APRESENTAÇÃO DO FILME “ROBIN HOOD”

O filme é baseado na luta dos ingleses para obterem garantias legais mínimas, tais garantias mais tarde foram nomeadas como carta de direitos. A história mostra que uma civilização a medida que evolui, passa a ter a necessidade de ter ordem, ou seja, que sejam determinados direitos e deveres de forma legal e não de acordo com o humor dos governantes. A história demonstra que o Rei João sem terra ao assumir o trono, se vê diante de uma nação falida e desunida. Para tentar contornar a situação o monarca tenta impor a sua população uma carga tributária abusiva, o que faz com que o país se una contra o Rei, para combater tal “agressão”. Após a união de nobres e camponeses contra o Rei, este se viu na iminência de uma guerra civil, somada a isto, os olhos da França estavam voltados para a Inglaterra, com o fim de invadi-la, uma vez que o Reinado estava abalado. A única saída para o Monarca, era evitar a guerra civil eminente, através de um acordo feito com seus súditos para que os mesmos lhe apoiassem contra a França, em troca ele assinaria a carta de direitos que permitiria uma melhor condição de vida para seus súditos. Esse documento é considerado o primeiro capítulo de um longo processo histórico que, mais tarde, já no século XVIII, ensejaria o surgimento do Direito Constitucional. Após evitar a guerra e conseqüentemente a perda de seu reinado, o Rei se negou a assinar a carta de direitos, tendo posteriormente assinado a mesma devida a pressões internas, de mesma ordem anterior. Na realidade, todo o filme é para demonstrar a importância do princípio da legalidade, que hoje é o princípio que norteia todos os Estados de Direito, sendo este a base para a formação do Estado Democrático de Direito. No presente filme, o período compreendido é o do século XII e inicio do século XIII, a história aborda a fase anterior a vida de Robin Hood, antes dele se tornar, de fato, Robin Hood. Nesse filme, Robin Hood, é um cavaleiro que, voltando das Cruzadas, juntamente com o Rei da Inglaterra Ricardo “Coração de Leão”, entre em uma confusão e é preso, correndo risco de ser morto a mando do Rei. No entanto, com a morte deste, o cavaleiro foge e, para reingressar na Inglaterra, assume o nome de um outro cavaleiro –

instaurar um processo e aguardar uma decisão. bem como reconhecer que a vontade do rei estaria sujeita a lei. dentre outras cláusulas. desta forma. já consistia em uma limitação ao poder real. ao chegar à Inglaterra. bem como exercer outros atos. consiste na até hoje reproduzida nas Constituições. depara-se com a situação política do momento. LIV (“ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal”). uma que prevê que ninguém será privado de suas terras sem um processo legal no qual seja possibilitada a defesa prévia. os nobres exigem do Rei a assinatura de uma “carta” por eles elaborada. despreparado para conduzir o país. que o assinou. especialmente o do Rei João. presente em nossa Constituição Federal em seu artigo 5º. Aqui o filme interessa ao Direito. o direito fundamental do “devido processo legal”. e mesmo sabendo não contar com o apoio da nobreza inglesa em razão da exigência cada vez maior de tributos. por sua vez. Segundo os termos dessa carta. na qual consta. tida como o primeiro documento no qual consta uma restrição ao poder estatal. Configura a cláusula uma restrição ao poder estatal. João deveria renunciar a certos direitos e respeitar determinados procedimentos legais. na qual o novo Rei João “Sem Terra” (que assume em virtude da morte do irmão antes deste chegar com a tropa na Inglaterra voltando das Cruzadas). o poder do Rei. qual seja. o simples fato de ter que.este. A Magna Carta é um documento de 1215 que limitou o poder dos monarcas da Inglaterra. pois até então. dirige-se para a região do cavaleiro de quem tinha usurpado o nome. Uma extraordinária seqüência de fracassos da parte do rei João – que subira ao trono inglês no inicio do século XII – levou os barões ingleses a se revoltar e a impor limites ao poder real. leva a Inglaterra à iminência de ser invadida pela França. impedindo assim o exercício do poder absoluto. devido à maneira pela . a cláusula. E a citada cláusula. O rei não tinha o respeito dos seus súditos. Diante de tal possibilidade. antes de executar uma decisão. é fortemente influenciável por seus conselheiros. um nobre inglês – morto em uma batalha e. este podia desapossar os proprietários de terras. sem qualquer providência prévia. Tal Carta consiste na conhecida “Carta Magna” inglesa de 1215. o Rei aos nobres pede seu apoio para lutar contra a França e assim evitar a invasão. devido ao poder do Rei. no caso. Lá chegando. o principio.

Por isso continuam-se a se fazer filmes sobre esse assunto e nós continuamos a assisti-los com prazer. mas sim. causando rebelião da Normandia e da Bretanha contra o rei inglês. todos os países da Europa medieval tiveram os seus Robin Hoods. como a do arqueiro inglês. que durante a Idade Média infestaram as estradas européias. Robin Hood é uma bela lenda medieval que atravessou séculos pelo apelo romântico e pelas implicações políticas que ela releva. fracasso este que ficou patente com a batalha de Bouvines. que na época eram desprovidas de qualquer segurança. não recebera terras em herança. É mais provável que as lendas de Robin Hood sejam inspiradas em algum bandido salteador de estradas. Praticamente.qual tomou o poder após a morte de Ricardo Coração de Leão. . não há provas de que esses personagens tenham realmente existido. sendo o filho mais novo. poemas e romances. A estória de amor entre o bom ladrão que roubava dos ricos pra dar aos pobres e a nobre mocinha Lady Marian. por que essa lenda é realmente bela e edificante. em 1214. Artur da Bretanha. ao contrários dos seus irmãos mais velhos. embora poucos deles tenham se tranformado em lendas famosas. Fracassou ainda ao tentar reconquistar os territórios ingleses tomados por Filipe Augusto de França. bem como as intrigas políticas do tempo em que possivelmente esses personagens tenham vivido são uma fonte de inspiração praticamente inesgotável para filmes. A bem da verdade. por ter mandado aprisionar e liquidar o seu sobrinho e co-pretendente ao trono. porque. não é por este motivo que João é chamado de “Sem Terra”.

VT DIREITO INTERNACIONAL ACADÊMICAS: Alice Peixoto Michelle Freitas de Sousa TURMA: N2 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful