Pedro perguntou: “Senhor,
para ser crucificado, como um manso cordeiro é con- para onde vais?” Jesus respondeu-lhe: “Para
duzido à matança. R. onde eu vou, tu não me podes seguir agora, mas
me seguirás mais tarde”. 37Pedro disse: “Senhor,
EVANGELHO – Jo 13,21-33.36-38 por que não posso seguir-te agora? Eu darei a
Um de vós me entregará ... O galo não cantará antes minha vida por ti!” 38Respondeu Jesus: “Darás
que me tenhas negado três vezes. a tua vida por mim? Em verdade, em verdade
CP. O Senhor esteja convosco. te digo: o galo não cantará antes que me tenhas
T. Ele está no meio de nós. negado três vezes”. Palavra da Salvação.
CP. Proclamação ? do Evangelho de Jesus T. Glória a vós, Senhor.
Cristo segundo João. MEDITANDO A PALAVRA DE DEUS
T. Glória a vós, Senhor. A Semana Santa nos coloca em face do mistério
Naquele tempo, estando à mesa com seus da traição – de Judas, de Pedro, de todos nós – e
discípulos, 21Jesus ficou profundamente co- do poder da missão de Cristo, que supera em mui-
movido e testemunhou: “Em verdade, em to nossa capacidade de compreensão. Trata-se de
verdade vos digo, um de vós me entregará”. um mistério que com frequência nos escandaliza:
22Desconcertados, os discípulos olhavam uns “Será que Deus ama os malvados?”, “Como amar
para os outros, pois não sabiam de quem Jesus o inimigo?”. A resposta que Deus nos dá, através
estava falando. 23Um deles, a quem Jesus ama- de sua Palavra e das palavras de Jesus (ele, que é a
va, estava recostado ao lado de Jesus. 24Simão Palavra encarnada), é que nossos pecados não são
Pedro fez-lhe um sinal para que ele procurasse capazes de impedir a glorificação do Filho do Ho-
saber de quem Jesus estava falando. 25 Então, o mem para a nossa salvação ( Jo 13,31ss). O amor
discípulo, reclinando-se sobre o peito de Jesus, de Deus por nós independe de nossos méritos. Ele
perguntou-lhe: “Senhor, quem é?” 26 Jesus res- nos ama porque nos ama. E Jesus nos convida a
pondeu: “É aquele a quem eu der o pedaço de fazer o mesmo. Devemos amar-nos uns aos outros,
pão passado no molho”. Então Jesus molhou porque Deus é amor (1Jo 4,8). Podemos entregar
um pedaço de pão e deu-o a Judas, filho de o Filho do Homem ( Jo 13,21), mas ele continua a
Simão Iscariotes. 27 Depois do pedaço de pão, se entregar a nós por amor ( Jo 3,16) e nos entrega
Satanás entrou em Judas. Então Jesus lhe dis- o Espírito Santo ( Jo 19,30; 20,22) por amor. Seja-
se: “O que tens a fazer, executa-o depressa”. 28 mos humildes e acolhamos este amor que recebe-
Nenhum dos presentes compreendeu por que mos sem merecer.
Jesus lhe disse isso. 29Como Judas guardava a
bolsa, alguns pensavam que Jesus lhe queria PRECES DA COMUNIDADE
dizer: “Compra o que precisamos para a festa”, CP. Em comunhão com toda a Igreja em prece neste
ou que desse alguma coisa aos pobres. 30Depois momento tão importante do ano litúrgico, apresen-
de receber o pedaço de pão, Judas saiu imedia- temos a Deus as nossas preces:
tamente. Era noite. 31Depois que Judas saiu, R. Senhor, tende compaixão do vosso povo!
disse Jesus: “Agora foi glorificado o Filho do 1. Por nosso santo Padre, o Papa Francisco, para que
Homem, e Deus foi glorificado nele. 32Se Deus seu testemunho de fidelidade mesmo em meio à ad-
foi glorificado nele, também Deus o glorificará versidade confirme muitos cristãos em sua fé, reze-
em si mesmo, e o glorificará logo. 33Filhinhos, mos ao Senhor.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 17 17/12/2019 11:16


DIA 07 18

2. Pelos cristãos perseguidos ao redor do mundo, ORAÇÃO EUCARÍSTICA II (MR, p. 478)


para que seu exemplo de amor e constância por sua Prefácio da Paixão do Senhor, II (MR, p. 420)
fé sirva para fortalecer aqueles que fruem de liberda- CP. O Senhor esteja convosco.
de religiosa, rezemos ao Senhor. T. Ele está no meio de nós.
3. Pelos que padecem fome e qualquer outro tipo de CP. Corações ao alto.
privação, para que não lhes faltem pessoas generosas T. O nosso coração está em Deus.
que os ajudem, rezemos ao Senhor. CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
(Outras intenções) T. É nosso dever e nossa salvação.
CP. Ouvi, Pai santo, estas nossas preces e fortalecei- CP. Na verdade, é justo e necessário, é nosso
-nos em nosso combate. Por Cristo, Senhor nosso. dever e salvação dar-vos graças, sempre e em
T. Amém. todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e
todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso. Já se
LITURGIA EUCARÍSTICA aproximam os dias de sua Paixão salvadora e
de sua gloriosa Ressurreição. Dias em que ce-
PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS lebramos com fervor, a vitória sobre o antigo
R. Criai em nós um coração que seja puro. Dai-nos, inimigo e entramos no mistério da nossa Re-
Senhor, um coração mais confiante. Ó Deus, lem- denção. Enquanto a multidão dos anjos e dos
brai-vos do vosso amor: misericórdia! santos se alegra eternamente na vossa presença
1. Escutai, ó Senhor Deus, minha oração, atendei a em humilde adoração, nós nos associamos aos
minha prece, ao meu clamor. Porque sois o meu abri- seus louvores, cantando (dizendo) a uma só voz:
go e fortaleza, sois a vida, sois amparo protetor. T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do
2. A minh’alma, ó Senhor, de vós tem sede. Como a universo! O céu e a terra proclamam a vos-
terra ressecada e sem água. Concedei-me a alegria de sa glória. Hosana nas alturas! Bendito o
ser salvo, perdoai-me toda culpa, toda mágoa. que vem em nome do Senhor! Hosana nas
3. Esta terra, ó Senhor, favorecestes, perdoastes o pe- alturas!
cado ao vosso povo. Vós sois bom, sois clemente, sois CP. Na verdade, ó Pai, vós sois santo e fon-
perdão, Vós sois, Senhor, o Deus de amor a quem te de toda santidade. Santificai, pois, estas
invoco. oferendas, derramando sobre elas o vosso
Espírito, a fim de que se tornem para nós o
CONVITE À ORAÇÃO Corpo e ? o Sangue de Jesus Cristo, vosso
CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício Filho e Senhor nosso.
seja aceito por Deus Pai todo-poderoso. T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, CP. Estando para ser entregue e abraçando
para glória do seu nome, para nosso bem e de toda livremente a paixão, ele tomou o pão, deu
a santa Igreja. graças, e o partiu e deu a seus discípulos,
dizendo: TOMAI, TODOS, E COMEI:
SOBRE AS OFERENDAS ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ
CP. Considerai, ó Deus, com bondade, as ENTREGUE POR VÓS.
oferendas da vossa família. Se podemos ago- Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o
ra participar dos vossos dons sagrados, fa- cálice em suas mãos, deu graças novamente,
zei-nos chegar também à sua plenitude. Por e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI,
Cristo, nosso Senhor. TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE
T. Amém. DO MEU SANGUE, O SANGUE DA
NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 18 17/12/2019 11:16


19 DIA 07

SERÁ DERRAMADO POR VÓS E RITO DA COMUNHÃO


POR TODOS PARA REMISSÃO DOS CP. Antes de participar do banquete da Eucaristia,
PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓ- sinal de reconciliação e vínculo de união fraterna, re-
RIA DE MIM. zemos, juntos, como o Senhor nos ensinou:
CP. Eis o mistério da fé. T. Pai nosso...
T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos
proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia,
Senhor Jesus. sejamos sempre livres do pecado e protegidos de
CC. Celebrando, pois, a memória da morte todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança,
e ressurreição do vosso Filho, nós vos ofe- aguardamos a vinda do Cristo Salvador.
recemos, ó Pai, o pão da vida e o cálice da T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.
salvação; e vos agradecemos porque nos tor- CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Após-
nastes dignos de estar aqui na vossa presença tolos: “Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”.
e vos servir. Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e
CC. E nós vos suplicamos que, participando a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito
do Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reu- Santo.
nidos pelo Espírito Santo num só corpo. T. Amém.
T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito! CP. A paz do Senhor esteja sempre convosco.
1C. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja que T. O amor de Cristo nos uniu.
se faz presente pelo mundo inteiro: que ela CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.
cresça na caridade, com o Papa Francisco, (Todos se cumprimentam, sem canto)
com o nosso bispo N., e todos os ministros T. (cantado) Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
do vosso povo. do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus,
T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja! que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
2C. Lembrai-vos também dos nossos irmãos Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
e irmãs que morreram na esperança da res- dai-nos a paz.
surreição e de todos os que partiram desta CP. Provai e vede como o Senhor é bom; feliz de
vida: acolhei-os junto a vós, na luz da vossa quem nele encontra seu refúgio. Eis o Cordeiro de
face. Deus, que tira o pecado do mundo.
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos! T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi-
3C. Enfim, nós vos pedimos, tende piedade nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).
de todos nós e dai-nos participar da vida
eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, CANTO DE COMUNHÃO
São José, seu esposo, com os santos Apósto- R. Com amor eterno eu te amei, dei a minha vida
los e todos os que neste mundo vos serviram, por amor! Agora vai, também ama o teu irmão; ago-
a fim de vos louvarmos e glorificarmos por ra vai, também ama o teu irmão.
Jesus Cristo, vosso Filho. 1. Já não somos servos, mas os teus amigos; à tua
T. Concedei-nos o convívio dos eleitos! mesa nos sentamos pra comermos deste pão.
CP. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, 2. Que nossa amizade se estenda a todos; pois o
Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Es- Cristo nos ensina que o amor é dom total.
pírito Santo, toda a honra e toda a glória, 3. Terá recompensa até um copo d’água, o amor que
agora e para sempre. é verdadeiro, se traduz em gesto e vida.
T. Amém.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 19 17/12/2019 11:16


DIA 08 20

DEPOIS DA COMUNHÃO CP. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.


CP. Oremos. (silêncio) Nutridos pelos dons T. Graças a Deus.
que nos salvam, imploramos, ó Deus, vossa
misericórdia, para que o mesmo sacramento HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2020
que nos alimenta na terra nos faça participar 1. Deus de amor e de ternura, contemplamos este
da vida eterna. Por Cristo, nosso Senhor. mundo tão bonito que nos deste. Desse Dom, fonte
T. Amém. da vida, recordamos: Cuidadores, guardiões tu nos
fizeste.
RITOS FINAIS R. Peregrinos, aprendemos nesta estrada o que o
“bom samaritano” ensinou: Ao passar por uma vida
BREVES AVISOS ameaçada, Ele a viu, compadeceu-se e cuidou.
(caso necessário) 2. Toda vida é um presente e é sagrada, seja humana,
vegetal ou animal. É pra sempre ser cuidada e respei-
BÊNÇÃO FINAL tada, desde o início até seu termo natural.
CP. O Senhor esteja convosco. 3. Tua glória é o homem vivo, Deus da Vida; ver fe-
T. Ele está no meio de nós. lizes os teus filhos, tuas filhas; é a justiça para todos,
CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho ? sem medida; é formarmos, no amor, bela Família.
e Espírito Santo.
T. Amém.

8 DE ABRIL
QUARTA-FEIRA DA SEMANA SANTA
ROXO – 2ª SEMANA DO SALTÉRIO.
(OFÍCIO PRÓPRIO E PREFÁCIO DA PAIXÃO II)

Antífona da Entrada – Fl 2,10.8.11 SAUDAÇÃO


Ao nome de Jesus todo joelho se dobre no céu, na CP. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
terra e na mansão dos mortos, pois o Senhor se fez T. Amém.
obediente até a morte e morte de cruz. E por isso CP. O Senhor, que encaminha os nossos corações
Jesus Cristo é Senhor na glória de Deus Pai. para o amor de Deus e a constância de Cristo, esteja
convosco.
RITOS INICIAIS T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de
Cristo.
CANTO DE ABERTURA INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO
R. Rejubilai-vos, Jerusalém, vós que a amais, vinde L. (ou CP): Deixemos de lado todo o pecado que nos
acorrei. De alegria exultai! envolve e corramos para o combate que nos é pro-
1. Que alegria, quando ouvi que me disseram: “Va- posto, com os olhos fixos em Jesus, que vai à frente
mos à casa do Senhor!”. E agora nossos pés já se de- de nossa fé e a leva à perfeição.
têm, Jerusalém, em tuas portas.
2. Jerusalém, cidade bem edificada num conjunto harmo- ATO PENITENCIAL
nioso; para lá sobem as tribos de Israel, as tribos do Senhor. CP. Em Jesus Cristo, o Justo, que intercede por nós
3. Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do e nos reconcilia com o Pai, abramos o nosso espírito
Senhor. A sede da justiça lá está e o trono de Davi. ao arrependimento para sermos menos indignos de

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 20 17/12/2019 11:16


21 DIA 08

aproximar-nos da mesa do Senhor. (silêncio) Quem é meu adversário? Aproxime-se. 9aSim,


CP. Senhor, que fazeis passar da morte para a vida o Senhor Deus é meu Auxiliador; quem é
quem ouve a vossa palavra, tende piedade de nós. que me vai condenar? Palavra do Senhor.
T. Senhor, tende piedade de nós. T. Graças a Deus.
CP. Cristo, que quisestes ser levantado da terra para
atrair-nos a vós, tende piedade de nós. SALMO RESPONSORIAL
T. Cristo, tende piedade de nós. Sl 68(69),8-10.21bcd-22.31 e 33-34(R. 14cb)
CP. Senhor, que nos submeteis ao julgamento da vos- R. Respondei-me pelo vosso imenso amor,
sa cruz, tende piedade de nós. neste tempo favorável, Senhor Deus.
T. Senhor, tende piedade de nós. 1. 8Por vossa causa é que sofri tantos insul-
CP. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, tos,*/ e o meu rosto se cobriu de confusão;/
perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida 9eu me tornei como um estranho a meus ir-
eterna. mãos,*/ como estrangeiro para os filhos de
T. Amém. minha mãe./ 10Pois meu zelo e meu amor
por vossa casa */ me devoram como fogo
ORAÇÃO DO DIA abrasador;/ e os insultos de infiéis que vos
CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, que fizestes ultrajam*/ recaíram todos eles sobre mim! R.
vosso Filho padecer o suplício da cruz para 2. 21bO insulto me partiu o coração. †/ cEu
arrancar-nos à escravidão do pecado, con- esperei que alguém de mim tivesse pena; */
cedei aos vossos servos e servas a graça da dprocurei quem me aliviasse e não achei!/
ressurreição. Por nosso Senhor Jesus Cristo, 22Deram-me fel como se fosse um alimento,*/
vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. em minha sede ofereceram-me vinagre! R.
T. Amém. 3. 31Cantando eu louvarei o vosso nome */ e
agradecido exultarei de alegria!/ 33Humildes,
LITURGIA DA PALAVRA vede isto e alegrai-vos: †/ o vosso coração
reviverá,*/ se procurardes o Senhor conti-
PRIMEIRA LEITURA – Is 50,4-9a nuamente!/ 34Pois nosso Deus atende à prece
Não desviei o rosto de bofetões e cusparadas. dos seus pobres,*/ e não despreza o clamor
(Terceiro canto do Servo do Senhor). de seus cativos. R.
Leitura do Livro do Profeta Isaías
4O Senhor Deus deu-me língua adestrada, ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
para que eu saiba dizer palavras de conforto R. Salve, Cristo, Luz da vida, companheiro na
à pessoa abatida; ele me desperta cada ma- partilha!
nhã e me excita o ouvido, para prestar aten- V. Salve, nosso Rei, somente vós tendes compaixão
ção como um discípulo. 5O Senhor abriu-me dos nossos erros. R.
os ouvidos; não lhe resisti nem voltei atrás.
6Ofereci as costas para me baterem e as faces EVANGELHO – Mt 26,14-25
para me arrancarem a barba: não desviei o O Filho do Homem vai morrer, conforme diz a Escritura
rosto de bofetões e cusparadas. 7Mas o Se- a respeito dele. Contudo, ai daquele que o trair.
nhor Deus é meu Auxiliador, por isso não CP. O Senhor esteja convosco.
me deixei abater o ânimo, conservei o rosto T. Ele está no meio de nós.
impassível como pedra, porque sei que não CP. Proclamação ? do Evangelho de Jesus
sairei humilhado. 8A meu lado está quem me Cristo segundo Mateus.
justifica; alguém me fará objeções? Vejamos. T. Glória a vós, Senhor.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 21 17/12/2019 11:16


DIA 08 22

Naquele tempo, 14um dos doze discípulos, manifestação do mistério desse amor e dessa entre-
chamado Judas Iscariotes, foi ter com os su- ga que nos salva, nos liberta e nos cura.
mos sacerdotes 15e disse: “O que me dareis se
vos entregar Jesus?” Combinaram, então, trin- PRECES DA COMUNIDADE
ta moedas de prata. 16E daí em diante, Judas CP. Apresentemos ao Pai os nossos pedidos e inten-
procurava uma oportunidade para entregar ções e digamos:
Jesus. 17No primeiro dia da festa dos Ázi- R. Senhor, tende piedade de nós!
mos, os discípulos aproximaram-se de Jesus 1. Por nosso santo Padre, para que o mistério da cruz
e perguntaram: “Onde queres que façamos de Jesus o fortaleça sempre mais, a fim de que incan-
os preparativos para comer a Páscoa?” 18 Jesus savelmente anuncie a vitória de Jesus sobre a morte,
respondeu: “Ide à cidade, procurai certo ho- rezemos.
mem e dizei-lhe: ‘O Mestre manda dizer: o 2. Por todos nós, para que não nos queixemos quan-
meu tempo está próximo, vou celebrar a Pás- do Jesus nos pedir que assumamos nossa parte em
coa em tua casa, junto com meus discípulos’”. sua cruz, mas que a abracemos com confiança e
19 Os discípulos fizeram como Jesus mandou amor, rezemos.
e prepararam a Páscoa. 20 Ao cair da tarde, 3. Por todos os que vivem soterrados pelo mundo,
Jesus pôs-se à mesa com os doze discípulos. 21 sem esperança, sem fé e sem Deus, a fim de que, pela
Enquanto comiam, Jesus disse: “Em verdade entrega de Jesus, seus olhos possam se abrir para a
eu vos digo, um de vós vai me trair”. 22 Eles fi- realidade do Evangelho, rezemos.
caram muito tristes e, um por um, começaram (Outras intenções)
a lhe perguntar: “Senhor, será que sou eu?” 23 CP. Esses são os pedidos, ó Pai, que com confiança
Jesus respondeu: “Quem vai me trair é aquele vos apresentamos. Por Cristo, nosso Senhor.
que comigo põe a mão no prato. 24 O Filho do T. Amém.
Homem vai morrer, conforme diz a Escritura
a respeito dele. Contudo, ai daquele que trair LITURGIA EUCARÍSTICA
o Filho do Homem! Seria melhor que nunca
tivesse nascido!” 25 Então Judas, o traidor, per- PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS
guntou: “Mestre, serei eu?” Jesus lhe respon- R. Criai em nós um coração que seja puro. Dai-nos,
deu: “Tu o dizes”. Palavra da Salvação. Senhor, um coração mais confiante. Ó Deus, lem-
T. Glória a vós, Senhor. brai-vos do vosso amor: misericórdia!
MEDITANDO A PALAVRA DE DEUS 1. Escutai, ó Senhor Deus, minha oração, atendei a
Ao ouvirmos sobre a traição de Judas, também minha prece, ao meu clamor. Porque sois o meu abri-
nós sentimos aquela tristeza dos demais discípu- go e fortaleza, sois a vida, sois amparo protetor.
los quando perguntaram “Senhor, será que serei 2. A minh’alma, ó Senhor, de vós tem sede. Como a
eu?” (Mt 26,22). Mas, como o próprio Jesus diz, terra ressecada e sem água. Concedei-me a alegria de
não é apenas Judas que o entrega, porque “o Filho ser salvo, perdoai-me toda culpa, toda mágoa.
do Homem se vai, conforme diz a Escritura a seu 3. Esta terra, ó Senhor, favorecestes, perdoastes o peca-
respeito” (v. 24). Tudo isso compõe o mistério de do ao vosso povo. Vós sois bom, sois clemente, sois per-
nossa salvação, o qual nos permite ir além das trinta dão, Vós sois, Senhor, o Deus de amor a quem invoco.
moedas de prata e vislumbrar o amor de Jesus por
nós, que é o verdadeiro preço por sua entrega. Pois CONVITE À ORAÇÃO
“a prova de que Deus nos ama é que Cristo mor- CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício
reu por nós” (Rm 5,8). Vejamos então em cada ato seja aceito por Deus Pai todo-poderoso.
de Jesus, em cada acontecimento que o envolve, a T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício,

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 22 17/12/2019 11:16


23 DIA 08

para glória do seu nome, para nosso bem e de toda CC. Por isso, nós vos suplicamos: santificai
a santa Igreja. pelo Espírito Santo as oferendas que vos
apresentamos para serem consagradas, a fim
SOBRE AS OFERENDAS de que se tornem o Corpo ? e o Sangue de
CP. Acolhei, ó Deus, nossa oferenda e deixai agir Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que
vossa misericórdia, para que consigamos os fru- nos mandou celebrar este mistério.
tos do sacramento em que celebramos a paixão T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
do vosso Filho. Que vive e reina para sempre. CP. Na noite em que ia ser entregue, ele to-
T. Amém. mou o pão, deu graças, e o partiu e deu a seus
discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E
ORAÇÃO EUCARÍSTICA III (MR, p. 482) COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE
Prefácio da Paixão do Senhor, II (MR, p. 420) SERÁ ENTREGUE POR VÓS.
CP. O Senhor esteja convosco. Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o
T. Ele está no meio de nós. cálice em suas mãos, deu graças novamente,
CP. Corações ao alto. e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI,
T. O nosso coração está em Deus. TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE
CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. DO MEU SANGUE, O SANGUE DA
T. É nosso dever e nossa salvação. NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE
CP. Na verdade, é justo e necessário, é nosso SERÁ DERRAMADO POR VÓS E
dever e salvação dar-vos graças, sempre e em POR TODOS PARA REMISSÃO DOS
todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓ-
e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso. RIA DE MIM.
Já se aproximam os dias de sua Paixão salva- CP. Eis o mistério da fé!
dora e de sua gloriosa Ressurreição. Dias em T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e
que celebramos com fervor, a vitória sobre proclamamos a vossa ressurreição. Vinde,
o antigo inimigo e entramos no mistério da Senhor Jesus!
nossa Redenção. Enquanto a multidão dos CC. Celebrando agora, ó Pai, a memória do
anjos e dos santos se alegra eternamente na vosso Filho, da sua paixão que nos salva, da
vossa presença em humilde adoração, nós sua gloriosa ressurreição e da sua ascensão ao
nos associamos aos seus louvores, cantando céu, e enquanto esperamos a sua nova vinda,
(dizendo) a uma só voz: nós vos oferecemos em ação de graças este
T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do uni- sacrifício de vida e santidade.
verso! O céu e a terra proclamam a vossa gló- T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
ria. Hosana nas alturas! Bendito o que vem Olhai com bondade a oferenda da vossa
em nome do Senhor! Hosana nas alturas! Igreja, reconhecei o sacrifício que nos recon-
CP. Na verdade, vós sois santo, ó Deus do cilia convosco e concedei que, alimentan-
universo, e tudo o que criastes proclama o do-nos com o Corpo e o Sangue do vosso
vosso louvor, porque, por Jesus Cristo, vosso Filho, sejamos repletos do Espírito Santo e
Filho e Senhor nosso, e pela força do Espíri- nos tornemos em Cristo um só corpo e um
to Santo, dais vida e santidade a todas as coi- só espírito.
sas e não cessais de reunir o vosso povo, para T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito!
que vos ofereça em toda parte, do nascer ao 1C. Que ele faça de nós uma oferenda per-
pôr do sol, um sacrifício perfeito. feita para alcançarmos a vida eterna com
T. Santificai e reuni o vosso povo! os vossos santos: a Virgem Maria, Mãe de

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 23 17/12/2019 11:16


DIA 08 24

Deus, São José, seu esposo, os vossos Após- “Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”. Não
tolos e Mártires, N. (santo do dia ou o pa- olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa
droeiro) e todos os santos, que não cessam de Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a uni-
interceder por nós na vossa presença. dade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo.
T. Fazei de nós uma perfeita oferenda! T. Amém.
2C. E agora, nós vos suplicamos, ó Pai, que CP. A paz do Senhor esteja sempre convosco.
este sacrifício da nossa reconciliação estenda T. O amor de Cristo nos uniu.
a paz e a salvação ao mundo inteiro. Con- CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus. (To-
firmai na fé e na caridade a vossa Igreja, en- dos se cumprimentam, sem canto)
quanto caminha neste mundo: o vosso servo T. (cantado) Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
o Papa Francisco, o nosso bispo N., com os do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus,
bispos do mundo inteiro, o clero e todo o que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
povo que conquistastes. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja! dai-nos a paz.
Atendei às preces da vossa família, que está CP. Provai e vede como o Senhor é bom; feliz de
aqui, na vossa presença. Reuni em vós, Pai de quem nele encontra seu refúgio. Eis o Cordeiro de
misericórdia, todos os vossos filhos e filhas Deus, que tira o pecado do mundo.
dispersos pelo mundo inteiro. T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi-
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos! nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).
3C. Acolhei com bondade no vosso reino os
nossos irmãos e irmãs que partiram desta CANTO DE COMUNHÃO
vida e todos os que morreram na vossa ami- R. Com amor eterno eu te amei, dei a minha vida
zade. Unidos a eles, esperamos também nós por amor! / Agora vai, também ama o teu irmão;
saciar-nos eternamente da vossa glória, por agora vai, também ama o teu irmão.
Cristo, Senhor nosso. 1. Já não somos servos, mas os teus amigos; à tua
T. A todos saciai com vossa glória! mesa nos sentamos pra comermos deste pão.
Por ele dais ao mundo todo bem e toda graça. 2. Que nossa amizade se estenda a todos; pois o
CP. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Cristo nos ensina que o amor é dom total.
Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Es- 3. Terá recompensa até um copo d’água, o amor que
pírito Santo, toda a honra e toda a glória, é verdadeiro, se traduz em gesto e vida.
agora e para sempre.
T. Amém. DEPOIS DA COMUNHÃO
CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus todo-podero-
RITO DA COMUNHÃO so, pela morte do vosso Filho, proclamada
CP. Rezemos, com amor e confiança, a oração que o em cada Eucaristia, concedei-nos crer pro-
Senhor Jesus nos ensinou: fundamente que nos destes a vida eterna.
T. Pai nosso... Por Cristo, nosso Senhor.
CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos T. Amém.
hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia,
sejamos sempre livres do pecado e protegidos de RITOS FINAIS
todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança,
aguardamos a vinda do Cristo Salvador. BREVES AVISOS
T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre. (caso necessário)
CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos:

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 24 17/12/2019 11:16


25 DIA 09

BÊNÇÃO FINAL mundo tão bonito que nos deste. Desse Dom, fonte da
CP. O Senhor esteja convosco. vida, recordamos: Cuidadores, guardiões tu nos fizeste.
T. Ele está no meio de nós. R. Peregrinos, aprendemos nesta estrada o que o
CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho ? “bom samaritano” ensinou: Ao passar por uma vida
e Espírito Santo. ameaçada, Ele a viu, compadeceu-se e cuidou.
T. Amém. 2. Toda vida é um presente e é sagrada, seja humana,
CP. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. vegetal ou animal. É pra sempre ser cuidada e respei-
T. Graças a Deus. tada, desde o início até seu termo natural.
3. Tua glória é o homem vivo, Deus da Vida; ver fe-
HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2020 lizes os teus filhos, tuas filhas; é a justiça para todos,
1. Deus de amor e de ternura, contemplamos este sem medida; é formarmos, no amor, bela Família.

9 DE ABRIL
NAS IGREJAS CATEDRAIS (PELA MANHÃ):
MISSA DO CRISMA
BRANCO (GLÓRIA, [SEM CREDO] E PREFÁCIO PRÓPRIO)

Antífona da Entrada – Ap 1,6 3. Curvados ao peso de nosso trabalho, NÓS IRE-


Jesus Cristo fez de nós um reino e sacerdotes para MOS A TI.
Deus, seu Pai. A ele glória e poder pelos séculos dos Curvados ao peso de nosso pecado, NÓS IREMOS
séculos. Amém. A TI.
Confiantes por sermos os filhos de Deus, NÓS IRE-
RITOS INICIAIS MOS A TI.
Confiantes por sermos os membros de Cristo, NÓS
CANTO DE ABERTURA IREMOS A TI.
1. Reunidos em torno dos nossos pastores, NÓS 4. Seguindo os passos de Pedro e Paulo, NÓS IRE-
IREMOS A TI. MOS A TI.
Armados com a força que vem do Senhor, NÓS Seguindo os primeiros cristãos, NÓS IREMOS A TI.
IREMOS A TI. Pisando esta terra vermelha de sangue, NÓS IRE-
Professando todos uma só fé, NÓS IREMOS A TI. MOS A TI.
Sob o impulso do Espírito Santo, NÓS IREMOS A TI. Pisando esta terra que guarda seus corpos, NÓS
R. Igreja Santa, templo do Senhor. Glória a Ti, Igre- IREMOS A TI.
ja Santa, ó cidade dos cristãos.
Que Teus filhos, hoje e sempre, vivam todos como SAUDAÇÃO
irmãos! CP. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
2. Com nossos amigos e nossos desejos, NÓS IRE- T. Amém.
MOS A TI. CP. A graça e a paz de Deus, nosso Pai, e de Jesus
Com nossas angústias e nossas alegrias, NÓS IRE- Cristo, nosso Senhor, estejam convosco.
MOS A TI. T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de
Com nossa fraqueza e nossa bondade, NÓS IRE- Cristo.
MOS A TI. INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO
Com nossa riqueza e nossa carência, NÓS IRE- L. (ou CP): Participemos com alegria desta Cele-
MOS A TI. bração concelebrada pelo nosso Bispo com nossos

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 25 17/12/2019 11:16


DIA 09 26

padres. A presença dos agentes de pastoral, repre- e o fizestes Cristo e Senhor, concedei que,
sentantes das comunidades paroquiais e de todo o participando da sua consagração, sejamos no
povo de Deus pertencente à esta Igreja é o sinal de mundo testemunhas da redenção que ele nos
comunhão do nosso Bispo com toda nossa Diocese. trouxe. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso
Os padres renovarão suas promessas sacerdotais; re- Filho, na unidade do Espírito Santo.
novemos também nosso compromisso missionário. T. Amém.

ATO PENITENCIAL LITURGIA DA PALAVRA


CP. De coração contrito e humilde, aproximemo-nos
do Deus justo e Santo, para que tenha piedade de PRIMEIRA LEITURA – Is 61,1-3a.6a.8b-9
nós, pecadores. (silêncio) O Senhor me ungiu e enviou-me para dar a boa-nova aos humildes.
CP. Tende compaixão de nós, Senhor. Leitura do Livro do Profeta Isaías
T. Porque somos pecadores. 1O Espírito do Senhor Deus está sobre mim,
CP. Manifestai, Senhor, a vossa misericórdia. porque o Senhor me ungiu; enviou-me para
T. E dai-nos a vossa salvação. dar a boa-nova aos humildes, curar as feridas
CP. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, da alma, pregar a redenção para os cativos e
perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida a liberdade para os que estão presos; 2para
eterna. proclamar o tempo da graça do Senhor e o
T. Amém. dia da vingança do nosso Deus; para con-
CP. Senhor, tende piedade de nós. solar todos os que choram, 3apara reservar e
T. Senhor, tende piedade de nós. dar aos que sofrem por Sião uma coroa, em
CP. Cristo, tende piedade de nós. vez de cinza, o óleo da alegria, em vez da
T. Cristo, tende piedade de nós. aflição. 6aVós sois os sacerdotes do Senhor,
CP. Senhor, tende piedade de nós. chamados ministros de nosso Deus. 8bEu
T. Senhor, tende piedade de nós. os recompensarei por suas obras segundo a
verdade, e farei com eles uma aliança perpé-
HINO DE LOUVOR tua. 9Sua descendência será conhecida entre
(cantado) Glória a Deus nas alturas, e paz na terra as nações, e seus filhos se fixarão no meio
aos homens por Ele amados. Senhor Deus, rei dos dos povos; quem os vir há de reconhecê-lo
céus, Deus Pai todo-poderoso: nós vos louvamos, como descendentes abençoados por Deus.
nós vos bendizemos, nós vos adoramos, nós vos glo- Palavra do Senhor.
rificamos, nós vos damos graças por vossa imensa T. Graças a Deus.
glória. Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que SALMO RESPONSORIAL
tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Vós Sl 88(89),21-22.25.27(R. 2a)
que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa sú- R. Senhor, eu cantarei eternamente o vosso
plica. Vós que estais à direita do Pai, tende piedade amor.
de nós. Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, só vós, 1. 21Encontrei e escolhi a Davi, meu servi-
o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na dor,*/ e o ungi, para ser rei, com meu óleo
glória de Deus Pai. Amém. consagrado./ 22Estará sempre com ele minha
mão onipotente,*/ e meu braço poderoso há
ORAÇÃO DO DIA de ser a sua força. R.
CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, que ungistes 2. 25Minha verdade e meu amor estarão sem-
o vosso Filho único com o Espírito Santo pre com ele,*/ sua força e seu poder por meu

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 26 17/12/2019 11:16


27 DIA 09

nome crescerão./ 27Ele, então, me invoca- a Boa-Nova aos pobres; enviou-me para pro-
rá: ‘Ó Senhor, vós sois meu Pai,*/ sois meu clamar a libertação aos cativos e aos cegos a
Deus, sois meu Rochedo onde encontro/ a recuperação da vista; para libertar os opri-
salvação!’ R. midos 19e para proclamar um ano da graça
do Senhor”. 20Depois fechou o livro, entre-
SEGUNDA LEITURA – Ap 1,5-8 gou-o ao ajudante, e sentou-se. Todos os que
Fez de nós um reino, sacerdotes para seu Deus e Pai. estavam na sinagoga tinham os olhos fixos
Leitura do Livro do Apocalipse de São João nele. 21Então começou a dizer-lhes: “Hoje
A vós graça e paz 5da parte de Jesus Cristo, se cumpriu esta passagem da Escritura que
a testemunha fiel, o primeiro a ressuscitar acabastes de ouvir”. Palavra da Salvação.
dentre os mortos, o soberano dos reis da ter- T. Glória a vós, Senhor.
ra. A Jesus, que nos ama, que por seu sangue
nos libertou dos nossos pecados 6e que fez RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS SACERDOTAIS
de nós um reino, sacerdotes para seu Deus Terminada a homilia, o bispo dirige-se aos presbíteros:
e Pai, a ele a glória e o poder, em eternida- Filhos caríssimos, celebrando cada ano o dia em
de. Amém! 7Olhai! Ele vem com as nuvens, que o Senhor Jesus comunicou o seu sacerdócio aos
e todos os olhos o verão – também aqueles Apóstolos e a nós, quereis renovar as promessas que
que o traspassaram. Todas as tribos da terra um dia fizestes perante o vosso bispo e o povo de
baterão no peito por causa dele. Sim. Amém! Deus?
8“Eu sou o Alta e o Ômega”, diz o Senhor Os presbíteros: Quero.
Deus, “aquele que é, que era e que vem, o Quereis unir-vos e conformar-vos mais estreita-
Todo-poderoso”. Palavra do Senhor. mente ao Senhor Jesus, renunciando a vós mesmos e
T. Graças a Deus. confirmando os compromissos do sagrado ministé-
rio que, levados pelo amor do Cristo, assumistes com
ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – Is 61,1(Lc 4,18) alegria em relação à Igreja, no dia da vossa ordenação
R. Louvor e honra a vós, Senhor Jesus. sacerdotal?
V. O Espírito do Senhor sobre mim fez a sua unção, en- Os presbíteros: Quero.
viou-me aos empobrecidos a fazer feliz proclamação! R. Quereis ser fiéis distribuidores dos mistérios de
Deus pela missão de ensinar, pela sagrada Eucaristia
EVANGELHO – Lc 4,16-21 e demais celebrações litúrgicas, seguindo o Cristo
O Espírito do Senhor está sobre mim. Cabeça e Pastor, não levados pela ambição dos bens
CP. O Senhor esteja convosco. materiais, mas apenas pelo amor aos seres humanos?
T. Ele está no meio de nós. Os presbíteros: Quero.
CP. Proclamação ? do Evangelho de Jesus Em seguida, voltando-se para o povo, o bispo prossegue:
Cristo segundo Lucas. E vós, caríssimos filhos e filhas, rezai pelos vossos
T. Glória a vós, Senhor. presbíteros, para que o Senhor derrame profusamen-
Naquele tempo, 16Jesus foi à cidade de te os seus dons sobre eles e, como fiéis ministros do
Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu Cristo, Sumo Sacerdote, vos conduzam àquele que é
costume, entrou na sinagoga no sábado, e le- a fonte da salvação.
vantou-se para fazer a leitura. 17Deram-lhe o O povo: Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos.
livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus E orai também por mim, para que eu seja fiel à mis-
achou a passagem em que está escrito: 18“O são apostólica confiada à minha fraqueza e cada dia
Espírito do Senhor está sobre mim, porque realize melhor entre vós a imagem viva do Cristo
ele me consagrou com a unção para anunciar Sacerdote, Bom Pastor, Mestre e Servo de todos.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 27 17/12/2019 11:16


DIA 09 28

O povo: Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos. abençoar para nós, ó Pai, o vosso óleo santo, em
Deus nos guarde a todos em sua caridade, e nos con- nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Que convosco
duza, pastores e ovelhas, à vida eterna. vive e reina na unidade do Espírito Santo.
Todos: Amém. R. Amém.
Não se diz o Creio.
Omite-se a oração dos fiéis. BÊNÇÃO DO ÓLEO DOS CATECÚMENOS
O bispo, de pé e voltado para o povo, diz de braços aber-
BÊNÇÃO DOS ÓLEOS E tos a seguinte oração:
CONSAGRAÇÃO DO CRISMA Ó Deus, força e proteção de vosso povo, que fizestes
do óleo, vossa criatura, um sinal de fortaleza: dig-
RITO DA BÊNÇÃO nai-vos abençoar ? este óleo, e concedei o dom da
Procissão na seguinte ordem: primeiro o ministro que força aos catecúmenos que com ele forem ungidos;
leva o vaso com perfumes; em seguida, um ministro com para que, recebendo a sabedoria e virtude divinas,
o vaso do óleo dos enfermos. O óleo para o crisma é le- compreendam mais profundamente o Evangelho do
vado por último. Seguem-se os ministros que levam o vosso Cristo, sejam generosos no cumprimento dos
pão, o vinho e a água para a celebração da Eucaristia. deveres cristãos e, dignos da adoção filial, alegrem-se
Enquanto a procissão caminha pela igreja, o coro canta por terem renascido e viverem em vossa Igreja. Por
o hino Acolhei, ó Redentor ou outro canto apropriado. Cristo, nosso Senhor.
R. Acolhei, ó Redentor, nossos hinos de louvor! R. Amém.
1. O óleo a ser consagrado desceu do trono fecundo;
por nós vai ser ofertado a quem salvou este mundo. R. CONSAGRAÇÃO DO CRISMA
2. Quem na fraqueza se abisma seja em vigor restau- O bispo derrama os perfumes no óleo e confecciona o
rado, graças à unção deste crisma que o faz do Cristo crisma em silêncio, a não ser que já tenha sido prepara-
soldado. R. do. Em seguida, convida a assembleia a orar, dizendo:
3. Quem, no batismo lavado, a fronte ao crisma ofe- Meus irmãos e minhas irmãs, roguemos a Deus Pai
rece, já pela graça habitado, com sete dons se enri- todo-poderoso que abençoe e santifique este crisma
quece. R. para que recebam uma unção interior e tornem-se
4. Do Pai à Virgem descido, de novo ao Pai regres- dignos da divina redenção os que forem ungidos em
sais, e o Amigo, então prometido, às nossas almas suas frontes.
mandais. R. O bispo, se for oportuno, sopra sobre o vaso do crisma
5. Seja festivo este dia, dele se faça a memória: óleo e diz:
de santa alegria já nos promete a vitória! R. Ó Deus, autor de todo crescimento e todo progresso
espiritual, recebei com bondade a homenagem que a
BÊNÇÃO DO ÓLEO DOS ENFERMOS Igreja, pela nossa voz, vem prestar-vos com alegria.
O bispo benze o óleo, dizendo a oração: Fizestes no princípio que a terra produzisse árvores
Ó Deus, Pai de toda consolação, que pelo vosso Fi- frutíferas, e entre elas a oliveira, cujos frutos forne-
lho quisestes curar os males dos enfermos, atendei cem este óleo tão rico com que se prepara o santo
à oração de nossa fé: enviai do céu o vosso Espírito crisma. E Davi, antevendo com espírito profético os
Santo Paráclito sobre este óleo generoso, que por sacramentos da vossa graça, cantou a nossa alegria
vossa bondade a oliveira nos fornece para alívio do ao sermos ungidos pelo óleo. Nas águas do dilúvio,
corpo, a fim de que pela vossa santa ? bênção seja ao serem lavados os pecados do mundo, uma pom-
para todos que com ele forem ungidos proteção ba anunciou a paz restituída à terra, trazendo um
do corpo, da alma e do espírito, libertando-os de ramo de oliveira, imagem do futuro dom, que agora
toda dor, toda fraqueza e enfermidade. Dignai-vos se manifesta claramente, pois, apagada toda mancha

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 28 17/12/2019 11:16


29 DIA 09

de culpa pelas águas do Batismo, esta unção de óleo 2. Muitos cachos de uva se tornaram vinho,/ hoje são
nos traz às nossas faces a serenidade e a alegria. Tam- teu sangue, força no caminho;/ muitos cachos de uva
bém mandastes que vosso servo Moisés, pela infusão se tornaram vinho.
deste óleo, constituísse sacerdote seu irmão Aarão, 3. Muitas são as vidas, feitas vocação,/ hoje oferecidas
já purificado pela água. E a tudo isso se acrescenta em consagração;/ muitas são as vidas, feitas vocação.
honra ainda mais alta quando nosso Senhor Jesus
Cristo, vosso Filho, exigindo que João o batizasse CONVITE À ORAÇÃO
nas águas do Jordão, e sendo-lhe enviado o Espírito CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício
Santo sob a forma de uma pomba, proclamastes pelo seja aceito por Deus Pai todo-poderoso.
testemunho de uma voz que em vosso Filho Unigê- T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício,
nito estava todo o vosso amor e claramente confir- para glória do seu nome, para nosso bem e de toda
mastes ser ele por excelência o Ungido com o óleo de a santa Igreja.
alegria, anunciado pelo profeta Davi.
Todos os concelebrantes estendem a mão direita em di- SOBRE AS OFERENDAS
reção ao crisma até o fim da oração, em silêncio. CP. Nós vos pedimos, ó Deus, que a força
Por isso, nós vos suplicamos, ó Pai, que santifiqueis deste sacrifício destrua em nós o homem ve-
este óleo com a vossa ? bênção. Infundi-lhe a força lho, renove nossa vida e nos traga a salvação.
do Espírito Santo, pelo poder de vosso Cristo, que Por Cristo, nosso Senhor.
deu o seu nome ao santo crisma, com o qual ungistes T. Amém.
vossos sacerdotes e reis, vossos profetas e mártires.
Fazei que este óleo do crisma seja sacramento de ORAÇÃO EUCARÍSTICA III (MR, p. 482)
perfeita salvação e vida para os que vão ser renovados Prefácio: O sacerdócio de Cristo e o ministério sacerdotal (MR, p. 245)
nas águas do Batismo. Santificados por essa unção, CP. O Senhor esteja convosco.
e sanada a corrupção original, tornem-se templo da T. Ele está no meio de nós.
vossa glória e manifestem a integridade de uma vida CP. Corações ao alto.
santa. Segundo disposição da vossa vontade, cumu- T. O nosso coração está em Deus.
lados da honra de reis, sacerdotes e profetas, revis- CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
tam-se de um dom incorruptível. Para os que renas- T. É nosso dever e nossa salvação.
cerem da água e do Espírito, seja crisma de salvação, Na verdade, é justo e necessário, é nosso dever
fazendo-os participantes da vida eterna e herdeiros e salvação dar-vos graças, sempre e em todo
da glória celeste. Por Cristo, nosso Senhor. o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno e to-
R. Amém. do-poderoso. Pela unção do Espírito Santo,
Terminada a Consagração do Crisma, passa-se a Li- constituístes vosso Filho unigênito Pontífi-
turgia Eucarística. ce da nova e eterna aliança. E estabelecestes
que seu único sacerdócio se perpetuasse na
LITURGIA EUCARÍSTICA Igreja. Por isso, vosso Filho, Jesus Cristo, en-
riqueceu a Igreja com um sacerdócio real. E,
PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS com bondade fraterna, escolhe homens que,
1. Muitos grãos de trigo se tornaram pão,/ hoje são pela imposição das mãos, participem do seu
teu corpo, ceia e comunhão;/ muitos grãos de trigo ministério sagrado. Em nome de Cristo, es-
se tornaram pão. tes renovam para nós o sacrifício da reden-
R. Toma, Senhor, nossa vida em ação/ para mudá-la ção humana, servindo aos fiéis o banquete da
em fruto e missão./ Toma, Senhor, nossa vida em Páscoa. Presidindo o povo na caridade, eles o
ação/ para mudá-la em missão. alimentam com vossa palavra e o restauram

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 29 17/12/2019 11:16


DIA 09 30

com vossos sacramentos. Dando a vida por CP. Eis o mistério da fé!
vós e pela salvação de todos, procuram asse- T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e
melhar-se cada vez mais ao próprio Cristo, proclamamos a vossa ressurreição. Vinde,
testemunhando, constantes, a fidelidade e o Senhor Jesus!
amor para convosco. Por essa razão, com os CC. Celebrando agora, ó Pai, a memória do
anjos do céu e com as mulheres e os homens vosso Filho, da sua paixão que nos salva, da
da terra, unidos a todas as criaturas, procla- sua gloriosa ressurreição e da sua ascensão ao
mamos, jubilosos, a vossa glória, cantando céu, e enquanto esperamos a sua nova vinda,
(dizendo) a uma só voz: nós vos oferecemos em ação de graças este
T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do uni- sacrifício de vida e santidade.
verso! O céu e a terra proclamam a vossa gló- T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
ria. Hosana nas alturas! Bendito o que vem Olhai com bondade a oferenda da vossa
em nome do Senhor! Hosana nas alturas! Igreja, reconhecei o sacrifício que nos recon-
CP. Na verdade, vós sois santo, ó Deus do cilia convosco e concedei que, alimentan-
universo, e tudo o que criastes proclama o do-nos com o Corpo e o Sangue do vosso
vosso louvor, porque, por Jesus Cristo, vosso Filho, sejamos repletos do Espírito Santo e
Filho e Senhor nosso, e pela força do Espíri- nos tornemos em Cristo um só corpo e um
to Santo, dais vida e santidade a todas as coi- só espírito.
sas e não cessais de reunir o vosso povo, para T. Fazei de nós um só corpo e um só espírito!
que vos ofereça em toda parte, do nascer ao 1C. Que ele faça de nós uma oferenda per-
pôr do sol, um sacrifício perfeito. feita para alcançarmos a vida eterna com
T. Santificai e reuni o vosso povo! os vossos santos: a Virgem Maria, Mãe
CC. Por isso, nós vos suplicamos: santificai de Deus, São José, seu esposo, os vossos
pelo Espírito Santo as oferendas que vos Apóstolos e Mártires, N. (santo do dia ou o
apresentamos para serem consagradas, a fim padroeiro) e todos os santos, que não cessam
de que se tornem o Corpo ? e o Sangue de de interceder por nós na vossa presença.
Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que T. Fazei de nós uma perfeita oferenda!
nos mandou celebrar este mistério. 2C. E agora, nós vos suplicamos, ó Pai, que
T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor! este sacrifício da nossa reconciliação estenda
CP. Na noite em que ia ser entregue, ele to- a paz e a salvação ao mundo inteiro. Con-
mou o pão, deu graças, e o partiu e deu a seus firmai na fé e na caridade a vossa Igreja, en-
discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E quanto caminha neste mundo: o vosso servo
COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE o Papa Francisco, o nosso bispo N., com os
SERÁ ENTREGUE POR VÓS. bispos do mundo inteiro, o clero e todo o
Do mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o povo que conquistastes.
cálice em suas mãos, deu graças novamente, T. Lembrai-vos, ó Pai, da vossa Igreja!
e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI, Atendei às preces da vossa família, que está
TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE aqui, na vossa presença. Reuni em vós, Pai de
DO MEU SANGUE, O SANGUE DA misericórdia, todos os vossos filhos e filhas
NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE dispersos pelo mundo inteiro.
SERÁ DERRAMADO POR VÓS E T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!
POR TODOS PARA REMISSÃO DOS 3C. Acolhei com bondade no vosso reino
PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓ- os nossos irmãos e irmãs que partiram des-
RIA DE MIM. ta vida e todos os que morreram na vossa

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 30 17/12/2019 11:16


31 DIA 09

amizade. Unidos a eles, esperamos também CANTO DE COMUNHÃO


nós saciar-nos eternamente da vossa glória, R. Eu vos dou/ Um novo mandamento:/ “Que vos
por Cristo, Senhor nosso. ameis uns aos outros/ Assim como eu Vos amei”/
T. A todos saciai com vossa glória! Disse o Senhor. (bis)
Por ele dais ao mundo todo bem e toda graça. 1. Felizes os puros/ Em seus caminhos/ Os que an-
CP. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, dam na Lei/ Do Senhor.
Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Es- 2. Felizes os que guardam/ Os seus preceitos/ E o
pírito Santo, toda a honra e toda a glória, procuram de todo/ O coração.
agora e para sempre. 3. Promulgastes/ Os vossos preceitos/ Para serem
T. Amém. guardados/ Fielmente.

RITO DA COMUNHÃO DEPOIS DA COMUNHÃO


CP. Rezemos, com amor e confiança, a oração que o CP. Oremos (silêncio) Nós vos suplicamos, ó
Senhor Jesus nos ensinou: Deus todo-poderoso, que, renovados pelos
T. Pai nosso... vossos sacramentos, possamos ser por toda
CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos parte o bom odor do Cristo. Que vive e reina
hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, para sempre.
sejamos sempre livres do pecado e protegidos de T. Amém.
todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança,
aguardamos a vinda do Cristo Salvador. RITOS FINAIS
T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.
CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Após- BREVES AVISOS
tolos: “Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”. (caso necessário)
Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a
vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e BÊNÇÃO FINAL
a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito CP. O Senhor esteja convosco.
Santo. T. Ele está no meio de nós.
T. Amém. CP. Concedei, ó Deus, aos vossos filhos e filhas, vos-
CP. A paz do Senhor esteja sempre convosco. sa assistência e vossa graça: dai-lhes saúde de alma
T. O amor de Cristo nos uniu. e corpo, fazei que se amem como irmãos e estejam
CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus. sempre a vosso serviço. Por Cristo, nosso Senhor.
(Todos se cumprimentam, sem canto) T. Amém.
T. (cantado) Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho ?
mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, que ti- e Espírito Santo.
rais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro T. Amém.
de Deus, que tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz. CP. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
CP. Provai e vede como o Senhor é bom; feliz de T. Graças a Deus.
quem nele encontra seu refúgio. Eis o Cordeiro de
Deus, que tira o pecado do mundo. CANTO FINAL
T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi- (A ser escolhido pela equipe de canto)
nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 31 17/12/2019 11:16


DIA 09 32

9 DE ABRIL
MISSA VESPERTINA DA CEIA DO SENHOR
BRANCO (GLÓRIA, [SEM CREDO] E PREFÁCIO DA EUCARISTIA)

Refrão Orante: T. Porque somos pecadores.


Eu vos dei o exemplo, eu vos dei o exemplo, para que CP. Manifestai, Senhor, a vossa misericórdia.
façais o mesmo! (bis) T. E dai-nos a vossa salvação.
CP. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós,
RITOS INICIAIS perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida
eterna.
CANTO DE ABERTURA T. Amém.
R. Quanto a nós devemos gloriar-nos na cruz de CP. Senhor, tende piedade de nós.
nosso Senhor Jesus Cristo, que é nossa salvação, T. Senhor, tende piedade de nós.
nossa vida, nossa esperança de ressurreição, e, pelo CP. Cristo, tende piedade de nós.
qual fomos salvos e libertos. T. Cristo, tende piedade de nós.
1. Esta é a noite da ceia pascal, a ceia em que o nosso CP. Senhor, tende piedade de nós.
Cordeiro se imolou. T. Senhor, tende piedade de nós.
2. Esta é a noite da ceia do amor, a ceia em que Jesus
por nós se entregou. HINO DE LOUVOR
3. Esta é a ceia da nova aliança, a aliança confirmada (cantado) Glória a Deus nas alturas, e paz na terra
no sangue do Senhor. aos homens por Ele amados. Senhor Deus, rei dos
céus, Deus Pai todo-poderoso: nós vos louvamos,
SAUDAÇÃO nós vos bendizemos, nós vos adoramos, nós vos glo-
CP. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. rificamos, nós vos damos graças por vossa imensa
T. Amém. glória. Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
CP. A graça e a paz de Deus, nosso Pai, e de Jesus Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que
Cristo, nosso Senhor, estejam convosco. tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Vós
T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa sú-
Cristo. plica. Vós que estais à direita do Pai, tende piedade
INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO de nós. Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, só vós,
L. (ou CP):Irmãs e irmãos, esta celebração da Ceia o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na
do Senhor é a porta de entrada para o tríduo Pas- glória de Deus Pai. Amém.
cal do Crucificado, Sepultado e Ressuscitado. Jesus
realiza a Aliança com seus discípulos ressignifi- ORAÇÃO DO DIA
cando a ceia pascal como memorial de sua entrega CP. Oremos. (silêncio) Ó Pai, estamos reuni-
na cruz. Celebremos esta Ceia deixando-nos ser dos para a santa ceia, na qual o vosso Filho
transformados pelo Mistério do Senhor. único, ao entregar-se à morte, deu à sua Igre-
ja um novo e eterno sacrifício, como banque-
ATO PENITENCIAL te do seu amor. Concedei-nos, por mistério
CP. De coração contrito e humilde, aproximemo-nos tão excelso, chegar à plenitude da caridade e
do Deus justo e Santo, para que tenha piedade de da vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso
nós, pecadores. (silêncio) Filho, na unidade do Espírito Santo.
CP. Tende compaixão de nós, Senhor. T. Amém.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 32 17/12/2019 11:16


33 DIA 09

LITURGIA DA PALAVRA SALMO RESPONSORIAL


L. O Senhor nos serve da Mesa de sua Palavra. Ou- Sl 115(116B),12-13.15-16bc.17-18(R. 1Cor 10,16)
çamos com atenção. R. O cálice por nós abençoado é a nossa co-
munhão com o sangue do Senhor.
PRIMEIRA LEITURA – Ex 12,1-8.11-14 1. 12Que poderei retribuir ao Senhor Deus */
Ritual da ceia pascal. por tudo aquilo que ele fez em meu favor?/
Leitura do Livro do Êxodo 13Elevo o cálice da minha salvação,*/ invo-
Naqueles dias, 1o Senhor disse a Moisés e a cando o nome santo do Senhor. R.
Aarão no Egito: 2“Este mês será para vós o co- 2. 15É sentida por demais pelo Senhor */ a
meço dos meses; será o primeiro mês do ano. morte de seus santos, seus amigos./ 16bcEis
3Falai a toda a comunidade dos filhos de Israel, que sou o vosso servo, ó Senhor,*/ mas me
dizendo: ‘No décimo dia deste mês, cada um quebrastes os grilhões da escravidão! R.
tome um cordeiro por família, um cordeiro 3. 17Por isso oferto um sacrifício de louvor,*/
para cada casa. 4Se a família não for bastante invocando o nome santo do Senhor./ 18Vou
numerosa para comer um cordeiro, convidará cumprir minhas promessas ao Senhor */ na
também o vizinho mais próximo, de acordo presença de seu povo reunido. R.
com o número de pessoas. Deveis calcular o
número de comensais, conforme o tamanho SEGUNDA LEITURA – 1Cor 11,23-26
do cordeiro. 5O cordeiro será sem defeito, ma- Todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice,
cho, de um ano. Podereis escolher tanto um proclamais a morte do Senhor.
cordeiro, como um cabrito: 6e devereis guardá- Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios
-lo preso até ao dia catorze deste mês. Então Irmãos: 23O que eu recebi do Senhor, foi
toda a comunidade de Israel reunida o imo- isso que eu vos transmiti: Na noite em que
lará ao cair da tarde. 7Tomareis um pouco do foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão
seu sangue e untareis os marcos e a travessa da 24e, depois de dar graças, partiu-o e disse:
porta, nas casas em que o comerdes. 8Come- “Isto é o meu corpo que é dado por vós. Fa-
reis a carne nessa mesma noite, assada ao fogo, zei isto em minha memória”. 25Do mesmo
com pães ázimos e ervas amargas. 11Assim de- modo, depois da ceia, tomou também o cá-
vereis comê-lo: com os rins cingidos, sandálias lice e disse: “Este cálice é a nova aliança, em
nos pés e cajado na mão. E comereis às pres- meu sangue. Todas as vezes que dele beber-
sas, pois é a Páscoa, isto é, a ‘Passagem’ do Se- des, fazei isto em minha memória”. 26Todas
nhor! 12E naquela noite passarei pela terra do as vezes, de fato, que comerdes deste pão e
Egito e ferirei na terra do Egito todos os pri- beberdes deste cálice, estareis proclaman-
mogênitos, desde os homens até os animais; do a morte do Senhor, até que ele venha.
e infligirei castigos contra todos os deuses do Palavra do Senhor.
Egito, eu, o Senhor. 13O sangue servirá de si- T. Graças a Deus.
nal nas casas onde estiverdes. Ao ver o sangue,
passarei adiante, e não vos atingirá a praga ex- ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – Jo 13,34
terminadora, quando eu ferir a terra do Egito. R. Glória a vós, ó Cristo, verbo de Deus.
14Este dia será para vós uma festa memorável V. Eu vos dou este novo Mandamento, nova ordem,
em honra do Senhor, que haveis de celebrar agora, vos dou, que, também, vos ameis uns aos ou-
por todas as gerações, como instituição perpé- tros, como eu vos amei, diz o Senhor. R.
tua”. Palavra do Senhor.
T. Graças a Deus.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 33 17/12/2019 11:16


DIA 09 34

EVANGELHO – Jo 13,1-15 MEDITANDO A PALAVRA DE DEUS


Amou-os até o fim. Quando pensamos que Deus quis tornar-se huma-
CP. O Senhor esteja convosco. no ( Jo 1,1.14), concluímos que não poderia haver
T. Ele está no meio de nós. maior prova de amor: esvaziar-se, assumir a condi-
CP. Proclamação ? do Evangelho de Jesus ção humilde de servo (Fl 2,6-7) era o máximo que
Cristo segundo João. Deus poderia ter feito; mas, em Jesus, ele foi além
T. Glória a vós, Senhor. em seu amor por nós: aceitou passar pela expe-
1Era antes da festa da Páscoa. Jesus sabia riência da morte dos marginalizados, dos perdidos
que tinha chegado a sua hora de passar deste (cf. Fl 2,8; Lc 23,32) para que todos os afastados
mundo para o Pai; tendo amado os seus que pelo pecado pudessem ser reencontrados (Lc 15,32).
estavam no mundo, amou-os até o fim. 2Es- Impossível haver outro ato extremo de amor, mas
tavam tomando a ceia. O diabo já tinha posto Jesus havia reservado algo mais, que escapa à nossa
no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, compreensão e, por isso mesmo, não o valorizamos.
o propósito de entregar Jesus. 3Jesus, saben- Jesus quis na noite de sua “Última Ceia” com seus
do que o Pai tinha colocado tudo em suas discípulos despojar-se ainda mais, transformou pão
mãos e que de Deus tinha saído e para Deus e vinho em seu corpo e sangue. Jesus, nas espécies
voltava, 4levantou-se da mesa, tirou o manto, eucarísticas, se deixa manusear, mesmo sendo Deus
pegou uma toalha e amarrou-a na cintura. em corpo e alma, com sua humanidade e divindade.
5Derramou água numa bacia e começou a la- Jesus deixou-nos nesta “Última Ceia” um manda-
var os pés dos discípulos, enxugando-os com mento novo: “Que vos ameis uns aos outros. Como
a toalha com que estava cingido. 6Chegou a eu vos amei, amai-vos também vós uns aos outros”
vez de Simão Pedro. Pedro disse: “Senhor, tu ( Jo 13,34), isto é, façam diariamente o exercício de
me lavas os pés?” 7Respondeu Jesus: “Agora, amar a todos sem distinção e sem esperar retorno.
não entendes o que estou fazendo; mais tarde Jesus fez um outro gesto no dia de hoje, para que
compreenderás”. 8Disse-lhe Pedro: “Tu nun- pudéssemos concretamente viver o significado da
ca me lavarás os pés!” Mas Jesus respondeu: Eucaristia e do seu mandamento novo em todos os
“Se eu não te lavar, não terás parte comigo”. dias de nossa vida: “lavou os pés de seus discípulos”
9Simão Pedro disse: “Senhor, então lava não ( Jo 13,2-5.14-15), desejando que nós o imitemos
somente os meus pés, mas também as mãos em nosso dia a dia com atitudes de amor e serviço,
e a cabeça”. 10Jesus respondeu: “Quem já se no esvaziamento e despojamento de nós mesmos,
banhou não precisa lavar senão os pés, porque no respeito e gentileza fraterna.
já está todo limpo. Também vós estais limpos,
mas não todos”. 11Jesus sabia quem o ia entre- LAVA-PÉS
gar; por isso disse: “Nem todos estais limpos”. Após a homilia, procede-se ao lava-pés. Cantam-
12Depois de ter lavado os pés dos discípulos, se algumas das seguintes antífonas ou outro canto
Jesus vestiu o manto e sentou-se de novo. E apropriado.
disse aos discípulos: “Compreendeis o que
acabo de fazer? 13Vós me chamais Mestre e CANTO
Senhor, e dizeis bem, pois eu o sou. 14Portan- 1. Jesus, erguendo-se da Ceia, jarro e bacia tomou.
to, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, Lavou os pés dos discípulos, este exemplo nos dei-
também vós deveis lavar os pés uns dos ou- xou. Aos pés de Pedro inclinou-se. “Ó Mestre não
tros. 15Dei-vos o exemplo, para que façais a por quem és!”. “Não terás parte comigo se não lavar
mesma coisa que eu fiz”. Palavra da Salvação. os teus pés”. “Não terás parte comigo se não lavar os
T. Glória a vós, Senhor. teus pés”.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 34 17/12/2019 11:16


35 DIA 09

2. “És o Senhor, tu és o Mestre, os meus pés não lava- 3. Junto um dia, com os eleitos, nós vejamos tua face
rás!”. “O que ora faço não sabes, mas depois compreen- gloriosa, Cristo Deus: gáudio puro, que é imenso e
derás. Se eu vosso Mestre e Senhor, vossos pés hoje la- que ainda vem, pelos séculos dos séculos. Amém.
vei, lavai os pés uns dos outros! Eis a lição que vos dei”.
“Lavai os pés uns dos outros! Eis a lição que vos dei”. CONVITE À ORAÇÃO
3. “Eis como irão reconhecer-vos como discípulos CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício
meus, se vos amais uns aos outros”, disse Jesus para seja aceito por Deus Pai todo-poderoso.
os seus. “Dou-vos Novo Mandamento. Deixo, ao T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício,
partir, nova Lei: que vos ameis uns aos outros assim para glória do seu nome, para nosso bem e de toda
como eu vos amei!”. “Que vos ameis uns aos outros a santa Igreja.
assim como eu vos amei!”.
SOBRE AS OFERENDAS
PRECES DA COMUNIDADE CP. Concedei-nos, ó Deus, a graça de par-
CP. Alimentados pela Palavra do Senhor, elevemos as ticipar dignamente da Eucaristia pois todas
nossas preces a Deus. as vezes que celebramos este sacrifício em
(Resposta cantada ou rezada) memória do vosso Filho, torna-se presente
R. Ouvi vosso povo, Senhor. a nossa redenção. Por Cristo, nosso Senhor.
1. Fortalecei a vossa Igreja, Senhor, na vocação de ser T. Amém.
servidora e pobre, assim como o vosso Filho, nós vos
pedimos. ORAÇÃO EUCARÍSTICA I (MR, p. 469)
2. Guardai em vosso amor, os ministros ordenados Prefácio da Santíssima Eucaristia, I (MR, p. 439)
da Igreja, para que sejam autênticos servidores do CP. O Senhor esteja convosco.
vosso Reino, nós vos pedimos. T. Ele está no meio de nós.
3. Suscitai sempre em vossa Igreja, o compromisso CP. Corações ao alto.
eucarístico, de sermos um só corpo e um só espírito, T. O nosso coração está em Deus.
nós vos pedimos. CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
(Outras intenções preparadas pela equipe) T. É nosso dever e nossa salvação.
CP. Acolhei, ó Deus, as preces do vosso povo reunido Na verdade, é justo e necessário, é nosso de-
em oração. Por Cristo Senhor nosso. ver e salvação dar-vos graças, sempre e em
T. Amém. todo o lugar, Senhor, Pai santo, Deus eterno
e todo-poderoso, por Cristo, Senhor nosso.
LITURGIA EUCARÍSTICA Ele, verdadeiro e eterno sacerdote, oferecen-
Dando início à liturgia eucarística, poder-se-á orga- do-se a vós pela nossa salvação, instituiu o
nizar uma procissão dos fiéis com donativos para os Sacrifício da nova Aliança e mandou que o
pobres, entoando o canto seguinte ou outro adequado: celebrássemos em sua memória. Sua carne,
imolada por nós, é o alimento que nos for-
R. Onde o amor e a caridade, Deus aí está! (bis) talece. Seu sangue, por nós derramado, é a
1. Congregou-nos num só corpo, o amor de Cristo. bebida que nos purifica. Por essa razão, os
Exultemos, pois, e nele jubilemos. Ao Deus vivo nós anjos do céu, as mulheres e homens da terra,
temamos, mas amemos. E, sinceros, uns aos outros, proclamamos, jubilosos, vossa glória, can-
nos queiramos. tando (dizendo) a uma só voz:
2. Todos juntos, num só corpo, congregados: pela men- T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do
te não sejamos separados! Cessem lutas, cessem rixas, universo! O céu e a terra proclamam a vos-
dissensões, mas esteja em nosso meio Cristo Deus! sa glória. Hosana nas alturas! Bendito o

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 35 17/12/2019 11:16


DIA 09 36

que vem em nome do Senhor! Hosana nas para que o celebrassem, o mistério do seu
alturas! Corpo e do seu Sangue. Dai-nos sempre a
CP. Pai de misericórdia, a quem sobem vossa paz, livrai-nos da condenação e aco-
nossos louvores, nós vos pedimos por lhei-nos entre os vossos eleitos. Dignai-vos,
Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que ó Pai, aceitar e santificar estas oferendas, a
abençoeis ? estas oferendas apresentadas ao fim de que se tornem para nós o Corpo e
vosso altar. o Sangue de Jesus Cristo, vosso Filho e Se-
T. Abençoai nossa oferenda, ó Senhor! nhor nosso.
CP. Nós as oferecemos pela vossa Igreja san- T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
ta e católica: concedei-lhe paz e proteção, CP. Na noite em que ia ser entregue, para pa-
unindo-a num só corpo e governando-a por decer pela salvação de todos, isto é, hoje, ele
toda a terra. Nós as oferecemos também pelo tomou o pão em suas mãos, elevou os olhos
vosso servo o Papa Francisco, por nosso bis- a vós, ó Pai, deu graças e o partiu e deu a seus
po N., e por todos os que guardam a fé que discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS,
receberam dos apóstolos. E COMEI: ISTO É O MEU CORPO,
T. Conservai a vossa Igreja sempre unida! QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS. Do
1C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos mesmo modo, ao fim da ceia, Ele tomou o
e filhas N. N. e de todos os que circundam cálice em suas mãos, deu graças novamente
este altar, dos quais conheceis a fidelidade e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI,
e a dedicação em vos servir. Eles vos ofere- TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE
cem conosco este sacrifício de louvor por si DO MEU SANGUE, O SANGUE DA
e por todos os seus, e elevam a vós as suas NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE
preces para alcançar o perdão de suas faltas, SERÁ DERRAMADO POR VÓS E
a segurança em suas vidas e a salvação que POR TODOS PARA REMISSÃO DOS
esperam. PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓ-
T. Lembrai-vos, ó Pai, de vossos filhos! RIA DE MIM.
2C. Em comunhão com toda a Igreja, cele- CP. Eis o mistério da fé!
bramos este dia santo em que nosso Senhor T. Todas as vezes que comemos deste pão e
Jesus Cristo foi entregue por nós. E venera- bebemos deste cálice, anunciamos, Senhor,
mos a sempre Virgem Maria, mãe de nosso a vossa morte, enquanto esperamos a vossa
Deus e Senhor Jesus Cristo; e também São vinda!
José, esposo de Maria, os santos Apóstolos CP. Celebrando, pois, a memória da paixão
e Mártires: Pedro e Paulo, André (Tiago e do vosso Filho, da sua ressurreição dentre
João, Tomé, Tiago e Filipe, Bartolomeu e os mortos e gloriosa ascensão aos céus, nós,
Mateus, Simão e Tadeu, Lino, Cleto, Cle- vossos servos, e também vosso povo santo,
mente, Sisto, Cornélio e Cipriano, Lou- vos oferecemos, ó Pai, dentre os bens que
renço e Crisógono, João e Paulo, Cosme e nos destes, o sacrifício perfeito e santo, pão
Damião), e todos os vossos Santos. da vida eterna e cálice da salvação.
T. Em comunhão com toda a Igreja aqui T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
estamos! CP. Recebei, ó Pai, esta oferenda, como re-
CP. Recebei, ó Pai, com bondade, a oferenda cebestes a oferta de Abel, o sacrifício de
dos vossos servos e de toda a vossa família Abraão e os dons de Melquisedeque. Nós
em memória do dia em que nosso Senhor vos suplicamos que ela seja levada à vossa
Jesus Cristo entregou aos seus discípulos, presença, para que, ao participarmos deste

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 36 17/12/2019 11:16


37 DIA 09

altar, recebendo o Corpo e o Sangue de vos- T. Amém.


so Filho, sejamos repletos de todas as graças CP. A paz do Senhor esteja sempre convosco.
e bênçãos do céu. T. O amor de Cristo nos uniu.
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.
3C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e (Todos se cumprimentam, sem canto)
filhas N. N. que partiram desta vida, marca- T. (cantado) Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
dos com o sinal da fé. A eles, e a todos os que do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus,
adormeceram no Cristo, concedei a felicida- que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
de, a luz e a paz. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos! dai-nos a paz.
4C. E a todos nós, pecadores, que confia- CP. Felizes os convidados para o Banquete nupcial do
mos na vossa imensa misericórdia, concedei, Cordeiro. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado
não por nossos méritos, mas por vossa bon- do mundo.
dade, o convívio dos Apóstolos e Mártires: T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi-
João Batista e Estêvão, Matias e Barnabé, nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).
(Inácio, Alexandre, Marcelino e Pedro;
Felicidade e Perpétua, Águeda e Luzia, Inês, CANTO DE COMUNHÃO
Cecília, Anastácia) e todos os vossos santos. R. Hoje é festa, diz o povo, a nação santa de Deus.
Por Cristo, Senhor nosso. Bata palma, cante um hino: Este pão do céu desceu!
T. Concedei-nos o convívio dos eleitos! Bata palma, cante um hino: Este pão do céu desceu!
Por ele não cessais de criar e santificar estes 1. Aquela noite tão linda, de amor ela estava cheia:
bens e distribuí-los entre nós. era a quinta-feira santa, era a derradeira Ceia! Era a
CP. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a quinta-feira santa, era a derradeira Ceia!
vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do 2. E as coisas mais sublimes, então, ele revelou. Ten-
Espírito Santo, toda a honra e toda a glória, do amado a nós aqui, até o fim ele amou. Tendo
agora e para sempre. amado a nós aqui, até o fim ele amou.
T. Amém. 3. E Jesus, partindo o pão, nesta Ceia tão sagrada,
se entregou como alimento, o manjar da caminhada.
RITO DA COMUNHÃO Se entregou como alimento, o manjar da caminhada.
CP. Antes de participar do banquete da Eucaristia, 4. E depois, tomou o vinho, o entregou aos doze, então:
sinal de reconciliação e vínculo de união fraterna, re- “É meu Sangue derramado, para a vossa redenção!”.
zemos, juntos, como o Senhor nos ensinou: “É meu Sangue derramado, para a vossa redenção!”.
T. Pai nosso... 5. Tudo que ele, então, cumpriu nesta Ceia, sem igual,
CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos mandou que se repetisse, até a vinda final. Mandou
hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, que se repetisse, até a vinda final.
sejamos sempre livres do pecado e protegidos de 6. Nas durezas desta vida, este pão é o sinal, dizendo:
todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, Cristo é a porta da viagem terminal. Dizendo: Cristo
aguardamos a vinda do Cristo Salvador. é a porta da viagem terminal.
T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre. 7. Somos todos caminheiros, procurando um mundo
CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: novo, somos irmãos, companheiros, Cristo é o guia
“Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”. Não do seu povo! Somos irmãos, companheiros, Cristo é
olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa o guia do seu povo!
Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a uni- 8. Somos todos caminheiros, procurando eterno
dade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo. porto. Somos irmãos, companheiros, Cristo é nosso

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 37 17/12/2019 11:16


DIA 10 38

conforto! Somos irmãos, companheiros, Cristo é No final de sua vida, um presente ele nos deu.
nosso conforto! 3. Observando a Lei mosaica, se reuniu com os irmãos.
(Momento de silêncio) Era noite. Despedida. Numa ceia: refeição. Deu-se
aos doze em alimento, pelas suas próprias mãos.
DEPOIS DA COMUNHÃO 4. A Palavra do Deus vivo transformou o vinho e o
CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus todo-podero- pão no seu sangue e no seu corpo para a nossa salva-
so, que hoje nos renovastes pela ceia do vosso ção. O milagre nós não vemos, basta a fé no coração.
Filho, dai-nos ser eternamente saciados na Quando a procissão chega ao local da reposição, o sa-
ceia do seu reino. Por Cristo, nosso Senhor. cerdote deposita o cibório no tabernáculo. Canta-se
T. Amém. “Tão sublime sacramento”. Em seguida, fecha-se o
tabernáculo.
TRANSLADAÇÃO DO 5. Tão sublime sacramento adoremos neste altar, pois
SANTÍSSIMO SACRAMENTO o Antigo Testamento deu ao Novo seu lugar. Venha
Terminada a missa, forma-se a procissão para conduzir a fé por suplemento os sentidos completar.
o Santíssimo Sacramento, até o altar da reposição. Du- 6. Ao Eterno Pai cantemos e a Jesus, o Salvador. Ao
rante a procissão, canta-se Vamos todos ou outro canto Espírito exaltemos, na Trindade eterno amor. Ao
eucarístico. Deus Uno e Trino demos a alegria do louvor.
1. Vamos todos louvar juntos o mistério do amor, Os fiéis são exortados a adorarem o Santíssimo Sacra-
pois o preço deste mundo foi o sangue redentor, re- mento, durante algum tempo da noite. Em sua forma
cebido de Maria, que nos deu o Salvador. solene, ela é concluída antes da meia-noite. A vigília
2. Veio ao mundo por Maria, foi por nós que ele nas- mais importante é a do Sábado Santo, para a qual de-
ceu. Ensinou sua doutrina, com os homens conviveu. vem convergir todas as atenções.

10 DE ABRIL
SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO DO SENHOR
VERMELHO (OFÍCIO PRÓPRIO – DIA DE JEJUM E ABSTINÊNCIA)

1. Hoje e amanhã, segundo antiquíssima tradição, a em silêncio por alguns instantes.


Igreja não celebra os sacramentos. 5. O sacerdote, com os ministros, dirige-se para a sua
2. O altar esteja totalmente despojado: sem cruz, casti- cadeira. Voltado para o povo e de mãos unidas, diz a
çais ou toalha. seguinte oração:
3. Na tarde da sexta-feira, pelas três horas, a não ser
que razões pastorais aconselhem horas mais tardias, ORAÇÃO DO DIA (MR, p. 254, 2ª opção)
procede-se à celebração da Paixão do Senhor, que consta CP. (Não se diz “Oremos”) Ó Deus, pela pai-
de três partes: liturgia da Palavra, adoração da cruz e xão de nosso Senhor Jesus Cristo destruístes
comunhão eucarística. a morte que o primeiro pecado transmitiu
Neste dia, a sagrada comunhão só pode ser distribuída a todos. Concedei que nos tornemos seme-
aos fiéis durante a celebração da Paixão do Senhor, mas lhantes ao vosso Filho e, assim como trouxe-
poderá ser levada a qualquer hora aos doentes que não mos pela natureza a imagem do homem ter-
possam participar da celebração. reno, possamos trazer pela graça a imagem
4. O sacerdote e o diácono, de paramentos vermelhos do homem novo. Por Cristo, nosso Senhor.
como para a Missa, aproximam-se do altar, fazem-lhe T. Amém.
reverência e prostram-se ou ajoelham-se. Todos rezam

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 38 17/12/2019 11:16


39 DIA 10

LITURGIA DA PALAVRA povo, foi golpeado até morrer. 9Deram-lhe


sepultura entre ímpios, um túmulo entre os
PRIMEIRA LEITURA – Is 52,13-53,12 ricos, porque ele não praticou o mal, nem se
Ele foi ferido por causa de nossos pecados. encontrou falsidade em suas palavras. 10O
Leitura do Livro do Profeta Isaías Senhor quis macerá-lo com sofrimentos.
13Ei-lo, o meu Servo será bem-sucedido; Oferecendo sua vida em expiação, ele terá
sua ascensão será ao mais alto grau. 14 As- descendência duradoura, e fará cumprir com
sim como muitos ficaram pasmados ao vê-lo êxito a vontade do Senhor. 11Por esta vida
– tão desfigurado ele estava que não pare- de sofrimento, alcançará luz e uma ciên-
cia ser um homem ou ter aspecto humano cia perfeita. Meu Servo, o Justo, fará justos
–, 15do mesmo modo ele espalhará sua fama inúmeros homens, carregando sobre si suas
entre os povos. Diante dele os reis se man- culpas. 12Por isso, compartilharei com ele
terão em silêncio, vendo algo que nunca lhes multidões e ele repartirá suas riquezas com
foi narrado e conhecendo coisas que jamais os valentes seguidores, pois entregou o cor-
ouviram. 53,1Quem de nós deu crédito ao que po à morte, sendo contado como um mal-
ouvimos? E a quem foi dado reconhecer feitor; ele, na verdade, resgatava o pecado de
a força do Senhor? 2Diante do Senhor ele todos e intercedia em favor dos pecadores.
cresceu como renovo de planta ou como raiz Palavra do Senhor.
em terra seca. Não tinha beleza nem atra- T. Graças a Deus.
tivo para o olharmos, não tinha aparência
que nos agradasse. 3Era desprezado como SALMO RESPONSORIAL
o último dos mortais, homem coberto de Sl 30(31),2.6.12-13.15-16.17.25(R. Lc 23,46)
dores, cheio de sofrimentos; passando por R. Ó Pai, em tuas mãos eu entrego o meu
ele, tapávamos o rosto; tão desprezível era, espírito.
não fazíamos caso dele. 4A verdade é que ele 1. 2Senhor, eu ponho em vós minha esperan-
tomava sobre si nossas enfermidades e so- ça; */ que eu não fique envergonhado eterna-
fria, ele mesmo, nossas dores; e nós pensáva- mente!/ 6Em vossas mãos, Senhor, entrego
mos fosse um chagado, golpeado por Deus o meu espírito,*/ porque vós me salvareis, ó
e humilhado! 5Mas ele foi ferido por causa Deus fiel! R.
de nossos pecados, esmagado por causa de 2. 1Tornei-me o opróbrio do inimigo,*/ o
nossos crimes; a punição a ele imposta era desprezo e zombaria dos vizinhos,/ e objeto
o preço da nossa paz, e suas feridas, o preço de pavor para os amigos; */ fogem de mim
da nossa cura. 6Todos nós vagávamos como os que me veem pela rua./ 13Os corações me
ovelhas desgarradas, cada qual seguindo seu esqueceram como um morto,*/ e tornei-me
caminho; e o Senhor fez recair sobre ele o como um vaso espedaçado. R.
pecado de todos nós. 7Foi maltratado, e sub- 3. 15A vós, porém, ó meu Senhor, eu me con-
meteu-se, não abriu a boca; como cordeiro fio,*/ e afirmo que só vós sois o meu Deus!/
levado ao matadouro ou como ovelha dian- 16Eu entrego em vossas mãos o meu destino;
te dos que a tosquiam, ele não abriu a boca. */ libertai-me do inimigo e do opressor! R.
8Foi atormentado pela angústia e foi conde- 4. 17Mostrai serena a vossa face ao vosso
nado. Quem se preocuparia com sua histó- servo,*/ e salvai-me pela vossa compaixão!/
ria de origem? Ele foi eliminado do mundo 25Fortalecei os corações, tende coragem,*/
dos vivos; e por causa do pecado do meu todos vós que ao Senhor vos confiais! R.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 39 17/12/2019 11:16


DIA 10 40

SEGUNDA LEITURA – Hb 4,14-16;5,7-9 tudo o que ia acontecer, saiu ao encontro de-


Ele aprendeu a ser obediente e tornou-se causa de salvação les e disse: (Pres.:) “A quem procurais?” N.
para todos os que lhe obedecem. 5Responderam: (Todos:) “A Jesus, o Nazare-
Leitura da Carta aos Hebreus no”. N. Ele disse: P. “Sou eu”. N. Judas, o
Irmãos: 14Temos um sumo sacerdote emi- traidor, estava junto com eles. 6Quando Jesus
nente, que entrou no céu, Jesus, o Filho de disse: “Sou eu”, eles recuaram e caíram por
Deus. Por isso, permaneçamos firmes na fé terra. 7De novo lhes perguntou: P. “A quem
que professamos. 15Com efeito, temos um procurais?” N. Eles responderam: T. “A Jesus,
sumo sacerdote capaz de se compadecer de o Nazareno”. N. 8Jesus respondeu: P. “Já vos
nossas fraquezas, pois ele mesmo foi provado disse que sou eu. Se é a mim que procurais,
em tudo como nós, com exceção do pecado. então deixai que estes se retirem”. N. 9Assim
16Aproximemo-nos então, com toda a con- se realizava a palavra que Jesus tinha dito:
fiança, do trono da graça, para conseguirmos ‘Não perdi nenhum daqueles que me con-
misericórdia e alcançarmos a graça de um fiaste’. 10Simão Pedro, que trazia uma espada
auxílio no momento oportuno. 5,7Cristo, nos consigo, puxou dela e feriu o servo do sumo
dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e sú- sacerdote, cotando-lhe a orelha direita. O
plicas, com forte clamor e lágrimas, àquele nome do servo era Malco. 11Então Jesus dis-
que era capaz de salvá-lo da morte. E foi se a Pedro: P. “Guarda a tua espada na ba-
atendido, por causa de sua entrega a Deus. inha. Não vou beber o cálice que o Pai me
8Mesmo sendo Filho, aprendeu o que sig- deu?” N. 12Então, os soldados, o comandante
nifica a obediência a Deus, por aquilo que e os guardas dos judeus prenderam Jesus e o
ele sofreu. 9Mas, na consumação de sua vida, amarraram. 13Conduziram-no primeiro a
tornou-se causa de salvação eterna para to- Anás, que era o sogro de Caifás, o Sumo Sa-
dos os que lhe obedecem. Palavra do Senhor. cerdote naquele ano. 14Foi Caifás que deu
T. Graças a Deus. aos judeus o conselho: “É preferível que um
só morra pelo povo”. 15Simão Pedro e um
ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – Fl 2,8-9 outro discípulo seguiam Jesus. Esse discípu-
R. Louvor e honra a vós, Senhor Jesus. lo era conhecido do Sumo Sacerdote e en-
V. Jesus Cristo se tornou obediente, obediente até a trou com Jesus no pátio do Sumo Sacerdote.
morte numa cruz, pelo que o Senhor Deus o exaltou, 16Pedro ficou fora, perto da porta. Então o
e deu-lhe um nome muito acima de outro nome. R. outro discípulo, que era conhecido do Sumo
Sacerdote, saiu, conversou com a encarrega-
EVANGELHO – Jo 18,1-19,42 da da porta e levou Pedro para dentro. 17A
Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo João criada que guardava a porta disse a Pedro: T.
(Narrador:) Naquele tempo, 1Jesus saiu com “Não pertences também tu aos discípulos
os discípulos para o outro lado da torrente desse homem?” N. Ele respondeu: (Leitor:)
do Cedron. Havia aí um jardim, onde ele en- “Não!” N. 18Os empregados e os guardas fi-
trou com os discípulos. 2Também Judas, o zeram uma fogueira e estavam se aquecendo,
traidor, conhecia o lugar, porque Jesus costu- pois fazia frio. Pedro ficou com eles, aque-
mava reunir-se aí com os seus discípulos. cendo-se. 19Entretanto, o Sumo Sacerdote
3Judas levou consigo um destacamento de interrogou Jesus a respeito de seus discípulos
soldados e alguns guardas dos sumos sacer- e de seu ensinamento. 20Jesus lhe respondeu:
dotes e fariseus, e chegou ali com lanternas, P. “Eu falei às claras ao mundo. Ensinei sem-
tochas e armas. 4Então Jesus, consciente de pre na sinagoga e no Templo, onde todos os

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 40 17/12/2019 11:16


41 DIA 10

judeus se reúnem. Nada falei às escondidas. daqui”. N. 37Pilatos disse a Jesus: L. “Então,
21Por que me interrogas? Pergunta aos que tu és rei?” N. Jesus respondeu: P. “Tu o dizes:
ouviram o que falei; eles sabem o que eu dis- eu sou rei. Eu nasci e vim ao mundo para
se”. N. 22Quando Jesus falou isso, um dos isto: para dar testemunho da verdade. Todo
guardas que ali estava deu-lhe uma bofetada, aquele que é da verdade escuta a minha voz”.
dizendo: L. “É assim que respondes ao Sumo N. 38Pilatos disse a Jesus: L. “O que é a ver-
Sacerdote?” N. 23Respondeu-lhe Jesus: P. “Se dade?” N. Ao dizer isso, Pilatos saiu ao en-
respondi mal, mostra em quê; mas, se falei contro dos judeus, e disse-lhes: L. “Eu não
bem, por que me bates?” N. 24Então, Anás encontro nenhuma culpa nele. 39Mas existe
enviou Jesus amarrado para Caifás, o Sumo entre vós um costume, que pela Páscoa eu
Sacerdote. 25Simão Pedro continuava lá, em vos solte um preso. Quereis que vos solte o
pé, aquecendo-se. Disseram-lhe: T. “Não és rei dos Judeus?” N. 40Então, começaram a
tu, também, um dos discípulos dele?” N. Pe- gritar de novo: T. “Este não, mas Barrabás!”
dro negou: L. “Não!” N. 26Então um dos em- N. Barrabás era um bandido. 19,1Então Pila-
pregados do Sumo Sacerdote, parente da- tos mandou flagelar Jesus. 2Os soldados te-
quele a quem Pedro tinha cortado a orelha, ceram uma coroa de espinhos e a colocaram
disse: L. “Será que não te vi no jardim com na cabeça de Jesus. Vestiram-no com um
ele?” N. 27Novamente Pedro negou. E na manto vermelho, 3aproximavam-se dele e di-
mesma hora, o galo cantou. 28De Caifás, le- ziam: T. “Viva o rei dos judeus!” N. E da-
varam Jesus ao palácio do governador. Era vam-lhe bofetadas. 4Pilatos saiu de novo e
de manhã cedo. Eles mesmos não entraram disse aos judeus: L. “Olhai, eu o trago aqui
no palácio, para não ficarem impuros e po- fora, diante de vós, para que saibais que não
derem comer a páscoa. 29Então Pilatos saiu encontro nele crime algum”. N. 5Então Jesus
ao encontro deles e disse: L. “Que acusação veio para fora, trazendo a coroa de espinhos
apresentais contra este homem?” N. 30Eles e o manto vermelho. Pilatos disse-lhes: L.
responderam: T. “Se não fosse malfeitor, não “Eis o homem!” N. 6Quando viram Jesus, os
o teríamos entregue a ti!” N. 31Pilatos disse: sumos sacerdotes e os guardas começaram a
L. “Tomai-o vós mesmos e julgai-o de acor- gritar: T. “Crucifica-o! Crucifica-o!” N.
do com a vossa lei”. N. Os judeus lhe respon- Pilatos respondeu: L. “Levai-o vós mesmos
deram: T. “Nós não podemos condenar nin- para o crucificar, pois eu não encontro nele
guém à morte”. N. 32Assim se realizava o que crime algum”. N. 7Os judeus responderam:
Jesus tinha dito, significando de que morte T. “Nós temos uma Lei, e, segundo essa Lei,
havia de morrer. 33Então Pilatos entrou de ele deve morrer, porque se fez Filho de
novo no palácio, chamou Jesus e perguntou- Deus”. N. 8Ao ouvir essas palavras, Pilatos
-lhe: L. “Tu és o rei dos judeus?” N. 34Jesus ficou com mais medo ainda. 9Entrou outra
respondeu: P. “Estás dizendo isso por ti mes- vez no palácio e perguntou a Jesus: L. “De
mo, ou outros te disseram isso de mim?” N. onde és tu?” N. Jesus ficou calado. 10Então
35Pilatos falou: L. “Por acaso, sou judeu? O Pilatos disse: L. “Não me respondes? Não
teu povo e os sumos sacerdotes te entrega- sabes que tenho autoridade para te soltar e
ram a mim. Que fizeste?” N. 36Jesus respon- autoridade para te crucificar?” N. 11Jesus res-
deu: P. “O meu reino não é deste mundo. Se pondeu: P. “Tu não terias autoridade alguma
o meu reino fosse deste mundo, os meus sobre mim, se ela não te fosse dada do alto.
guardas teriam lutado para que eu não fosse Quem me entregou a ti, portanto, tem culpa
entregue aos judeus. Mas o meu reino não é maior”. N. 12Por causa disso, Pilatos

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 41 17/12/2019 11:16


DIA 10 42

procurava soltar Jesus. Mas os judeus grita- amava, disse à mãe: P. “Mulher, este é o teu
vam: T. “Se soltas este homem, não és amigo filho”. N. 27Depois disse ao discípulo: P. “Esta
de César. Todo aquele que se faz rei, decla- é a tua mãe”. N. Dessa hora em diante, o dis-
ra-se contra César”. N. 13Ouvindo essas pa- cípulo a acolheu consigo. 28Depois disso, Je-
lavras, Pilatos levou Jesus para fora e sentou- sus, sabendo que tudo estava consumado, e
-se no tribunal, no lugar chamado para que a Escritura se cumprisse até o fim,
“Pavimento”, em hebraico “Gábata”. 14Era o disse: P. “Tenho sede”. N. 29Havia ali uma
dia da preparação da Páscoa, por volta do jarra cheia de vinagre. Amarraram numa
meio-dia. Pilatos disse aos judeus: L. “Eis o vara uma esponja embebida de vinagre e le-
vosso rei” N. 15Eles, porém, gritavam: T. varam-na à boca de Jesus. 30Ele tomou o vi-
“Fora! Fora! Crucifica-o!” N. Pilatos disse: nagre e disse: P. “Tudo está consumado”. N.
L. “Hei de crucificar o vosso rei?” N. Os su- E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.
mos sacerdotes responderam: T. “Não temos (Aqui todos se ajoelham e faz-se uma pausa) N.
outro rei senão César”. N. 16Então Pilatos 31Era o dia da preparação para a Páscoa. Os
entregou Jesus para ser crucificado, e eles o judeus queriam evitar que os corpos ficassem
levaram. 17Jesus tomou a cruz sobre si e saiu na cruz durante o sábado, porque aquele sá-
para o lugar chamado “Calvário”, em hebrai- bado era dia de festa solene. Então pediram
co “Gólgota”. 18Ali o crucificaram, com ou- a Pilatos que mandasse quebrar as pernas
tros dois: um de cada lado, e Jesus no meio. aos crucificados e os tirasse da cruz. 32Os sol-
19Pilatos mandou ainda escrever um letreiro dados foram e quebraram as pernas de um e,
e colocá-lo na cruz; nele estava escrito: depois, do outro que foram crucificados com
“Jesus Nazareno, o Rei dos Judeus”. 20Muitos Jesus. 33Ao se aproximarem de Jesus, e vendo
judeus puderam ver o letreiro, porque o lugar que já estava morto, não lhe quebraram as
em que Jesus foi crucificado ficava perto da pernas; 34mas um soldado abriu-lhe o lado
cidade. O letreiro estava escrito em hebraico, com uma lança, e logo saiu sangue e água.
latim e grego. 21Então os sumos sacerdotes 35Aquele que viu, dá testemunho e seu teste-
dos judeus disseram a Pilatos: T. “Não escre- munho é verdadeiro; e ele sabe que fala a
vas ‘O Rei dos Judeus’, mas sim o que ele verdade, para que vós também acrediteis.
disse: ‘Eu sou o Rei dos judeus’”. N. 22Pilatos 36Isso aconteceu para que se cumprisse a Es-
respondeu: L. “O que escrevi, está escrito”. critura, que diz: T. “Não quebrarão nenhum
N. 23Depois que crucificaram Jesus, os solda- dos seus ossos”. 37E outra Escritura ainda
dos repartiram a sua roupa em quatro partes, diz: T. “Olharão para aquele que transpassa-
uma parte para cada soldado. Quanto à túni- ram”. N. 38Depois disso, José de Arimateia,
ca, esta era tecida sem costura, em peça úni- que era discípulo de Jesus – mas às escondi-
ca de alto abaixo. 24Disseram então entre si: das, por medo dos judeus pediu a Pilatos
T. “Não vamos dividir a túnica. Tiremos a para tirar o corpo de Jesus. Pilatos consentiu.
sorte para ver de quem será”. N. Assim se Então José veio tirar o corpo de Jesus. 39Che-
cumpria a Escritura que diz: “Repartiram gou também Nicodemos, o mesmo que an-
entre si as minhas vestes e lançaram sorte tes tinha ido de noite encontrar-se com
sobre a minha túnica”. Assim procederam os Jesus. Levou uns trinta quilos de perfume
soldados. 25Perto da cruz de Jesus, estavam feito de mirra e aloés. 40Então tomaram o
de pé a sua mãe, a irmã da sua mãe, Maria de corpo de Jesus e envolveram-no, com os aro-
Cléofas, e Maria Madalena. 26Jesus, ao ver mas, em faixas de linho, como os judeus cos-
sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele tumam sepultar. 41No lugar onde Jesus foi

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 42 17/12/2019 11:16


43 DIA 10

crucificado, havia um jardim e, no jardim, todo o mundo, permaneça inabalável na fé e procla-


um túmulo novo, onde ainda ninguém tinha me sempre o vosso nome. Por Cristo, nosso Senhor.
sido sepultado. 42Por causa da preparação da T. Amém.
Páscoa, e como o túmulo estava perto, foi ali
que colocaram Jesus. Palavra da Salvação. II. Pelo Papa
T. Glória a vós, Senhor. Oremos pelo nosso santo Padre, o Papa N.. O Se-
MEDITANDO A PALAVRA DE DEUS nhor nosso Deus, que o escolheu para o Episcopado,
Temos na 1ª leitura a profecia do Quarto Canto o conserve são e salvo à frente da sua Igreja, gover-
do Servo do Senhor e no relato da Paixão de Nosso nando o povo de Deus.
Senhor Jesus Cristo, segundo S. João, a realização. Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz:
A Igreja, desde os tempos apostólicos, interpretou CP. Deus eterno e todo-poderoso, que dispusestes
esta profecia à luz da Paixão de Cristo, como fica todas as coisas com sabedoria, dignai-vos escutar
evidente na pregação do Diácono Filipe ao funcio- nossos pedidos: protegei com amor o Pontífice que
nário da rainha da Etiópia (At 8,32-35). Jesus, o escolhestes, para que o povo cristão que governais
Cordeiro de Deus ( Jo 1,29), é aquele que foi leva- por meio dele possa crescer em sua fé. Por Cristo,
do como cordeiro ao matadouro (Is 53,7); que “foi nosso Senhor.
ferido por causa de nossos pecados, esmagado por T. Amém.
causa de nossos crimes” (Is 53,5); “deram-lhe se-
pultura entre os ímpios, um túmulo entre os ricos” III. Por todas as ordens e categorias de fiéis
(v. 9); por seu sofrimento, justificou uma quantida- Oremos pelo nosso Bispo N., por todos os bispos,
de incalculável de pessoas, carregando sobre si suas presbíteros e diáconos da Igreja e por todo o povo fiel.
culpas (v. 11). O pano de fundo, que possibilita a Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz:
interpretação teológica da Paixão de Jesus, é esta CP. Deus eterno e todo-poderoso, que santificais e
profecia de Isaías. governais pelo vosso Espírito todo o corpo da Igreja,
escutai as súplicas que vos dirigimos por todos os
ORAÇÃO UNIVERSAL ministros do vosso povo. Fazei que cada um, pelo
A liturgia da Palavra é encerrada com a oração univer- dom da vossa graça, vos sirva com fidelidade. Por
sal, do seguinte modo: o diácono, de pé junto ao ambão, Cristo, nosso Senhor.
propõe a intenção especial; todos oram um momento em T. Amém.
silêncio; em seguida o sacerdote, de pé junto à cadeira ou
se for oportuno, do altar, de braços abertos, diz a oração. IV. Pelos catecúmenos
Durante todo o tempo das orações, os fiéis podem perma- Oremos pelos (nossos) catecúmenos: que o Senhor
necer de joelhos ou de pé. nosso Deus abra os seus corações e as portas da mi-
sericórdia, para que, tendo recebido nas águas do
I. Pela Santa Igreja Batismo o perdão de todos os seus pecados, sejam
Oremos, irmãos e irmãs caríssimos, pela santa Igreja incorporados no Cristo Jesus.
de Deus: que o Senhor nosso Deus lhe dê a paz e Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz:
a unidade, que ele a proteja por toda a terra e nos CP. Deus eterno e todo-poderoso, que por novos nas-
conceda uma vida calma e tranquila, para sua própria cimentos tornais fecunda a vossa Igreja, aumentai a
glória. fé e o entendimento dos (nossos) catecúmenos, para
Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz: que, renascidos pelo Batismo, sejam contados entre
CP. Deus eterno e todo-poderoso, que em Cristo re- os vossos filhos adotivos. Por Cristo, nosso Senhor.
velastes a vossa glória a todos os povos, velai sobre a T. Amém.
obra do vosso amor. Que a vossa Igreja, espalhada por

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 43 17/12/2019 11:16


DIA 10 44

V. Pela unidade dos cristãos CP. Deus eterno e todo-poderoso, vós criastes todos
Oremos por todos os nossos irmãos e irmãs que os seres humanos e pusestes em seu coração o dese-
creem no Cristo, para que o Senhor nosso Deus se jo de procurar-vos para que, tendo-vos encontrado,
digne reunir e conservar na unidade da sua Igreja só em vós achassem repouso. Concedei que, entre
todos os que vivem segundo a verdade. as dificuldades deste mundo, discernindo os sinais
Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz: da vossa bondade e vendo o testemunho das boas
CP. Deus eterno e todo-poderoso, que reunis o que obras daqueles que creem em vós, tenham a alegria
está disperso e conservais o que está unido, velai so- de proclamar que sois o único Deus verdadeiro e Pai
bre o rebanho do vosso Filho. Que a integridade da de todos os seres humanos. Por Cristo, nosso Senhor.
fé e os laços da caridade unam os que foram consa- T. Amém.
grados por um só Batismo. Por Cristo, nosso Senhor.
T. Amém. IX. Pelos poderes públicos
Oremos por todos os governantes: que o nosso Deus
VI. Pelos judeus e Senhor, segundo sua vontade, lhes dirija o espírito
Oremos pelos judeus, aos quais o Senhor nosso Deus e o coração, para que todos possam gozar de verda-
falou em primeiro lugar, a fim de que cresçam na deira paz e liberdade.
fidelidade de sua aliança e no amor do seu nome. Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz:
Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz: CP. Deus eterno e todo-poderoso, que tendes na mão
CP. Deus eterno e todo-poderoso, que fizestes vos- o coração dos seres humanos e o direito dos povos,
sas promessas a Abraão e seus descendentes, escutai olhai com bondade aqueles que nos governam. Que
as preces da vossa Igreja. Que o povo da primitiva por vossa graça se consolidem por toda a terra a se-
aliança mereça alcançar a plenitude da vossa reden- gurança e a paz, a prosperidade das nações e a liber-
ção. Por Cristo, nosso Senhor. dade religiosa. Por Cristo, nosso Senhor.
T. Amém. T. Amém.

VII. Pelos que não creem no Cristo X. Por todos os que sofrem provações
Oremos pelos que não creem no Cristo, para que, Oremos, irmãos e irmãs, a Deus Pai todo-podero-
iluminados pelo Espírito Santo, possam também in- so, para que livre o mundo de todo erro, expulse as
gressar no caminho da salvação. doenças e afugente a fome, abra as prisões e liberte
Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz: os cativos, vele pela segurança dos viajantes e tran-
CP. Deus eterno e todo-poderoso, dai aos que não seuntes, repatrie os exilados, dê saúde aos doentes e a
creem no Cristo e caminham sob o vosso olhar com salvação aos que agonizam.
sinceridade de coração, chegar ao conhecimento da Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz:
verdade. E fazei que sejamos no mundo testemunhas CP. Deus eterno e todo-poderoso, sois a consolação
mais fiéis da vossa caridade, amando-nos melhor uns dos aflitos e a força dos que labutam. Cheguem até
aos outros e participando com maior solicitude do vós as preces dos que clamam em sua aflição, sejam
mistério da vossa vida. Por Cristo, nosso Senhor. quais forem os seus sofrimentos, para que se alegrem
T. Amém. em suas provações com o socorro da vossa misericór-
dia. Por Cristo, nosso Senhor.
VIII. Pelos que não creem em Deus T. Amém.
Oremos pelos que não reconhecem a Deus, para que,
buscando lealmente o que é reto, possam chegar ao ADORAÇÃO DA CRUZ
Deus verdadeiro. A cruz velada é levada ao altar, acompanhada por dois
Reza-se em silêncio. Depois o sacerdote diz: ministros com velas acesas. O sacerdote, de pé diante do

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 44 17/12/2019 11:16


45 DIA 10

altar, recebe a cruz, descobre-lhe a parte superior e a eleva sempre livres do pecado e protegidos de todos os pe-
um pouco, começando a antífona Eis o lenho da cruz. Todos rigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a
respondem: Vinde, adoremos! E assim sucessivamente com vinda do Cristo Salvador.
as outras partes da cruz. Acompanhado de dois ministros O sacerdote une as mãos. O povo conclui a oração,
com velas acesas, o sacerdote leva a cruz à entrada do pres- aclamando:
bitério ou a outro lugar conveniente, onde a coloca ou en- Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!
trega aos ministros, que a sustentam, depondo os castiçais O sacerdote, de mãos unidas, reza em silêncio.
à direita e à esquerda. Faz-se então a adoração da cruz. Senhor Jesus Cristo: o vosso Corpo e o vosso San-
Para a adoração da cruz aproximam-se, como em procis- gue, que vou receber, não se tornem causa de juízo e
são, o sacerdote, o clero e os fiéis, exprimindo sua reverência condenação; mas, por vossa bondade, sejam sustento
pela genuflexão simples ou outro sinal apropriado, confor- e remédio para minha vida.
me o costume da região. Deve-se apresentar à adoração O sacerdote faz genuflexão, toma a hóstia e, elevando-a
do povo uma só e a mesma cruz. Terminada a adoração, a sobre o cibório, diz em voz alta, voltado para o povo:
cruz é levada para o altar, em seu lugar habitual. Os casti- Felizes os convidados para a ceia do Senhor! Eis o
çais acesos são colocados perto do altar ou da cruz. Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
CP. Eis o lenho da cruz, do qual pendeu a salvação E acrescenta, com o povo, uma só vez:
do mundo. T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi-
T. Vinde, adoremos! nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a).
O sacerdote comunga e dá a comunhão aos fiéis. Durante
CANTO PARA A ADORAÇÃO DA CRUZ a comunhão pode-se entoar um canto apropriado. Ter-
1. Povo meu, que te fiz eu? Dize em que te contristei? minada a comunhão, o cibório é transportado por um
Por que à morte me entregaste? Em que foi que te ministro competente para um lugar preparado fora da
faltei? igreja ou, se não for possível, para o próprio tabernáculo.
R. Deus santo, Deus forte, Deus imortal, tende pie-
dade de nós! DEPOIS DA COMUNHÃO
2. Eu te fiz sair do Egito, com maná te alimentei. CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, que nos re-
Preparei-te bela terra, tu, a cruz para o teu rei. novastes pela santa morte e ressurreição do
3. Bela vinha eu te plantara, tu plantaste a lança em vosso Cristo, conservai em nós a obra de
mim. Águas doces eu te dava, foste amargo até o fim. vossa misericórdia, para que, pela participa-
4. Flagelei por ti o Egito, primogênitos matei. Tu, ção deste mistério, vos consagremos sempre
porém, me flagelaste, entregaste o próprio rei. a nossa vida. Por Cristo, nosso Senhor.
(Preparar cantos apropriados para a adoração da cruz) T. Amém.
À despedida, o sacerdote estende as mãos sobre o povo
COMUNHÃO e diz:
Tendo sido colocado o Santíssimo Sacramento sobre o
altar e descoberto o cibório, o sacerdote aproxima-se e, ORAÇÃO SOBRE O POVO
feita a genuflexão, sobe ao altar. Com voz clara, diz, de CP. Que a vossa bênção, ó Deus, desça copiosa sobre
mãos unidas: Rezemos, com amor e confiança, a oração o vosso povo, que acaba de celebrar a morte do vosso
que o Senhor nos ensinou: Filho, na esperança da sua ressurreição. Venha o vosso
O sacerdote abre os braços, e prossegue com o povo: Pai perdão, seja dado o vosso consolo; cresça a fé verdadei-
nosso... ra e a redenção se confirme. Por Cristo, nosso Senhor.
O sacerdote prossegue sozinho, de braços abertos: T. Amém.
Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a Todos se retiram em silêncio. O altar é oportunamente
vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos desnudado.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 45 17/12/2019 11:16


DIA 11 46

11 DE ABRIL
SÁBADO SANTO
ROXO (NO OFÍCIO)

Quando se celebra o ofício em comunidade, usa-se a es- realizou no lenho da cruz. O grande teólogo suíço
tola roxa. Omitem-se as completas quando se participa Hans Urs Von Balthasar vê neste dia o ponto culmi-
da Vigília Pascal. nante da obra redentora de Cristo. Descido à região
dos mortos, Cristo se coloca no lugar da máxima
REFLEXÃO distância do Pai – a distância entre o céu e o inferno.
Hoje, no Sábado Santo – o grande Sábado, como foi Mas como o eterno Filho, inseparável do Pai, Cris-
chamado pelos Padres da Igreja –, não há nenhuma to transforma este lugar desprovido de Deus, fora
celebração eucarística. Somente as horas do Ofício do alcance de Deus, em um lugar dentro do abraço
Divino são rezadas, e são celebradas a capella, isto que une o Pai e o Filho. Para Von Balthasar, assim a
é, sem qualquer acompanhamento instrumental. A vitória do amor divino se manifesta como completa.
Igreja observa um silêncio reverente neste dia em Por isso, todo joelho, “no céu na terra e debaixo da
que o Senhor “repousou de toda a obra que fizera” terra se dobra e toda língua proclama ‘Jesus Cristo é
(Gn 2,2), toda a obra de amor e entrega que ele o Senhor’, para a glória de Deus Pai” (Fl 2,10-11).

11 DE ABRIL
DOMINGO DA PÁSCOA NA RESSURREIÇÃO DO SENHOR
VIGÍLIA PASCAL NA NOITE SANTA
BRANCO

A liturgia da Vigília Pascal contém nove leituras, a saber: ensina a amar e perdoar como Cristo fez conosco.
sete do Antigo e duas do Novo Testamento. Por razões de Desejosos de bem viver este ensinamento, partici-
ordem pastoral, pode-se diminuir o número de leituras do pemos com fervor desta nossa celebração.
Antigo Testamento, tendo-se em conta que a leitura da Pa-
lavra de Deus é o principal elemento desta Vigília. Leiam- CELEBRAÇÃO DA LUZ
-se pelo menos três leituras do Antigo Testamento ou em
casos especiais, pelo menos duas. A leitura do Êxodo (cap. BÊNÇÃO DO FOGO E PREPARAÇÃO DO CÍRIO
14) nunca pode ser omitida. Toda a Vigília Pascal seja ce- CP. Meus irmãos e minhas irmãs. Nesta noite santa,
lebrada durante a noite, de modo que não comece antes do em que nosso Senhor Jesus Cristo passou da morte
anoitecer e sempre termine antes da aurora de domingo. à vida, a Igreja convida os seus filhos dispersos por
Preparem-se velas para todos os que participam da Vigília. toda a terra a se reunirem em vigília e oração. Se co-
memorarmos a Páscoa do Senhor ouvindo sua pala-
Refrão Orante: vra e celebrando seus mistérios, podemos ter a firme
Sentinela, em que ponto está a noite? Sentinela, em esperança de participar do seu triunfo sobre a morte
que ponto está a noite? A luz surgirá nas trevas e esta e de sua vida em Deus.
noite resplandecerá como o dia! Em seguida, abençoa o fogo.
INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, que pelo vosso Filho
L. (ou CP):
Queridos irmãos e irmãs: Cristo ressus- trouxestes àqueles que creem o clarão da vossa luz,
citou! O mistério pascal é o centro de nossa fé e nos santificai ? este novo fogo. Concedei que a festa da

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 46 17/12/2019 11:16


47 DIA 11

Páscoa acenda em nós tal desejo do céu, que pos- Todos acendem suas velas no fogo do círio pascal e en-
samos chegar purificados à festa da luz eterna. Por tram na igreja. O diácono, ao chegar diante do altar,
Cristo, nosso Senhor. volta-se para o povo e canta pela terceira vez:
T. Amém. Eis a luz de Cristo!
O sacerdote prepara o círio pascal: E todos respondem:
1. Cristo ontem e hoje (faz a incisão da haste vertical); Demos graças a Deus!
2. Princípio e Fim (faz a incisão da haste horizontal); Acendem-se então todas as luzes da igreja.
3. Alfa (faz a incisão da letra Alfa no alto da haste Chegando ao altar, o sacerdote vai para a sua cadeira. O
vertical); diácono coloca o círio pascal no candelabro no centro do
4. e Ômega (faz a incisão da letra Ômega embaixo da presbitério ou junto ao ambão. Depois de colocado o in-
haste vertical). censo se for o caso, o diácono, como para o Evangelho da
5. A ele o tempo (faz a incisão do primeiro algarismo do missa, pede a bênção ao sacerdote, que diz em voz baixa:
ano em curso sobre o ângulo esquerdo superior da cruz); Que o Senhor esteja em teu coração e em teus lábios,
6. e a eternidade (faz a incisão do segundo algarismo do para que possas proclamar dignamente a sua Páscoa:
ano em curso sobre o ângulo direito superior); em nome do Pai e do Filho ? e do Espírito Santo.
7. a glória e o poder (faz a incisão do terceiro algarismo T. Amém.
do ano em curso no ângulo esquerdo inferior).
8. pelos séculos sem fim. Amém. (faz a incisão do quar- PROCLAMAÇÃO DA PÁSCOA (longa)
to algarismo do ano em curso no ângulo direito inferior). Exulte o céu, e os Anjos triunfantes, mensageiros de
Feita a incisão da cruz e dos outros sinais, o sacerdote Deus, desçam cantando; façam soar trombetas ful-
pode aplicar no círio cinco grãos de incenso, formando gurantes, a vitória de um Rei anunciando. Alegre-se
uma cruz e dizendo: também a terra amiga, que em meio a tantas luzes
1. Por suas santas chagas, resplandece; e, vendo dissipar-se a treva antiga, ao sol
2. suas chagas gloriosas do eterno rei brilha e se aquece. Que a mãe Igreja
3. o Cristo Senhor alegre-se igualmente, erguendo as velas deste fogo
4. nos proteja novo, e escute, reboando de repente, o Aleluia canta-
5. e nos guarde. Amém. do pelo povo. (Se não for cantado pelo sacerdote, omi-
O sacerdote acende o círio pascal com fogo novo, dizendo: te-se o trecho entre colchetes:) [E vós, que estais aqui,
A luz do Cristo que ressuscita resplandecente dissipe irmãos queridos, em torno desta chama reluzente, er-
as trevas de nosso coração e nossa mente. guei os corações, e assim unidos invoquemos a Deus
onipotente. Ele, que por seus dons nada reclama, quis
PROCISSÃO que entre os seus levitas me encontrasse: para cantar
O diácono (ou, na falta dele, o sacerdote) toma o círio e o a glória desta chama, de sua luz um raio me traspasse!
ergue por algum tempo, cantando: CP. O Senhor esteja convosco.
Eis a luz de Cristo! T. Ele está no meio de nós.]
E todos respondem: CP. Corações ao alto.
Demos graças a Deus! T. O nosso coração está em Deus.
Todos se dirigem para a igreja, precedidos pelo diáco- CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
no com o círio pascal. Se for usado incenso, o turiferário T. É nosso dever e nossa salvação.
com o turíbulo aceso vai à frente do diácono. À porta da Sim, verdadeiramente é bom e justo cantar ao Pai de
igreja, o diácono para e, erguendo o círio, canta de novo: todo o coração, e celebrar seu Filho Jesus Cristo, tor-
Eis a luz de Cristo! nado para nós um novo Adão. Foi ele quem pagou do
E todos respondem: outro a culpa, quando por nós à morte se entregou:
Demos graças a Deus! para apagar o antigo documento na cruz todo o seu

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 47 17/12/2019 11:16


DIA 11 48

sangue derramou. Pois eis agora a Páscoa, nossa festa, seu Filho como Redentor. Peçamos que o nosso Deus
em que o real Cordeiro se imolou: marcando nossas leve à plenitude a salvação inaugurada na Páscoa.
portas, nossas almas, com seu divino sangue nos sal-
vou. Esta é, Senhor, a noite em que do Egito retirastes LEITURAS DO ANTIGO TESTAMENTO
os filhos de Israel, transpondo o mar Vermelho a pé
enxuto, rumo à terra onde correm leite e mel. Ó noite PRIMEIRA LEITURA (mais breve) – Gn 1,1.26-31a
em que a coluna luminosa as trevas do pecado dissi- Deus viu tudo quanto havia feito e eis que tudo era muito bom.
pou, e aos que creem no Cristo em toda a terra em Leitura do Livro do Gênesis
novo povo eleito congregou! Ó noite em que Jesus No princípio Deus criou o céu e a terra. 26Deus
rompeu o inferno, ao ressurgir da morte vencedor: de disse: “Façamos o homem à nossa imagem e
que nos valeria ter nascido, se não nos resgatasse em segundo a nossa semelhança, para que domine
seu amor? Ó Deus, quão estupenda caridade vemos sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu,
no vosso gesto fulgurar: não hesitais em dar o próprio sobre os animais de toda a terra, e sobre todos
Filho, para a culpa dos servos resgatar. Ó pecado de os répteis que rastejam sobre a terra”. 27E Deus
Adão indispensável, pois o Cristo o dissolve em seu criou o homem à sua imagem, à imagem de
amor; ó culpa tão feliz que há merecido a graça de Deus ele o criou: homem e mulher os criou. 28E
um tão grande Redentor! Só tu, noite feliz, soubeste Deus os abençoou e lhes disse: “Sede fecundos
a hora em que o Cristo da morte ressurgia; e é por e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a!
isso que de ti foi escrito: A noite será luz para o meu Dominai sobre os peixes do mar, sobre os pás-
dia! Pois esta noite lava todo crime, liberta o pecador saros do céu e sobre todos os animais que se
dos seus grilhões; dissipa o ódio e dobra os poderosos, movem sobre a terra”. 29E Deus disse: “Eis que
enche de luz e paz os corações. Ó noite de alegria vos entrego todas as plantas que dão semente
verdadeira, que prostra o Faraó e ergue os hebreus, sobre a terra, e todas as árvores que produzem
que une de novo ao céu a terra inteira, pondo na treva fruto com sua semente, para vos servirem de
humana a luz de Deus. Na graça desta noite o vosso alimento. 30E a todos os animais da terra, e a
povo acende um sacrifício de louvor; acolhei, ó Pai todas as aves do céu, e a tudo o que rasteja
santo, o fogo novo: não perde, ao dividir-se, o seu ful- sobre a terra e que é animado de vida, eu dou
gor. Cera virgem de abelha generosa ao Cristo ressur- todos os vegetais para alimento”. E assim se
gido trouxe a luz: eis de novo a coluna luminosa, que fez. 31aE Deus viu tudo quanto havia feito, e
o vosso povo para o céu conduz. O círio que acendeu eis que tudo era muito bom. Houve uma tarde
as nossas velas possa esta noite toda fulgurar; misture e uma manhã: sexto dia. Palavra do Senhor.
sua luz à das estrelas, cintile quando o dia despontar. T. Graças a Deus.
Que ele possa agradar-vos como o Filho, que triun-
fou da morte e vence o mal: Deus, que a todos acende SALMO RESPONSORIAL – Sl 103(104) R.
no seu brilho, e um dia voltará, sol triunfal. R. Enviai o vosso Espírito, Senhor, e da ter-
T. Amém. ra toda a face renovai.
Terminada a Proclamação da Páscoa, apagam-se as 1. 1Bendize, ó minha alma, ao Senhor! */ Ó
velas e todos se sentam para a Liturgia da Palavra. meu Deus e meu Senhor, como sois grande!/
2aDe majestade e esplendor vos revestis */ e
LITURGIA DA PALAVRA de luz vos envolveis como num manto. R.
CP. Meus irmãos e minhas irmãs, tendo iniciado sole- 2. 5A terra vós firmastes em suas bases, */ fi-
nemente esta vigília, ouçamos no recolhimento desta cará firme pelos séculos sem fim;/ 6os mares
noite a Palavra de Deus. Vejamos como ele salvou a cobriam como um manto, */ e as águas en-
outrora o seu povo e nestes últimos tempos enviou volviam as montanhas. R.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 48 17/12/2019 11:16


49 DIA 11

3. 10Fazeis brotar em meio aos vales as nas- recusaste teu filho único”. 13Abraão, erguendo
centes */ que passam serpeando entre as os olhos, viu um carneiro preso num espi-
montanhas;/ 12às suas margens vêm morar os nheiro pelos chifres; foi buscá-lo e ofereceu-o
passarinhos, */ entre os ramos eles erguem o em holocausto no lugar do seu filho. 15O anjo
seu canto. R. do Senhor chamou Abraão, pela segunda vez,
4. 13De vossa casa as montanhas irrigais, do céu, e 16lhe disse: “Juro por mim mesmo –
*/ com vossos frutos saciais a terra intei- oráculo do Senhor –, uma vez que agiste des-
ra;/ 14fazeis crescer os verdes pastos para se modo e não me recusaste teu filho único,
o gado */ e as plantas que são úteis para o 17eu te abençoarei e tornarei tão numerosa tua
homem. R. descendência como as estrelas do céu e como
5. 24Quão numerosas, ó Senhor, são vossas as areias da praia do mar. Teus descendentes
obras, */ e que sabedoria em todas elas!/ En- conquistarão as cidades dos inimigos. 18Por
cheu-se a terra com as vossas criaturas! */ tua descendência serão abençoadas todas as
35cBendize, ó minha alma, ao Senhor! R. nações da terra, porque me obedeceste”.
Palavra do Senhor.
CP. Oremos. (silêncio) Deus eterno e todo- T. Graças a Deus.
-poderoso, que dispondes de modo admirá-
vel todas as vossas obras, dai aos que foram SALMO RESPONSORIAL – Sl 15(16)
resgatados pelo vosso Filho a graça de com- R. Guardai-me, ó Deus, porque em vós me
preender que o sacrifício do Cristo, nossa refugio!
Páscoa, na plenitude dos tempos, ultrapassa 1. 5Ó Senhor, sois minha herança e minha
em grandeza a criação do mundo realizada taça, */ meu destino está seguro em vossas
no princípio. Por Cristo, nosso Senhor. mãos!/ 8Tenho sempre o Senhor ante meus
T. Amém. olhos, */ pois se o tenho a meu lado não
vacilo. R.
SEGUNDA LEITURA (mais breve) – Gn 22,1-2.9a.l0-13.15-18 2. 9Eis porque meu coração está em festa,
O sacrifício de nosso pai Abraão. †/ minha alma rejubila de alegria, */ e até
Leitura do Livro do Gênesis meu corpo no repouso está tranquilo;/ 10pois
Naqueles dias, 1Deus pôs Abraão à prova. não haveis de me deixar entregue à morte, */
Chamando-o, disse: “Abraão!” E ele respon- nem vosso amigo conhecer a corrupção. R.
deu: “Aqui estou”. 2E Deus disse: “Toma teu 3. 11Vós me ensinais vosso caminho para a
filho único, Isaac, a quem tanto amas, di- vida; †/ junto a vós, felicidade sem limites, */
rige-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em delícia eterna e alegria ao vosso lado! R.
holocausto sobre um monte que eu te indi-
car”. 9aChegados ao lugar indicado por Deus, CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, Pai de todos
Abraão ergueu um altar, colocou a lenha em os fiéis, vós multiplicais por toda a terra os
cima, amarrou o filho e o pôs sobre a lenha filhos da vossa promessa, derramando sobre
em cima do altar. 10Depois, estendeu a mão, eles a graça da filiação e, pelo mistério pas-
empunhando a faca para sacrificar o filho. 11E cal, tornais vosso servo Abraão pai de todos
eis que o anjo do Senhor gritou do céu, dizen- os povos, como lhe tínheis prometido. Con-
do: “Abraão! Abraão!” Ele respondeu: “Aqui cedei, portanto, a todos os povos a graça de
estou!”. 12E o anjo lhe disse: “Não estendas a corresponder ao vosso chamado. Por Cristo,
mão contra teu filho e não lhe faças nenhum nosso Senhor.
mal! Agora sei que temes a Deus, pois não me T. Amém.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 49 17/12/2019 11:16


DIA 11 50

TERCEIRA LEITURA – Ex 14,15-15,1 que as águas se voltem contra os egípcios,


Os filhos de Israel entraram pelo meio do mar a pé enxuto. seus carros e cavaleiros”. 27Moisés estendeu
Leitura do Livro do Êxodo a mão sobre o mar e, ao romper da manhã,
Naqueles dias, 15o Senhor disse a Moisés: o mar voltou ao seu leito normal, enquanto
“Por que clamas a mim por socorro? Dize os egípcios, em fuga, corriam ao encontro
aos filhos de Israel que se ponham em mar- das águas, e o Senhor os mergulhou no meio
cha. 16Quanto a ti, ergue a vara, estende o das ondas. 28As águas voltaram e cobriram
braço sobre o mar e divide-o, para que os carros, cavaleiros e todo o exército do Faraó,
filhos de Israel caminhem em seco pelo que tinha entrado no mar em perseguição
meio do mar. 17De minha parte, endurece- a Israel. Não escapou um só. 29Os filhos de
rei o coração dos egípcios, para que sigam Israel, ao contrário, tinham passado a pé en-
atrás deles, e eu seja glorificado às custas do xuto pelo meio do mar, cujas águas lhes for-
Faraó e de todo o seu exército, dos seus car- mavam uma muralha à direita e à esquerda.
ros e cavaleiros. 18E os egípcios saberão que 30Naquele dia, o Senhor livrou Israel da mão
eu sou o Senhor, quando eu for glorificado às dos egípcios, e Israel viu os egípcios mortos
custas do Faraó, dos seus carros e cavaleiros”. nas praias do mar, 31e a mão poderosa do Se-
19Então, o anjo do Senhor, que caminhava à nhor agir contra eles. O povo temeu o Se-
frente do acampamento dos filhos de Israel, nhor, e teve fé no Senhor e em Moisés, seu
mudou de posição e foi para trás deles; e com servo. 15,1Então, Moisés e os filhos de Israel
ele, ao mesmo tempo, a coluna de nuvem, cantaram ao Senhor este cântico:
que estava na frente, colocou-se atrás, 20inse-
rindo-se entre o acampamento dos egípcios SALMO RESPONSORIAL – Ex 15
e o acampamento dos filhos de Israel. Para R. Cantemos ao Senhor que fez brilhar a sua
aqueles a nuvem era tenebrosa, para estes, glória!
iluminava a noite. Assim, durante a noite 1. 1Ao Senhor quero cantar, pois fez brilhar
inteira, uns não puderam aproximar-se dos a sua glória: */ precipitou no mar Vermelho
outros. 21Moisés estendeu a mão sobre o mar, o cavalo e o cavaleiro!/ 2O Senhor é minha
e durante toda a noite o Senhor fez soprar força, é a razão do meu cantar, */ pois foi ele
sobre o mar um vento leste muito forte; e neste dia para mim libertação! R.
as águas se dividiram. 22Então, os filhos de 2. Ele é meu Deus e o louvarei. Deus de meu
Israel entraram pelo meio do mar a pé en- pai, e o honrarei. * / 3O Senhor é um Deus
xuto, enquanto as águas formavam como guerreiro / o seu nome é “Onipotente”:/ 4Os
que uma muralha à direita e à esquerda. 23Os soldados e os carros do Faraó jogou no mar,
egípcios puseram-se a persegui-las, e todos */ seus melhores capitães afogou no mar
os cavalos do Faraó, carros e cavaleiros os se- Vermelho. R.
guiram mar adentro. 24Ora, de madrugada, o 3. 5Afundaram como pedras e as ondas os co-
Senhor lançou um olhar, desde a coluna de briram. †/ 6Ó Senhor, o vosso braço é duma
fogo e da nuvem, sobre as tropas egípcias e as força insuperável! */ Ó Senhor, o vosso braço
pôs em pânico. 25Bloqueou as rodas dos seus esmigalhou os inimigos! R.
carros, de modo que só a muito custo po- 4. 17Vosso povo levareis e o plantareis em vos-
diam avançar. Disseram, então, os egípcios: so Monte, */ no lugar que preparastes para a
“Fujamos de Israel! Pois o Senhor combate vossa habitação,/ no Santuário construído
a favor deles, contra nós”. 26O Senhor disse pelas vossas próprias mãos. */ 18O Senhor há
a Moisés: “Estende a mão sobre o mar, para de reinar eternamente, pelos séculos! R.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 50 17/12/2019 11:16


51 DIA 11

CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, vemos brilhar SALMO RESPONSORIAL – Sl 29(30)


ainda em nossos dias as vossas antigas mara- R. Eu vos exalto, ó Senhor, porque vós me
vilhas. Como manifestastes outrora o vosso livrastes!
poder, libertando um só povo da perseguição 1. 2Eu vos exalto, ó Senhor, pois me livrastes,
do Faraó, realizais agora a salvação de todas */ e não deixastes rir de mim meus inimigos!/
as nações, fazendo-as renascer nas águas do 4Vós tirastes minha alma dos abismos */ e me
batismo. Concedei a todos os seres humanos salvastes, quando estava já morrendo! R.
tornarem-se filhos de Abraão e membros do 2. 5Cantai salmos ao Senhor, povo fiel, */ dai-
vosso povo eleito. Por Cristo, nosso Senhor. -lhe graças e invocai seu santo nome!/ 6Pois
T. Amém. sua ira dura apenas um momento, */ mas
sua bondade permanece a vida inteira;/ se à
QUARTA LEITURA – Is 54,5-14 tarde vem o pranto visitar-nos, */ de manhã
Com misericórdia eterna, eu o teu Senhor, compadeci-me de ti. vem saudar-nos a alegria. R.
Leitura do Livro do Profeta Isaías 3. 11Escutai-me, Senhor Deus, tende pieda-
5Teu esposo é aquele que te criou, seu nome de! */ Sede, Senhor, o meu abrigo protetor!/
é Senhor dos exércitos; teu redentor, o Santo 4. 2aTransformastes o meu pranto em uma
de Israel, chama-se Deus de toda a terra. 6O festa, */ 13bSenhor meu Deus, eternamente
Senhor te chamou, como a mulher abando- hei de louvar-vos! R.
nada e de alma aflita; como a esposa repu-
diada na mocidade, falou o teu Deus. 7Por CP. Oremos. (silêncio) Deus eterno e
um breve instante eu te abandonei, mas com todo-poderoso, para a glória do vosso nome,
imensa compaixão volto a acolher-te. 8Num multiplicai a posteridade que prometestes
momento de indignação, por um pouco aos nossos pais, aumentado o número dos
ocultei de ti minha face, mas com misericór- vossos filhos adotivos. Possa a Igreja reco-
dia eterna compadeci-me de ti, diz teu salva- nhecer que já se realizou em grande parte a
dor, o Senhor. 9Como fiz nos dias de Noé, a promessa feita a nossos pais, da qual jamais
quem jurei nunca mais inundar a terra, assim duvidaram. Por Cristo, nosso Senhor.
juro que não me irritarei contra ti nem te T. Amém.
farei ameaças. 10Podem os montes recuar e
as colinas abalar-se, mas minha misericórdia QUINTA LEITURA – Is 55,1-11
não se apartará de ti, nada fará mudar a alian- Vinde a mim, ouvi e tereis vida; farei convosco um pacto eterno.
ça de minha paz, diz o teu misericordioso Leitura do Livro do Profeta Isaías
Senhor. 11Pobrezinha, batida por vendavais, Assim diz o Senhor: 1“Ó vós todos que estais
sem nenhum consolo, eis que assentarei tuas com sede, vinde às águas; vós que não tendes
pedras sobre rubis, e tuas bases sobre safi- dinheiro, apressai-vos, vinde e comei, vinde
ras; 12revestirei de jaspe tuas fortificações, e comprar sem dinheiro, tomar vinho e leite,
teus portões, de pedras preciosas, e todos os sem nenhuma paga. 2Por que gastar dinheiro
teus muros, de pedra escolhida. 13Todos os com outra coisa que não o pão; desperdiçar o
teus filhos serão discípulos do Senhor, teus salário, senão com satisfação completa? Ouvi-
filhos possuirão muita paz; 14terás a justiça -me com atenção, e alimentai-vos bem, para
por fundamento. Longe da opressão, nada deleite e revigoramento do vosso corpo. 3Incli-
terás a temer; serás livre do terror, porque ele nai vosso ouvido e vinde a mim, ouvi e tereis
não se aproximará de ti. Palavra do Senhor. vida; farei convosco um pacto eterno, mante-
T. Graças a Deus. rei fielmente as graças concedidas a Davi. 4Eis

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 51 17/12/2019 11:16


DIA 11 52

que fiz dele uma testemunha para os povos, CP. Oremos. (silêncio) Deus eterno e todo-
chefe e mestre para as nações. 5Eis que cha- -poderoso, única esperança do mundo, anun-
marás uma nação que não conhecias, e acorre- ciastes pela voz dos profetas os mistérios que
rão a ti povos que não te conheciam, por causa hoje se realizam. Aumentai o fervor do vosso
do Senhor, teu Deus, e do Santo de Israel, que povo, pois nenhum dos vossos filhos conse-
te glorificou. 6Buscai o Senhor, enquanto pode guirá progredir na virtude sem o auxílio da
ser achado; invocai-o, enquanto ele está perto. vossa graça. Por Cristo, nosso Senhor.
7Abandone o ímpio seu caminho, e o homem T. Amém.
injusto, suas maquinações; volte para o Se-
nhor, que terá piedade dele, volte para o nosso SEXTA LEITURA – Br 3,9-15,32-4,4
Deus, que é generoso no perdão. 8Meus pen- Marcha para o esplendor do Senhor.
samentos não são como os vossos pensamen- Leitura do Livro do Profeta Baruc
tos, e vossos caminhos não são como os meus 9Ouve, Israel, os preceitos da vida; presta
caminhos, diz o Senhor. 9Estão meus cami- atenção, para aprenderes a sabedoria. 10Que
nhos tão acima dos vossos caminhos e meus se passa, Israel? Como é que te encontras em
pensamentos acima dos vossos pensamentos, terra inimiga? 11Envelheceste num país es-
quanto está o céu acima da terra. 10Como a trangeiro, e te contaminaste com os mortos,
chuva e a neve descem do céu e para lá não foste contado entre os que descem à mansão
voltam mais, mas vêm irrigar e fecundar a ter- dos mortos. 12Abandonaste a fonte da sabe-
ra, e fazê-la germinar e dar semente, para o doria! 13Se tivesses continuado no caminho de
plantio e para a alimentação, 11assim a palavra Deus, viverias em paz para sempre. 14Aprende
que sair de minha boca: não voltará para mim onde está a sabedoria, onde está a fortaleza e
vazia; antes, realizará tudo que for de minha onde está a inteligência, e aprenderás também
vontade e produzirá os efeitos que pretendi, ao onde está a longevidade e a vida, 15Quem des-
enviá-la”. Palavra do Senhor. cobriu onde está a sabedoria? Quem penetrou
T. Graças a Deus. em seus tesouros? 32Aquele que tudo sabe, co-
nhece-a, descobriu-a com sua inteligência;
SALMO RESPONSORIAL – Is 12 aquele que criou a terra para sempre e a en-
R. Com alegria bebereis do manancial da cheu de animais e quadrúpedes; 33aquele que
Salvação. manda a luz, e ela vai, chama-a de volta, e ela
1. 2Eis o Deus, meu Salvador, eu confio e obedece tremendo. 34As estrelas cintilam em
nada temo; †/ o Senhor é minha força, meu seus postos de guarda e alegram-se; 35ele cha-
louvor e salvação. */ 3Com alegria bebereis mou-as, e elas respondem: “Aqui estamos”; e
do manancial da salvação. R. alumiam com alegria o que as fez. 36Este é o
2. 4bE direis naquele dia: “Dai louvores ao Se- nosso Deus, e nenhum outro pode comparar-
nhor, †/ cinvocai seu santo nome, anunciai -se com ele. 37Ele revelou todo o caminho da
suas maravilhas, */ dentre os povos proclamai sabedoria a Jacó, seu servo, e a Israel, seu bem-
que seu nome é o mais sublime. R. -amado. 38Depois, ela foi vista sobre a terra e
3. 5Louvai cantando ao nosso Deus, que fez habitou entre os homens. 4,1A sabedoria é o
prodígios e portentos, */ publicai em toda a livro dos mandamentos de Deus, é a lei que
terra suas grandes maravilhas!/ 6Exultai can- permanece para sempre. Todos os que a se-
tando alegres, habitantes de Sião, */ porque guem, têm a vida, e os que a abandonam, têm
é grande em vosso meio o Deus Santo de a morte. 2Volta-te, Jacó, e abraça-a; marcha
Israel!” R. para o esplendor, à sua luz. 3Não dês a outro

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 52 17/12/2019 11:16


53 DIA 11

a tua glória nem cedas a uma nação estranha do seu país!’ 21Então eu tive pena do meu santo
teus privilégios. 4Ó Israel, felizes somos nós, nome que a casa de Israel estava profanando
porque nos é dado conhecer o que agrada a entre as nações para onde foi. 22Por isso, dize
Deus. Palavra do Senhor. à casa de Israel: ‘Assim fala o Senhor Deus:
T. Graças a Deus. Não é por causa de vós que eu vou agir, casa
de Israel, mas por causa do meu santo nome,
SALMO RESPONSORIAL – Sl 18(19) que profanastes entre as nações para onde fos-
R. Senhor, tens palavras de vida eterna. tes. 23Vou mostrar a santidade do meu grande
1. 8A lei do Senhor Deus é perfeita, */ con- nome, que profanastes no meio das nações. As
forto para a alma!/ O testemunho do Senhor nações saberão que eu sou o Senhor, – oráculo
é fiel, */ sabedoria dos humildes. R. do Senhor Deus – quando eu manifestar mi-
2. 9Os preceitos do Senhor são precisos, */ ale- nha santidade à vista delas por meio de vós.
gria ao coração./ O mandamento do Senhor é 24Eu vos tirarei do meio das nações, vos reu-
brilhante, */ para os olhos é uma luz. R. nirei de todos os países, e vos conduzirei para
3. 10É puro o temor do Senhor, */ imutável a vossa terra. 25Derramarei sobre vós uma água
para sempre./ Os julgamentos do Senhor pura, e sereis purificados. 26Eu vos purificarei
são corretos */ e justos igualmente. R. de todas as impurezas e de todos os ídolos. Eu
4. 11Mais desejáveis do que o ouro são eles, */ do vos darei um coração novo e porei um espírito
que o ouro refinado./ Suas palavras são mais do- novo dentro de vós. Arrancarei do vosso corpo
ces que o mel, */ que o mel que sai dos favos. R. o coração de pedra e vos darei um coração de
carne; 27porei o meu espírito dentro de vós e fa-
CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, que fazeis rei com que sigais a minha lei e cuideis de ob-
vossa Igreja crescer sempre mais chamando servar os meus mandamentos. 28Habitareis no
todos os povos ao Evangelho, guardai sob a país que dei a vossos pais. Sereis o meu povo e
vossa contínua proteção os que purificais na eu serei o vosso Deus’”. Palavra do Senhor.
água do batismo. Por Cristo, nosso Senhor. T. Graças a Deus.
T. Amém.
SALMO RESPONSORIAL – Sl 41 (42)
SÉTIMA LEITURA – Ez 36,16-17a.18-28 R. A minh’alma tem sede de Deus.
Derramarei sobre vós uma água pura e dar-vos-ei um coração novo. 1. 3A minh’alma tem sede de Deus, */ e de-
Leitura da Profecia de Ezequiel seja o Deus vivo./ Quando terei a alegria de
16A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes ver */ a face de Deus? R.
termos: 17a“Filho do homem, os da casa de 2. 5Peregrino e feliz caminhando */ para a
Israel estavam morando em sua terra. Man- casa de Deus,/ entre gritos, louvor e alegria
charam-na com sua conduta e suas más ações. */ da multidão jubilosa. R.
18Então derramei sobre eles a minha ira, por 3. 42.3Enviai vossa luz, vossa verdade: */ elas
causa do sangue que derramaram no país e dos serão o meu guia;/ que me levem ao vosso
ídolos com os quais o mancharam. 19Eu dis- Monte santo, */ até a vossa morada! R.
persei-os entre as nações, e eles foram espalha- 4. 4Então irei aos altares do Senhor, */ Deus
dos pelos países. Julguei-os de acordo com sua da minha alegria./ Vosso louvor cantarei, ao
conduta e suas más ações. 20Quando eles che- som da harpa, */ meu Senhor e meu Deus! R.
garam às nações para onde foram, profanaram
o meu santo nome; pois deles se comentava: CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, força imutável e
‘Esse é o povo do Senhor; mas tiveram de sair luz inextinguível, olhai com bondade o mistério

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 53 17/12/2019 11:16


DIA 11 54

de toda a vossa Igreja e conduzi pelos caminhos fomos batizados? 4Pelo batismo na sua mor-
da paz a obra da salvação que concebestes des- te, fomos sepultados com ele, para que, como
de toda a eternidade. Que o mundo todo veja Cristo ressuscitou dos mortos pela glória do
e reconheça que se levanta o que estava caído, Pai, assim também nós levemos uma vida
que o velho se torna novo e tudo volta à inte- nova. 5Pois, se fomos de certo modo identifi-
gridade primitiva por aquele que é princípio de cados a Jesus Cristo por uma morte semelhan-
todas as coisas. Por Cristo, nosso Senhor. te à sua, seremos semelhantes a ele também
T. Amém. pela ressurreição. 6Sabemos que o nosso velho
Após a oração e o responsório da última leitura do Antigo homem foi crucificado com Cristo, para que
Testamento, acendem-se as velas do altar e o sacerdote entoa seja destruído o corpo de pecado, de maneira
o hino Glória a Deus nas alturas, que todos cantam, enquan- a não mais servirmos ao pecado. 7Com efeito,
to se tocam os sinos, segundo o costume do lugar. Terminado o aquele que morreu está livre do pecado. 8Se,
hino, o sacerdote diz a oração do dia como de costume. pois, morremos com Cristo, cremos que tam-
bém viveremos com ele. 9Sabemos que Cristo
HINO DE LOUVOR ressuscitado dos mortos não morre mais; a
(cantado) Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos morte já não tem poder sobre ele. 10Pois aque-
homens por Ele amados. Senhor Deus, rei dos céus, le que morreu, morreu para o pecado uma vez
Deus Pai todo-poderoso: nós vos louvamos, nós vos por todas; mas aquele que vive, é para Deus
bendizemos, nós vos adoramos, nós vos glorificamos, que vive. 11Assim, vós também considerai-vos
nós vos damos graças por vossa imensa glória. Senhor mortos para o pecado e vivos para Deus, em
Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor Deus, Cordeiro Jesus Cristo. Palavra do Senhor.
de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que tirais o pecado do T. Graças a Deus.
mundo, tende piedade de nós. Vós que tirais o pecado
do mundo, acolhei a nossa súplica. Vós que estais à di- SALMO RESPONSORIAL – Sl 117(118)
reita do Pai, tende piedade de nós. Só vós sois o Santo, R. Aleluia, aleluia, aleluia!
só vós, o Senhor, só vós, o Altíssimo, Jesus Cristo, com 1. 1Dai graças ao Senhor, porque ele é bom!
o Espírito Santo, na glória de Deus Pai. Amém. */ Eterna é a sua misericórdia!/ 2A casa de
Israel agora o diga: */ “Eterna é a sua mise-
ORAÇÃO DO DIA ricórdia!” R.
CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, que iluminais 2. 16abA mão direita do Senhor fez maravi-
esta noite santa com a glória da ressurreição do lhas, †/ a mão direita do Senhor me levantou,
Senhor, despertai na vossa Igreja o espírito filial */ a mão direita do Senhor fez maravilhas!/
para que, inteiramente renovados, vos sirvamos 17Não morrerei, mas ao contrário, viverei */
de todo o coração. Por nosso Senhor Jesus Cris- para cantar as grandes obras do Senhor! R.
to, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. 3. 22A pedra que os pedreiros rejeitaram, */
T. Amém. tornou-se agora a pedra angular./ 23Pelo Se-
nhor é que foi feito tudo isso: */ Que mara-
LEITURAS DO NOVO TESTAMENTO vilhas ele fez a nossos olhos! R.
(Ao cantar o último refrão, todos se colocam de pé)
CARTA – Rm 6,3-11
Cristo ressuscitado dos mortos não morre mais. EVANGELHO – Mt 28,1-10
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos Ele ressuscitou e vai à vossa frente para a Galileia.
Irmãos: 3Será que ignorais que todos nós, ba- CP. O Senhor esteja convosco.
tizados em Jesus Cristo, é na sua morte que T. Ele está no meio de nós.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 54 17/12/2019 11:16


55 DIA 11

CP. Proclamação ? do Evangelho de Jesus por que permitiu que isto ou aquilo acontecesse. A
Cristo segundo Mateus. solene celebração da Ressurreição de Cristo afirma
T. Glória a vós, Senhor. enfaticamente que Deus supera – em muito – nossa
1Depois do sábado, ao amanhecer do primei- capacidade de compreender o sentido da vida. Ao
ro dia da semana, Maria Madalena e a outra ressurgir dos mortos ele acende a chama da vida –
Maria foram ver o sepulcro. 2De repente, representada pelo círio pascal – onde antes impera-
houve um grande tremor de terra: o anjo do vam as trevas. Até as testemunhas oculares das apa-
Senhor desceu do céu e, aproximando-se, re- rições do Ressuscitado têm dificuldade em entender
tirou a pedra e sentou-se nela. 3Sua aparência como a graça de Deus é capaz de romper o que para
era como um relâmpago, e suas vestes eram nós parece impossível: dar vida a um morto! A Pás-
brancas como a neve. 4Os guardas ficaram coa é a vitória do amor, do bem e do perdão sobre
com tanto medo do anjo, que tremeram, e o ódio, o mal e o ressentimento. Se Cristo ressus-
ficaram como mortos. 5Então o anjo disse às citou, devemos amar, buscar a santidade e perdoar,
mulheres: “Não tenhais medo! Sei que pro- em imitação de Nosso Senhor. A melhor celebra-
curais Jesus, que foi crucificado. 6Ele não está ção – de fato, a única aceitável – da Páscoa é a sua
aqui! Ressuscitou, como havia dito! Vinde interiorização pessoal e manifestação visível através
ver o lugar em que ele estava. 7Ide depres- de nossos atos. Que Cristo faça de cada um de nós
sa contar aos discípulos que ele ressuscitou uma testemunha viva de sua Ressurreição.
dos mortos, e que vai à vossa frente para a
Galileia. Lá vós o vereis. É o que tenho a di- LITURGIA BATISMAL
zer-vos”. 8As mulheres partiram depressa do A Vigília pascal é vivida em plenitude quando a co-
sepulcro. Estavam com medo, mas correram munidade pode apresentar adultos ou crianças para o
com grande alegria, para dar a notícia aos renascimento batismal. Quando isso não for possível,
discípulos. 9De repente, Jesus foi ao encon- a comunidade tem consciência de que a sua renovação
tro delas, e disse: “Alegrai-vos!” As mulheres pascal exige um empenho maior nas próprias promessas
aproximaram-se, e prostraram-se diante de batismais. O sacerdote exorta o povo com estas palavras
Jesus, abraçando seus pés. 10Então Jesus disse ou outras semelhantes:
a elas: “Não tenhais medo. Ide anunciar aos Se houver Batismo:
meus irmãos que se dirijam para a Galileia. Caros fiéis, apoiemos com as nossas preces a alegre
Lá eles me verão”. Palavra da Salvação. esperança dos nossos irmãos e irmãs (N.N.), para
T. Glória a vós, Senhor. que Deus todo-poderoso acompanhe com sua mi-
MEDITANDO A PALAVRA DE DEUS sericórdia os que se aproximam da fonte do novo
A Igreja celebra hoje o mistério central de nossa fé: nascimento.
a Ressurreição de Jesus. Sem isto, não existe salva- Se não houver Batismo, mas só a bênção da água
ção dos pecados, não existem sacramentos, não exis- batismal:
te Igreja. A belíssima liturgia de hoje nos apresenta Meus irmãos e minhas irmãs, invoquemos sobre es-
toda a história da salvação – com todos os seus altos tas águas a graça de Deus Pai onipotente, para que
e baixos: criação, pecado original, alianças feitas por em Cristo sejam reunidos aos filhos adotivos aqueles
Deus e rompidas pelo homem, travessia do Mar que renascerem pelo Batismo.
Vermelho etc. – como tendo um sentido aos olhos Se não houver Batismo nem bênção de água batismal,
de Deus. Nada foi desprezado. Quando olhamos omite-se a ladainha e procede-se logo à bênção da água.
para a nossa própria vida, muitas vezes ficamos sem Podem-se acrescentar alguns nomes à lista dos san-
entender como Deus pôde estar ausente em dado tos, sobretudo os padroeiros da igreja, do lugar e dos
momento ou como ele pôde tolerar tal situação ou catecúmenos.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 55 17/12/2019 11:16


DIA 11 56

LADAINHA DE TODOS OS SANTOS para vós nas águas do Batismo. E assim possamos ser
Senhor, tende piedade de nós./ Senhor, tende pie- em nossa fraqueza instrumentos do vosso poder. Por
dade de nós./ Cristo, tende piedade de nós./ Cris- Cristo, nosso Senhor.
to, tende piedade de nós./ Senhor, tende piedade de T. Amém.
nós./ Senhor, tende piedade de nós.
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós. São BÊNÇÃO DA ÁGUA BATISMAL
Miguel, rogai por nós. Santos Anjos de Deus, rogai O sacerdote, de mãos unidas, diz a seguinte oração:
por nós. São João Batista, rogai por nós. São José, rogai Ó Deus, pelos sinais visíveis dos sacramentos rea-
por nós. São Pedro e São Paulo, rogai por nós. Santo lizais maravilhas invisíveis. Ao longo da história da
André, rogai por nós. São João, rogai por nós. Santa salvação, vós vos servistes da água para fazer-nos co-
Maria Madalena, rogai por nós. Santo Estêvão, rogai nhecer a graça do Batismo. Já na origem do mundo,
por nós. Santo Inácio de Antioquia, rogai por nós. vosso espírito pairava sobre as águas para que elas
São Lourenço, rogai por nós. Santas Perpétua e Feli- concebessem a força de santificar. Nas próprias águas
cidade, rogai por nós. Santa Inês, rogai por nós. São do dilúvio prefigurastes o nascimento da nova hu-
Gregório, rogai por nós. Santo Agostinho, rogai por manidade, de modo que a mesma água sepultasse
nós. Santo Atanásio, rogai por nós. São Basílio, ro- os vícios e fizesse nascer a santidade. Concedestes
gai por nós. São Martinho, rogai por nós. São Bento, aos filhos de Abraão atravessar o mar Vermelho a pé
rogai por nós. São Francisco e São Domingos, ro- enxuto, para que, livres da escravidão, prefigurassem
gai por nós. São Francisco Xavier, rogai por nós. São o povo nascido na água do Batismo. Vosso Filho, ao
João Maria Vianney, rogai por nós. Santa Catarina ser batizado nas águas do Jordão, foi ungido pelo
de Sena, rogai por nós. Santa Teresa de Jesus, rogai Espírito Santo. Pendente da cruz, do seu coração
por nós. Todos os Santos e Santas de Deus, rogai por aberto pela lança fez correr sangue e água. Após sua
nós. Sede-nos propício, ouvi-nos, Senhor. Para que ressurreição, ordenou aos apóstolos: “Ide, fazei meus
nos livreis de todo mal, ouvi-nos, Senhor. Para que discípulos todos os povos, e batizai-os em nome do
nos livreis de todo pecado, ouvi-nos, Senhor. Pai e do Filho e do Espírito Santo”. Olhai agora, ó
Para que nos livreis da morte eterna, ouvi-nos, Se- Pai, a vossa Igreja, e fazei brotar para ela a água do
nhor. Pela vossa encarnação, ouvi-nos, Senhor. Pela Batismo. Que o Espírito Santo dê, por esta água, a
vossa morte e ressurreição, ouvi-nos, Senhor. Pela graça do Cristo, a fim de que o ser humano, criado à
efusão do Espírito Santo, ouvi-nos, Senhor. Apesar vossa imagem, seja lavado da antiga culpa pelo Ba-
de nossos pecados, ouvi-nos, Senhor. tismo e renasça pela água e pelo Espírito Santo para
Se houver Batismo: uma vida nova.
Para que vos digneis dar a nova vida aos que chamas- O sacerdote, se for oportuno, mergulha o círio pascal na
tes ao Batismo, ouvi-nos, Senhor. água uma ou três vezes, dizendo:
Se não houver Batismo: Nós vos pedimos, ó Pai, que por vosso Filho desça
Para que santifiqueis com a vossa graça esta água, sobre toda esta água a força do Espírito Santo.
onde renascerão os vossos filhos, ouvi-nos, Senhor. E, mantendo o círio na água, continua:
Jesus, Filho do Deus vivo, ouvi-nos, Senhor. Cris- E todos os que, pelo Batismo, forem sepultados na
to, ouvi-nos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos. morte com Cristo, ressuscitem com ele para a vida.
Cristo, atendei-nos. Por Cristo, nosso Senhor.
Se houver Batismo, o sacerdote, de mãos unidas, diz a T. Amém.
seguinte oração: O sacerdote retira o círio da água, enquanto o povo
CP. Ó Deus de bondade, manifestai o vosso poder aclama:
nos sacramentos que revelam vosso amor. Enviai o Fontes do Senhor, bendizei o Senhor! Louvai-o e
espírito de adoção para criar um novo povo, nascido exaltai-o para sempre!

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 56 17/12/2019 11:16


57 DIA 11

RENOVAÇÃO DAS PROMESSAS DO BATISMO R. Amém, amém, amém, aleluia! (bis)


Com as velas acesas, renovam as promessas do Batismo. 2. E quantos foram por ela banhados cantaram o
CP. Meus irmãos e minhas irmãs, pelo mistério pas- canto dos que foram salvos:
cal fomos no Batismo sepultados com Cristo para 3. Louvai, louvai e cantai ao Senhor, porque ele é
vivermos com ele uma vida nova. Por isso, termina- bom e sem fim, seu amor:
dos os exercícios da Quaresma, renovemos as pro- 4. Ao Pai a glória e ao Ressuscitado e seja o Divino
messas do nosso Batismo, pelas quais já renunciamos pra sempre louvado!
a Satanás e suas obras, e prometemos servir a Deus
na Santa Igreja Católica. Portanto: PRECES DA COMUNIDADE
CP. Para viver na liberdade dos filhos de Deus, re- CP. Celebrando esta Santa Vigília da Ressurreição do
nunciais ao pecado? Senhor, apresentemos a Deus as nossas preces.
T. Renuncio. (Resposta cantada ou rezada)
CP. Para viver como irmãos e irmãs, renunciais a tudo R. Senhor, ouvi vosso povo.
o que vos possa desunir, para que o pecado não do- 1. Renovai a vossa Igreja com a Páscoa de vosso Fi-
mine sobre vós? lho, que ela sempre se comprometa com o batismo
T. Renuncio. que recebeu, nós pedimos.
CP. Para seguir Jesus Cristo, renunciais ao demônio, 2. Dai perseverança e força aos novos cristãos que nasce-
autor e princípio do pecado? ram das águas do batismo nesta noite, nós vos pedimos.
T. Renuncio. 3. Que a força de Jesus ressuscitado nos faça expe-
Em seguida, o sacerdote prossegue: rimentar a profunda alegria que brota de uma vida
CP. Credes em Deus, Pai todo-poderoso, criador do nova que rompe com todas as formas de morte, nós
céu e da terra? vos pedimos.
T. Creio. (Outras intenções preparadas pela equipe)
CP. Credes em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso CP. Recebei, ó Deus, as preces que colocamos diante
Senhor, que nasceu da Virgem Maria, padeceu e foi de vosso coração. Por Cristo, nosso Senhor.
sepultado, ressuscitou dos mortos e subiu ao céu? T. Amém.
T. Creio.
CP. Credes no Espírito Santo, na Santa Igreja Cató- LITURGIA EUCARÍSTICA
lica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pe-
cados, na ressurreição dos mortos e na vida eterna? PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS
T. Creio. 1. Bendito sejas, ó rei da glória, ressuscitado Senhor
O sacerdote conclui: da Igreja! Aqui trazemos as nossas ofertas!
O Deus todo-poderoso, Pai de nosso Senhor Jesus R. Vê com bons olhos nossas humildes ofertas, tudo
Cristo, que nos fez renascer pela água e pelo Espí- que temos, seja pra ti, ó Senhor!
rito Santo e nos concedeu o perdão de todo peca- 2. Vidas se encontram no altar de Deus, gente se doa,
do, guarde-nos em sua graça para a vida eterna, no dom que se imola. Aqui trazemos as nossas ofertas!
Cristo Jesus, nosso Senhor. 3. Maior motivo de oferenda, pois, o Senhor ressus-
T. Amém. citou, para que todos tivessem vida.
O sacerdote asperge o povo com a água benta, enquanto 4. Irmãos da terra, irmãos do céu, juntos cantemos
todos cantam: glória ao Senhor. Aqui trazemos as nossas ofertas!

CANTO PARA ASPERSÃO CONVITE À ORAÇÃO


1. Eu vi, eu vi, vi foi água a manar, do lado direito do CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício
templo a jorrar: seja aceito por Deus Pai todo-poderoso.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 57 17/12/2019 11:16


DIA 11 58

T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, toda a terra. Nós as oferecemos também pelo
para glória do seu nome, para nosso bem e de toda vosso servo o Papa Francisco, por nosso bis-
a santa Igreja. po N., e por todos os que guardam a fé que
receberam dos apóstolos.
ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS T. Conservai a vossa Igreja sempre unida!
CP. Acolhei, ó Deus, com estas oferendas as 1C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos
preces do vosso povo, para que a nova vida, e filhas N. N. e de todos os que circundam
que brota do mistério pascal, seja por vossa este altar, dos quais conheceis a fidelidade
graça penhor da eternidade. Por Cristo, nos- e a dedicação em vos servir. Eles vos ofere-
so Senhor. cem conosco este sacrifício de louvor por si
T. Amém. e por todos os seus, e elevam a vós as suas
preces para alcançar o perdão de suas faltas,
ORAÇÃO EUCARÍSTICA I (MR, p. 469) a segurança em suas vidas e a salvação que
Prefácio da Páscoa, I (MR, p. 421) esperam.
CP. O Senhor esteja convosco. T. Lembrai-vos, ó Pai, de vossos filhos!
T. Ele está no meio de nós. 2C. Em comunhão com toda a Igreja, cele-
CP. Corações ao alto. bramos a noite santa da ressurreição de nos-
T. O nosso coração está em Deus. so Senhor Jesus Cristo. Veneramos também
CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. a Virgem Maria e seu esposo São José, os
T. É nosso dever e nossa salvação. santos Apóstolos e Mártires: Pedro e Paulo,
Na verdade, é justo e necessário, é nosso de- André (Tiago e João, Tomé, Tiago e Filipe,
ver e salvação dar-vos graças, sempre e em Bartolomeu e Mateus, Simão e Tadeu, Lino,
todo o lugar, mas sobretudo nesta noite em Cleto, Clemente, Sisto, Cornélio e Cipriano,
que Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Ele é Lourenço e Crisógono, João e Paulo, Cos-
o verdadeiro Cordeiro, que tira o pecado do me e Damião), e todos os vossos Santos. Por
mundo. Morrendo, destruiu a morte, e, res- seus méritos e preces concedei-nos sem ces-
surgindo, deu-nos a vida. Transbordando de sar a vossa proteção.
alegria pascal, nós nos unimos aos anjos e a T. Em comunhão com toda a Igreja aqui
todos os santos, para celebrar a vossa glória, estamos!
cantando (dizendo) a uma só voz: CP. Recebei, ó Pai, com bondade, a oferenda
T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do dos vossos servos e de toda a vossa família.
universo! O céu e a terra proclamam a vos- Nós a oferecemos também por aqueles que
sa glória. Hosana nas alturas! Bendito o fizestes renascer pela água e pelo Espírito
que vem em nome do Senhor! Hosana nas Santo, dando-lhe o perdão de todos os peca-
alturas! dos. Dai-nos sempre a vossa paz, livrai-nos
CP. Pai de misericórdia, a quem sobem da condenação e acolhei-nos entre os vossos
nossos louvores, nós vos pedimos por eleitos. Dignai-vos, ó Pai, aceitar e santificar
Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que estas oferendas, a fim de que se tornem para
abençoeis ? estas oferendas apresentadas ao nós o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, vos-
vosso altar. so Filho e Senhor nosso.
T. Abençoai nossa oferenda, ó Senhor! T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor!
CP. Nós as oferecemos pela vossa Igreja san- CP. Na noite em que ia ser entregue, ele to-
ta e católica: concedei-lhe paz e proteção, mou o pão em suas mãos, elevou os olhos a
unindo-a num só corpo e governando- a por vós, ó Pai, deu graças e o partiu e deu a seus

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 58 17/12/2019 11:16


59 DIA 11

discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, João Batista e Estêvão, Matias e Barnabé,


E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, (Inácio, Alexandre, Marcelino e Pedro;
QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS. Do Felicidade e Perpétua, Águeda e Luzia, Inês,
mesmo modo, ao fim da ceia, ele tomou o Cecília, Anastácia) e todos os vossos santos.
cálice em suas mãos, deu graças novamente Por Cristo, Senhor nosso.
e o deu a seus discípulos, dizendo: TOMAI, T. Concedei-nos o convívio dos eleitos!
TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE Por ele não cessais de criar e santificar estes
DO MEU SANGUE, O SANGUE DA bens e distribuí-los entre nós.
NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE CP. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós,
SERÁ DERRAMADO POR VÓS E Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Es-
POR TODOS PARA REMISSÃO DOS pírito Santo, toda a honra e toda a glória,
PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓ- agora e para sempre.
RIA DE MIM. T. Amém.
CP. Eis o mistério da fé!
T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e RITO DA COMUNHÃO
proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, CP. Antes de participar do banquete da Eucaristia,
Senhor Jesus! sinal de reconciliação e vínculo de união fraterna, re-
CP. Celebrando, pois, a memória da paixão zemos, juntos, como o Senhor nos ensinou:
do vosso Filho, da sua ressurreição dentre T. Pai nosso...
os mortos e gloriosa ascensão aos céus, nós, CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos
vossos servos, e também vosso povo santo, hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia,
vos oferecemos, ó Pai, dentre os bens que sejamos sempre livres do pecado e protegidos de
nos destes, o sacrifício perfeito e santo, pão todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança,
da vida eterna e cálice da salvação. aguardamos a vinda do Cristo Salvador.
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre.
CP. Recebei, ó Pai, esta oferenda, como re- CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Após-
cebestes a oferta de Abel, o sacrifício de tolos: “Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”.
Abraão e os dons de Melquisedeque. Nós Não olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a
vos suplicamos que ela seja levada à vossa vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e
presença, para que, ao participarmos deste a unidade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito
altar, recebendo o Corpo e o Sangue de vos- Santo.
so Filho, sejamos repletos de todas as graças T. Amém.
e bênçãos do céu. CP. A paz do Senhor esteja sempre convosco.
T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! T. O amor de Cristo nos uniu.
3C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.
filhas N. N. que partiram desta vida, marca- (Todos se cumprimentam, sem canto)
dos com o sinal da fé. A eles, e a todos os que T. (cantado) Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
adormeceram no Cristo, concedei a felicida- do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus,
de, a luz e a paz. que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós.
T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos! Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo,
4C. E a todos nós, pecadores, que confia- dai-nos a paz.
mos na vossa imensa misericórdia, concedei, CP. Eu sou o Pão vivo, que desceu do céu: se alguém
não por nossos méritos, mas por vossa bon- como deste Pão, viverá eternamente. Eis o Cordeiro
dade, o convívio dos Apóstolos e Mártires: de Deus, que tira o pecado do mundo.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 59 17/12/2019 11:16


DIA 12 60

T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi- permaneçamos unidos no vosso amor. Por
nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a). Cristo, nosso Senhor.
T. Amém.
CANTO DE COMUNHÃO
R. Mal começava o domingo, a semana, lá vêm as RITOS FINAIS
mulheres com flores e aromas, de passo em passo, de
rua em rua. O sol já havia surgido, aleluia! BÊNÇÃO FINAL (MR, p. 522)
1. Bendito seja o Deus de Israel, que seu povo visitou CP. O Senhor esteja convosco.
e deu-nos libertação, enviando um Salvador, da casa T. Ele está no meio de nós.
do rei Davi, seu ungido servidor; da casa do rei Davi, CP. Que o Deus todo-poderoso vos abençoe nesta
seu ungido servidor. solenidade pascal e vos proteja contra todo pecado.
2. Cumpriu a voz dos profetas, desde os tempos mais T. Amém.
antigos, quis libertar o seu povo do poder dos ini- CP. Aquele que nos renova para a vida eterna, pela
migos, lembrando- se da aliança de Abraão e dos ressurreição do seu Filho vos enriqueça com o dom
antigos; lembrando-se da aliança de Abraão e dos da imortalidade.
antigos. T. Amém.
3. Fez a seu povo a promessa de viver na liberdade, CP. E vós que, transcorridos os dias da paixão do Se-
sem medos e sem pavores dos que agem com mal- nhor, celebrais com alegria a festa da Páscoa, possais
dade e sempre a ele servir na justiça e santidade; e chegar exultantes à festa das eternas alegrias.
sempre a ele servir na justiça e santidade. T. Amém.
4. Menino, serás profeta do Altíssimo Senhor pra ir CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho ?
à frente aplainando os caminhos do Senhor, anun- e Espírito Santo.
ciando o perdão a um povo pecador; anunciando o T. Amém.
perdão a um povo pecador. (Momento de silêncio) CP. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe, aleluia,
aleluia!
DEPOIS DA COMUNHÃO T. Graças a Deus, aleluia, aleluia!
CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, derramai
em nós o vosso espírito de caridade, para CANTO FINAL
que, saciados pelos sacramentos pascais, (A ser escolhido pela equipe de canto)

12 DE ABRIL
DOMINGO DA PÁSCOA NA RESSURREIÇÃO DO SENHOR
MISSA DO DIA
BRANCO – 1ª SEMANA DO SALTÉRIO. (GLÓRIA, CREDO, SEQUÊNCIA E PREFÁCIO DA PÁSCOA I).

Sugestões para a celebração: Refrão Orante:


1. Enfeitar a igreja com flores e imagens de Nosso Se- Ressuscitou de verdade, aleluia, aleluia. Cristo Jesus
nhor ressuscitado, criando um ambiente de paz, ale- ressuscitou, aleluia, aleluia!
gria e beleza para a celebração do evento central de
nossa fé. RITOS INICIAIS
2. Valorizar a execução da Sequência (antes do
Evangelho): que seja feita com sobriedade, alegria e CANTO DE ABERTURA
reverência. Antífona: Na verdade, o Cristo ressuscitou, aleluia!

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 60 17/12/2019 11:16


61 DIA 12

R. A Ele o poder e a glória pelos séculos eternos! ela os profetas anunciaram a nova aliança que era
1. Senhor, vós me sondais e conheceis, sabeis quando desejo vosso concluir com os seres humanos; por ela
me sento ou me levanto. finalmente, consagrada pelo Cristo no Jordão, re-
2. Percebeis quando me deito e quando eu ando, os novastes, pelo banho do novo nascimento, a nossa
meus caminhos vos são todos conhecidos. natureza pecadora. Que esta água seja para nós uma
3. Por detrás e pela frente me envolveis, pusestes so- recordação do nosso batismo e nos faça participar
bre mim a vossa mão. da alegria dos que foram batizados na Páscoa. Por
4. Esta verdade é por demais maravilhosa, é tão su- Cristo, nosso Senhor.
blime que não posso compreendê-la. T. Amém.
Antífona: Na verdade, o Cristo ressuscitou, aleluia! R. (cantado) Banhados em Cristo, somos uma nova
R. A Ele o poder e a glória pelos séculos eternos! criatura. As coisas antigas já se passaram, somos
nascidos de novo. Aleluia, aleluia, aleluia! (bis)
SAUDAÇÃO CP. Deus todo-poderoso nos purifique dos nossos
CP. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. pecados e, pela celebração desta Eucaristia, nos torne
T. Amém. dignos da mesa de seu reino.
CP. A vós, irmãos, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e T. Amém.
do Senhor Jesus Cristo. CP. Senhor, tende piedade de nós!
T. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de T. Senhor, tende piedade de nós!
Cristo. CP. Cristo, tende piedade de nós!
INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO CELEBRADO T. Cristo, tende piedade de nós!
L. (ou CP): Irmãs e irmãos, em comunhão com a CP. Senhor, tende piedade de nós!
Igreja espalhada pelo mundo todo, celebramos o T. Senhor, tende piedade de nós!
Domingo solene da Páscoa do Senhor. Hoje ressoa
na Igreja o anúncio pascal: Cristo ressuscitou! Ele HINO DE LOUVOR
vive para além da morte! Somos inseridos na Pás- (cantado) Glória a Deus nas alturas, e paz na terra
coa de Jesus e realiza-se a esperança plantada no aos homens por ele amados. Senhor Deus, rei dos
coração da humanidade. Participemos, com muita céus, Deus Pai todo-poderoso: nós vos louvamos,
fé e abertura, do Mistério do Ressuscitado. nós vos bendizemos, nós vos adoramos, nós vos glo-
rificamos, nós vos damos graças por vossa imensa
BÊNÇÃO E ASPERSÃO DA ÁGUA (MR. p. 1001) glória. Senhor Jesus Cristo, Filho Unigênito, Senhor
(O rito substitui o Ato Penitencial no início da missa) Deus, Cordeiro de Deus, Filho de Deus Pai. Vós que
CP. Irmãos e irmãs em Cristo, invoquemos o Senhor tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. Vós
nosso Deus para que se digne abençoar esta água que que tirais o pecado do mundo, acolhei a nossa sú-
vai ser aspergida sobre nós, recordando o nosso ba- plica. Vós que estais à direita do Pai, tende piedade
tismo. Que ele se digne ajudar-nos a permanecermos de nós. Só vós sois o Santo, só vós, o Senhor, só vós,
fiéis ao Espírito que recebemos. (silêncio) o Altíssimo, Jesus Cristo, com o Espírito Santo, na
CP. Senhor nosso Deus, velai sobre vosso povo e, ao glória de Deus Pai. Amém!
celebrarmos a maravilha da nossa criação e a ma-
ravilha ainda maior da nossa redenção, dignai-vos ORAÇÃO DO DIA
abençoar ? esta água. Fostes vós que a criastes para CP. Oremos. (silêncio) Ó Deus, por vosso
fecundar a terra, para lavar nossos corpos e refazer Filho Unigênito, vencedor da morte, abris-
nossas forças. Também a fizestes instrumento da tes hoje para nós as portas da eternidade.
vossa misericórdia: por ela libertastes o vosso povo Concedei que, celebrando a ressurreição
do cativeiro e aplacastes no deserto a sua sede; por do Senhor, renovados pelo vosso Espírito,

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 61 17/12/2019 11:16


DIA 12 62

ressuscitemos na luz da vida nova. Por nosso Israel agora o diga: */ “Eterna é a sua mise-
Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade ricórdia!” R.
do Espírito Santo. 2. 16abA mão direita do Senhor fez maravi-
T. Amém. lhas,*/ a mão direita do Senhor me levantou./
17Não morrerei, mas ao contrário, viverei */
LITURGIA DA PALAVRA para cantar as grandes obras do Senhor! R.
L. Acolhamos, com profunda reverência, a Palavra 3. 22A pedra que os pedreiros rejeitaram,*/
do Senhor. tornou-se agora a pedra angular./ 23Pelo Se-
nhor é que foi feito tudo isso: */ Que mara-
PRIMEIRA LEITURA – At 10,34a.37-43 vilhas ele fez a nossos olhos! R.
Comemos e bebemos com ele depois que ressuscitou dos mortos.
Leitura dos Atos dos Apóstolos SEGUNDA LEITURA – Cl 3,1-4
Naqueles dias, 34aPedro tomou a palavra e Esforçai-vos por alcançar as coisas do alto, onde está Cristo.
disse: “Vós sabeis o que aconteceu em toda Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses
a Judeia, a começar pela Galileia, depois do Irmãos: 1Se ressuscitastes com Cristo, esfor-
batismo pregado por João: 38como Jesus de çai-vos por alcançar as coisas do alto, 2onde
Nazaré foi ungido por Deus com o Espíri- está Cristo, sentado à direita de Deus; aspi-
to Santo e com poder. Ele andou por toda rai às coisas celestes e não às coisas terres-
a parte, fazendo o bem e curando a todos tres. 3Pois vós morrestes, e a vossa vida está
os que estavam dominados pelo demônio; escondida, com Cristo, em Deus. 4Quando
porque Deus estava com ele. 39E nós somos Cristo, vossa vida, aparecer em seu triunfo,
testemunhas de tudo o que Jesus fez na ter- então vós aparecereis também com ele, re-
ra dos judeus e em Jerusalém. Eles o mata- vestidos de glória. Palavra do Senhor.
ram, pregando-o numa cruz. 40Mas Deus o T. Graças a Deus.
ressuscitou no terceiro dia, concedendo-lhe
manifestar-se 41não a todo o povo, mas às SEQUÊNCIA
testemunhas que Deus havia escolhido: a 1. Solo: Cantai, cristãos, afinal: “Salve, ó vítima pas-
nós, que comemos e bebemos com Jesus, cal!”. Cordeiro inocente, o Cristo abriu-nos do Pai
depois que ressuscitou dos mortos. 42E Jesus o aprisco.
nos mandou pregar ao povo e testemunhar 2. T. Por toda ovelha imolado, do mundo lava o pe-
que Deus o constituiu Juiz dos vivos e dos cado. Duelam forte e mais forte: é a vida que vence
mortos. 43Todos os profetas dão testemunho a morte.
dele: ‘Todo aquele que crê em Jesus rece- 3. S. O Rei da vida, cativo, foi morto, mas reina vivo!
be, em seu nome, o perdão dos pecados’”. Responde, pois, ó Maria: no caminho o que havia?
Palavra do Senhor. 4. T. “Vi Cristo ressuscitado, o túmulo abandonado.
T. Graças a Deus. Os anjos da cor do sol, dobrado no chão o lençol”.
5. T. O Cristo que leva aos céus, caminha à frente dos
SALMO RESPONSORIAL seus! Ressuscitou, de verdade! Ó Cristo Rei, piedade!
Sl 117(118),1-2.16ab-17.22-23(R. 24)
R. Este é o dia que o Senhor fez para nós: ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO – 1Cor 5,7b-8a
alegremo-nos e nele exultemos! Ou: Ale- R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
luia, Aleluia, Aleluia. V. O nosso cordeiro pascal, Jesus Cristo, já foi imo-
1. 1Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! lado. Celebremos, assim, esta festa, na sinceridade e
*/ “Eterna é a sua misericórdia!”/ 2A casa de verdade. R.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 62 17/12/2019 11:16


63 DIA 12

EVANGELHO – Jo 20,1-9 ainda não tinham compreendido a Escritura, se-


Ele devia ressuscitar dos mortos. gundo a qual ele devia ressuscitar dos mortos” v. 9).
CP. O Senhor esteja convosco. Mas as palavras de Maria Madalena fizeram nascer
T. Ele está no meio de nós. nos seus corações uma esperança que não podia ser
CP. Proclamação ? do Evangelho de Jesus abafada. Eles tiveram de ir e ver, e o quanto antes.
Cristo segundo João. A esperança de que o mestre estivesse vivo. A João
T. Glória a vós, Senhor. foi dado correr além da esperança, até à fé. Quan-
1No primeiro dia da semana, Maria do entrou no túmulo, algo mudou para ele. Não
Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de mais se tratava de uma esperança, mas sim de uma
madrugada, quando ainda estava escuro, e certeza: “Entrou, viu e creu” (v. 8). Normalmente
viu que a pedra tinha sido retirada do túmu- pensamos que tudo vai da fé para a esperança e fi-
lo. 2Então ela saiu correndo e foi encontrar nalmente para o amor. No Evangelho de hoje, co-
Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que meçamos com o amor de Madalena, passamos para
Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor a esperança de Pedro e terminamos com a fé de
do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”. João. Que este seja o nosso percurso também neste
3Saíram, então, Pedro e o outro discípulo e fo- santo dia da Páscoa.
ram ao túmulo. 4Os dois corriam juntos, mas
o outro discípulo correu mais depressa que PROFISSÃO DE FÉ (Símbolo Niceno-Constantinopolitano)
Pedro e chegou primeiro ao túmulo. 5Olhan- Creio em um só Deus, Pai Todo-Poderoso, criador
do para dentro, viu as faixas de linho no chão, do céu e da terra, de todas as coisas visíveis e invi-
mas não entrou. 6Chegou também Simão síveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho
Pedro, que vinha correndo atrás, e entrou no Unigênito de Deus, nascido do Pai antes de todos os
túmulo. Viu as faixas de linho deitadas no séculos: Deus de Deus, luz da luz, Deus verdadeiro de
chão 7e o pano que tinha estado sobre a ca- Deus verdadeiro, gerado, não criado, consubstancial
beça de Jesus, não posto com as faixas, mas ao Pai. Por ele todas as coisas foram feitas. E por nós,
enrolado num lugar à parte. 8Então entrou homens, e para nossa salvação, desceu dos céus: (Aqui
também o outro discípulo, que tinha chegado todos se inclinam) e se encarnou pelo Espírito Santo,
primeiro ao túmulo. Ele viu, e acreditou. 9De no seio da Virgem Maria, e se fez homem. (Aqui todos
fato, eles ainda não tinham compreendido a voltam à posição anterior) Também por nós foi cruci-
Escritura, segundo a qual ele devia ressusci- ficado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado.
tar dos mortos. Palavra da Salvação. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras, e
T. Glória a vós, Senhor. subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai. E
MEDITANDO A PALAVRA DE DEUS de novo há de vir, em sua glória, para julgar os vivos e
Ao escolher esta passagem do Evangelho de João os mortos; e o seu reino não terá fim. Creio no Espí-
para ser proclamada no domingo da Páscoa – o dia rito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e
da Ressurreição do Senhor – a Igreja quer decla- do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorifica-
rar que a realidade de Jesus ressuscitado se torna do: ele que falou pelos profetas. Creio na Igreja, una,
acessível em primeiro lugar à fé, à esperança e ao santa, católica e apostólica. Professo um só batismo
amor. A Igreja quer que hoje corramos para o tú- para remissão dos pecados. E espero a ressurreição
mulo vazio. Assim fez Maria Madalena. Ela amava dos mortos e a vida do mundo que há de vir. Amém.
o seu mestre ardentemente, e nem a morte dele era
capaz de pôr fim à sua devoção. Logo que ela fez PRECES DA COMUNIDADE
o anúncio do túmulo vazio a Pedro e João, ambos CP. Irmãse irmãos, unamo-nos em prece diante do
saíram correndo, como flechas disparadas. (“Eles nosso Deus.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 63 17/12/2019 11:16


DIA 12 64

(Resposta cantada ou rezada) ORAÇÃO EUCARÍSTICA I (MR, p. 469)


R. Rei da eterna glória, ouvi-nos! Prefácio da Páscoa, I (MR. p. 421)
1. Fortalecei a chama da esperança de vossa Igreja, que CP. O Senhor esteja convosco.
caminha nas estradas do Ressuscitado, nós vos pedimos. T. Ele está no meio de nós.
2. Abri os nossos olhos, ouvidos e coração para ex- CP. Corações ao alto.
perimentarmos os sinais da alegria pascal e para T. O nosso coração está em Deus.
anunciá-la com afinco em nosso cotidiano, nós vos CP. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.
pedimos. T. É nosso dever e nossa salvação.
3. Dai perseverança a todas as pessoas engajadas nos Na verdade, é justo e necessário, é nosso de-
movimentos por mais dignidade aos oprimidos, mais ver e salvação dar-vos graças, sempre e em
justiça e mais vida aos povos, nós vos pedimos. todo o lugar, mas sobretudo neste dia em
(Outras intenções preparadas pela equipe) que Cristo, nossa Páscoa, foi imolado. Ele é
CP. Ó Pai, que ressuscitastes o vosso Filho, escutai as o verdadeiro Cordeiro, que tira o pecado do
nossas preces e ajudai-nos a exalar o bom perfume mundo. Morrendo, destruiu a morte, e, res-
da ressurreição. Pelo mesmo Cristo, nosso Senhor. surgindo, deu-nos a vida. Transbordando de
T. Amém. alegria pascal, nós nos unimos aos anjos e a
todos os santos, para celebrar a vossa glória,
LITURGIA EUCARÍSTICA cantando (dizendo) a uma só voz:
T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do
PREPARAÇÃO DAS OFERENDAS universo! O céu e a terra proclamam a vos-
1. Bendito sejas, ó rei da glória, ressuscitado Senhor sa glória. Hosana nas alturas! Bendito o
da Igreja! Aqui trazemos as nossas ofertas! que vem em nome do Senhor! Hosana nas
R. Vê com bons olhos nossas humildes ofertas, tudo alturas!
que temos, seja pra ti, ó Senhor! CP. Pai de misericórdia, a quem sobem
2. Vidas se encontram no altar de Deus, gente se doa, nossos louvores, nós vos pedimos por
dom que se imola. Aqui trazemos as nossas ofertas! Jesus Cristo, vosso Filho e Senhor nosso, que
3. Maior motivo de oferenda, pois, o Senhor ressus- abençoeis ? estas oferendas apresentadas ao
citou, para que todos tivessem vida. vosso altar.
4. Irmãos da terra, irmãos do céu, juntos cantemos T. Abençoai nossa oferenda, ó Senhor!
glória ao Senhor. Aqui trazemos as nossas ofertas! CP. Nós as oferecemos pela vossa Igreja san-
ta e católica: concedei-lhe paz e proteção,
CONVITE À ORAÇÃO unindo-a num só corpo e governando- a por
CP. Orai, irmãos e irmãs, para que o nosso sacrifício toda a terra. Nós as oferecemos também pelo
seja aceito por Deus Pai todo-poderoso. vosso servo o Papa Francisco, por nosso bis-
T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, po N., e por todos os que guardam a fé que
para glória do seu nome, para nosso bem e de toda receberam dos apóstolos.
a santa Igreja. T. Conservai a vossa Igreja sempre unida!
1C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos
SOBRE AS OFERENDAS e filhas N. N. e de todos os que circundam
CP. Transbordando de alegria pascal, nós vos este altar, dos quais conheceis a fidelidade
oferecemos, ó Deus, o sacrifício pelo qual a e a dedicação em vos servir. Eles vos ofere-
vossa Igreja maravilhosamente renasce e se cem conosco este sacrifício de louvor por si
alimenta. Por Cristo, nosso Senhor. e por todos os seus, e elevam a vós as suas
T. Amém. preces para alcançar o perdão de suas faltas,

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 64 17/12/2019 11:16


65 DIA 12

a segurança em suas vidas e a salvação que CP. Eis o mistério da fé!


esperam. T. Anunciamos, Senhor, a vossa morte e
T. Lembrai-vos, ó Pai, de vossos filhos! proclamamos a vossa ressurreição. Vinde,
2C. Em comunhão com toda a Igreja, cele- Senhor Jesus!
bramos o dia santo da ressurreição de nosso CP. Celebrando, pois, a memória da paixão
Senhor Jesus Cristo. Veneramos também do vosso Filho, da sua ressurreição dentre
a Virgem Maria e seu esposo São José, os os mortos e gloriosa ascensão aos céus, nós,
santos Apóstolos e Mártires: Pedro e Paulo, vossos servos, e também vosso povo santo,
André (Tiago e João, Tomé, Tiago e Filipe, vos oferecemos, ó Pai, dentre os bens que
Bartolomeu e Mateus, Simão e Tadeu, Lino, nos destes, o sacrifício perfeito e santo, pão
Cleto, Clemente, Sisto, Cornélio e Cipria- da vida eterna e cálice da salvação.
no, Lourenço e Crisógono, João e Paulo, T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
Cosme e Damião), e todos os vossos Santos. CP. Recebei, ó Pai, esta oferenda, como re-
Por seus méritos e preces concedei-nos sem cebestes a oferta de Abel, o sacrifício de
cessar a vossa proteção. Abraão e os dons de Melquisedeque. Nós
T. Em comunhão com toda a Igreja aqui vos suplicamos que ela seja levada à vossa
estamos! presença, para que, ao participarmos deste
CP. Recebei, ó Pai, com bondade, a oferenda altar, recebendo o Corpo e o Sangue de vos-
dos vossos servos e de toda a vossa família. so Filho, sejamos repletos de todas as graças
Nós a oferecemos também por aqueles que e bênçãos do céu.
fizestes renascer pela água e pelo Espírito T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
Santo, dando-lhe o perdão de todos os peca- 3C. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos e
dos. Dai-nos sempre a vossa paz, livrai-nos filhas N. N. que partiram desta vida, marca-
da condenação e acolhei-nos entre os vossos dos com o sinal da fé. A eles, e a todos os que
eleitos. Dignai-vos, ó Pai, aceitar e santificar adormeceram no Cristo, concedei a felicida-
estas oferendas, a fim de que se tornem para de, a luz e a paz.
nós o Corpo e o Sangue de Jesus Cristo, vos- T. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!
so Filho e Senhor nosso. 4C. E a todos nós, pecadores, que confia-
T. Santificai nossa oferenda, ó Senhor! mos na vossa imensa misericórdia, concedei,
CP. Na noite em que ia ser entregue, ele to- não por nossos méritos, mas por vossa bon-
mou o pão em suas mãos, elevou os olhos a dade, o convívio dos Apóstolos e Mártires:
vós, ó Pai, deu graças e o partiu e deu a seus João Batista e Estêvão, Matias e Barnabé,
discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E (Inácio, Alexandre, Marcelino e Pedro;
COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE Felicidade e Perpétua, Águeda e Luzia, Inês,
SERÁ ENTREGUE POR VÓS. Do mes- Cecília, Anastácia) e todos os vossos santos.
mo modo, ao fim da ceia, ele tomou o cálice Por Cristo, Senhor nosso.
em suas mãos, deu graças novamente e o deu a T. Concedei-nos o convívio dos eleitos!
seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, Por ele não cessais de criar e santificar estes
E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU bens e distribuí-los entre nós.
SANGUE, O SANGUE DA NOVA E CP. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós,
ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ DER- Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Es-
RAMADO POR VÓS E POR TODOS pírito Santo, toda a honra e toda a glória,
PARA REMISSÃO DOS PECADOS. agora e para sempre.
FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM. T. Amém.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 65 17/12/2019 11:16


DIA 12 66

RITO DA COMUNHÃO 5. “A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se


CP. Guiados pelo Espírito de Jesus e iluminados pela a pedra angular”.
sabedoria do Evangelho, ousamos dizer: 6. Foi o Senhor que operou estes prodígios, é mara-
T. Pai nosso... vilhoso para quem contempla!
CP. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos (Momento de silêncio)
hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia,
sejamos sempre livres do pecado e protegidos de DEPOIS DA COMUNHÃO
todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, CP. Oremos. (silêncio) Guardai, ó Deus, a
aguardamos a vinda do Cristo Salvador. vossa Igreja sob a vossa constante proteção
T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre. para que, renovados pelos sacramentos pas-
CP. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: cais, cheguemos à luz da ressurreição. Por
“Eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”. Não Cristo, nosso Senhor.
olheis os nossos pecados, mas a fé que anima a vossa T. Amém.
Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz e a uni-
dade. Vós, que sois Deus, com o Pai e o Espírito Santo. RITOS FINAIS
T. Amém.
CP. A paz do Senhor esteja sempre convosco. BÊNÇÃO FINAL (MR, p. 522)
T. O amor de Cristo nos uniu. CP. O Senhor esteja convosco.
CP. Irmãos e irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus. T. Ele está no meio de nós.
(Todos se cumprimentam, sem canto) CP. Que o Deus todo-poderoso vos abençoe nesta
T. (cantado) Cordeiro de Deus, que tirais o pecado solenidade pascal e vos proteja contra todo pecado.
do mundo, tende piedade de nós. Cordeiro de Deus, T. Amém.
que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. CP. Aquele que nos renova para a vida eterna, pela
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, ressurreição do seu Filho vos enriqueça com o dom
dai-nos a paz. da imortalidade.
CP. Felizes os convidados para o Banquete nupcial do T. Amém.
Cordeiro. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado CP. E vós que, transcorridos os dias da paixão do Se-
do mundo. nhor, celebrais com alegria a festa da Páscoa, possais
T. Senhor, eu não sou digno(a) de que entreis em mi- chegar exultantes à festa das eternas alegrias.
nha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a). T. Amém.
CP. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho ?
CANTO DE COMUNHÃO e Espírito Santo.
R. Celebremos nossa Páscoa na pureza, na verdade: T. Amém.
aleluia, aleluia! CP. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe, aleluia,
1. Dai graças ao Senhor, pois ele é bom, eterna é a aleluia!
sua misericórdia. T. Graças a Deus, aleluia, aleluia!
2. Repita o seu povo eleito: “Eterna é a sua
misericórdia!”. CANTO FINAL
3. O poder do Senhor fez maravilhas, o poder do (A ser escolhido pela equipe de canto)
Senhor me exaltou.
4. Não morrerei, hei de viver, e cantarei as maravilhas
do Senhor.

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 66 17/12/2019 11:16


A CNBB deseja a todos uma Feliz Páscoa!

Mosaicista: Pe. Marco Rupnik

IO_semana santa_2020_FINAL.indd 67 17/12/2019 11:16


IO_semana santa_2020_FINAL.indd 68 17/12/2019 11:16