Você está na página 1de 24

Sumário Editorial

Alimentos que curam Caros leitores,


Inhame tem propriedades depurativas
e desintoxicantes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 4
Começamos o ano de 2006 com muitas atividades e novida-
Vitaminas des na Academia Sul-Americana de Medicina Integrada (Asami), a
Mistura de tocoferóis é mais eficaz começar pelo nome da revista. A partir desta edição, a revista pas-
na prevenção contra Alzheimer . . . . . . . . . p. 5
sa a se chamar Homo Optimus, em alusão ao homem do mundo
Inscrição moderno, que precisa otimizar sua forma de viver e pensar para
Asami . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 5
aproximar-se o máximo possível de seu ponto de equilíbrio em
Corpo-mente um meio ambiente muitas vezes desfavorável. Nas páginas da
Pesquisa relaciona otimismo com menor
Homo Optimus, médicos, profissionais da saúde e todas as pes-
risco de doença cardíaca e AVC . . . . . . . . . p. 6
soas interessadas em viver de uma maneira mais saúdavel encon-
Coluna jurídica
trarão estudos, matérias e artigos voltados para uma medicina
Juris Tantum . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 7
mais natural e humana, onde são levados em conta a individua-
Artigo
lidade do ser humano, o poder da alimentação e a influência dos
Escolas de Medicina não ensinam
a tratar o ser humano . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 8 aspectos mentais e emocionais na saúde.
A partir desta edição, também lançamos novas colunas para
Medicina Alternativa
México sedia o 1º Congresso
atender aos interesses dos leitores: Alimentos que curam, que
Internacional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 9 visa trazer informações sobre as propriedades terapêuticas
dos alimentos, Juris Tantum, uma coluna jurídica para discu-
Ácidos graxos
Ômega-3 reduz risco cardíaco mais tir as questões relacionadas à área médica levantadas pelos
do que as estatinas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 10 próprios leitores e também uma espaço denominado Estudos,
Pesquisa destinado à publicação de pesquisas na área de medicina e
Baixa gordura não evita doenças . . . . . . . . p. 11 saúde. Além disso, nossa revista também passará a circular
Entrevista com maior periodicidade.
“Sem inflamação não haveria Outra novidade é que já está no ar o site www.asami.com.br,
câncer clínico” . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 12 da Asami. A matéria da página 3 explica tudo sobre o funciona-
Estudos mento e utilização do site. É fundamental também destacarmos
Poder antioxidante das folhas o 5.º Encontro Internacional de Medicina Integrada, que será
de oliveira . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 14 realizado nos dias 29 e 30 de abril em Curitiba, no Paraná, com a
Meio ambiente presença de especialistas estrangeiros e brasileiros renomados na
Mundo moderno sobrecarrega o corpo área de nutrologia, imunologia, acupuntura, psiconeuroimunolo-
de substâncias tóxicas . . . . . . . . . . . . . . . . . . p. 18 gia e meio ambiente (veja programação na contracapa e no site
Estudos www.asami.com.br/hotsite). Não deixe de participar deste impor-
A prática do trabalho voluntário como tante evento científico! Boa leitura!
prevenção de doenças degenerativas . . . p. 20
Vitamina C intravenosa
Eficácia contra tumores reconhecida . . . . p. 22
Academia Sul-Americana de Medicina Integrada

Expediente
Direção Jornalista E-mail:
Dr. Roberto Cesar Leite Responsável asami@asami.com.br
Yannik D’Elboux
Departamento MTB 36.512 A revista Homo Optimus, da Academia Sul-Americana de
Comercial Medicina Integrada, é publicada pela Editora Corpo Mente.
Marcia Rosa Pereira Textos e A revista Homo Optimus não se responsabiliza por conceitos
(41) 3022-0293 Revisão Geral emitidos nos artigos assinados.
Yannik D’Elboux
Editoração Abril 2006
Editora Corpo Mente Fotos
Divulgação Endereço:
Projeto Gráfico, Capa Rua Senador Xavier da Silva, 39
e Diagramação Informações Alto São Francisco, Curitiba/PR
Michelle Aguiar Tel/Fax: (41) 3022-0293 CEP 80530-060
ASAMI AGORA TAMBÉM TEM SITE

Home page da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada

Nos dias de hoje, em que a falta de tempo impe- tões relacionadas à medicina a partir de uma visão
ra e a praticidade é fundamental, a internet torna-se integrada do ser humano. Os usuários também têm
ferramenta indispensável para atualizar-se sobre os a oportunidade de sugerir tópicos de discussão e
acontecimentos em sua área de atuação e também enviar materiais para serem publicados no site após
ganhar novos conhecimentos. Com base nessa análise e aprovação da equipe da Asami. Mas para
necessidade, a Academia Sul-Americana de Medi- utilizar livremente todo o conteúdo do site, inclusi-
cina Integrada (Asami) decidiu criar um site para ve o Fórum, é preciso receber uma senha de acesso,
os associados. No endereço www.asami.com.br os fornecida pela Asami para os associados com as
associados encontram, além de informações sobre a anuidades em dia.
Asami, estudos, publicações e matérias sobre a me-
dicina chamada de Corpo-Mente, nutrição, tóxicos e Para os interessados em fazer parte da rede
meio ambiente. O site também disponibiliza as últi- de conhecimento da Asami, é possível obter
mas edições da revista da Asami para download. todas as infomações de como associar-se no
Com o funcionamento do site, fica mais fácil site e já preencher os dados para o cadastro na
para os associados estarem por dentro de todas as própria página eletrônica. Acesse o endereço
atividades e cursos promovidos pela Asami, além de www.asami.com.br. Para mais informações,
dúvidas, críticas e sugestões entre em contato
outros eventos na área de Medicina Integrada. O site
pelos telefones (41) 3022-0293 e (41) 3019-2966
também possui um espaço dedicado a um Fórum,
ou envie um e-mail para asami@asami.com.br.
que tem como proposta discutir as principais ques-

Revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada 3


ALIMENTOS QUE CURAM

INHAME TEM PROPRIEDADES


DEPURATIVAS E DESINTOXICANTES
A utilização dos alimentos para fins medicinais no tratamento da tensão pré-
não é nenhuma novidade. O princípio já era pre- menstrual e para amenizar
conizado por Hipócrates há cerca de 2.500 anos: os sintomas da menopau-
“Que o seu alimento seja o seu medicamento e que o sa devido a presença de
seu medicamento seja o seu alimento”. De lá pra cá, a fitoestrógenos.
medicina evoluiu em muitos aspectos, porém aca- Esse poderoso tubér-
bou distanciando-se dos pilares básicos que regem culo também tem a pro-
a saúde humana, como os cuidados com a alimen- priedade de fortalecer
tação para uma vida saudável. Além de ser fonte de o sistema imunológico.
energia, os alimentos têm propriedades específicas Os médicos orientais recomendam a ingestão
que auxiliam na prevenção, no tratamento e tam- de inhame para fortificar os gânglios linfáticos.
bém na cura de muitas doenças. Entre os alimen- Na Índia, o sistema médico
tos com importantes benefícios para a saúde está ayurvédico também indica
o inhame, um tubérculo rico em amido, fonte de o consumo desse alimento
Betacaroteno, vitaminas C e do complexo B, cálcio, para restaurar as defesas
fósforo e ferro. orgânicas, principalmente
Por ser uma rica fonte de nutrientes, o inhame é como recurso para combater
bastante disseminado como alimento imprescindí- infecções e tumores. Mas nem
vel na dieta da primeira infância. Além disso, é re- só de “dentro para fora” o inhame
conhecido como um agente eficaz na prevenção da é útil, o alimento utilizado na forma
malária, dengue e febre amarela. Diversas pesquisas de cataplasma pode ser usado para
e livros sobre o tema citam que durante a coloniza- tratar furúnculos, abcessos, ajudar na
ção da África muitas aldeias foram dizimadas pela cicatrização de feridas, eczemas, cicatri-
malária quando os colonizadores brancos substituí- zes, espinhas, auxiliar a reduzir o inchaço
ram o cultivo do inhame por outros mais lucrativos, e a dor após fraturas e queimaduras e até
como a cana-de-açúcar, e os nativos foram obriga- mesmo para cuidar de unha encravada. O inhame
dos a reduzir o consumo do tubérculo. Mas, além que possui todas essas propriedades é o tubér-
dessas propriedades, uma das principais caracterís- culo pequeno, de casca marrom
ticas do inhame é o seu poder depurativo e desin- ou cinza, também conhecido
toxicante. Na cultura popular, diz-se que o inhame como inhame japonês ou
“limpa o sangue”. O alimento, na verdade, auxilia na chinês. Existem outras espé-
eliminação das toxinas do sangue por meio da ex- cies de inhame e também
creção dessas substâncias através da pele, dos rins um tubérculo chamado cará
e do intestino. O inhame é recomendado no trata- que pode ser confundido com
mento de diversas doenças, como reumatismo, artri- esse alimento. Apesar de serem
te, inflamações, infecções e foi durante muito tempo comestíveis, esses tubérculos não
empregado no tratamento contra sífilis. Também é detêm o mesmo poder curativo do
utilizado para aumentar a fertilidade em mulheres, inhame.

Abstract: Besides being a source or energy, some foods have specific properties that can help in the
prevention, treatment and also in the cure of many illnesses. One of those foods is the route called yam. It’s
rich in starch, source of Bexarotene, vitamin C and B-complex vitamins, calcium, phosphorous and iron. The
yam is recommended in the treatment of diverse illnesses as rheumatism, arthritis, inflammations, infections
and was for a long time used in the treatment against syphilis. It’s also used to increase fertility in women,
in the treatment of premenstrual syndrome and to relieve menopause’s symptoms due to the presence of
phytoestrogens.

4 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


VITAMINAS

MISTURA DE TOCOFERÓIS É MAIS EFICAZ


NA PREVENÇÃO CONTRA ALZHEIMER
Uma mistura de tocoferóis pode oferecer maior o mal de Alzheimer. O maior consumo de vitamina
proteção contra o mal de Alzheimer do que o uso E e alfa-tocoferóis equivalentes foi associado a uma
de apenas um dos compostos da vitamina E, revela menor incidência de mal de Alzheimer. A cada 5 mg
um estudo publicado no American Journal of Clini- por dia a mais de tocoferóis, os pesquisados tinham
cal Nutrition. O termo vitamina E é usado de forma de 26 a 44% menos chance de desenvolver Alzhei-
genérica para designar oito compostos encontra- mer. Um maior consumo de vitamina E também pro-
dos na natureza, quatro chamados de tocoferóis porcionou proteção contra o declínio cognitivo.
e quatro denominados tocotrienóis, que também Os resultados do estudo reforçaram a im-
recebem os prefixos alfa, beta, gama e delta para portância da suplementação diária com
serem identificados. O alfa-tocoferol é a forma mais vitamina E e indicaram que uma mis-
comum da vitamina E encontrada nos suplementos, tura de tocoferóis pode oferecer maior
enquanto o gama-tocoferol é a mais prevalente nos proteção contra as doenças comuns
alimentos. Pesquisadores já haviam descoberto an- associadas ao envelhecimento, como
teriormente que a vitamina E obtida da dieta, e não mal de Alzheimer, do que o uso de alfa-
de suplementos, é associada com a redução de risco tocoferol isolado.
de desenvolver Alzheimer.
Durante seis anos, os pesquisadores investiga- Fonte:
Life Extension / Morris MC, Evans DA, Tangney CC, et al. Relation
ram idosos de 65 anos ou mais, que preencheram of tocopherol forms to incident Alzheimer disease and to cognitive
questionários sobre seus hábitos alimentares e pas- change, American Journal of Clinical Nutrition, 2005. Feb; 81(2):
saram por testes cognitivos e avaliação clínica para 508-14.

Abstract: According to a report in the American Journal of Clinical Nutrition, mixed vitamin E tocopherols
may offer greater protection against Alzheimer’s disease than vitamin E alone. In a six-year study examining
community residents aged 65 and older, it was concluded that higher intakes of vitamin E and alpha
tocopherol equivalents were found to decrease the incidence of Alzheimer’s.

Participe da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada!


Faça parte dessa rede de conhecimento voltada à ‘medicina do ser’. O objetivo principal da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada
(Asami) é funcionar como um canal de troca de informações, conceitos e técnicas que permitam tratar o ser humano em sua integralidade.
A Asami reúne médicos e profissionais da saúde das mais diversas áreas, dedicados a unir conhecimentos e diferentes especialidades para
auxiliar cada paciente, conforme suas características e necessidades individuais, a alcançar o pleno bem-estar físico, mental e emocional. A
Asami também oferece aos associados a oportunidade de divulgar seus estudos e experiências na área de medicina integrada, além de des-
contos em todas as atividades da Academia e nos materiais da Editora Corpo Mente. Associe-se e contribua para o progresso da ciência e para
a consolidação de uma medicina direcionada à cura do ser como um todo.

Para fazer parte da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada, preencha esta ficha e envie para:
Rua Senador Xavier da Silva, 39 . Alto São Francisco . Curitiba/PR . CEP 80530-060
ou pelo Fax (41) 3019 2966, ou então, mande em e-mail para corpomente@avalon.sul.com.br
Anuidade = R$ 150,00
Depósito na Agência 1525 da Caixa Econômica Federal, conta nº 1237-0, nominal à RCL Publicações Ltda.
Obs.: ENVIAR COMPROVANTE DE DEPÓSITO PARA O FAX (41) 3019 2966.

Nome: _________________________________________________________________________________________
Especialidade: _____________________________________________ CRM: _______________________________
Endereço: _________________________________________________ Nº: _______ Complemento: ______________
Bairro: __________________________ CEP: _____________Cidade: ______________________________ UF: ______
Tel. (residencial): ___________________ Tel. (comercial): ___________________ Fax: _________________________
e-mail: _________________________________________________________________________________________
CORPO-MENTE

PESQUISA RELACIONA OTIMISMO COM


MENOR RISCO DE DOENÇA CARDÍACA E AVC
Novos estudos vêm comprovando o que os es- Os níveis mais elevados de otimismo também fo-
pecialistas em medicina integrada já constataram, ram associados com idade menos avançada, nível
que a saúde do ser humano está diretamente ligada mais alto de educação, aos homens que moraram
ao equilíbrio físico, mental e emocional. Em uma com menos freqüência sozinhos, que possuíam
pesquisa publicada recentemente nos Arquivos melhor saúde, praticavam mais atividade física e
de Medicina Interna, um dos jornais do JAMA apresentaram menor índice de depressão em 1990.
(Journal of the American Medical Association), Mas a razão de o otimismo afetar a saúde cardiovas-
cientistas concluíram que homens idosos com cular não foi totalmente esclarecida pela pesquisa.
uma visão otimista têm menos chance de morrer Uma possibilidade para os investigadores é que os
de doenças cardíacas e de AVC (acidente vascular otimistas, de forma geral, têm maior facilidade de li-
cerebral). O trabalho foi realizado por pesquisado- dar com as adversidades da vida, como por exemplo
res do GGZ Instituto Delfland de Saúde Mental, na a morte de uma pessoa amada, e tendem a também
Holanda. Em um estudo anterior, o mesmo grupo de cuidar melhor deles mesmos em caso de doença.
pesquisadores também encontrou um risco menor Os pesquisadores também notaram em seus
de morte por qualquer causa entre adultos que pos- relatórios que pode existir uma influência genética
suíam, de forma geral, atitudes otimistas. Essa nova e biológica tanto para a saúde cardiovascular como
pesquisa envolveu 545 homens com idade entre 64 para o otimismo ou pessimismo. Além disso, a ati-
e 84 anos, sem a preexistência de doença cardiovas- tude otimista ou pessimista também poderia afetar
cular ou câncer, durante um período de 15 anos. Os a saúde por meio da influência no sistema nervoso,
homens classificados como otimistas em 1985 apre- imunológico e hormonal. Outro aspecto destacado
sentaram 55% menos chance de morrer de doença na pesquisa é que o otimismo tende a diminuir com
cardíaca ou derrame até o ano 2000, a idade. Como traços de personalidade são difíceis
mesmo quando considerados fatores de serem modificados, o pessimismo como fator de
como tabagismo, condições gerais de risco ainda é um grande desafio para o tratamento
saúde e histórico familiar, do que os médico. A medicina integrada, que une diferentes
mais pessimistas por natureza. profissionais ligados à saúde física, mental e emo-
Para determinar o nível de oti- cional, pode ser um caminho mais eficiente para a
mismo, os participantes tiveram prevenção.
que responder questionários em
Fonte:
1985, 1990, 1995 e 2000 para avaliar Archives of Internal Medicine:
se possuíam uma visão positiva da http://archinte.ama-assn.org
vida e suas expectativas para o futuro. Reuters Health: www.reutershealth.com

Abstract: The most optimistic elderly men seem to be less likely to die of heart disease or stroke when
compared with those more pessimistic by nature, reveals a Dutch study that followed 545 men between
ages of 64 and 84 for up to 15 years. Overall, those men who were optimists in 1985, at the first test, were 55
percent less likely to die of heart disease or stroke by 2000.

Academia Sul-Americana de Medicina Integrada


COLUNA JURÍDICA

JURIS TANTUM Jocelina Pacheco dos Santos Lima*

A partir dessa edição, inaugu- os preceitos fundamentais da demo-


ramos um espaço dedicado às cracia. No Título I, art. 1,º no inciso
questões relacionadas à Medici- III encontramos a proteção
na e ao Direito. Essas duas áreas à dignidade da pessoa
de conhecimento, que podem humana. No art. 3º
parecer tão distantes, a cada vêm os objetivos fun-
dia estreitam laços em prol do damentais da Repú-
cumprimento dos direitos e de- blica Federativa do
veres dos médicos e pacientes, Brasil, dentre eles a
e também de uma reflexão mais construção de uma
ampla sobre o direito à saúde, sociedade livre, justa e solidária.
proporcionando ganhos para No Capítulo II, dos Direitos Sociais,
toda a sociedade. O objetivo des- art. 6º diz: “são direitos sociais a educação, a saúde, o
sa coluna é funcionar como um trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência
canal de troca de experiências social, a proteção à maternidade e à infância, a assistên-
entre médicos e nossa equipe de cia aos desamparados, na forma desta Constituição” e
assessoria jurídica. A coluna nada completando um breve passeio pela Constituição
mais é do que uma despretensio- Federal, o art. 196 preceitua que “A saúde é direito de
sa “conversa jurídica”, porém com todos e dever do Estado, garantido mediante políticas
a preocupação de responder as sociais e econômicas que visem à redução do risco de
dúvidas dos profissionais da saú- doença e de outros agravos e ao acesso universal e
de referentes às práticas médicas, igualitário às ações e serviços para sua promoção, pro-
com base em tratados, doutrina, teção e recuperação”.
interpretações jurisprudenciais e Os preceitos citados são nada mais, nada menos
em textos de lei. do que o ápice da lei brasileira. É a lei maior, não
Como o próprio nome em la- existe nada acima dela. Portanto, quando a Magna
tim sugere – juris tantum significa Carta fala em “políticas sociais e econômicas” se
apenas de direito; presunção que refere à aplicação de medidas em benefício e
admite prova em contrário –, não proteção da saúde do cidadão e não do capital
se visa aqui colocar um ponto ou do sistema capitalista. Ela, a lei maior, pode
final em qualquer discussão, mas até proteger a atividade econômica, mas nun-
analisar sob os mais diversos ca em detrimento do bem fundamental que é
aspectos legais as práticas médi- a saúde do povo brasileiro.
cas, a conduta dos profissionais, Muitos questionamentos nos assal-
o tratamento dispensado aos tam. É nosso objetivo trazê-los para dis-
pacientes e também as ações cussão, caro leitor.
das multinacionais farmacêuticas
e dos grandes laboratórios que Envie o seu tema e suas dúvidas para
influenciam o exercício da Me- serem discutidos nessa coluna pelo
dicina. O principal pilar de toda e-mail asami@asami.com.br.
reflexão publicada nesta coluna
será o direito à saúde em seu sen-
* Jocelina Pacheco dos Santos Lima é advogada no Paraná, OAB 39447. Também revisam e
tido mais amplo, assegurado pela orientam o trabalho dessa coluna o juiz de Direito Dr. Francisco Cardozo Oliveira, assessor
Constituição Federal de 1988. do presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, e a juíza do Trabalho Dra. Nancy
Nossa Carta Magna abre com Nicolas Oliveira, Juíza Substituta do Trabalho, TRT – 9ª Região.

Revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada 7


ARTIGO

ESCOLAS DE MEDICINA NÃO ENSINAM


A TRATAR O SER HUMANO
Dr. Roberto Cesar Leite (Curitiba/PR)

O título desse texto pode causar certa estra- de buscar outros caminhos, escondem-se interesses
nheza em muitos leitores. Afinal, o que ensinam as econômicos, inclusive influenciados por multinacio-
faculdades e universidades nos cursos de medicina? nais, como as grandes companhias farmacêuticas.
Infelizmente, o enfoque vem sendo por muitos anos Não há dúvida de que a maioria das disciplinas
apenas técnico. O humanismo praticamente inexis- que compõem a grade curricular dos cursos de me-
te na maioria das instituições e o ensino volta-se, de dicina precisam ser ministradas. É preciso conhecer
forma geral, apenas para o tratamento das doenças anatomia, fisiologia, citologia, bioquímica e todas as
e não dos doentes. Os seres humanos por trás das ciências que estudam o ser humano. Porém, a medi-
patologias não passam de meros coadjuvantes du- cina não pode distanciar-se do seu objeto principal
rante o processo de aprendizado da medicina. Os e atribuir aos remédios a capacidade de solução
alunos aprendem a prescrever medicamentos, ou a para todos os problemas. Também é fundamental
partir para alternativas cirúrgicas, e concluem o cur- considerar a necessidade de equilíbrio físico, mental
so sem possuir uma visão integral do ser humano. e emocional para a saúde, trabalhar para recuperar a
As escolas de medicina não ensinam o mais im- homeostase do organismo e perceber a importância
portante, que é analisar cada paciente, cada indiví- de restabelecer a capacidade de autocura, presente
duo, como um todo, conhecer, compreender e estu- em todos os seres. Embora muitas terapias sejam
dar as relações que existem entre o corpo, a mente, eficazes sobre a sintomatologia de determinada
a alimentação e o meio em que a pessoa vive e as doença, estão longe de corrigir os desequilíbrios de
influências desses aspectos na cura e prevenção das base que existem e atuar na origem da patologia,
enfermidades. O ser humano é visto mais como um seja na área da mente, das emoções, da nutrição,
robô, uma máquina, em que apenas o conserto das etc. Por desconhecer outras possibilidades, muitos
peças é suficiente para garantir pleno funcionamen- médicos acabam utilizando técnicas em alguns
to. Partindo dessa premissa, ensina-se uma medicina casos demasiadamente agressivas ou com pouco
praticamente voltada apenas para a alopatia e que potencial de cura, somente para não ficarem de
tem como conseqüência o abuso e o uso indiscri- braços cruzados frente a uma enfermidade, quando
minado de medicamentos. Além disso, também ob- poderiam empregar outros recursos terapêuticos.
serva-se nas escolas de medicina uma negação das A maioria acredita que apenas o que foi ensinado
técnicas naturais, uma desconsideração completa durante o curso de medicina é válido.
com relação às propriedades curativas das plantas, Adotar outras terapias não significa abandonar
dos medicamentos homeopáticos, das práticas nenhum tipo de medicina, mas reconhecer os li-
ancestrais e até mesmo da própria psicoterapia. mites de cada técnica e as vantagens de agregar
Por trás dessa conduta, que pode ser caracterizada novas possibilidades de tratamento. Lidar somente
como proibitiva e com a doença pode representar perda de tempo, é
muitas vezes até essencial direcionar esforços para a recuperação da
coercitiva para capacidade de autocura. A medicina é uma arte que
aqueles que deveria incluir o conhecimento de diferentes possi-
gosta- bilidades terapêuticas para poder criar um contexto
riam terapêutico efetivo, baseado na pessoa portadora
da enfermidade e não somente na doença em
questão. Esse objetivo seria mais facilmente alcan-
çado se a formação dos médicos fosse diferente, se
as escolas de medicina dessem maior espaço para
o estudo de temas como nutrição, psicossomática,
terapias não-alopáticas como a fitoterapia, técnicas
da medicina chinesa, homeopatia, entre outros, fun-
damentais para o exercício eficaz da profissão. Os

8 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


médicos precisam conhecer e aplicar essas técnicas
como substitutivas de terapias mais caras e repletas MÉXICO SEDIA 1º CONGRESSO
de efeitos colaterais. Os tratamentos mais tóxicos, INTERNACIONAL DE MEDICINA
embora necessários algumas vezes, podem causar
desrupturas na homeostase do organismo e predis- ALTERNATIVA
por o indivíduo a outras doenças no futuro. Cada vez O ano de 2006 começou com o encontro
mais é importante valorizar medicinas mais suaves, de médicos e terapeutas da área de medicina
com menor uso de drogas, que contribuam para complementar e saúde integral no 1º Congresso
uma saúde melhor no presente e no futuro. Internacional de Medicina Alternativa, realizado
Outro ponto fundamental, e urgente, que de- nos dias 28 e 29 de janeiro na cidade de
veria ocupar lugar de destaque nas faculdades e Chihuahua, no México. O congresso reuniu
universidades é o ensino da medicina preventiva. É cerca de 300 participantes de vários países,
essencial orientar as pessoas para prevenir doenças. parte de um público bem diversificado, que
incluiu médicos de diferentes especialidades,
As enfermidades não “caem do céu”, sempre surgem
enfermeiros, estudantes de medicina, psicólogos,
após uma série de desequilíbrios, que o médico tem
defensores de técnicas complementares e de uma
a obrigação de saber identificar e ajudar a evitar. É medicina mais natural. Durante os dois dias de
importante ressaltar que prevenção não é fazer um congresso, foram abordados temas como AIDS,
diagnóstico precoce, o conceito é anterior a essa psiconeuroimunologia, medicina e nutrição maia,
fase, consiste em agir antes que qualquer proble- práticas anti-envelhecimento, diagnóstico por
ma se instale. A medicina preventiva reduz custos, meio de microscopia de campo escuro, dança-
entretanto, infelizmente, para muitos profissionais terapia, saúde integral, entre outros.
e para o sistema dominado pelas multinacionais é Em um clima de muito interesse e integração,
mais vantajoso trabalhar com a doença, que é muito os participantes do 1º Congresso Internacional
de Medicina Alternativa assistiram às palestras
mais rentável.
ministradas por especialistas do México, dos
Algumas mudanças estão ocorrendo, como o
Estados Unidos, da Colômbia, Austrália e também
reconhecimento de especialidades como a homeo- do Brasil, representado pelo presidente da
patia e a acupuntura, porém esse processo poderia Academia Sul-Americana de Medicina Integrada,
ser acelerado com o engajamento das escolas de Roberto Cesar Leite, que falou sobre “O uso da
medicina. A transformação a partir da base – a for- medicina integrada no manejo das doenças
mação do médico – produziria resultados em menor crônico-degenerativas”. O infectologista Roberto
prazo. De qualquer forma, o maior acesso a informa- Giraldo, que esteve presente no ano passado no
ções, pesquisas e estudos científicos relacionados a 4º Encontro Internacional de Medicina Integrada,
técnicas e outras formas de terapia, facilitado sobre- em Curitiba, também foi um dos convidados e
ministrou a palestra “Psiconeuroimunologia”.
tudo pela internet, tem feito com que um número
O evento foi promovido pelas Fundação
cada vez maior de médicos e profissionais da saúde
Luisernesto de los Andes, Planeta de Luz e
reconheçam a importância de ampliar seus conhe- Comunidade Planetária Janajpacha, instituições
cimentos para poder tratar o ser humano como um fundadas por Luis Ernesto Espinoza Sánchez
todo. (Chamalú), com sede inicial em Cochabamba, na
Bolívia, e atualmente com sucursais em diferentes
países.
Abstract: The majority of medical schools do
not teach the most important thing: to analyze
DIVULGAÇÃO

each patient, each individual, as a whole and


to be able to know, understand and study the
relationships between body, mind, diet, life style
and the environment. And also to learn about
the influences of these aspects in the cure and
prevention of diseases. To adopt other therapies
does not mean to abandon any type of medicine,
but to recognize the limits of each technique
and the advantages to add new possibilities of
treatment. Participantes durante palestra sobre saúde integral

Revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada 9


ÁCIDOS GRAXOS ÔMEGA-3
REDUZEM RISCO CARDÍACO
MAIS DO QUE ESTATINAS
Os ácidos graxos essenciais Ômega-3 podem
reduzir o risco de morte por doença cardíaca
de maneira mais significativa do que um grupo
de drogas usadas para diminuir o colesterol,
chamadas de estatinas, segundo um estudo
publicado no Archives of Internal Medicine.
Investigadores suiços revisaram os resultados de
97 estudos clínicos controlados randomizados
– envolvendo mais de 275 mil indivíduos – que
comparavam intervenções com medicamentos,
placebo ou dieta usual. A equipe suiça concluiu
que as estatinas reduziram o risco de mortalidade
por problemas cardíacos em 22%, enquanto que
ácidos graxos Ômega-3 diminuíram o risco em
32%. As estatinas reduziram a mortalidade geral
em 13%, porém nesse caso os ácidos Ômega-3
também tiveram um melhor desempenho,
diminuindo a mortalidade em 23%.
Os ácidos graxos Ômega-3, considerados
essenciais, podem proporcionar outros benefícios
para a saúde cardiovascular além da redução do
colesterol ruim. Os estudos sugerem que essas
substâncias podem ajudar a diminuir inflamação
e prevenir arritmia e trombose, além de reduzir
o colesterol total, LDL e os níveis de triglicérides.
Peixes e óleos de peixe são fontes ricas em ácidos
graxos Ômega-3 EPA (ácido eicosapentaenóico)
e DHA (ácido docosahexaenóico). O consumo
desses ácidos pela população, na maior parte dos
países ocidentais, situa-se bem abaixo dos níveis
recomendados pelas organizações de saúde.
Fonte:
Life Extension
• Studer M, Briel M, Leimenstoll B, Glass TR, Bucher HC, Effect of
different antilipidemic agents and diet on mortality: a systematic
review, Arch Int Med, 2005. Apr 11;165(7):725-30.
• Holub DJ, Holub BJ, Omega-3 fatty acids from fish oils and
cardiovascular disease, Mol Cell Biochem., 2004. Aut;263(1-2):
217-25.
• Lewis A, Lookinland S, Beckstrand RL, Tiedeman ME, Treatment
of hypertriglyceridemia with omega-3 fatty acids: a systematic
review, J Am Acad Nurse Pract., 2004. Sep;16(9):384-95.

D Fitoterapia
D Medicamentos Naturais
Abstract: According to a revew published in the
Archives of Internal Medicine, statins decreased D Hormônios Bioidênticos
cardiac mortality risk by 22% while Omega-3 DVitaminas, sais minerais e
fatty acids decreased risk by 32%. The overall
mortality was reduced by statin drugs buy 13%, suplementos nutricionais
but Omega-3 fatty acids still did better, reducing
the overall mortality by 23%. Rua Nilo Peçanha, 16 Alto São Francisco, Curitiba - PR
Tel/Fax: (41) 3013-2941 e-mail: fbelladonna@gmail.com

10 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


PESQUISA

MAIOR ESTUDO JÁ REALIZADO CONCLUI QUE

DIETA DE BAIXA GORDURA


NÃO EVITA DOENÇAS
A idéia de que as gorduras na alimentação são fosse analisada uma alimentação baseada na dieta
as grandes vilãs da saúde e que foi fortemente dis- mediterrânea, por exemplo, com baixa quantidade
seminada nas últimas décadas parece estar com os de gorduras saturadas como margarina e rica em
dias contados. A maior pesquisa já conduzida para óleos como azeite de oliva, os resultados seriam
descobrir os efeitos de uma dieta com baixo teor diferentes. Mas as mulheres investigadas reduziram
de gordura concluiu que essa medida não tem o todos os tipos de gordura e uma dieta diferenciada
resultado que os médicos acreditavam. O estudo não foi objeto do estudo.
envolveu US$ 415 milhões e fez parte da Iniciativa As mulheres que fizeram parte da pesquisa par-
para a Saúde da Mulher, dos Institutos Nacionais ticiparam de 18 sessões com um nutricionista trei-
de Saúde (NIH) do governo dos Estados Unidos, o nado para o programa em pequenos grupos no pri-
mesmo programa que mostrou os riscos da repo- meiro ano do estudo e de quatro sessões por ano no
sição hormonal durante a menopausa. A pesquisa período seguinte. No primeiro ano, as mulheres em
analisou durante oito anos aproximadamente 49 dieta de baixa gordura reduziram a porcentagem
mil mulheres com idade entre 50 e 79 anos. No fim de gordura para 24% das calorias diárias e no final
desse período, as mulheres que seguiram uma dieta da pesquisa esse número ficou em 29%. No grupo
com pequena quantidade de gordura tiveram os controle, as mulheres tinham uma alimentação, em
mesmos índices de câncer de mama, cólon, infarto média, de 35% de gordura das calorias totais e no
e AVC (acidente vascular cerebral) que aquelas em fim esse índice chegou a 37%. Os dois grupos con-
uma alimentação sem restrições. sumiam aproximadamente a mesma quantidade de
Com base nesse estudo e em novas descobertas calorias diárias. Com relação às doenças cardiovas-
que vêm sendo reveladas nesse campo, a era do “fat culares, o único fator de risco afetado foi o coleste-
free” (expressão norte-americana para os alimentos rol LDL, que apresentou níveis ligeiramente maiores
sem gordura) deve finalmente acabar. Para os pes- nas mulheres com dieta rica em gorduras, porém
quisadores, os resultados da pesquisa não justificam não o suficiente para representar uma diferença sig-
as recomendações de dietas com pouca gordura nificativa no risco dessas doenças. As mulheres que
para a população com a intenção de prevenir câncer consumiram menos gordura tiveram um índice 9%
e doenças cardiovasculares. menor de câncer de mama. A incidência foi de 42
por 10.000 em mulheres com dieta de baixa gordura
Porém é consenso entre os investigadores e de 45 por 10.000 nas participantes em suas dietas
que para uma vida saudável as pessoas devem usuais. A diferença foi considerada insignificante do
continuar a seguir uma dieta com menos ponto de vista estatístico pelos pesquisadores. Ape-
gorduras saturadas e trans e maior quantidade sar do estudo ter sido conduzido com mulheres, os
de grãos integrais, frutas e vegetais. responsáveis acreditam que os mesmos resultados
podem ser aplicados aos homens.
Alguns médicos e cientistas questionaram o
Fonte:
estudo e acreditam que as gorduras têm grande The New York Times: www.nytimes.com
influência na prevenção ou surgimento de doen- Journal of the American Medical Association:
ças cardiovasculares. Além disso, defendem que se http://jama.ama-assn.org/

Abstract: The largest study ever to ask whether a low-fat diet reduces the risk of getting cancer or heart
disease has found that the diet has no effect. The US$ 415 million study, part of the Women’s Health Initiative
of the National Institutes of Health of USA government, involved during eight years 49.000 women ages 50
to 79. The investigators concluded that those assigned to a low-fat diet had the same rates of breast cancer,
colon cancer, heart attacks and strokes as those women who ate their regular diets.

Revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada 11


ENTREVISTA

“SEM INFLAMAÇÃO NÃO


Frente a uma agressão, o Segundo sua Teoria Inflamató- subsistência e progressão aporte
organismo humano costuma ria do Câncer, quais são os prin- sangüíneo através da angiogênese.
responder prontamente com um cipais fatores que poderiam É aí que a inflamação-regeneração
processo de inflamação e poste- desencadear uma neoplasia? cumpre seu papel mais impor-
rioremente com a regeneração. DR. FIOL: O câncer é uma enfermi- tante na carcinogênese: apaga a
Na maioria dos casos, essa função dade de fatores mútiplos, mas do membrana basal e envia vascula-
é que permite o restabelecimen- ponto de vista biológico é uma úni- rização. O organismo faz isso para
to da saúde e a reparação de te- ca entidade e por esse motivo é di- reparar a zona irritada como faria
cidos lesionados. Porém, no caso fícil estabelecer uma relação direta ante uma agressão qualquer (quei-
do câncer, segundo a teoria de- entre causa-efeito. Há inúmeros fa- madura, raspadura, fincada), mas
senvolvida pelo pesquisador ar- tores que podem desencadear uma na realidade o que faz neste caso
gentino Jaime Fiol, esse processo neoplasia, mas de acordo com o é permitir que esse crescimento “in
pode ser o responsável pela evo- critério de Rous para que se desen- situ” possa tornar-se maligno, in-
lução das células cancerígenas a cadeie uma neoplasia devem atuar filtrar-se e propagar-se à distância
neoplasias e também funcionar agentes de iniciação e agentes de (metástase). A inflamação seria a
como agente de promoção no promoção. A teoria inflamatória resposável por fazer com que as cé-
processo de metástase. Tomando diz que em ambos os casos o pro- lulas tumorais possam desenvolver
por base esse conceito, conter a cesso de inflamação-regeneração um câncer clínico.
inflamação e a regeneração tam- com que o organismo responde a
bém seriam formas de combater qualquer irritação crônica pode ser Existe alguma forma, de acordo
o desenvolvimento de um câncer. o agente de iniciação (por seleção com seus estudos, de impedir
Jaime Fiol é investigador ou mutação) e conseqüentemente que o tumor cancerígeno se
independente sobre câncer e o agente de promoção. Nos casos desenvolva? Como?
AIDS, odontologista, foi docente em que vírus, agentes químicos ou DR. FIOL: Se considerarmos o
durante 10 anos na cátedra de radiações atuem como agentes ini- ponto anterior, devemos aceitar
Fisiologia, Biofísica e Bioquímica ciadores, para que o câncer “in situ” que não é questão de matar células
na Universidade Nacional de evolua para um câncer clínico deve tumorais para controlar o câncer,
Buenos Aires e realiza pesquisas haver o processo de inflamação- mas apontar e controlar seu abas-
com tumores murinos MM3 pro- regeneração. Sem inflamação não tecimento ou aporte. Isto é: tiramos
vidos pelo Hospital de Oncologia haveria câncer clínico. Esse concei- a célula tumoral do centro da cena
“Angel Roffo” da mesma univer- to é fundamental. (atuaria de uma maneira passiva)
sidade. Nesta entrevista, Fiol e colocamos a neovascularização
– também um dos convidados E qual é o processo que faz com (angiogênese) e o estroma do teci-
do 5º Encontro Internacional de que o tumor continue a se de- do neoplásico como os responsáveis
Medicina Integrada – explica os senvolver? pelo crescimento, invasão e propa-
principais aspectos de sua teoria DR. FIOL: Suponhamos que uma gação à distância das neoplasias.
e as formas de tratamento basea- célula ou um grupo de células O estroma e a angiogênese não
das nesse novo conceito. tornem-se malignas (por seleção são tumorais e são providos pelo
ou por mutação). Essas células ad- organismo. É o ponto vulnerável do
DIVULGAÇÃO

“Dietas quirem as seguintes características: câncer.


hipocalóricas desdiferenciação biológica, multi-
auxiliam no plicação exasperada e autonomia Há algum caminho para eliminar
tratamento de crescimento e assim vão confor- uma neoplasia sem os tratamen-
contra o mando o câncer “in situ”. Quando tos tradicionais: cirurgia, quimio-
câncer” esse crescimento tumoral adquire terapia e radioterapia? Qual?
um determinado tamanho (o de DR. FIOL: Certamente a extirpa-
Jaime Fiol
uma lentilha) necessita para sua ção cirúrgica de um câncer “in situ”

12 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


HAVERIA CÂNCER CLÍNICO” afirma dr. Jaime Fiol

soluciona o problema. Certamente mentação com câncer de mama profunda de nutrientes em quan-
devemos extirpar cirurgicamente espontâneo e logo mantido por tidade e qualidade, sem dúvida, o
massas tumorais. Certamente que transplantes sucessivos em cepas afetará. Parece um absurdo, mas
segue vigente o critério oncológico de ratos singênicos. Como a evo- diria-se que em um organismo
da cirurgia abrangendo uma área lução do tumor até matar o rato é muito vital o câncer também será
de segurança e os gânglios linfá- de quarenta dias, pode-se analisar muito vital.
ticos. Evidentemente que a radio- facilmente que os ratos alimen-
terapia ajuda a eliminar possíveis tados “ad libitum” morrem no Por que o câncer tem uma in-
infiltrações tumorais e a quimio- prazo estabelecido e desenvolvem cidência tão alta atualmente?
terapia é muito útil em leucemias, metástases pulmonares em 100% O que está favorecendo para o
linfomas e alguns sarcomas. Mas enquanto que os hipo-alimenta- surgimento de tantos casos?
não podemos nos limitar a esse dos duplicam a sobrevida, não de- DR. FIOL: No meu entender, isso se
conceito que pretende curar o cân- senvolvem metástases pulmonares refere a dois fatores: por um lado
cer eliminando as células tumorais. e não apresentam esplenomegalia o fracasso da medicina ortodoxa
Devemos também inibir a infla- reativa. Em seres humanos, deveria para poder controlá-lo e por outro
mação-regeneração e o aporte de indicar-se uma dieta antiinflama- pelo aumento de agentes cance-
estroma para que o resultado seja tória antes, durante e depois da rígenos, mutantes, teratogênicos
melhor. Uma forma de manejar es- cirurgia. Ao presidente Reagan, e pelo aumento de fatores estres-
ses aspectos do câncer é através de antes de ter um carcinoma de pele santes a que estamos expostos
uma dieta hipocalórica profunda. na zona nasal extirpado, em pleno atualmente. Deveríamos perguntar
Os tecidos que mais sofrem ante ca- mandato presidencial, foi reco- também se há mais casos ou se são
rências profundas são aqueles que mendada uma dieta antiinflama- detectados mais precocemente.
têm mais necessidades energéticas tória e basicamente vegetariana.
e sem dúvida o tecido neoplásico Os titulares dos diários diziam da Existe alguma maneira de pre-
será afetado com uma dieta hipo- seguinte forma: Adeus aos ham- venir a formação de um tumor
calórica. E se nos basearmos em búrgueres. Mas o tema nunca foi cancerígeno?
estudos experimentais realizados aprofundado. DR.FIOL: As dietas hipocalóri-
por Mider poderíamos aproveitar cas, com baixo teor de gordura e
a “armadilha de nitrogênio” que o E quando o câncer é descober- hipoprotéicas, são eficazes para
tecido neoplásico tende ao orga- to em estágio já avançado, é prevenir qualquer tipo de tumor
nismo quando não recebe alimen- possível evitar as metástases? cancerígeno porque são dietas
tos para diagnóstico de metásases Como? antiinflamatórias. Em cada caso
subclínicas ou de tumor primitivo DR. FIOL: Creio já ter respondido especial de localização, há, obvia-
oculto e inclusive para tratamento essa pergunta nas anteriores, mas mente, fatores que contribuem
injetando aminoácidos marcados poderia falar sobre novas possibili- para prevenir. Não fumar contra
(microbombardeio radioativo). dades baseadas na teoria inflama- câncer de pulmão, manter a ativi-
tória. Uma vez esgotados os trata- dade sexual para evitar microcal-
A forma de tratamento baseada mentos convencionais, uma dieta cificações nos casos de câncer de
nos conceitos da Teoria Infla- hipocalórica profunda afetaria, próstata e de mama. O consumo
matória do Câncer tem resulta- entre outras coisas, a angiogênese de fibra para prevenção de câncer
dos comprovados? e como as células tumorais segui- de cólon, etc, etc. O câncer é
DR. FIOL: Há uma extensa biblio- riam reproduzindo-se se necrosa- uma doença dos exces-
grafia que comprova a relação riam a uma distância maior de 169 sos. Comer pouco
entre dietas hipocalóricas e pre- milimicrons da neovascularização. sem dúvida é
venção do câncer. Pessoalmente, O tecido neoplásico requer aportes uma maneira
os conceitos que surgem da teoria grandes de glicose e respira por de prevenção
se provam em animais de experi- glicólise anaeróbia. Uma carência muito eficaz.

Revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada 13


ESTUDOS

PESQUISA DEMONSTRA
PODER ANTIOXIDANTE
DAS FOLHAS DE
OLIVEIRA
A oliveira é uma árvore con- meras doenças. Atribui-se,
siderada em diferentes culturas por exemplo, às oxidações
símbolo de sabedoria, paz, abun- dos ácidos graxos poliinsatu-
dância e glória, tanto que suas rados (como o ácido linoléico,
folhas eram usadas na Grécia presente em alta quantidade no
Antiga em forma de coroa para óleo de soja) uma forte influência
premiar os vencedores dos Jogos no estímulo ao desenvolvimento
Olímpicos. Na área da saúde, as de doenças de grande
folhas de oliveira e o azeite extra- incidência atualmente,
ído das olivas vêm sendo usados como a arterios-
desde a Antiguidade devido a clerose, as en-
várias propriedades medicinais fermidades
atribuídas à planta, considerada coronarianas
antipirética, hipotensora, cicatri- e determi-
zante, hipoglicemiante, redutora nados tipos de
do colesterol ruim, diurética e até câncer. Já foi de-
laxante. Além dessas proprieda- monstrado que indivíduos que
des, estudos também apontam ingerem maiores quantidades
para a função antioxidante das fo- de flavonóides, encontrados em cadastrado no CNPq na
lhas de oliveira. Um trabalho rea- alimentos de origem vegetal (ver- área de pesquisa Antioxi-
lizado na Universidade Metodista duras, frutas, chá, etc) apresentam dantes Naturais e Sintéticos,
de Piracicaba (Unimep) em julho uma diminuição considerável demonstrou que o poder antioxi-
de 2005 mensurou a quantidade do risco de morte por acidentes dante das folhas de oliveira pode
de compostos fenólicos presente cardiovasculares (Kinsella et al., modular os radicais livres de
nas folhas de oliveira e avaliou a 1993). forma substancial. O extrato das
capacidade antioxidante da fra- Os flavonóides também es- folhas de oliveira apresentaram
ção hidroalcóolica do extrato de tão presentes em quantidades atividade antioxidante contra a
oliva, por meio da análise da pe- significativas no vinho tinto. Esse ocorrência de peroxidação lipídi-
roxidação lipídica na membrana fator poderia ser uma explicação ca de 30 a 40% em suspensões de
celular de animais. para o chamado “paradoxo fran- hemácias, nas concentrações de
A capacidade antioxidante das cês”: apesar de possuírem uma 0,5 a 2,0 mg/ml de extrato. Partin-
folhas de oliveira (ou folhas de dieta alimentar rica em gorduras, do dessa premissa, os pesquisa-
oliva como também são conhe- os franceses sofrem menos de dores acreditam que as folhas de
cidas) é associada à presença dos doenças cardiosvasculares em oliveira têm ação antioxidante e
flavonóides – compostos fenóli- comparação a outros povos in- poderiam ser consumidas na for-
cos – que são reconhecidos por dustrializados, e acredita-se que ma de extrato ou chás, atuando
minimizar a peroxidação lipídica e o consumo maior de vinho pelos como coadjuvante no tratamento
a ação dos radicais livres na saúde franceses seja uma das principais de diversas patologias decor-
humana. Os efeitos causados pelo razões por esse resultado aparen- rentes da peroxidação lipídica
excesso de radicais livres estão temente paradoxal. por meio do ataque aos radicais
relacionados ao envelhecimento O estudo realizado pelo grupo livres. Leia nas páginas seguintes
precoce e ao surgimento de inú- de pesquisa da Unimep, também o laudo das análises:

14 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


DIVULGAÇÃO

LAUDO DE ANÁLISE DE FITOQUÍMICOS

1-Dados do produto-
Nome da matéria prima:- Folhas de Oliva – do gênero Grapóllo.
Plantação no sítio Cambarissú- Bairro Furnas- Bueno Brandão-M.G.
Altitude:-1500 mts.
Lat. 22º 26’15
Longitude- 46º18’45
Produtor- Cosmo R.Pacetta- Produtor cadastrado no ministério da
Agricultura no. 091-2873- M.G.

2- Procedimento-
Preparo do extrato-

As folhas de oliva secas foram maceradas em um moinho de faca. O pó


seco e moído foi pesado e transferido para um béquer e umedecido com
solução hidroalcoólica 70%. Transferiu-se o pó umedecido para um
funil. Completou-se com quantidade suficiente de solvente e anotou o
volume utilizado. Fechou-se o funil de separação e deixou em repouso
por 48 horas. Após o extrato foi recolhido em erlenmeyer através de
gotejamento.

3-Determinação do conteúdo fenólico total

O conteúdo de compostos fenólicos nos extratos foi determinado pelo


reagente de Folin-Ciocalteau como o equivalente em ácido gálico.

4- Determinação da capacidade antioxidante dos extratos – O efeito


antioxidante foi determinado pela supressão dos radicais catiônicos de
ABTS (ácido 2,2’ -azinobis-(3- etilbenzotiazolina) .
Avaliação espectrofotométrica.
5- Avalialção da peroxidação lipídica- A técniva utilizada para determinar
a peroxidação lipídica foi de TBARS (substâncias reativas ao ácido
tiobarbitúrico, TBA), utilizando suspensões de hemácias obtidas de
sangue de rato como substrato. Avaliação espectrofotométrica.
IEP-001

Mantida pelo Instituto Educacional Piracicabano

“Campus” Centro “Campus” Taquarai “Campus” Santa Bárbara d’Oeste “Campus” Lins
Rua Rangel Pestana, 762 – 13400-901 Rodovia do Açúcar, Km 156 – 13400-911 Rod. SBO/Iracenópolis, Km 016 – 13450-000 Rua Ten. Florêncio Puppo Netto, 300 – 16400-680
Piracicaba – SP – Brasil Piracicaba – SP – Brasil Santa Bárbara d’Oeste – SP – Brasil Piracicaba – SP – Brasil
Tel.: (19) 3124-1515 – Fax.: (19) 3124-1850 Tel.: (19) 3124-1515 – Fax.: (19) 3124-1545 Tel.: (19) 3124-2311 – Fax.: (19) 3124-1361 Tel.: (14) 3533-6000 – Fax.: (14) 3533-6100

Laudo da pesquisa com folhas de oliveira

Revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada 15


DIVULGAÇÃO

RESULTADOS-

Foram encontrados-
a-0.032 mg/mL de compostos fenólicos em 1.0 mL de extrato hidro-
alcoólico,, o que representa 3.2% de compostos fenólicos totais.
.
b- Utilizando-se TROLOX, antioxidante clássico como padrão para
comparar os valores obtidos pela ação dos extratos na formação do
radical livre ABTS obteve-se uma ação antioxidante semelhante a 3,5
micromolar de TROLOX.

c- O extrato das folhas de oliva apresentaram atividade antioxidante


contra a ocorrência de peroxidação lipídica de 30 a 40% em suspensões
de hemácias, nas concentrações de 0,5 a 2,0 mg/mL de extrato.

CONCLUSÃO FINAL - Comparando-se os padrões apropriados


conforme descrito na metodologia o extrato hidroalcoólico das folhas
apresentaram alto potencial antioxidante, neutralizando radicais
livres gerados por metodologia apropriada, e sobretudo bloqueando a
peroxidação lipídica , indicando benefícios já apontados na literatura.

Santa Bárbara Dóeste, agosto de 2005.


Professoras responsáveis pelas análises

Grupo de pesquisa cadastrado no CNPQ na área de pesquisa-


Antioxidantes Naturais e Sintéticos.

Laudo da pesquisa com folhas de oliveira

Abstract: A study developed at the Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) in July of 2005 mesured
the amount of phenolic composites present in olive leves and evaluated the antioxidant capacity of the
hydroalcoholic fraction of the olive extract, by analysing the lipid peroxidation in animal’s cellular membrane.
The extract of olive leves had presented antioxidant activity against the occurrence of lipidic peroxidation
from 30 to 40% in red cell’s suspensions, in 0,5 mg/ml to 2,0 mg/ml concentrations of extract.

16 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


INSCRIÇÕES PARA CURSO DE
MEDICINA INTEGRADA ESTÃO ABERTAS
Os interessados no curso de extensão em Medicina Integrada
já podem se inscrever. O curso, coordenado pelaAcademia Sul-Americana
de Medicina Integrada (Asami), é voltado para médicos.
As aulas começam em maio e serão ministradas em Curitiba, no Paraná.
O programa é dividido em cinco módulos, com encontros realizados no
final de semana. O curso tem 80 horas de duração e mais informações
podem ser obtidas pelos telefones (41) 3022-0293 e (41) 3019-2966 ou
pelo e-mail asami@asami.com.br.

Veja abaixo a relação de temas que serão


abordados durante o curso.

ALGUMAS DISCIPLINAS QUE FAZEM PARTE DO CURSO DE EXTENSÃO EM MEDICINA INTEGRADA

1º Módulo – Maio 4º Módulo – Setembro

Medicina Bioxidativa Bioressonância


Microscopia de Campo Escuro e Isopatia Fitoterapia
Nutrologia Proloterapia
Nutrologia

2º Módulo – Junho
5º Módulo – Novembro
Fitoterapia
Terapia Neural Apiterapia
Terapias Intravenosas Cinesiologia Aplicada
Hormônios Bioidênticos
Laserterapia
Medicina Ayurveda
Terapia Celular
3º Módulo – Julho
Atualizações em Exames Laboratoriais
Oligoelementos
Helioterapia * As datas de cada módulo ainda serão definidas.
Nutrologia A ordem das disciplinas está sujeita à alteração
Colonterapia e outras serão incluídas na programação.
MEIO AMBIENTE

MUNDO MODERNO SOBRECARREGA


A todo instante o corpo precisa travar uma ver- entre outros. Além disso, o acúmulo de metais no
dadeira batalha contra a enxurrada de substâncias organismo também está associado ao aumento do
tóxicas a que é submetido no mundo atual. Os estresse oxidativo. Os metais são provavelmente os
poluentes estão no ar, nos alimentos, em produtos elementos tóxicos mais antigos conhecidos pelo
cosméticos, na água e até mesmo no solo. Estima- homem. Em 370 a.C., Hipócrates já descreveu cólicas
se que nos Estados Unidos existam cerca de 80 abdominais em um homem que extraía metais. O
mil substâncias químicas, a maioria ainda pouco aumento dessas substâncias com o passar dos anos
estudada com relação aos efeitos que causam no é comprovado pela análise das áreas mais geladas
organismo humano. Cientistas norte-americanos do planeta. Antigamente havia pouco chumbo
acreditam que todas as pessoas carregam em seus na capa de gelo da Groelândia, entretanto, após a
corpos pelo menos 700 contaminantes. Os mecanis- adição de chumbo à gasolina essa quantidade
mos corporais naturais de desintoxicação (como o aumentou 200 vezes.
suor e outras funções desempenhadas pela pele, Aurea Pascalicchio explica que o acú-
rim, fígado intestino e processos celulares) não são mulo de doses no organismo é mais gra-
suficientes para conter a quantidade de substâncias ve com os tóxicos persistentes, como o
agressivas geradas no mundo atual. arsênico, metais pesados e compostos
Para a médica Aurea Eleutério Pascalicchio, aromáticos halogenados (compostos
doutora em Saúde Pública e Saúde Ambiental pela policlorados bifenílicos, inseticidas
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São como DDT, BHC, dieldrin e heptacloro).
Paulo, a contaminação da água, do ar, solo, mar e dos “Esses tóxicos concentram-se na cadeia
alimentos por inúmeros poluentes, tais como os me- alimentar e permanecem retidos
tais, é produto da sociedade altamente industrializa- nos organismos vivos por
da, do processo agrícola, da atitude predatória com sua natureza física (maior
a natureza e do excesso de população mundial. O solubilidade nas gorduras
resultado dessa contaminação reflete-se no índice ou absorção) ou por sua
crescente de doenças e sintomas nem sempre fáceis natureza química (fixação
de serem associados à intoxicação. “Os sintomas ini- em certos componentes das células ou
ciais são gerais e inespecíficos, como cansaço, dores dos tecidos) ou, ainda, por lesarem os órgãos
de cabeça, dores abdominais, irritabilidade, tonturas, excretores. Dessa maneira, há um
perda de memória, insônia, dores musculares, o que aumento progressivo da subs-
dificulta o diagnóstico”, explica a médica. tância até ultrapassar o limiar
As conseqüências da exposição exagerada às da concentração tóxica e então
substâncias químicas e aos metais são inúmeras e aparecem os sintomas e sinais de
entre os males que podem ser desencadeados ou intoxicação”, descreve. A médica
agravados pelo problema estão: câncer, hiperten- também alerta que a superposição
são, infarto, diabetes, distúrbios respiratórios, infer- de efeitos leva a lesões irreversíveis, características
tilidade, alergias, anemia, depressão, distúrbios de de certos tóxicos, independentemente da velocida-
atenção e memória, disfunções imunológicas, difi- de de eliminação ou da degeneração metabólica,
culdades de aprendizado, comportamentos agressi- como é o caso, em geral, das substâncias canceríge-
vos e violentos, diminuição do período de lactação, nas, em que fica difícil estabelecer uma dose limiar.
Apesar da gravidade dos efeitos do acúmulo de
DIVULGAÇÃO

“A contaminação substâncias tóxicas, existem meios que auxiliam na


da água, do ar, mar, solo desintoxicação do organismo. O primeiro passo,
e dos alimentos é produto antes de qualquer tratamento ou procedimento, é
da sociedade altamente detectar o nível de exposição. Testes bioquímicos de
industrializada” sangue, urina, unhas, cabelo e outros tecidos corpo-
rais medem a quantidade de metais e também as
alterações de minerais importantes decorrentes de
A médica e doutora em Saúde Pública
Aurea Eleutério Pascalicchio intoxicação química. Também podem ser utilizados

18 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


O CORPO DE SUBSTÂNCIAS TÓXICAS
outros exames para mensurar o efeito da agressão
ao organismo por meio da análise da função do
fígado, rim ou cérebro. Aparelhos desenvolvidos na
Europa e nos Estados Unidos também são utilizados
para essa finalidade por meio da mensuração de fre-
qüências e correlação com meridianos de acupun-
tura ou de Voll, tal como VEGA teste e VEGA check.
Entre os tratamentos mais utilizados para a
desintoxicação por metais pesados e outras subs-
tâncias químicas está o emprego de agentes que-
lantes, capazes de “capturar” a substância tóxica,
formando componentes possíves de serem
excretados pelo corpo. Também destaca-
se o uso da homeopatia e acupuntura
para recuperar o estado de homeosta-
se do organismo e a utilização de fito-
terápicos, fórmulas minerais e vitamí-
nicas, prescritas por especialistas. Mas
as melhores medidas sempre serão a
prevenção e a promoção da saúde, eco-
nomicamente também vantajo-
sas, mas que dependem de
maior acesso à informação.
O acesso ao conheci-
mento deve ocasionar a
adoção de hábitos mais
saudáveis e que favoreçam o meio am-
biente, como o consumo responsável, com a
reciclagem de resíduos, busca de
alimentos orgânicos, maior in-
gestão de água e revisão dos
parâmetros de necessidades,
como por exemplo privilegiar
alternativas coletivas de trans-
porte ou o uso da bicicleta para reduzir
a poluição. Veja no quadro ao lado outras medidas
preventivas que ajudam a diminuir as chances de
intoxicação.

Abstract: North American scientists believe that all people have in their bodies at least 700 toxics substances.
The natural corporal mechanisms of detoxification (as the sweat and other functions played by skin, kidney,
liver, intestine and cellular processes) are not enough to contain the amount of aggressive substances
generated in the current world. The consequences of that exaggerated exposition to chemical substances
and metals are innumerable and between diseases that can be unchained or be aggravated by the problem
are: cancer, heart attack, diabetes, high blood pressure, respiratory problems, among others. However, there
are ways to help in the detoxification process as the use of chelating agents, homeopathy, acupucture,
phytotherapics, mineral and vitaminic formulas.

Revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada 19


ESTUDOS

A PRÁTICA DE TRABALHO VOLUNTÁRIO


COMO PREVENÇÃO DE DOENÇAS
PSICOSSOMÁTICAS
Vera Lucia Muniz Bassoi (Sorocaba/SP)
Resumo da monografia apresentada à FACIS/IBEHE para obtenção
do título de especialista em Psicossomática - SP/2001

“Na nossa cultura, a formação dos médicos e dos Conforme nos diz Romano, “O fato rea real
all é q
qu
que
uee o
psicólogos está toda voltada para lidar com a doen- psiquismo é fundamental na conservação da saúde sa
ça e não com a saúde” – Volich (1998). A partir da e que o indivíduo adoece por ‘opção’ de vida, mesmomes
constatação dessa realidade, sentimo-nos chama- que de forma inconsciente!” Muitos são os fatores
dos a voltar a atenção para a prevenção ou profila- e, entre eles, o que mais comumente aparece é a
xia de doenças e desenvolvermos nossa consciência necessidade que o ser humano tem de ganhar aten-
para uma Psicossomática Comunitária. ção e cuidados especiais, ou seja, a necessidade de
De acordo com a Psicossomática, a maior parte sentir-se amado.
das doenças é de origem emocional e se instala no Como na Psicossomática é importante conside-
corpo, ou soma (doença física), ou na mente (doen- rar o indivíduo como um todo, pois ele adoece por
ça psíquica) do indivíduo que cria, por um motivo inteiro, e de acordo com o embasamento teórico
ou outro, sua própria necessidade de adoecer. Se- apresentado nesta monografia, faz-se necessário
gundo Zenidarci - “Os processos desencadeadores do incluir o nível espiritual na definição de saúde
adoecer estão estreitamente ligados às perdas e frufrus-- proposta pela OMS, passando a ser assim definida:
trações vividas pelo indivíduo e à elaboração o ou
o nãonão “saúde é o total bem-estar bio-psico-social-espiri-
“sa
destes fatos. O estresse,
e tanto físico quanto
nto psí
síqu
quico,
uicoo
o, tuaall ddo homem”, indo, dessa maneira, ao encontro
e a baixa tolerância ao ’não’ também sãosão fato
fatore
ores
ess dee-
e dosos cconc
onceitos da Psicologia Analítica, da Psicologia
sencadeantes. Cada um de nós tem um estilo
es o de vi vid
vida
ida
da
daa,, Transp
TTra
anspess
essoal e da Psicossíntese.
portanto, temos com isso um próprio estilo oddee ado
doe-- Den
entro da Psicossíntese, é clara e concisa a afir-
cer.
r Os grandes filósofos e médicos da Antiguida
idade
d e já j mação sobre a importância do desenvolvimento
maç
ma
diziam que o principal fator causal das doençass é a espiritual na saúde mental dos indivíduos. Nesse
e
conduta do indivíduo e suas conseqüências.” sentido, “o termo ‘espiritual’ remete não somente a ex-
Como ninguém é uma ilha, estando todos na periências tradicionalmente consideradas religiosas,
roda da vida sob influências do meio sócio-cultural- como também a todos os estados de consciência e a
econômico e, ainda, tendo que levar em conta nossa todas as funções e atividades humanas que têm como
personalidade com todos os complexos e traumas denominador comum a posse de valores superiores
adquiridos desde o nascimento, podemos inferir ser aos comuns – valores éticos, estéticos, heróicos, huma-
utópica a possibilidade de um indivíduo nunca ficar nitários e altruístas” (Assagioli, 1997, p.51).
doente (isso sem levar em conta fatores externos,
DIVULGAÇÃO

pertencentes ao meio ambiente físico).


Segundo a OMS, “saúde é o total bem-estar biop-
sicossocial do homem”. Se aceitarmos essa definição
de saúde como um estado de permanência, ficare-
mos desesperançados e nos sentiremos impotentes
diante das circunstâncias da vida. No entanto, se
dia
consid
conn
nsiderarmos que vivemos num continuum entre
nãão
nã o doença/doença/não
d
doe doença..., então pode-
re
re
emm
mos
os nonos motivar a permanecer o maior tempo
possív
pos sível
í no estado de não doença (equivalente a
saúde) e, ainda, se entrarmos na doença, existirá a
saú
possibilidade de sairmos dela por um esforço pes-
soal, vontade e deliberação. Aplicação de Reiki

20 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


Se, como
moo foi
ffo
oi dito
d
dii anteriormente, cada um de nós desigualdades no destino dos homens”. O despertar
tem um estilolooppróprio de adoecer, poderemos tam- espiritual provoca as chamadas metamotivações
bém afirmar que cada um de nós tem seu próprio – motivações advindas da alma, tais como: vontade
estilo de não entrar na doença, ou seja, de preveni-la de ajudar o próximo, de diminuir a dor e o sofri-
permanecendo, assim, em ótimo estado de saúde. mento do outro, colocar-se a serviço de Deus e da
Refletindo sobre a possibilidade de trabalhos humanidade.
humanitários e altruístas serem o caminho para se Metanecessidades – necessidades da alma,
permanecer em estado de saúde, surgiram duas tais como: sentir alegria, paz, harmonia, amor in-
hipóteses para serem investigadas: 1) o que leva condicional, humildade, compaixão, sensibilidade,
um indivíduo a realizar trabalhos voluntários é o intuição, preencher o vazio interior, estar próximo
fato de ele ter tido um despertar espiritual e, con- de Deus e fortalecer a fé.
seqüentemente, estar em busca da satisfação das As 40 pessoas que fizeram parte da amostra para
suas metanecessidades; 2) o indivíduo que satisfaz a realização deste trabalho científico, todas voluntá-
suas metanecessidades mantém sua saúde psíquica rias que aplicavam o Reiki, ao serem entrevistadas,
e física. nos forneceram dados que vieram comprovar as
Definindo os conceitos propostos nas hipóteses, nossas hipóteses. Todas elas haviam passado por
temos: um despertar espiritual e haviam sido motivadas a
Despertar espiritual – acordar para outra reali- ouvir a voz interior que apontava para um trabalho
dade diferente daquela que esteve até então; é sair humanitário. Tendo restaurado o eixo ego/self, isto
do mundo da ilusão; é a tomada de consciência de é, o equilíbrio entre a personalidade e a alma, tor-
outros níveis da mente. naram-se saudáveis psiquicamente. Em decorrência
As experiências que costumam preceder o des- da saúde mental tornaram-se, também, saudáveis
pertar espiritual são aquelas que causam algum fisicamente.
choque emocional ou que colocam a vida em xeque Dessa forma, ficaram comprovadas as hipóteses
como, por exemplo, a perda de um ente querido, ter que, justapostas, nos dão a seguinte fórmula opera-
sobrevivido a um acidente grave ou a uma doença, cional:
ter entrado em estado de coma, separação de laços DESPERTAR ESPIRITUAL
afetivos ou matrimoniais, a dor da traição, mudança
de cidade ou país com culturas e costumes diferen-
tes, a perda de emprego, rompimento de socieda- METAMOTIVAÇÕES
des, etc. Porém, Assagioli diz que, “por vezes, a crise
que precede o despertar espiritual se manifesta sem TRABALHO VOLUNTÁRIO
causa aparente e no pleno gozo da saúde e prospe-
ridade. A mudança começa, muitas vezes, com uma
crescente sensação de insatisfação, de carência, de METANECESSIDADES SATISFEITAS
“alguma coisa que falta” e que nada tem de material
e definido. Acrescenta-se a isso, gradualmente, um
SAÚDE PSÍQUICA
sentido de vazio com relação à vida cotidiana. Assun-
tos pessoais, que antes absorviam tanto a atenção e
o interesse, parecem perder a importância e o valor. SAÚDE FÍSICA
Surgem novas preocupações. O indivíduo começa a
procurar a origem e o propósito da vida, a perguntar E, assim, concluímos esse trabalho com a certeza
a razão de muitas coisas que antes tinha por certas de que a afirmação feita por São Francisco de Assis
– a questionar, por exemplo, o sentido do sofrimento foi comprovada cientificamente: “É dando que se
pessoal e alheio, e da justificativa possível para tantas recebe”.

Abstract: This paper analyzed the possibility of humanitarian and altruistic works to be the way to remain
in health state. For this purpose, 40 people had been analyzed, volunteers who applied Reiki. It was observed
that when the axle ego/self was restored, that means, the balance between personality and soul, these
people had become psichologically healthful. In result of the mental health, they had become physically, also,
healthful.

Revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integrada 21


EFICÁCIA DA VITAMINA C
INTRAVENOSA CONTRA
TUMORES É RECONHECIDA
Cientistas do National Institutes of Health,
principal órgão de pesquisa médica do governo
dos Estados Unidos, confirmaram o conceito de
que a vitamina C é seletivamente tóxica para
células cancerosas e que níveis tóxicos para
atingir tumores podem ser alcançados utilizando
a administração intravenosa. O artigo, divulgado
na publicação Proceedings of the National Academy
of Sciences (edição de 12 de setembro de 2005),
conclui: “Essas descobertas dão plausibilidade
a utilização do ácido ascórbico em tratamentos
contra o câncer”.
Pesquisadores médicos ortomoleculares,
incluindo o ganhador do prêmio Nobel Linus
Pauling, já reconheceram há bastante tempo a
importância da vitamina C no combate ao câncer.
Cientistas associados com o Bio-Communications
Research Institute (BCRI) em Winchita, Kansas,
Estados Unidos, publicaram 20 artigos científicos
sobre o tema. Pesquisadores do BCRI reportaram
pela primeira vez em 1995 que a vitamina C em
quantidade suficiente é seletivamente tóxica
para células de tumores. Os autores do estudo
concluíram que o nível tóxico para o tumor pode
ser alcançado unicamente pela administração
intravenosa da vitamina C. Uma pesquisa
subseqüente conduzida pelo BCRI, publicada no
British Journal of Cancer em 2001, foi a primeira a
descrever em detalhes o processo farmacológico
de altas doses de vitamina C intravenosa.

Fonte: Towsend Letter for Doctors & Patients


• Chen Q., Espey MG, Krishna MC, Mitchell JB, Corpe CP,
Buettner GR, Shacter E, Levine M., Pharmacologic ascorbic acid
concentrations selectively kill cancer cells: Action as a prodrug
to deliver hydrogen peroxide to tissues, Proc Natl Acad Sci USA,
2005. Sep 20; 102 (38): 13604-9. Epub 2005 Sep 12.
• Cameron E, Pauling L., Supplemental ascorbate in the supportive
treatment of cancer: Prolongation of survival times in terminal
human cancer. Proc Natl Acad Sci USA, 1976. Oct;73(10):3685-9.
hhttp://profiles.nlm.nih.gov/MM/B/B/K/Z/_/mmbbkz.pdf
• Casciari, J.J., Riordan NH, Schimidt, T.L., Meng, S.L., Jackson
JA, Riordan HD, Cytotoxicity of ascorbate, lipoic acid, and other
antioxidants in hollow fibre in vitro tumours, British J Cancer,
2001. 84(11), 1544-1550.

Abstract: Scientists from the National Institute


of Health of United States have confirmed the
concepts that vitamin C is selectively toxic
to cancer cells and that tumor-toxic levels of
vitamin C can be attained using intravenous
administration.

22 HOMO OPTIMUS • Abril 2006


A Corpo Mente trabalha para levar, aos profissionais da área da saúde e ao
público em geral, informações voltadas à cura e ao tratamento do ser humano como
um todo por meio de métodos tradicionais em muitos países, porém ainda pouco
divulgados no Brasil. Livros, apostilas, vídeos e outros materiais, que privilegiam a
pesquisa científica e a experiência de renomados especialistas, ensinam técnicas
e terapias capazes de produzir excelentes resultados no tratamento de diversas
enfermidades. O objetivo principal das publicações é transmitir conhecimentos
que contribuam para o bem-estar físico, mental e emocional de cada indivíduo.

Saiba mais sobre


• Kefir
• Colonterapia
• Vitaminas e Minerais
• Plantas Medicinais com
Dr. Roberto Cesar Leite Propriedades Anticâncer
As técnicas e os protocolos
no uso do ozônio na prática
médica são o foco central • Magnetoterapia
desse livro. O autor discorre
sobre as propriedades
terapêuticas do ozônio e • Nutrição e Desintoxicação
os benefícios que podem
ser alcançados com a
ozonioterapia, um método
utilizado há decadas em
• Hidroterapia
diversos países da Europa,
em Cuba e nos Estados Unidos
com excelentes resultados.
• Relaxamento e Alongamento
Peça um catálogo com a relação de todas as publicações disponíveis pelo telefone (41) 3019-2966 ou mande um
e-mail para: corpomente@avalon.sul.com.br. Acesse o site: www.corpomente.com.br.

ANUNCIE NA REVISTA DA ASAMI


E DIVULGUE SEUS PRODUTOS
E SERVIÇOS PARA PROFISSIONAIS
DA SAÚDE DE TODO O BRASIL
A revista da Academia Sul-Americana de Medicina Integra-
da (Asami), que a partir deste ano recebe o nome de Homo
Optimus, é voltada para a publicação de matérias e estudos
científicos que visam promover a saúde e o tratamento do ser
humano como um todo. A revista já está em sua nona edição e
circula por todos os estados brasileiros. A publicação, com tira-
gem de 5 mil exemplares, é distribuída para médicos, psicólo-
gos, fisioterapeutas, nutricionistas, homeopatas, fitoterapeutas,
acupunturistas, médicos ortomoleculares, entre muitos outros
profissionais da área da saúde.

Seja nosso parceiro e ganhe visibilidade


com credibilidade no mundo da saúde!
Contato:
E-mail: asami@asami.com.br
Telefones: (41) 3022-0293 e (41) 3019-2966