Você está na página 1de 1

Sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

P ara quem dirige pelo Centro de Santa Maria, eram três si naleiras na Rua Tuiuti (Ria-

chuelo, Acampamento e Serafim Valandro). Com o anúncio da im- plantação de mais dois semáforos na via pela Prefeitura , um na esqui-

na da Rua Floriano Peixoto e outro no cruzamento com a Duque de Ca-

xias, agora são cinco sinaleiras, sen- do três em sequência (Floriano, Valandro e Duque). A pergunta: não

é muito sinal para uma rua secun- dária da cidade? Como uma grande quantidade de

questionamentos de leitores sobre

a eficácia da novidade implantada

pela Secretaria de Controle e Mobi-

lidade Urbana chegou à redação do

Jornal A Razão, a reportagem foi até

a Rua Tuiuti ouvir moradores e mo-

toristas sobre como ficou o trânsito no local (e na cidade) com as mu- danças. E eles gostaram. Dos vinte entrevistados, 16 aprovaram a implantação das no- vas sinaleiras e ressaltaram uma se- gurança maior para quem passa pela via, seja como pedestre ou como motorista. Somente quatro não gostaram das mudanças. “Excelente. Principalmente no cruzamento da Tuiuti coma Duque, que é uma esquina difícil, tanto para pedestres como para quem vem de carro. Tem muito movimento. Acre- dito que agora será mais seguro”, comentou a veterinária Alzira de Lima, moradora da Tuiuti, esquina com a Conde de Porto Alegre.

“Está melhorando para quem di- rige por regrar o fluxo de veículos, mesmo que eu tenha que dar mais voltas de carro para chegar ao meu trabalho. E vai ficar melhor princi- palmente para quem é pedestre: tem mais segurança para atravessar es- tas ruas”, enfatizou a empresária Vanessa Lopes, que tem sua em- presa localizada na Tuiuti, entre a Valandro e a Duque de Caxias.

localizada na Tuiuti, entre a Valandro e a Duque de Caxias. Ontem, funcionários da Prefeitura pintaram

Ontem, funcionários da Prefeitura pintaram as faixas de segurança e

colocaram

placas de sinalização da sinaleira da Tuiuti com Duque

“Era difícil de passar para outro lado da rua antes da implantação

das sinaleiras. Está mais seguro, e muito, para os pedestres. Moro há um ano aqui na Floriano e já notei a diferença: o trânsito está mais re-

grado e organizado”, disse o estu- dante Renan Cassarin, que vive em um apartamento na Floriano Peixo- to, esquina com Tuiuti. “Ficou mais fácil de atravessar estas ruas do Centro. Antes era uma loucura e também bastante pe- rigosos. Não sou motorista, mas para o pedestre ficou muito bom essas sinaleiras”, comentou a es- tudante Leticia de Souza, também moradora da Floriano Peixoto.

O motorista de táxi Carlos Fer-

nades também aprovou as novida- des implantadas pela Secretaria de Controle e Mobilidade Urbana: “A

gente ficava muito tempo parado para poder passar pela Floriano, assim como na Rua Duque de Caxi- as com a Tuiuti. Agora a gente

espera um pouco, mas vai logo. O trânsito desta parte da cidade está mais organizado”, salientou o ta- xista.

O motorista Fernando Ferreira foi

outro que aprovou as sinaleiras da Tuiuti. “Ficou mais seguro passar a pé ou de carro por aqui, mesmo com as três sinaleiras. Era muito perigo- so”. Quem não gostou dos novos se-

máforos foi o professor de Letras Fernando Rey: “Acho um exagero estas três sinaleiras. O trânsito da cidade já não anda mais, principal- mente nos horários de pico, e com

essas paradas todas, acho que vai ficar tudo mais preso ainda por aqui.

E o pessoal não está sabendo se

guiar com tanta troca de placa de sinalização pelas ruas. É muita mu- dança. Umas boas e outras ruins, como essa”, protestou. Quem explica as razões para a

implantação das sinaleiras na Tuiuti

é o secretário de Controle e Mobili- dade Urbana, Marcelo Bisogno: “A implantação dessas sinaleiras tem três objetivos. O primeiro é segu-

rança, tanto de pedestres como de motoristas. Estatísticas apontam que os cruzamentos da Tuiuti com

a Floriano e da Tuiuti com a Duque

de Caxias estão entre os dez com

mais acidentes, feridos e mortes no trânsito santa-mariense. Segundo, ordenar e proporcionar maior fluxo

no trânsito do centro da cidade, já que essas mudanças fazem parte da Operação Presidente Vargas,

onde usamos ruas secundárias,

como a Tuiuti e a Duque de Caxias, para desafogar as vias principais.

E terceiro, dar rapidez para quem

vem da Zona Norte de Santa Maria em direção ao Hospital de Carida-

de ou às rodovias que passam ao sul do município”.

Fotos: Gilvan Peters/ARazão

passam ao sul do município”. Fotos: Gilvan Peters/ARazão “Já notei a diferença: o trânsito está mais

“Já notei a diferença: o trânsito está mais regrado e organizado”, diz o estudante Renan Cassarin, que vive em um apartamento na Floriano

Renan Cassarin, que vive em um apartamento na Floriano “Está melhorando para quem dirige .Vai ficar

“Está melhorando para quem dirige .Vai ficar melhor para os pedes- tres: tem mais segurança”, enfatiza a empresária Vanessa Lopes

tem mais segurança”, enfatiza a empresária Vanessa Lopes “Excelente. Principalmente na Tuiuti com a Duque, que

“Excelente. Principalmente na Tuiuti com a Duque, que é uma esquina difícil, tanto para pedestres como para carros”, diz a veterinária Alzira

Rua Motorista Mariano, no Bairro Dores, tem sentido único desde ontem

A Secretaria de Controle e Mo- bilidade Urbana esteve durante toda a quinta-feira atuando em três importantes frentes de trabalho. Ao meio-dia foi concluída a se- gunda etapa da Operação Dores- Medianeira, com a inversão da Rua Motorista Mariano, ao lado do Royal Plaza Shopping, no Bairro Nossa Senhora das Dores, que passou a ter sentido único centro- bairro. Também foram realizadas as instalações de novos abrigos de ônibus, em frente ao Residen- cial Videiras. Em relação à alteração no senti- do da Rua Motorista Mariano, o titular da pasta de Controle e Mo- blidade Urbana, Marcelo Bisog-

no, explicou que quem desce ao lado do shopping, em direção ao Fórum, não terá mais o acesso por esta via para chegar à Avenida Nossa Senhora das Dores. Bisog- no ressalta que as mudanças já estavam previstas dentro do estu- do para a implantação do projeto Dores-Medianeira, como uma com- plementação das alterações efetu- adas em frente à Igreja das Dores.

O secretário também salienta-

que a ação irá terminar com o con- flito de entrada e saída do Royal e

com o risco de acidente para quem sai do centro de compras em dire- ção à Avenida Nossa Senhora das Dores. Abrigos de ônibus - A ocupa-

ção dos 420 apartamentos do Re- sidencial Videiras, localizado na Rua Venâncio Aires, no Bairro Passo D´Areia, gerou a necessi- dade de novos abrigos de ônibus

no local. A medida, uma reivindi-

cação dos moradores que passa- ram a residir no conjunto habitaci- onal, foi implementada pela

Prefeitura, que já instalou dois no- vos abrigos de ônibus em frente

ao residencial. Outro local que tam- bém recebeu novos abrigos de ônibus foi a Rua Padre Caetano,

ao lado da Igreja das Dores. “É o

terminal do Campestre Menino Deus, das linhas da Região Ferro- viária”, acrescenta o secretário Bi- sogno.

Divulgação/A Razão
Divulgação/A Razão

Ao meio-dia de ontem foi concluída a segunda etapa da Operação Dores-Medianeira, com a inversão da Rua Motorista Mariano, ao lado do Royal Plaza.