Você está na página 1de 1

Os animais onívoros alimentam-se tanto de autó-

Biologia trofos quanto de heterótrofos, podendo ocupar


mais de um nível trófico. É o caso, por exemplo,
do ser humano: quando se alimenta de plantas,
Professor GUALTER Beltrão ocupa o segundo nível trófico (consumidor pri-
mário), mas, quando se alimenta de carne de boi,
ocupa o terceiro nível trófico (consumidor secun-
Aula 113 dário).
5. Cadeias e teias alimentares
Cadeias alimentares A cadeia alimentar corresponde à seqüência de
INTRODUÇÃO À ECOLOGIA E À ESTRUTURA organismos em que um serve de alimento para o
DOS ECOSSISTEMAS outro, a partir do produtor.
Na cadeia a seguir, foram representados cinco ní- 01. (UFG 2005) Observe a cadeia alimentar tí-
1. A Ecologia e sua importância
veis tróficos.
A palavra Ecologia deriva de duas palavras gre- pica de lagoa, apresentada a seguir.
gas: oikós = casa e logos - estudo. Podemos di-
zer que, literalmente, Ecologia significa o estudo
da casa. Considerando, entretanto, o termo casa
como todo o ambiente terrestre, a palavra Ecolo-
gia passa a se referir ao estudo do ambiente.
A Ecologia é uma ciência que se tem tornado ca-
da vez mais importante nos dias atuais, uma vez
que a interferência do homem sobre os ecossis-
temas vem aumentando consideravelmente.
Essa interferência pode provocar sérios desequi- A ocorrência de poucos níveis tróficos se
líbrios ecológicos. Por isso, é cada vez mais im- deve ao fato de
perioso conhecermos a estrutura e o funciona- a) o produtor garantir o fornecimento contínuo
mento dos ecossistemas, a fim de podermos pro-
de biomassa para um contingente grande de
por maneiras racionais de utilização dos recursos
naturais sem provocar alterações ambientais animais.
drásticas. b) a distribuição geográfica de animais ser con-
2. Componentes estruturais de um ecossis- dicionada à disponibilidade de território.
tema. c) a competição entre duas espécies conduzir à
Os ecossistemas apresentam dois componentes extinção ou à expulsão de uma delas.
principais que se inter-relacionam: d) o fluxo decrescente e unidirecional de ener-
– fatores abióticos – são os fatores não-vivos. gia limitar o potencial biótico do sistema.
Podem ser físicos, como a radiação solar, tem- e) a quantidade de indivíduos em cada nível tró-
peratura, luz, umidade, ventos, ou químicos, fico diminuir à medida que servem de alimen-
como os nutrientes, presentes nas águas e no to ao nível seguinte.
solo;
– fatores bióticos – representados pelos seres 02. (Unitau 95) Considere as descrições a se-
vivos que compõem a comunidade ou bioce- guir:
Figura 01
nose ou biota. I– Conjunto de todos os organismos de
O conjunto desses fatores forma o biótopo (bio Nos ecossistemas, entretanto, não existe apenas um ecossistema com o mesmo tipo de
= vida; topos = lugar). uma cadeia alimentar possível, mas várias ca- nutrição.
Podem ser consideradas ecossistemas parcelas deias que se inter-relacionam, formando o que se
II– Conjunto das várias cadeias alimentares
da biosfera de diferentes tamanhos, como, por chama de teia ou rede alimentar.
de um ecossistema.
exemplo, uma pequena lagoa ou o oceano todo,
desde que haja intercâmbio de matéria e de ener- III– Seqüência linear de seres vivos em
gia entre seus elementos. A biosfera toda pode que um serve de alimento para o outro.
ser considerada um grande ecossistema. Indique a alternativa que corresponde cor-
3. Hábitat e nicho ecológico retamente às descrições I, II e III, respecti-
O lugar que um organismo ocupa no ecossiste- vamente.
ma é o seu hábitat; o seu papel, ou seja, a sua a) cadeia alimentar, nível trófico e teia alimentar
função, é o seu nicho ecológico.
b) teia alimentar, cadeia alimentar e nível trófico
4. Estrutura trófica dos ecossistemas c) nível trófico, cadeia alimentar e teia alimentar
O conjunto de todos os organismos de um ecos- d) teia alimentar, nível trófico e cadeia alimentar
sistema com o mesmo tipo de nutrição constitui e) nível trófico, teia alimentar e cadeia alimentar
um nível trófico.
O primeiro nível trófico é formado pelos organis- 03. (Fuvest 2001) "O tico-tico tá comendo meu
mos autótrofos, também chamados de produto- fubá/ Se o tico-tico pensa/ em se alimentar/
res.
que vá comer/ umas minhocas no pomar
Por sua vez, os heterótrofos podem ser classifica-
dos como consumidores, quando se alimentam (...)/ Botei alpiste para ver se ele comia/
Figura 02
de outros organismos, ou decompositores, quan- Botei um gato, um espantalho e um alça-
do obtêm energia a partir da decomposição do Exemplo de teia alimentar em um ecossistema: pão (...)"
corpo de organismos mortos. Os decomposito- um lago. Os seres representados não estão em
escala. (Zequinha de Abreu, "Tico-tico no Fubá").
res devolvem ao ambiente substâncias orgânicas
e inorgânicas que poderão ser utilizadas pelos É muito importante que tenhamos conhecimento
das cadeias e das teias alimentares dos ecossis-
No contexto da música, na teia alimentar
produtores. Esse processo é fundamental no ci- da qual fazem parte tico-tico, fubá, minho-
clo da matéria na natureza. temas para planejar o uso de determinada re-
gião. Não se pode retirar elos da estrutura trófica, ca, alpiste e gato,
Os consumidores podem ser: nem acrescentar outros, sem que se avalie o im-
– primários, quando se alimentam de produto- pacto que essa interferência pode trazer ao ecos- a) a minhoca aparece como produtor, e o tico-
res – caso dos animais herbívoros, ou seja, sistema. tico como consumidor primário.
que se alimentam de plantas. Ocupam o se- 6. Energia e matéria nos ecossistemas b) o fubá aparece como produtor, e o tico-tico
gundo nível trófico; como consumidor primário e secundário.
Os principais produtores da Terra são os organis-
– secundários, quando se alimentam de herbí- mos fotossintetizantes. c) o fubá aparece como produtor, e o gato como
voros. Ocupam o terceiro nível trófico; A energia luminosa do Sol é fixada pelo autótrofo consumidor primário.
– terciários, quando se alimentam de consumi- e transmitida, sob a forma de energia química, d) o tico-tico e o gato aparecem como consumi-
dores secundários. Ocupam o quarto nível tró- aos demais seres vivos. Essa energia, no entan- dores primários.
fico; to, diminui à medida que passa pelos consumi- e) o alpiste aparece como produtor, o gato co-
– quaternários, quando se alimentam de consu- dores, pois parte dela é utilizada para a realiza- mo consumidor primário, e a minhoca como
midores terciários. Ocupam o quinto nível trófi- ção dos processos vitais do organismo, e a outra
decompositor.
co. é liberada sob a forma de calor. Sempre restará,

11