Você está na página 1de 66

Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 18 A 24 DE OUTUBRO DE 2010

Para começar, não sei bem como iniciar esta reflexão, uma vez que nunca estive numa
situação destas, em que me foi incutida a responsabilidade de dar início a um diário que
represente quatro pessoas diferentes que se juntaram para formar um só.

Talvez, e antes de tudo o mais que possa aqui ser escrito, devo cumprimentar todos os
possíveis leitores do nosso diário e espero, sinceramente, que não vejam estas reflexões
apenas como um “resumo” das v|rias semanas que vir~o ao longo deste ano lectivo, mas
também como símbolo do nosso esforço e dedicação ao longo do desenvolvimento de todo o
projecto. Em suma, o que pretendo dizer, é que, tal como o nome do nosso grupo indica (Para
Além das Palavras), nós não queremos cingir-nos a simples palavras, proferidas em momentos
de inspiração, para a divulgação do nosso tema, o que verdadeiramente queremos é ir além
das mesmas. Para isso, em cada semana temos de dar um passo em frente no
desenvolvimento deste projecto a que nos propomos, sendo que estas reflexões serão o meio
utilizado para dar a conhecer a nossa evolução individual e, fundamentalmente, como grupo.

Esta semana, começou cedo para o grupo, dado que na segunda-feira, pelas 14h00, na
biblioteca da escola, realizamos para a nossa reunião semanal, onde foram abordados os
seguintes tópicos de trabalho:

 Discussão da proposta da realização de um workshop que abordasse Língua Gestual


Portuguesa e Braille, organizado em conjunto com o grupo Um Outro Olhar;

O grupo avaliou os prós e contras que poderiam advir da concretização desta ideia e,
por decisão unânime, recusou esta proposta, uma vez que apesar de esta permitir uma
complementaridade dos projectos de ambos os grupos, poderia levantar alguns
inconvenientes. Entre outros, que foram referidos pelos elementos do grupo, o facto de serem
demasiadas pessoas a organizar o workshop, pelo que poderia levar a alguns conflitos entre os
organizadores. Também, um dos motivos principais para esta recusa, é a possibilidade do
workshop de Língua Gestual Portuguesa ser o projecto final do nosso grupo e,
consequentemente, a sua organização deve ser controlada pelo grupo.

 Discussão de ideias sobre o possível projecto final (Workshop de Língua Gestual


Portuguesa);

 Discussão de ideias sobre realização de inquéritos à comunidade escolar, com vista


numa sondagem do interesse desta sobre tema que pretendemos focar (Deficiências
Auditivas e da Fala) e sobre algumas ideias que pensamos concretizar de futuro;

 Definição de tarefas a realizar pelo grupo. Na referida semana, todos os elementos do


grupo se responsabilizaram por reflectir sobre possíveis questões para os inquéritos.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Na passada Quarta-feira, dia 20 de Outubro de 2010, o grupo reuniu-se através da


utilização da internet, com o objectivo de formular as questões que pudessem constituir os
inquéritos.

A nossa semana de trabalho findou com a aula de Área de Projecto, na passada


sexta-feira, dia 22 de Outubro de 2010, onde foram concretizados os seguintes
acontecimentos:

 Solicitação de esclarecimentos/dúvidas acerca de diversos assuntos relacionados


com o nosso projecto e com o funcionamento da disciplina em geral;

 Apresentação dos inquéritos efectuados pelo grupo à professora;

 Pesquisa de possíveis meios de transporte para a deslocação dos elementos do


grupo à Associação de Surdos do Porto no próximo dia 29 de Outubro de 2010;

 Aprendizagem do funcionamento do moodle e sua utilização específica para a


disciplina de Área de Projecto;

 Comunicação oficial da nossa decisão acerca da proposta do grupo Um Outro


Olhar e explicação das razões que levaram à nossa deliberação.

Para finalizar, concluo-o esta reflexão, pedindo desde já desculpa aos leitores se me
estendi exageradamente na realização desta, não querendo, de todo, aborrecer alguém.
Espero, sinceramente, que esta reflexão esteja do vosso agrado.

Após esta semana, todo o grupo pode aproveitar para descansar de Área de Projecto
no fim-de-semana, pois sabemos que o nosso trabalho foi cumprido com sucesso. 

Ana Rita Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 25 A 31 DE OUTUBRO DE 2010

Caros leitores,

A semana que passou foi uma semana bem atarefada para o nosso grupo mas
também podemos dizer que foi muito especial!

Segunda-feira foi o dia de envio de e-mails. A Ana Rita ficou responsável por enviar a
resposta à Associação de Surdos do Porto a confirmar a presença do grupo nas instalações, no
dia 29. Coube também à Eva a tarefa de enviar um e-mail à coordenadora do Clube de Línguas
da Escola Secundária do Castêlo da Maia pedindo informações relativas ao Dia das Línguas
(dia esse em que o grupo pretende participar).

Como num projecto é importante sondar o público-alvo acerca do interesse do


projecto em questão, ainda na segunda-feira a Daniela tirou as fotocópias dos inquéritos, que
iam ser distribuídos no dia seguinte pela comunidade escolar. Estava (finalmente!) a chegar a
hora de saber como é que os estudantes iam reagir ao nosso projecto… Confesso que
estávamos ansiosas. As expectativas estavam muito altas 

Como previsto, terça-feira a Pandora e a Daniela distribuíram os referidos inquéritos


por estudantes escolhidos ao acaso, que se encontravam na Biblioteca e no Clube de Línguas.
Os alunos tiveram uma boa reacção perante a situação e disponibilizaram-se para responder
de imediato.

A semana aproximava-se do fim, e com ela vinha a tão esperada visita à Associação de
Surdos do Porto. Visto que nenhuma de nós sabia onde ficava a associação, na quarta-feira, a
Pandora ficou com a tarefa de realizar o itinerário da visita à associação.

Nesse mesmo dia, o grupo atingiu uma grande vitória. A Ana Rita e a Eva
encontraram-se com a professora Margarida Miranda, a coordenadora do Clube de Línguas. A
professora elogiou a ideia do grupo e concordou colaborar connosco, prometendo marcar, em
breve, uma nova reunião para debater ideias sobre as actividades que pretendemos realizar
no Dia das Línguas.

O grande dia finalmente chegou… Sexta-feira foi um dia muito marcante para o nosso
grupo, pois tivemos, pela primeira vez, contacto com uma pessoa surda.

Antes de nos dirigirmos à associação, a Ana Rita, a Daniela, a Eva e a Pandora foram
distribuir o resto dos inquéritos pelas turmas do 12º ano.

De seguida fomos, para o Porto, onde tínhamos uma reunião marcada para as 15h
com o responsável da Associação de Surdos do Porto. Quando lá chegamos fomos bem
recebidas por todas as pessoas presentes na associação, até que nos dirigimos para uma sala
onde nos encontramos com o presidente da associação.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Para espanto nosso, o presidente da associação era surdo, pelo que houve a
necessidade de ter uma intérprete para podermos comunicar. Nesta reunião, falámos sobre
vários assuntos (mais até do que estávamos à espera!):

 Primeiramente, foram-nos facultadas as datas de inventos que a associação iria


organizar e convidaram-nos para essas actividades (dia 15 e 27 de Novembro);

 O projecto final do grupo, o workshop sobre Língua Gestual foi bem aceite e os
responsáveis da associação disponibilizaram-se de imediato para nos ajudar;

 De seguida enveredámos por questões mais relacionadas com a vida de um surdo. O


presidente referiu as dificuldades que sente em comunicar quando se dirige a um
hospital, às finanças, tendo que levar sempre um intérprete. Criticou bastante o
governo por dar pouca importância à comunidade surda em Portugal, argumentando
que nestas entidades públicas era necessário haver pessoas formadas para
comunicarem com as pessoas surdas;

 Foi dado também ênfase à descriminação a que as pessoas surdas são sujeitas. Por
exemplo, estas só podem ter conhecimento do que se passa no Mundo, através da
leitura de jornais estando, assim, sempre atrasados na informação. Infelizmente, os
canais que estão adaptados para pessoas surdas são poucos. Todos deviam
apresentar legendas para os surdos conseguirem ler o noticiário, que é extremamente
importante para qualquer cidadão;

 O presidente acha fundamental que a língua gestual fosse uma disciplina opcional
durante o percurso escolar dos adolescentes, pois assim facilitava a comunicação com
os surdos;

Esta visita à Associação de Surdos do Porto foi muito marcante para cada uma de nós
individualmente, e especialmente para grupo em si. Aprendemos grandes lições de vida.
Saímos de lá cheias de sentimentos profundos e muito bonitos. Apesar de todos os problemas
a que os surdos estão sujeitos, conseguem ser muito felizes e ter um espírito de entreajuda
enorme.

No sábado tivemos ainda tempo para nos reunirmos. No entanto, esta reunião do
grupo pode ser entendida como uma discussão de ideias acerca da nossa visita à associação.
Também nesta reunião referenciamos a realização do anteprojecto, a modificação de alguns
aspectos relacionados com o nosso trabalho e o possível conteúdo de alguns cartazes a
realizar de futuro.

Por fim, e para não me estender mais deixo aqui uma citação de um livro escrito por
uma surda profunda, nesta semana que se revelou ser peculiarmente sentimentalista  Para
pensar e reflectir…
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

“A gaivota cresceu e voa com as suas próprias asas. Olho do mesmo modo com que poderia
escutar. Os meus olhos são os meus ouvidos. Escrevo do mesmo modo que me exprimo por sinais.
As minhas mãos são bilingues. Ofereço-lhes a minha diferença. O meu coração não é surdo a
nada neste duplo mundo…”

Emmanuelle Laborit

Daniela Barbosa, 12ºF


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 1 A 7 DE NOVEMBRO DE 2010

Estimados leitores,

Antes de tudo mais, posso dizer que é com enorme prazer que me inicio neste tipo de
reflexões. Finalmente calhou-me a mim a grande responsabilidade de continuar o bom
trabalho das minhas colegas… Espero estar { altura!

Ao contrário das anteriores, esta foi uma semana mais calma. O estudo para as
restantes disciplinas ocupou a maior parte do nosso tempo.

O espírito de solidariedade e de amizade que nos tinha invadido a semana passada,


perdurou e penso que a experiência que tivemos jamais será esquecida.

Outro grande momento que marcará definitivamente o nosso ano em Área de


Projecto aproxima-se: a entrega do tão falado Anteprojecto! O nosso grande objectivo (e de
todos os grupos, como é óbvio) é convencer os professores que o nosso projecto é sólido e
tem grandes probabilidades de sucesso.

Efectivamente, nesta semana concentrámos esforços no esboço do que seria o nosso


Anteprojecto. Como ainda não sabíamos sua a estrutura formal, começámos por definir
alguns tópicos para a introdução e ainda alguns dos objectivos pretendidos.

O dia mais importante da semana foi sem dúvida, a sexta-feira, onde, depois de
conhecermos o modelo do ficheiro Word para o Anteprojecto, dividimos devidamente os
assuntos que cada uma ficaria de tratar.

Assim, depois de algumas discussões decidimos que a defesa do tema e dos subtemas
escolhidos ficaria à responsabilidade da Eva; as estratégias/actividades de exploração e
sugestões para apresentação do produto final para a Ana Rita; a Pandora trataria das maiores
dificuldades que pensamos encontrar e também, dos aspectos motivadores do nosso
projecto; e finalmente, a exploração de recursos e de formas de angariação de fundos ficaria
ao encargo da Daniela.

Resta-nos agora pôr mãos à obra!

Como na segunda-feira tivemos direito a um feriado , escolhemos para dia da


reunião semanal, sexta-feira. O grupo juntou-se na biblioteca da escola, onde abordámos os
seguintes tópicos de trabalho:

 Elaboração de folhetos, que estamos a pensar distribuir no dia da Língua Gestual


Portuguesa (15 de Novembro);

 Envio de um e-mail à coordenadora do Clube de Línguas, a pedir pormenores acerca


do Dia das Línguas;
 Discussão de ideias para o Dia das Línguas;
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

 Calendarização das actividades a realizar (para o Anteprojecto);

 Bibliografia do Anteprojecto.

A sexta-feira acabou da melhor maneira... A Ana Rita dirigiu-se à Papelaria Casilcópia com
o propósito de pedir ajuda na cobertura de possíveis despesas a efectuar no futuro. Os donos
da papelaria foram extremamente receptivos à nossa proposta, e a partir de agora em tudo
aquilo que for necessário (impressão de documentos, cartolinas para cartazes, fotocópias,
etc.) podemos usufruir de um desconto, oferecido pela papelaria

Mais um passinho dado em frente... E são estes pequenos passos que nos fazem evoluir e
chegar longe (assim o espero!...)

E já que estamos a falar em sucessos, é necessário concluir aquilo que deixamos em


aberto a semana passada: o estudo dos inquéritos realizados à comunidade escolar.
Os resultados não podiam ser mais motivadores! A maioria esmagadora dos estudantes
conhece muito pouco ou nada sobre Língua Gestual, e considerem que seria benéfico para a
comunidade escolar haver um workshop sobre Língua Gestual Portuguesa. Se já estávamos
animadas com o nosso projecto, podemos dizer que estes inquéritos nos incentivaram ainda
mais!

Espero sinceramente que estas pequenas alegrias e vitórias se tornem GRANDES, e que a
recta final do projecto seja tão ou ainda mais animadora que o início.

Temos agora uma semana de trabalho árduo, dedicação e empenho pela frente. E se for
para termos recompensas como as que temos tido, sabemos que vale a pena.
Afinal, como dizia o nosso amigo Fernando Pessoa "tudo vale a pena, quando a alma não é
pequena", não é verdade?...

Eva Carvalho, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 8 A 14 DE NOVEMBRO DE 2010

Queridos leitores,

Esta semana que passou foi totalmente dedicada ao nosso Anteprojecto. Apesar de
no início estarmos um bocado perdidas e desamparadas, dividimos o trabalho entre nós e
pusemos mãos à obra.

Por questões pessoais, decidimos alterar a reunião semanal do grupo para quarta-
feira. Assim, reunimo-nos neste dia para uma primeira revisão dos nossos textos do
Anteprojecto: reformular uma frase, alterar um parágrafo, trocar uma palavra, enfim, todas
partilhámos as nossas ideias para que no final o trabalho obtido agradasse ao grupo todo.

Quarta-feira foi também o dia em que tomámos conhecimento da data prevista para
o Dia das Línguas (26 de Maio). Nesse dia planeávamos participar com actividades sobre a
Língua Gestual Portuguesa.

Um misto de desilusão e tristeza invadiu-nos. Ficámos tão surpresas com esta data
que ponderámos inclusive desistir da ideia!  Afinal, dia 26 de Maio é após a nossa
apresentação final de Área de Projecto! Não estávamos à espera que a actividade se realizasse
tão tarde. A calendarização do nosso trabalho teria de ser alterada o que era bastante
inconveniente depois de todo o trabalho e esforço.

Enquanto nos debatíamos com esta possibilidade, quinta-feira, fizemos uns últimos
acertos no Anteprojecto.

No entanto, como nem tudo estava perdido, sexta-feira comunicámos a data


inesperada do Dia das Línguas à nossa professora de Área de Projecto.

Felizmente, depois de uma reunião com todos os professores de Área de Projecto, foi-
nos dada a autorização para participarmos no Dia das Línguas.

Foi nesse dia que tivemos finalmente a oportunidade de nos reunirmos com a
professora Margarida Miranda, a coordenadora do Clube de Línguas.

Nesta reunião saímos, sem dúvida, a ganhar! A professora foi extremamente receptiva
ao nosso projecto e às nossas ideias e rapidamente se disponibilizou para nos ajudar em tudo
o que fosse preciso. Acabou mesmo por sugerir ela própria algumas ideias que nós aceitámos
de imediato!

Começou por nos oferecer um espaço para a realização do workshop final (o Clube de
Línguas).

Aconselhou-nos também sobre o modo de divulgação do tema. Assim, marcámos o


dia 6 de Dezembro como data para apresentarmos à comunidade escolar em que consiste o
nosso projecto, visto que neste dia se comemora o Dia Europeu da Língua Gestual.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Tencionamos espalhar cartazes e distribuir folhetos pela escola e, como sugestão da


professora Margarida, ler um conto relacionado com a Língua Gestual nas aulas de português.

Acabámos a semana bastante satisfeitas e ansiosas por começar a trabalhar nesta


nossa pequena mostra do projecto que afinal vai ser a primeira de muitas!

Para finalizar, deixo-vos com uma citação que nos serve de lição após esta nossa
semana de angústias e “desespero”.

"Desejo e esperança nos empurrarão em direcção ao futuro.”


( Michel de Montaigne )

Pandora Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 15 A 21 DE NOVEMBRO DE 2010

Caros leitores,

Há um mês atrás estava exactamente no mesmo impasse que agora: ter de escrever
uma reflexão semanal que relatasse o trabalho desenvolvido pelo grupo ao longo dos dias e as
emoções que cada uma de nós sentia em relação ao nosso projecto e tudo o que ele envolve.

Ao longo deste mês, muitos acontecimentos vincularam o trabalho do grupo e, a nível


pessoal, marcaram a vida de cada elemento deste conjunto. Cada dia, sentimos uma maior
afeição ao projecto que se desenvolve e, ao longo destas semanas, a nossa motivação para a
realização deste tem vindo a aumentar. Penso que também é importante realçar o
crescimento individual, uma vez que contactamos com realidades que nos fizeram “olhar o
mundo de outra forma” e, enquanto grupo, ao longo desta “caminhada” estabelecemos fortes
laços de amizade.

Apesar desta semana, que est| em vias de findar, ter sido “calma” em comparaç~o
com algumas semanas mais intensas que vivemos, não deixou de ser importante para o
projecto.

Os dias que se seguiram à última reflexão do grupo foram maioritariamente dedicados


à realização de panfletos (por parte da Pandora e da Daniela) e cartazes (por parte da Ana Rita
e da Eva), tendo estes em vista, a divulgação do nosso tema no Dia Europeu da Língua Gestual
(dia 6 de Dezembro).

Apesar de uns elementos elaborarem os cartazes e outros os panfletos, somos um


grupo e, por consequência, necessitamos de funcionar como um todo que trabalha para
atingir um fim comum. Com esse objectivo, na passada quarta-feira, dia 17 de Novembro,
realizámos a nossa reunião semanal, onde foram abordados os seguintes tópicos de trabalho:

 Visualização de alguns cartazes e folhetos anteriormente elaborados pelo


grupo, com vista a serem apresentados à comunidade no Dia Europeu da
Língua Gestual;

 Discussão de ideias para as actividades a realizar no “Dia das Línguas”. Alguns


elementos do grupo sugeriram que nesse dia se efectuassem actividades de
descodificação de mensagens (escritas em Língua Gestual) e um concurso
cujo vencedor receberia como prémio o livro “O Grito da Gaivota” de
Emmanuelle Laborit. A escolha deste livro como possível prémio de um
concurso está intimamente ligada ao facto deste ser a biografia de uma surda
profunda;

 Revisão do Anteprojecto e comparação deste com os tópicos fornecidos pelos


professores responsáveis na aula de Área de Projecto anterior.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Ao revermos o nosso Anteprojecto na reunião semanal, verificamos que era essencial


proceder a algumas alterações que correspondessem aos tópicos fornecidos pelos professores
e, por essa razão, decidimos adiar a impressão do mesmo. Apesar deste imprevisto, o nosso
trabalho não foi, de todo, prejudicado, uma vez que a data de entrega da versão do
Anteprojecto em papel sofreu, igualmente, alterações.

Dia 19 de Novembro, entramos na nossa sala de Área de Projecto com determinação e


vontade de trabalhar e, por consequência, foram concretizados os seguintes acontecimentos:

 Leitura integral do nosso Anteprojecto;

 Elaboração de uma lista de ideias de possíveis actividades a realizar no “Dia


das Línguas”, com vista à sua apresentação à professora Margarida Miranda
(coordenadora do Clube de Línguas);

 Continuação da elaboração de cartazes e folhetos;

 Finalização de um texto que será afixado na escola, alusivo à Surdez e à


Língua Gestual;

 Encontro com a professora Margarida Miranda, com o objectivo de lhe pedir


que nos envie o conto que pretendemos mostrar aos alunos da escola no dia 6 de
Dezembro.

A nossa semana terminou com um grande momento: a HORA de entregar o


Anteprojecto em versão electrónica.

A ansiedade, nesse instante, apoderou-se de nós. Apesar disso, estamos de plena


consciência que dêmos o nosso melhor para que o resultado seja brilhante.

“A partir de agora, dedicar-nos-emos de corpo e alma a dar forma ao nosso


projecto.”

(Para Além das Palavras)

Ana Rita Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 22 A 28 DE NOVEMBRO

Bom dia, estimados leitores! É com enorme apreço que cá estou eu de novo

Presumivelmente, não estavam a contar comigo para descrever, e sobretudo, reflectir


sobre aquilo que se passou nesta semana.

Por motivos de ordem pessoal, a Daniela não pôde participar numa das actividades
previstas pelo grupo para esta semana. Por isso mesmo, decidimos que seria melhor trocar as
semanas em que cada uma fazia a sua reflexão.

A semana começou cedo, com a habitual reunião de grupo que deu azo a discussões
acerca dos panfletos e cartazes que vamos distribuir no dia Europeu da Língua Gestual.

Infelizmente, não pudemos contar com a presença de um dos elementos do grupo, a


Ana Rita, mas no dia seguinte pusemo-la logo a par de tudo o que foi feito e decidido.
Nesse mesmo dia, enviámos o e-mail de confirmação à Associação de Surdos do Porto da
nossa participaç~o no “Semin|rio Convenç~o dos Direitos das Pessoas com Deficiências”.

Terça-feira foi um dia peculiarmente entusiasmante! Mostrámos a algumas colegas


nossas os cartazes que fizemos para afixar no Dia Europeu da Língua Gestual, e elas
demonstraram imenso interesse pelo tema que estamos a desenvolver. Gostaram
particularmente de aprender o alfabeto da Língua Gestual Portuguesa.

Foi com enorme alegria que as vimos a ensinar ao resto da turma como dizer “bom
dia” em Língua Gestual Portuguesa, numa aula de Psicologia B, do 12ºB. A nossa professora
também se mostrou entusiasmada! Mais uns pontinhos a nosso favor

Esta semana também ficará marcada pela entrega do Anteprojecto em versão papel.
Depois de algumas confusões com a impress~o dos documentos, finalmente nos “livr|mos”
de vez deste fardo!

Na aula de Área de Projecto de sexta-feira concentrámos esforços na elaboração do


power-point que iremos apresentar na defesa oral do Anteprojecto (que se aproxima: é já dia
10 de Dezembro!).

Começámos também a decidir o formato das t-shirts que pretendemos fazer.


Gostaríamos imenso de as usar já na nossa primeira divulgaç~o do tema… Todavia, visto que
estamos um pouco atrasadas, consideramos adiar essa opção. Mesmo que agora não as
consigamos obter na data em que desejamos, não vamos abandonar essa ideia, e quiçá na
próxima actividade as possamos usar.

O dia que todas estavam à espera, finalmente chegou: sábado. Nesse dia estava
previsto assistirmos a um “Semin|rio Convenç~o sobre os Direitos das Pessoas com
Deficiências”, sugerido pela Associaç~o de Surdos do Porto aquando da nossa visita de dia 29
de Novembro.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Após encontros e desencontros no metro devido a atrasos (acabámos por ir todas


separadas até ao Porto ) chegámos ao auditório da Junta de Freguesia de Campanhã onde
decorreu o seminário.

De início, sentimo-nos deslocadas e um pouco perdidas no local onde estávamos.


Afinal, éramos das poucas (senão as únicas) ouvintes da sala.

Todos os presentes comunicavam por Língua Gestual Portuguesa (sendo ou não


surdos, isto é, haviam muitos estudantes universitários familiarizados com esta Língua), e nós
acabámos por adoptar uma posição de observadoras. A sensação de estar numa sala onde o
silêncio abunda, e todos comunicavam por gestos, sorrisos, gargalhadas, é indescritível. Fez-
nos reflectir sobre a superioridade da condição humana. É incrível como perante os obstáculos
que a vida nos coloca, conseguimos dar sempre a volta por cima.

Para nosso espanto, este tipo de seminários, não é muito frequente no nosso país.
Aliás, foi a primeira vez que se realizou algo deste carácter a nível nacional.

Estava previsto que o Prof. Dr. João Teixeira Lopes (professor Catedrático da UP), o
Dr. José Manuel Ribeiro (deputado à Assembleia da República) e o Dr. Hélder Sereno Duarte
(professora da ESECoimbra – cidadão surdo) fossem os oradores do seminário, no entanto,
apenas compareceu o Dr. José Manuel Ribeiro.

Este deputado do Partido Socialista, que pouco tem que ver com assuntos que dizem
respeito à igualdade de cidadãos em Portugal, frisou alguns artigos da constituição
portuguesa que protegiam as pessoas portadoras de deficiência. Porém, concluiu uma
verdade que infelizmente assola Portugal: a legislação é abundante, a atitude colectiva nem
tanto.

Alertou para um estado de democracia e igualdade. Todos os cidadãos têm a mesma


dignidade social. O objectivo agora é integrar aqueles com deficiências (dirigindo-se
especialmente, à comunidade surda). Fazer deles deputados, inseri-los nas autarquias, nas
assembleias…

Para isto, a maioria tem que indubitavelmente respeitar a minoria. Deverá haver uma
acção muito mais motivante por parte das famílias, das escolas, das comunidades, e
sobretudo do Estado.

Torna-se imperativo que todos nós invistamos em valores como a tolerância, a


igualdade, o compromisso, a responsabilidade, e em princípios da cidadania plena.

Afinal, todos temos sonhos, todos queremos participar, todos temos direitos. Porquê
excluir os surdos?

Como Boaventura Sousa Santos afirmou: “Temos direito a reivindicar a igualdade


sempre que as diferenças que nos inferiorizem e temos direito a reivindicar a diferença
sempre que a igualdade nos descaracteriza.”

Infelizmente, os deputados estão pouco (ou nada!) sensibilizados para esta


problemática. Vivemos numa sociedade hipócrita. Numa sociedade consumo, de uma suposta
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

abundância, muito ligada aos media. Isto gera fenómenos preocupantes. A sociedade não
pensa nas dificuldades das pessoas com deficiências. Acaba por valorizá-las quando estas
atingem feitos impensáveis por parte da restante população, como escrever um bom livro,
pintar um quadro… O sucesso n~o é esse. O sucesso é a inclusão.

O Dr. José Manuel Ribeiro acabou o seu discurso fazendo um apelo à comunidade
surda para que participe mais, force com a sua entrada a mudança de comportamento. A lei
não resolve grande parte dos problemas. Efectivamente, esta só tem efeitos positivos se
conseguir mudar os comportamentos que estão errados.

É de extrema importância que os surdos não se refugiem. Devem sair do grupo e ir


para a multid~o. O seu pensamento dever| ser “Sim, somos surdos. Mas nunca pusemos de
parte a comunidade ouvinte.”

O discurso do doutor (com a arte da retórica devidamente desenvolvida )


convenceu-nos e acabámos por sair de lá com a sensação que também nos cabe a nós, fazer
algo para mudar. Não pode ser um ou dois, tem que ser uma multidão inteira. E todos nós
podemos contribuir para isso.

A meu ver, tornámo-nos pessoas mais ricas. Aproveitando as palavras do deputado do


PS, “Somos a circunst}ncia da vida. É o facto de estamos num determinado lugar, com
determinadas pessoas que nos faz.”

No fim do seminário tivemos direito a certificado de participação. Pode ser uma


simples folha, mas tem muito significado para nós.

Bem, penso que j| me alonguei demasiado… Mas esta semana (especialmente o


sábado, como é óbvio) pedia que estendêssemos um pouco mais na reflexão.

Por fim, posso ainda voltar a sublinhar o papel desta disciplina nas nossas vidas.

Área de Projecto está a ter, para além de tudo mais, uma vertente muito humana e
pedagógica. Cada uma de nós está a crescer muito enquanto indivíduos e pessoas autónomas
que pretendemos ser.

Só por isso, ter esta disciplina constituí uma grande oportunidade que não devemos
de todo deitar a perder e aproveitá-la ao máximo!

Eva Carvalho, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 29 DE NOVEMBRO A 5 DE


DEZEMBRO DE 2010

Caros leitores,

J| estava com saudades de poder “falar” convosco e digamos que… tenho boas
notícias para dar!

A nossa semana iniciou-se tranquilamente, no entanto, ao findar desta, os nervos com


os últimos preparativos para o Dia Europeu da Língua Gestual (6 de Dezembro) começaram a
afectar-nos.

Na segunda-feira, a Rita pôde finalmente imprimir os nossos cartazes que irão ser
afixados na escola no dia 6 de Dezembro, para assinalar a data em questão. Apesar de ser
suspeita, quando vi o resultado desta impressão, achei que os cartazes ficaram maravilhosos e
espero que estes captem a atenção da nossa comunidade escolar.

Nesse mesmo dia, a nossa Eva fez uma “pesquisa” de preços no Foto Chico e no
Staples Office Center, com vista a uma sondagem do quanto teríamos de gastar para mandar
fazer as T-shirts que esperamos utilizar em actividades previstas no nosso anteprojecto. No
entanto, revelou-se impossível conseguirmos obter as t-shirts a tempo do dia 6, uma vez que
estas demoram cerca de 8 dias para ficarem prontas. Por essa razão, decidimos utilizar T-shirt
em questão noutras actividades do grupo que se realizarão ao longo do ano lectivo.

No dia seguinte, tivemos a nossa reunião de grupo, dado que esta foi antecipada
devido ao feriado do dia 1 de Dezembro. Neste encontro, foi-nos possível modificar
pormenores ao nível dos panfletos que serão distribuídos pelo grupo na próxima segunda-
feira. Conseguimos, ainda, nesta reunião, discutir ideias acerca da apresentação oral do
anteprojecto que teremos de concretizar no dia 10 de Dezembro.

Para o grupo, não existem feriados quando se trata do nosso projecto e, por essa
razão, durante a tarde de quarta-feira, a Pandora ficou responsável pela divisão dos textos
para a apresentação oral do anteprojecto, enquanto a Daniela esteve a organizar o Power-
point que servira como suporte à nossa apresentação oral de defesa do anteprojecto.

As meninas Rita e Eva estiveram, na quinta-feira, a preparar o conto que a professora


Margarida Miranda nos tinha enviado, uma vez que o referido conto irá ser apresentado
durante a próxima semana às turmas pelas professoras de Português (se estas estiverem de
acordo em colaborarem com o nosso grupo para a divulgação do tema) com vista à
comemoração do dia Europeu da Língua Gestual.

Por fim, na sexta-feira feira, durante a hora de Área de Projecto, encontramo-nos com
a professora Margarida Miranda para acertar todos os pormenores em falta para o dia
Europeu da Língua Gestual e a professora, amavelmente, sugeriu algumas ideias para o nosso
grupo realizar durante esta semana que se aproxima, no entanto, devido ao tempo,
infelizmente, “n~o esticar” ser| difícil concretizar todas estas ideias fant|sticas, mas, ainda
assim, vamo-nos esforçar.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Após este relato detalhado da semana, espero que tenham gostado das novidades e
fiquem à espera da nossa próxima reflexão para saberem se sempre chegamos a realizar, a
actividade proposta pela professora Margarida Miranda.

Até breve

Daniela Barbosa, 12ºF


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 6 DE DEZEMBRO A 12 DE


DEZEMBRO DE 2010

Caros leitores,

Esta semana começou bem cedo para nós!

Depois da azáfama na preparação do Dia Europeu da Língua Gestual, o grande dia


finalmente chegara! A primeira divulgação do nosso trabalho perante toda a escola constituiu
um marco na história deste projecto. Embora tivesse sido uma “comemoraç~o” simbólica,
chegámos ao final do dia com a sensação de que conseguimos sensibilizar e alertar o nosso
público-alvo.

Depois de muito planeamento e trabalho, podemos afirmar que conseguimos


finalmente ir além das palavras e passámos à acção. Chegado o dia 6, espalhámos cartazes e
distribuímos panfletos um pouco por toda a escola.

Embora curta, esta experiência não deixou de ser divertida e bastante gratificante. Foi
extremamente incentivador ver que os nossos cartazes estavam a chamar a atenção de
muitos alunos, professores e funcionários. Temos que dar especial relevo ao cartaz
“Descodifica a Mensagem” pois ao longo da semana foram muitos os alunos que nos
perguntaram as soluções da mensagem que afixámos.

Para além dos cartazes e dos folhetos preparámos um conto que foi lido, durante toda
a semana às turmas da escola, pelos professores de português respectivos. Na segunda-feira,
chegámo-nos inclusive a encontrar a professora Margarida, que tem sido a nossa grande
ajuda neste projecto. Tivemos a oportunidade de lhe entregar pessoalmente os CD’s com o
Conto de Língua Gestual.

Hoje recebemos um e-mail da professora Margarida, comunicando-nos que a leitura


do conto tem sido um sucesso e tem comovido muitos professores e alunos!

No final de tudo isto, só nos resta sublinhar o quão orgulhosas do nosso próprio
trabalho estamos! :D

Tal como o início, o fim da semana que passou foi sumamente importante para nós.
Começámos pelo Dia Europeu da Língua Gestual e culminámos com a apresentação do nosso
Anteprojecto.

Terça reunimo-nos para finalizar o nosso power-point de apresentação do


Anteprojecto e o Índice Descritivo para o Dossier e quinta-feira juntámo-nos uma última vez
antes do “grande dia” para termos a certeza que, no fim, tudo iria correr bem.

E eis que, enfim, o auge, o culminar, de todo o 1º período, chega!

Dizer que est|vamos nervosas é pouco… A manh~ passou ser darmos por ela!
Enquanto nos preparávamos mentalmente, ouvimos as várias apresentações que
antecederam as nossas, e que por sinal, foram todas muito interessantes. Os nossos colegas
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

pareciam estar a gostar tanto dos seus projectos como nós do nosso e era evidente a
satisfação em mostrar os sucessos e todas as actividades planeadas.

Entretanto chegou a nossa vez. Penso que conseguimos reter a atenção dos nossos
colegas, especialmente no início da apresentação, quando tentámos comunicar em Língua
Gestual.

As críticas que recebemos no final não podiam ser melhores. O nosso grande
objectivo foi alcançado: conseguimos com que os nossos colegas se entusiasmassem com o
nosso projecto!

Bem, fico por aqui. Esta é também a última vez que “reflicto” sobre as nossas
semaninhas de trabalho deste período.

Área de Projecto é uma disciplina que nos dá muito trabalho, mais do que
esperávamos (e às vezes mais do que devia!). No entanto, é gratificante ver tudo aquilo que já
alcançámos, todas as novas oportunidades e conhecimentos que este projecto nos
proporciona são muito bem-vindos e acabam por nos fazer esquecer as “dores de cabeça” que
A.P também nos proporciona… Pelo menos até { próxima actividade ou data limite.

:P

Boas férias, um feliz Natal e um próspero Ano Novo! ;)

Até ao próximo período!

Pandora Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 13 DE DEZEMBRO A 19 DE


DEZEMBRO DE 2010

Olá caros leitores,

Mais uma vez cabe a mim a missão de escrever a reflexão de uma semana muito
importante para o grupo! Estamos na recta final do primeiro período e parece que o tempo
passou a “voar”, no entanto, penso que aprendemos muito neste espaço de tempo, em
termos individuais e colectivos. Por consequência, esta semana merece uma reflexão que
abarque, muito resumidamente, o que nos marcou no início deste grande projecto a que nos
propusemos.

O mundo à nossa volta gira sem parar e, muitas vezes, a vida parece ser tão curta e o
tempo t~o escasso que n~o olhamos em volta e “n~o ouvimos as vozes que querem ser
ouvidas”, ignorando, assim, os pedidos de ajuda que nos chegam através de todos os
sentidos. Revelamos uma insensibilidade que não deveria, de todo, listar um conjunto de
características associadas, unicamente, ao ser humano. É enquanto ser humano que temos a
obrigação de olhar uns pelos outros, cuidando-nos mutuamente e, sobretudo, é necessário
ouvir. Esta palavra, a meu ver, não devia estar inserida apenas no nosso vocabulário, ela devia
de atingir o coraç~o e “toc|-lo”, permitindo a descoberta do verdadeiro ser humano que h|
em cada um de nós.

Nesta longa caminhada que estamos a fazer enquanto grupo, demos já um grande
passo que nos uniu ao tema que pretendemos retratar e levar ao coração de cada um que nos
queira ouvir.

Esta semana, foi muito especial para cada uma de nós. Podemos afirmar que já temos
uma vitória muito importante que não se limita ao projecto, mas também à nossa própria
vida. Com devem saber, a actividade “Comemoraç~o do Dia Europeu da Língua Gestual”
iniciou-se no passado dia 6 de Dezembro, no entanto, teve uma continuidade durante esta
semana e esse facto foi notório nos “rasgados” elogios que temos vindo a receber.

Mas a nossa vitória não se limitou aos elogios ao nosso trabalho, também foi muito
gratificante verificarmos que, desde a afixação dos nossos cartazes pela escola, muitos foram
aqueles que demonstraram interesse pelos mesmos e esforçaram-se por descodificar a
mensagem em Língua Gestual Portuguesa, que lançamos como desafio.

Confesso, que está a ser uma tarefa difícil expor por palavras todas as sensações que
esta actividade provocou em mim e também nos restantes elementos do grupo. Peço, desde
já, perdão por este desabafo. Espero, muito sinceramente, que consiga passar a mensagem
que pretendo por meras palavras mas, em verdade, penso que as acções, os gestos e a
receptividade ao nosso trabalho “falam por si”.

Com esta ambição de transmitir uma mensagem aos outros, na passada quarta-feira,
eu (Rita), a Eva e a Pandora decidimos narrar o conto que foi apresentado a todas as turmas
da escola, na nossa aula de Português. A partir do momento em que começamos a contar a
história emotiva de Helen Keller (a protagonista deste conto) o silêncio fez-se “ouvir” e todos
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

os presentes naquela sala olharam fixamente a projecção do pequeno vídeo, feito por nós, que
tinha como objectivo acompanhar a leitura.

Quando a Pandora finalizou a narrativa, o coração começou, lentamente, a bater num


ritmo mais calmo e, foi com grande deleite que respondemos positivamente quando alguns
dos nossos queridos colegas de turma pediram que lhes mandássemos o conto que tinha
acabado de ser lido e também o pequeno vídeo.

Mas as surpresas em relação a esta actividade não tinham terminado. Ainda nesse dia
(15 de Dezembro), enquanto estávamos na nossa hora de almoço, recebemos um pedido
muito especial. Uma aluna do 12ºano perguntou-nos se não nos importávamos que lesse, no
dia seguinte, durante o concurso de leitura realizado na escola, o referido conto.

Claro que, após uns instantes em que ficamos sem reacção, concordamos de imediato
com esta proposta e, quando percebemos que realmente conseguimos sensibilizar algumas
pessoas para a grande problemática da surdez, não coube em nós tamanha felicidade.

Após este grande momento que marcou a nossa semana, tivemos a reunião de grupo,
onde pudemos discutir sobre o sucesso da actividade e, ainda, aproveitamos para enviar
alguns e-mails de agradecimento pela colaboração no nosso projecto. Após realizarmos todas
as tarefas que pretendíamos nesta reunião, saímos em conjunto da biblioteca e, por um feliz
acaso, reparamos que à porta do Clube de Línguas estava um placard com impressões dos
nossos cartazes e folhetos.

Na quinta-feira, concretizou-se o concurso de leitura no Clube de Línguas (no qual


estive presente) e, foi com grande aprazimento que ouvi a aluna que narrou, de forma
esplêndida o conto de Helen Keller, citar o nosso grupo e afirmar que “damos voz {queles que
n~o a têm”.

Sem dúvida, actos como estes, que tenho descrito ao longo desta extensa reflexão,
marcaram não só o nosso projecto, mas também marcaram cada uma de nós de uma forma
profunda e, com esta actividade bem sucedida, foi despertado um turbilhão de emoções que
nos dão motivação para continuar este grande projecto com o qual nos comprometemos.
Através desta experiência de vida maravilhosa, conseguimos compreender que podemos,
apesar de sermos poucos, mudar este mundo e o sentimento que se apoderou de nós durante
toda esta semana é que conseguimos que algumas pessoas olhassem de uma outra forma
para a realidade dos surdos e lhe prestassem muito mais atenção.

Assim, penso que estamos a contribuir para a possibilidade de integração da


comunidade surda na nossa sociedade e, posso acrescentar, que temos esperança que as
dificuldades de comunicação entre estes grupos sociais possam ser, em parte, ultrapassadas.

Para findar esta semana gratificante, tivemos a nossa aula de Área de Projecto. Esta
aula foi, inquestionavelmente, diferente de todas as outras. Mal chegamos à sala, pusemos
“m~os { obra” e começamos a preencher o documento fornecido para proceder { auto e
hetero-avaliaç~o, entre outras tarefas que n~o podiam ser esquecidas. No entanto, “ninguém
é de ferro” como diz o provérbio, por isso, n~o aguentamos a tentaç~o e fomos visitar as
famosas “Mesas de Natal”. Mas n~o se preocupem, caros leitores, porque regressamos
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

seguidamente à sala de aula de forma a conseguirmos ter tudo pronto para que pudéssemos,
finalmente, entrar em férias.

Após este grande relato, podem estar a pensar que me esqueci de uma parte
fundamental: os agradecimentos. Claro que nunca poderia esquecer-me, em meu nome e em
nome do grupo, de agradecer a ajuda preciosa e a colaboração de todas as pessoas fantásticas
que aderiram à esta actividade, tornando-a possível.

Desta forma, devemos agradecer profundamente à professora Margarida Miranda,


que nunca deixou de nos ajudar e que se empenhou imenso para que a concretização da
actividade fosse um sucesso. Sem dúvida, a professora revelou uma bondade e sensibilidade
extrema, perante a problemática em questão sendo que, todas nós lhe estamos muito gratas.
Como forma de agradecimento, quisemos escrever-lhe uma dedicatória.

Claro que não podemos deixar de agradecer a outras pessoas que têm vindo a
colaborar connosco, como os professores de Área de Projecto que nos têm apoiado, os
professores de Português que disponibilizaram uns minutos das suas aulas para que estes
fossem dedicados ao nosso conto, às funcionárias que nos ajudaram a afixar os cartazes e, por
fim, a todos aqueles que revelaram interesse pelo nosso trabalho.

A todos um muito obrigado da nossa parte,

Votos de um Bom Natal e um Próspero Ano Novo.

Ana Rita Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 3 A 9 DE JANEIRO DE 2011

Estimados leitores,

Depois de uns óptimos dias de férias, que aproveitamos para “recarregar energias”,
todos os membros do grupo entraram no 2º Período com vontade e ânimo para vencer
qualquer desafio.

Os primeiros dias desta nova etapa foram bastante calmos. Como é habitual em todas
as semanas, na passada quarta-feira realizou-se a nossa reunião semanal. Durante o encontro
desta semana, discutimos alguns pormenores relativos à realização do workshop, que
pretendemos realizar como produto final do nosso projecto. Ainda nesta reunião, cada
elemento do grupo expôs ideias para a actividade Um dia com um Surdo, que desejamos
realizar de futuro.

Infelizmente, durante esta semana, não foi possível à Eva dirigir-se à loja da Staples
Office Center, com vista à aquisição das t-shirts que ambicionamos usar na actividade que
realizaremos no Dia das Línguas. Assim sendo, a nossa colega adiou a sua ida para a semana
seguinte, o que não prejudicará, de todo, o grupo, uma vez que a actividade ocorrerá em
Maio.

Após a nossa reunião, julgávamos por cumprido o trabalho desta semana contudo,
para nossa felicidade, recebemos um e-mail da Associação de Surdos do Porto, que consistia
na marcação de um encontro, com o objectivo de discutir pormenores sobre a organização do
workshop.

Deste modo, quando chegamos, na sexta-feira, à aula de Área de Projecto,


comunicamos à professora do encontro referido anteriormente e pedimos a sua autorização
para nos deslocarmos à Associação.

Como não gostaríamos de causar uma má impressão do grupo, chegamos à


Associação uns minutos antes das 14:30h, dado que esta era a hora para que estava marcado
o encontro.

Durante este encontro, falamos novamente acerca do nosso projecto e das nossas
ideias, uma vez que o elemento da associação que nos recebeu não se encontrava a par dos
assuntos que tinham sido discutidos no primeiro dia em que nos dirigimos à mesma.

No final do encontro, sentimos uma enorme satisfação, uma vez que ficaram
acordados com a associação os seguintes pormenores acerca do workshop:

 Data: 29 de Abril (no início da tarde);

 Duração: cerca de 01:30h;

 Nº de pessoas inscritas: cerca de 15.


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Tivemos, ainda, a oportunidade de discutir com o representante da associação a


estrutura do workshop, uma vez que nunca realizamos um projecto deste calibre.

Desta forma, terminou a nossa primeira semana do ano de 2011 e, a meu ver, não
poderia ter terminado de melhor maneira. Espero que tenham gostado, por esta semana é
tudo. Para a próxima semana, mais novidades surgirão.

Daniela Barbosa, 12ºF


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 10 A 16 DE JANEIRO

Prezados leitores,

Sou invadida pela sensação de que foi há pouco tempo que escrevi aqui pela última
vez. Olhando para trás e lendo as outras reflexões, descubro que afinal já passaram dois largos
meses!

Tanta coisa que mudou entretanto… Tantas ideias originais que se alteraram e que
agora estão a ganhar forma! A ânsia e a vontade de querer fazer tudo está a desaparecer aos
poucos e poucos, e cada vez mais nos consciencializamos que isso é quase uma utopia numa
disciplina como esta. Em dois meses tornámo-nos pessoas com um maior sentido de
responsabilidade…. Estamos a ficar cada vez mais aptas a enfrentar o mundo que nos espera e
esta disciplina tem contribuído muito para isso!

Mas bem… é melhor parar com as divagações . Afinal estou aqui para reflectir sobre
as actividades desta semana. O resto fica para depois!

A semana em Área de Projecto começou, como tem vindo a ser hábito, com a nossa
reunião de quarta-feira. Desta vez, foi tempo para discutirmos as informações que nos tinham
sido fornecidas na reunião de sexta-feira passada com um dos elementos da Associação de
Surdos do Porto.

Assim, estivemos a pôr todos os pontos nos ‘i’ e deline|mos tarefas para cada uma de
nós.

Infelizmente, deparámo-nos com um grande problema em relaç~o ao workshop… A


Associação de Surdos do Porto limitou em muito aquilo que eram as nossas ideias iniciais.

Gostaríamos que o nosso projecto final pudesse abarcar grande parte da comunidade
escolar e o número pequeno de participantes (quinze), restringiu bastante aquilo que
estávamos a prever no início do projecto.

Como já é do conhecimento de todos que nos rodeiam, o nosso objectivo principal é o


da sensibilização das pessoas para a problemática da surdez. Mas como o podemos fazer com
número tão reduzido de pessoas a poder participar no workshop?

Uma outra questão que se levantava com o workshop era o local onde poderia
ocorrer. Felizmente, com isto não nos temos que preocupar, visto que a professora Margarida
Miranda disponibilizou o Clube de Línguas para a realização do mesmo.

Na nossa reunião, também discutimos uma possível oferta aos participantes do


workshop de uma pequena lembrança. Mas… ser| oportuno oferecer algo? Ser| que devemos
e podemos?

Dúvidas, dúvidas… temos sido assoladas por imensas!!! Tudo isto é tão novo para
nós que temos muito medo de errar. As expectativas em relação ao workshop são gigantes e
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

estamos a depositar tudo no produto final. Definitivamente, não podemos defraudar quem
tanto confiou em nós e sobretudo nós próprias! Apesar de todas as questões, medos, receios,
posso dizer que a organização está a ser extremamente aliciante (e ainda só estamos no
início!)

Para além do workshop, que vai ser o auge de todo o nosso trabalho, as outras
actividades que planeámos também merecem a nossa atenção!

“Um dia com um Surdo” tem vindo a ser uma actividade peculiarmente inquietante.
Sempre que pensamos em novas ideias para desenvolver esta actividade, somos
bombardeadas por um sem número de problemas e cada dia que passa vemos esta acção
cada vez mais inalcançável, nas condições que anteriormente estabelecemos e desejámos.

Inicialmente, a nossa ideia era dirigirmo-nos à Escola de Paranhos, uma escola


aconselhada pela professora de Ensino Especial, Fátima Fradinho. No entanto, como nos
queremos direccionar para estudantes da nossa idade, a Escola Secundária Alexandre
Herculano parece-nos, de todo, uma melhor opção.

Esta escola é a principal na promoção em campanhas de sensibilização e é a que


alberga o maior número de alunos surdos, no distrito do Porto.

A internet, de facto, faz maravilhas… Ao consultarmos o site da escola, ficamos


absolutamente fascinadas com o número de actividades que realizam e antes de mais, pelas
condições que oferecem!

Posto isto, coube à Rita a tarefa de escrever um e-mail para a escola a explicar a nossa
situação e o que queremos fazer num futuro próximo.

Quando na sexta-feira mostrámos o e-mail à professora de Área de Projecto, a sua


resposta não foi de todo a mais animadora! A professora fez com que nos apercebêssemos
que a probabilidade de conseguirmos obter aquilo que estávamos a pedir era extremamente
reduzida… Filmar um aluno surdo da escola vai-nos custar uma carga de trabalhos… Pedir
autorizações à escola, aos pais... Não ver ser nada fácil!

Entretanto, remodelamos o e-mail para a Escola Secundária Alexandre Herculano e


apenas pedimos disponibilizassem um dia para lá irmos e podermos conversar com alguém
que esteja dentro da acção dos surdos na escola. Aguardamos ansiosamente a resposta deles!

Com vista a acertar pormenores acerca da disponibilidade do Clube de Línguas para a


concretização do workshop, sexta-feira achamos que seria o dia ideal para falarmos com a sua
coordenadora. Para nosso grande azar, a professora não se encontrava na escola!

A sexta-feira não foi, de todo, a melhor que j| tivemos…

Um projecto também é feito disto: de altos e baixos. Resta-nos agora ser


suficientemente inteligentes, perspicazes e trabalhadoras para conseguirmos passar por cima
de todos os obstáculos e fazer com o que o produto final seja um sucesso!

E é nisso que acreditamos e estamos convictas!


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Não me alongo muito mais… Uma boa semana para todos os leitores,

Eva Carvalho, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 10 A 16 DE JANEIRO

Caros leitores,

Cá estou eu outra vez!

Depois do desânimo de sexta-feira passada, estamos cada vez mais conscientes de


que nem tudo s~o rosas … A verdade é que temos tido muita sorte e podemos contar com o
apoio de várias pessoas ao longo deste nosso projecto. É em grande parte por causa disso que
felizmente, conseguimos levar para a frente todas as actividades que tínhamos planeado até
agora.

E embora possam surgir alguns contratempos, temos que saber dar-lhes a volta e não
nos deixarmos ir abaixo. Afinal há muita gente a torcer pelo nosso sucesso e não queremos
desapontá-los… nem a eles nem a nós próprias! =)

Esta semana por força das circunstâncias, optámos por não nos reunirmos como é
habitual. Avizinhava-se o teste intermédio de Matemática A e queríamos aproveitar todo o
tempo que dispúnhamos para estudar. No entanto, isto não significa que não trabalhámos!

Para que o workshop de Língua Gestual se realize é necessário pedirmos autorização à


direcção da escola e, como tal, coube à Eva a tarefa de redigir um e-mail formal e
apresentável.

E uma vez que continuávamos insatisfeitas com o número de pessoas que poderia
participar nesta actividade, a Daniela encarregou-se de escrever à Associação de Surdos a
pedir para podermos alargar o número de inscrições. Assim, propusemos-lhes a realização de
duas sessões de 15 pessoas cada: a primeira decorreria das 15:00h às 16:00h, sendo a segunda
das 16:30h até às 17:30h. Confesso que estamos muito ansiosas com a resposta porque o
workshop é o cume de todo o nosso trabalho… N~o nos podemos restringir a um leque tão
pequeno de pessoas a poder participar nele! Queremos muito que a sua resposta seja
positiva!!!

Entretanto chegou a resposta da Escola Secundária Alexandre Herculano e para nossa


felicidade e alívio concordaram em receber-nos. Foi-nos dado o contacto da Drª. Deolinda
Ilhéu, que supomos ser a responsável por toda a comunidade surda da escola, para
arranjarmos os pormenores da nossa visita. Finalmente as coisas começavam a tomar forma!

Para nosso grande desalento, quando tentámos contactar a Drª. Deolinda por
telefone, não se encontrava disponível. 

Sexta-feira eu, a Eva e a Rita tivemos uma visita de estudo e como tal saímos mais
cedo da aula de Área de Projecto. Durante o resto da aula, a Daniela encarregou-se de
preparar o nosso próximo “passeio” e esteve a informar-se sobre o percurso até à escola
Alexandre Herculano.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Quanto a mim, estou neste momento a tratar das questões que queremos fazer na
nossa actividade “Um dia com um Surdo”.

Acabámos a semana bastante satisfeitas. Todas estas respostas positivas deixaram-


nos outra vez ansiosas por voltar ao trabalho e continuarmos esta grande “aventura”!

Termino por aqui e até à próxima semana =)

Pandora Pinto , 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 24 A 30 DE JANEIRO DE 2011

Estimados leitores,

No ano anterior, foi-me destinada a importante tarefa de elaborar a última Reflexão


Semanal do 1ºPeríodo. Desde essa altura, um novo ano entrou nas nossas vidas e com ele
uma nova fase deste projecto: o "Desenvolvimento".

Chegou, finalmente, o momento de tornarmos concretizáveis as nossas ideias e, para


tal, necessitamos de “entrar em acç~o”. Com esse fim, ao longo das últimas semanas, temos
vindo a focar a nossa atenç~o na preparaç~o das actividades “Um Dia com um Surdo” e
“Workshop de Língua Gestual”.

Esta semana não foi excepção, dado que ao longo da mesma, os elementos do grupo
elaboraram uma lista de possíveis questões a colocar a um entrevistado surdo, no âmbito da
actividade “Um dia com um Surdo”.

Também o início desta semana relevou-se uma surpresa, uma vez que recebemos
respostas positivas aos nossos e-mails, por parte da Escola Secundária Alexandre Herculano e
da Associação de Surdos do Porto.

Desta forma, a Dr. Deolinda lheu, responsável pelo grupo da Deficiência Auditiva da
Escola Secundária Alexandre Herculano, autorizou o grupo a visitar as instalações do referido
estabelecimento de ensino. No entanto, para desânimo de todas nós, não foi possível
deslocarmo-nos às instalações da escola na passada semana, uma vez que, devido à data de
envio do referido e-mail, não tivemos tempo suficiente para preparar adequadamente a visita.

Relativamente ao produto final do nosso projecto, a Associação de Surdos do Porto


propôs que, no próximo dia 29 de Abril de 2011, a actividade em questão se realizasse das
15h00 às 16h00, sendo a primeira parte dedicada à apresentação do tema e a partir das
15.30h, o grupo inicial (com cerca de trinta pessoas) seria subdivido em dois grupos que, em
simultâneo, iriam participar numa actividade mais prática (bases da Língua Gestual
Portuguesa).

Na passada quarta-feira (dia 26 de Janeiro) não se realizou a reunião semanal do


grupo, uma vez que a Eva e a Daniela iriam encontrar-se, nessa mesma data, com a professora
Margarida Miranda, pelas 14.00h. Infelizmente, eu e a Pandora não pudemos comparecer a
esse encontro devido a compromissos de outra ordem, anteriormente agendados. No
entanto, as nossas colegas de grupo fizeram questão de nos informar que durante a referida
reunião, a professora Margarida Miranda, muito amavelmente, deu alguns conselhos acerca
do nosso produto final, após lhe terem sido comunicadas as novidades relativas ao nosso
projecto.

Por fim, na passada sexta-feira (dia 28 de Janeiro), a aula de Área de Projecto foi
ocupada com a realização de importantes tarefas burocráticas dado que, para a elaboração de
qualquer projecto, é também necessário haver organização e regras a cumprir.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Esperemos que os prezados leitores tenham apreciado a informação dada ao longo


desta reflexão, e aguardem pela semana que se advinha, pois é desejo de todo o grupo que
esta seja “recheada” de grandes novidades.

A todos um muito obrigado da nossa parte,


Votos de uma boa semana.

Ana Rita Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 31 DE JANEIRO A 6 DE


FEVEREIRO DE 2011

Queridos leitores,

Esta semana foi bastante enriquecedora para o nosso grupo, pois fomos visitar a
Escola Alexandre Herculano, mas já vos conto tudo o que aconteceu.

Ora bem, no inicio da semana cada uma de nós foi preparando algumas questões para
serem colocadas na Escola Alexandre Herculano.

Na quarta-feira, realizou-se a nossa reunião semanal, onde debatemos quais seriam as


melhores perguntas para serem colocadas aquando a nossa visita à escola, de modo a que
fossem esclarecidas todas as nossas dúvidas.

Na sexta-feira fomos até à Escola Alexandre Herculano, no Porto, e quando lá


chegamos fomos muito bem recebidas pela Dr. Deolinda (representante dos surdos).

A Dr. Deolinda foi bastante atenciosa, explicou-nos tudo ao pormenor e, deste modo,
todas as nossas dúvidas foram esclarecidas. Conversámos, ainda, sobre a organização da
escola e as suas condições (factores que permitem que a referida escola albergue alunos
surdos), entre muitos outros assuntos.

O mais gratificante desta reunião foi o facto da Dr, Deolinda ter apreciado e aceite a
nossa proposta para a realização de filmagens na Escola Alexandre Herculano, no âmbito da
actividade “Um dia com um Surdo”. De facto, no seguimento desta proposta, fomos,
inclusive, convidadas a assistir a um workshop que se realizará em Fevereiro (numa data ainda
por definir).

Durante o encontro, mencionámos as actividades que iremos realizar na nossa escola


para promover esta problemática das Deficiências Auditivas. A Dr. Deolinda, após ter ouvidos
as nossas ideias, propôs que, no dia do nosso workshop, alguns alunos surdos da Escola
Alexandre Herculano visitassem a nossa escola e participassem na referida actividade,
contando as suas histórias pessoais e explicando como a surdez modificou as suas vidas.

Infelizmente, devido à data do workshop do nosso grupo (dia 29 de Abril), os alunos


surdos da Escola Alexandre Herculano não poderão dirigir-se à nossa escola. No entanto, nada
estava perdido, uma vez que os elementos do nosso grupo tiveram a ideia de adiar a visita dos
alunos à nossa escola para o Dia das Línguas, no âmbito de uma actividade promovida pelo
grupo.

Posteriormente, a Dr. Deolinda levou-nos a conhecer uma formadora da escola e


informou-a do nosso projecto, demonstrando, ambas, muito interesse no mesmo.

Entretanto, nesta visita à escola, ainda foi-nos possibilitada a convivência com alunos
surdos, para ânimo de todas nós.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Esta visita foi, sem dúvida, uma das mais enriquecedoras para nós, pois pudemos
contactar com esta realidade e conhecer as condições necessárias para que uma escola possa
albergar alunos surdos.

Em suma, estamos muito felizes com a visita à Escola Alexandre Herculano e


incentivadas para realizar com sucesso todas as actividades a que nos propusemos no período
anterior.

Foi uma semana em grande, espero que tenham gostado!

Até à próxima.

Daniela Barbosa, 12ºF


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 7 A 13 DE FEVEREIRO DE 2011

Caríssimos leitores,

O espírito confiante com que acabamos a semana passada invadiu-nos durante estes
últimos dias. De facto, estávamos a precisar de um incentivo e a ida à Escola Secundária
Alexandre Herculano não poderia ter vindo em melhor altura!

A Doutora Deolinda foi tão amável que rapidamente ganhou a nossa confiança.
Viemos carregadinhas de novas ideias! Esta semana estivemos a amadurecê-las e a digerir
toda a informação que nos chegou.

Não posso deixar ainda de referir que só o simples facto de termos estado em
contacto directo com jovens da nossa idade que não conseguem ouvir encheu-nos o coração.
A imagem dos seus sorrisos de felicidade vai ficar para sempre connosco

Depois de dois largos dia a reflectir nas propostas que nos foram feitas, quarta-feira
como tem vindo a ser habitual, foi dia de reunião semanal para o nosso grupo.

A prioridade desta reunião foi conseguirmos encontrar uma data para a actividade que
temos vindo a desenvolver, “Um dia com um Surdo”. Finalmente, e depois de todas as
adversidades conseguimos marcar um dia para esta actividade que se tem vindo a arrastar há
demasiado tempo!

Assim, o dia 25 de Fevereiro pareceu-nos a melhor ideia para realizarmos as tão


prometidas filmagens. Enviámos um e-mail à Dr.ª Deolinda com esta proposta, e agora, resta-
nos esperar ansiosas pela sua resposta!

Ainda na reunião de quarta-feira estipulámos uma melhor organização para a


entrevista e assim decidimos que para além dos alunos surdos (que são o nosso alvo principal)
devemos alargar as perguntas ao resto do pessoal docente e não docente da ESAH.

Por decisão unânime, durante a próxima semana trabalharemos questões a realizar a


um professor dito comum, à Dr.ª Deolinda, a uma professora surda, a intérpretes de LGP, a
funcionários e ao director da escola e também a alunos ouvintes que contactam diariamente
com alunos surdos.

As tarefas foram igualmente divididas pelas quatro e agora resta-nos pôr mãos à
obra!

Como infelizmente não somos peritas em filmagens e jornalismo, a actividade será de


dificuldade redobrada. No entanto, a Pandora tem uma tia que é jornalista e nos pode dar
umas dicas!

Apesar do receio de falharmos, estamos extremamente animadas com a realização


desta actividade.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Todos estes progressos, como é óbvio, teriam que ser passados à professora
Margarida Miranda, que tem vindo a ser um dos grandes pilares deste projecto. Os seus
conselhos são sempre muito sábios e têm-nos ajudado muito

Com efeito, marcámos uma reunião para sexta-feira com a professora Margarida.
Infelizmente (mas por boas razões ) não nos pudemos encontrar com a professora como
desejávamos.

Estivemos com a professora durante um intervalo e adiámos a reunião para a próxima


terça-feira.

Para nosso espanto, para além da professora Margarida Miranda, outra professora
(também de Português) revelou estar muito interessada no nosso projecto e tenciona a partir
de agora ajudar-nos… A doutora Margarida Portela est| cheia de iniciativas que parecem ser
muito atraentes!

Como referi anteriormente, não pudemos ter a reunião com a professora Margarida
Miranda como tínhamos combinado porque um outro grupo da nossa área preparou uma
grande surpresa!

Os nossos colegas do grupo “Um Outro Olhar”, que est~o a trabalhar o tema das
deficiências visuais, trouxeram à nossa escola uma professora invisual e tivemos a
oportunidade de conversar um pouquinho com ela e ouvir a sua história de vida (que é
deliciosa!).

A conversa aqueceu os nossos corações… e conseguimos retirar uma grande liç~o de


vida. A professora ensinou-nos a olhar a vida de uma forma diferente. O seu espírito optimista
invadiu-nos…

São estes GRANDES exemplos de vida que moldam o mundo e que todos nós
deveríamos ter contacto.

Estar privado de um dos sentidos deve ser um dos maiores sofrimentos da vida
(suponho eu!...). Os obstáculos que nos vão colocando fazem com que estejamos mais
abertos a tudo e ao mesmo tempo mais protegidos. Começamos a encarar os outros e o
mundo de uma perspectiva diferente…

Afinal, simples problemas do nosso dia-a-dia não passam de problemas mesquinhos,


quando temos contacto com pessoas que realmente sofrem, mas que não deixam de encarar
a vida com um sorriso nos lábios.

Esta professora invisual é sem dúvida alguma um exemplo de força, de coragem e


sobretudo de muito optimismo… Com ela aprendemos que nós somos capazes de tudo e que
conseguimos sempre, sempre, passar por cima de tudo o que nos aterroriza

Aqui ficam os nossos parabéns ao grupo pela boa iniciativa!

Uma boa semana para todos os leitores,


Eva Carvalho, 12ºB
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 14 A 20 DE FEVEREIRO DE


2011
Caros leitores,

Depois de confirmada a data com a Dr.ª Deolinda, a nossa actividade “Um dia com um
Surdo” aproxima-se a passos largos e, como tal, dedicámos esta semana à continuação da sua
organização.

Como já foi dito anteriormente, decidimos alargar as nossas questões ao pessoal


docente e não docente da ESAH. Assim, cada uma de nós se encarregou de elaborar um
conjunto de questões: a Rita ocupou-se de um professor e da Dr.ª Deolinda, à Daniela coube a
elaboração de perguntas às intérpretes de LGP e à professora formadora de LGP e eu
continuei a desenvolver as questões para os alunos surdos e ouvintes. Por sua vez, a Eva
preparou uma pequena apresentação sobre a Escola Alexandre Herculano e as questões a
colocar aos funcionários e ao director da escola.

Entretanto, decidimos alterar a nossa reunião de grupo para terça-feira, uma vez que
j| nos íamos encontrar no Clube de Línguas com a nossa mais recente “apoiante”, a
professora Margarida Portela.

Foi-nos proposta a leitura de um conto aos alunos surdos que conhecemos


recentemente e eles, por sua vez, também partilhariam um conto connosco em Língua
Gestual.

Inicialmente, confesso que achámos a ideia um pouco desapropriada, tendo em conta


o seu público-alvo, e por isso propusemos à professora Margarida um público mais jovem
como os alunos da Escola E.B 2,3 de Paranhos. Claro que nesse caso teríamos de primeiro
entrar em contacto com a escola mas tencionávamos pedir ajuda à Dr.ª Deolinda, uma vez
que a Dr.ª já trabalhou na referida escola.

Informámos a professora do desenvolvimento do nosso projecto e pusemo-la a par


das actividades que temos vindo a planear e da respectiva calendarização, entre elas o nosso
plano em trazer alunos surdos da ESAH { nossa escola para participarem no “Dia das
Línguas”. A professora Margarida mostrou-se muito contente com a proposta e assentiu
rapidamente.

Despedimo-nos com a promessa de pensarmos nestas ideias e darmos uma posterior


resposta à professora Margarida Portela.

Sexta-feira foram-nos facultadas novas informações acerca do Dossier de grupo bem


como da auto e hetero-avaliação e da elaboração do Relatório de Desenvolvimento que cada
uma de nós tem que fazer este período.

Já nos segundos 90 minutos da aula eis que para nossa surpresa, surge a possibilidade
de utilizarmos a Barraquinha Verde. Apesar de não estar nos nossos planos, esta era uma
oportunidade que não podíamos deixar escapar. Começávamos a acumular algumas despesas
por causa de todas as deslocações que o nosso projecto envolvia e uma vez que pretendíamos
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

fazer algumas ofertas como o Dicion|rio de LGP ou mesmo em actividades como o “Dia das
Línguas” e o próprio Workshop só vinha aumentar os nossos gastos…

Assim, reunimo-nos com outros grupos que também estavam interessados em


usufruir de tempo extra na Barraquinha para discutir datas. Acabámos por ficar com a quinta-
feira, dia 3 de Março e a tarde de sexta-feira.

Entretanto, voltámos a telefonar à Dr.ª Deolinda para umas últimas informações


acerca da próxima semana mas, infelizmente, a Dr.ª não se encontrava disponível e acabámos
por deixar o nosso contacto. Parece que não temos sorte nenhuma quando a tentamos
contactar por telefone…

Neste mesmo dia, a Eva tratou de um assunto que se vinha a arrastar já há algum
tempo: as t-shirts de grupo. Visto que gostaríamos de fazer a entrevista da próxima sexta-
feira com as t-shirts, o tempo para as adquirir era pouco. Felizmente, conseguimos arranjar
uma papelaria cujo tempo que demora a fazer as t-shirts é ainda menor que na Staples Office
Center: a papelaria “Gifts e Bytes” e… por um preço ainda mais em conta!

Enfim, sexta-feira vai de certeza ser muito interessante e já começamos a sentir um


nervoso-miudinho… Termino por aqui e até { próxima semana! ^^

Pandora Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 21 A 27 DE FEVEREIRO DE 2011

Caros leitores,

Desde já, tenho de referir que é com enorme prazer que escrevo a reflexão de uma
semana tão importante como esta. Na verdade, penso que nesta semana se concretizou um
dos momentos mais importantes do nosso projecto, que se prende com a realização das
filmagens que ser~o posteriormente mostradas, no }mbito da actividade “Um Dia Com Um
Surdo”.

É certo que temos vindo a preparar o dia das filmagens para a referida actividade há
semanas atrás, no entanto, nenhum pormenor poderia escapar para que tudo pudesse ser
perfeito.

Com esse intuito, realizamos, na passada quinta-feira (dia 24 de Fevereiro), a nossa


reunião semanal. Infelizmente, houve a necessidade de adiar a data da reunião de grupo (dia
23 de Fevereiro) para o dia seguinte, uma vez que alguns elementos de grupo foram sujeitos à
alteração da data de um teste que se realizou na referida semana.

No entanto, este inesperado acontecimento não teve quaisquer consequências para a


preparação da actividade “Um Dia Com Um Surdo”, dado que a reuni~o de grupo se
prolongou relativamente aos nossos anteriores encontros.

Felizmente, para descanso de todas nós, na quarta-feira a Pandora conseguiu


contactar a Drª. Deolinda, após várias tentativas levadas a cabo pelos elementos do grupo
sem qualquer sucesso. Durante o telefonema com a Drª Deolinda, esta afirmou que, em
princípio, todas as pessoas que gostaríamos de entrevistar estariam disponíveis para o fazer
durante o dia das nossas filmagens. Por consequência desta boa notícia, foi possível
orientarmos todo o nosso trabalho, relativamente à actividade que se avizinha.

Assim, a reunião desta semana iniciou-se com a análise das perguntas que
preparamos para questionar elementos da Escola Secundária Alexandre Herculano acerca dos
alunos surdos e todo o ambiente escolar que os rodeia.

Após termos posto todos os pontos nos “i’s” quanto { actividade “Um Dia Com Um
Surdo” estava na hora de nos dedicarmos a outro assunto: a Barraquinha Verde. Como foi
afirmado na reflexão anterior, surgiu, inesperadamente, a possibilidade de utilizarmos a
barraquinha verde para angariarmos fundos que sustentem o nosso projecto. Não posso
afirmar que necessitamos desesperadamente de fundos (nesse caso teríamos destacado o
recurso à angariação de fundos no nosso anteprojecto), no entanto, todos os projectos
acarretam algumas despesas e o nosso não é excepção.

Consequentemente, no final do nosso encontro, definimos o que iríamos vender nos


dias em que iremos permanecer na Barraquinha Verde (dias 3 e 4 de Março, sendo que na
sexta-feira apenas estaremos na barraquinha da parte da tarde) e decidimos de imediato
dividir o que seria necessário cada uma comprar.

Ainda neste dia, a Eva dirigiu-se (após a nossa reuni~o de grupo) { papelaria “Bytes e
Gifts”, dado que foi nessa loja que encomendamos as nossas t-shirts de grupo. Felizmente,
após alguma insistência da Eva conseguimos obter as t-shirts com o logótipo do nosso grupo
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

nesse mesmo dia e, sem dúvida, a opinião dos elementos do grupo acerca das t-shirts foi
unânime: estão fantásticas!

O dia seguinte foi, inquestionavelmente, o GRANDE dia. O nervosismo era visível nas
nossas caras e, de facto, todas nós sentíamos a ansiedade a trespassar-nos pelo corpo.
Sexta-feira foi o dia em que, finalmente, fomos à Escola Secundária Alexandre Herculano com
vista { realizaç~o de filmagens para a actividade “Um Dia Com Um Surdo”.

Quando chegamos à referida escola estávamos ligeiramente desorientadas e


assustadas, uma vez que esta seria uma nova experiência, que não tínhamos a certeza se
conseguiríamos ultrapassar com sucesso.

A Drª Deolinda, sempre muito sorridente, veio cumprimentar-nos e afirmou que


podíamos fazer tudo o que desejássemos dentro das instalações da escola, deixando-nos
completamente à vontade para circular na mesma.

Após conversarmos com algumas pessoas da escola, começamos este grande dia com
a entrevista a uma formadora de Língua Gestual Portuguesa, a Drª. Alexandra. Claro que,
temos de confessar, as nossas primeiras filmagens não correram tão bem como queríamos, no
entanto, não houve qualquer problema, pois a Drª Alexandra e a intérprete que a
acompanhava não manifestaram qualquer impedimento em repetir algumas das perguntas
anteriormente questionadas pelo grupo.

De seguida, dirigimo-nos ao bufete da escola, onde pedimos a uma das funcionárias, a


D. Maria Celeste Fernandes, para que nos desse uma entrevista. No entanto, foi-nos colocado
um entrave: a direcção da escola não tinha conhecimento da nossa presença nas instalações.
Desta forma, a Dr.ª Fátima Gama deslocou-se até ao bufete, para esclarecer toda a situação.
Claro que explicamos o motivo da nossa presença e, inclusive, referimos o facto da Dr.ª
Deolinda ter conhecimento da nossa intervenção.

Com alguma resistência, a Dr.ª Fátima Gama autorizou-nos a efectuar a entrevista


que ansiávamos à funcionária do bufete mas, realçou o impedimento de
filmarmos/fotografarmos quer as instalações da escola, quer os alunos da mesma.

Esta situaç~o foi como um “balde de |gua fria”. Ficamos extremamente preocupadas
e muito desmoralizadas para proceder com as filmagens! Após aquele encontro, enquanto
conversávamos entre nós, chegamos a ponderar a hipótese de regressar ao metro, embora
ainda não tivéssemos alcançado os nossos objectivos.

No entanto, antes de tomarmos qualquer decisão, comunicamos o sucedido à Dr.ª


Deolinda que, de imediato, se dirigiu à direcção da escola para esclarecer o assunto. Para
nosso descanso, tudo não passava de um mal entendido, uma falha de comunicação que se
gerou devido à ausência do director da escola naquele dia! E assim, a Dr.ª Deolinda autorizou-
nos a continuar o nosso trabalho. J

Depois deste pequeno percalço, continuamos as nossas filmagens e entrevistas, que


se dirigiram a outras funcionárias da escola e à Dr.ª Deolinda.

No entanto, a parte mais importante do nosso trabalho ainda não se tinha


concretizado: a entrevista e filmagens a alunos surdos. Claro que, muito amavelmente, a Drª.
Deolinda solucionou a questão ao convidar-nos para assistirmos a uma aula de Língua Gestual
Portuguesa.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Como seria de prever, aceitamos prontamente o convite e, de seguida, dirigimo-nos


ao Clube de Língua Gestual, onde a referida aula se encontrava a decorrer. Com efeito,
pudemos contactar com alunos surdos que se encontravam no Clube de LGP, pelo que
passamos momentos muito agradáveis na companhia dos mesmos, apesar da dificuldade que
sentimos na comunicação.

Estávamos a gostar muito da companhia daqueles alunos, no entanto, não queríamos,


de todo, prejudicar a aula ainda mais, pelo que acabamos por regressar ao bufete antes do
toque do intervalo.

Já tínhamos feito muitos progressos naquele dia, mas ainda assim, sentíamos que nos
faltava fazer algo. Movidas por esse sentimento, decidimos dedicar o nosso tempo à procura
de uma intérprete.

Agradavelmente, encontramos uma intérprete que se disponibilizou a falar sobre a


sua formação profissional e a sua interacção com os alunos surdos da escola perante a nossa
câmara.

Mas não há qualquer dúvida de que o melhor desta visita ainda não tinha “chegado”.
Graças à intérprete em questão, conseguimos fazer uma entrevista a um aluno surdo (que era
o nosso grande desejo) e, a partir desta entrevista, foi possível conhecermos um pouco mais
acerca da fantástica experiência de vida do Marco (aluno surdo entrevistado).

Após o cumprir deste desejo, os nossos corações sentiam-se “realizados” e, por isso
mesmo, só nos faltava tirar algumas fotos e fazer filmagens às instalações para que a nossa
missão estivesse cumprida.

Após visitarmos alguns recantos da escola onde ainda não tínhamos estado,
despedimo-nos e regressamos a casa. No entanto, não regressamos sozinhas, uma vez que
um sentimento de alegria nos acompanhava.

Penso que falo não só em meu nome, mas em nome do todo o grupo quando afirmo
que esta experiência nos mudou e nos tornou muito mais conscientes da realidade que nos
envolve. De facto, não existem muitas palavras para expressar o que sentimos após esta
magnífica experiência, mas de uma coisa temos absoluta certeza: aprendemos muito nesse
dia.

Desta forma, jamais poderia finalizar esta reflexão sem antes agradecer a todas as
pessoas que nos têm vindo a ajudar, tornando possível este grande projecto. Primeiramente
quero agradecer, em nome do grupo, aos professores de Área de Projecto, que nos apoiam
continuamente e que nos orientam para seguirmos o caminho certo e, em especial, à nossa
professora, Ana Maria Meireles que se mostra sempre preocupada não só com o nosso
trabalho, mas também com todas nós. Devemos também agradecer às professoras Margarida
Miranda e Margarida Portela por estarem sempre a apoiar-nos e a dar boas ideias para o
projecto.

Não podemos também deixar de agradecer a todas as pessoas da Escola Secundária


Alexandre Herculano, pela sua amabilidade, simpatia e disponibilidade.

Não poderia deixar de particularizar a Dr.ª Deolinda, uma vez que esta sempre nos
acompanhou e tornou possível a realização desta actividade, demonstrando, desta forma,
muito interesse no nosso projecto.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Quero ainda relembrar que para a semana teremos uma nova experiência: a
barraquinha verde. Esperamos que tudo corra da melhor forma e, meus caros leitores, não se
esqueçam de adoçar ainda mais as vossas vidas, comprando os nossos produtos, porque ao
comprar também nos estão a ajudar! J

Estaremos na barraquinha verde ao longo do dia 3 de Março e/ou durante a tarde de


sexta-feira (dia 4 de Março).

A todos um muito obrigado da nossa parte,

Votos de uma boa semana.

Ana Rita Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 28 DE FEVEREIRO A 6 DE


MARÇO DE 2011

Estimados leitores,

Depois da experiência enriquecedora que tivemos a semana passada com a actividade


“Um dia com um surdo”, podemos dizer que esta semana foi bem mais calma! Invadidas pelo
espírito solidário da semana anterior, os dias que correram serviram sobretudo para
reflectirmos e digerirmos toda a informação que nos chegou. Sexta-feira passada foi um dia
muitíssimo intenso e cheio de emoções que necessitava de ser meditado! 

(Modéstia à parte :P) é com enorme orgulho que podemos afirmar que as filmagens
ficaram bastantes boas. De facto, conseguem demonstrar a realidade dos jovens surdos…
Porque apesar de tudo e de todas as restrições, eles conseguem ser felizes. São uma grande
lição de vida para todos nós!

Mas bem, falando desta semana… O ponto mais alto foi sem dúvida a angariação de
fundos para o nosso projecto. Efectivamente, no Anteprojecto não mencionamos esta
necessidade, mas os custos j| se estavam a acumular em demasia… E como queremos que
este projecto vá para a frente com todos os pormenores… o dinheiro faz muita falta! (e
infelizmente, não nasce do nada!)

Assim, estivemos quinta e sexta-feira de tarde na Barraquinha Verde.

Optámos por vender um pouco de tudo… desde comida mais calórica { mais saud|vel,
como a fruta, havia para todos os gostos!

As expectativas em relação à venda estavam altas e felizmente foram correspondidas!


;)

A quinta-feira foi um dia bastante positivo. A comunidade escolar aderiu em peso às


nossas vendas. Alunos, professores, funcionários, todos deram um pequeno contributo mas
que tem um enorme significado muito para nós 

O que mais causou sensação foram, sem dúvida, os crepes. Confesso que até eu caí na
tentação de os provar! :P

As vendas de sexta-feira foram um pouco mais calmas, mas apesar disso conseguimos
um bom lucro! Conseguimos o dinheiro para o dicionário, para as t-shirts de grupo, para o
lanche que iremos oferecer no nosso workshop aos representantes da Associação de Surdos
do Porto que participarem nele e também para as ofertas que iremos dar às pessoas que
participarem no nosso workshop.

Sexta-feira também foi o dia em que começamos a pensar no relatório individual que
cada uma de nós tem que fazer. É o próximo grande momento e a sua entrega está cada vez
mais próxima…
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Confesso que nos sentimos um tanto perdidas e sem saber como começar… Este dias
de mini férias de Carnaval que se aproximam vão ser, em parte, dedicados à elaboração do
(temível) relatório individual de grupo!

Entretanto é também hora de começar a organizar toda a informação da actividade


“Um dia com um Surdo”. Temos que tomar uma decis~o quanto { sua mostra e infelizmente
ainda não chegamos a nenhum consenso.

Esperam-nos dias de muito trabalho…

Uma óptima semana para todos os leitores e um bom Carnaval (com algum descanso,
porque também merecemos )!

Daniela Barbosa, 12ºF


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 7 A 13 DE MARÇO DE 2011

Prezados leitores,

É com enorme deleite que cá estou eu de novo para comentar as tarefas desta
semana… que apesar de tudo se revelou bem mais calminha que todas as outras! Desta vez,
podem contar com uma reflexão mais pequenina!

Nos dias que passaram tivemos direito a umas mini férias de Carnaval (que souberam
a muito pouco! ). Ao longo de segunda, terça e quarta-feira, aproveitámos para recarregar
energias e voltar ao 2º período em força.

Apesar de também terem sido dias de descanso, tirámos partido deles para nos
organizarmos em termos de trabalho para todas as disciplinas e a de Área de Projecto não foi
excepção!

Um dos momentos altos deste período aproxima-se: a entrega do Relatório de


Desenvolvimento Individual, e foi sem dúvida, esta tarefa que ocupou a maior parte do nosso
tempo.

Como o nome indica, o relatório é individual e por isso, podemos dizer que estamos um pouco
entregues a nós mesmas. Como é evidente, isto não invalida que nos ajudemos umas às
outras. Se temos a ambição de chegar longe e de conseguir a melhor nota, estamos
conscientes que todos os pormenores são preciosos e merecem a nossa devida atenção.

Embora, efectivamente, não tenha havido uma reunião de grupo (há que fazer jus ao nome
“férias” ), como já referi cada uma de nós, individualmente tentou fazer o seu relatório.
Acabamos todas por chegar à conclusão de que estamos com um relatório demorado e muito
trabalhoso em mãos!... Mas, sempre ouvi dizer que sem trabalho não se vai a lado nenhum,
não é verdade?

De facto, o dia mais extenuante foi, sem dúvida, a sexta-feira passada, durante a aula de Área
de Projecto.

Começamos por alinhavar o nosso último dia na Barraquinha Verde. Na próxima quarta-feira
pela manhã, estaremos de novo a vender produtos alimentares. Não esquecendo que a outra
venda correu bem, estamos conscientes que o dinheiro faz falta, e mesmo que sobrar nunca
vai ser mal utilizado Por isso, caríssimos leitores, aqui fica mais um convite para darem
uma espreitadela aos nossos produtos e se forem do vosso agrado, teremos muito gosto em
vender-vos!

Aproveitamos ainda um pouco do tempo para fazermos as contas finais dos dias da
Barraquinha e devolver dinheiro a quem devíamos.

Estivemos ainda a tratar de um assunto que tem vindo a ser focado em todas as reflexões
semanais deste grupo, e quase que aposto que os mais atentos leitores conseguem adivinhar!

Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Até que enfim que chegamos a um consenso e conseguimos conjugar um dia que agradasse a
todas para a mostra do vídeo resultante da actividade “Um dia com um surdo”. Assim, ficou
decidido que o tão falado vídeo será mostrado (por agora) apenas nas turmas B e F do 12º ano
por serem exactamente as duas turmas que estão representadas no nosso grupo. Escolhemos
as aulas de Psicologia B para a realização dessa actividade, por podermos relacionar, em
parte, a matéria leccionada na referida disciplina com o nosso tema. Resta-nos agora falar
com a professora Fátima Oliveira e com a professora Diamantina Correia. As respostas destas
professoras vão ser decisivas para o avanço do nosso trabalho e sobretudo para o
cumprimento da calendarização (que infelizmente já não está a ser satisfeita! ). Por isso,
vamos fazer figas para as professoras aceitarem de bom grado a nossa proposta!

Na sexta-feira, tivemos ainda tempo para combinar datas para encontros futuros e programar
as próximas actividades.

Outro assunto focado na aula foi a construção do Webfolio. Decidimo-nos aventurar pelo
programa apresentado na reuni~o de dia 18 de Fevereiro e tentar organizar tudo…
Infelizmente, essa aventura não correu muito bem. Tivemos muitas dúvidas e acabamos
mesmo por ir esclarecê-las com o professor Pedro Gens. Para nosso mal, ele confirmou o que
suspeitámos: a internet da escola é demasiado lenta e tentar construir o Webfolio na escola é
uma tarefa quase impossível. Resta-nos pôr mãos à obra e trabalhá-lo em casa!

No final da aula tivemos ainda tempo para dar uma espreitadela a uma actividade promovida
por um outro grupo de Área de Projecto, da |rea “Actividade Física, Saúde e Lazer”.
Infelizmente, quando lá chegámos, já era tarde e a actividade estava a findar. Não tivemos
oportunidade de participar nela como queríamos! Pelas impressões que nos ficaram, pareceu-
nos uma actividade bem interessante e original. Aqui ficam os nossos parabéns ao grupo que
a desenvolveu!

E enfim, a nossa semana em Área de Projecto fica por aqui… O fim-de-semana está também
ele a ser dedicado à elaboração do Relatório de Desenvolvimento Individual. Aproximam-se
semanas de trabalho, esforço e muito “stress”!!!!!!!!

Atrevo-me a dizer que estamos a quase a entrar em desespero e em pânico!!! Mas bem, é
melhor parar de escrever sobre o stress que estamos a acumular porque a minha intenção não
é de todo contagiar os nossos queridos leitores com estes sentimentos tão negativos!

Sabemos que é preciso respirar fundo e ter calma! Só assim conseguimos dar conta de todos
os nossos afazeres!

Uma boa semana para todos os amáveis leitores que nos têm acompanhado e que têm
“ouvido” todas as alegrias, conquistas, tristezas e preocupações!

Eva Carvalho, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 14 A 20 DE MARÇO DE 2011

Caros leitores,

Esta foi, sem dúvida, uma das semanas mais atarefadas que tivemos!

Por vezes é difícil conjugar Área de Projecto com as outras disciplinas e esta semana
mostrou-se complicada a esse nível. Para além de testes e trabalhos, aproximava-se ainda a
data de entrega do relatório individual de desenvolvimento. Por estas razões, ao longo de
toda a semana, a ansiedade apoderou-se de nós, pois adivinhavam-se dias muito cansativos.

No entanto, o relatório de desenvolvimento não era a nossa única preocupação


durante esta semana, dado que, dispúnhamos de mais um dia na Barraquinha.

Desta forma, quarta-feira (dia 16 de Março) começámos por nos reunir bem cedinho e,
visto que não tínhamos aula na primeira hora da manhã, eu, a Rita e a Eva aproveitámos o
tempo disponível para preparar a Barraquinha.

Mais uma vez os nossos colegas tinham um vasto leque de escolhas à sua disposição,
desde as gomas aos bolos, crepes, tostas mistas, entre outros produtos alimentares.

Confesso que as minhas expectativas para esta terceira venda não eram muito
elevadas. O facto de haver constantemente grupos a tentarem vender os seus produtos na
barraquinha, faz com que haja um desinteresse maior por parte de todo o pessoal docente e
não docente da escola e isto acaba por influenciar negativamente nas vendas.

Felizmente, os meus receios não se verificaram e até conseguimos lucrar bastante! As


gomas aos bolos fizeram as delícias dos nossos mais jovens compradores e num ápice ficámos
sem alimentos para vender! 

E assim terminou a nossa “estadia” na Barraquinha Verde! Não posso deixar de


mencionar o quão positiva foi esta oportunidade para nós pois já começávamos a deparamo-
nos com algumas dificuldades financeiras.

Mas o tempo não pára e quando demos por nós já era sexta-feira.

Sexta-feira começou de forma excelente para mim, para a Rita e para a Eva, visto que
não tivemos aula no primeiro tempo da manhã. Tendo conhecimento desta notícia, vimos
logo que estes 90 minutos poderiam ser ocupados de uma forma muito rentável.

Assim, dirigimo-nos para a biblioteca e focamos toda a nossa atenção na realização do


relatório individual de Desenvolvimento. Indubitavelmente, este “furo”, apesar de
inconveniente ao nível da disciplina de Português, revelou-se muito útil para os referidos
elementos do grupo trocarem informações entre si e discutirem tópicos importantes para a
concretização do relatório.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Aproveitámos, de igual forma, a aula de Área de Projecto para ir adiantando o


trabalho, fazer uns últimos ajustes e cuidar da parte estética, enquanto trocávamos algumas
dicas e sugestões entre nós.

Apesar de estarmos muito atarefadas com o relatório, foi finalmente possível


trabalhar nos vídeos da actividade “Um dia com um Surdo”. J| temos algumas ideias sobre o
que fazer mas, infelizmente, ainda temos muito trabalho pela frente.

Termino assim esta reflexão com a esperança de termos feito um bom trabalho nos
nossos relatórios.

Até à próxima semana!

Pandora Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 21 A 27 DE MARÇO DE 2011

Estimados leitores,

É com grande prazer que escrevo a minha última reflexão deste período, que se tem
revelado prolongado e difícil.

Mas, apesar de todas as dificuldades, temos dado grandes passos em direcção ao


sucesso deste projecto e, para tal, é necessário revelarmos empenho, esforço e dedicação ao
longo das semanas que ainda nos restam até ao final do ano.

Esta semana não foi excepção, uma vez que muitas tarefas estavam, ainda,
por cumprir e não poderiam ser adiadas, pois o tempo escasseia e o final do período
aproxima-se.

Apesar da semana frenética da entrega do Relatório Individual de Desenvolvimento,


não tivemos muito tempo para descansar, dado que a nossa reunião de grupo ficou agendada
para segunda-feira (dia 21 de Março) às 14h00.

Desta forma, iniciamos a estação da Primavera focando toda a nossa atenção


na defesa oral do nosso projecto, que se realizará no próximo dia 1 de Abril.

No entanto, a apresentação oral não é o único aspecto do projecto com que nos
temos que preocupar, dado que o webfolio revela-se, também, muito importante para o
trabalho que temos vindo a desenvolver. Consequentemente, esta semana também foi
dedicada { construç~o do nosso “dossier virtual”.

Relativamente { actividade “Um Dia Com Um Surdo”, na passada quinta-feira, eu, a


Eva e a Pandora comunicamos o nosso desejo de apresentar o vídeo resultante desta
actividade durante uma aula de Psicologia à professora Maria de Fátima Oliveira que, com
toda a amabilidade, se disponibilizou de imediato a ceder parte da sua aula para o
visionamento do referido vídeo e, inclusive, revelou a sua vontade de tecer uma reflexão
acerca do mesmo.

De igual forma, a Daniela comunicou à sua professora de Psicologia (professora


Diamantina Correia) a supramencionada pretensão do grupo e a resposta obtida foi, também,
muito positiva.

Por fim, na sexta-feira (dia 25 de Março), os elementos do nosso grupo verificaram a


necessidade de dividir tarefas durante a aula de Área de Projecto, de modo a rentabilizar da
melhor forma o tempo de que dispúnhamos.

Com efeito, a Eva e a Daniela encarregaram-se da preparação das filmagens da


actividade “Um Dia Com Um Surdo”, enquanto eu e a Pandora responsabilizamo-nos pela
preparação da apresentação/defesa oral do projecto e, ainda, pela realização do planeador
semanal de tarefas para a semana seguinte.

Durante a referida aula, após a reunião dos professores de Área de Projecto,


comunicaram-nos o adiamento da entrega do Dossier de Projecto para dia 5 de Abril.

Confesso que este adiamento constituiu uma surpresa agradável para todos os
elementos do grupo, uma vez que revelar-se-ia muito difícil conseguir efectuar um bom
trabalho num espaço de tempo tão reduzido.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Para finalizar, esta semana revelou-se muito positiva para o grupo e, também, muito
trabalhosa. No entanto, temos confiança de que o nosso esforço valerá a pena e, por esta
razão, estamos motivadas para mais uma semana que se advinha repleta de tarefas.

A todos um muito obrigado da nossa parte,

Votos de uma boa semana!

Ana Rita Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 28 DE MARÇO A 3 DE ABRIL DE


2011

Amáveis leitores,

É com uma enorme tristeza que escrevo a minha última reflexão deste período!

Esta semana foi bastante atarefada para todo o grupo. Além dos testes de avaliação e
dos trabalhos que tínhamos que realizar no âmbito das outras disciplinas, também tínhamos a
árdua tarefa de realizar a defesa oral do nosso projecto e a preparação do vídeo resultante das
filmagens da actividade “Um dia com um Surdo”.

Confesso que a preparação do vídeo requer muito de todas nós, visto que, devido à
nossa inexperiência, torna-se complicado conseguir fazer montagens e melhorar alguns
aspectos que não se encontram como pretendemos. Contudo, por enquanto, esta tarefa está
a correr muito bem, sendo que o único problema com que nos deparamos a falta de tempo…
Afinal só nos resta mais uma semana de aulas!

Em princípio, o vídeo irá ser apresentado na próxima quinta-feira nas aulas de


Psicologia B das turmas B e F do 12ºano. Muito sinceramente, só espero que corra tudo pela
melhor e que os nossos colegas fiquem interessados no nosso trabalho.

Na passada terça-feira realizamos a nossa reunião semanal. Neste encontro, os


elementos do grupo focaram toda a sua atenção na defesa oral do projecto.

Devido ao reduzido tempo de que dispomos, no dia seguinte, quarta-feira, a Eva, a


Rita e a Pandora juntaram-se, durante a tarde, para ultimar os preparativos para a
apresentação oral e aproveitaram, ainda, para continuarem com a realização do vídeo
resultante das filmagens da actividade “Um Dia Com Um Surdo”.

Infelizmente, nesse dia, não me pude reunir com as minhas colegas de grupo uma vez
que tive um teste importante no dia seguinte.

Estávamos extremamente ansiosas com a nossa defesa oral. No final de contas, este
iria ser o momento em que revelaríamos aos nossos colegas de Área de Projecto tudo o que já
tínhamos desenvolvido… E digamos que cativar cerca de vinte colegas e convencê-los de que
o nosso projecto está num bom caminho, não é tarefa fácil!

Posso confessar-vos que antes da apresentação, para além de estar um pouco


ansiosa, estava também, nervosa. Contudo com o desenrolar da nossa defesa oral os nervos
foram postos de lado e tudo correu da melhor forma. 

A parte em que nos sentimos mais à vontade foi efectivamente, quando fomos
questionadas pelos nossos colegas. A maioria queria saber como é lidar com surdos e com a
Língua Gestual, e nós enchendo o peito de orgulho, e com um sorriso na cara confessámos
que tem vindo a ser uma experiência magnífica! ;)
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Mas o nosso trabalho em Área de Projecto não fica por aqui! Apesar de só faltar uma
semana para acabarem as nossas aulas, ainda temos muito trabalho pela frente. Para além da
apresentação do nosso vídeo (como já tinha referido anteriormente), temos que completar o
nosso Webfolio até à data da sua entrega, na próxima terça-feira.

Para a realização do Webfolio optámos por dividir as tarefas por cada elemento do
grupo. Agora, temos que pôr “m~os { obra” para conseguirmos acabar o período em grande!
Sem mais contratempos, sem mais obst|culos… 

Despeço-me assim, dos meus caros leitores com um desejo sincero de boas férias (e
boa Páscoa!).

Até breve!

Daniela Barbosa, 12ºF


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 4 A 10 DE ABRIL

Prezados leitores,

E enfim! O período acabou! É com muita satisfação que digo que hoje (sábado) é
oficialmente o nosso primeiro dia de férias!!!

Neste momento, e recordando tudo aquilo que foi feito e vivido no segundo período,
sou invadida por um misto de alívio e nostalgia…

Efectivamente, este período foi muito intenso, trabalhoso e duro. Mas para além disso
foi muito muito muito enriquecedor a nível intelectual e emocional! Todas as disciplinas
tornaram-se peculiarmente mais exigentes e Área de Projecto não foi de todo excepção!

Quando, na calendarização, apresentámos que iríamos apenas realizar uma actividade


este período, nunca imaginámos que esta se iria prolongar por um longo tempo e que nos
veríamos aflitas para a concluir.

Apercebemo-nos agora o qu~o inocentes éramos… O desejo de fazer tudo, o desejo


da perfeição, foi agora substituído por um outro bem mais realista. Chegámos à conclusão
que tal como todos os grupos de Área de Projecto, sonhar alto é comum, mas um erro muito
grande!

Esta semana foi uma semana muito especial para o grupo. Especial e… trabalhosa! O
termo “última semana de aulas” n~o foi de todo aplicado a nós. Uma semana que { partida
seria mais clama, tornou-se uma das mais cansativas que tivemos.

Focamo-nos essencialmente na construção do Webfolio e na montagem das


filmagens de “Um dia com um Surdo”.

Durante o fim-de-semana e segunda-feira, cada uma de nós tratou das tarefas que se
oferecido para realizar para o Webfolio. E depois (pens|vamos nós!) seria f|cil… Apenas e só
juntar tudo, colocar no Scribd, criar hiperligações e por fim, pôr no moodle.

No entanto, rapidamente notámos que não seria assim tão fácil! Terça-feira reunimo-
nos na biblioteca da escola e tomámos consciência que ainda nos faltavam muitos pontos do
nosso índice e que depois de concluirmos esses pontos teríamos que definir um esquema de
p|gina. O tipo de letra, o tamanho, a cor e o formato teria que ser igual… E digamos que
concretizar todas esses pormenores é um processo demoroso.

Redobrámos esforços e estivemos a tarde toda em computadores a tratar daquilo que


faltava (e que ainda era muito!). O trabalho só ficou concluído na noite de terça-feira e para
grande alívio nosso conseguimos colocar o documento a tempo no moodle.

Para além do Webfolio esta semana ficou essencialmente marcada pela conclusão da
actividade “Um dia com um Surdo”. Finalmente conseguimos pôr um ponto final nesta
actividade que parecia nunca mais ter fim…
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Depois de toda a azáfama em conseguir filmar quem pretendíamos, e de todos os


obstáculos e entraves que nos foram colocados, felizmente pudemos respirar de alívio!

Quarta-feira reunimo-nos novamente na biblioteca para conseguir montar tudo.


Alinhavámos a estrutura do filme, escolhemos músicas, seleccionámos fotos, cortámos
vídeos… Ufff! No final de contas isto durou a tarde toda e um pouco da noite. No fim,
decidimos gravar o filme num CD para ser de mais fácil acesso.

Como em semanas anteriores já tínhamos concluído, aquilo que idealizámos em


relação à gravação das nossas vozes não seria de todo concretizável. Posto isto, depois de
reestruturarmos o texto, decidimos que o melhor seria lê-lo aquando da passagem do vídeo.
Esta tarefa foi levada a cabo pela Pandora… Concluímos unanimemente que é o elemento do
grupo com a voz mais melodiosa, meiga e docinha! Como o objectivo era o de contar uma
história, a voz da Pandora encaixou na perfeição.

Depois de tudo delineado e do vídeo pronto, demos o passo seguinte… Mostr|mo-lo


às nossas turmas!

Quinta-feira pelas 10.05h na aula de Psicologia B do 12ºF e ainda no mesmo dia, mas
às 11.45h na aula de Psicologia B do 12ºB, tornámos visível o produto de um trabalho muiiito
extenso.

Confesso que inicialmente estávamos bastante nervosas mas aos poucos e poucos, a
ansiedade foi se desvanecendo… Porque a recepç~o que tivemos n~o poderia ter sido
melhor!

Os nossos colegas das duas turmas reagiram com uma pitada de curiosidade e
comoção ao assistirem ao filme. No final, em cada uma das turmas foi feita uma pequena
reflexão e isso permitiu-nos ver que a maioria está muito sensibilizada e demonstra interesse
pelo tema em questão!

As professoras ficaram igualmente deliciadas e a nossa auto-estima subiu muito


quando ouvimos os largos elogios que nos deram. A professora Diamantina e a professora
Fátima demonstraram uma sensibilidade enorme para o nosso tema e levaram os seus alunos
a reflectirem sobre a problemática da surdez e sobre os obstáculos que as pessoas surdas têm
que enfrentar diariamente.

Aproveitámos a ocasião para lançar o convite às professoras para participarem no


nosso workshop sobre Língua Gestual Portuguesa e foi com entusiasmo que ambas aceitaram
a nossa proposta

Acabámos esta semana com o sentimento de missão cumprida porque afinal já nos
tínhamos livrado de um grande peso que foi “Um dia com um Surdo”.

O período não poderia ter acabado de melhor forma… Depois dos rasgados elogios
que ouvimos na quinta-feira, no dia que sucedeu recebemos boas notícias: as notas dos
relatórios individuais e da apresentação oral!
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

No geral, ficámos felizes e, com excepção de uma ou outra, as notas corresponderam


ao trabalho feito.

Enfim, sabe t~o bem dar por concluída uma fase com distinç~o… Depois de todas as
tristezas, todas as angústias, todos os anseios, no fim é tão bom saber que somos
recompensadas. Acho que depois de todas as chatices e burocracias que tivemos que
enfrentar estava na hora de recebermos boas notícias.

Por fim, e como é hábito nosso em fim de período, resta-me deixar aqui, em meu
nome e em nome de todo o grupo, o nosso profundo agradecimento a todos aqueles que
contribuíram para que fosse possível dar continuidade ao nosso projecto.

Em primeira mão, temos que indubitavelmente que agradecer à Dr.ª Deolinda Ilheu.
Apesar de só termos entrado em contacto com ela em Fevereiro, a sua colaboração tornou-se
indispensável para todo o trabalho deste período. Com ela, devemos também agradecer a
todos os membros da Escola Secundária Alexandre Herculano que nos receberam de uma
forma muito amável e dócil. Em particular, todos os alunos surdos que tivemos contacto e que
nos fizeram “abrir os olhos” e aperceber que existem pessoas muito especiais que merecem
toda a nossa atenção e carinho.

Fica aqui também o agradecimento à professora Diamantina Correia e à professora


Fátima Oliveira, porque sem o consentimento delas nunca poderíamos ter mostrado o nosso
filme e a actividade ficaria por concretizar.

É também muito importante agradecer à professora Margarida Miranda. Embora não


tenhamos tido um contacto tão assíduo com ela como gostaríamos, a professora é,
indubitavelmente, considerada uma grande base para o projecto, pois foi ela que nos
momentos de maior desespero sugeriu novas ideias e soluções a problemas que nos
assolaram. Não nos podemos também esquecer da professora Margarida Portela que se
interessou de imediato pelo nosso projecto e sugeriu uma actividade a concretizar
(participaç~o na “Hora do Conto”). Infelizmente, por motivos de falta de tempo, ainda temos
pendente esta proposta. Temos que reflectir cuidadosamente sobre isto para depois darmos
uma satisfação à professora! (e vai ser um dos assuntos em reflexão logo no início do período
que se avizinha)

Por fim, sem nunca nos esquecermos a nossa coordenadora de projectos, é


extremamente importante agradecer à professora Ana Maria Meireles, que sempre quis saber
como tudo estava a correr e sempre nos “fez descer { terra”, n~o nos deixando ter sonhos
inalcançáveis.

É um facto que, sem todos estes “colaboradores” o projecto nunca iria para a frente,
mas é também verdade que sem a união que nos caracteriza enquanto grupo, nunca teríamos
tido tanto sucesso como estamos a ter. É extremamente gratificante (e agora falo em nome
pessoal) poder contar com excelentes colegas de grupo, dedicadas e muito empenhadas em
manter o projecto de pé. Obrigada, meninas!

Resta-me agora despedir-me, com a sensação que estamos a cumprir o objectivo


fulcral do nosso projecto: ir além das palavras.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

A quantidade de pessoas que conseguimos sensibilizar para este tema já é


considerável, e isso, mais que tudo o resto, deixa-nos muito, muito, satisfeitas e orgulhosas de
nós próprias.

Agora, é hora de descansarmos e de recarregarmos baterias para concluirmos o ano


com a intensidade que o começámos. Aproveito a ocasião para relembrar que o nosso
produto final está quase a chegar: o nosso workshop sobre Língua Gestual Portuguesa que é
já na primeira sexta-feira de aulas, dia 29 de Abril!

Desejos de uma santa (e doce!) Páscoa

Eva Carvalho, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 25 DE ABRIL A 1 DE MAIO

Caros leitores,

Depois de um merecido descanso, coube-me a mim a tarefa de elaborar a reflexão da


primeira semana do nosso último período… Período este que é demasiado pequenino para as
tarefas que ainda aí vêm!

A começar pelo Workshop de Língua Gestual Portuguesa!

Assim, começámos os preparativos ainda no período de férias: enquanto eu e a Eva


desfrutávamos da nossa viagem de finalistas ;), a Rita ocupou-se de ir à FNAC comprar o
Dicionário de Língua Gestual Portuguesa de Ana Bela Baltasar, que tencionávamos oferecer à
biblioteca da escola aquando do Workshop.

No entanto, fomos aterrorizadas pela falta de respostas por parte da Associação de


Surdos do Porto… Ficámos ainda mais preocupadas quando, depois de várias tentativas
frustradas de chamadas para o contacto deles, continuavam sem dar notícias. Receávamos
que se tivessem esquecido completamente do workshop e depois n~o aparecessem… Enfim,
o stress foi muito e acab|mos por tirar as piores conclusões… 

Entretanto, visto que já dispúnhamos de informação para os textos introdutórios do


workshop (cortesia da Dr.ª Deolinda), dividimo-los entre nós e pusemos mãos ao trabalho.
Segunda-feira reunimo-nos virtualmente para juntar os textos e acertar pormenores da
semana que tínhamos pela frente.

E nesta azáfama voltámos à escola, na terça-feira seguinte!

Logo no primeiro dia de aulas, abrimos as inscrições nas turmas B e F para os


interessados em aprender mais sobre a Língua Gestual e entregámos os convites a alguns
professores, à Presidente da Associação de Pais e à directora da escola, a Dr.ª Paula Romão.

Quarta-feira conseguimos finalmente contactar a Associação e assim aligeirar o nosso


nervosismo. Efectivamente, a Associação tinha conhecimento do workshop. Garantiram-nos
a presença de dois membros, o presidente Ângelo Costa e uma intérprete, Adriana Campos e
esclareceram-nos que os diplomas que tencionávamos oferecer aos participantes eram da
nossa responsabilidade e, para nossa surpresa, pediram-nos, inclusive, um para eles.

Nesse mesmo dia reunimo-nos com a professora Margarida Miranda. Acertámos uns
últimos pormenores para a realização do workshop, pusemos a professora a par das últimas
novidades relativas ao mesmo e aproveitámos para pedir sugestões para uma oferta aos
membros da Associação. Acabamos por decidir oferecer um ramo de flores à intérprete e um
texto da nossa autoria como agradecimento à presença e apoio no desenvolvimento de todo o
nosso trabalho, ao presidente da Associação.

Perguntámos inclusive à professora Margarida se já tinha novidades sobre o Dia das


Línguas e a professora informou-nos que este se realizaria durante os dias 12 e 13 de Maio.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Ficámos bastante surpresas com esta nova data!!! Na verdade, esta informação só
veio complicar os planos que tínhamos. Teremos que contactar a Dr.ª Deolinda o mais cedo
possível, visto que tencionávamos trazer os alunos surdos da ESAH à nossa escola neste dia e
sinceramente, duvidamos que eles estejam disponíveis a uma sexta-feira de manh~…

Terminada a nossa reunião, a Rita teve que se ausentar, pelo que eu, a Eva e a Daniela
fomos tratar dos diplomas e dos cartazes para afixar no Clube de Línguas e do power-point
para a apresentação. Entretanto, também eu tive que me ir embora e assim ficaram a Eva e a
Daniela a acabar o trabalho.

Quinta-feira a Rita, a Eva e eu ficámos mais uma vez na escola depois das aulas para
acertar uns últimos pormenores nos textos. No entanto, ainda levámos trabalhinho para casa!
A Rita escreveu o texto para o presidente da ASP e a Eva terminou o power-point.

Sexta-feira tudo tinha que estar perfeito!

E num abrir e fechar de olhos, depois de tanto tempo de preparação e planeamento,


chegou o grande dia, o 29 de Abril, a data do nosso Workshop de Língua Gestual Portuguesa,
o nosso projecto final!

Durante a aula de Área de Projecto dividimo-nos para continuar os preparativos do


workshop: a Rita e eu fomos fazer as compras para o lanche e comprar o ramo de flores e a
moldura para oferecer, a Eva e a Daniela foram até à Casilcópia para imprimir os cartazes, os
diplomas e o texto para oferecer ao presidente da ASP. Almoçámos cedo e fomos arrumar o
Clube de Línguas, preparar o lance e preencher os diplomas.

Aproximavam-se as 3h e a ansiedade e o nervosismo começavam apoderar-se de nós!


Só pensávamos que a Associação se tinha perdido no caminho para a escola, ou que se tinham
esquecido completamente… Felizmente, nada disso tinha acontecido. Muito pontualmente,
os membros da ASP chegaram à escola e com muita vontade de darem a conhecer a
comunidade surda.

Chegara a hora! O Clube de Línguas estava cheio e os membros da Associação de


Surdos já estavam lá. Tínhamos que começar!!! Com as pernas a tremer e com medo do que
se avizinhava demos início ao Workshop. O grupo começou por introduzir o tema e elucidar os
presentes de alguns conceitos que infelizmente são desconhecidos pela maioria.
Seguidamente demos voz ao Presidente da ASP. E digamos que “ouvi-lo” foi a melhor das
experiências! Realmente ele é um grande orador e melhor que isso é um grande exemplo de
coragem e de optimismo 

É impossível descrever os sentimentos e as emoções que nos assaltaram naquele


momento ao ver todos os nossos colegas interessados, participando. Cada sorriso que
esboçaram foi uma vitória para cada uma de nós. 

Depois de o Sr. Ângelo nos ter presenciado com um belo discurso, chegou o momento
pelo qual todos os presentes aguardavam: aprender alguma coisa em Língua Gestual
Portuguesa.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Dividimo-nos em quatro grupos e cada um ficou com um membro da Associação que


se encarregou de ensinar o abecedário, os números e algumas palavras! No fim, podemos
dizer que todos os presentes aprenderam alguma coisa… Uns mais facilmente, outros com
uma ou outra dificuldade!

Realmente, este foi o momento mais especial do workshop. Foi tão bom ver todos os
colegas e professores interessados em aprender e saber mais sobre esta comunidade tão
especial!

Todos se divertiram muito, (inclusive nós!), e saíram deste workshop “de coraç~o
cheio” e mais ricos intelectual e (o mais importante de tudo), pessoalmente. 

Penso que conseguimos alcançar exactamente aquilo que pretendíamos e que tem
sido o nosso objectivo desde o início: alertar as pessoas para a problemática da surdez, as
dificuldades que os surdos sentem no seu dia-a-dia e que, apesar da barreira da comunicação,
são pessoas ditas normais como todos nós.

No fim, os elogios que recebemos foram muitos o que nos deixou imensamente
orgulhosas… Mas claro que n~o podemos ficar com todos os “louros” ;), afinal, tudo isto seria
impossível sem o maravilhoso apoio da Associação de Surdos do Porto!

Aliado {s felicitações pelo bom trabalho, ouvimos também algumas sugestões… Uma
dela, marcou-nos: a sugestão feita pela professora Margarida sobre a continuação na nossa
escola de workshops como este. É efectivamente uma ideia interessante e que, assim que nos
for possível, iremos abordá-la, quer com a Associação, com a escola, e antes de tudo mais
com a professora Ana Maria :P.

E enfim, chego ao fim da minha primeira reflexão deste 3º Período. Depois de muito
trabalho, stress e nervosismo, aproveitamos o fim-de-semana para descansar. Estamos muito
felizes com o que conquistámos e agora sabe bem relaxar um pouco! 

Até à próxima!

Pandora Pinto, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 2 A 8 DE MAIO

Caríssimos leitores,

Estamos na “recta final” do nosso projecto e, ao longe, conseguimos avistar a meta.


De facto, o tempo é muito escasso e falta cerca de um mês para o ano lectivo findar, no
entanto, ainda temos muito trabalho por cumprir.

Tendo em conta o tempo de que dispomos, todos os minutos são preciosos. Por essa
razão, logo após o nosso Workshop de Língua Gestual Portuguesa, retomamos o trabalho e
começamos a focar a nossa atenção na próxima grande actividade que temos agendada: o Dia
das Línguas (13 de Maio).

Desta forma, na passada quarta-feira realizou-se a nossa reunião de grupo.


Infelizmente, por motivos pessoais, a Pandora e a Daniela não puderam comparecer à
mesma.

Apesar deste percalço, eu e a Eva decidimos rentabilizar o tempo de que


dispúnhamos. Assim, a nossa reunião foi inteiramente dedicada à elaboração do cartaz de
divulgação do no nosso projecto, visto que a data de entrega do referido documento
aproxima-se.

Desde a reuni~o, o tempo “esvoaçou” e rapidamente chegou a sexta-feira. A primeira


parte da nossa aula de Área de Projecto foi ocupada pelo debate sobre “H|bitos Alimentares”,
promovido pelo grupo “De Alimentaç~o a Z”.

Durante este debate, os participantes exprimiram as suas opiniões quanto à


publicidade relativa a alimentos saudáveis e não saudáveis. Para findar a referida actividade,
todos os presentes sugeriram algumas medidas a tomar, com vista à promoção de uma
alimentação mais saudável.

Após este debate, que nos fez reflectir sobre a nossa saúde e os nossos hábitos
alimentares, decidimos focar-nos na preparação do Dia das Línguas. Para tal, tentamos entrar
em contacto com a professora Margarida Miranda, no entanto, não conseguimos falar com a
mesma, uma vez que esta não se encontrava na escola.

Consequentemente, aproveitamos o tempo de que dispúnhamos para dedicarmo-nos


à finalização do cartaz alusivo à divulgação do projecto.

Para finalizar, devo acrescentar que ao longo desta semana temos recebido muitas
críticas ao nosso Workshop de Língua Gestual Portuguesa por parte dos nossos colegas que
participaram na actividade e, muitos deles, mostraram interesse em aprender mais sobre esta
“língua de gestos”.

O que mais nos surpreendeu ao longo da semana foi saber que o nosso workshop
anda na “boca do Mundo”! V|rios professores que infelizmente n~o puderam comparecer ao
workshop revelaram interesse em aprender Língua Gestual e sugeriram-nos que num futuro
próximo haja mais workshops deste género na escola.
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

A ver vamos…

A todos um muito obrigado da nossa parte,

Votos de uma boa semana.

Ana Rita Pinto,12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 9 A 15 DE MAIO DE 2011

Queridos leitores,

Depois do workshop de Língua Gestual Portuguesa da primeira semana de aulas,


temos sido “premiadas” por semanas relativamente calmas no que toca a Área de Projecto.
Efectivamente, o ano está a acabar e o trabalho para esta disciplina está a ficar praticamente
concluído…

Apesar do pouco tempo de aulas que nos resta, ainda falta concretizar uma actividade
que tínhamos em mente no início de ano e que agora nos est| a dar algumas “dores de
cabeça”!

Por isso, a semana começou com a organização da nossa participação no Dia das
Línguas, dia 13 de Maio.

No referido dia, pretendíamos trazer alguns alunos da Escola Secundária Alexandre


Herculano, para que estes citassem um poema em Língua Gestual Portuguesa.

Pusemos mãos à obra e como tal, quarta-feira foi dia de telefonemas e mais
telefonemas…

E digamos que as notícias não foram de todo aquilo que esperávamos! Aconteceu um
imprevisto, que nos deixou um pouquinho desanimadas!

Como viemos a saber, por parte da professora Margarida Miranda que para a
participação neste dia, o horário ideal para concretizarmos a referida actividade era da parte
da manhã, deduzimos de imediato que nesse tempo os alunos da ESAH não estivessem
disponíveis.

Infelizmente, para nosso desalento, a Dr.ª Deolinda confirmou as nossas suspeitas.


Após termos falado com a Dr.ª Deolinda, tomamos conhecimento de que os alunos da Escola
Alexandre Herculano só poderiam ir à nossa escola da parte da tarde, pois de manhã tinham
aulas.

No entanto, como queríamos trazer esses alunos à nossa escola, rapidamente tivemos
uma outra ideia, com a pequena (grande) ajuda da professora Margarida Miranda!
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

A professora sugeriu que não esquecêssemos de todo a ideia de trazer os alunos à


nossa escola… E para isso poderíamos fazê-la de uma outra forma… Por exemplo, levando-os
à sala dos professores, à biblioteca, a algumas turmas e aí declamariam um poema em Língua
Gestual Portuguesa.

Todavia, ainda est| tudo muito “em aberto” e, a verdade é que n~o sabemos, ainda, se
poderemos levar a cabo esta ideia, uma vez que o tempo é curto e ainda não a comunicamos à
nossa professora de Área de Projecto…

Para compensar o que foi “menos bom”, durante esta semana tivemos uma óptima
notícia relativamente ao Relatório de Finalização! Este relatório, ao invés do relatório de
período passado, não será individual mas sim em grupo! E mais, o prazo de entrega do
relatório de finalização foi adiado em uma semana!!! Foram motivos que nos deixaram com
um sentimento de alívio muito grande!

Assim sendo, na sexta-feira à tarde tivemos uma reunião virtual, com o objectivo de
dividirmos tarefas e começarmos a trabalhar para o relatório de grupo.

Esperam-nos semanas de muito trabalho, mas temos a certeza as iremos enfrentar


cheias de energia e de espírito de grupo!

Continuação de uma boa semana a todos os leitores, e até a uma próxima.

Daniela Barbosa, 12ºF


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 16 A 22 DE MAIO

Prezados leitores,

H| mais de um mês que n~o tinha o privilégio de escrever aqui… E confesso que j|
sentia algumas saudades!

A verdade é que este último período está a ser um remate de todo o trabalho
desenvolvido no primeiro e no segundo e por isso as actividades que nos restam relatar são as
mais burocráticas (e chatas! ).

No entanto, posso dizer que esta semana foi importante no que toca a decisões! A
actividade que temos vindo a falar (e que nos tem dado algumas dores de cabeça!) foi
definitivamente posta de parte.

Durante a nossa reunião semanal, que ao contrário de todas as outras semanas, foi a
uma quinta-feira, esta questão foi muito debatida e infelizmente chegámos à conclusão da
impossibilidade da vinda de jovens surdos à nossa amável escola.

Por um lado, estávamos receosas por deixar uma actividade de parte ou em rotulá-la
como “actividade n~o realizada”. Afinal, se recuarmos bem no tempo, apercebemo-nos que
foi por causa do nosso desejo em participar no Dia das Línguas que fomos contactar a
professora Margarida Miranda e que com a ajuda dela temos feito todas as outras actividades
com muito sucesso.

É triste não podermos fazer a actividade que, em grande parte, gerou todo o nosso
trabalho!

Mas chegou a altura em que somos forçadas a admitir que não nos conseguimos desdobrar
em várias pessoas e não conseguimos fazer tudo ao mesmo tempo.

Preparar uma actividade como a sugerida pela professora Margarida Miranda levaria
tempo e muitas deslocações (e que no fim não sabíamos se seriam bem sucedidas) e o facto é
que as aulas est~o a findar…

Sinceramente, também não sabíamos quais eram as hipóteses de sucesso.


Desconfiamos que seriam baixas (ao contrário de todas as outras actividades).

Efectivamente, trazer alunos surdos à nossa escola obrigar-nos-ia a pedir autorização


aos pais, tentar conciliar horários e para além de tudo mais, dependíamos muito da boa
vontade de um jovem de dezoito anos em dispensar uma das suas tardes livres!

N~o podemos negar: seria uma actividade muito interessante e estimulante… Mas a
esta altura do campeonato, nós temos outras preocupações (e atenção, caríssimos leitores,
não é de todo o meu tom desvalorizar a disciplina de Área de Projecto! ).
Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

Como a professora Ana Maria Meireles o denominou (e muito bem), este período é um
“micro período”, e temos sido assoladas por carradas de apresentações orais, testes,
relatórios… E no fim, ainda temos os temíveis exames nacionais!!!

Isto tudo começa a pesar e temos vindo a acumular muito cansaço… A actividade se
fosse avante seria concretizada sem grande ânimo!

Para nosso alívio quando comunicámos a nossa decisão à coordenadora da nossa AP,
esta foi aceite e compreendida de imediato . Se justificarmos muito bem o que nos levou a
pôr de parte esta actividade, este pequeno “desvio” {s nossas normas n~o vai pesar na nossa
nota final!!!

Para além desta tomada de decisão, esta semana foi também especialmente marcada
pela atenção que demos ao Relatório de Finalização.

Quinta-feira junt|mos tudo aquilo que tínhamos e pusemos alguns pontos nos ‘i’ no
que toca à organização do relatório.

No entanto, foi na sexta-feira que trabalhámos arduamente para este documento alvo
de avaliação formal. Reunimos esforços e cada uma individualmente trabalhou os textos que
tinha ficado de fazer. E apesar de termos trabalhado bem ainda falta muito para concluirmos
o relatório! Temos que reler os textos, acertar pormenores e trabalhar a parte estética… E
aliado ao relatório ainda temos que preparar a defesa oral que é já esta sexta-feira e ainda não
está nada feito!!!!!! O nervosismo e o stress é cada vez maior!

Foi também nesta sexta-feira que ficámos a saber as notas do Webfolio do período
passado. Sinceramente, fiquei um pouco desiludida … A nota n~o foi coerente com o
trabalho que tivemos e com o tempo que dispensámos!

Ainda na aula de Área de Projecto, fomos privilegiadas com a visita de uns antigos
alunos da escola, agora universitários caloiros... Apesar de não os conhecermos
pessoalmente, a sua visita deu-nos ânimo para acabar este ano da melhor maneira e aguçou-
nos a vontade de estarmos também trajadas como eles. J| falta pouco… Assim o espero!

Uma boa semana para todos os que nos têm acompanhado nesta longa, trabalhosa e
bem sucedida jornada

Eva Carvalho, 12ºB


Para Além das Palavras Evolução individual e de grupo

REFLEXÃO DA SEMANA DE 23 A 29 DE MAIO

Caros leitores,

Sendo o 3º período tão pequeno e estando nós tão perto do fim, é frequente haver
semanas bastante trabalhosas, em que somos obrigadas a conjugar vários testes e trabalhos
ao mesmo tempo, e esta não foi excepção.

Em Área de Projecto, dedicámo-nos à conclusão do relatório de finalização e das


reflexões individuais e à preparação da defesa oral.

Assim, reunimo-nos segunda-feira para organizar os textos do relatório do grupo.


Entretanto, no mesmo dia, eu e Daniela começámos a trabalhar no power point para a defesa
oral.

Durante o resto da semana cada uma de nós dividiu o seu tempo entre Área de
Projecto e as restantes disciplinas, contudo, quinta-feira, eu, a Eva e a Rita achámos que era
necess|rio fazer uma “reuni~o de emergência”.

Juntámo-nos no fim das nossas aulas para fazer uns últimos ajustes, mas, entretanto,
o trabalho prolongou-se pela noite dentro e a Rita e a Eva chegaram mesmo a fazer umas
“horas extras”!

Finalmente, chegara sexta-feira. Dizer que estávamos ansiosas sendo esta a última
apresentação oral do ano era dizer pouco.

Todavia, penso que estivemos muito bem =)

Chegarmos ao fim desta longa travessia e podermos partilhar com os nossos colegas
os sucessos e obstáculos que cada um de nós teve que enfrentar nesta disciplina é
incrivelmente satisfatório!

No que me diz respeito, o trabalho não terminou por aqui. Durante a tarde de sexta-
feira estive a concluir a minha reflexão individual.

Bem, termino por aqui =)

Esta será também a minha última reflexão do ano. Já passou tanto tempo desde que
escrevi a minha primeira reflex~o…

Pandora Pinto, 12ºB