Você está na página 1de 2

MANUAL DO USUARIO DE ECF

- Emissão do Comprovante de Cartão de Credito / Débito


Na falta do uso do TEF o contribuinte poderá utilizar o POS desde que o número do CNPJ do
estabelecimento seja impresso no comprovante de pagamento.

- Autorização de uso do ECF


O contribuinte deve protocolar o uso do ECF no prazo de 15 dias da emissão do
atestado de intervenção técnica.

- Alteração de uso do ECF


O contribuinte deverá comunicar a Administração Fazendária quando ocorrer os seguintes tópicos:
Troca ou Atualização de versão do programa aplicativo (PAF-ECF);
Instalação no recinto de atendimento ao publico equipamento emissor não fiscal para
impressão de DAV (documento auxiliar de venda);
Instalação de terminal para registro de Pre-Venda;

- Anormalidade que impossibilite o uso do ECF


* emitir manualmente Nota Fiscal de Venda Consumidor para comprovação de saída de
mercadorias;

- Uso de impressora não fiscal para emissão de DAV


Poderá utilizar equipamentos para emissão de Documentos Auxiliar de Venda para a impressão de
pedidos, orçamento ou outro documento de controle interno desde que seja autorizado pela delegacia
fiscal e não ultrapasse uma capacidade inferior de 80 colunas no mecanismo impressor.

- Uso de terminal para registro de Pre-Venda.


Poderá utilizar o terminal desde que seja interligado fisicamente ou por meio de rede ao
equipamento ECF.

- Não é permitido a existência de outro software que controle a movimentação de mercadorias no mesmo
computador onde se encontra o PAF-ECF, exceto o sistema para escrituração de livros fiscais ou emissão
de Nota Fiscal por PED.

- Não é permitido o uso de micros portáteis, HD externos, pen drives para o armazenamento do banco de
dados.

- Cancelamento de Cupom Fiscal


Poderá ser cancelado o ultimo cupom fiscal e o mesmo deve conter a assinatura do contribuinte e
do responsável do estabelecimento.
O cupom fiscal cancelado dever ser anexado a redução Z.

ROTINAS DIARIAS

- Emissão da redução Z;
- Impressão de Memória fiscal mensal;
- Gravação do arquivo Eletrônico
Deverá ser gerado mensalmente para cada ECF o arquivo eletrônico das memórias do ECF (MF e MFD). Para
geração deverá ser utilizado o PAF-ECF ou outro recurso fornecido pelo fabricante. Os arquivos eletrônicos deverá

_______________________________________________________________________________________________
Av. Princesa do Sul, 890 – 3 Andar – Jardim Andere – Varginha – MG – digimaqvarginha@idigimaq.com.br – Rafael
ser mantido no estabelecimento pelo período de 5 anos. ”Importante ressaltar que a
falta de geração mensal dos arquivos eletrônicos pode trazer graves conseqüências ao
estabelecimento usuário, pois além de se caracterizar como irregularidade por
descumprimento de obrigação tributária acessória, sujeita a multa, poderá ser necessária a apresentação destes
arquivos em caso de queima ou dano nos dispositivos de memória eletrônica do ECF na ocasião da cessação de uso
ou na solicitação de autorização para substituição da memória, o que impedirá o deferimento do pedido, caso não
seja apresentado.”
No caso de ecf sem MFD devera ser gerado o arquivo em formato TXT o espelho da memória fiscal.
No caso de ecf com MFD o contribuinte deverá gerar 2 arquivos distintos em formato TXT:
- o arquivo TDM e o arquivo MF.

- Deverá ser mantido no estabelecimento usuário


- uma via do formulário de Autorização de Uso do ECF;
- a segunda via do Atestado de Intervenção Técnica relativo a Inicialização do ECF.
- uma via do Comunicado de Alteração de Uso do ECF, quando for o caso;

REGRAS ESPECIAIS
- Posto Revendedor de Combustíveis
- utilizar PAF-ECF interligado as bombas;
- imediatamente antes da redução Z, emitir o relatório gerencial o volume de cada tipo de
combustível comercializado no dia.
- utilizar inscrição estadual e escrituração fiscal separadamente no caso de explorarem outras
atividades no mesmo endereço (supermercado, farmácias, lanchonetes).

- Farmacia de Manipulação
- deverá discriminar a formula no DAV e emitir um DAV para cada formula manipulada;
- registrar no cupom fiscal como item comercializado o numero do DAV.

- Oficina de conserto
- emitir o DAV com o titulo “DAV-OS”;
- no DAV-OS apresentar as mercadorias utilizadas no conserto, sua qtde, valor unitário e total;
- numero de serie do ECF;
- emitir o cupom fiscal logo após o fechamento do DAV-OS discriminado nas informações
complementares o numero do DAV-OS;

- Restaurante, Bar, similares


- restaurante que forneça alimentação a peso devera possuir balança computadorizada interligada
diretamente ao computador a ele interligado.
- poderá utilizar impressora não fiscal nos ambientes de produção.

Para informações mais detalhadas poderá entrar em contato para pedir o Manual completo ou baixá-lo do
link www.fazenda.mg.gov.br/empresas/ecf/manuais/manu_usu.pdf

Entrar em contato caso tenha duvidas para a geração dos arquivos eletrônicos.

_______________________________________________________________________________________________
Av. Princesa do Sul, 890 – 3 Andar – Jardim Andere – Varginha – MG – digimaqvarginha@idigimaq.com.br – Rafael