Você está na página 1de 1

De acordo com o PMI (2017a, p.

174) o processo de coletar os requisitos é definido como “determinar,


documentar e gerenciar as necessidades e requisitos das partes interessadas a fim de cumprir os objetivos” e
ainda afirma que “o principal benefício deste processo é que o mesmo fornece a base para definição e
gerenciamento do escopo do produto e do projeto”.

Na fase de coleta de requisitos, as técnicas de coleta de requisitos têm por objetivo superar as dificuldades
relativas a essa fase e a não utilização de técnicas adequadas para a identificação dos requisitos do projeto é
uma das maiores razões de insatisfação dos clientes com o resultado.
O principal objetivo de uma boa coleta de requisitos no Projeto Pequenos Grandes Prazeres e em outras
quaisquer organizações é a mitigação do impacto negativo que o gerenciamento deficiente de requisitos tem
em projetos e o desperdício financeiro resultante, colocando os recursos necessários para executar
gerenciamento de requisitos para projetos adequadamente, reconhecer e desenvolver as habilidades dos
funcionários necessárias para o gerenciamento eficaz dos requisitos. Padronizar, formalizar e amadurecer os
processos de gerenciamento de requisitos da organização e aplicar consistentemente boas práticas de
gerenciamento de requisitos. Assegurar que a organização, como um todo, a alta gerência e os steakholders
valorizem totalmente o gerenciamento de requisitos como uma competência crítica para projetos e
comprometam-se adequadamente. O foco da organização em pessoas, processos e cultura pode ajudar
significativamente a garantir que o gerenciamento de requisitos seja empregado como uma competência
essencial para o sucesso de projetos e programas.

A fim de destacarmos a importância de uma boa coleta de requisitos, vale destacar um estudo aprofundado
realizado pelo PMI’s Pulse of the Profession® que constatou que 47% dos projetos malsucedidos falham em
atingir as metas devido ao mau gerenciamento de requisitos. Neste mesmo estudo foi identificado que quando
a gestão de requisitos é inadequada, as consequências podem ser graves, sendo piores para organizações de
baixo desempenho, nas quais mais da metade das falhas em projetos se deve, principalmente, a esse fator.
Neste mesmo estudo, foi apontado que a comunicação ruim ou inadequada é a principal causa de falha do
projeto, três em cada quatro organizações relatam que este problema afeta negativamente o gerenciamento
de requisitos, mais do que qualquer outra área de seus projetos, incluindo risco, partes interessadas,
cronograma ou despesas.
A pesquisa ainda apresenta algumas questões-chave associadas à gestão de requisitos, a saber: recursos
críticos necessários; treinamento e apoio a serem fornecidos pelas organizações; boas práticas e processos a
serem seguidos e práticas e iniciativas que organizações de alto desempenho têm realizado para promover a
gestão de requisitos da melhor forma possível.