Você está na página 1de 2

AVALIAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS

QUESTÃO 01 -Constituem fundamentos da República Federativa do Brasil A) o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça, mediante a construção de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, nas ordens interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias. B) a soberania; a cidadania; a dignidade da pessoa humana; os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; o pluralismo político. C) construir uma sociedade livre, justa e solidária; garantir o desenvolvimento nacional; erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. D) independência nacional; prevalência dos direitos humanos; igualdade entre os Estados; defesa da paz; solução pacífica dos conflitos; repúdio ao terrorismo e ao racismo; cooperação entre os povos para o progresso da humanidade.

QUESTÃO 02 - A casa é asilo inviolável do indivíduo, podendo-se penetrar sem consentimento do morador, nas seguintes hipóteses, EXCETO A) durante o dia em caso de flagrante delito ou por determinação judicial. B) a qualquer hora em caso de desastre ou para prestar socorro. C) a qualquer hora por determinação judicial. D) a qualquer hora em caso de flagrante delito ou durante o dia por determinação judicial.

QUESTÃO 03 - Assinale a afirmativa CORRETA: a) É livre a manifestação do pensamento, sendo proibido o anonimato. b) A casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento do morador. c) É livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, devidamente autorizada pelos órgãos competentes. d) A prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva será assegurada conforme os critérios específicos adotados por seus gestores.

QUESTÃO 04 - A lei regulará a individualização da pena e adotará, entre outras, as seguintes, EXCETO: a) perda de bens. b) trabalhos forçados. c) privação ou restrição da liberdade. d) suspensão ou interdição de direitos. QUESTÃO 05 – O prazo de validade do concurso público será:

como “outro”. II. provocando uma indagação.. a desconstrução. preparam-se para as mesmas profissões. discutindo os aspectos distintos do que é ser mulher e ser homem numa sociedade plural e capitalista como a brasileira. via para atingir a sobrevivência. seu contrário e complemento. a revisão e a reconstrução de paradigmas na sociedade contemporânea no que se refere à relação “Homem/Mulher”. deusa. (Clássicos Latino-Americanos). não menos imperiosamente. na aparência física. Garotas e rapazes convivem em salas mistas. anos. sobretudo. usam uniformes idênticos. religião e amante. p. feiticeira ou musa. Quem tem medo da geração shopping? uma abordagem psicossocial. EDUFBA. alternadamente precioso ou nocivo. por igual período. uma reflexão sobre as marcas do feminino. sem prorrogação. outra.] Uma das questões suscitadas pelas transformações dos costumes diz respeito às articulações entre o advento da puberdade e a aquisição do que se costuma chamar “identidade de gênero”. [. sua vaidade. a separa e exclui. prorrogável uma vez. Entre a mulher e nós interpõe-se um fantasma: o de sua imagem. uma imagem deturpada. Salvador: Secretaria de Cultura e Turismo. Rio de Janeiro:Paz e Terra. Elabore um texto dissertativo. por igual período. Seu ser se divide entre o que é realmente e a imagem que faz de si. A mulher é um objeto. como também de poder definir o tornar-se homem ou tornar-se mulher apenas pela aprendizagem. Ao transformá-la em objeto.. conforme aponta Simone de Beauvoir. ano. dos papéis de gênero impostos pelo sistema social. Atualmente é mais fácil verificar que as mudanças biológicas — obviamente manifestas de formas diferentes para o menino e para a menina — não têm gerado os efeitos de outrora em seus comportamentos e. 159-160.. [. desliza esta visão dócil e servil de um corpo que se entrega. anos sem prorrogação. até mesmo. em ser aparte e ao submetê-la a todas as deformações que seu interesse. Se uma parte do nosso ser deseja fundir-se nela. As fronteiras entre os respectivos papéis estão cada vez mais diluídas. o homem transforma-a em instrumento. mas sempre diferente. Sua feminidade nunca se expressa. O labirinto da solidão e post scriptum. Octavio. escola. Não podemos sequer tocá-la como carne que se ignora a si mesma. Estas evidências comprovam a impossibilidade não apenas de atribuir a feminilidade ou a masculinidade às diferenças anatômicas. mas nunca pode ser ela mesma. classe. Uma imagem que lhe foi impressa por família. porque se manifesta por meio de formas inventadas pelo homem. . ou aquisição. porque entre nós e ela. I. a não ser como objeto.. Meio para obter o conhecimento e o prazer. E com a mulher acontece o mesmo: não se sente nem se imagina. Nem é preciso repetir as profundas alterações sofridas pelo papel feminino no decorrer das últimas cinco décadas. Nunca é dona de si. a mulher é ídolo. 1992. prorrogável uma vez. mãe. muitas vezes.] PAZ.a) b) c) d) Até Até Até Até 02 01 03 04 anos. presentes nos textos a seguir. [.. amigas. NASCIMENTO. p. praticam os mesmos esportes.] A mulher sempre foi para o homem “o outro”. 177-178. Angelina Bulcão. Tradução Eliane Zagury. 1999. que servirão de ponto de partida para a sua produção textual. Focalize.. REDAÇÃO Uma leitura mais profunda sobre a temática da mulher revela. da imagem que fazemos dela e da qual ela se reveste. sua angústia e até mesmo seu amor lhe ditam.

:07  .