Você está na página 1de 36

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO

BASE DE DADOS

Professor: Msc Arsénio Capenda


E-mail: arseniocapenda1@gmail.com arseniocapenda1@hotmail.com

1
SUMÁRIO
q I – Introdução a base de dados

q II – Modelo de dados

q III – Modelo de dados entidade e relacionamento

q IV – Normalização 1FN, 2FN, 3FN

q V – Linguagem sql, DDL e DML

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 2


MÉTODO DE AVALIAÇÃO
q Método de Ensino
q Exposição oral dos conteúdos teóricos
q Exercícios teóricos e práticos
q Método de avaliação (Proposta)
q Participação e presença na sala de aula 10%
q Trabalho em grupo 50%
q Provas 40%
q Softwares a utilizar
q BR Modelo
q MySql

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 5


MÉTODO DE AVALIAÇÃO
q Trabalho em grupo (50%)
q Escolher uma empresa
q Criar o modelo de dados
q Criar o modelo entidade e relacionamento
q Normalizar o modelo entidade e relacionamento
q Implementar a base de dados no MySql
q Apresentação final do trabalho em grupo
q Apresentação (power point)
q Apresentação da base de dados criada no MySql

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 5


DIAS DE AULAS

Horas 2º Feira 3º Feira 4º Feira 5º Feira 6º Feira


18h10m-19h00m Base de Dados
19h00m-19h50m Base de Dados

19h50m-20h40m Base de Dados

20h40m-21h30m Base de Dados

21h30m-22h20m Base de Dados

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 6


BASE DE DADOS
Objetivos da disciplina:

q Definir, construir e manipular base de dados com apoio de um sistema


de gestão de base de dados (SGBD)

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 8


Introdução a
Base de
dados

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 7


BASE DE DADOS – SUMÁRIO
q I – Introdução a base de dados
q O que é uma base de dados;
q Como funciona uma base de dados;
q Classificar os tipos de utilizadores de base de dados;
q Sistema de gestão de base de dados (SGBD).

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 10


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Por que aprender base de dados?

q Todos nós convivemos (utilizamos) uma base de dados;

q Praticamente todos os sistemas web têm acesso a uma base


de dados;

q Toda empresa precisa de uma base de dados.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 10


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Por que utilizar base de dados?

q Gerir e controlar as informações;

q Ajuda a tomada de decisão;

q Maior rapidez e segurança;

q Backup e recuperação das falhas;

q Aumenta a produtividade e disponibilidade da informação.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 10


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
O QUE É BASE DE DADOS

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 10


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
q Base de dados é um conjunto de arquivos relacionados entre
si. (CHU 1983).

q Uma base de dados é uma coleção de dados operacionais


armazenados, usados pelos sistemas de aplicação de uma
determinada organização.

q Base de dados são ficheiros otimizados para armazenar dados


de um modo estruturado. A organização dos ficheiros ajuda a
assegurar a integridade e a exatidão dos dados.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 10


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Exemplos de base de dados :
q Lista de contatos de um telefone;
q Registo dos clientes de uma pequena empresa;
q Clientes de uma agência bancaria;
q Alunos de uma instituição de ensino superior;
q Bilhete de identidade.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 10


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Dados:
De maneira geral, é o conteúdo quantificável e que por si só não
transmite nenhuma mensagem que possibilite o entendimento sobre
determinada situação.

Os dados podem ser considerados a unidade básica da informação.


Sem dados, não temos informações, pois estas são criadas a partir
daqueles.

q Ex: A; 123; João; ½; 5.000; 12.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 10


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Informação:
É o resultado do processamento dos dados. Ou seja, os dados foram
analisados e interpretados sob determinada ótica, e a partir dessa
análise se torna possível qualificar esses dados.

q Ex: O produto X vendeu 200.000 em Janeiro, 100.000 Fevereiro,


50.000 Abril.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 10


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Propriedades genéricas da base de dados:

q Uma base de dados é uma coleção de dados logicamente


relacionados, com algum significado.
q Implica em que associação aleatórias de dados não possam ser
chamadas de base de dados.
q Uma BD é projetada, construída e preenchida com dados para um
propósito especifico.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 12


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Propriedades genéricas da base de dados:

q Possui um grupo de utilizadores e algumas aplicações concebidas


para atender esses utilizadores.
q Uma BD é a representação de algum aspeto do mundo real
q Isso implica que, qualquer mudança na realidade provocará
mudanças nessa base de dados.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 12


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Visão da base de dados:
q Visão Interna;
q Visão Externa;
q Visão Conceitual.

Visão Interna:
É aquela vista pelo responsável da manutenção e desenvolvimento do SGBD
(Sistema de gestão de base de dados). Existe a preocupação com a forma de
recuperação e manipulação dos dados dentro de Base de Dados.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Visão Externa:
É aquela vista pelo utilizador que opera os sistemas aplicativos, através de
interfaces desenvolvidas pelo analista (programas), buscando o atendimento de
suas necessidades.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Visão Conceitual:
É aquela vista pelo analista de desenvolvimento e pelo administrador das bases
de dados. Existe a preocupação na definição de normas e procedimentos para
manipulação dos dados, para garantir a sua segurança e confiabilidade. Na
visão conceitual, existem 2 (duas) linguagens de operação que são:
q Linguagem de definição de dados (DDL);
q Linguagem de manipulação dos dados (DML).

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Linguagem de definição de dados (DDL)
É a linguagem que define as aplicações, arquivos e campos que irão compor a
base de dados (comandos de criação e atualização da estrutura dos campos dos
arquivos da base de dados).
Linguagem de manipulação de dados (DML)
É Linguagem que define os comandos de manipulação e operação dos dados
(comandos de consulta e atualização dos dados dos arquivos).

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Componentes do Sistema de base de dados
q Hardware
Plataformas computacionais, computadores pessoais, computadores de grande
porte (servidores), redes de computadores, etc.
q Software
Sistemas de gestão de base de dados (SGBD), sistemas operativos, programas
de rede, etc.
q Dados
Dados operacionais, e catálogo do sistema.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
q Procedimentos
Instruções e regras que regulam o desenho e a utilização de uma base de
dados, entrada no sistema, arranque do sistema, cópias de segurança,
permissões de utilização, atualizações de dados, recuperação de dados,
etc.
q Utilizadores
Diferentes tipos de utilizadores do sistema
Administradores, arquitetos, programadores de aplicações e utilizadores
finais.
FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13
INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Sistemas de gestão de base de dados (SGBD)
São softwares que permite aos seus utilizadores definir, criar e manter
uma base de dados, assim como providenciar formas de acesso
controladas a mesma.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Funcionalidade dos Sistemas de gestão de base de dados (SGBD)
q Permite aos utilizadores definirem a base de dados;
q Disponibiliza os meios para executar operações de inserção,
atualização, remoção ou consulta sobre os dados armazenados na
base de dados;
q Assegura os mecanismos para o controlo de acessos à base de
dados;
q Segurança, integridade, concorrência, recuperação e controlo de
catálogos.
FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13
INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Utilizadores de base de dados

q Leigos;
q Utilizadores finais;
q Administrador de base de dados;
q Projetista de base de dados;
q Analistas de sistemas e programadores de aplicações;

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Utilizadores finais
São profissionais que precisam ter acesso a base de dados para
consultar, modificar e remover dados
Administrador de base de dados
É o responsável por autorizar o acesso a base de dados, coordenar e
monitorar o seu uso.
Projetista de base de dados
É o responsável pela identificação dos dados a serem armazenados na
base de dados; por escolher estruturas apropriadas para representar e
armazenar os próprios dados.
FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13
INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Analistas de sistemas e programadores de aplicações
Os analistas desenvolvem especificações das transações que atendem
aos requisitos dos utilizadores, e os programadores implementam estas
especificações produzindo os programas. Devem estar familiarizados
com todas as capacidades do SGBD.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Propriedades dos SGBD
Existem varias propriedades dos sistemas de gestão de base de dados,
mas destacaremos apenas duas principais.

q Consistência dos dados;


q Validação dos dados;

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Consistência dos dados
O SGBD avalia os dados recebidos através de regras de integridade,
garantindo que sempre estejam corretos.
Sempre que a mesma informação é gravada, mesmo que em locais
diferentes, ela tem o mesmo valor.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Validação dos dados
Os dados são válidos quando pertencem ao domínio de valores
possíveis naquele atributo ou campo.

NOME ENDEREÇO TELEFONE


António Diogo AV. Valódia 923459865
Manuel Pedro AV. Combatentes Pedro

Domingas João Benfica 943210975

Dados inválidos

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Caraterísticas do SGBD
q Integridade;
q Transações;
q Concorrência;
q Recuperação;
q Disponibilidade;
q Controlo de Acessos (Proteção) ... assegurando um desempenho
adequado.

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
Softwares para sistemas de gestão de base de dados SGBD
Comerciais:

Não comerciais:

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS

MUITO OBRIGADO

FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13


INTRODUÇÃO A BASE DE DADOS
1. O que é uma base de dados? de dois exemplos.

2. Quais são as diferentes perspetivas de visão de uma base de


dados? Explique a diferença entre elas.

3. Para construir uma base de dados é necessário um hardware e um


software? Justifique.

4. Cite três empresas que usam base de dados em Angola e qual é o


objetivo de cada uma?

5. Caso conheças empresas que não usam base de dados em Angola,


você acredita que o uso poderá gerar benéfico organizacionais?
FACULDADE DE ENGENHARIA ENGENHARIA CIVIL 4º ANO 13