Você está na página 1de 6

[continuação do exercício 12.

] Identifique com cifras todas as tríades presentes nos trechos


musicais a seguir:

f)

g)

h)

12
* * *

A partir daqui começaremos a estudar as relações entre as tríades que compõem um campo
harmônico e a praticar o encadeamento entre elas.
Obs: Por enquanto, continuaremos a trabalhar somente com tríades em posição fundamental.

Para começar, exercitaremos encadeamentos entre tríades que tenham uma ou mais notas em
comum. As notas em comum funcionam como um enlace harmônico entre duas tríades.

Cada grau possui um enlace harmônico – isto é, notas em comum – com todos os demais graus, exceto
com o imediatamente anterior e com o imediatamente posterior.

Na Figura a seguir é possível observar a escala de Dó Maior, as tríades formadas sobre cada nota da
escala e as notas em comum entre tais tríades (graus):

[ C Dm Em F G Am B° ]

• Os acordes cujas fundamentais se relacionam por grau conjunto (por exemplo I-ii ou IV-V) não
possuem nenhuma nota em comum – pois, lógicamente, para passar de um a outro todas as notas
se movem por grau conjunto:

• Os acordes cujas fundamentais distam entre si uma quarta ou uma quinta (por exemplo I-IV, I-V
ou II-VI) possuem uma nota em comum:

15
• Os acordes cujas fundamentais distam entre si uma terça ou uma sexta (por exemplo I-III ou IV-
VI possuem duas notas em comum:

A Figura abaixo mostra com quais graus cada acorde do campo harmônico possui sons (notas) em
comum:

A partir de agora exercitaremos progressões harmônicas simples entre acordes em posição


fundamental que possuem notas em comum. Para tal, teremos em vista algumas regras:
1. a nota do baixo será sempre a fundamental do acorde.
2. as notas em comum devem permanecer estáticas.
3. as demais notas devem fazer o menor movimento possível, de preferencia progredindo por
graus conjuntos.

Para progredir de um dado acorde a outro, convém, portanto, ter em mente as seguintes perguntas:
1. qual nota é a fundamental do acorde? (deve ir no baixo!)
2. quais são as notas comuns? (mantê-las estáticas!)
3. quais notas faltam? (atingi-las pelo menor movimento melódico possível)

Obs: todos os acordes serão compostos de quatro vozes – SATB (soprano, contralto, tenor e baixo)
– sendo que, por enquanto, a quarta nota será sempre um dobramento de oitava da nota fundamental.

Sendo assim – e conforme mostra o exemplo (a) na Figura abaixo) –, se estamos em Dó Maior e
queremos progredir do grau I para o grau iii, deveremos pensar:
1. qual a nota fundamental? (Mi, portanto o baixo progride de Dó para Mi!);
2. quais as notas comuns? (Mi e Sol, ficam paradas!);
3. quais notas faltam? (o Dó desce por grau conjunto para o Si).

16
Conforme mostram os exemplos b, c e d da figura acima, o mesmo raciocínio deve valer também
para progredirmos para os demais graus (IV, V e VI) que possuem notas em comum com I.

No exercício a seguir, praticaremos este tipo de encadeamento por “enlace harmônico” – i.e., por
manutenção de notas comuns – entre diferentes graus do campo harmônico de Dó Maior. Para
realizá-lo, basta seguir os três passos elencados acima. ( Repetindo:
1. mover o baixo para a nota fundamental do grau solicitado;
2. manter as notas comuns estáticas;
3. mover as demais notas sempre pelo menor movimento possível, de preferência por grau
conjunto. )

Obs.: É importante ter claro quais são as tríades que ocupam os graus do campo harmônico em
questão (no caso, de Dó Maior).
Obs. 2: Por enquanto deixaremos o vii grau de fora, pois ele requer um tratamento especial, que
veremos mais adiante.

17
Exercicios Apostila de Harmonia I
16. Buscando sempre a manutenção das notas comuns e utilizando somente acordes em posição
fundamental, realize os encadeamentos solicitados a partir do acorde dado:

4
?
˙ ˙ ˙˙
& 4 ˙˙ ˙ ˙ ˙˙

˙ ˙ ˙
? 44 ˙ ˙˙ ˙ ˙ ˙˙

ii IV ii V ii vi ii IV ii V

˙ ˙ ˙˙
& ˙˙ ˙
6

˙ ˙˙

˙ ˙ ˙
? ˙ ˙ ˙
˙ ˙ ˙ ˙
iii I iii V iii vi iii I iii V

˙ ˙ ˙˙
& ˙˙ ˙ ˙ ˙˙
11

˙ ˙ ˙
? ˙ ˙˙ ˙ ˙ ˙˙

IV I IV ii IV vi IV I IV vi

˙ ˙˙
16

& ˙ ˙ ˙ ˙˙
˙ ˙
˙ ˙˙
? ˙ ˙ ˙
˙ ˙ ˙ ˙
V I V ii V iii V ii V I

˙ ˙ ˙˙ ˙˙
21

& ˙ ˙
˙ ˙
˙ ˙˙
? ˙ ˙ ˙
˙ ˙ ˙ ˙
vi I vi IV vi ii vi iii vi ii

18
17. Utilizando somente tríades em posição fundamental, realize encadeamentos a quatro vozes
(SATB) a partir dos graus indicados:

a) Dó Maior (começando em posição fechada):

I IV ii V I IV I V iii vi IV V I

a) Dó Maior (começando em posição aberta):

I iii V ii vi iii V ii IV vi ii V I

b) Lá Maior (começando em posição aberta):

I iii V I vi IV I V` iii vi ii V I
©

19
©