Informação &

Editorial
Prezados Leitores,

ates O informativo da AGIR Consultoria Jr.
Ano 1, Nº 1,Março de 2011

É com grande contentamento que apresentamos o primeiro fascículo do Informativo da AGIR Consultoria Jr. (Empresa Jr. de Biblioteconomia da UFC Cariri) denominado de Informação e Debates. Objetivamos com esse Informativo criar um forte instrumento de informação, comunicação e debates sobre diversos temas pertinentes a comunidade acadêmica de Biblioteconomia e demais comunidade acadêmicas existentes no Campus Cariri da UFC, promovendo desenvolvimento crítico e analítico entre os envolvidos. Nesta primeira edição optamos por destacar a Biblioteconomia e o perfil do Curso de Graduação da UFC Cariri em Biblioteconomia, apresentado o conceito da Biblioteconomia, e os projetos de extensão, monitoria, pesquisa e estudos atualmente existentes no Curso. Iniciamos com a Seção O que é Biblioteconomia, da autoria do Prof. Jonathas Carvalho, apresentado um pouco de sua historia e conceitos, mostrando os aspectos da atual Biblioteconomia, a fim de compreender os campos de atuação profissional que orientam a área. A segunda Seção apresenta o Curso de Biblioteconomia da UFC Cariri, apresentado sua missão, visão, valores e objetivos no desenvolvimento acadêmico de seus alunos e professores, compreendendo o a sua importância no desenvolvimento social da Comunidade do Cariri Cearense. A Terceira Seção é constituída pelos Programas de Extensão existentes no Curso, Doutores da Leitura, da Prof. Cleide Rodrigues, O Laboratório Troca de Afetos (LATA), da Prof. Francisca Pereira dos Santos (FANKA) e o Programa de extensão modelo de Biblioteca Escolar, do Prof. Jonathas Carvalho. A quarta seção apresenta os projetos do Programa de Iniciação a Docência – PID 2011 do Curso: Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas a bases de dados de unidades de informação, do Prof. Henry Poncio. Metodologia da Pesquisa em Biblioteconomia e Ciência da Informação e Estudo de Comunidades e Usuários: a elaboração de trabalhos acadêmicos no enfoque dos projetos de pesquisa e de serviços, do Prof. Jonathas Carvalho. Monitoria na Unidade Acadêmica de Recursos e Serviços de Informação, do profª. Carla Façanha e Laboratório de troca de afetos (LATA) na disciplina Cultura e Mídia, da Profª Francisca dos Santos (FANKA). A quinta seção apresenta os Grupos de pesquisa e estudos: O Núcleo de Arquitetura da Informação Digital – NucleArqID, do Prof. Henry Poncio. E o Laboratório de Gestão e Novas Tecnologias da Informação – LAGENTI, do Prof. David Vernon. A sexta seção apresenta o surgimento, do Movimento Empresa Jr. - MEJ, conceitos e objetivos de uma Empresa Jr. – EJ, a fim de compreender a importância de uma Empresa Junior no desenvolvimento pessoal e profissional de estudantes envolvidos nesse processo, fazendo uma ligação com a seção sete desse Informativo onde apresentamos a AGIR Consultoria Jr. – Empresa Junior de Biblioteconomia da UFC Cariri. E Por fim, o Espaço Cultural, onde apresentamos curiosidades da área da Biblioteconomia, indicação de leituras e filmes e periódicos científicos da área da Biblioteconomia e Ciência da Informação. Desejamos a todos uma ótima leitura!!!

Naira Michelle Alves Pereira Presidente da AGIR Consultoria Jr. Empresa Jr. de Biblioteconomia da UFC Cariri

Curso de Biblioteconomia da UFC Campus Cariri Pág. 02

Períodicos da área de Biblioteconomia Pág. 03

Movimento de Empresas Juniores Pág. 07

O que é Biblioteconomia?
Por Jonathas Carvalho
Com efeito, a partir do desenvolvimento da CI, a ensar o que é a Biblioteconomia em termos técnicos, científicos, profissionais e Biblioteconomia foi ganhando um corpo epistemológico acadêmicos demanda uma série de reflexões mais efetivo, principalmente no que tange a inserção de que extrapolam as possibilidades atribuídas a este texto. instrumentos como a gestão da informação e a Porém, é pertinente ressaltar que a aventura de compreender possibilidade de atuação com as tecnologias da o que á Biblioteconomia é uma necessidade premente dos informação e da comunicação. A principal relação entre a mais diversos representantes de sua área, o que nos Biblioteconomia e a CI é que ambas estão preocupadas com o compartilhamento de seu papel social, além de sua entusiasma a tentar conceber uma síntese sobre o assunto. Assim, concebemos dois procedimentos básicos comum com os problemas na utilização dos registros complementares e indissociáveis para atribuir o que é a documentais e informacionais. A diferença é que a CI está Biblioteconomia e seu construto identitário: o etimológico e preocupada em desenvolver atividades científicas em torno do termo informação em suas diversas nuances o epistemológico. C o m r e l a ç ã o a e t i m o l o g i a , p o d e m o s a (informação científica, tecnológica, gestão da informação, etc.), enquanto Biblioteconomia relacionada ao significado de suas três a Biblioteconomia busca palavras: biblio - teca - nomia. A primeira está associada a aplicar suas questões livros (ou de forma mais ampla materiais bibliográficos), essencialmente no enquanto a segunda é relativa à caixa (algo que arranja, ambiente da biblioteca, arruma ou organiza) e o terceiro quer dizer norma, isto é embora utilize diversos norma estabelecida para um determinado fim. elementos da CI para tal Ainda etimologicamente podemos conceber que a atividade. Biblioteconomia é a União de duas palavras, biblioteca e Dessa forma, a economia (esta no sentido de organização, administração, Biblioteconomia gestão), implicando afirmar que a Biblioteconomia não é atualmente se configura, nem uma ciência, nem uma ciência tecnológica rigorosa, e m t e r m o s mas uma prática de organização: a arte de organizar epistemológicos, como bibliotecas. (LE COADIC, 2004). uma área do conhecimento Esses conceitos etimológicos que ganharam força que visa promover a durante o século XIX até aproximadamente a metade do organização, tratamento, século XX significam dizer que a Biblioteconomia pode ser disseminação e acesso à considerada, em sua essência epistemológica, como uma informação por meio do norma estabelecida (conjunto de normas) para a organização de acervos de uma biblioteca que está embasada pelos oferecimento de serviços em centros de informação, códigos e materiais de catalogação, classificação, indexação tendo como enfoque prioritário a biblioteca. Para tanto, Informação e como elementos fundamentais para o e de outros instrumentos técnicos de organização, visando consideraComunicação promover disseminação e acesso à informação para a desenvolvimento de suas atividades a gestão, recursos e fontes de informação, bem como as tecnologias da sociedade. Todavia, o significado epistemológico da informação e da comunicação para a construção do seu Biblioteconomia adquire um contexto mais lato a partir do corpus científico e profissional. Em suma, podemos considerar a advento da Ciência da Informação (CI). A CI surge em meados da década de 1940, a partir da Biblioteconomia, assim como a Arquivologia, a Biblioteconomia, Documentação, Recuperação de Documentação e a Museologia como subcampos de uma Informação e de algumas concepções teóricas, como uma disciplina maior chamada Ciência da Informação que área com vistas a desenvolver atividades de informação, buscam se fortalecer conjuntamente em termos epistemológicos e profissionais.

P

O informativo da AGIR Consultoria Jr. - Março de 2011 - Pág. 2 AGIR Consultoria Jr.

O Curso de Biblioteconomia da UFC Campus Cariri
Missão do Curso

Por Coordenação de Comunicaçao Institucional
Capacitar o profissional da informação para o desenvolvimento gerencial de centros de informação, habilitando-o, também, para o desempenho de atividades de pesquisa e pedagógicas, de liderança proativa, domínio do conhecimento em áreas específicas, capacitando-os a compreender o valor da informação e a reconhecer a importância política, social, econômica e cultural da informação. Área de Atuação Com o advento da era da informação, o bibliotecário passou a ser visto atuando em agências de publicidade, escritórios de advocacia, editoras, jornais, revistas, produtoras de vídeo, bancos, museus, arquivos públicos e privados etc., além de prestar assessoria para as empresas particulares. Por ter uma área de atuação tão diversificada, a Biblioteconomia está sendo chamada de profissão do futuro. Com a recente globalização e informatização de informação, o bibliotecário passou a ter um papel muito mais amplo e dinâmico. Sua atuação envolve o conhecimento de novas tecnologias na divulgação da informação para um mercado em constante transformação. A característica multidisciplinar da profissão garante ao bibliotecário um amplo campo de trabalho não só em relação às áreas do conhecimento, seja no âmbito dos órgãos públicos, nas empresas privadas ou na indústria em geral. Mercado de Trabalho O bibliotecário pode desenvolver suas funções em: Bibliotecas, Centros e Serviços de Documentação e Informação, Arquivos, Museus, Editoras, Cinematecas, Vídeo-Clubes, Emissoras de Rádio e Televisão, Jornais, Assessorias (parlamentares, empresariais, jurídicas, educacionais), desenvolver e administrar Bancos de Dados e Bases de Dados, integrar equipes de manutenção de Web Sites na Internet ou, ainda, exercer a profissão como docente e, também, como autônomo. Histórico do Curso Com a ausência de instituições fortes voltadas para o desenvolvimento de regiões importantes do interior do país e de outro a migração de estudantes que saem de suas cidades em busca de uma vaga numa universidade pública, esteja ela onde estiver. O Governo Federal anunciou um plano de expansão e interiorização dos campi de Universidades Federais pelo país para superar a carência de vagas públicas. Baseado nesse plano federal foi criado o Projeto Político Pedagógico do Curso de Biblioteconomia do Campus da UFC no Cariri, iniciado em meados do primeiro semestre letivo do ano de 2005, cabendo, tal empreendimento, a uma comissão formada por professores do Departamento de Ciências da Informação do Campus da Universidade Federal do Ceará em Fortaleza. No dia 3 de fevereiro de 2006, em reunião dos membros do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal do Ceará foi apresentado o Processo n° 3047/06-24, em que estava inserido este projeto. Naquela ocasião o projeto foi aprovado pelo aludido Conselho, e, como conseqüência editada a Resolução N° 01/CEPE, de 03 de fevereiro de 2006, que em seu título diz que "Aprova o projeto de criação do Curso de Graduação em Biblioteconomia (modalidade bacharelado) - Campus da UFC, no Cariri".

O informativo da AGIR Consultoria Jr. - Março de 2011 - Pág. 3 AGIR Consultoria Jr.

Programas de extensão
Modelo de Biblioteca Escolar
Jonathas Carvalho O Programa de extensão MODELO DE BIBLIOTECA ESCOLAR tem como objetivo central o desenvolvimento de uma nova proposta de atuação da biblioteca escolar, visando reconhecê-la como instrumento efetivo de prática social, educativa e cultural a partir da escolha de uma escola do município de Juazeiro do Norte. A pretensão é escolher uma escola municipal em Juazeiro do Norte, visando conceber a proposta de um modelo de biblioteca escolar a partir de quatro fatores:
¥

Organização da biblioteca que significa o planejamento e avaliação das ações de todas as atividades inerentes a biblioteca, incluindo a utilização das técnicas de classificação e catalogação, política e desenvolvimento de coleções, estudo de usuários, entre outras; ¥ Estrutura tecnológica (aquisição de computadores e a implantação de software a fim de auxiliar na recuperação da informação, empréstimo do acervo existente na mesma e facilitar a consulta local; ¥ O marketing da biblioteca que inclui o planejamento e a implementação de atividade, bem como a divulgação do que está sendo feito na biblioteca escolar à sociedade, sobretudo na comunidade escolar e circunvizinha da escola. ¥ Implementação de serviços que serão desenvolvidos de acordo com as perspectivas da comunidade escolar, a partir da análise e coletas de dados dos questionários aplicados;
¥

Doutores da Leitura
Cleide Rodrigues O Programa Doutores da Leitura visa a execução de ações programáticas e progressivas de forma a diagnosticar possíveis sinais de problemas com leitura e sua cognição, administrar atividades no sentido de sua promoção e promover a discussão e avaliação da leitura e seu ensino. O projeto tem como seus objetivos: Promover ações voltadas para o incentivo das práticas leitoras na região do Cariri cearense; Incentivar a leitura através de atividades de contação de histórias e oficinas voltadas para a sua prática; Proporcionar a discussão sistemática da leitura, através do fortalecimento do Grupo de Leitura do Curso de Biblioteconomia; Realizar o I COREL – Colóquio Regional de Leitura na região do Cariri; Fomentar às práticas leitoras com ações voltadas para o debate e incentivo da leitura.

LATA
Francisca Pereira dos Santos (Fanka) O Laboratório de Troca de Afetos (LATA) é um programa aberto de ações multidisciplinares que incluem atividades de extensão interrelacionadas ao ensino e a pesquisa no curso de Biblioteconomia do Campus da UFC Cariri. Pretende, entre outros, ser um espaço de debates, formação, criação e difusão de conhecimentos teóricos e práticos, em cultura, memória, tecnologias da informação, permacultura, comunicação e gênero. Tem como objetivo promover ações culturais, pesquisas, processos e projetos políticos pedagógicos que contribuam para o desenvolvimento cultural e sustentável da região caririense bem como favorecer religações de saberes tendo como indicador novas perspectivas para o ensino e aprendizagem. É nesse sentido um programa interdisciplinar funcionando como desenvolvimento de territórios – materiais e imateriais-, enquanto acontecimento político, científico, poético, didático e pedagógico, realizado tanto em sala de aula quanto fora.

O informativo da AGIR Consultoria Jr. - Março de 2011 - Pág. 4 AGIR Consultoria Jr.

PROJETOS DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA 2011 DA BIBLIOTECONOMIA
Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas a bases de dados de unidades de informação Henry Poncio O Programa de Iniciação à Docência - PID - intitulado “Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas à Base de Dados em Unidades de Informação” tem por objetivo melhorar a qualidade do processo de ensino/aprendizagem de TI no curso de graduação da em Biblioteconomia da UFC – Campus Cariri, através do planejamento e execução de atividades relacionadas às disciplinas de Tecnologias da Informação. A monitoria, desenvolvida por alunos da graduação e acompanhada pelo Prof. Ms. Henry Poncio Cruz de Oliveira enfoca na sala de aula o desenvolvimento, acesso e uso das Tecnologias de Informação e Comunicação - TICs em Unidades de Informação bem como os processos computacionais de construção de Bases de Dados. Sobretudo dá suporte aos discentes que estão cursando a disciplinas de TI através do acompanhamento em aulas/atividades práticas e teóricas. Metodologia da Pesquisa em Biblioteconomia e Ciência da Informação e Estudo de Comunidades e Usuários: a elaboração de trabalhos acadêmicos no enfoque dos projetos de pesquisa e de serviços Jonathas Carvalho A inserção das disciplinas do curso de Biblioteconomia no Programa de Iniciação a Docência é de fundamental importância, visto que o ensino superior é um importante instrumento para a construção de uma ampla aprendizagem técnico-científica e mercadológica por parte dos discentes, tendo no professor um importante instrumento de estímulo. Este projeto de monitoria é vinculado às disciplinas Metodologia da Pesquisa em Biblioteconomia e Ciência da Informação, e Estudo de Comunidades e Usuários, nela, o monitor (aluno) trabalha como intermediador das atividades previamente estabelecidas pelo professor a fim de que sejam executas e entendidas pelos alunos de maneira clara, e tem como principais fatores: aprimorar o planejamento dessas disciplinas, através das discussões entre professor e monitor; instigar o discente escolhido para monitor a desenvolver atividades pedagógicas, visando conceber uma noção mais efetiva acerca da pesquisa, da elaboração de trabalhos acadêmicos, dando enfoque especial a elaboração de projetos, objetivando fortalecer o viés do ensino no Curso de Biblioteconomia auxiliando na formação de alunos mais voltados para a área acadêmica, estimulando e aprimorando no corpo discente o entendimento sobre a elaboração de trabalhos acadêmicos, especialmente projetos, tanto aqueles voltados para pesquisa (Metodologia da Pesquisa em Biblioteconomia e Ciência da Informação), como aqueles voltados para serviços (Estudo de Comunidade e Usuários) Monitoria na Unidade Acadêmica de Recursos e Serviços de Informação Carla Façanha de Brito A vivência da monitoria no conjunto das disciplinas do Curso de Biblioteconomia da UFC tem estimulado o interesse pela atividade docente, especialmente por possibilitar uma maior interação e cooperação entre aluno e professor, especificamente no preparo discente para as atividades de ensino, sob a orientação de uma equipe especializada de docentes, o que tem contribuído fortemente para a melhoria do ensino de graduação no curso. As disciplinas referentes ao setor de estudo de recursos e serviços de informação, por seu caráter teórico/prático, propõe o cruzamento da teoria com a pesquisa empírica junto às unidades de informação da região caririense, bem como as atividades de pesquisa em laboratórios de informática promovendo os usos e conhecimento das fontes e recursos informacionais, assim justificamse pela necessidade de supervisão constante da correlação do campo teórico e prático, realizado em sala de aula semanalmente. O projeto tem por objetivo estabelecer conexões teóricas e conceituais com as disciplinas da Unidade Acadêmica de Recursos e Serviços de Informação: Fontes Gerais de Informação, Fontes Especializadas de Informação, Serviços de Informação, e Formação e Desenvolvimento de Acervos, fomentando a integralização da referida unidade acadêmica, primando para um ensino de qualidade da graduação Laboratório de troca de afetos (LATA) na disciplina Cultura e Mídia Francisca Pereira dos Santos (Fanka) Visto que o objetivo do Programa de Iniciação à Docência - PID - é estimular o interesse pela atividade docente preparando o discente para as atividades de ensino e melhorar a qualidade do processo de ensino/aprendizagem, o LATA - Laboratório de Troca de Afetos vem propor a construção de novas práticas pedagógicas para o ensino na Universidade Federal do Ceará, Campus Cariri, a partir de intervenções coletivas entre alunos, professores e comunidade. O monitor será responsável pelo processo de tratamento, organização e recuperação da informação contida nos documentos gerados com o intuito de desenvolver uma base de dado. Além disso, dá suporte aos discentes que estão cursando a disciplina Cultura e Mídia através do acompanhamento em aulas/atividades práticas e teóricas.

O informativo da AGIR Consultoria Jr. - Março de 2011 - Pág. 5 AGIR Consultoria Jr.

Grupos de Pesquisas e Estudos
NucleArqID
Henry Poncio O Núcleo de Arquitetura da Informação Digital – NucleArqID, da Universidade Federal do Ceará – Campus Cariri, criado no ano de 2010, visa aprofundar os conhecimentos adquiridos por professores, alunos de graduação e fomentar a produção científica na área de Arquitetura da Informação Digital AID. É um espaço que oportuniza desenvolver competências técnico-científicas para o desenvolvimento de ambientes digitais balizados nos pressupostos teóricos da Arquitetura da Informação Digital. É coordenado Prof. Ms. Henry Poncio Cruz de Oliveira, conta com mais seis professores colaboradores (UFC e UFPB), alunos de graduação dos cursos de Biblioteconomia e Administração (UFC – Cariri). Atualmente o núcleo desenvolve pesquisas nas seguintes linhas: a) aspectos epistemológicos da AID; b) desenvolvimento de ambientes informacionais digitais; c) Informação digital e ambientes memorialísticos, d) AID e sistemas de informações para organizações, e e) Arquitetura da Informação aplicada ao prontuário eletrônico de pacientes.

LAGENTI
David Vernon O Lagenti – Laboratório de Gestão e Novas Tecnologias da Informação é um grupo de pesquisa e estudo área de tecnologia da informação no Campus Cariri da UFC. O Lagenti tem como principais objetivo, entre outros: ‐ Promover estudos sobre tecnologia da informação (TI) nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas com destaque para a Ciência da Informação e a Administração; Promover a investigação sobre a aplicabilidade da TI no setor judiciário; Dotar as unidades de informação de um arcabouço teórico que permita a implementação da TI em seu ambiente; Desenvolver e discutir conceitos, escopo e aplicações da Web 2.0 em unidades de informação em suas dimensões prática e teórica; Inovar na gestão de processos, produtos e serviços nas unidades de informação e organizações como um todo; Promover a utilização de ambientes virtuais de aprendizagem nas instituições de ensino que permitam o diálogo dos estudantes com os especialistas; Promover a investigação sobre as melhores práticas de Gestão com a adoção de ferramentas de tecnologia da informação.

O informativo da AGIR Consultoria Jr. - Março de 2011 - Pág. 6 AGIR Consultoria Jr.

AGIR Consultoria Jr. - Empresa Júnior do Curso de Biblioteconomia da UFC Campus Cariri
Movimento Empresa Júnior
Confederação Brasileira de Empresas Juniores O histórico do MEJ tem início na década de 60 na França e ao longo dos seus anos tem desenvolvido diversos conceitos que fornecem subsídios para sua consolidação. No Brasil a primeira EJ fundada foi em São Paulo e com o passar dos anos a idéia foi se espalhando por diversas regiões, que culminou na criação de diversas empresas juniores que, posteriormente, criaram seus próprios orgãos representativos - as Federações. Para que se tenha a atual dimensão deste movimento e que se vislumbre a sua força, basta analisar os índices que dele são extraídos. O movimento cresce cada dia mais, contando com mais de 600 empresas juniores apenas no Brasil.

O que é Empresa Júnior?
Confederação Brasileira de Empresas Juniores Empresa Júnior é uma associação civil, sem fins econômicos, constituída e gerida exclusivamente por alunos de graduação de estabelecimentos de ensino superior, que presta serviços e desenvolve projetos para empresas, entidades e sociedade em geral, nas suas áreas de atuação, sob a orientação de professores e profissionais especializados. A Empresa Júnior tem a natureza de uma empresa real, com diretoria executiva, conselho de administração, estatuto e regimentos próprios. Com uma gestão autônoma em relação à direção da faculdade, centro acadêmico ou qualquer outra entidade acadêmica. A Empresa Júnior deve ter como objetivos:
¥ Proporcionar ao estudante aplicação prática de conhecimentos teóricos, relativos à área de formação

profissional específica;
¥ Desenvolver o espírito crítico, analítico e empreendedor do aluno; ¥ Intensificar o relacionamento empresa-escola; ¥ Facilitar o ingresso de futuros profissionais no mercado, colocando-os em contato direto com o seu mercado

de trabalho;
¥ Contribuir com a sociedade, através de prestação de serviços, proporcionando ao micro, pequeno e médio

empresário especialmente, um trabalho de qualidade a preços acessíveis; A Empresa Júnior NÃO pode ter como objetivos:
¥ Captar recursos financeiros para a Instituição de Ensino através da realização dos seus projetos ou outras

atividades;
¥ Captar recursos financeiros para seus integrantes através dos projetos ou outras atividades; ¥ Elevar o conceito do Curso e Instituição de Ensino diante do MEC e da Sociedade; ¥ Aplicações financeiras com fins de acumulação de capital.

O informativo da AGIR Consultoria Jr. - Março de 2011 - Pág. 7 AGIR Consultoria Jr.

AGIR Consultoria Jr.
Samuel Monteiro Ex-presidente da AGIR Consultoria Jr
A AGIR Consultoria Jr. atua especificamente na área da Biblioteconomia, a Empresa Júnior do Curso de Biblioteconomia da UFC Campus Cariri, denominada AGIR Consultoria Jr., é a única Empresa Junior de Biblioteconomia da Região Nordeste. Ela surgiu em meados de 2009, por iniciativas dos estudantes em face às demandas existentes na região do Cariri, campo principal de atuação. Atua nas áreas da Biblioteconomia, desenvolvendo serviços como Consultoria em projetos de criação e organização de Bibliotecas e Arquivos, Gestão da informação e do conhecimento nas empresas, Organização de informações em sites e automação de serviços de informação. MISSÃO Atuar na área informacional, em seus distintos nichos mercadológicos, prezando pela qualidade na prestação de seus serviços, sempre priorizando a integração do conhecimento teórico e prático, resultando assim em benefícios aos discentes do curso de Biblioteconomia da UFC Campus Cariri, que entrarão em contato com a experiência profissional e empresarial da região do Cariri. VISÃO Tornar-se o programa de extensão de referência da UFC, Campus Cariri; estabelecer-se na região Nordeste, como referência na prestação de serviços informacionais, sempre e exclusivamente prezando pela qualidade, eficiência e eficácia na prestação e desenvolvimento de seus serviços. VALORES Ética, Responsabilidade, Profissionalismo, Cooperação, Pró-Atividade, Inovação, Comprometimento, Respeito, Dedicação, Intra- Empreendedorismo, Valorização do Conhecimento, Compromisso com o Cliente, Integração com a Sociedade. OBJETIVOS Proporcionar a seus membros a oportunidade de desenvolver na prática o conhecimento adquirido na sala de aula; Е Contribuir para o desenvolvimento socioeconômico da Região do Cariri, desenvolvendo projetos, estudos e serviços na área de biblioteconomia, sendo um elo entre universidade-empresa-sociedade; Е Incentivar o espírito empreendedor, crítico e analítico dos alunos do Curso de Biblioteconomia; Е Aproximar as culturas universitária, empresarial e governamental; Е Promover parcerias com pessoas físicas e jurídicas para desenvolvimento e execução de serviços e projetos.
Е

Membros da AGIR Consultoria Jr.
ARILUCI GOES ELLIOTT - Tutora ATUAL DIRETORIA EXECUTIVA DA AGIR CONSULTORIA JR NAIRA MICHELLE ALVES PEREIRA - Diretora Presidente ALLA MOANNA CORDEIRO DE SOUSA - Diretor Administrativo FELIPE FERREIRA DA SILVA - Diretor de Marketing e Eventos TATIANE PEREIRA JORGE - Diretora de Gestão de Pessoas NAIARA MACÊDO - Diretor Jurídico ISAC JOSÉ DA SILVA - Diretor Financeiro CÍCERO CARLOS GOMES - Diretora de Relações Externas CÍCERO CARLOS OLIVEIRA DA SILVA- Diretor de Projetos e Estudos .

O informativo da AGIR Consultoria Jr. - Março de 2011 - Pág. 8 AGIR Consultoria Jr.

Espaço Cultural
Ð Periódicos de Biblioteconomia
¥ Biblionline

http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio
¥ ¥ Ciência da Informação
Ñ O Dia do Bibliotecário é

http://revista.ibict.br/ciinf/index.php/ciinf
¥ Bibli

http://www.periodicos.ufsc.br/InCID:
¥ Revista de Ciência da Informação e Documentação http://revistas.ffclrp.usp.br/incid/inde Ð

comemorado há mais de 24 anos. A data foi instituída pelo Decreto Nº 84.631, de 9 de abril de 1980, o mesmo que criou a Semana Nacional do Livro, em outubro.
Ñ O livro mais vendido e mais lido

Indicação de Filmes

¥ Em nome da Rosa

Sinopse: a história trata de investigações de uma série de crimes misteriosos, cometidos dentro de uma abadia medieval. O investigador, o frade franciscano William de Baskerville, assessorado pelo noviço Adson de Melk, vai a fundo a suas investigações, apesar da resistência de alguns dos religiosos do local, até que desvenda que as causas do crime estavam ligadas a manutenção de uma biblioteca que mantém em segredo obras apócrifas, obras que não seriam aceitas em consenso pela igreja cristã da Idade Média, como é a obra risona criada por Eco e atribuída romantescamente a Aristóteles.
¥ Fahrenheit 451

no mundo é a Bíblia. Estima-se que até hoje já tenham sido v e n d i d o s 11 m i l h õ e s d e exemplares da versão integral, 12 milhões de novos testamentos e 400 milhões de brochuras com fragmentos dos textos originais. Depois dela, vem o Alcorão, livro sagrado do Islamismo, seguido o Livro Vermelho, do líder chinês Mao-Tse-Tung. O quarto lugar parece estar com o livro Scouting for Boys (Escotismo para Rapazes), escrito em 1908 por Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, militar inglês que deu origem ao Escotismo.
Ñ Durante o reinado de Cleópatra

Sinopse: o romance apresenta um futuro onde todos os livros são proibidos, opiniões próprias são consideradas anti-sociais e hedonistas, e o pensamento crítico é suprimido. O personagem central Guy Montag, trabalha como “bombeiro”(o que na história significa “queimador de livro”). O número 451 refere-se à temperatura (em Fahrenheit) a qual o papel ou o livro incendeia.

VII, suas prateleiras contavam com 700 mil obras. A nova biblioteca de Alexandria abriga um acervo de cerca de 8 milhões de volumes.
Ñ Na Mesopotâmia, por volta de

Ð Eventos de Biblioteconomia
04/04/2011 a 06/04/2011 ¥ Colóquio Acesso Aberto a Informação nas Bibliotecas Acadêmicas da América Latina e Caribe (México). Informações: http://cuib.unam.mx/f/coloquio_oa.pdf

3200 a. C., foi criado, pela primeira vez no mundo, um “sistema de sinais”, de ideogramas uniformizados, escolhidos, cada um deles ligado a um certo número de significações, que permitiam reproduzir, materializar e fixar o pensamento: a primeira escrita.

AGIR Consultoria Jr. - Empresa Júnior do Curso de Biblioteconomia da UFC Campus Cariri Editoração: Ambiente de marketing, com apoio das demais diretorias. (88) 9971-4935 - agir.cariri.ufc.br agirconsultoriajr@gmail.com

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful