ESCOLA ESTADUAL JALCIRA SANTOS VALADÃO

Pontuação
Há certos recursos da linguagem - pausa, melodia, entonação e até mesmo, silêncio - que só estão presentes na oralidade. Na linguagem escrita, para substituir tais recursos, usamos os sinais de pontuação. Estes são também usados para destacar palavras, expressões ou orações e esclarecer o sentido de frases, a fim de dissipar qualquer tipo de ambigüidade. • ponto: Emprega-se o ponto, para indicar o término de um frase. Desejo-lhe uma feliz viagem. Também usado em quase todas as abreviaturas, por exemplo: fev. = fevereiro, hab. = habitante, rod. = rodovia. • ponto-e-vírgula: Joana conseguira enfim realizar seu desejo maior: seduzir Pedro. Não porque o amasse, mas para magoar Lucila. Observe que os dois-pontos são também usados na introdução de exemplos, notas ou observações. • ponto de interrogação: O ponto de interrogação é empregado para indicar uma pergunta direta, ainda que esta não exija resposta: - O senhor não precisa de mim? • ponto de exclamação: O ponto de exclamação é empregado para marcar o fim de qualquer enunciado com entonação exclamativa, que normalmente exprime admiração, surpresa, a)- separar itens enumerados: assombro, indignação etc. A Matemática se divide em: - Viva o meu príncipe! Sim, senhor... Eis aqui um comedouro muito - geometria; compreensível e muito repousante, Jacinto! - álgebra; - Então janta, homem! - trigonometria; (Eça de Queiroz) - financeira. b)- separar um período que já se encontra dividido por vírgulas: • O uso da vírgula: Ele não disse nada, apenas olhou ao longe, sentou por cima da grama; Emprega-se a vírgula (uma breve pausa): queria ficar sozinho com seu cão. a) para separar os elementos mencionados numa relação: • dois-pontos: A nossa empresa está contratando engenheiros, economistas, analistas de Os dois-pontos são empregados para: uma enumeração, citação ou sistemas e secretárias. esclarecimento: O apartamento tem três quartos, sala de visitas, sala de jantar, área de serviço e ... Rubião recordou a sua entrada no escritório do Camacho, o modo porque dois banheiros. falou: e daí tornou atrás, ao próprio ato. Mesmo que o e venha repetido antes de cada um dos elementos da enumeração, Estirado no gabinete, evocou a cena: o menino, o carro, os cavalos, o grito, o a vírgula deve ser empregada: salto que deu, levado de um ímpeto irresistível... Rodrigo estava nervoso. Andava pelos cantos, e gesticulava, e falava em voz (Machado de Assis) alta, e ria, e roía as unhas. Visto que ela nada declarasse, o marido indagou: b) para isolar um chamamento: - Afinal, o que houve?

gírias: Nada pode com a propaganda de “outdoor”. tudo o que tínhamos economizado durante anos. expressão ou palavra: O prêmio foi destinado ao melhor aluno da classe – uma pessoa bastante esforçada.. • Reticências (. h) para indicar a omissão de um elemento da oração: Foi um grande escândalo. isto é. o gênio da pintura italiana. Ricardo. d) para isolar palavras e expressões explicativas (a saber. aquela mexeriqueira do quarto andar. a irmã. ou melhor. ficou presa no elevador.. por exemplo.. felicidade. • Travessão (–) O travessão é indicado para: a) Indicar a mudança de interlocutor em um diálogo: .) São usadas para indicar supressão de um trecho.. nas datas. disse ele. além disso etc. e) para isolar um termo circunstancial antecipado: Lá no sertão. aliás. outras. Ontem à noite. Eles viajaram para a América do Norte. j) para isolar orações intercaladas: Não lhe posso garantir nada. Rafael. o fato é que assim você estará contribuindo para a elaboração deste projeto. Amor. mas do quintal.) E então. Roma. • aspas (“”) São usadas para indicar: a) citação de alguém: “A ordem é que fiquem em silêncio!” b) expressões estrangeiras. . fomos todos jantar fora. Às vezes gritava.. paz. Estão todos cansados. Gostaria de parabenizar a pessoa que está discursando – meu melhor amigo. Respeitosamente.) Onde está ela.00 na reforma do apartamento. b) Separar orações intercaladas.. neologismos.): Gastamos R$ 5. Não se sabe ao certo. as noites são escuras e perigosas. é fantástico. respondi secamente.Não importa. i) após a saudação em correspondência (social e comercial): Com muito amor. interrupção ou dar ideia de continuidade ao que se estava falando: (. c) Colocar em evidência uma frase. venha até o meu gabinete.. cansados de dar dó! g) para isolar. estrebuchava como um animal. Paulo diz que ela se suicidou. .000. Eu gostei da nova casa. nasceu em Santos. o nome do lugar: São Paulo.Cristina.. c) para isolar uma explicação: Dona Sílvia. veio um sentimento de alegria. O filme. a nossa casa.Quais ideias você tem para revelar? . aliás. • Parênteses ( ) São usados quando se quer explicar melhor algo que foi dito ou para fazer simples indicações. O bem que neste mundo mais invejo? O brando ninho aonde o nosso beijo Será mais puro e doce que uma asa? (. 13 de dezembro de 1995. f) para isolar elementos repetidos: O palácio. desempenhando as funções da vírgula e dos parênteses: Precisamos acreditar sempre – disse o aluno confiante – que tudo irá dar certo.Não sei se serão bem-vindas. para o Canadá. desligue já esse telefone! Por favor... o palácio está destruído. 22 de maio de 1995. isto é. que foi um acidente.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful