Você está na página 1de 7

01-As estações da Vida

Pe. Fábio de Melo
Suntuosa força, clara intensa luz, gênese de todo fruto
Verbo soberano, início, meio e fim, porta voz do infinito
Desce sobre os montes, rios, céu e mar, soberano dom divino
Vai deixando em tudo o seu rastro de luz, a vida não poder parar

Vida, tua cor colore o céu
Vida, teu calor acende a luz
Tece a melodia e deixa o teu sinal, onde o vento canta ao sol
Sombras se dissipam e se vão quando se demonstra o teu poder
Alma do universo, expressão de Deus, digo sim ao teu querer
Mesmo que hajam forças contra ti sempre nascerão as estações
Incansável luta, não te cansarás eu sei que sobreviverás

Suntuosa força, clara intensa luz, gênese de todo fruto
Verbo soberano, início, meio e fim, porta voz do infinito
Desce sobre os montes, rios, céu e mar, soberano dom divino
Vai deixando em tudo o seu rastro de luz, a vida não poder parar
A vida não pode parar, a vida sobreviverá
A vida sobreviverá

02- Ruah, Um Sopro de Vida
Pe. Fábio de Melo
Sopra ligeiro por cima dos montes
Sopra do Norte e do Sul de um país
Nasce no Leste e renasce num sonho
Canta e ressurge no Oeste feliz
Vida, universo que pulsa no tempo
Início, meio e fim
Vida infinita num tempo que passa
Pois sempre fica em mim
Numa palavra presença constante
O riso, o não e o sim
No que me ensina a cruzar os caminhos
Do ninho ao mundo enfim
Sopra nas casas, varandas e ruas
Num vento leve me leva a voar
Sopra em palavras de fé e na figura
Que com um sopro a esperança nos dá
Tão consciente que a gente se esquece
E se engana de uma lucidez
Que ilumina no verso em palavra
Deus faz, fará e fez
Verso alado, iluminado
A fé que não duvida
E corre no céu
E aponta o teu nome
Num sopro de vida
E corre no verso
Alado...
Vem de todo lugar
Sopra a cantar
Regenera a vida

não tenha medo Não diga nada.Vem. da-me o que é meu! Da-me a parte que me cabe da herança Fui pro mundo Gastei tudo Me restou só o pecado Hoje sei que nada é meu Tudo é do pai (refrão) Tudo é do pai Toda honra e toda glória É dele a vitória Alcançada em minha vida Tudo é do pai Se sou fraco e pecador Bem mais forte é o meu senhor Que me cura por amor. (bis) 04. vem me iluminar Traz inspiração Brilha em todo céu pra mim 03. Fábio de Melo Onde é que você vai com tanta pressa Com esse ar de quem tem muito o que fazer Se eu posso lhe pedir alguma coisa eu lhe peço: senta aqui Como um dia eu sentei naquele poço E a amizade visitou meu coração Fui amigo e o esposo que faltava e hoje pode ser também assim Os seus olhos me revelam tanta sede e não sou indiferente a sua dor Mas tem coisas que não faço.Mais Perto Pe. por mim mesmo Eu pensei que as coisas do mundo Não iriam me derrubar O orgulho tomou conta do meu ser E o pecado devastou o meu viver Fui embora.Tudo É Do Pai Pe. silêncio é palavra que não faz segredo Se for preciso enxugo o seu rosto Lágrimas são fragmentos de história que posso . disse ao pai. Fábio de Melo Eu pensei que podia viver. não são minhas. dependem somente do seu querer O milagre se dará por duas vias Uma é minha e a outra deixo pra você Se você trouxer a mim a sua água eu devolvo vinho Chega mais perto.

espero por lá Chega mais perto. eu preciso lhe dizer Que eu espero por você E não me canso de esperar A porta aberta vou deixar Se quiser pode voltar E eu espero por você E não me canso de esperar Meu coração se alegrará Quando você se aproximar Se você se aproximasse do meu peito transpassado Se aos pés da cruz ficasse. o mesmo endereço. queira voltar Não prometo dar-lhe um jardim de flores Mas prometo a força pra poder plantá-lo E asseguro no cultivo estar bem junto. podaremos o que não puder crescer Cada poda há de ter ensinamento eu vou lhe ajudar a compreender Sou o verbo do princípio feito carne Sou o Deus que resolveu ter coração E hoje está sentado à beira deste poço Mirando o seu rosto. se preciso. se houvesse intimidade Certamente deixaria de implorar por outro amor Na distância é tão difícil ser amigo de alguém Olhe para mim. na voz deste moço.entender Eu lhe vejo entrelaçado em tantos erros Machucando tanta gente sem saber Infeliz vai se tornando pouco a pouco. Fábio de Melo Se você soubesse o quanto é intenso no meu peito O amor que eu tenho por você e o que guardo aqui dentro Se você voltasse sempre. não tarde em chegar A casa é a mesma. por favor. mostro em gesto o que é o amor Na distância é tão difícil ser amigo de alguém Olhe para mim. lhe consolar Cantaremos a semente germinada. saberia o que é o amor Se o amor que me oferece é tecido de palavras Eu lhe estendo os meus braços.Eu Espero Pe. eu preciso lhe dizer . lhe dando um recado Que se for possível espero visita. 05.

tristonho ou feliz Todos os pobres. fraco. Fábio de Melo Sim. os nobres Os feios. todo homem é bom Todo humano é bom Toda face. ser reflexo de Deus Mesmo que o mal ronde perto E nos faça um deserto Esse bem ficará E uma gota do céu cairá Sim. os livres. o crente. e o que olha Nos olhos também Todo o doente é bom E também todo são O que pede. o que dá e o que não Todo indigente é bom E também quem tem dom Que tem tudo ou nada ao sol Todo alegre é bom . o descrente O que sabe ser gente E que sente a canção Todo aquele que é jovem. os sábios ou não Todos por certo são bons Como é bom nosso Pai Que criou cada jeito de ser Todo semblante é bom Todo instante é bom Quando há vida e quando há viver Todo o âmago é bom Toda essência tem dom De amar. todo homem é bom Todo humano é bom Se ele sabe entregar-se num sim Todo o sonho é bom e o futuro é bom Se a esperança caminha aqui Todo o justo. todo homem é bom Sendo ele o que for Forte. olhar e matiz Sim.06- Todo Homem É Bom Pe. os ricos também Todos os desesperados Os esperançosos Os néscios. os belos. o que é velho O que foge do espelho.

o covarde. o contente O sério e o sonhador Todo sério e o sonhador Sim.Todo triste também Se olha a vida e aceita o amor Todo valente. Fábio de Melo Humano demais Eu fico tentando compreender o que nos teus olhos pôde ver Aquela mulher na multidão Que já condenada acreditou Que ainda havia o que fazer que ainda restara algum valor E ao se prender em teu olhar por certo haveria de vencer E assim fizeste a vida retornar aos olhos dela E quem antes condenava se percebe pecador Teu amor desconcertante força que conserta o mundo Eu confesso não saber compreender Sou humano demais pra compreender humano demais pra entender Este jeito que escolheste de amar quem não merece Sou humano demais pra compreender humano demais pra entender Que aqueles que escolheste e tomaste pela mão Geralmente eu não os quero do meu lado Eu fico surpreso ao ver-te assim trocando os santos por Zaqueu E tantos doutores por Simão alguns sacerdotes por Mateus E.Humano demais Pe. em meio a dor Um gesto revela quem tu és Te tomas amigo do ladrão . o que pede O que implora Aquele que chora e o que vive tão bem O que separa o erro de quem fez errado E aos pecados dá fim E enxerga em verdade o que é bom 07. mesmo na cruz. todo homem é bom Todo humano é bom Se ele sabe entregar-se num sim Todo o sonho é bom E o futuro é bom se a esperança caminha aqui Todo o que reza.

Cântico das Criaturas Pe. com grande esplendor de Ti Louvado sejas. pela nossa irmã a morte corporal Da qual nenhum vivente pode escapar Bendito aquele que se encontra na Tua santíssima vontade Ao qual o mal não fará mal Louvai e bendizei o meu Senhor Agradeça e sirva com grande humildade Louvai e bendizei o meu Senhor Agradeça e sirva com grande humildade Louvai e bendizei o meu Senhor Agradeça e sirva com grande humildade Louvai e bendizei o meu Senhor Agradeça e sirva com grande humildade Louvai e bendizei o meu Senhor Agradeça e sirva com grande humildade Louvai e bendizei o meu Senhor. com todas as Tuas criaturas Especialmente o senhor irmão Sol O qual faz o dia e por ele alumia E ele é belo. Eu insisto em ver a margem Quando vês o coração. a glória a honra e toda a benção A Ti somente. meu Senhor. meu Senhor. Fábio de Melo Altíssimo e onipotente Bom Senhor Teus são os louvores.. governa e produz diversos frutos.só pra lhe roubar o coração E assim foste o contrário. eles convém E nenhum homem é digno de te imitar Louvado sejas. radiante. pela nossa irmã a mãe terra A qual nos sustenta... pelo sereno e todo tempo Pelo qual dá às tuas criaturas o sustento Louvado sejas. meu Senhor.. preciosa e casta Louvado sejas.) . pela irmã Lua Pelas estrelas que no céu Formaste-as claras preciosas e belas Louvado sejas. meu Senhor. o avesso do avesso E por mais que eu me esforce Não sei bem se te conheço Tu enxergas o profundo. (.. Louvai e bendizei o meu Senhor. pelo irmão fogo Pelo qual iluminas a noite. ele é belo robusto e forte Louvado sejas. Altíssimo. Eu vejo a imagem 08. meu Senhor. pelo irmão vento Pelo ar.. meu Senhor. pela nuvem. Louvai e bendizei o meu Senhor... Flores coloridas e ervas (2x) Louvado sejas. pela irmã água A qual nos é muito útil úmida. meu Senhor.

tudo posso naquele que me fortalece Nada e ninguém no mundo vai me fazer desistir Quero. Em Jesus .. sem medo entregar meus projetos Deixar-me guiar nos caminhos que Deus desejou para mim e ali estar Vou perseguir tudo aquilo que Deus já escolheu pra mim Vou persistir.10- 11. continuar a esperar e crer E mesmo quando a visão se turva e o coração só chora Mas na alma.Tudo Posso Pe. e mesmo nas marcas daquela dor do que ficou. vou me lembrar E realizar o sonho mais lindo que Deus sonhou Em meu lugar estar na espera de um novo que vai chegar Vou persistir.. profetizando Que eu posso. mas seguindo enquanto tantos não entendem Vou cantando minha história. há certeza da vitória Eu vou sofrendo. tudo posso. tudo quero.09. Fábio de Melo Posso.

Interesses relacionados