Você está na página 1de 1

A2 Espaço aberto

%HermesFileInfo:A-2:20110507:

SÁBADO, 7 DE MAIO DE 2011

PUBLICAÇÃO DA S.A. O ESTADO DE S. PAULO


Av. Eng. Caetano Álvares, 55 - CEP
02598-900 São Paulo - SP Caixa Postal 2439
CEP 01060-970-SP . Tel. 3856-2122 (PABX)
Fax Nº (011) 3856-2940

Querem reescrever
a História

✽ cimento que obtiveram nos anos
da bonança internacional com os
Lavagemcerebral.Tentativacri-
minosa de “miliciar” a juventu-
ARTHUR númerosdalutacontraainflação de, pondo-a a serviço de projeto
VIRGÍLIO edoenfrentamentodeumadeze- depoderquejamaisquisserpro-

O
na de crises externas sistêmicas jeto estratégico de Nação. Fize-
lulopetismo in- que danificaram a economia bra- ram isso na Argentina e deu em
tenta “reescre- sileira,recém-saídadahiperinfla- ópera cinematográfica; no getu-
ver” a História ção. Esquecem-se de cotejar a lismodo Estado Novo, em depo-
recente do País. evolução do PIB brasileiro, entre sição do ditador; na Itália e na
Começa com a 2003 e 2010, com a de países vizi- Alemanha, guerra e fim funesto
apropriação do nhos nossos, com os Brics, com o para os ditadores.
Plano Real, sem lhe citar o nome, mundo desenvolvido. Olvidam Desde o início foi assim. Os
eda estabilidadeeconômicadele que o “brilhante” 2010 (cresci- discursos atrasados de Lula e do
advinda. Passa pela demoniza- mento de 7,5%) nasceu da artifi- PT levaram os mercados à des-
ção das reformas estruturais do cialização do crédito, do incre- confiança em 2002 e os núme-
períodoFernandoHenriqueCar- mento assustador dos gastos pú- ros da economia se deteriora-
doso, mesmo sabendo que foi à blicos, coroando a crise fiscal, ram. Felizmente, souberam se-
custadelasedaconjunturainter- que se foi tornando mais aguda a guir as políticas macroeconômi-
nacional benigna que Lula sur- cadaanodosegundomandatode cas com que se depararam. Foi
fou nas ondas da popularidade. Lula. Não tomam a América do quandonasceua“herançamaldi-
Desemboca na tentativa de con- SuleaAméricaLatinacomoparâ- ta”, mil vezes repetida até a cul-
vencer a opinião pública de que metros, opondo a evolução de pa sair dos vencedores e cair nas
não houve mensalão nem desvio seus respectivos PIBs aos perío- costas de quem deixava o poder.
ético algum do “comissariado”. dos 1995-2002 e 2003-2010: aí o Agora, às voltas com renitente
AstrapaçasdeEreniceGuerra, Brasil praticamente não alterou inflação gerada pela farra fiscal
braço direito de Dilma Rousseff quefezLulapopulareelegeuDil-
na Casa Civil, caem no esqueci- A que ponto não ma,vivem momentodifícil e não
mento. A atual presidente certa- têm bode expiatório para exe-
mente sabe que, no seu gabinete
chegará o lulopetismo crar. Tergiversam. Candidatam-
anterior,foielaboradotorpedos- quando lhe bater à se a delirante Nobel de Econo-
siê contra Ruth Cardoso, e não porta a dura realidade?! mia falando em conter a inflação
inexplicável “banco de dados”. sem reduzir o ritmo de cresci-
Cristovam Buarque, por su- sua participação porcentual. mento. A que ponto não chega-
postaincompetência,foidemiti- Lula melou as mãos de petró- rão quando a dura realidade lhes
do por telefone da pasta da Edu- leo, alardeando autossuficiência bater à porta?!
cação. José Dirceu, acusado pelo que jamais houve. Mágico de cir- Temo turbulências. Que a de-
Ministério Público de ser o che- co, “trouxe” o pré-sal para o pre- mocraciasaiavencedoradequal-
fe da “quadrilha do mensalão”, sente, dando a impressão de que quer desafio que se anteponha à
jamais deixou de frequentar ro- os benefícios seriam para o hoje, sua consolidação plena.
das palacianas ou de ser atendi- quando mil dúvidas, a começar
do,pelosdiversosescalõesdaad- pelo marco regulatório, rondam ✽
ministração, em seu mister de o êxito das operações. DIPLOMATA, FOI MINISTRO-CHEFE
“consultor”. Apropriou-sedarededeprote- DA SECRETARIA-GERAL DA PRESI-
NãotenhoCristovamcomoin- çãosocial,quevisavaàemancipa- DÊNCIA DA REPÚBLICA, LÍDER
competente. Mas se o julgamen- ção dos beneficiários, criando o DO GOVERNO FERNANDO HENRIQUE
to do Planalto é esse, o que dizer Bolsa-Família. Jamais reconhe- CARDOSO E DO PSDB NO SENADO
de Fernando Haddad, que des- ceuméritos:procuravaconstran-
moralizou o Enem? E dos execu- gerFernandoHenrique(“ex-pre-
tores do PAC, a começar por sua sidente não deve falar”), ao mes- SINAIS PARTICULARES
“gerente”, que gastaram absur- mo tempo que se beneficiava de
dos em propaganda de obras in- palavras e votos congressuais de
completasouque nemsaíramdo Collor e Sarney.
papel? E do monte de ministros, Gramsciano que não leu
cujo nome a população ignora? Gramsci, planejou minimizar a
Beneficiam-se da Lei de Res- democracia, pelo aparelhamen-
ponsabilidade Fiscal, contra a toda máquina pública e pelades-
qual votaram e que questiona- moralização das instituições.
ram no Supremo Tribunal Fede- Um parasita de cargo comissio-
ral(STF).Criticavamadívidapú- nado de cota partidária se satis-
blicainternadeixadaporFernan- faz com seus “proventos” e fica à
do Henrique, como se não hou- disposição da “chefia” para gri-
vesse preço a pagar pela estabili- tar palavras de ordem nas ruas
dade: resgate de esqueletos, co- doBrasil.Océrebrodolulopetis-
mo o BNH da ditadura; renego- mo pretende mais. Seu espelho é
ciação das dívidas de Estados e o que foi o PRI mexicano. Sonha
municípios; saneamento dos com amordaçar a imprensa e rei-
bancos estatais estaduais, que, nar sem oposição.
na prática, até moeda emitiam A desenvoltura palaciana de
em favor do clientelismo e da Dirceu,afraternidadecomDelú-
corrupção; duas capitalizações bio e a imposição de João Paulo
num Banco do Brasil quebrado e Cunha para presidir a Comissão
uma na Caixa Econômica Fede- de Constituição e Justiça da Câ-
ral, que foi profissionalizada e mara dos Deputados não são
despolitizada. obra do acaso. A ideia é apresen-
Hoje a dívida pública é mais tar fato consumado ao STF, inti-
queo dobro da que herdaram:R$ midar a Corte, desmontar o pro-
1,7 trilhão, sem desencavar ne- cesso do mensalão.
nhum esqueleto. Eleitoralismo, Fascistas enquistados no Mi-
“esquerdismo” pelego, falta de nistério da Educação foram de-
espírito público. nunciados por imporem livros
Mistificam, confundem, men- didáticos que criticam Fernan-
Rui Falcão, Dirceu
tem.Comparamomedíocrecres- do Henrique e endeusam Lula.