Você está na página 1de 12

Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

Direitos autorais: Technology photo created by pressfoto - www.freepik.com

Unidade Didática 05:

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
1
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

Página em branco - Formato impressão frente e verso

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
2
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

SUMÁRIO
1. EXEMPLO DE DIMENSIONAMENTO 01................................................................ 5

1.1 Potência total da carga ............................................................................... 5

1.2 Energia total consumida pela carga ............................................................. 5

1.3 Esquema típico de sistema fotovoltaico ...................................................... 5

1.4 Bateria........................................................................................................ 6

1.4.1 Baterias em série ........................................................................................ 7

1.4.2 Baterias em paralelo................................................................................... 7

1.5 Arranjo fotovoltaico.................................................................................... 8

1.5.1 Inclinação ideal dos painéis fotovoltaicos .................................................. 8

1.5.2 Fator K para correção do HSP ..................................................................... 8

1.5.3 Correção da potência nominal ................................................................... 9

1.5.4 Cálculo dos módulos em série................................................................... 10

1.5.5 Cálculo dos módulos em paralelo ............................................................. 10

1.6 Controlador de carga ................................................................................ 11

2. Resultado ........................................................................................................ 12

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
3
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

PÁGINA EM BRANCO - FORMATO IMPRESSÃO FRENTE E VERSO

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
4
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

1. EXEMPLO DE DIMENSIONAMENTO 01

Pretende-se desenvolver um sistema fotovoltaico autônomo com armazenamento de


energia para alimentar 04 lâmpadas de LED com potência de 15 W e tensão 12 V.

Figura 1 - Lâmpada LED 15 W. Fonte: https://www.leroymerlin.com.br/lampada-led-bulbo-luz-neutra-15w-lexman-


bivolt_89905221?region=outros&gclid=Cj0KCQjw-af6BRC5ARIsAALPIlXHULoATrRe_F92Wi54Rws1jzM5OUQm-
ZjlqTcTtzEZFawTggN8WbUaArcLEALw_wcB

O sistema fotovoltaico será instalado no município de Ribeirão Preto, estado de São


Paulo. As lâmpadas permanecerão em funcionamento diário equivalente a 12 horas.
Os ciclos de carga/descarga das baterias serão diários, com autonomia de 3 dias.

A sequência de cálculo a seguir dizem respeito ao desenvolvimento do projeto


fotovoltaico estudado.

1.1 POTÊNCIA TOTAL DA CARGA


𝑃𝑜𝑡ê𝑛𝑐𝑖𝑎 𝑡𝑜𝑡𝑎𝑙𝑐𝑎𝑟𝑔𝑎 = 4 𝑙â𝑚𝑝𝑎𝑑𝑎𝑠 ∗ 15 𝑊 = 60 𝑊

1.2 ENERGIA TOTAL CONSUMIDA PELA CARGA


𝐶𝑜𝑛𝑠𝑢𝑚𝑜 𝑡𝑜𝑡𝑎𝑙𝑐𝑎𝑟𝑔𝑎 = 60 𝑊 ∗ 12 ℎ𝑜𝑟𝑎𝑠/𝑑𝑖𝑎 = 720 𝑊ℎ/𝑑𝑖𝑎

1.3 ESQUEMA TÍPICO DE SISTEMA FOTOVOLTAICO


Módulo Controlador de
Inversor Carga elétrica
fotovoltaico carga

Baterias

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
5
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

Para esse projeto, especificamente, não será necessário utilizar de inversor, pois a
tensão de operação da carga é 12 V em corrente contínua. Dessa maneira, o sistema
será composto por módulos fotovoltaicos, controlador de carga e baterias.

Antes de iniciarmos o dimensionamento do banco de baterias, é preciso considerar as


perdas envolvidas no processo de geração da energia e rendimento global do sistema
fotovoltaico. Para sistemas autônomos, em média, o rendimento global está em 89%.
Por isso, a energia real que deve ser gerada diariamente leva em consideração esse
fator.

𝐶𝑜𝑛𝑠𝑢𝑚𝑜 𝑡𝑜𝑡𝑎𝑙𝑐𝑎𝑟𝑔𝑎
𝐸𝑛𝑒𝑟𝑔𝑖𝑎 𝑟𝑒𝑎𝑙𝑑𝑖á𝑟𝑖𝑎 =
𝑅𝑒𝑛𝑑𝑖𝑚𝑒𝑛𝑡𝑜 𝑔𝑙𝑜𝑏𝑎𝑙

720 𝑊ℎ
𝐸𝑛𝑒𝑟𝑔𝑖𝑎 𝑟𝑒𝑎𝑙𝑑𝑖á𝑟𝑖𝑎 = ≈ 809 𝑊ℎ
0,89

1.4 BATERIA
O banco de baterias para esse sistema fotovoltaico deve ser capaz de armazenar energia
elétrica para 03 dias de autonomia sob a tensão nominal de 12 V.

Deve-se também prestar atenção à profundidade de descarga (Pd) desejado. Para o


dimensionamento estudado, será utilizado o Pd = 60%, ou seja, ao final dos 03 dias de
autonomia do sistema, as baterias terão se descarregado em 60%. Dessa forma,
diariamente, a profundidade de descarga é de 20%.

O próximo passo é calcular o quanto de carga elétrica (Ah) será fornecido pelas baterias
às cargas, através da capacidade útil.

𝐸𝑛𝑒𝑟𝑔𝑖𝑎 𝑟𝑒𝑎𝑙𝑑𝑖á𝑟𝑖𝑎 ∗ 𝑎𝑢𝑡𝑜𝑛𝑜𝑚𝑖𝑎


𝐶𝑎𝑝𝑎𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 ú𝑡𝑖𝑙 =
𝑇𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑛𝑜𝑚𝑖𝑛𝑎𝑙 𝑑𝑜 𝑠𝑖𝑠𝑡𝑒𝑚𝑎

809 ∗ 3
𝐶𝑎𝑝𝑎𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 ú𝑡𝑖𝑙 = = 202,25 𝐴ℎ
12

Como o banco de baterias não pode se descarregar de 100%, o valor da capacidade útil
corresponde a quantidade de carga elétrica destinada à profundidade de descarga total.
Portanto, se 202,25 Ah equivale a 60% da capacidade total da bateria, quanto vale
100%?

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
6
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

Para isso, calcula-se a capacidade real do banco.

𝐶𝑎𝑝𝑎𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 ú𝑡𝑖𝑙
𝐶𝑎𝑝𝑎𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑟𝑒𝑎𝑙 =
𝑃𝑟𝑜𝑓𝑢𝑛𝑑𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑑𝑒 𝑑𝑒𝑠𝑐𝑎𝑟𝑔𝑎

202,25
𝐶𝑎𝑝𝑎𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑟𝑒𝑎𝑙 = ≈ 337 𝐴ℎ
0,6

Finalmente, podemos definir qual modelo bateria utilizar. Lembrando que deve-se
prestar muita atenção na tensão nominal da bateria e do sistema fotovoltaico.

Figura 2 - Datasheet da bateria. Fonte:


https://www.neosolar.com.br/loja/fileuploader/download/download/?d=1&file=custom%2Fupload%2FFile-
1583267182.pdf

1.4.1 Baterias em série


Para o cálculo da quantidade de baterias em série no circuito elétrico, divide-se a tensão
do sistema fotovoltaico pela tensão nominal da bateria.

𝑇𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑑𝑜 𝑠𝑖𝑠𝑡𝑒𝑚𝑎 𝑓𝑜𝑡𝑜𝑣𝑜𝑙𝑡𝑎𝑖𝑐𝑜 12 𝑉


𝐵𝑎𝑡𝑒𝑟𝑖𝑎𝑠 𝑒𝑚 𝑠é𝑟𝑖𝑒 = = = 1 𝑢𝑛𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒
𝑇𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑑𝑎 𝑏𝑎𝑡𝑒𝑟𝑖𝑎 13,2 𝑉

1.4.2 Baterias em paralelo


Para o cálculo da quantidade de baterias em paralelo, divide-se a capacidade real do
circuito pela capacidade de carga elétrica (Ah) do modelo escolhido de bateria. No
exemplo estudado, o modelo escolhido é o DF3000 de 170 Ah (C20).

𝐶𝑎𝑝𝑎𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑛𝑜𝑚𝑖𝑛𝑎𝑙𝑏𝑎𝑡𝑒𝑟𝑖𝑎 337 𝐴ℎ


𝐵𝑎𝑡𝑒𝑟𝑖𝑎𝑠 𝑒𝑚 𝑝𝑎𝑟𝑎𝑙𝑒𝑙𝑜 = = = 2 𝑢𝑛𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒𝑠
𝐶𝑎𝑝𝑎𝑐𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑡𝑒ó𝑟𝑖𝑐𝑎𝑏𝑎𝑡𝑒𝑟𝑖𝑎 170 𝐴ℎ

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
7
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

1.5 ARRANJO FOTOVOLTAICO


O cálculo do arranjo fotovoltaico é um dos últimos passos a ser feito no processo de
desenvolvimento de um sistema fotovoltaico. Para tanto, assim como todos os outros
componentes, devemos respeitar o limite de tensão do sistema, em 12 V.

Considerando as condições climáticas e solarimétricas de Ribeirão Preto, tem-se as


seguintes informações:

• Latitude = 21,301º;
• Longitude = 47,949º;
• Temperatura ambiente média = 29ºC;

1.5.1 Inclinação ideal dos painéis fotovoltaicos


𝐼𝑛𝑐𝑙𝑖𝑛𝑎çã𝑜𝑖𝑑𝑒𝑎𝑙 = 1,25 ∗ 𝐿𝑎𝑡𝑖𝑡𝑢𝑑𝑒

𝐼𝑛𝑐𝑙𝑖𝑛𝑎çã𝑜𝑖𝑑𝑒𝑎𝑙 = 1,25 ∗ 21,301 = 26,62º

1.5.2 Fator K para correção do HSP


Utilizando a tabela do Fator K, corrige-se os valores mensais de HSP para a inclinação
tabelada mais próxima da real, em 25º.

JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ
PLANO
5,72 5,96 5,18 4,8 4,09 3,88 4,06 4,91 4,95 5,5 5,74 6,12
HORIZONTAL
FATOR K
0,90 0,96 1,05 1,13 1,19 1,19 1,15 1,10 1,03 0,96 0,91 0,88
(25º)
HSP
5,15 5,72 5,44 5,42 4,87 4,62 4,67 5,40 5,10 5,28 5,22 5,39
CORRIGIDO

Para um sistema fotovoltaico autônomo, utiliza-se o menor valor de HSP do ano para o
dimensionamento do conjunto fotovoltaico. Dessa forma, o HSP considerado é de 4,62
horas.

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
8
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

1.5.3 Correção da potência nominal


Através do coeficiente de temperatura para correção da potência nominal do módulo
fotovoltaico, obtém-se o valor real da potência do módulo utilizada no desenvolvimento
do projeto.

Para o exemplo estudado, utiliza-se o painel fotovoltaico RESUN RSM-100P.

Figura 3 - Datasheet do módulo fotovoltaico. Fonte:


https://www.neosolar.com.br/loja/fileuploader/download/download/?d=1&file=custom%2Fupload%2FFile-
1581102865.pdf

𝐶𝑜𝑒𝑓𝑖𝑐𝑖𝑒𝑛𝑡𝑒𝑡𝑒𝑚𝑝𝑒𝑟𝑎𝑡𝑢𝑟𝑎 = 29º𝐶 ∗ (−0,39%/º𝐶)

𝐶𝑜𝑒𝑓𝑖𝑐𝑖𝑒𝑛𝑡𝑒𝑡𝑒𝑚𝑝𝑒𝑟𝑎𝑡𝑢𝑟𝑎 = −11,31%

Como a potência nominal do módulo é de 100 W, quando aplicado sob temperatura


ambiente de 29ºC, tem-se como resultado:

𝑃𝑚𝑎𝑥𝑟𝑒𝑎𝑙 = 100 ∗ (1 − 0,1131) = 88,69 𝑊

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
9
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

O painel fotovoltaico deve gerar a energia para um dia de trabalho, armazenando-a no


banco de baterias. É necessário considerar o tipo de controlador de carga que será
utilizado, pois ele determina o aproveitamento da potência gerada pelos módulos
fotovoltaicos. Os controladores de carga com MPPT são mais eficientes e conseguem
melhor rendimento, mas são mais caros e só estão disponíveis em potências maiores.
Os controladores de carga sem MPPT provocam pequenas perdas durante o seu
funcionamento e devem ser consideradas.

Quando se utiliza controladores de carga com MPPT, a energia que o painel fotovoltaico
deve gerar será igual à Energia real diária. Ao se utilizar controladores sem MPPT, o
painel fotovoltaico deve gerar pelo menos 10% a mais que a Energia real diária para
compensar as perdas nos controladores.

No exemplo deste estudo, usaremos controladores de carga sem MPPT. Por isso, a
Energia real diária será corrigida em 10%.

𝐸𝑛𝑒𝑟𝑔𝑖𝑎𝑎𝑟𝑟𝑎𝑛𝑗𝑜 𝑓𝑜𝑡𝑜𝑣𝑜𝑙𝑡𝑎𝑖𝑐𝑜 = 809 ∗ (1 + 0,1) ≈ 890 𝑊ℎ

1.5.4 Cálculo dos módulos em série


𝐶𝑜𝑒𝑓𝑖𝑐𝑖𝑒𝑛𝑡𝑒𝑡𝑒𝑚𝑝𝑒𝑟𝑎𝑡𝑢𝑟𝑎 = 29º𝐶 ∗ (−0,39%/º𝐶)

𝐶𝑜𝑒𝑓𝑖𝑐𝑖𝑒𝑛𝑡𝑒𝑡𝑒𝑚𝑝𝑒𝑟𝑎𝑡𝑢𝑟𝑎 = −11,31%

Como a tensão nominal do módulo é de 17,40 V, quando aplicado sob temperatura


ambiente de 29ºC, tem-se como resultado:

𝑉𝑚𝑝𝑟𝑒𝑎𝑙 = 17,40 ∗ (1 − 0,1131) = 15,43 𝑉

𝑇𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑑𝑜 𝑠𝑖𝑠𝑡𝑒𝑚𝑎 12 𝑉
𝑀ó𝑑𝑢𝑙𝑜𝑠 𝑒𝑚 𝑠é𝑟𝑖𝑒 = = = 0,78 ≈ 1 𝑢𝑛𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒
𝑇𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑑𝑜 𝑚ó𝑑𝑢𝑙𝑜 15,43 𝑉

1.5.5 Cálculo dos módulos em paralelo


890
𝑀ó𝑑𝑢𝑙𝑜𝑠 𝑒𝑚 𝑝𝑎𝑟𝑎𝑙𝑒𝑙𝑜 = = 2,17 ≈ 3 𝑢𝑛𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒𝑠
88,69 ∗ 4,62 ℎ𝑜𝑟𝑎𝑠

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
10
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

1.6 CONTROLADOR DE CARGA


O controlador de carga deve ter a capacidade de fornecer a quantidade de corrente
solicitada pela carga elétrica, sob a tensão nominal de 12 V, com um fator de segurança
em 25%.

𝑃𝑜𝑡ê𝑛𝑐𝑖𝑎 𝑑𝑎 𝑐𝑎𝑟𝑔𝑎
𝐶𝑜𝑟𝑟𝑒𝑛𝑡𝑒𝑠𝑎í𝑑𝑎 = ∗ 1,25
𝑇𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑛𝑜𝑚𝑖𝑛𝑎𝑙 𝑑𝑎 𝑐𝑎𝑟𝑔𝑎

60
𝐶𝑜𝑟𝑟𝑒𝑛𝑡𝑒𝑠𝑎í𝑑𝑎 = ∗ 1,25 = 6,25 𝐴
12

Por outro lado, o controlador também precisa suportar à corrente máxima fornecida
pelo conjunto de painéis fotovoltaicos. Essa corrente, por sua vez, é a Isc corrigida pela
temperatura ambiente.

𝐶𝑜𝑟𝑟𝑒𝑛𝑡𝑒𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎𝑑𝑎 = 𝐼𝑠𝑐 ∗ 𝑚ó𝑑𝑢𝑙𝑜𝑠𝑝𝑎𝑟𝑎𝑙𝑒𝑙𝑜 ∗ 𝑐𝑜𝑒𝑓𝑖𝑐𝑖𝑒𝑛𝑡𝑒𝑡𝑒𝑚𝑝.

𝐶𝑜𝑟𝑟𝑒𝑛𝑡𝑒𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎𝑑𝑎 = 6,04 ∗ 3 ∗ (1 + 0,0005 ∗ 29º𝐶)

𝐶𝑜𝑟𝑟𝑒𝑛𝑡𝑒𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎𝑑𝑎 = 18,38 𝐴

Para o exemplo, utiliza-se o controlador EPEVER PWM LS2024B que possui capacidade
de fornecer 20 A sob tensão nominal de 12 V ou 24 V.

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
11
Introdução aos Sistemas Fotovoltaicos

Figura 4 - Datasheet do controlador de carga. Fonte:


https://www.neosolar.com.br/loja/fileuploader/download/download/?d=1&file=custom%2Fupload%2FFile-
1568231411.pdf

2. RESULTADO

3 módulos de 100 W e 12 V, em paralelo;

1 Controlador de carga PWM de 20 A sob tensão nominal de 12 V;

1 conjunto de 2 baterias C20 de 170 Ah e 12 V, em paralelo.

CARGAS
ELÉTRICAS

Figura 5 - Esquemático do projeto fotovoltaico autônomo. Fonte: autor.

Engº. Lucas S. Santana www.bluesol.com.br


CREA-SP 5069860306
12