Você está na página 1de 3

INSTITUTO SUPERIOR DE TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES

TESTE II DE
ANÁLISE MATEMÁTICA III
GUIA DE CORRECÇÃO

Curso: LEIT Data: 29.09.2016


Turma: I21 Duração: 100 min.
Nome do Docente: Dr. T. Sambo e Dr. Stefane Saize Pontuação: 100

 y 
1. (10 p) Resolva a seguinte equação diferencial xdy − x cos2 + y dx = 0.
x

A equação diferencial dada é equação homogênea da primeira ordem da forma y 0 = cos2 xy + xy .




Seja y = xu onde u = u(x), então y 0 = u + xu0 =⇒ u + xu0 = cos2 u + u =⇒ sen du dx


u = x .
y
Integrando temos tgu = ln(Cx) =⇒ cx = etgu =⇒ Cx = etg( x ) .

2. (10 p) Ache a solução geral da equação diferencial


4y
xy 00 − 3y 0 + = 0, dada uma das suas soluções particulares y1 = x2 .
x

Resolução:
3 0 4y
Dividindo a equação dada por x temos y 00 − y + 2 =0
x x
1
Visto que nos é dada uma solução particular (y1 = x ), podemos obter a outra solução particular
 0 R
usando o determinante de Wronski, na forma W (y1 , y2 ) = yy12 y12 = e− p1 (x)dx , onde p1 (x) =
0 R 1 0
− x3 . Então, xy22 x4 = e3 x = x3 . Dai que xy22 = x1 =⇒ xy22 = ln x =⇒ y2 = x2 ln x.
Portanto, a solução geraal da equação dada será y = C1 y1 + C2 y2 = C1 x2 + C2 x2 ln x.

3. (20 p) Usando o método de variação de parâmetros, resolva a equação diferencial


1
y 00 + y = .
cos x

Resolução:

Para usar o método de variação de parâmetros, precisamos das soluções particulares da corres-
pondente equação homogênea.
(a) E.H.: y 00 + y = 0 e a correspondente equação caracterı́stica é λ2 + 1 = 0 =⇒ λ1 = ±i.
Então SF S = {cos x0 senx}. Assim, y1 = cos x e y2 = senx.
(b) Agora usando o método de variação de parâmetros, procuramos a soluçào da equação dada
na forma y = C( x)y1 + C2 (x)y2 onde, C1 (x) e C2 (x) são soluções do seguinte sistema
 0
C1 (x)y1 + C20 (x)y2 = 0
 0
C1 cos x + C20 senx = 0
 0
C2 = 1
0 0 0 0 =⇒ 0 0 =⇒
C1 (x)y1 + C2 (x)y2 = f (x) 1
−C1 senx + C2 cos x = cos x C10 (x) = − senx
cos x

C1 (x) = ln(cos x) + A
=⇒
C2 (x) = x + B
(c) A solução será dada por y = [ln(cos x) + A] cos x + (x + B) sin x.

Desta forma y = (−x ln x + x + A)x + (ln x + B)x ln x

4. (20 p) Com o auxı́lio do método de coficientes indeterminados, resolva a seguinte equação


diferencial: y 000 − y 00 = x + sen x. Ache a solução particular para y(0) = 0, y 0 (0) = 1.

Resolução:

(a) E.H.: y 000 − y 00 = 0 e a correspondente equação caracterı́stica é λ3 + λ2 = 0 =⇒ λ1 =


0, r1 = 2 λ2 = 1, r2 = 1. Então y0 = C1 + C2 x + C3 ex .

(b) Sol. Particular: f (x) = f1 (x) + f2 (x) onde f( x) = x e f2 (x) = senx. Então para achar a
solução particular, vamos usar o princı́pio de superposição de soluções.

i. yp1 é obtida a partir da equação y 000 − y 00 = x =⇒ yp1 = Ax3 + Bx2 e substituindo na


3
última equação diferencial temos A = − 61 e B = − 12 . Logo, yp1 = − x6 − 12 x2 .

1
ii. yp2 é obtida a partir da equação y 000 −y 00 = senx =⇒ yp2 = A cos x+Bsenx =⇒ A =
2
1
e B= 2 =⇒ yp2 = 21 (cos x + senx). Então yp = 12 x2 + ( 12 x − 32 )ex .

3
iii. yp = yp1 + yp2 = − x6 − 12 x2 + 21 (cos x + senx)
x3
(c) Sol. geral: y =0 +yp = y0 = C1 + C2 x + C3 e−x + 6 − 12 x2 + 21 (cos x + senx).
3
(d) Aplicando as condições iniciais temos C1 = −2, C2 = 1 e C3 = 2 .Então, a solução
3
particular será y = −2 + x + 23 e−x + x6 − 12 x2 + 12 (cos x − senx).

5. (20 p) Ache a solução geral da equação de Euler x2 y 00 + xy 0 + y = ln x.


Resolução:

Visto que f (x) = ln x tem sentido em R se x > 0, então vamos resolver essa equação nesse
domı́nio. Neste caso fazemos x = et ⇒ t = ln x ⇒ dx dt
= e−t , y 0 (x) = yt0 e−t e y 00 (x) =
e−2t (ytt
00 − y 0 ). Substituindo na equação dada temos y 00 + y = t. A correspondente equação
t tt
homogênea tem como equação caracterı́stica λ2 +1 = 0 =⇒ λ = ±i =⇒ y0 (t) = C1 cos t+C2 sent.
Dada a função f (t) = t então a solução particular possui a forma yp = At+B . Substituindo essa
solução particular na equação nao homogênea temos A = 1 e B = 0. Assim yp = t. Portanto
y(t) = C1 cos t + C2 sent + t. Voltando a variável x temos, y = C1 cos(ln x) + C2 sen(ln x) + ln x

6. (20 p) Resolva o seguinte sistema de equações diferenciais



 dy = z − 1

dx
dz

 = 2y + z
dx
e ache a solução particular quando y(0) = z(0) = 0.
Resolução:

Derivando a primeira equação temos: y 00 = z 0 . Substituindo z 0 temos y 00 = 2y +z e nessa última


equação substituindo z obtemos y 00 − y 0 − 2y = 1. A equação caracterı́stica da correspondente
equação homogênea é λ2 − λ − 2 = 0. Então, λ1 = 2, λ2 = −1 e y0 = C1 e2x + C2 e−x . A solução
particular tem a forma yp = A e substituindo-a na equação não homogênea temos A = − 12 .
Então y(x) = C1 e2x +C2 e−x − 21 . Da primeira equação temos que z = y 0 +1 = 2C1 e2x −C2 e−x +1.
Usando as condições iniciais temos C1 = − 61 e C2 = 23 . Nete Caso temos y(t) = − 61 e2x + 23 e−x − 12
e z(t) = − 13 e2x − 23 e−x + 1.