Você está na página 1de 40

...

--

George
W
Bushismos

o Quadro Negro da Graça e da Sabedoria Acidentais


do Quadragésimo Terceiro Presidente dos EUA

setecaminhos
w

setecaminhos

FICHA TÉCNICA:

Título original: George W Bushismos


Tradução: Raúl Corte Real
Revisão: Rita Fonseca
Capa e Paginação: Hugo Neves
2" Edição: Maio 2008 INTRODUÇÃO
Depósito Legal: 275733/08
ISBN: 978-989-602-145-0
Passatempo em voga nos EUA, é a recolha de hila-
Impressão e Acabamento:
riantes elocuções de Ceorge W. Bush em diversas ocasiões e
Offsetmais Artes Gráficas, S.A.
a sua remessa para o site Slate.com, onde vai crescendo uma
notável colecção que entusiasma os muitos fãs desta faceta do
Presidente, com evidente destaque para lacob Weisberg, cria-
Produções Editoriais, Lda. dor do vocábulo Bushismo, sobre o modelo do "Reaganismo
Quinta da Graça da Semana" que aparecia habitualmente na coluna de Lou
Rua Pardal Monteiro (Bela Vista) Cannon no The Washington Post. Weisberg publicou já várias
1950-219 Lisboa colectâneas destas pérolas, para que contribuíram em grande
Telf.: 218 394434 - Fax: 2!8 394436 quantidade, durante o decurso das campanhas eleitorais, os
e-mai!: setecaminhos@iol.pt rapazes e as raparigas do autocarro dos Bush, e em geral os
visitadores do site da Slate.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS


A par deste cresce outro, paralelo e interdependente,
em autorização expressa do editor não é permitida
que é o de se perceber exactamente o que há de errado com
a reprodução parcial ou total desta obra desde que tal
a fala de Bush. A avaliação clínica mais publicitada foi en-
reprodução não decorra das finalidades específicas da
saiada pela afamada psico-jornalista Gail Sheehy num prolixo
divulgação e da crítica

5
w w
.11111',11 1101V,1I1ilY Fair, onde sugeriu que George W. Bush pa- ~ação neural e deixa muitas vezes os seus doentes totalment
di 'I 1.1 1111/1101 di lexia não diagnosticada. Poucas horas após a Incapazes de falar. Bush não está afectado até este grau, em-
II1li li I ,11,,11) do artigo, o então candidato republ icano afirmava bora por vezes pareça encaminhado nessa direcção.
1'1111f"'POSlt1:"A mulher que sabia que eu tinha dislexia - eu
1111/11" ,I entrevistei." quem leu na imprensa esta citação pode PO,d~este Homem do Midland ser simplesmente um
II I !l('lls,ld que o Governador do Texas estava a brincar, mas po~co estúpido? Paul Begala e Molly Ivins, dois texanos desor-
11, 1(11 nalistas que estavam à sua volta na pista do aeroporto delro~, tendem ~ favorecer este ponto de vista, expressando-o
1101 ( .ilifómia, quando fez este reparo, souberam de facto que atraves das metaforas coloridas por que o seu Estado é conhe-
11010. :ido: "O nosso Presidente não é a lâmpada mais brilhante na
I\p ar deste comentário, não parece de facto que Bush seja arvore de Natal"; "Ele também não é a ferramenta mais afiada
di. I xico. Face a um teleponto, Bush pisca os olhos, franze na oficina"; "Pode ter falta de algumas batatas fritas num Ha-
,1$ sobrancelhas, e perscruta-o como um almirante que tenta p~y ~eal", etc., etc. Ainda assim, deve admitir-se que Dubya
d ortinar terra firme ao crepúsculo, mas não tem qualquer nao e um Dan Quayle ... De facto, é muito mais engraçado.
lif uldade especial em reproduzir as palavras dos autores dos
s us discursos pela ordem correcta à medida que lhe correm Weisberg avança um palpite pessoal de que há um
, fr nte dos olhos. O problema surge quando Bush não está componente hereditário nestes distúrbios. O pai de George
íl I r o que escreveram para ele, e iguala-se com coisas como "'!. Bush, George H. W. Bush, não era tolo, mas alinha com
"lu ompreendo o crescimento do pequeno negócio. Eu fui Eisenhower e Coolidge no panteão dos presidentes america-
II/n" u "Que homem bom são os Englers!" ~os ch~mados a prestar contas pelo verbo. Quando Bush I
Improvisava, prescindia de pronomes e verbos ("mensagem:
ana Milbank do The Washington Post sugeriu outra preocupo-me"), temperava qualquer expressão de sentimento
p.llologic possível, que é a possibilidade de Bush ter contraí- co~ termos c.omo "coisa" e "coisas" ("a coisa da visão"), e
do 11m ('(1 ligeiro de apraxia. Segundo Lyn Goldberg, pato- muitas vezes Interrompia a meio um pensamento para acei-

IOl'oisltl dn fala na Universidade George Washington, as víti- t~r a entrada de outra mensagem mental, uma tendência qu
111.1 ••• de' .lprc xia têm dificuldade em seleccionar, determinar o Tirn Noah .alcun.hou de "modo de chamada de espera". N _
I( '!tIPO (' ord nar os sons, o que causa que encurtem palavras nhu~ ~os Jornalistas presentes em New Hampshire no dia d
( OItH) ('111 " I ntar" em vez de "elementar" ou "subsidiação" ~eelelçao esquecer~ jamais ~ grande algaraviada de H. W.:
('111 Vl'1 de " ubsidiarização"). Mas também não pode ser isto, Lembrem-se de Lincoln, ajoelhando-se nos momentos d('
pois llush r interpreta com muita frequência termos familiares provação, e da Guerra Civil e de todas essas coisas ... VOC(\
trun.mdo-o mais compridos (como em "subliminável" ou em não podem estar... E nós estamos abençoados. Por iss não 1('
",1I1,1Iis,H,;dO"). a apraxia, que é frequentemente causada por nham pena de ... não chores por mim, Argentina! Tiv mos piO
urna 1"'11 ada, uma perturbação grave que afecta a progra- blemas por aí, e estou abençoado por uma boa aúck-, 11/11.1

---- ------~--~~--
w
,111<1.\ fort ' ... Jeez! apanhas uma gripe e fazem disso um caso Weisberg está céptico quanto a encontrar-se uma única havr:
1(ld(II'''I... D qualquer modo, isso vai com o território." e aponta uma explicação que vai no sentido da natureza' doI
cultura dos Bush: "Começa-se com a língua paterna, a versão
Poderá existir algum defeito nos genes da fala dos das Cliffs'" Notes do The Preppie Handbook, Deixa-se mari-
Iltl',h? No seu livro The Languages Instinct, Stephen Pinker do nar na vagueza de espírito das refinarias do Midland, Texas.
Mil d screve um estudo feito pela linguista Myrna Gopnik Regressa-se depois à costa leste por uma das educações mais
'nbr' um grupo de sujeitos a que chamou Família K. Se bem extravagantes e menos efectivas jamais tentadas. Agita-se vi-
que normalmente instruídos e inteligentes de outro modo, os vamente e solta-se sob pressão. O que se obtém são as pérolas
I S n50 conseguem fazer os sujeitos e os verbos concordarem de graça acidental que se seguem."
110 número. "OS rapazes comem quatro bolacha," diria um
cl I s. liAs nossas crianças está a aprender?" perguntaria outro. Um leitor precipitado poderá querer concluir leviana-
Professor Gopnik refere-se a esta perturbação hereditária mente que o discurso é um espelho do seu autor. Aconselha-
mo um distúrbio específico da linguagem, ou SU. Porém, mos porém alguma prudência nessa análise precipitada, pois
ra se ser imparcial, George I não padece de dificuldades George Bush não é o primeiro político de prestígio planetário,
d oncordância sujeito-verbo, e o filho George 11tem alguns nem o único, nem o mais óbvio autor de discursos incoe-
hi. I' s de linguagem que aparentemente não se relacionam rentes, ou carregados de gaffes - eufemismo para erros por
.orn SLI. Eles são, para nomear alguns, malapropismos à Ar- ignorância - ou simplesmente engraçados. Por todo o lado e
chie Bunker ("Eu sou uma pessoa que reconhece a falácia dos em todo o Mundo vemos Presidentes, Reis, políticos em ge-
humnn s"); transposições acidentais das letras iniciais ("tar- ral, artistas famosos e poderosos homens de negócios, que do
I elrns barrifas"); confusões entre o positivo e o negativo ("se alto dos seus 'tronos de barro' produzem afirmações, emitem
(1" ror Pr sidente ... vamos ter censura"); truismos ("Eu penso juízos, ou simplesmente dizem as mais evidentes e divertidas
<1'1(1 (ISI. mos de acordo, o passado está terminado"); redun- bacocadas, disputando os primeiros lugares no Livro de R -
d,IIH l.rs (" finalidade aconteceu finalmente") expressões fa- cordes do Disparate e da Asneira, e se constituem em moti-
rullt.ires, fr quentemente ligadas com o comer, caramelizadas vo de gáudio para os pobres mortais que, submetidos ao s u
(' tom.idas S m sentido ("fazer a tarte mais alta", "pôr comida 'jugo', ganham direito à vingança de se poderem rir dos novos
(1111 cima ela ua família"); para não mencionarmos momentos 'imortais' ...
dtl clara xub rância pateta que rivalizavam com o melhor
do IJ,II>. (" u s i que o ser humano e o peixe podem coexistir Damos de barato que haja patologias, mesmo quo
p,wific. m nte"). genéticas, ou distúrbios do foro psicológico, que expliquem
muita coisa sobre Bush. Isso não explica a razão do s u li( ('S
I nqu nto se mantém em aberto a possibilidade de so junto dos eleitores, ou seja, como e porque é qu '(11(11111
.dgll '111 idnrif ar positivamente a patologia de Presidente, tantas vezes quem assim fala? O que leva os el ítorcs "IIH"

1\
.,
111 "IIO~ ,I •olherem para presidir à mais poderosa Nação de árduo trabalho, correndo milhares de quilómetros, dis: 111
1IIIIIldi,d, um homem que ao longo da sua carreira sempre co- s~ndo ~~is de uma dezena de vezes por dia para pld('ld"
1111'11'11 \ I tipo de gaffes, ou se perdeu nos discursos, ou fez tao frenéticas e barulhentas quanto distraídas, o orador l ncl('
dlwll i J e absurdas afirmações sobre questões importantes a.perorar. mecanicamente e de modo desconexo pedaço dc'
qlH' .1 todos respeitam? discurso Impostos misturados com ideias de ocasião, ao <_
bor dos vivas das claques, dos gritos e dos aplausos. C ri
Cremos que nas modernas democracias se acentua a d~ amor surd.a dos apoiantes, sabe instintivamente que est
11'1\Iôncia para a igualdade entre o eleito e os eleitores, e que nao foram ali para o ouvir, mas para partilharem a grand
este tendem cada vez mais a eleger aquele com o qual mais farra da campanha e para vaiarem e insultarem o candidato
~( identificam, porque se igualizam. Nesta hipótese, o discur- da oposiçã.a. Nas ~odernas campanhas os eleitores apoiam
so de George Bush corresponde ao nível médio do discurso o seu candidato seja o que for que ele diga ou faça, pelo qu
elo eleitores americanos, que dificilmente se aperceberão dos nem ouvem atentamente nem compreendem o que os erudi-
problemas do seu Presidente, pois nem estão educados, nem t~s especialistas de marketing do discurso definiram para ser
Iêrn paciência para ouvir com atenção, nem têm um nível de ?ltO. Como ,Bush explicou no final da campanha "A questão
. nhecimentos que lhes permita aperceberem-se de eventu- Importante e, quantas mãos apertei?"
is erros.
Restam os opositores para ouvirem e criticarem os
Por todo o Mundo, milhares de eruditos assessores d!scursos, e os eruditos com acesso aos media para se rirem,
I boram complicadas teorias do discurso político, inventam vingados por não serem os eleitos. Só que em Democracia o
slogans, frases-chave, artificiosos malabarismos de linguagem Presidente é eleito pelos que o amam e seguem cegamente,
pc ra nada ser dito, e depois impõem-nos ao candidato ou não pelos seus críticos ou opositores ...
'I ito para uso. Na leitura do discurso escrito o problema só E dos que sabem fazer belos discursos, os Povos escaldad
se põe quando o orador tropeça num termo mais complicado parece que fogem ...
OlJ se perde na ordem das linhas do texto ou das páginas. Po-
Maio de 2003.
r ~m, nos improvisos, a implacável ditadura dos gabinetes de
carnpanha para a inclusão nos improvisos dos chavões pol íti-
( os, logans de campanha e frases pré-determinadas, está na
orig m da maioria dos problemas do discurso do orador.

É um facto que há um substancial aumento de disla-


1('" I' g ff s durante as campanhas eleitorais. Esgotado, mal (1)Nota do Tradutor: "Cliff" =índio pré-histórico que habitava as av m.1~ 1111' 1"'
nhascos do Litoral Sudoeste dos EUA
dlll'lllido, ujeito a horários de dezasseis e mais horas diárias

11I II
w
o QUE EU PRETENDO I

"Se você está enjoado e cansado


das opiniões políticas,
de cinismo, eleições e princípios,
venha e junte-se
a esta campanha."

Hilton Head, South Carolina

PRONTO OU NÃO

"Eu não sei se vou ganhar ou não.


Penso que sim.
Sei que estou pronto para a tarefa.
E se não estiver, isto vai assim mesmo."

Des Moin 5, IOW,i

II
w
o QUE EU PRETENDO 11 LIDERANÇA

"Este é o Mês da Conservação. "Eu tenho uma visão diferente


Tenho apreço pela conservação. da liderança.
É o que se faz quando se concorre Uma liderança é alguém
para Presidente. que reconcilia as pessoas."
Tem de se conservar."
Bartlett, Tennessee
Falando durante o Mês da Conservação
na Escola Elementar de Fairgrounds em Nashua,
\ \ New Hampshire.
Citado no Los Angeles Times

PEQUENO NEGÓCIO

"Eu compreendo o crescimento


do pequeno negócio.
Eu fui um."

NewYork Daily News

L.
PESCA E SOLTURA A ERA DA RESPONSABILIDADE

"Eu sei que o ser humano "Eu quero que cada um


e o peixe e todos os Americanos
podem coexistir pacificamente." saibam com certeza que eu sou
responsável
Saginaw, Michigan
pelas decisões que tomo,
e cada um de vós são igualmente."

Ao vivo com Regis

PETRÓLEO E ÁGUA

"É manifesto que a nossa nação


depende confiadamente
do grande petróleo estrangeiro.
Cada vez mais
as nossas importações
vêm do ultramar."
Beaverton, Oregon
ROUPA LAVADA CONTAS POR BAIXO

"A Administração que eu vou trazer "Eles calcularam-me mal como líder."
é um grupo de homens e mulheres
Westminster, Califórni
que estão focalizados
no que é melhor para a América,
homens e mulheres honestos, "Eles subestimaram-me por baixo."
homens e mulheres decentes,
mulheres que verão o serviço Bentonville, Arkansas
ao nosso país
como um grande privilégio
e que não vão sujar a casa."
Des Moines, lowa

111
CONViCÇÃO CONFIANÇA

"Penso que se você sabe "Há uma confiança muito grande.


aquilo em que acredita, Vejo isso sempre
isso torna muito mais fácil que as pessoas vêm ter comigo
responder a perguntas. e me dizem
Não sei responder à sua pergunta." 'Eu não quero que você
me abandone outra vez'."
Reynoldsburg, Ohio

Boston, Massachusetts

"Bom, eu penso que se você diz


que vai fazer alguma coisa e não o faz,
isso é integridade de carácter."

Chat online na CNN

'U .I
CONDiÇÕES DE VIDA ESPECIALMENTE QUANDO
ELES NÃO FICAM QUIETOS
"A melhor maneira de aliviar as famílias
das condições de vida
é deixá-Ias ficar com algum "Eu sei como lhe é difícil
do seu próprio dinheiro." pôr comida em cima da sua família."

Nashua, New Hampshir


Westminster, California


"As nossas prioridades é a fé."
Greensboro, North Carolina

CONFIANÇA

"Eu acho que o povo americano .


eu espero que os amencanos .
eu não acho, desculpem ...
eu espero que o povo americano
confie em mim."

Washington, 1).( ,

•I
LEITURA TALVEZ NÃO

"/\ leitura é a base para toda a aprendizagem." "Raramente a pergunta é feita:


Está as nossas crianças
Reston, Virgínia
a aprenderem?"

Florence, South Carolina

OS PAIS ESTÁ
A APRENDEREM

"A Laura e eu realmente


não imaginamos
corno é brilhante
algumas vezes as nossas crianças
até conseguirmos
urna análise objectiva."

Encontro com a lmp« 11'111

, I
'4 "
w
MAS EU PODIA SE QUIZESSE OS PRESERVATIVOS
ESTÁ A FUNCIONAR?
"Eu não leio o que me põem à frente."

The New York Times "Eu penso que é importante


para os de nós
numa posição de responsabilidade
ser firmes em partilharmos
"A mulher que sabia as nossas experiências,
que eu tinha dislexia para compreendermos
- eu nunca a entrevistei." que os bebés fora do casamento
é um trabalho doméstico
Orange, California muito difícil para a mamã
e para o bebé igualmente ...
Eu acredito que nós devíamos
dizer que há uma alternativa
diferente da cultura
que é proposta
por gente como a Miss Wolf
• na sociedade ...
E, vocês sabem,
temos esperança
que os preservativos funcionem,
mas ele não tem funcionado."

Encontro com a Impr("I/,,'

. (,
'1
LEITURA CEPTICISMO

"Eu leio o jornal." "A questão fundamental é:


'Serei eu um Presidente de sucesso
Em resposta a uma pergunta
quando se tratar de política externa?'
sobre os seus hábitos de literatura,
Debate Republicano no New Hampshire Eu serei, mas até que eu seja Presidente,
está a ser difícil para mim
verificar que eu penso
que serei mais eficiente."
"Você ensina uma criança a ler,
Wayne, Michigan
e ele ou ela estará apto
a passar num teste de literacia."

Townsend, Tennessee

TELEFONANDO A CONDE I

"Eu espero ter uma percepção de,


se eu for suficiente afortunado
para ser Presidente,
como a minha administração
reagirá ao Médio Oriente."

Winston-Salem, North arolln.t

'11
, .,
"A ún~cacoisa que eu sei sobre a Eslovàquia
TELEFONANDO A CONDE 11
e o que aprendi em primeira mão
com o vosso
Ministro dos Negócios Estrangeiros,
"Se os habitantes de límor Leste
que veio ao Texas."
decidirem revoltar-se,
tenho a certeza de que farei A um jornalista eslova o
uma declaração." como citado pelo Knight Ridder News Servic '

The New York Ti mes


o encontro de Bush tinha sido com Ianez Drnovsek
o Primeiro Ministro da Eslovénia

"Os Kosovianos podem mudar-se


para trás."

CNN Inside Politics

:11I :11
w
POLíTICA EXTERNA MISCEGENAÇÃO

"Eu terei uma política externa "A política do Bob Iones


de mão estrangeira= ." sobre os encontros inter-raciais,
eu quero dizer que falei abertamente
Redwood, Califórnia
sobre os encontros inter-raciais.
Eu falei abertamente contra isso.
Eu falei abertamente
contra os encontros inter-raciais.
MUNDO PERIGOSO Eu apoio a política
de encontros inter-raciais."

"Quando eu estava a estudar, CBS N ws

era um mundo perigoso,


e você sabia exactamente quem eles eram.
Era nós contra eles,
e era evidente quem eles eram.
Hoje não estamos tão certos ARMAS JOVENS
de quem os eles são.
• Mas nós sabemos que eles estão lá."
"Eu penso que devíamos
lowa Western Community College
aumentar a idade
em que os adolescentes
podem ter uma arma."
11) Nota do tradutor: Bush queria seguramente dizer "Iorehanded loreign policy", i.e. política
externa prudente, mas disse "Ioreign-handed loreign policy". St. Louis, Ml'lNlltll

'I' \I
BALCANIZAÇÃO PRESO POR CONDUZIR A LER

"O que eu estou contra é as quotas. "Quero dizer que tem de haver
Estou contra quotas rígidas, um esforço indiscriminado
quotas que eles delineiam contra o traçar do perfil racial,
basicamente baseados em qualquer coisa. que é crianças iletradas."
Contudo, eles delineiam,
as quotas, eu penso Winston-Salem, North Carolina

que vulcanizam a sociedade.


Por isso eu não sei
como é que isto se enquadra
no que toda a gente anda a dizer,
nas suas posições relativas,
mas essa é a minha posição."
MASMORRAS E DRAGÕES
San Francisco Chronicle

"É importante para nós explicarmos


à nossa nação
que a vida é importante.
Não é só a vida dos bebés,
mas é a vida de crianças a viverem,
vocês sabem,
nas masmorras escuras da Internet."

Arlington Hei hts, 1111111


1I1
INFOCONGESTIONAMENTO MORTE

"As autoestradas da Internet tornar-se-ão "As únicas coisas que vos posso dizer
mais poucas?" é que em cada caso que eu revi,
eu estive confortável com a inocência
Concord, New Hampshire
ou a culpa da pessoa
para quem olhei.
Não acredito que tenhamos executado
uma pessoa culpada - quero dizer,
inocente, no Estado do Texas."

National Public Radio

VIDA "Este caso teve uma 'analisação' total


e tem dado bastante nas vistas.
Eu compreendo
"05 Estados deviam ter o direito a emocionalidade dos casos
de decretar leis e restrições razoáveis de pena de morte."
particularmente para acabar
Seattle Post-lnt Ili rOI 111
com a prática desumana
de acabar com uma vida
que de outro modo podia viver."
Cleveland, Ohio
w
MORTE ETAXAS I TÊXTEIS

"Sr. Vice-Presidente, "Se as 'tarreiras' e as 'barifas'


com todo o devido respeito, forem derrubadas
é... não tenho a certeza ... esta economia crescerá" (3)

80 por cento das pessoas alcançam


Rochester, New Yol'i
a taxa de mortalidade.
Mas tenho a certeza disto:
100 por cento alcançarão se eu for o Presidente."

St. Louis, Missouri

AJUDA PRECISA-SE

"O Dick Cheney e eu


ALGUMA VEZ OUVIU não queremos que esta nação
O NÚMERO UM esteja numa recessão.
SOBRE A ECONOMIA DOENTE? Nós queremos que qualquer pessoa
que possa encontrar trabalho
seja capaz de encontrar trabalho."
"Uma redução de impostos
60 Minutos \I
é realmente uma das anedotas
a sair duma doença económica."

The Edge com Paula Zahn (3) Nota do Tradutor: Bush queria dizer barreira e tarifas ... não deu certo.

\11 \')
w
GRANDES EXPECTATIVAS PENSAR PRIMEIRO

"Um dos denominadores comuns "Quero que saibam que os agricultores


que encontrei é que as expectativas não vão ser os pensamentos secundários
sobem acima do que é esperado." de uma Administração Bush.
Eles estarão na premeditação do nosso pensamento."
Los Angeles
Salinas, Califórnl.t

"Esta campanha não ouve apenas


as vozes dos empresários e dos agricultores
e dos empresários, nós ouvimos as vozes
dos que se esforçam por prosperar."
Des Moines, IOW,l

40 11
OLHANDO PARA TRÁS DESAFIADO

"Eu penso que estamos de acordo, "Prestem atenção,


o passado está terminado." AI Gore é um oponente muito difícil.
Ele é uma pessoa incumbida.
No seu encontro com [ohn McCain,
The Dallas Morning News
Ele representa a incumbência.
E um desafiador é alguém
que geralmente vem do pacote e ganha,
se vocês forem vencer.
E á daí que eu venho."
O FUNDO
Detroit

"Espero que cheguemos ao fundo da resposta.


É o que estou interessado em saber."
RUDY
Associated Press

"Ele ganhou certamente


uma reputação como um Mayor fantástico,
porque os resultados falam por si mesmos.
Quero dizer, Nova lorque é um lugar
mais seguro para ele estar."

Sobre Rudy Giuli,1I11,


The Edge com Paul 7,11111

42
JOHN AL

"O senador tem de compreender "O facto de ele se basear em factos


se vai ter - ele não pode ter isso - diz coisas que não são factuais
de ambas as maneiras. - estão a minar a sua campanha."
Nós não podemos montar no cavalo alto
e depois reclamar contra The NewYorkTim '8

a estrada baixa."
Florence, South Carolina

GEORGE

DICK
"Actualmente, eu - isto pode ser
um pouco Texano do Oeste para vocês,
TED KOPPEL:Portanto ele mas eu gosto.
é o seu pára-raios? Quando falo acerca disto - quando falo
BUSH: Mais do que isso, sobre mim, e quando ele está a falar
ele é o meu pára-sondagens. sobre mim, estamos todos
a falar sobre mim."
Sobre o Vice-Presidente Cheney,
Nightline

44
OS ENGLER CAMPANHA

"A Laura e eu temos orgulho "A questão importante é,


de chamar o [ohn e a Michelle Engler quantas mãos apertei?"
de nossos amigos.
Eu sei que vocês têm orgulho The New York Tlrnos
de lhe chamar Governador.
Que homem bom são os Englers."

Grand Rapids, Michigan

"Não quero vencer?


Se fosse esse o caso,
porque diabo estaria eu no autocarro
dezasseis horas por dia,
a apertar milhares de mãos,
ESCOLHA DIFíCIL fazendo centenas de discursos,
sendo amarrado
aos pilares na imprensa
• "É evolucionário, ir de Governador e nos cartoons
a Presidente, e este é um passo significativo, e ainda perdurando
ser capaz de votar em si mesmo na mensagem para ganhar?"
na urna, e eu serei capaz
de o fazer no próximo Outono, espero." Newsw ok

Associated Press
GRATIDÃO PERiÓDICOS

"Realmente orgulhoso. "Eu não concordo


Uma grande campanha. com esta noção de que de alguma maneira
E estou realmente contente se vou tentar atrair votos
com a organização e os milhares e guiar pessoas em direcção
de habitantes da Carolina do Sul a um amanhã melhor,
que trabalharam para mim. de alguma maneira eu me torno no assinante
E estou muito gracioso e humilhado." de alguma ... alguma doutrina
This Week
que se torna minha assinante."

Encontro com a Imprensa

SOBRE AS DROGAS

"As terapias das drogas


estão a substituir uma quantidade
de medicamentos como estávamos
habituados a conhecê-Ias."

SI. Louis, Missouri

411 49
w
SOSSEGO NA SALA CAÇA AOS PATOS
DE EMERGÊNCIA
, "Isto é Washington.
"Se eu for Presidente, E o lugar onde se pode encontrar
vamos ter melhores cuidados pessoas que se preparam para saltar
nas urgências dos hospitais, para fora das tocas
nas salas de emergência, antes do primeiro tiro ser disparado."
vamos ter ordens de silêncio."
Westland, Michigan

St. Louis, Missouri

GEOGRAFIA

"Eu fui criado no Oeste.



O Oeste do Texas.
É muito perto da Califórnia.
De muitas maneiras
mais do que Washington, D.C.,
está junto da Califórnia."

Los Angc'lc'S
ESPECIALMENTE DEPOIS DELEGAÇÃO
DE OITO OU DEZ CERVEJAS
"No que se refere às discussões
"Era inebriante o que o Midland difíceis e disputas
era então em toda a parte." e posturas legais na Flórida,
eu sugeria que falem
Duma entrevista em 1994,
com a nossa equipa liderada pelo Iirn 8aker."
como citado no First Son por Bill Minutaglio

Crawford, Texa

METAFíSICA O CANDIDATO PRESUNÇOSO


OU PRESU NTIVO?
"Vou falar sobre o mundo ideal, Chris.
Eu li... eu compreendo a realidade. "É incrivelmente presuntivo
Se me está a perguntar para alguém que ainda
como Presidente, não ganhou a nomeação do seu partido,
se compreendo a realidade, começar a especular
eu compreendo." sobre vice-presidentes."
Hardball
Keene, New Harnpshlro

I"~
BASTANTE BOM SUFICIENTEMENTE
INTELIGENTE
"O que lhes estou a sugerir
é que se não sabem o nome "Há livro inteligente e a espécie
do ministro dos negócios estrangeiros de inteligência que ajuda
do México, portanto, a fazer cálculo.
sabem, vocês não são competentes Mas inteligente é também instinto
naquilo que fazem. e julgamento e senso comum.
Mas a verdade deste assunto Inteligente entra em todas
é que vocês são, as espécies de vias diferentes."
quer saibam ou não."
CNN
Seattle Post-Intelligencer

"Penso que qualquer pessoa


que não pensa
que eu sou suficientemente inteligente
para lidar com a tarefa
está a menosprezar."

U.S. News & World R por!


w
E ORA ESSA, EM CONCLUSÃO
O POVO GOSTA DE MIM
"Eu sabia que isso podia pô-lo
"É nisto que eu sou bom. numa posição difícil,
Eu gosto de me encontrar que tivéssemos uma discussão
com pessoas, os meus concidadãos, antes que a finalidade tenha finalmente
eu gosto de fazer interface com eles." acontecido nesta corrida presidencial."

Descrevendo um telefonema ao Senador [ohn Breaux,


Nos arredores de Pittsburgh
Crawford, Texas


LINGUISTA CULPAS

"Nem em Francês, nem em Inglês, "Os Presidentes,


nem em Mexicano." quer as coisas sejam boas
ou más, apanham com as culpas.
Declinando responder às perguntas Eu compreendo isso."
dos jornalistas na Cimeira das Américas.
Quebeque, Canadá
Washington, D ..

KYOTO
ÁFRICA

"Primeiro, não aceitaríamos


"Passámos uma quantidade
• um Tratado que não tivesse sido ratificado ,
de tempo a falar de África,
nem um Tratado
como devíamos.
que eu pensasse fazer sentido
África é uma nação
para o país."
que sofre de incrível doença."
Sobre o Acordo de Kyoto,
Gotemburgo, Suécia ao The Washington I)mt
w
SIDA PRESENÇA AUSENTE

"Nós estamos preocupados com a SIDA "Eu prometo que prestarei atenção
dentro da nossa Casa Branca ... ao que aqui tem sido dito,
não se enganem sobre isso." mesmo se não estiver aqui."
Washington, D.C.

PACIÊNCIA
ACREDITAR
"Eu sou um homem paciente.
E quando digo que sou
"Sei no que acredito. um homem paciente quero significar
Continuarei a articular o que eu preciso que eu sou um homem paciente."
e o que acredito ... eu acredito
que o que eu acredito está certo."

Roma

fiO
IMOBILIÁRIO NOVA ESCOLA

"Cerca de 75 por cento dos americanos "Eu adoro a ideia de uma escola
brancos possuem a sua casa, em que as pessoas
e menos de 50 por cento dos 'Hispanos' vêm para ser educadas,
e Americanos Africanos não possuem a sua casa. e continuam no estado em foram educadas."
E isso é uma lacuna ... isso é uma lacuna
Washington, D.
de propriedade da própria casa.
E nós tivémos de fazer
alguma coisa sobre isso."

Cleveland, Ohio

DECISÕES COMPELI DAS

"Por outras palavras,


.• não acho que as pessoas devam
ser compelidas a tomar
as decisões que elas acham
que é o melhor
para a sua família."

Washington, 1).( .
w
PELOS COTOVELOS IMIGRANTES

"Às vezes, Washington é uma das cidades "Injustamente mas verdadeiramente,


em que a pessoa ... as pessoas o nosso partido tem sido etiquetado
que acham que conseguirem com sendo contra coisas.
o cotovelo afiado é a pessoa mais eficaz." Anti-imigrante, por exemplo.
New Orleans
E nós não somos um partido de anti-imigrantes.
Bem pelo contrário.
Nós somos um partido
que dá as boas vindas às pessoas."

Cleveland

BALíSTICA PACIFISTA

"Eu não quero nações com a sensação "Quer estejam aqui por nascimento,
de que podem ameaçar-nos e aos nossos aliados. ou quer estejam na América
Eu quero ter um sistema balístico de defesa por escolha, vocês contribuiram
• para que possamos tornar o mundo para a vitalidade da nossa vida.
mais pacífico, e ao mesmo tempo quero reduzir E por isso, nós estamos gratos."
as nossas próprias capacidades nucleares
para o nível que se compadeça Washington, D.

com a manutenção da paz."


Des Moines, lowa

114
w w
ABRAÇOS TERRORISTAS

"Há uma única pessoa que abraça "Estas pessoas não têm tanques.
as mães e as viúvas, as mulheres e as crianças Eles não têm barcos.
após a morte daquele que ama. Escondem-se em cavernas.
Outros dão abraços, mas tendo empenhado Mandam suicidas para fora."
as tropas, eu tenho uma responsabilidade
Falando sobre terroristas,
adicional de abraçar,
e esse sou eu, e eu sei. como e.
~" Portsmouth

Washington, D.e.

SADDAM

"A guerra ao terror envolve


Saddam Hussein por causa
da natureza de Saddam Hussein,
a história de Saddam Hussein,
e a sua disposição
para se aterrorizar a si mesmo."

Grand Rapids, Mi hlll.1I1


w
JURAMENTOS MERCADOS

"De qualquer modo, "A Ann e eu vamos defender


depois de sairmos e abrirmos esta mensagem equívoca ao mundo:
os nosso corações, os mercados devem ser abertos."
depois de você sair e nos ajudar
Tomada de posse da Secretária para a Agricultura,
a alterar o voto, Ann Veneman,
depois de termos Washington, D.C.
convencido os bons Americanos
a votar, e enquanto eles estão nisso,
puxe aquela velha alavanca George W.,
se eu for o primeiro, "É importante para as pessoas
quando eu puser compreenderem que quando
a minha mão sobre a Bíblia... há mais trocas comerciais, há mais comércio."
quando eu puser Quebec City, Canadá
a minha mão sobre a Bíblia...
nesse dia quando eles nos ajuramentarem,
quando eu puser
a minha mão sobre a Bíblia,
eu jurarei não ...
defender as leis da terra."
Toledo, Ohio

- ------ ----- -----


- -----
- ------ ----------
-- -- -- - ------ --
DÉFICES MUNDO INCERTO

110 meu plano deprecia "Este é mundo que é muito


uma quantidade sem precedentes mais incerto do que no passado.
da nossa dívida nacional." No passado nós tínhamos certezas,
tínhamos certezas de que era nós contra
Comunicação ao Congresso sobre o Orçamento
os russos no passado.
Nós tínhamos certezas, e por conseguinte
tínhamos imensos arsenais nucleares
apontados um ao outro para manter a paz.
Era disso que tínhamos a certeza ... estão a ver,
embora fosse um mundo incerto,
nós tínhamos a certeza de algumas coisas.
Temos a certeza de que mesmo que o 'império do
mal' possa ter passado, o mal ainda permanece.
Temos a certeza de que há pessoas
que não suportam aquilo de que a América
é garante ...
Temos a certeza de que há loucos no mundo,
• e há terror, e há mísseis, e tenho a certeza disto,
também: tenho a certeza de que para manter a paz,
é melhor termos um exército com moral elevada,
e tenho a certeza de que sob esta administração,
a moral no exército é perigosamente baixa."

Albuquerque, The Washington I 'IINI

71
70
r

I,
IW
PÁTRIA ANTI- TERRORISMO

"Não há maior tarefa do que proteger "As pessoas dizem: como é que posso ajudar
a pátria do nosso país." nesta guerra contra o terror?
Como posso combater o mal?
Stockton, Califórnia
Vocês podem fazer isso
sendo mentores de uma criança;
entrando numa casa de inválidos
lil
e dizendo eu amo-vos."
Washington, D.e.

I
ISRAEL
NUVENS

.• "Não há nada mais profundo


"Não há dúvida de que no minuto do que reconhecer o direito
em que fui eleito, de Israel a existir.
as nuvens de tempestade no horizonte Este é o pensamento mais profundo de todos ...
moveram-se quase directamente Não consigo pensar em nada mais profundo
por sobre as nossas cabeças." do que esse direito."
Washington, D.e. Washingl'Oll, 1),( ,
MÉDIO ORIENTE ALIANÇAS MODERNAS

"Eu compreendo que o desassossego "Durante o último século e meio,


no Médio Oriente cria desassossego a América e o Japão
em toda a região." formaram uma das maiores
e mais duradoiras alianças
Washington, D.C.
dos tempos modernos."

Tokio, Japão

"Os bombardeamentos suicidas aumentaram.


Há demasiados deles."
Albuquerque
PRETOS?

"Vocês têm pretos, também?"

Ao Presidente do Brasil, Fernando Cardoso,


Washington, D.C.

7 7 I
w
CAOS E ORDEM O SENADO DAS NAÇÕES UNIDAS

"Vocês são livres. "Eu tenho de poder mover


E a liberdade é bela. as pessoas certas para o lugar certo
E, sabem, eu levarei tempo a restaurar no momento certo para o proteger,
o caos e a ordem ... a ordem a partir do caos. e não vou aceitar uma imposição nojenta
Mas conseguirá." do Senado das Nações Unidas."
Washington, D.C. South Bend, lndianz

APOSENTADOS

"Agora, falámos com a Ioan Hanover.


Ela e o marido, George, estavam a visitar connosco. CRIMINOSO LIBERTADO
Eles estão perto da aposentação ...
a aposentarem-se ... em processo
para se aposentarem, quero dizer eles são pessoas "Quando o Iraque estiver libertado,
muito inteligentes, activas, capazes, você será tratado,
que estão na idade da aposentação julgado e perseguido
e estão a aposentar-se." como um criminoso de guerra."
Alexandria Washington, I .( ,

7h 77
HISPANICAMENTE LAR, DOCE LAR

"Eu inventei palavras novas, "O lar é importante.


como equívoco e hispanicamente." É importante ter um lar."

Jantar com a Associação dos Correspondentes Crawford, Tcxa


da Rádio e Televisão,
Washington, D.C.

UNIDADE

"A nossa nação deve


encontrar-se para se unir."

Tampa

711