Você está na página 1de 5

12/10/2010

Profª Danieli Bello

EPIDEMIOLOGIA
 Problema comum para o Serviço de Emergência
 Prevalência: 22 a 43 % da população urbana adulta
brasileira.
 Um dos mais importantes fatores de risco para doença
cardiovascular. Relacionada com 40% das mortes por AVC
e 25% das mortes por IAM

Desafios Principais
 Reduzir complicações, internações e mortes
relacionadas à HAS.
 Reduzir a prevalência da HAS.
 Aumentar o grau de conhecimento da população
sobre a importância do controle da HAS.
 Garantir acesso dos hipertensos a serviços
básicos de saúde, com resolubilidade.
 Incentivar políticas e programas comunitários.

1
12/10/2010

Fórmula da Pressão Arterial

 PA = DC X RVP

 DC = VS X FC

 Logo  PA = (VS X FC) X RVP

Essa é a base de todo tratamento!

Classificação diagnóstica da
hipertensão arterial para adultos.
PAD PAS Classificação
<80 <120 Ótima
<85 <130 Normal
85-89 130-139 Pré- Hipertensão
90-99 140-159 Hipertensão leve (estág. 1)
100-109 160-179 Hipertensão moderada (2)
>= 110 >= 180 Hipertensão grave (est. 3)
<90 >= 140 Sistólica isolada

CRISE HIPERTENSIVA
Elevação crítica da pressão arterial, com PA
diastólica > 120, apresentando leve ou
nenhuma lesão aguda de órgão alvo.

CRISE HIPERTENSIVA

EMERGÊNCIA HIPERTENSIVA URGÊNCIA HIPERTENSIVA

2
12/10/2010

 Emergências: Risco iminente de vida ou deterioração


rápida de órgãos-alvo. Requer redução imediata da PA
(em 1 a 2 horas)

 Urgências: Risco de vida em potencial; risco menor de


deterioração de órgãos-alvo. Redução mais lenta da PA
(em até 24 horas)

URGÊNCIA EMERGÊNCIA
HIPERTENSIVA HIPERTENSIVA
- PAS = 180mmhg - PAD = 130mmhg
- PAD= 120mmhg - Lesão aguda de órgão
- Sem lesão ou lesão alvo
leve de órgão alvo - Redução imediata dos
- Assintomática níveis pressóricos
- Sintomas clínicos
presente

EMERGÊNCIAS HIPERTENSIVAS
1.Hipertensão grave associada a complicações agudas
A- Cerebrovasculares
-Encefalopatia hipertensiva
-Hemorragia intracerebral
-Hemorragia subaracnóidea
B- Cardiocirculatórias
-Dissecção aórtica aguda
-Edema pulmonar agudo
-Infarto agudo do miocárdio
-Angina instável
C- Renais
-Insuficiência renal rapidamente progressiva

3
12/10/2010

CRISE HIPERTENSIVA
Características Clínicas

 PA diastólica: usualmente maior que 140 mmHg

 Estado neurológico: cefaléia, confusão, sonolência,


estupor, perda visual, déficits focais, convulsão e coma.

 Achados cardiológicos: impulso apical proeminente,


palpitações, cardiomegalia e insuficiência cardíaca.

 Sintomas gastrointestinais: náusea e vômitos

CRISE HIPERTENSIVA
Princípios Gerais do Tratamento
 Redução inicial não deve ultrapassar 25% dos níveis prévios
da PA média

 Critério prático: não reduzir PA diastólica abaixo de 100


mmHg

 Emergências: preferir via endovenosa (bomba infusora


melhor)

 Urgências: Drogas via oral, sublingual ou injetável

Classes de anti-hipertensivos
 Diuréticos (VS)
 Inibidores adrenérgicos (FC)
 Vasodilatadores diretos (RVP)
 Inibidores da enzima conversora de angiotensina
(RVP e VS)
 Antagonistas dos canais de cálcio (RVP e FC)
 Antagonistas do receptor da angiotensina II (RVP e
VS)

4
12/10/2010

CRISE HIPERTENSIVA: DROGAS ENDOVENOSAS


(Em Geral Furosemida 20-40 mg EV Associado)

Início Duração Indicação Efeitos


Droga Dose Ação formal adversos e
precauções
Nitroprussiato 0,25-10 Imediato 1-2 min. Todas as Náuseas, vômitos,
(Nipride®) mcg/kg/min emergências cianeto.
Nitroglicerina 5-100 2-5 min. 5-10 min. Isquemia Cefaléia, taquicardia
(Tridil ®) mcg/min coronariana
Hidralazina 10-20 mg EV 10-30 3-8 horas Pré-eclâmpsia Taquicardia, e
(somente para ou 10-40 mg min. eclâmpsia, cefaléia,
obstetrícia) IM, a cada 6 vômitos. Piora da
horas angina e IAM
Metoprolol 5 mg, EV 5-10 min. 3-4 horas
(Selozoc ®) Repetir cada
10 min.S/N
até 20 mg Dissecção aórtica. Bradicardia,
Pós-op. bloqueio AV, ICC e
feocromocitoma. broncospasmo
Esmolol 100-500 1-5 min. 15-30 min. Insuficiência
mcg/kg 1-5 Coronariana
min. por 4
min. e 50-300
mcg/kg/min

Efeitos
Início
Droga Dose Duração adversos e
Ação
precauções
Captopril 6,25-25 mg 15-30 min. 6-8 horas, Hipotensão,
VO ou SL insuficiência
(repetir em renal (estenose
uma hora, de artéria
se renal
necessário) bilateral),
hipercalemia
Clonidina 0,1-0,2 mg, 30-60 min. 6-8 horas Hipotensão
VO de hora postural,
em hora, sonolência,
até 0,6 mg boca seca
Minoxidil 5-10 mg, 30 min. 8-24 horas Retenção de
VO (repetir 2 horas volume,
S/N após 4 taquicardia
horas)