Você está na página 1de 42

Outras Expressões – Português – 10.

º ano – Aprendizagens Essenciais

Planificação por sequência

0. Diagnóstico

Textos/Materiais
Oralidade
Cartoon [p. 12]
Leitura Acordo Fotográfico, a caçadora de leitores [pp. 12-13]
Carta ao livro [pp. 16-17]
Escrita Ler +, Ler Melhor (RTP) – “Nuno Markl e o livro da sua vida” [p. 18]
Domínios

Rifão quotidiano [p. 18]


Educação Literária
Conhecer o livro [p. 20]
Gramática Fazer um trabalho [pp. 23-25]

Ações estratégicas
- Promoção de atividades de revisão de conteúdos abordados no Ensino Básico, nomeadamente através seleção, resolução e correção de itens e atividades propostos na
sequência 0 do manual.

Calendarização 1º período

Tempo _____ aulas

1
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

1. Poesia Trovadoresca

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

Reportagem – Marcas de género específicas


Reportagem sobre a feira medieval de Santa Maria da Feira [p. 30]
Reportagem [p. 30] [INF]
Compreensão do Oral
▪ Interpretar textos orais do género reportagem,
Verdades e mitos de uma época que faz sonhar [p. 31]
evidenciando perspetiva crítica e criativa.
Non chegou madre o meu amigo [p. 42]
▪ Sintetizar o discurso escutado a partir do registo de
Ai flores, ai flores do verde pino [p. 44]
informação relevante quanto ao tema e à estrutura.
Romaria das Festas de Santa Eufémia [p. 48]
A cantiga de amigo e a cantiga de amor [p. 50]
Expressão Oral
Domínio

Quer’ eu en maneira de proençal [p. 54]


▪ Produzir textos adequados à situação de As cantigas de escárnio e maldizer [p. 64]
comunicação, com correção e propriedade lexical. Quen a sesta quiser dormir [p. 67]
▪ Exprimir, com fundamentação, pontos de vista Registo radiofónico: Pensamento Cruzado (TSF) – “Humor e Comunicação” [p. 69]
suscitados por leituras diversas.
Domínios

Oralidade ▪ Fazer exposições orais para apresentação de Suplemento Informativo [pp. 340-341 e 354]
leituras (apreciação crítica de obras, partes de obras Outros materiais
ou textos com temas relevantes), de sínteses e de
Dossiê do Professor
temas escolhidos autonomamente ou requeridos
. Fichas de trabalho por domínio – Oralidade
por outros.
Reportagem [Ficha 4]
▪ Utilizar adequadamente recursos verbais e não
verbais para aumentar a eficácia das apresentações
. Grelhas de avaliação
orais.
Grelha de autoavaliação da oralidade
▪ Utilizar de modo apropriado processos como
Grelha de avaliação da oralidade
retoma, resumo e explicitação no uso da palavra em
contextos formais.
PowerPoint®
▪ Recorrer a processos de planificação e de avaliação
Reportagem
de textos para melhoria dos discursos orais a
Apresentação oral
realizar.
Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Oralidade
Reportagem [Ficha 3]

2
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Ações estratégicas de ensino


- Compreensão de textos em diferentes suportes audiovisuais para
▪ observação de regularidades associadas a géneros textuais;
▪ identificação de informação explícita e dedução de informação implícita a partir de pistas textuais;
▪ seleção e registo de informação relevante para um determinado objetivo.
- Produção de discursos preparados para apresentação a um público restrito (à turma ou a colegas de outras turmas) com diferentes finalidades:
▪ expor trabalhos relacionados com temas disciplinares e interdisciplinares, realizados individualmente ou em grupo.
- Compreensão e expressão oral baseadas em textos de diferentes géneros textuais sobre temas interdisciplinares.
AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

▪ Ler em suportes variados textos de diferentes graus A literatura portuguesa e a poesia das origens [p. 28]
de complexidade dos géneros seguintes: exposição Um Punhado de Trovadores [p. 32]
sobre um tema e cartoon. A poesia trovadoresca galego-portuguesa [pp. 35-36] [INF]
▪ Realizar leitura crítica e autónoma. Amigos pessoais e assim [p. 37]
▪ Analisar a organização interna e externa do texto. O paralelismo [p. 41] [INF]
▪ Clarificar tema(s), ideias principais, pontos de vista. A cantiga de amigo [p. 49] [INF]
▪ Analisar os recursos utilizados para a construção do Continuo apaixonado [p. 52]
Domínio

sentido do texto. A cantiga de amor e o amor cortês [pp. 56-57] [INF]


▪ Interpretar o sentido global do texto e a Morrer de amores [p. 59]
intencionalidade comunicativa com base em As cantigas de escárnio e maldizer [p. 70] [INF]
inferências devidamente justificadas.
▪ Utilizar métodos de trabalho científico no registo e Cartoon [pp. 52 e 57]
Leitura tratamento da informação.
Suplemento Informativo [pp. 351-352]
Ações estratégicas de ensino
- Manipulação de unidades de sentido através de atividades que impliquem
▪ estabelecer relações entre as diversas unidades de sentido;
- Realização de diferentes modos de ler e diferentes tipos de leitura.
- Compreensão e interpretação de textos através de atividades que impliquem
▪ colocar questões a partir de elementos paratextuais e textuais (verbais e não verbais);
▪ sugerir hipóteses a partir de deduções extraídas da informação textual;
▪ inferir informação a partir do texto;
▪ avaliar o texto (conteúdo e forma) tendo em conta a intencionalidade do autor e a situação de comunicação;
▪ estabelecer ligações entre o tema desenvolvido no texto e a realidade vivida pelo aluno;
▪ expandir e aprofundar conhecimentos adquiridos no processo de leitura-compreensão do texto;
- Compreensão de texto em atividades interdisciplinares, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.

3
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

Síntese – Marcas de género específicas

Síntese [p. 53] [INF]

Suplemento Informativo [pp. 342 e 345-347]


▪ Escrever sínteses, respeitando as marcas de
género. Outros materiais
▪ Planificar o texto a escrever, após pesquisa e Dossiê do Professor
seleção de informação pertinente. . Fichas de trabalho por domínio – Escrita
▪ Redigir o texto com domínio seguro da Síntese [Fichas 1 a 4]
organização em parágrafos e dos mecanismos de
coerência e de coesão textual. . Grelhas de avaliação
▪ Editar os textos escritos, em diferentes Grelha de autoavaliação da escrita
suportes, após revisão, individual ou em grupo, Grelha de avaliação da escrita: síntese
tendo em conta a adequação, a propriedade
vocabular e a correção linguística. PowerPoint®
Domínio

Escrita Fases da escrita


Síntese

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Escrita
Síntese [Ficha 1]
Ações estratégicas de ensino
- Aquisição de conhecimento relacionado com as propriedades de um texto (progressão temática, coerência e coesão) e com os diferentes modos de organizar
um texto, tendo em conta a finalidade, o destinatário e a situação de comunicação.
- Planificação do que se vai escrever através de procedimentos que impliquem, por exemplo, decidir o tema e a situação de escrita, definir o objetivo da
escrita; decidir o destinatário do texto, conhecer as características do género textual que se pretende escrever.
- Elaboração de um texto prévio.
- Textualização individual a partir do texto prévio, o que implica reformulação do conteúdo à medida que se vai escrevendo.
- Revisão (em função dos objetivos iniciais e da coerência e coesão do texto) e aperfeiçoamento textual, o que implica reler, avaliar (com recurso a auto e a
heteroavaliação) e corrigir.
- Apreciação de textos produzidos pelo próprio aluno ou por colegas justificando o juízo de valor sustentado.
- Preparação da versão final.
- Expressão escrita em interdisciplinaridade com outras disciplinas, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.

4
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)


Domínio

Poesia trovadoresca: cantigas de amigo (quatro), cantigas de amor (duas), cantigas de escárnio e
maldizer (uma)

▪ Interpretar textos literários portugueses de - Contextualização histórico-literária.


diferentes autores e géneros, produzidos entre - Representações de afetos e emoções:
os séculos XII e XVI. . variedade do sentimento amoroso (cantiga de amigo);
▪ Contextualizar textos literários portugueses . confidência amorosa (cantiga de amigo);
anteriores ao século XVII em função de marcos . relação com a Natureza (cantiga de amigo);
históricos e culturais. . a coita de amor e o elogio cortês (cantiga de amor);
▪ Relacionar características formais do texto . a dimensão satírica: a paródia do amor cortês e a crítica de costumes (cantigas de escárnio e maldizer).
poético com a construção do sentido.
▪ Analisar o valor de recursos expressivos para a - Espaços medievais, protagonistas e circunstâncias.
construção do sentido do texto. - Linguagem, estilo e estrutura:
▪ Comparar textos em função de temas, ideias e
Educação . cantiga de amigo: caracterização temática e formal (paralelismo e refrão);
valores.
Literária . cantiga de amor: caracterização temática;
▪ Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos . cantiga de escárnio e maldizer: caracterização temática;
presentes nos textos. . recursos expressivos: a comparação, a ironia e a personificação.
▪ Expressar, oralmente ou por escrito, pontos de
vista fundamentados, suscitados pelas obras e A literatura portuguesa e a poesia das origens [p. 28] [INF]
seus autores. Mha senhor fremosa [p. 29]
Verdades e mitos de uma época que faz sonhar [p. 31]
Arte de Trovar [excerto] [p. 34]
A poesia trovadoresca galego-portuguesa [p. 35] [INF]
Ondas do mar de Vigo [p. 38]
Como vivo coitada, madre [p. 40]
O paralelismo [p. 41] [INF]
O paralelismo
Non chegou madre o meu amigo [p. 42]
Ai madre, bem vos digo [p. 43]
Ai flores, ai flores do verde pino [p. 44]
Como ouvi Linda cantar por seu amigo José [p. 46]
Pois nossas madres vam a San Simon [p. 47]
A cantiga de amigo [p. 49] [INF]
A cantiga de amigo e a cantiga de amor [p. 50] [INF]
Senhor, eu vivo coitada [p. 51]
Quer’ eu en maneira de proençal [p. 54]

5
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

A cantiga de amor e o amor cortês [p. 56] [INF]


Como morreu quen nunca ben [p. 58]
Estes meus olhos nunca perderán [p. 62]
As cantigas de escárnio e maldizer [p. 64] [INF]
Ai, dona fea, fostes-vos queixar [p. 64]
Roi Queimado morreu com amor [p. 65]
Quen a sesta quiser dormir [p. 67]
Foi um dia Lopo jograr [p. 68]
Um cavalo nom comeu [p. 68]
As cantigas de escárnio e maldizer [p. 70] [INF]
▪ Desenvolver um projeto de leitura que revele
pensamento crítico e criativo, a apresentar
publicamente em suportes variados. Obras elencadas na lista do Programa [p. 21]

Educação Projeto de Leitura [p. 71]


Literária . O Meu Coração é Árabe de Adalberto Alves
. Ivanhoe de Walter Scott

Outros materiais
Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Cantigas de amigo [Ficha 1]
Cantigas de amor [Ficha 2]
Cantigas de escárnio e maldizer [Ficha 3]

. Textos informativos complementares:


A Idade Média, na Europa e em Portugal
A cantiga “Quer’ eu en maneira de proençal”, de D. Dinis”
A cantiga de amor
A arte de amar dos trovadores
O código do amor cortês
As cantigas de escárnio e maldizer

. Outros (Inter)Textos:
Cantiga de Amigo
D. Dinis
Cantiga de Amigo
A Festa (excertos)

6
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Blues da morte de amor


O sentido trágico do amor
Cantiga de Maldizer
Cantiga de inimigo

. Materiais de apoio ao desenvolvimento do Projeto de Leitura

PowerPoint®
O Paralelismo
Os géneros da poesia trovadoresca

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária:
Cantigas de amigo [Ficha 1]
Cantigas de amor [Ficha 2]
Cantigas de escárnio e maldizer [Ficha 3]

Ações estratégicas de ensino


- Consolidação de conhecimento e saberes (noções de versificação, modos literários, recursos expressivos);
- Aquisição de saberes relacionados com a lírica trovadoresca.
- Compreensão dos textos literários com base num percurso de leitura que implique
▪ fazer antecipações do desenvolvimento do tema, do enredo, das circunstâncias, entre outros aspetos;
▪ mobilizar conhecimentos sobre a língua e sobre o mundo para interpretar expressões e segmentos textuais;
▪ analisar o modo como o(s) tema(s), as experiências e os valores são representados pelo(s) autor(es) do texto;
▪ justificar, de modo fundamentado, as interpretações;
Educação - Valorização da leitura e consolidação do hábito de ler através de atividades que impliquem, entre outras possibilidades,
Literária ▪ apresentar e defender perante o professor e a turma um projeto de leitura (indicando, por exemplo, os seus objetivos pessoais como leitor para um
determinado intervalo de tempo);
▪ selecionar os livros a ler em função do seu projeto de leitura;
▪ desenvolver e gerir o percurso de leitor realizado, que inclua auto e heteroavaliação tendo em conta o grau de consecução dos objetivos definidos
inicialmente;
▪ apresentar em público (por exemplo, à turma, a outras turmas, à escola, à comunidade) o percurso pessoal de leitor, que pode incluir dramatização,
recitação, leitura expressiva, reconto de histórias, recriação, expressão de reações subjetivas de leitor, persuasão de colegas para a leitura de livros;
- Exploração e aprofundamento de temas interdisciplinares suscitados pelas obras literárias em estudo.

7
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Conteúdos

O português: génese, variação e mudança


Principais etapas da formação e da evolução do português
Suplemento Informativo [pp. 355-357]
▪ Conhecer a origem e a evolução do Português
Fonética e fonologia
no mundo.
a) processos fonológicos de inserção: prótese, epêntese e paragoge;
▪ Reconhecer processos fonológicos que
b) processos fonológicos de supressão: aférese, síncope e apócope;
ocorrem no português (na evolução e no uso).
c) processos fonológicos de alteração: sonorização, palatalização, redução vocálica, contração (crase e
▪ Analisar com segurança frases simples e
sinérese), vocalização, metátese, assimilação e dissimilação.
complexas (identificação de constituintes e das
respetivas funções sintáticas, divisão e
Origem e evolução do português – processos fonológicos [p. 63]
classificação de orações).
Suplemento Informativo [p. 65]
▪ Reconhecer valores semânticos de palavras
considerando o respetivo étimo.
Etimologia
a) étimo.
Domínio

Suplemento Informativo [p. 358]


Gramática
Sintaxe
Funções sintáticas
Suplemento Informativo [pp. 369-373]

A frase complexa: coordenação e subordinação

Suplemento Informativo [pp. 373-375]

Outros materiais

Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Formação e evolução do Português [Ficha 1]
Processos fonológicos [Ficha 2]
Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

8
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

PowerPoint®
Formação e evolução do português
Processos fonológicos
Funções sintáticas
Frase complexa

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Formação e da evolução do português [Ficha 1]
Domínio

Gramática Processos fonológicos [Ficha 2]


Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

Ações estratégicas de ensino


- Análise de construções frásicas e textuais em que seja possível
▪ questionar, exercitar, modificar, fazer variar e registar alterações;
▪ explicitar procedimentos;
▪ sistematizar regras.
- Explicitação de valores semânticos das palavras, tendo em conta os seus contextos de ocorrência no plano diacrónico.
- Sistematização do conhecimento sobre constituintes da frase e funções sintáticas, na frase simples e na frase complexa.
Avaliação
Avaliação Formativa: Avaliação sumativa:
. Ficha Formativa 1 [Manual, pp. 74-77], respetiva correção, cotação e grelha de correção [Dossiê do Professor] . Ficha de trabalho por sequência 1, respetiva matriz e correção
. Ficha de trabalho [Caderno de Atividades] [Dossiê do Professor]

Calendarização ______º período

Tempo _____ aulas

9
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

2. Fernão Lopes

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

Documentário – Marcas de género específicas


Documentário (excerto) – A Alma e a Gente (RTP) – “Fernão Lopes” [p. 84]
Documentário [p. 84] [INF]

A crise de 1383-1385 [p. 86]


Compreensão do Oral
Reportagem – Marcas de género específicas
▪ Interpretar textos orais do género reportagem e
Reportagem Ghost Tours (SIC) [p. 91]
documentário, evidenciando perspetiva crítica e criativa.
Reportagem [p. 30] [INF]
▪ Sintetizar o discurso escutado a partir do registo de
Domínio

informação relevante quanto ao tema e à estrutura.


Suplemento Informativo [p. 354]

Expressão Oral Lisboa cercada [p. 103]


▪ Produzir textos adequados à situação de comunicação,
Domínios

com correção e propriedade lexical. Outros materiais


Oralidade ▪ Exprimir, com fundamentação, pontos de vista
suscitados por leituras diversas. Dossiê do Professor
▪ Fazer exposições orais para apresentação de leituras . Fichas de trabalho por domínio – Oralidade
(apreciação crítica de obras, partes de obras ou textos Reportagem [Ficha 4]
com temas relevantes), de sínteses e de temas escolhidos Documentário [Ficha 5]
autonomamente ou requeridos por outros.
Domínios

▪ Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais . Grelhas de avaliação


para aumentar a eficácia das apresentações orais. Grelha de avaliação da oralidade
▪ Utilizar de modo apropriado processos como retoma,
resumo e explicitação no uso da palavra em contextos PowerPoint®
formais. Documentário
▪ Recorrer a processos de planificação e de avaliação de Reportagem
textos para melhoria dos discursos orais a realizar.
Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Oralidade
Reportagem [Ficha 3]
Documentário [Ficha 4]

Ações estratégicas de ensino

10
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

- Compreensão de textos em diferentes suportes audiovisuais para


Oralidade ▪ observação de regularidades associadas a géneros textuais;
▪ identificação de informação explícita e dedução de informação implícita a partir de pistas textuais;
▪ seleção e registo de informação relevante para um determinado objetivo;
- Produção de discursos preparados para apresentação a um público restrito (à turma ou a colegas de outras turmas) com diferentes finalidades:
▪ expor trabalhos relacionados com temas disciplinares e interdisciplinares, realizados individualmente ou em grupo.
- Compreensão e expressão oral baseadas em textos de diferentes géneros textuais sobre temas interdisciplinares.
AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

▪ Ler em suportes variados textos de diferentes graus Exposição sobre um tema – Marcas de género
de complexidade dos géneros seguintes: exposição Exposição sobre um tema [p. 100] [INF]
sobre um tema e cartoon. Suplemento Informativo [pp. 348-349]
▪ Realizar leitura crítica e autónoma.
▪ Analisar a organização interna e externa do texto. Foi ele que nos contou a história [p. 80]
▪ Clarificar tema(s), ideias principais, pontos de vista. Crónica [p. 81]
▪ Analisar os recursos utilizados para a construção do Crónica de D. João I ou Crónica del Rei Dom Joam da Boa Memória [p. 81]
sentido do texto. “A nua verdade” [p. 82]
▪ Interpretar o sentido global do texto e a As muralhas que resistiram ao cerco [pp. 99-100]
intencionalidade comunicativa com base em Os protagonistas individuais e coletivos na obra de Fernão Lopes [pp. 110-111] [INF]
inferências devidamente justificadas. A Crónica de D. João I: documento e monumento [p. 112] [INF]
Domínio

▪ Utilizar métodos de trabalho científico no registo e


Leitura tratamento da informação. Cartoon [p. 86]

Outros materiais

Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Leitura
Exposição sobre um tema [Fichas 3 e 4]

PowerPoint®
Exposição sobre um tema

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Leitura
Exposição sobre um tema [Fichas 3 e 4]
Do

Leitura Ações estratégicas de ensino

11
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

- Manipulação de unidades de sentido através de atividades que impliquem


▪ sublinhar, parafrasear, resumir segmentos de texto relevantes para a construção de sentido;
▪ estabelecer relações entre as diversas unidades de sentido;
- Realização de diferentes modos de ler e diferentes tipos de leitura.
- Compreensão e interpretação de textos através de atividades que impliquem
▪ colocar questões a partir de elementos paratextuais e textuais (verbais e não verbais);
mínio

▪ sugerir hipóteses a partir de deduções extraídas da informação textual;


▪ inferir informação a partir do texto;
▪ avaliar o texto (conteúdo e forma) tendo em conta a intencionalidade do autor e a situação de comunicação;
▪ estabelecer ligações entre o tema desenvolvido no texto e a realidade vivida pelo aluno;
▪ expandir e aprofundar conhecimentos adquiridos no processo de leitura-compreensão do texto.
- Elaboração de pequenos projetos de estudo e de pesquisa, sobre temas disciplinares e interdisciplinares, que incluam, entre outros aspetos, o recurso a
mapas de ideias, esquemas, listas de palavras.
- Compreensão de texto em atividades interdisciplinares, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.
AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

▪ Escrever sínteses e exposições sobre um tema, Síntese – Marcas de género específicas


respeitando as marcas de género. Síntese [p. 53] [INF]
▪ Planificar o texto a escrever, após pesquisa e seleção Suplemento Informativo [pp. 342 e 345-347]
de informação pertinente.
▪ Redigir o texto com domínio seguro da organização Exposição sobre um tema – Marcas de género
em parágrafos e dos mecanismos de coerência e de Exposição sobre um tema [p. 100] [INF]
coesão textual. Suplemento Informativo [pp. 348-349]
Domínio

Escrita ▪ Editar os textos escritos, em diferentes suportes,


após revisão, individual ou em grupo, tendo em conta
a adequação, a propriedade vocabular e a correção Outros materiais
linguística.
Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Escrita
Síntese [Fichas 1 a 4]

. Grelhas de avaliação
Grelha de autoavaliação da escrita
Grelha de avaliação da escrita: síntese

12
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

DomíniosDomínio
PowerPoint®
Fases da escrita
Síntese

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Escrita
Síntese [Ficha 1]

Escrita Ações estratégicas de ensino


- Aquisição de conhecimento relacionado com as propriedades de um texto (progressão temática, coerência e coesão) e com os diferentes modos de
organizar um texto, tendo em conta a finalidade, o destinatário e a situação de comunicação.
- Planificação do que se vai escrever através de procedimentos que impliquem, por exemplo, decidir o tema e a situação de escrita, definir o objetivo da
escrita; decidir o destinatário do texto, conhecer as características do género textual que se pretende escrever.
- Elaboração de um texto prévio.
- Textualização individual a partir do texto prévio, o que implica reformulação do conteúdo à medida que se vai escrevendo.
- Revisão (em função dos objetivos iniciais e da coerência e coesão do texto) e aperfeiçoamento textual, o que implica reler, avaliar (com recurso a auto e a
heteroavaliação) e corrigir.
- Apreciação de textos produzidos pelo próprio aluno ou por colegas justificando o juízo de valor sustentado.
- Preparação da versão final.
- Expressão escrita em interdisciplinaridade com outras disciplinas, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

▪ Interpretar textos literários portugueses de Fernão Lopes,


diferentes autores e géneros, produzidos entre os Crónica de D. João I [excertos da 1.ª parte: capítulo 11 e capítulo 115 ou 148]
séculos XII e XVI. . Contexto histórico.
▪ Contextualizar textos literários portugueses . Afirmação da consciência coletiva.
anteriores ao século XVII em função de marcos . Atores (individuais e coletivos).
Educação históricos e culturais.
Literária ▪ Analisar o valor de recursos expressivos para a D. João o Primeiro [p. 81]
construção do sentido do texto. A crise de 1383-1385 [p. 86]
▪ Comparar textos em função de temas, ideias e Capítulo XI – Do alvoroço que foi na çidade cuidamdo que matavom o Meestre, e como allo foi Alvoro
valores.
Paaez e muitas gemtes com ele (Crónica de D. João I – excerto) [pp. 87-89]
▪ Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
presentes nos textos. Capítulo CXV – Per que guisa estava a çidade corregida pera sse deffemder, quamdo elrei de castella
▪ Expressar, oralmente ou por escrito, pontos de pos çerco sobrella (Crónica de D. João I – excerto) [pp. 94-97]
vista fundamentados, suscitados pelas obras e seus Capítulo CXLVIII – Das tribullaçoões que Lixboa padeçia pr mimgua de mantiimentos (Crónica de D.
autores. João I – excerto) [pp. 103-106]

13
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

▪ Desenvolver um projeto de leitura que revele


pensamento crítico e criativo, a apresentar
publicamente em suportes variados.
Obras elencadas na lista do Programa [p. 21]

Projeto de Leitura [p. 113]


. O Nome da Rosa de Umberto Eco

Outros materiais

Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Crónica de D. João I de Fernão Lopes [Ficha 4]

. Textos informativos complementares:


A obra literária de Fernão Lopes
A Dinastia de Avis e a refundação do reino
O burguês Álvaro Pais
A morte do bispo de Lisboa
O estilo e a linguagem de Fernão Lopes
Contar a História como quem conta histórias

. Outros (Inter)Textos:
Capítulos IX e X da Crónica de D. João I de Fernão Lopes

. Materiais de apoio ao desenvolvimento do Projeto de Leitura

PowerPoint®
A Crónica de D. João I de Fernão Lopes
O estilo de Fernão Lopes

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Crónica de D. João I de Fernão Lopes [Ficha 4]

Educação
Literária
Do

Educação Ações estratégicas de ensino

14
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

- Consolidação de conhecimento e saberes (modos literários, estrutura interna e externa do texto narrativo, recursos expressivos).
- Aquisição de saberes relacionados com a Crónica de D. João I, de Fernão Lopes.
- Compreensão dos textos literários com base num percurso de leitura que implique
▪ fazer antecipações do desenvolvimento do tema, do enredo, das circunstâncias, entre outros aspetos;
▪ mobilizar conhecimentos sobre a língua e sobre o mundo para interpretar expressões e segmentos textuais;
▪ analisar o modo como o(s) tema(s), as experiências e os valores são representados pelo(s) autor(es) do texto;
▪ justificar, de modo fundamentado, as interpretações;
mínio

- Valorização da leitura e consolidação do hábito de ler através de atividades que impliquem, entre outras possibilidades,
Literária
▪ apresentar e defender perante o professor e a turma um projeto de leitura (indicando, por exemplo, os seus objetivos pessoais como leitor para um
determinado intervalo de tempo);
▪ selecionar os livros a ler em função do seu projeto de leitura;
▪ desenvolver e gerir o percurso de leitor realizado, que inclua auto e heteroavaliação tendo em conta o grau de consecução dos objetivos definidos
inicialmente;
▪ apresentar em público (por exemplo, à turma, a outras turmas, à escola, à comunidade) o percurso pessoal de leitor, que pode incluir dramatização,
recitação, leitura expressiva, reconto de histórias, recriação, expressão de reações subjetivas de leitor, persuasão de colegas para a leitura de livros;
- Exploração e aprofundamento de temas interdisciplinares suscitados pelas obras literárias em estudo.
AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Conteúdos

▪ Reconhecer processos fonológicos que ocorrem no O português: génese, variação e mudança


português (na evolução e no uso). Processos fonológicos
▪ Analisar com segurança frases simples e complexas
Suplemento Informativo [pp. 358-359]
(identificação de constituintes e das respetivas
funções sintáticas, divisão e classificação de
Sintaxe
orações).
Funções sintáticas
▪ Reconhecer valores semânticos de palavras
Gramática
Domínio

considerando o respetivo étimo. Suplemento Informativo [pp. 369-373]


▪ Explicitar o significado das palavras com base na
análise dos processos de formação. A frase complexa: coordenação e subordinação
▪ Reconhecer a anáfora como mecanismo de coesão
e de progressão do texto. Suplemento Informativo [pp. 373-375]

Texto e textualidade
Coesão textual – Anáfora

15
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Outros materiais
Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Processos fonológicos [Ficha 2]
Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

PowerPoint®
Processos fonológicos
Funções sintáticas
Frase complexa

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Domínio

Processos fonológicos [Ficha 2]


Gramática Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

Ações estratégicas de ensino


- Análise de construções frásicas e textuais em que seja possível
▪ questionar, exercitar, modificar, fazer variar e registar alterações;
▪ explicitar procedimentos;
▪ sistematizar regras.
- Explicitação de valores semânticos das palavras, tendo em conta os seus contextos de ocorrência no plano diacrónico.
- Sistematização do conhecimento sobre constituintes da frase e funções sintáticas, na frase simples e na frase complexa.
- Exercitação, no modo oral e escrito, de processos discursivos e textuais que tornem possível analisar propriedades configuradoras da textualidade
(progressão temática, coerência, coesão).
- Identificação de processos de referenciação anafórica em enunciados orais e escritos.
Avaliação
Avaliação Formativa: Avaliação sumativa:
. Ficha Formativa 2 [Manual, pp. 116-119, respetiva correção, cotação e grelha de correção [Dossiê do . Ficha de trabalho por sequência 2, respetiva matriz e correção
Professor] [Dossiê do Professor]
. Ficha de trabalho [Caderno de Atividades]

Calendarização ______º período

Tempo _____ aulas

16
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

3. Gil Vicente

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)


Compreensão do Oral Entrevista a Gil Vicente [p. 125]
▪ Sintetizar o discurso escutado a partir do registo de
informação relevante quanto ao tema e à estrutura. Lugares Comuns (Antena 1) – “Passar de cavalo para burro” [p. 130]
“Amore nostrum” (SIC) [p. 137]
Expressão Oral Quem bem tem e mal escolhe… (Farsa de Inês Pereira - excerto) [pp. 158-161]
▪ Produzir textos adequados à situação de comunicação,
com correção e propriedade lexical. Anúncio publicitário APAV – “Até que a morte nos separe” - vídeo [p. 163]
▪ Exprimir, com fundamentação, pontos de vista suscitados Anúncio publicitário APAV – “Até que a morte nos separe” – áudio [p. 163]
por leituras diversas.
Domínio

▪ Fazer exposições orais para apresentação de leituras


(apreciação crítica de obras, partes de obras ou textos com Esta feira é dos céus (Auto da Feira – excerto) [p. 181-183]
temas relevantes), de sínteses e de temas escolhidos Sinais (TSF) – “Alpinistas e outros Trepadores” [p. 188]
autonomamente ou requeridos por outros. Anúncio publicitário – “Uma voz ACTIVA contra a violência doméstica” - vídeo [p. 195]
Domínios

▪ Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais


para aumentar a eficácia das apresentações orais. Suplemento Informativo [p. 340]
Oralidade ▪ Utilizar de modo apropriado processos como retoma,
resumo e explicitação no uso da palavra em contextos Síntese – Marcas de género específicas
formais. Síntese [p. 53] [INF]
▪ Recorrer a processos de planificação e de avaliação de Suplemento Informativo [pp. 345-347]
textos para melhoria dos discursos orais a realizar.
Domínios

Ações estratégicas de ensino


- Compreensão de textos em diferentes suportes audiovisuais para
▪ identificação de informação explícita e dedução de informação implícita a partir de pistas textuais;
▪ seleção e registo de informação relevante para um determinado objetivo;
▪ avaliação de discursos tendo em conta a adequação à situação de comunicação.
- Produção de discursos preparados para apresentação a um público restrito (à turma ou a colegas de outras turmas) com diferentes finalidades:
▪ narrar situações vividas para fundamentar uma opinião ou uma apreciação;
▪ expor trabalhos relacionados com temas disciplinares e interdisciplinares, realizados individualmente ou em grupo.
▪ utilizar o resumo, o relato, o reconto em apresentações orais sobre obras, partes de obras, livros ou textos sobre temas, por exemplo.
- Compreensão e expressão oral baseadas em textos de diferentes géneros textuais sobre temas interdisciplinares.

17
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

Exposição sobre um tema – Marcas de género


▪ Ler em suportes variados textos de diferentes graus Exposição sobre um tema [p. 100] [INF]
de complexidade dos géneros seguintes: exposição Suplemento Informativo [pp. 348-349]
sobre um tema e apreciação crítica.
▪ Realizar leitura crítica e autónoma. Apreciação crítica – Marcas de género
▪ Analisar a organização interna e externa do texto. Apreciação crítica [p. 172] [INF]
▪ Clarificar tema(s), ideias principais, pontos de vista. Suplemento Informativo [pp. 349-350]
▪ Analisar os recursos utilizados para a construção do
sentido do texto. Graça e desgraça de Mestre Gil [p. 124]
▪ Interpretar o sentido global do texto e a O teatro de Gil Vicente [p. 127]
intencionalidade comunicativa com base em Laços de família [pp. 138-139]
inferências devidamente justificadas. A sátira e o cómico no teatro de Gil Vicente [p. 147]
▪ Utilizar métodos de trabalho científico no registo e Os tipos e personagens de Gil Vicente [p. 148]
tratamento da informação. Três mulheres, três personagens de farsa [p. 149]
Anúncio publicitário APAV [p. 158]
Domínio

Sorriso amarelo [p. 164]


Leitura Casamento marcado [p. 172]
Leituras da Farsa de Inês Pereira [pp. 173-174] [INF]

Auto da Feira: uma leitura [p. 201] [INF]


Outros materiais

Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Leitura
Exposição sobre um tema [Ficha 2]
Apreciação crítica [Ficha 3]

PowerPoint®
Exposição sobre um tema
Apreciação crítica

. Caderno de Atividades
Fichas de trabalho por domínio – Leitura
Apreciação crítica [Fichas 5 e 6]

18
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Ações estratégicas de ensino


- Manipulação de unidades de sentido através de atividades que impliquem
▪ sublinhar, parafrasear, resumir segmentos de texto relevantes para a construção de sentido;
▪ estabelecer relações entre as diversas unidades de sentido;
- Realização de diferentes modos de ler e diferentes tipos de leitura.
- Compreensão e interpretação de textos através de atividades que impliquem
Domínio

▪ colocar questões a partir de elementos paratextuais e textuais (verbais e não verbais);


Leitura ▪ sugerir hipóteses a partir de deduções extraídas da informação textual;
▪ inferir informação a partir do texto;
▪ avaliar o texto (conteúdo e forma) tendo em conta a intencionalidade do autor e a situação de comunicação;
▪ estabelecer ligações entre o tema desenvolvido no texto e a realidade vivida pelo aluno;
▪ expandir e aprofundar conhecimentos adquiridos no processo de leitura-compreensão do texto.
- Elaboração de pequenos projetos de estudo e de pesquisa, sobre temas disciplinares e interdisciplinares, que incluam, entre outros aspetos, o recurso a
mapas de ideias, esquemas, listas de palavras.
- Compreensão de texto em atividades interdisciplinares, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.
Domínio

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

▪ Escrever exposições sobre um tema e apreciações Exposição sobre um tema – Marcas de género
críticas, respeitando as marcas de género. Exposição sobre um tema [p. 100] [INF]
▪ Planificar o texto a escrever, após pesquisa e seleção Suplemento Informativo [pp. 348-349]
de informação pertinente.
▪ Redigir o texto com domínio seguro da organização Apreciação crítica – Marcas de género
em parágrafos e dos mecanismos de coerência e de Apreciação crítica [p. 172] [INF]
coesão textual. Suplemento Informativo [pp. 349-350]
▪ Editar os textos escritos, em diferentes suportes, após
Escrita revisão, individual ou em grupo, tendo em conta a Outros materiais
adequação, a propriedade vocabular e a correção
linguística.
Dossiê do Professor
▪ Respeitar os princípios do trabalho intelectual:
. Fichas de trabalho por domínio – Escrita
identificação das fontes utilizadas, cumprimento das
Propostas de escrita – Exposição sobre um tema
normas de citação, uso de notas de rodapé e
Propostas de escrita – Apreciação crítica
referenciação bibliográfica.
. Grelhas de avaliação
Grelha de autoavaliação da escrita
Grelha de avaliação da escrita: exposição sobre um tema
Grelha de avaliação da escrita: apreciação crítica

19
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

PowerPoint®
Fases da escrita
Exposição sobre um tema
Apreciação crítica

Caderno de Atividades
Fichas de trabalho por domínio – Escrita
Exposição sobre um tema [Ficha 2]
Apreciação crítica [Ficha 3]

Escrita Ações estratégicas de ensino


- Aquisição de conhecimento relacionado com as propriedades de um texto (progressão temática, coerência e coesão) e com os diferentes modos de
organizar um texto, tendo em conta a finalidade, o destinatário e a situação de comunicação.
- Planificação do que se vai escrever através de procedimentos que impliquem, por exemplo, decidir o tema e a situação de escrita, definir o objetivo da
escrita; decidir o destinatário do texto, conhecer as características do género textual que se pretende escrever.
- Elaboração de um texto prévio.
- Textualização individual a partir do texto prévio, o que implica reformulação do conteúdo à medida que se vai escrevendo.
- Revisão (em função dos objetivos iniciais e da coerência e coesão do texto) e aperfeiçoamento textual, o que implica reler, avaliar (com recurso a auto e a
heteroavaliação) e corrigir.
- Apreciação de textos produzidos pelo próprio aluno ou por colegas justificando o juízo de valor sustentado.
- Preparação da versão final.
- Expressão escrita em interdisciplinaridade com outras disciplinas, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.
Domínio

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)


Gil Vicente, Farsa de Inês Pereira (leitura integral) ou Gil Vicente, Auto da Feira (leitura integral)
▪ Interpretar textos literários portugueses de
diferentes autores e géneros, produzidos entre os Gil Vicente, Farsa de Inês Pereira (integral)
séculos XII e XVI. . Caracterização das personagens.
▪ Contextualizar textos literários portugueses . Relações entre as personagens.
anteriores ao século XVII em função de marcos . A representação do quotidiano.
Educação históricos e culturais. . A dimensão satírica.
Literária ▪ Analisar o valor de recursos expressivos para a
construção do sentido do texto, designadamente: Linguagem, estilo e estrutura:
alegoria, interrogação retórica, metonímia. - características do texto dramático;
▪ Comparar textos em função de temas, ideias e - a farsa: natureza e estrutura da obra;
valores. - recursos expressivos: a alegoria, a comparação, a interrogação retórica, a ironia, a metáfora e a
▪ Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos metonímia.

20
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

presentes nos textos.


▪ Expressar, oralmente ou por escrito, pontos de Tudo é representar e fingir [p. 122]
vista fundamentados, suscitados pelas obras e seus S’ eu moro c’ um escudeiro / como me pode a mi ir bem? [p. 123]
autores. A lei dos mundanais [p. 123]

Didascália inicial (Farsa de Inês Pereira - excerto) [p. 130]


Não te apresses tu, Inês (Farsa de Inês Pereira - excerto) [pp. 131-132]
Ou seja sapo ou sapinho, ou marido ou maridinho (Farsa de Inês Pereira - excerto) [pp. 133-135]
Eu me não casarei senão com homem discreto (Farsa de Inês Pereira - excerto) [pp. 140-143]
Pode ser maior riqueza que um homem avisado? (Farsa de Inês Pereira - excerto) [pp. 150-154]
Em almóada vi estar (Cantiga de escárnio) [p. 157]
Quem bem tem e mal escolhe… (Farsa de Inês Pereira - excerto) [pp. 158-161]
Experiência dá lição… (Farsa de Inês Pereira - excerto) [pp. 165-166]
Em tudo é boa concrusão… (Farsa de Inês Pereira - excerto) [pp. 168-170]

Gil Vicente, Auto da Feira (integral)


Caracterização das personagens.
Educação Relações entre as personagens.
Literária A representação do quotidiano.
A dimensão religiosa.
A representação alegórica.

Linguagem, estilo e estrutura:


- características do texto dramático;
- a farsa: natureza e estrutura da obra;
- recursos expressivos: a alegoria, a comparação, a interrogação retórica, a ironia, a metáfora e a
metonímia.

Tudo é representar e fingir [p. 122]


S’ eu moro c’ um escudeiro / como me pode a mi ir bem? [p. 123]
A lei dos mundanais [p. 123]
Didascália inicial (Auto da Feira - excerto) [p. 175]
Ordeno uma feira aqui… (Auto da Feira - excerto) [pp. 176-179]
Esta feira é dos céus (Auto da Feira – excerto) [pp. 181-183]
Eu venho à feira direita, comprar paz, verdade e fé (Auto da Feira – excerto) [pp. 185-187]
Pois casei má hora (Auto da Feira – excerto) [pp. 189-193]
Que vindes vender à feira? (Auto da Feira – excerto) [pp. 196-199]

21
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

▪ Desenvolver um projeto de leitura que revele


pensamento crítico e criativo, a apresentar
publicamente em suportes variados. Obras elencadas na lista do Programa [p. 21]

Projeto de Leitura [p. 203]


. O Último Cabalista de Lisboa de Richard Zimler

Outros materiais

Dossiê do Professor
Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente [Ficha 5]
Auto da Feira de Gil Vicente [Ficha 6]

Textos informativos complementares:


O teatro
O teatro português: do estado embrionário ao génio vicentino
Inês e o “marido avisado”
A mundividência social na Farsa de Inês Pereira
Gil Vicente autor de intervenção
Gil Vicente autor de transição

Outros (Inter)Textos:
Encontro com Gil Vicente
Vilancete castelhano de Gil Vicente

PowerPoint®
O teatro de Gil Vicente
A Farsa de Inês Pereira
O Auto da Feira

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente [Ficha 5]
Auto da Feira de Gil Vicente [Ficha 6]
Educação
Literária

22
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Ações estratégicas de ensino


- Consolidação de conhecimento e saberes (modos literários, estrutura interna e externa do texto dramático, recursos expressivos).
- Aquisição de saberes relacionados com a obra literária vicentina.
- Compreensão dos textos literários com base num percurso de leitura que implique
▪ fazer antecipações do desenvolvimento do tema, do enredo, das circunstâncias, entre outros aspetos;
▪ mobilizar conhecimentos sobre a língua e sobre o mundo para interpretar expressões e segmentos textuais;
▪ analisar o modo como o(s) tema(s), as experiências e os valores são representados pelo(s) autor(es) do texto;
Domínio

Educação ▪ justificar, de modo fundamentado, as interpretações;


- Valorização da leitura e consolidação do hábito de ler através de atividades que impliquem, entre outras possibilidades,
Literária
▪ apresentar e defender perante o professor e a turma um projeto de leitura (indicando, por exemplo, os seus objetivos pessoais como leitor para um
determinado intervalo de tempo);
▪ selecionar os livros a ler em função do seu projeto de leitura;
▪ desenvolver e gerir o percurso de leitor realizado, que inclua auto e heteroavaliação tendo em conta o grau de consecução dos objetivos definidos
inicialmente;
▪ apresentar em público (por exemplo, à turma, a outras turmas, à escola, à comunidade) o percurso pessoal de leitor, que pode incluir dramatização,
recitação, leitura expressiva, reconto de histórias, recriação, expressão de reações subjetivas de leitor, persuasão de colegas para a leitura de livros;
- Exploração e aprofundamento de temas interdisciplinares suscitados pelas obras literárias em estudo.
Do

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Conteúdos

23
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

▪ Reconhecer processos fonológicos que ocorrem no O português: génese, variação e mudança


português (na evolução e no uso). Processos fonológicos
▪ Analisar com segurança frases simples e complexas Suplemento Informativo [pp. 358-359]
(identificação de constituintes e das respetivas funções
sintáticas, incluindo complemento do nome do adjetivo, Sintaxe
divisão e classificação de orações, incluindo orações Funções sintáticas [incluindo complemento do nome e do adjetivo] [pp. 128-129]
subordinadas substantivas relativas).
Gramática ▪ Reconhecer valores semânticos de palavras Suplemento Informativo [pp. 369-373]
considerando o respetivo étimo.
mínio

▪ Explicitar o significado das palavras com base na A frase complexa: coordenação e subordinação [incluindo orações subordinadas substantivas
análise dos processos de formação. relativas]
▪ Reconhecer a anáfora como mecanismo de coesão e
de progressão do texto. Suplemento Informativo [pp. 373-375]
▪ Relacionar situações de comunicação, interlocutores
e registos de língua (grau de formalidade, relação Texto e textualidade
hierárquica entre os participantes, modo oral ou Coesão textual – Anáfora
escrito da interação), tendo em conta os diversos atos
de fala. Pragmática
Atos de fala

Outros materiais
Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Processos fonológicos [Ficha 2]
Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

PowerPoint®
Domínio

Processos fonológicos
Gramática Funções sintáticas
Frase complexa

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Processos fonológicos [Ficha 2]
Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

Ações estratégicas de ensino

24
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

- Análise de construções frásicas e textuais em que seja possível


▪ questionar, exercitar, modificar, fazer variar e registar alterações;
▪ explicitar procedimentos;
▪ sistematizar regras.
- Explicitação de valores semânticos das palavras, tendo em conta os seus contextos de ocorrência no plano diacrónico.
- Sistematização do conhecimento sobre constituintes da frase e funções sintáticas, na frase simples e na frase complexa.
- Exercitação, no modo oral e escrito, de processos discursivos e textuais que tornem possível analisar
▪ propriedades configuradoras da textualidade (progressão temática, coerência, coesão);
▪ modalidades de reprodução do discurso no discurso.
- Identificação de processos de referenciação anafórica em enunciados orais e escritos.
Avaliação
Avaliação Formativa: Avaliação sumativa:
. Ficha Formativa 3 [Manual, pp. 206-209, respetiva correção, cotação e grelha de correção [Dossiê do . Ficha de trabalho por sequência 3, respetiva matriz e correção
Professor] [Dossiê do Professor]
. Ficha de trabalho [Caderno de Atividades]

Calendarização ______º período

Tempo _____ aulas

4. Rimas de Camões

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

25
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Síntese – Marcas de género específicas


Síntese [p. 53] [INF]
Suplemento Informativo [pp. 345-347]

Apreciação crítica – Marcas de género


Apreciação crítica [p. 172] [INF]
Suplemento Informativo [pp. 349-350]
Compreensão do Oral
▪ Sintetizar o discurso escutado a partir do registo de Vida e obra de Luís de Camões [p. 124]
informação relevante quanto ao tema e à estrutura. O Renascimento Humanista [p. 217]
Domínio

Pensamento Cruzado (TSF) – “O caldo do amor” [p. 230]


Expressão Oral Na fonte está Leanor [p. 233]
▪ Produzir textos adequados à situação de comunicação, com Endechas (a Bárbara escrava) [p. 237]
correção e propriedade lexical. Um Poema por Semana (RTP) – “Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades” [p. 243]
▪ Exprimir, com fundamentação, pontos de vista suscitados
Domínios

por leituras diversas. Suplemento Informativo [pp. 340-341]


▪ Fazer exposições orais para apresentação de leituras Outros materiais
Oralidade (apreciação crítica de obras, partes de obras ou textos com
Dossiê do Professor
temas relevantes), de sínteses e de temas escolhidos
. Fichas de trabalho por domínio – Oralidade
autonomamente ou requeridos por outros.
Síntese [Fichas 1 e 2]
▪ Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais para
Apreciação crítica [Ficha 3]
Domínios

aumentar a eficácia das apresentações orais.


▪ Utilizar de modo apropriado processos como retoma, . Grelhas de avaliação:
resumo e explicitação no uso da palavra em contextos Grelha de autoavaliação da oralidade
formais. Grelha de avaliação da oralidade [Síntese]
▪ Recorrer a processos de planificação e de avaliação de Grelha de avaliação da oralidade [Apreciação crítica]
textos para melhoria dos discursos orais a realizar.
PowerPoint®
Síntese
Apreciação crítica

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Oralidade
Síntese [Ficha 1]
Apreciação crítica [Ficha 2]
Domínio

Ações estratégicas de ensino


- Compreensão de textos em diferentes suportes audiovisuais para
▪ identificação de informação explícita e dedução de informação implícita a partir de pistas textuais;

26
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

▪ seleção e registo de informação relevante para um determinado objetivo.


- Produção de discursos preparados para apresentação a um público restrito (à turma ou a colegas de outras turmas) com diferentes finalidades:
Oralidade ▪ fazer apreciações críticas de livros para, por exemplo, apresentar a obra lida no âmbito do projeto de leitura e recomendar um livro aos colegas;
▪ narrar situações vividas para fundamentar uma opinião ou uma apreciação;
▪ expor trabalhos relacionados com temas disciplinares e interdisciplinares, realizados individualmente ou em grupo.
▪ utilizar o resumo, o relato, o reconto em apresentações orais sobre obras, partes de obras, livros ou textos sobre temas, por exemplo.
- Compreensão e expressão oral baseadas em textos de diferentes géneros textuais sobre temas interdisciplinares.
AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)
Apreciação crítica – Marcas de género
Apreciação crítica [p. 172] [INF]
▪ Ler em suportes variados textos de diferentes graus de Suplemento Informativo [pp. 349-350]
complexidade dos géneros seguintes: exposição sobre
um tema, apreciação crítica e cartoon. Cartoon [p. 213]
▪ Realizar leitura crítica e autónoma.
A lírica camoniana: temas, formas, influências [pp. 215-216]
▪ Analisar a organização interna e externa do texto.
Renascimento [p. 218] [INF]
▪ Clarificar tema(s), ideias principais, pontos de vista.
Humanismo [p. 219] [INF]
▪ Analisar os recursos utilizados para a construção do
Classicismo [p. 219] [INF]
sentido do texto.
A lírica de Camões, entre a medida velha e a medida nova [p. 220] [INF]
▪ Interpretar o sentido global do texto e a
Signos de Camões [p. 223]
Domínio

intencionalidade comunicativa com base em inferências


O pior inimigo dos poetas [p. 225-226]
Leitura devidamente justificadas.
Formosa e bem segura [p. 233]
▪ Utilizar métodos de trabalho científico no registo e
O mundo não quererá fazer o favor de estar quieto? [p. 244]
tratamento da informação.
As temáticas estruturantes do lirismo camoniano [pp. 245-246] [INF]
Outros materiais
Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Leitura
Apreciação crítica [Ficha 3]

PowerPoint®
Apreciação crítica

. Caderno de Atividades
Fichas de trabalho por domínio – Leitura
Apreciação crítica [Fichas 5 e 6]
Ações estratégicas de ensino
Domínio

Leitura - Manipulação de unidades de sentido através de atividades que impliquem


▪ sublinhar, parafrasear, resumir segmentos de texto relevantes para a construção de sentido;

27
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

▪ estabelecer relações entre as diversas unidades de sentido;


- Realização de diferentes modos de ler e diferentes tipos de leitura.
- Compreensão e interpretação de textos através de atividades que impliquem
▪ colocar questões a partir de elementos paratextuais e textuais (verbais e não verbais);
▪ sugerir hipóteses a partir de deduções extraídas da informação textual;
▪ inferir informação a partir do texto;
▪ estabelecer ligações entre o tema desenvolvido no texto e a realidade vivida pelo aluno;
▪ expandir e aprofundar conhecimentos adquiridos no processo de leitura-compreensão do texto.
- Elaboração de pequenos projetos de estudo e de pesquisa, sobre temas disciplinares e interdisciplinares, que incluam, entre outros aspetos, o recurso a
mapas de ideias, esquemas, listas de palavras.
- Compreensão de texto em atividades interdisciplinares, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.
Domínio

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

▪ Escrever exposições sobre um tema e apreciações Exposição sobre um tema – Marcas de género
críticas, respeitando as marcas de género. Exposição sobre um tema [p. 100] [INF]
▪ Planificar o texto a escrever, após pesquisa e seleção Suplemento Informativo [pp. 348-349]
de informação pertinente.
▪ Redigir o texto com domínio seguro da organização Apreciação crítica – Marcas de género
em parágrafos e dos mecanismos de coerência e de Apreciação crítica [p. 172] [INF]
coesão textual. Suplemento Informativo [pp. 349-350]
▪ Editar os textos escritos, em diferentes suportes, após
Escrita revisão, individual ou em grupo, tendo em conta a Outros materiais
adequação, a propriedade vocabular e a correção
linguística.
Dossiê do Professor
▪ Compreensão de texto em atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Escrita
interdisciplinares, designadamente no que diz respeito
Propostas de escrita – Exposição sobre um tema
ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.
Propostas de escrita – Apreciação crítica
▪ Respeitar os princípios do trabalho intelectual:
identificação das fontes utilizadas, cumprimento das
. Grelhas de avaliação
normas de citação, uso de notas de rodapé e
Grelha de autoavaliação da escrita
referenciação bibliográfica.
Grelha de avaliação da escrita: exposição sobre um tema
Grelha de avaliação da escrita: apreciação crítica

PowerPoint®
Fases da escrita
Exposição sobre um tema
Apreciação crítica

28
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Caderno de Atividades
Fichas de trabalho por domínio – Escrita
Exposição sobre um tema [Ficha 2]
Apreciação crítica [Ficha 3]
Escrita
Ações estratégicas de ensino
- Aquisição de conhecimento relacionado com as propriedades de um texto (progressão temática, coerência e coesão) e com os diferentes modos de
organizar um texto, tendo em conta a finalidade, o destinatário e a situação de comunicação.
- Planificação do que se vai escrever através de procedimentos que impliquem, por exemplo, decidir o tema e a situação de escrita, definir o objetivo da
escrita; decidir o destinatário do texto, conhecer as características do género textual que se pretende escrever.
- Elaboração de um texto prévio.
- Textualização individual a partir do texto prévio, o que implica reformulação do conteúdo à medida que se vai escrevendo.
- Revisão (em função dos objetivos iniciais e da coerência e coesão do texto) e aperfeiçoamento textual, o que implica reler, avaliar (com recurso a auto e a
heteroavaliação) e corrigir.
- Apreciação de textos produzidos pelo próprio aluno ou por colegas justificando o juízo de valor sustentado.
- Preparação da versão final.
- Expressão escrita em interdisciplinaridade com outras disciplinas, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.
Domínio

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

▪ Interpretar textos literários portugueses de Luís de Camões, Rimas [quatro redondilhas e oito sonetos]
diferentes autores e géneros, produzidos entre os Contextualização histórico-literária.
séculos XII e XVI.
▪ Contextualizar textos literários portugueses A reflexão sobre a vida pessoal.
anteriores ao século XVII em função de marcos A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.
Educação históricos e culturais. A representação da amada.
Literária ▪ Analisar o valor de recursos expressivos para a A representação da Natureza.
construção do sentido do texto, designadamente: O tema do desconcerto.
aliteração e apóstrofe. O tema da mudança.
▪ Comparar textos em função de temas, ideias e
valores. Linguagem, estilo e estrutura:
▪ Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos - a lírica tradicional;
presentes nos textos. - a inspiração clássica;
▪ Expressar, oralmente ou por escrito, pontos de - discurso pessoal e marcas de subjetividade;
vista fundamentados, suscitados pelas obras e seus - soneto: características;
autores. - métrica (redondilha e decassílabo), rima e esquema rimático;
- recursos expressivos: a aliteração, a anáfora, a antítese, a apóstrofe e a metáfora.

29
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Epitáfio para Luís de Camões [p. 212]


Camões, grande Camões, quão semelhante [p. 212]
No mundo quis um tempo que se achasse [p. 213]
Vida e obra de Luís de Camões [p. 214]
O dia em que eu nasci, moura e pereça [p. 221]
Autorretrato de Camões: o soneto “O dia em que eu nasci…” [INF] [p. 222]
De que me serve fugir [p. 222]
Erros meus, má fortuna, amor ardente [p. 224]
Amor é fogo que arde sem se ver [p. 276]
Está lascivo e doce passarinho [p. 229]
Tanto de meu estado me acho incerto [p. 230]
Descalça vai para a fonte [p. 232]
Na fonte está Leanor [p. 233]
Quando o Sol encoberto vai mostrando [p. 234]
Um mover d’ olhos, brando e piadoso [p. 235]
Ondados fios d’ ouro reluzente [p. 235]
Leda serenidade deleitosa [p. 235]
Endechas (a Bárbara escrava) [p. 237]
Se Helena apartar [p. 239]
A fermosura desta fresca serra [p. 240]
Alegres campos, verdes arvoredos [p. 240]
Vej’ eu as gentes andar revolvendo [p. 241]
Esparsa sua ao desconcerto do mundo [p. 242]
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades [p. 243]

▪ Desenvolver um projeto de leitura que revele Obras elencadas na lista do Programa [p. 21]
pensamento crítico e criativo, a apresentar
Educação publicamente em suportes variados. Projeto de Leitura [p. 247]
Literária . Antologia Poética de Cecília Meireles
Domínio

Educação Outros materiais


Literária Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Rimas de Camões [Ficha 7]

30
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Textos informativos complementares:


Os retratos femininos na poesia de Camões
O amor na lírica camoniana
O desconcerto de um espírito torturado
O desconcerto do mundo

Outros (Inter)Textos:
Fala apócrifa de Camões
Definição do amor
Amor é
As facas
A uma crueldade formosa
As primas do Bruno Viola [excerto]
Camoniana
Endechas ou Canção da Diferença
Variação Camoniana
Os teus olhos

PowerPoint®
A lírica camoniana
O Renascimento Humanista
A representação da mulher amada na poesia de Camões

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Rimas de Camões [Ficha 7]
Ações estratégicas de ensino
- Consolidação de conhecimento e saberes (noções de versificação, modos literários, recursos expressivos).
- Aquisição de saberes relacionados com a obra literária camoniana.
- Compreensão dos textos literários com base num percurso de leitura que implique
▪ fazer antecipações do desenvolvimento do tema, do enredo, das circunstâncias, entre outros aspetos;
▪ mobilizar conhecimentos sobre a língua e sobre o mundo para interpretar expressões e segmentos textuais;
▪ analisar o modo como o(s) tema(s), as experiências e os valores são representados pelo(s) autor(es) do texto;
▪ justificar, de modo fundamentado, as interpretações.
- Valorização da leitura e consolidação do hábito de ler através de atividades que impliquem, entre outras possibilidades,
▪ apresentar e defender perante o professor e a turma um projeto de leitura (indicando, por exemplo, os seus objetivos pessoais como leitor para um
determinado intervalo de tempo);

31
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

▪ selecionar os livros a ler em função do seu projeto de leitura;


▪ desenvolver e gerir o percurso de leitor realizado, que inclua auto e heteroavaliação tendo em conta o grau de consecução dos objetivos definidos
inicialmente;
▪ apresentar em público (por exemplo, à turma, a outras turmas, à escola, à comunidade) o percurso pessoal de leitor, que pode incluir dramatização,
recitação, leitura expressiva, reconto de histórias, recriação, expressão de reações subjetivas de leitor, persuasão de colegas para a leitura de livros;
- Exploração e aprofundamento de temas interdisciplinares suscitados pelas obras literárias em estudo.
AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Conteúdos
▪ Reconhecer processos fonológicos que ocorrem no O português: génese, variação e mudança
português (na evolução e no uso). Processos fonológicos
▪ Analisar com segurança frases simples e complexas Suplemento Informativo [pp. 358-359]
(identificação de constituintes e das respetivas
funções sintáticas, incluindo complemento do nome Sintaxe
do adjetivo, divisão e classificação de orações). Funções sintáticas
▪ Reconhecer valores semânticos de palavras Suplemento Informativo [pp. 369-373]
considerando o respetivo étimo.
Gramática ▪ Explicitar o significado das palavras com base na A frase complexa: coordenação e subordinação
análise dos processos de formação. Suplemento Informativo [pp. 373-375]
DomínioDomínio

▪ Reconhecer a anáfora como mecanismo de coesão


e de progressão do texto. Texto e textualidade
Coesão textual – Anáfora
Outros materiais
Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

PowerPoint®
Funções sintáticas
Frase complexa

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]
Gramática Ações estratégicas de ensino

32
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

- Análise de construções frásicas e textuais em que seja possível


▪ questionar, exercitar, modificar, fazer variar e registar alterações;
▪ explicitar procedimentos;
Domínio

▪ sistematizar regras.
- Explicitação de valores semânticos das palavras, tendo em conta os seus contextos de ocorrência no plano diacrónico.
- Sistematização do conhecimento sobre constituintes da frase e funções sintáticas, na frase simples e na frase complexa.
- Exercitação, no modo oral e escrito, de processos discursivos e textuais que tornem possível analisar
▪ propriedades configuradoras da textualidade (progressão temática, coerência, coesão).
- Identificação de processos de referenciação anafórica em enunciados orais e escritos.
Avaliação
Avaliação Formativa: Avaliação sumativa:
. Ficha Formativa 4 [Manual, pp. 250-253, respetiva correção, cotação e grelha de correção [Dossiê do Professor] . Ficha de trabalho por sequência 4, respetiva matriz e correção
. Ficha de trabalho [Caderno de Atividades] [Dossiê do Professor]

Calendarização ______º período

Tempo _____ aulas

33
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

5. Os Lusíadas de Camões

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)


Domínio

Documentário – Marcas de género específicas


Documentário (excerto) – A Alma e a Gente (RTP) – “Fernão Lopes” [p. 84]
Documentário [p. 84] [INF]
Compreensão do Oral
Domínios

▪ Interpretar textos orais do género documentário, Apreciação crítica – Marcas de género


evidenciando perspetiva crítica e criativa. Apreciação crítica [p. 172] [INF]
▪ Sintetizar o discurso escutado a partir do registo de Suplemento Informativo [pp. 349-350]
informação relevante quanto ao tema e à estrutura.
O Renascimento Humanista [p. 217]
Expressão Oral Lusíadas [p. 257]
▪ Produzir textos adequados à situação de comunicação, com Ler +, Ler Melhor (RTP) – “Os Lusíadas” [p. 258]
DomínioDomínios

correção e propriedade lexical. Anúncio publicitário B! Caramelo [p. 276]


▪ Exprimir, com fundamentação, pontos de vista suscitados Sinais (TSF) – “Assim como um postal para Matosinhos” [p. 279]
Oralidade por leituras diversas. A Máquina do Mundo [p. 291]
▪ Fazer exposições orais para apresentação de leituras Grandes Livros (RTP) – Os Lusíadas [excerto] [p. 302]
(apreciação crítica de obras, partes de obras ou textos com
temas relevantes), de sínteses e de temas escolhidos Suplemento Informativo [pp. 340-341]
autonomamente ou requeridos por outros. Outros materiais
▪ Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais para Dossiê do Professor
aumentar a eficácia das apresentações orais. . Fichas de trabalho por domínio – Oralidade
▪ Utilizar de modo apropriado processos como retoma, Documentário [Ficha 5]
resumo e explicitação no uso da palavra em contextos
formais. . Grelhas de avaliação:
▪ Recorrer a processos de planificação e de avaliação de textos Grelha de autoavaliação da oralidade
para melhoria dos discursos orais a realizar.
PowerPoint®
Apresentação oral
Documentário
Apreciação crítica
Ações estratégicas de ensino
- Compreensão de textos em diferentes suportes audiovisuais para
▪ observação de regularidades associadas a géneros textuais;
▪ identificação de informação explícita e dedução de informação implícita a partir de pistas textuais;
▪ seleção e registo de informação relevante para um determinado objetivo;

34
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

▪ avaliação de discursos tendo em conta a adequação à situação de comunicação.


- Produção de discursos preparados para apresentação a um público restrito (à turma ou a colegas de outras turmas) com diferentes finalidades:
▪ fazer apreciações críticas de livros para, por exemplo, apresentar a obra lida no âmbito do projeto de leitura e recomendar um livro aos colegas;
▪ narrar situações vividas para fundamentar uma opinião ou uma apreciação;
▪ expor trabalhos relacionados com temas disciplinares e interdisciplinares, realizados individualmente ou em grupo.
▪ utilizar o resumo, o relato, o reconto em apresentações orais sobre obras, partes de obras, livros ou textos sobre temas, por exemplo.
- Compreensão e expressão oral baseadas em textos de diferentes géneros textuais sobre temas interdisciplinares.
Domínio

Leitura AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)


Relato de viagem – Marcas de género
Relato de viagem [p. 301] [INF]
▪ Ler em suportes variados textos de diferentes graus de Suplemento Informativo [pp. 352-353]
complexidade dos géneros seguintes: relato de viagem,
apreciação crítica e cartoon. Apreciação crítica – Marcas de género
▪ Realizar leitura crítica e autónoma. Apreciação crítica [p. 172] [INF]
▪ Analisar a organização interna e externa do texto. Suplemento Informativo [pp. 349-350]
▪ Clarificar tema(s), ideias principais, pontos de vista.
▪ Analisar os recursos utilizados para a construção do Cartoon [pp. 257, 270, 281 e 296]
sentido do texto.
Salvou-se Portugal [p. 256]
▪ Interpretar o sentido global do texto e a
Os Lusíadas: poema épico [pp. 258-259]
intencionalidade comunicativa com base em inferências
Epopeia [p. 260]
devidamente justificadas.
Os Lusíadas: uma visão global [pp. 263-264]
▪ Utilizar métodos de trabalho científico no registo e
António, Sofia, Camões e o resto da vida [p. 269]
tratamento da informação.
Os Lusíadas em contexto [pp. 270, 272, 276, 281, 285, 291] [INF]
A atividade de não ler [p. 275]
As reflexões do poeta n’ Os Lusíadas: críticas e conselhos aos portugueses [p. 280]
Retrato de um país que gosta da cunha [p. 284]
A mitificação do herói n’ Os Lusíadas [p. 290]
Portugal [p. 296]
Partida [pp. 300-301]
Outra Índia [p. 302]

Outros materiais
Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Leitura
Apreciação crítica [Ficha 3]
Relato de viagem [Ficha 4]

35
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

PowerPoint®
Apreciação crítica
Relato de viagem

. Caderno de Atividades
Fichas de trabalho por domínio – Leitura
Apreciação crítica [Fichas 5 e 6]
Relato de viagem [Fichas 7 e 8]

Ações estratégicas de ensino

- Manipulação de unidades de sentido através de atividades que impliquem


▪ sublinhar, parafrasear, resumir segmentos de texto relevantes para a construção de sentido;
▪ estabelecer relações entre as diversas unidades de sentido;
- Realização de diferentes modos de ler e diferentes tipos de leitura.
- Compreensão e interpretação de textos através de atividades que impliquem
▪ colocar questões a partir de elementos paratextuais e textuais (verbais e não verbais);
Leitura ▪ sugerir hipóteses a partir de deduções extraídas da informação textual;
▪ inferir informação a partir do texto;
▪ estabelecer ligações entre o tema desenvolvido no texto e a realidade vivida pelo aluno;
DomínioDomínio

▪ expandir e aprofundar conhecimentos adquiridos no processo de leitura-compreensão do texto.


- Elaboração de pequenos projetos de estudo e de pesquisa, sobre temas disciplinares e interdisciplinares, que incluam, entre outros aspetos, o recurso a
mapas de ideias, esquemas, listas de palavras.
- Compreensão de texto em atividades interdisciplinares, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

▪ Escrever exposições sobre um tema e apreciações Exposição sobre um tema – Marcas de género
críticas, respeitando as marcas de género. Exposição sobre um tema [p. 100] [INF]
▪ Planificar o texto a escrever, após pesquisa e seleção Suplemento Informativo [pp. 348-349]
Escrita de informação pertinente.
▪ Redigir o texto com domínio seguro da organização Apreciação crítica – Marcas de género
em parágrafos e dos mecanismos de coerência e de Apreciação crítica [p. 172] [INF]
coesão textual. Suplemento Informativo [pp. 349-350]
▪ Editar os textos escritos, em diferentes suportes, após
revisão, individual ou em grupo, tendo em conta a Outros materiais

36
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

adequação, a propriedade vocabular e a correção


linguística. Dossiê do Professor
▪ Compreensão de texto em atividades . Fichas de trabalho por domínio – Escrita
interdisciplinares, designadamente no que diz respeito Propostas de escrita – Exposição sobre um tema
ao trabalho sobre diferentes géneros textuais. Propostas de escrita – Apreciação crítica
▪ Respeitar os princípios do trabalho intelectual:
identificação das fontes utilizadas, cumprimento das . Grelhas de avaliação
normas de citação, uso de notas de rodapé e Grelha de autoavaliação da escrita
referenciação bibliográfica. Grelha de avaliação da escrita: exposição sobre um tema
Grelha de avaliação da escrita: apreciação crítica

PowerPoint®
Fases da escrita
Escrita Exposição sobre um tema
Apreciação crítica

Caderno de Atividades
Fichas de trabalho por domínio – Escrita
Exposição sobre um tema [Ficha 2]
Apreciação crítica [Ficha 3]

Ações estratégicas de ensino


- Aquisição de conhecimento relacionado com as propriedades de um texto (progressão temática, coerência e coesão) e com os diferentes modos de
organizar um texto, tendo em conta a finalidade, o destinatário e a situação de comunicação.
- Planificação do que se vai escrever através de procedimentos que impliquem, por exemplo, decidir o tema e a situação de escrita, definir o objetivo da
escrita; decidir o destinatário do texto, conhecer as características do género textual que se pretende escrever.
- Elaboração de um texto prévio.
- Textualização individual a partir do texto prévio, o que implica reformulação do conteúdo à medida que se vai escrevendo.
- Revisão (em função dos objetivos iniciais e da coerência e coesão do texto) e aperfeiçoamento textual, o que implica reler, avaliar (com recurso a auto e a
heteroavaliação) e corrigir.
- Apreciação de textos produzidos pelo próprio aluno ou por colegas justificando o juízo de valor sustentado.
- Preparação da versão final.
- Expressão escrita em interdisciplinaridade com outras disciplinas, designadamente no que diz respeito ao trabalho sobre diferentes géneros textuais.
Do

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Textos e obras (manual)

37
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Luís de Camões, Os Lusíadas (três de entre as seguintes reflexões do poeta)


▪ Interpretar textos literários portugueses de
- Reflexões do poeta:
diferentes autores e géneros, produzidos entre os
. Canto I, ests. 105-106
séculos XII e XVI.
. Canto V, ests. 92 a 100
▪ Contextualizar textos literários portugueses
. Canto VII, ests. 78 a 87
anteriores ao século XVII em função de marcos
. Canto VIII, ests. 96 a 99
históricos e culturais.
. Canto IX, ests. 88 a 95
▪ Analisar o valor de recursos expressivos para a
. Canto X, ests. 145 a 156
construção do sentido do texto, designadamente:
interrogação retórica, metonímia, apóstrofe e
Linguagem, estilo e estrutura:
anástrofe.
- a epopeia: natureza e estrutura da obra;
Educação ▪ Comparar textos em função de temas, ideias e
- o conteúdo de cada canto;
Literária valores.
- os quatro planos: viagem, mitologia, História de Portugal e reflexões do poeta. Sua interdependência;
▪ Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
- estrofe e métrica;
presentes nos textos.
- recursos expressivos: a anáfora, a anástrofe, a apóstrofe, a comparação, a enumeração, a hipérbole,
▪ Expressar, oralmente ou por escrito, pontos de
a interrogação retórica, a metáfora, a metonímia e a personificação.
vista fundamentados, suscitados pelas obras e seus
autores.
mínio

Os Lusíadas: poema épico [pp. 258-259]


Epopeia [p. 260] [INF]
As estruturas externa e interna d’ Os Lusíadas [pp. 261-263] [INF]
Os Lusíadas: uma visão global [pp. 263-264] [INF]
Eu canto o peito ilustre lusitano (Canto I, est. 1-18) [pp. 265-267]
Na terra, tanta guerra tanto engano (Canto I, est. 105-106) [p. 271]
Nũa mão a pena e noutra a lança (Canto V, est.90, 92-100) [pp. 272-273]
Por mar alto com vento tão contrário (Canto VII, est. 78-87) [pp. 276-278]
As reflexões do poeta n’ Os Lusíadas: críticas e conselhos aos Portugueses [p. 280] [INF]
Dinheiro, que a tudo nos obriga (Canto VIII, est. 96-99) [pp. 281-282]
Canto IX, est. 51 [p. 285]
Tethys e a ilha angélica (Canto IX, est. 52-53, 66-70, 88-95) [pp. 285-287]
Excerto de Que Farei com Este Livro? [p. 289]
A mitificação do herói n’ Os Lusíadas [p. 290] [INF]
A grande máquina do mundo (Canto X, est. 75-91) [pp. 291-294]
No mais, Musa, no mais (Canto X, est. 144-156) [pp. 297-299]

▪ Desenvolver um projeto de leitura que revele Obras elencadas na lista do Programa [p. 21]
pensamento crítico e criativo, a apresentar Projeto de Leitura [p. 302]
publicamente em suportes variados. . O Murmúrio do Mundo de Almeida Faria
Do

Outros materiais

38
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

mínio Dossiê do Professor


Educação . Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Literária Os Lusíadas de Camões [Ficha 8]

Textos informativos complementares


Os momentos da estrutura interna d’ Os Lusíadas
Camões, consciência de um tempo
A realidade política e moral pela pena de Camões
A Ilha dos Amores e a mitificação do herói n’Os Lusíadas
Função e significado do episódio da “Ilha dos Amores” n’ Os Lusíadas
As reflexões do poeta n’Os Lusíadas

Outros (Inter)Textos
Encontro em Melinde (Os Lusíadas - excerto)
A máquina do mundo
Um tão grande poema

PowerPoint®
Os Lusíadas
A viagem de Vasco da Gama
O episódio da Ilha dos Amores n’ Os Lusíadas

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Educação Literária
Os Lusíadas de Camões [Ficha 8]

Ações estratégicas de ensino


- Consolidação de conhecimento e saberes (noções de versificação, modos literários, recursos expressivos).
- Aquisição de saberes relacionados com a obra literária camoniana.
- Compreensão dos textos literários com base num percurso de leitura que implique
▪ fazer antecipações do desenvolvimento do tema, do enredo, das circunstâncias, entre outros aspetos;
▪ mobilizar conhecimentos sobre a língua e sobre o mundo para interpretar expressões e segmentos textuais;
▪ analisar o modo como o(s) tema(s), as experiências e os valores são representados pelo(s) autor(es) do texto;
▪ justificar, de modo fundamentado, as interpretações.
- Valorização da leitura e consolidação do hábito de ler através de atividades que impliquem, entre outras possibilidades,
▪ apresentar e defender perante o professor e a turma um projeto de leitura (indicando, por exemplo, os seus objetivos pessoais como leitor para um
determinado intervalo de tempo);

39
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

▪ selecionar os livros a ler em função do seu projeto de leitura;


▪ desenvolver e gerir o percurso de leitor realizado, que inclua auto e heteroavaliação tendo em conta o grau de consecução dos objetivos definidos
inicialmente;
▪ apresentar em público (por exemplo, à turma, a outras turmas, à escola, à comunidade) o percurso pessoal de leitor, que pode incluir dramatização,
recitação, leitura expressiva, reconto de histórias, recriação, expressão de reações subjetivas de leitor, persuasão de colegas para a leitura de livros;
- Exploração e aprofundamento de temas interdisciplinares suscitados pelas obras literárias em estudo.
DomínioDomínio

AE: conhecimentos, capacidades e atitudes Conteúdos


▪ Conhecer a origem, a evolução e a distribuição
geográfica do Português no mundo. O português: génese, variação e mudança
▪ Reconhecer processos fonológicos que ocorrem no Processos fonológicos
português (na evolução e no uso). Geografia do Português no mundo
▪ Analisar com segurança frases simples e complexas Suplemento Informativo [pp. 358-360]
(identificação de constituintes e das respetivas
funções sintáticas, incluindo complemento do nome Sintaxe
do adjetivo, divisão e classificação de orações). Funções sintáticas
Gramática ▪ Reconhecer valores semânticos de palavras Suplemento Informativo [pp. 369-373]
considerando o respetivo étimo.
▪ Explicitar o significado das palavras com base na A frase complexa: coordenação e subordinação
análise dos processos de formação. Suplemento Informativo [pp. 373-375]
▪ Reconhecer a anáfora como mecanismo de coesão
e de progressão do texto. Texto e textualidade
▪ Usar de modo intencional diferentes valores Coesão textual – Anáfora
modais atendendo à situação comunicativa
(epistémicos, deônticos e apreciativos). Semântica
Valor modal

Outros materiais

40
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Dossiê do Professor
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Processos fonológicos [Ficha 2]
Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

PowerPoint®
Processos fonológicos
Funções sintáticas
Frase complexa

Caderno de Atividades
. Fichas de trabalho por domínio – Gramática
Processos fonológicos [Ficha 2]
Funções sintáticas [Ficha 5]
Frase complexa [Ficha 6]

Ações estratégicas de ensino


- Análise de construções frásicas e textuais em que seja possível
▪ questionar, exercitar, modificar, fazer variar e registar alterações;
▪ explicitar procedimentos;
Domínio

▪ sistematizar regras.
Gramática - Explicitação de valores semânticos das palavras, tendo em conta os seus contextos de ocorrência no plano diacrónico.
- Sistematização do conhecimento sobre constituintes da frase e funções sintáticas, na frase simples e na frase complexa.
- Exercitação, no modo oral e escrito, de processos discursivos e textuais que tornem possível analisar
▪ propriedades configuradoras da textualidade (progressão temática, coerência, coesão).
- Explicitação de formas de expressão que traduzam diferentes valores modais tendo em conta a situação comunicativa.
- Identificação de processos de referenciação anafórica em enunciados orais e escritos.
Avaliação
Avaliação Formativa: Avaliação sumativa:
. Ficha Formativa 5 [Manual, pp. 305-307, respetiva correção, cotação e grelha de correção [Dossiê do Professor] . Ficha de trabalho por sequência 5, respetiva matriz e correção
. Ficha de trabalho [Caderno de Atividades] [Dossiê do Professor]

Calendarização ______º período

Tempo _____ aulas

41
Outras Expressões – Português – 10.º ano – Aprendizagens Essenciais

Notas:

1. Mantém-se na planificação a referência aos textos dos géneros não literários previstos no Programa e Metas Curriculares de Português – Ensino Secundário (2014) que
não são contemplados nas Aprendizagens Essenciais (artigo de divulgação científica e anúncio publicitário), uma vez que a sua exploração contribui para o desenvolvimento
dos conhecimentos, capacidades e atitudes previstos nos domínios da Oralidade e da Leitura.

2. A sequência 6 do manual não surge integrada na planificação, uma vez que a abordagem da obra a que é dedicada – História Trágico-Marítima – deixou de ser
contemplada nas Aprendizagens Essenciais de 10.º ano.

3. Assinalam-se com fundo azul os conteúdos não explicitamente abordados no manual e que passaram a integrar diferentes domínios da disciplina de acordo com as
Aprendizagens Essenciais, concretamente:

Leitura Gramática
Cartoon Orações subordinadas substantivas relativas
Valor modal
Anáfora (coesão textual)
Atos de fala

4. No domínio da Gramática, não são contemplados nas Aprendizagens Essenciais de 10.º os seguintes conteúdos:
. Palavras divergentes e convergentes
. Predicativo do complemento direto (de acordo com as AE, passa a ser introduzido no 8.º ano)
. Campo lexical e campo semântico
. Arcaísmos e neologismos
. Processos irregulares de formação de palavras: extensão semântica, empréstimo amálgama, sigla, acrónimo e truncação (de acordo com as AE, passam a ser abordados no
12.º ano).

42