Você está na página 1de 4

1

Laboratório de Química – Aula 11 – Influência da concentração dos


reagentes na velocidade das reações

Objetivo
Verificar a influência da concentração de um dos reagentes na velocidade das
reações químicas.

Introdução

As reações químicas têm permitido à humanidade resolver muitas das questões


que a desafiam.

No entanto, para que isso fosse possível, foi necessário aprender como alterar a
velocidade das reações seja acelerando as excessivamente lentas ou retardando
as muito rápidas.

O conhecimento e o estudo da velocidade das reações químicas, além ser muito


importante para a indústria, também está relacionado ao nosso cotidiano. Por
exemplo, quando guardamos alimentos na geladeira para retardar as reações que
levam às suas decomposições ou usamos uma panela de pressão para aumentar
a velocidade de cozimento dos alimentos.

Uma reação química é um rearranjo de átomos provocado pelas colisões


(choques) entre as partículas dos reagentes. Para que ocorra uma reação química
duas condições são necessárias:
• haver afinidade química entre as substâncias
• haver colisões entre as moléculas dos reagentes que levem à quebra de
suas ligações para a formação de novas ligações (rearranjo dos átomos
dos reagentes para formação dos produtos).

Alguns fatores alteram a freqüência de colisões entre os reagentes de uma reação


química, aumentando ou diminuindo a velocidade com que ela ocorre. Tais fatores
podem ser:
• temperatura
• pressão
• concentração de reagentes
• superfície de contato
• catalisadores ou inibidores

Assim, algumas reações são extremamente rápidas como a reação de combustão


instantânea entre os gases hidrogênio e oxigênio, na propulsão dos ônibus
espaciais enquanto que outras extremamente lentas como fermentação do suco
de uva na produção do vinho, podendo demorar meses para ocorrer.
2

Neste experimento será estudada a velocidade de uma reação química em meio


homogêneo e os efeitos da concentração de um dos reagentes.

As equações que representam as reações que ocorrem são:

S2O32-(aq) + 2H+(aq)→ S(s) + H2SO3(aq)

H2SO3(aq) → SO2(g) + H2O

E podem ser representadas por uma única equação:

S2O32-(aq) + 2H+(aq)→ S(s) + SO2(g) + H2O


Material

- 5 béqueres de 100 mL
- 1 proveta de 25 mL e 1 proveta de 5 mL
- 1 papel branco com um círculo preto desenhado
- solução aquosa de tiossulfato de sódio, Na2S2O3 , 0,15 mol/L
- solução aquosa de ácido clorídrico, HCl, 2 mol/L
- pisseta com água destilada
- cronômetro
- papel milimetrado

Procedimento

1. Para cada uma das combinações tabeladas abaixo, adicione num béquer de
100 mL os volumes indicados, medidos com proveta:

combinação volume(mL)

S2O3-2 (0,15 mol/L) H2O

1 25,0 -
2 20,0 5,0
3 15,0 10,0
4 8,0 17,0
5 5,0 20,0

2. Deixe o béquer sobre um papel branco no qual se desenhou um círculo preto.


3. Adicione 5,0 mL de ácido clorídrico 2 mol/L e cronometre o tempo necessário
para que não mais se enxergue o círculo preto desenhado no papel branco,
quando olhado de cima para baixo. Isto se deve a turbidez que se forma pela
liberação de enxofre. Repita a experiência com as demais combinações de
volumes.
3

Relatório – Influência da concentração do Na2S2O3 na velocidade da reação

Nome dos participantes do grupo Turma ............. Data...............

..............................................................................

..............................................................................

..............................................................................

..............................................................................

1. Tabela de dados
Béquer Concentração de Tempo (s) Velocidade (s-1)
Na2S2O3 (mol/L)
1
2
3
4
5

2. Construir um gráfico em papel milimetrado, colocando concentração do


Na2S2O3 (mol/L) nas abscissas e velocidade (s-1) nas ordenadas.

3. Por quê a velocidade dessa reação pode ser medida em segundo-1?

4. De que forma a concentração do tiossulfato de sódio influencia a velocidade


dessa reação?

5. Qual a explicação teórica que você dá para esse resultado?


4