Você está na página 1de 60
CADERNO DE EXERCÍCIOS DE CIRCUITOS ELÉTRICOS II - 2008 Visão Geral Este material é formado

CADERNO DE EXERCÍCIOS DE CIRCUITOS ELÉTRICOS II - 2008

Visão Geral

Este material é formado por exercícios e laboratórios referentes à disciplina de circuitos elétricos II. Este material é formado por:

Lista de exercícios I: Nesta lista você encontrará exercícios sobre circuitos com excitação sinusoidal. Lista de exercícios II: Trata-se da lista de exercícios de Circuitos no domínio

freqüência sobre ressonância.Observe que esta lista contém exercícios resolvidos

que a lista I e II mais os exercícios de Séries de Fourier compõe o conteúdo da G1. Lista de exercícios III: Esta lista de exercícios é composta por problemas de Transformada de Laplace, Funções de Transferência e diagramas de Bode. Esta lista contém material para a G2. Lista de exercícios IV: Esta lista contém uma série de exercícios organizados por área. Entretanto todas as áreas do curso são contempladas Apesar do esforço empreendido no sentido de melhorar e consertar possíveis erros nas questões, ainda é possível que eles existam. Portanto, se você for tentar resolver o circuito, e verificar algum problema, por favor me comunique para no futuro possamos ter um material completamente livre de erros.

Observe

Observamos ainda que a muitos exercícios foram copiados de fontes diversas como livros, conforme bibliografia citada no final, de notas de aulas em outros cursos (Agradecimentos especiais ao prof. Kauer - UFRGS), entre outros.

Lembramos ainda, que apesar de ser um valioso material de apoio, o livro texto não é dispensável. É necessário e obrigatório que todos os alunos que aspiram por um título de Engenharia possuam cultura para tal. A busca de informações em livros texto fixará os tópicos que foram vistos em aula e abrirá os horizontes para muitos outros detalhes que não são comentados por limitação de tempo.

Valner Brusamarello – Professor Dr. Em Engenharia

1) Lista I Determine a impedância Z de modo que I2=10 | 0_ Resposta: 5+j0,8

1)

Lista I

Determine a impedância Z de modo que I2=10 | 0_

1) Lista I Determine a impedância Z de modo que I2=10 | 0_ Resposta: 5+j0,8 2)

Resposta: 5+j0,8

2)

Determine Vab = E2

modo que I2=10 | 0_ Resposta: 5+j0,8 2) Determine Vab = E2 Resposta: 10 | 150

Resposta: 10 | 150

3)

Sabe-se que | I | = 20, | Vab | = 100,

| Va’b’|= 200, X=2R , determine R, R1 e X

10 | 150 3) Sabe-se que | I | = 20, | Vab | = 100,

Resposta: 3,5,6

4)

E=-300sen(100t -20) I=20sen(wt-146,9). Determine R e X

4) E=-300sen(100t -20) I=20sen(wt-146,9). Determine R e X Resposta: R=4 X=C=1250 uF 5)Determine o ganho de

Resposta: R=4 X=C=1250 uF

5)Determine o ganho de tensão: (Vcd)/ (Vab)

R=4 X=C=1250 uF 5)Determine o ganho de tensão: (Vcd)/ (Vab) Resposta: -((4/41) + (5/41)j) 6) E

Resposta: -((4/41) + (5/41)j)

6) E = 10

(Vcd)/ (Vab) Resposta: -((4/41) + (5/41)j) 6) E = 10 2 cos ( 50 t −

2 cos(50t 45)

i = −10sen(100t 60). Determine Vz para a) Z=400 mH b) Z=200 mH c) Z=RC série

R=30 C=333 uF

Vz para a) Z=400 mH b) Z=200 mH c) Z=RC série R=30 C=333 uF Resposta: a)

Resposta:

a) 200

Z=400 mH b) Z=200 mH c) Z=RC série R=30 C=333 uF Resposta: a) 200 2 cos

2 cos(100t 15)

c) 120cos(100t 60)

7)

E = A cos(10t + θ ). A1, A2 e V são instrumentos ideais que medem o módulo das grandezas I e V. V=200, A1=7, A2=15. Determine R e L

das grandezas I e V. V=200, A1=7, A2=15. Determine R e L Resposta: 1/3, 1/40 8)

Resposta: 1/3, 1/40

8)

Eo está adiantada de 90 graus em relação a I1. a) Calcule Xc Equivalente Thevenin:

em relação a I1. a) Calcule Xc Equivalente Thevenin: b) Determine o Resposta: -10, Et=10jI1, Zt=0

b) Determine o

Resposta: -10, Et=10jI1, Zt=0

9)

Qual a natureza e os valores de X que tornam nulo o ângulo de fase da corrente I1? X= L,R ou C

tornam nulo o ângulo de fase da corrente I1? X= L,R ou C Resposta: 1 ou

Resposta: 1 ou 9 (indutivo)

10) A tensão Vab= 44,721 | 26,6. que |Vab|=50

Determine um elemento X para colocar em a e b para

Resposta: -10 11) Determine I conhecendo as equações do quadripólo: V 1 = 141,4 ∠

Resposta: -10

11) Determine I conhecendo as equações do quadripólo:

V

1

=

141,4

53,1 o

V = 1j I + 2 j I

1

1

(

)

(

)

2

V 2

=

(

4 + 3 j I

)(

1

+ 10 + 8 j I

)

2

) ( ) 2 V 2 = ( 4 + 3 j I )( 1 +

Conferir!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Resposta : 125

2
2

180 º

12) Para o circuito abaixo , determine Vac , Z e XL , sabendo que I=3+j4 , V=5

40

, determine Vac , Z e XL , sabendo que I=3+j4 , V=5 40 2 ∠

2 45º .

e E=

, Z e XL , sabendo que I=3+j4 , V=5 40 2 ∠ 45º . e

Resposta : Z=3,45 ∠ − 84,2º

Resposta : 25 ∠ 0 1) Determine o elemento X ( R , L ou

Resposta : 25 0

1)

Determine o elemento X ( R , L ou C ) de modo que a corrente I estaja em fase com E

( R , L ou C ) de modo que a corrente I estaja em fase

Resposta : capacitor , XC = -1

16) Desenhe o lugar geométrico ( 20 cm ) da Io quando ω

16) Desenhe o lugar geométrico ( 20 cm ) da Io quando ω varia de 0

varia de 0 a infinito.

Resposta : 17) I 1 = I 2
Resposta :
17)
I
1
=
I 2

, sabendo que Ι 1 esta adiantada em relação a Ι 2 , determine Z.

Resposta : R=5 Xc=5 2 -1 18) Traçar o Locus para Zab , indicando 5

Resposta : R=5 Xc=5

Resposta : R=5 Xc=5 2 -1 18) Traçar o Locus para Zab , indicando 5 pontos

2 -1

18) Traçar o Locus para Zab , indicando 5 pontos entre C=0 e C=

o Locus para Zab , indicando 5 pontos entre C=0 e C= ∞ Resposta : 19)

Resposta :

19) E1 esta em fase com E , sabendo que a leitura do voltímetro é 60V , determine E1 , E e

X

: 19) E1 esta em fase com E , sabendo que a leitura do voltímetro é

Resposta : X=Xc=1,25

20) I V1I = I V2I = I V3I = 100

e

Ι =10 ∠ − 30 , determine Z2 e Z3

= I V3I = 100 e Ι =10 ∠ − 30 , determine Z2 e Z3

Resposta : Z2 = j XL = j 10

21)

I 1
I
1

=

Z3 = 10 ∠ − 30

= 3,67 – j 5

I 2
I 2

e Vac atrsada de 45º em relação a Ι , determine R e XL

e Vac atrsada de 45º em relação a Ι , determine R e XL Resposta :

Resposta : Xl=1,5 R=1,5

22) Traçar o Lócus de V quando L varaia de 0 a infinito .

22) Traçar o Lócus de V quando L varaia de 0 a infinito . Resposta :

Resposta :

23) Traçar o Lócus de V quando C varaia de 0 a infinito

Resposta : 24) Traçar o Lócus de Ι c quando Xc varia de 0 a

Resposta :

24) Traçar o Lócus de Ι c quando Xc varia de 0 a infinito.

Traçar o Lócus de Ι c quando Xc varia de 0 a infinito. Resposta : 25)

Resposta :

25) No circuito abaixo, sabe-se que a fonte é Eθ e que a corrente deve ser i θ (mesma fase que a tensão). Na figura pode-se ainda ver um indutor variável e dois voltímetros. Sabendo que a tensão medida pelo voltímetro V1 é o dobro da tensão medida pelo voltímetro V2, calcule um valor para X e Y que atenda a especificação.

26) No circuito abaixo, Calcule ao menos 6 pontos e desenhe o LOCUS da tensão

26) No circuito abaixo, Calcule ao menos 6 pontos e desenhe o LOCUS da tensão nos pontos AB

menos 6 pontos e desenhe o LOCUS da tensão nos pontos AB 27) No circuito abaixo,

27) No circuito abaixo, sabe-se que o voltímetro indica 12 V. Sabe-se ainda que o amperímetro indica 3 A e que esta corrente está 90º atrasado da tensão medida no voltímetro.Determine o valor e a natureza do componente X e o módulo da fonte E

90º atrasado da tensão medida no voltímetro.Determine o valor e a natureza do componente X e
Lista II Lista de exercícios de Circuitos no domínio freqüência sobre ressonância. 1) Em um

Lista II

Lista de exercícios de Circuitos no domínio freqüência sobre ressonância.

1)

Em um circuito RLC série:

sobre ressonância. 1) Em um circuito RLC série: Resposta: Represente graficamente o módulo e fase de

Resposta:

Represente graficamente o módulo e fase de Z em função de ω com ω variando de 0,8ω 0 a 1,2ω 0 .

 

1

, com L=5mH e C=12,5µF. Portanto ω 0 =4000 rad/s.

 

ω = ω

0

=

LC
LC

X

 

L

=

4000 5

 

10

3

20

 

X C

 

1

4000 12,5

 

10

6

20

L 0

=

ω

0

×

 

=

 

,

0

=

C

=

×

 

=

 

ω

0

 

Z

0

= 10 | 0º

 

X

L

L

= ω

,

X C

=

1

C

ω

,

X

L

X

L 0

=

ω

ω

0

 

ω

 

X

L

   

X

C

 

Z

 

3200

   

16

   

25

   

10-j9

13,4|-42º

3600

18

 

22,2

10-j4,2

10,8|-22,8º

4000

20

 

20

10

10|0º

4400

22

 

18,2

10+j3,8

10,7|20,8º

4800

24

16,7

10+j7,3

12,4|36,2º

2)

Aplicando V=100|0º ao circuito anterior, achar tensão em cada elemento para ω=3600,4000 e 4400. Traçar diagrama de fasor tensão em cada ω.

Resposta:

Para ω=3600 , I=9,26|22,8º

V R =96,2|22,8º , V L =167|112,8º

,

VC=206|-67,2º

Para ω=4000

V R =100|0º , V L =200|90º

,

V C =200|-90º

Para ω=4400

V R =93,4|-20,8º , V L =206|69,2º

,

V C =170|-110,8º

3) Em um circuito série com R=5, L=20mH e um C variável aplica-se V=Acos(1000t). Determine C para obter a ressonância.

Resposta:

=

1

ω

L

ω

C

. Portanto,

C

=

1

L

ω

2

= 50

F

µ

4)V=10cos(1000t)

L ω C . Portanto, C = 1 L ω 2 = 50 F µ 4)

Ajustar L até tensão em R ser máxima. Calcule tensão em cada elemento.

NOTA: na ressonância ocorre a máxima corrente na parte real, e portanto a tensão no resistor é máxima.

Resposta:

X C

=

1

C

ω

= 50

, portanto, X L =50

I

V

= =

Z

10 | 0º 5 | 0º

=

2 | 0º A

e V R =10|0º , V L =100|90º

,

V C =100|-90º

5)Calcule ω 0 , ω 1 e ω 2 .

0º = 2 | 0º A e V R =10|0º , V L =100|90º , V

Resposta:

1 ω = = 224 rad s / . 0 LC Sabemos que em ω
1
ω
=
=
224
rad s
/
.
0
LC
Sabemos que em ω 1
I =

Z

= 100

(

j X

C

X

L

I

0

2 2
2
2

. O módulo de Z é w 2Z 0 ou |Zω 1 |=100w 2

| Θ

com Θ = -45º

) = 100

Sabemos que Θ é negativo também porque em ω 1 prevalece suscetância capacitiva.

X

C

X

L

= 100

e

1

ω

1

C

ω

1

L

=

100

1

ω

=

145

/

rad s

Para a freqüência superior a análise é semelhante e Θ = +45.

X

L

ω

0

=

X

C

= 100

e

ω

2

é semelhante e Θ = +45. X L ω 0 − = X C = 100

ω

0

=

L

1

ω

2

C

=

224 rad / s

100

ω

2

=

345

/

rad s

6)Mostrar que ω 0 , a freqüência de ressonância de um circuito RLC série é a média geométrica de ω 1 e ω 2 , freqüências de ½ potência inferior e superior.

Resposta:

NOTA: Como no problema 5, o módulo da impedância em ω 1 e ω 2 deve ser w 2 vezes o módulo de Z em ω 0 .

Z = R ± j ( X X

L

C

)

, para ω 1 a suscetância é capacitiva e para ω 2 ela é indutiva.

1

1

ω

1

C

ω

2

C

ω

1

L

=

ω

2

L

, multiplicando por C e fazendo 1/LC=ω 0 ².

1

ω 1 1

ω

2

=

ω ω 1 2
ω ω
1
2

ω 1 ω

0

2

ω

0

2 ω

2

0

ω

=

7)Aplica-se uma tensão V=100|0º com freqüência variável no circuito:

uma tensão V=100|0º com fr eqüência variável no circuito: Resposta: Achar a tensão máxima no indutor

Resposta:

Achar a tensão máxima no indutor variando ω

2 ⎛ ⎞
2
⎛ ⎞

Z

=

R

2

+

⎝ ⎠

⎜ ⎜ −

1

ω

C

ω

L

Fazendo a derivada

dV

L

=

d

,

V I = Z
V
I
=
Z

LV R

ω

2

+

ω

2

L

2

,

2

V = Z ⋅ I L L
V
=
Z
I
L
L
−1 2 1 ⎞ + ⎟ 2 2
−1 2
1
+
2
2

L C

ω

C

 

(

R

2

+

ω

2

2

L

2

d

ω

L + 1 C
L
+
1
C

ω

2

C

2

d ω

1 ) 2 1 ( 2 2 2 L LV − ω L R +
1
)
2
1
(
2
2
2
L
LV
ω
L
R
+
ω
L
2
+
1
2
C

ω

2

C

2

) 1 ( 2 2 2 L 2 ω − ω
)
1 (
2
2
2 L
2
ω
ω

2

C

2

)

 

R

2

+

2

L

2

2

 

Fatorando

LV R

2

+

ω

2

L

2

2

ω

1 L + C 2 2 ω C
1
L
+
C
2
2
ω
C

− 1 2
1
2
L 1 + C ω
L
1
+
C
ω

2

C

2

e fazendo o numerador igual a zero:

 

R 2

2

L 2 + C ω
L
2
+
C
ω

2

C

2

= 0

,

ω =

2 1 = 2 2 2 LC − R C LC
2 1
=
2
2
2 LC
− R C
LC
2 2 R C 2 − L
2
2
R C
2 −
L
 

Como

ω

0

L

=

1

2

=

L

Q =

,

Q

0

2

 
 

R

ω

0

CR

R C

E finalmente

ω =

35,4

2 1 2 Q 0 ⇒ ω 2 LC 2 Q − 1 0 V
2
1
2
Q
0
⇒ ω
2
LC
2
Q
− 1
0
V
=
115,5
V
L
max

= 1414

/

rad s

 

Z

=

50

+

j

 

8) Determinar ω 0 do circuito.

50 + j   8) Determinar ω 0 do circuito. Resposta: Y T = ⎛  

Resposta:

Y

T

=

 

1

=

R

L

+

ω

L

R

L

+

ω

j C

R

L

2

+

ω

2

2

L

j

ω

C

R

L

2

+

ω

2

2

L

⎟ ⎠

Na ressonância:

ω

0

C =

2 1 R C L 1 − LC L
2
1
R C
L
1 −
LC
L

ω

0

L

R

2

+

ω 2

2

L

=

L

ω

0

Se R L do indutor é pequena, ω 0 será aproximadamente LC 1

indutor é pequena, ω 0 será aproximadamente LC 1 . 9) Determine ω 0 . Se

.

9) Determine ω 0. Se o resistor do braço RC aumentar, qual o valor máximo para que continue existindo ressonância?

o valor máximo para que continue existindo ressonância? Resposta: ω 0 = 1 LC 2 L

Resposta:

ω

0

=

1

LC
LC
2 L − R L C 2 L − R C C
2
L
R L
C
2
L
R C
C

= 4540

/

rad s

Nota: O numerador dentro do radical tem para valor 30 – 50 = -14. Portanto, para que

exista raiz real, o denominador deve ser negativo.

medida que R C se aproxima de 7,07, ω 0 tende ao infinito. Se R L aumentar, ω 0 tende a 0,

à medida que R L tende a 7,07.

2 <

L C
L
C

R C

ou Rc < 7,07. A

10) Achar os valores de L para os quais o circuito é ressonante em ω = 500.

de L para os quais o circuito é ressonante em ω = 500. Resposta: Y =

Resposta:

Y

=

1

1

+

2 +

jX

L

5

j

10

NOTA: para retirar o termo imaginário do denominador, multiplica-se a fração pelo seu conjugado.

L=2,43mH ou 0,066mH

11) Determinar C para que o circuito seja ressonante em ω = 5000.

C para que o circuito seja ressonante em ω = 5000. Resposta: Y =   1

Resposta:

Y

=

 

1

1

 

+

8

+

j

6

8,34

jX

C

X C = 8,35

.

C=24µF

12) Determine R L e R C que tornam o circuito ressonante em todas as freqüências.

que tornam o circuito ressonante em todas as freqüências. Resposta: 2 − L 1 R L

Resposta:

2 − L 1 R L C ω = 0 2 LC − L R
2
− L
1
R L
C
ω
=
0
2
LC
− L
R C
C
R L = R C = 5 Ω.

, ω 0 pode ter qualquer valor se R L 2 = R C 2 = L/C

Verifique o resultado para ω variável.

13) Mostrar que num circuito RLC série

Q

0

=

ω 0

L

f

0

=

R β

Resposta:

Nas freqüências de meia potência, ω 1 e ω 2 , a reatância é igual a resistência em f 1 reatância capacitiva > reatância indutiva e em f 2 o inverso.

1 − 2 π f L = R , Como 1 2 π f C
1
2
π
f L
=
R
,
Como
1
2
π
f C
1
L
ω
L
0
Q
=
f B
=
2 π
f
=
.
0
0
0
R
R

B = f f e

2

1

B

=

R

2π

L

, então:

14) Calcular Q de um circuito série empregando cada uma das equações equivalentes para Q 0 .

Resposta: f ω L 1 0 Q 0 , R . Q 11,2 0 =
Resposta:
f
ω
L 1
0
Q
0
,
R
.
Q
11,2
0 =
0 =
B
, ω
RC
0

15) Determinar R L que leva à ressonância e representar o LOCUS de Y e explicar o resultado.

e representar o LOCUS de Y e explicar o resultado. Resposta: Não há ressonância possível, pois

Resposta:

Não há ressonância possível, pois o LOCUS não corta o eixo real!

16) Três estações de rádio transmitem em 3 freqüências: 700kHz, 1000kHz e 1400kHz. A antena de um receptor recebe todos os sinais,por isso sua saída contém:

V

e

( )

t

=

sen(2

π

7

10

5

t +

135º)

+

sen(2

π

10

6

t

)

+

sen(2

π

1,4 10

6

t +

300º)

Considere o problema de sintonizar na estação que transmite em 100kHz. O receptor deve eliminar o 1º e o 3º termo de V e (t) e sua saída deve ser:

V

s

(t )= A

(

sen 2π 10

6

t + Θ)

O receptor deve ser baseado em um circuito ressonante tendo:

ω 0 =2πx10 6 = 6,283x10 6 rad/s e Q = 15.

Ao invés de um indutor real, utiliza-se um indutor simulado implementado com OPAMP.

utiliza-se um indutor simulado implementado com OPAMP. Utilize o circuito ressonante paralelo: Resposta: i 1 R

Utilize o circuito ressonante paralelo:

com OPAMP. Utilize o circuito ressonante paralelo: Resposta: i 1 R R = V f ,

Resposta:

OPAMP. Utilize o circuito ressonante paralelo: Resposta: i 1 R R = V f , L

i

1

R

R

= V

f

,

L =

C R R R

2

1

3

5

R

4

.

Faço C=0,001 µF

1 1 L = = = 25,33 µ H 2 C ( 6 ) 2
1
1
L
= =
= 25,33
µ
H
2 C (
6 )
2
ω
− 9
6,285 10
10
0
− 6
L
25,33 10
R
= Q
= 15
=
2387 Ω
− 9
C
10

Para L: Faço C 2 = 0,001µF, R 1 = 1,5k= R 3 , R 4 = 80ke

R

5

=

R L

4

C R R

2

1

3

= 900

Lista III CIRCUITOS II 1) Um sistema estava em repouso no inst ante t =

Lista III

CIRCUITOS II

1) Um sistema estava em repouso no instante t = 0. Quando é excitado p/ e(t) =

5e 2t (cos2t)

tem uma resposta r(t) = [ 3e -8t + e -2t ( 7 cos 2t –2 sen 2t ) ] U -1 (t) Determine a resposta em RP utilizando fasores para uma excitação de e = 802 sem (8t + 51,87 )

2) Um circuito apresenta o diagrama abaixo :

a) determine a resposta a excitação e = 19,8 U -1 (t)

b) determine a resposta em RP a excitação e = 200 cos (4t + 10°) + 92 sem 4000 t

em RP a excitaçã o e = 200 cos (4t + 10°) + 92 sem 4000

3) O circuito estava em RP , em t = 0 fecha o interruptor . determine is(t)

R : [ 50 t + 125 – 25 e -2t + 100 e -5t
R : [ 50 t + 125 – 25 e -2t + 100 e -5t ]U -1 (t)

4) Ocircuito estava em repouso , para t<0 . Determine a corrente na indutância . O interruptor fecha em to =5,6

4) Ocircuito estava em repouso , para t<0 . Determine a corrente na indutância . O

R :

Onde t`= t – 5,6

i(t) = [8 ( 1- e -t/8 ) ] [ U -1 (t) – U -1 (t – 5,6) ] + [ 8 – (t`- 4 )e -t/ 8 ] U-1(t)

5) Ocircuito estava em repouso , para t<0 . Determine a corrente “ i ”

t =0 , fecha a chave S1 t = π / 20 , fecha a
t
=0 , fecha a chave S1
t
= π / 20 , fecha a chave S2

i(t) = [ 8 – e -5(t π/20) ( 24 ( t – π/20 ) + 5,6 ]U -1 (t – π/20 )

6) O circuito estava em RP e em t = 0 a chave é fechada . Determine a tensão no capacitor

t = 0 a chave é fechada . Determine a tensão no capacitor Vc = [40

Vc = [40 (1 – e -2t ) – 10 ] U -1 (t)

7) O circuito estava em RP e em t = 0 a chave é fechada . Determine “ ir (t)”

RP e em t = 0 a chave é fechada . Determine “ ir (t)” I

I R (t) = [ 2 – e -2t ( 6 cos 1,5 t + 4 sem 1,5 t ) ] U -1 (t)

8) O circuito estava em repouso , para t = 0 determine “ iL (t)”

9) Para t = -10 o circuito a tingiu o RP , em t =

9) Para t = -10 o circuito atingiu o RP , em t = 0 a chave é aberta , em t = 0,35 a chave é fechada . Calcule Vc (t) e Vr (t)

, em t = 0,35 a chave é fechada . Calcule Vc (t) e Vr (t)

10) Calcule Vc (t).

é fechada . Calcule Vc (t) e Vr (t) 10) Calcule Vc (t). 11) Desenhe as

11) Desenhe as curvas de resposta em freqüência , amplitude e fase para:

H (s) =

32 S ( S + 50 )

( S + 0,2 ) ( 5 S 2 + 80 S + 8000 )

12) Trace as curvas de resposta em freqüência para um circuito que tenha

Zeros :

Z1 = -100

Z2 = -500

Pólos :

P1 = -10

P2 = -1000

P3 = -1000

Sabe-se que para e (t) = 100 cos ( 300 t + α ) a resposta

em RP é

10 sem ( 300 t + β )

13) Determine H(s) sabendo que a mesma é uma função de fase mínima ( sem pólos e zeros no SPD )

14) O cicuito tem fase mínima a) Determine H (s) b) qual a resposta a

14) O cicuito tem fase mínima

a) Determine H (s)

b) qual a resposta a excitação 100 cos 4 t + 0,1 sen ( 4000 t + 20° ) em regime

permanente à excitação 10 U -2 (t) ?

) em regime permanente à excitação 10 U - 2 (t) ? 15)Traçar curvas de resposta

15)Traçar curvas de resposta em freqüência

H1(s) =

H2(s) =

10 4 ( S + 1 )

S ( S 2 + 5S + 100 )

2 ( S + 5 )

S ( S 2 + S + 10 )

16) Determine as funções de transferência ( fase mínima )

2 ( S + 5 ) S ( S 2 + S + 10 ) 16)

17) Calcule e(t) por TL

18) Trace as curvas de Bode para a impedância de entrada Z(s)
18) Trace as curvas de Bode para a impedância de entrada Z(s)
Trace as curvas de Bode para a impedância de entrada Z(s) 19) Determine R1 , R2

19) Determine R1 , R2 e C para que o circuito apresente o diagrama .

R1 , R2 e C para que o circuito apresente o diagrama . R: R1=90, R2=11,25

R: R1=90, R2=11,25 C=8/8100 F 20) O sistema “A” esta no estado 0 quando e (t) = U o

R(s) = 64.10 3 ( S/2.102) 2 .( 4S 2 + 16000S + 4.10 10 )

( S + 8.10 2 ) . ( 5S 3 + 60000S 2 + 16.10 7 S )

a) trace as curvas de Bode e determine k` freqüência de corte das assíntotas e ξ

b) trace as assíntotas e esboce a curva

H(s) =1/100 . S 2 [ ( S/10 4 ) 2 – 0,06 S/10 4 + 1 ) ] ( 1/400 +1 ) 2 ( S/800 + 1 ) 2

20) Um sistema estava em repouso no tempo t para a excitação e(t) = 5 U -1 (t) , possuindo a seguinte resposta :

R(S) =

8 S 2 ( 4 S 2 + 16000 S + 4.10 10 )

Desenhe o :

a) diagrama de pólos e zeros da função de transferência H(S)

b) calcule K`

c) trace as curvas de Bode de H(S) , E(S) = S/S

1) Lista IV No circuito abaixo, determine o valor de X, sabendo que o voltímetro

1)

Lista IV

No circuito abaixo, determine o valor de X, sabendo que o voltímetro indica 75

V e que a tensão nos pontos a e b vale

voltímetro e a tensão Vab estão em fase.

V

=

400

V, sabendo que a tensão do

ab

Vab estão em fase. V = 400 V, sabendo que a tensão do ab 2) R.:

2)

R.:

X = 5

(3,5 Pt) No circuito abaixo, V 1 = 250V V 2 = 150V ,

está atrasada de 36,87º com relação a

V

ac

= V

R1

, sendo que V

ac

R ,

1

R

2

e

X

2

V

ab

. Determine

2 = 150 V , está atrasada de 36,87º com relação a V ac = V

3)

(3,5 Pt) No circuito abaixo, determine o módulo da fonte de tensão E, e a impedância Z (módulo e fase ou sua forma retangular), sabendo que a tensão nos pontos a b possui a mesma fase que a tensão E, e ainda que o voltímetro indica 300 V.

que a tensão E, e ainda que o voltímetro indica 300 V. 4) Sabe-se que o
4) Sabe-se que o voltímetro indica 70 V e que a tensão Eo está 30°
4)
Sabe-se que o voltímetro indica 70 V e que a tensão Eo está 30° adiantada em
relação a E. Calcule X, Eo e E
± ±
jX
jX
5 5
3
3
E E
θ
θ
5)
(4 Pt) No circuito abaixo sabe-se que
V
= 50 sen 10 t
(
5
)
(
5
,
V
= −60 sen 10 t
)
,
1
2
25
(
4
I = −10cos 10 t
)
,
V
=
8
5
sen ωt +
(
116,57º)
. Sabe-se ainda que
C =
µ F .
cd
9

Determine R e x (R , L ou C).

j 5 3
j 5
3

6)

Sabendo que a fonte de corrente

I (t ) = 10 sen (1000t + 20º ) e que a corrente

1

it( ) = 1,6cos(1000t + 73,1º ) , determine os valores de R e X.

1,6cos(1000 t + 73,1º ) , determine os valores de R e X. 7) (3,5 Pt)

7)

(3,5 Pt) No circuito abaixo, determine o módulo da fonte de tensão E, e a impedância Z (sabe-se que Z = X 60º , onde X é uma constante a determinar), e o valor da constante A, sabendo que o amperímetro A indica 15 A e que o voltímetro indica 75 V. Sabe-se ainda que o ângulo α está 60º adiantado em relação a Vab Observe que é dada a tensão sobre Z no circuito.

a Vab Observe que é dada a tensão sobre Z no circuito. R.: E = 420

R.:

E
E

=

420

, Z =

3 += 3

3 +=3

3.4641 60° , A = 2.5

8)

(10/3 Pt) No circuito abaixo, sabe-se que os componentes R e X.

V AB

=

20

8) (10/3 Pt) No circuito abaixo, sabe-se que os componentes R e X. V AB =

2 cos(

ωt +

45º)

. Determine

9) R=6 X=12 (capacitivo) (10/3 Pt) No circuito abaixo, sabe-se que ( ) i 1

9)

R=6 X=12 (capacitivo)

(10/3 Pt) No circuito abaixo, sabe-se que

( )

i 1 (t ) = 5 sen (400t 17º ) . Determine

i

F

t

V

2

(

=−40cos 100t 80º

)

, utilizando fasores.

e

V 2 ( =− 40cos 100 t − 80º ) , utilizando fasores. e 10) (3,5

10) (3,5 Pt) No circuito abaixo, sabe-se que o voltímetro V indica 225

2 V. Sabe-se

2 V. Sabe-se

 

ainda que este voltímetro está defasado 180° com a corrente i.Determine o valor

dos componentes R eX. consertar!!!!!!!!

 
valor dos componentes R eX. consertar!!!!!!!!   11) No circuito abaixo, os valores dos cap acitores

11) No circuito abaixo, os valores dos capacitores e indutores estão em F e em H respectivamente. Sabendo que o amperímetro indica 10 A e o voltímetro 150 V, e sabendo ainda que a tensão Vab e a corrente no amperímetro estão em fase, determine o valor e a natureza de X.

12) No circuito abaixo, a fonte de tensão é V = Asen ( 1 0

12) No circuito abaixo, a fonte de tensão é V = Asen (1000t +θ ) . Determine Z para que a corrente i tenha ângulo θ.

. Determine Z para que a corrente i tenha ângulo θ . 13) (3,5 Pt) No

13) (3,5 Pt) No circuito abaixo, sabe-se que os amperímetros A1 e A2 indicam o mesmo valor. Sabe-se ainda que I2 está adiantada de 90º em relação a I1. Determine a impedância Z.

de 90º em relação a I1. Determine a impedância Z. 14) No circuito abaixo sabe-se que

14) No circuito abaixo sabe-se que

V = 2 I r
V
= 2
I
r

. Sabe-se ainda que V r está 90° atrasada

em relação a I. Determine R e X (veja que X é um R,L ou C puro):

V r está 90 ° atrasada em relação a I. Determine R e X (veja que

R: R=8 X - capacitor =-4

15) Para o circuito abaixo:

a. Desenhe o Locus da admitância para o circuito em ω = 5000 rad s .

b. Calcule L para ressonância.

= 5000 r a d s . b. Calcule L para ressonância. R: b) para a
= 5000 r a d s . b. Calcule L para ressonância. R: b) para a

R: b) para a ressonância L1=64 uH ou L2=2,43 mH

16)

Para o circuito a:.

a. Desenhe o locus da admitância Y visto dos pontos indicados, para a variaç~~ao da freqüência ω

b. Considere agora que ω = 5000 rad/s leve a ressonância. Calcule C para este caso

c. No circuito b, desenhe o locus da freqüência (Diagrama p olar), para tensão de saída Vab.

freqüência (Diagrama p olar), para tensão de saída Vab. 17) (3,5 Pt) . a. b. c.

17) (3,5 Pt)

.

a.

b.

c.

Faça o gráfico do locus (diagrama do lugar geométrico) para variação de

R no circuito 1. Determine o valor de R que acarretará (se for possível) a

ressonância em paralelo para o circuito 1.

.Calcule o Q do circuito equivalente paralelo, considerando Rx calculado em a).

.No circuito 2, trace o diagrama polar (locus para variação da freqüência

o diagrama polar (locus para variação da freqüência ω ) Figura 1 Figura 2 18) (3,5

ω )

diagrama polar (locus para variação da freqüência ω ) Figura 1 Figura 2 18) (3,5 Pt)

Figura 1

Figura 2

18) (3,5 Pt)

.

a.

Faça o gráfico do locus (diagrama do lugar geométrico) para variação de

R

no circuito 1. Determine o valor de R que acarretará (se for possível) a

ressonância em paralelo para o circuito 1.

b.

.Calcule o Q do circuito equivalente paralelo, considerando Rx calculado

em a).

c.

.No circuito 2, trace o diagrama polar (locus para variação da freqüência

ω )

diagrama polar (locus para variação da freqüência ω ) Figura 1 Figura 2 19) (3,5 Pt)
diagrama polar (locus para variação da freqüência ω ) Figura 1 Figura 2 19) (3,5 Pt)

Figura 1

Figura 2

19) (3,5 Pt)

Para o circuito a:.

a. Desenhe o locus da admitância Y visto dos pontos indicados, para a variaç~~ao da freqüência ω

b. Considere agora que ω = 5000 rad/s leve a ressonância. Calcule C para este caso

c. No circuito b, desenhe o locus da freqüência (Diagrama p olar), para tensão de saída Vab.

freqüência (Diagrama p olar), para tensão de saída Vab. 20) No circuito abaixo: a. Deduza a

20) No circuito abaixo:

a. Deduza a freqüência de ressonância ω o .

b. Deduza as freqüências de ½ potência ω 1 e ω 2 .

c. Calcule Q o para R1=3K, R2=3K, R3=500, R=2K, L=10 mH e

C=40nF.

d. Substitua o indutor L anterior por um indutor real com L=10 mH em série com R L =100e recalcule a letra c.

e. Interprete o efeito de R L no parâmetro Q o

c. e. Interprete o efeito de R L no parâmetro Q o a) w o =50000

a) w o =50000 Hz b) w 2 =64038 w 1 =39038 c) Q o =2 d)

e) O resistor fez com que o Q diminuisse. 21) No circuito abaixo analise as diferenças entre um modelo de circuito LC ideal e

real para a freqüência de ressonância.

22) (2 Pt) Considere um circuito sintonizador como a Figura abaixo. Este circuito está ligado

22) (2 Pt) Considere um circuito sintonizador como a Figura abaixo. Este circuito está ligado a uma antena que está representada por uma fonte v e uma resistência R = 2400. O sintonizador está conectado em um amplificador que

possui uma impedância Z

=

1,66666 x10

18

jx100 10

9

.

a) (1 Pt) Determine a freqüência de ressonância ω , o fator de

0

qualidade Q e as freqüência de ½ potência

ω e ω .

1

2

b) (1 Pt )Trace os diagramas de Bode para a

H s =

(

)

(

V s

0

)

(

I s

)

do

sistema inteiro visto pela fonte de corrente I.

) ( I s ) do sistema inteiro visto pela fonte de corrente I. 3) (3,5

3) (3,5 Pt) A indutância de um indutor prático é medida em 10MHz. O resultado é

L = 8,0µ H com um Q indutivo =40 (isto indica que existe um resistor em série).

a) Determine o valor de um capacitor ideal em paralelo com este indutor para uma

ressonância paralelo em 10MHz. Calcule também a largura de banda B e o fator de qualidade Q do circuito ressonante.

b) Recalcule B e Q considerando o capacitor anterior real com uma resistência de

1Mem paralelo.

23) (2 Pt) Considere um circuito sintonizador como a Figura abaixo. Este circuito está ligado a uma antena que está representada por uma fonte v e uma resistência R = 2400. O sintonizador está conectado em um amplificador que

possui uma impedância

Z

=

1,66666 x10

18

jx100 10

9

.

c) (1 Pt) Determine a freqüência de ressonância ω , o fator de

0

qualidade Q e as freqüência de ½ potência

ω

1

e

ω

2

.

d) (1 Pt )Trace os diagramas de Bode para a

H s =

(

)

(

V s

0

)

(

I s

)

do

sistema inteiro visto pela fonte de corrente I.

24) (3,5 Pt) As medições de um indutor prático (L série R) em 10 MHz

24) (3,5 Pt) As medições de um indutor prático (L série R) em 10 MHz dão L = 8µH e

Q

ind

=

40

.

a. Determine a capacitância ideal C para a ressonância em paralelo em 10 MHz. Calcule também a largura de banda B, nestas condições.

b. Agora substitua o capacitor ideal C por um capacitor prático (R paralelo

200 em 10 MHz e repita o cálculo da largura de banda B.

c. No circuito abaixo, desenhe o locus da freqüência (Diagrama p olar), para tensão de saída Vab.

C) com

Q

cap

=

p olar), para tensão de saída Vab. C) com Q cap = 25) (1,5 Pt) No

25) (1,5 Pt) No circuito abaixo analise as diferenças entre um modelo de circuito LC ideal e real para a freqüência de ressonância.

LC ideal e real para a freqüência de ressonância. 26) (3,0 Pt) No circuito abaixo: a.

26) (3,0 Pt) No circuito abaixo:

a. Deduza a freqüência de ressonância ω o .

b. Deduza as freqüências de ½ potência ω 1 e ω 2 .

c. Calcule Q o para R1=3K, R2=3K, R3=500, R=2K, L=10 mH e

C=40nF.

d. Substitua o indutor L anterior por um indutor real com L=10 mH em série com R L =100e recalcule a letra c.

e. Interprete o efeito de R L no parâmetro Q o

com L=10 mH em série com R L =100 Ω e recalcule a letra c. e.

27) (3,0 Pt) No circuito abaixo:

a. (0,5) Sabe-se que a

Calcule os valores de C (todos possíveis em que a corrente total i T torna-

se real) quando Rl=5Rc=4e L=0,6 mH.

b. (1) Desenhe o LOCUS de i T para s valores da letra a) quando ω varia de

5000

s
s

rad

ω =

, a corrente i T é puramente real.

0 a infinito.

c. (0,5)Calcule a freqüência de ressonância ω o .

d. (0,5) Considere Rc=0, e ainda que o indutor L é real e em 1 MHz

L

= 0,8µ H e

Q

ind

=

40

. Determine C (ideal) para que ω = 1M Hz e

calcule a largura de banda B.

e. (0,5) Repita a letra d), porém considerando que o capacitor seja real e adicione um resistor de 10000em paralelo com o mesmo.

adicione um resistor de 10000 Ω em paralelo com o mesmo. 28) (10/3 Pt) No circuito

28) (10/3 Pt) No circuito abaixo R=8K. Sabe-se ainda que

Q

0

= 1600 e

ω

0

=

2500

s
s

rad

. Determine a) largura de banda B, L e C. b) Calcule as

freqüência de meia potência

freqüências ω ,ω ,ω

ω ,ω . c) Determine a potência dissipada para as

1

2

. d) Esboce os diagramas de Bode de Ganho e Fase da

012

impedância Z ( s ) vista pela fonte de tensão.

da 012 impedância Z ( s ) vista pela fonte de tensão. 29) (3,0 Pt) No

29) (3,0 Pt) No circuito abaixo:

a. (0,5) Sabe-se que a

Calcule os valores de C (todos possíveis em que a corrente total i T torna-

se real) quando Rl=5Rc=4e L=0,6 mH.

b. (1) Desenhe o LOCUS de i T para s valores da letra a) quando ω varia de

5000

s
s

rad

ω =

, a corrente i T é puramente real.

0 a infinito.

c. (0,5)Calcule a freqüência de ressonância ω o .

d. (0,5) Considere Rc=0, e ainda que o indutor L é real e em 1 MHz

L

= 0,8µ H e

Q

ind

=

40

. Determine C (ideal) para que ω = 1M Hz e

calcule a largura de banda B.

e. (0,5) Repita a letra d), porém considerando que o capacitor seja real e adicione um resistor de 10000em paralelo com o mesmo.

a letra d), porém considerando que o capacitor seja real e adicione um resistor de 10000

30) (3,5 Pt)

30) (3,5 Pt) a. Desenhe o Locus da impedância para o circuito em ω = 10000

a. Desenhe o Locus da impedância para o circuito em ω = 10000 rad s .

b. Com esta freqüência a ressonância pode ser alcançada variando R? Se afirmativo, calcule, se negativo obtenha um novo valor de X L para obter essa ressonância.

c. Calcule o Q C do capacitor (ramo RC) e Q L (ramos RL) do indutor, a

freqüência de ressonância ω

R

(ramos RL) do indutor, a freqüência de ressonância ω R e a banda B do circuito.

e a banda B do circuito.

31) (3,5 Pt)

de ressonância ω R e a banda B do circuito. 31) (3,5 Pt) a. Desenhe o

a. Desenhe o Locus da impedância para o circuito em ω = 10000 rad s .

b. Com esta freqüência a ressonância pode ser alcançada variando R? Se afirmativo, calcule, se negativo obtenha um novo valor de X L para obter essa ressonância.

c. Calcule o Q C do capacitor (ramo RC) e Q L (ramos RL) do indutor, a

freqüência de ressonância ω

R

(ramos RL) do indutor, a freqüência de ressonância ω R 32) (3,5 Pt) e a banda

32) (3,5 Pt)

e a banda B do circuito.

.

a.

b.

c.

Faça o gráfico do locus de Y (diagrama do lugar geométrico) para variação de R no circuito 1. Determine o valor de R que acarretará (se for possível) a ressonância em paralelo para o circuito 1.

.Calcule o Q do circuito equivalente paralelo, considerando Rx calculado em a).

.No circuito 2, trace o diagrama polar (locus para variação da freqüência

ω )

a). .No circuito 2, trace o diagrama polar (locus para variação da freqüência ω ) Figura
a). .No circuito 2, trace o diagrama polar (locus para variação da freqüência ω ) Figura

Figura 1

Figura 2

33) (3,5 Pt)

.

a. Faça o gráfico do locus (diagrama do lugar geométrico) para variação de R no circuito 1. Determine o valor de R que acarretará (se for possível) a ressonância em paralelo para o circuito 1.

b. .Calcule o Q do circuito equivalente paralelo, considerando Rx calculado em a).

c. .No circuito 2, trace o diagrama polar (locus para variação da freqüência

o diagrama polar (locus para variação da freqüência ω ) Figura 1 Figura 2 34) Considere

ω )

diagrama polar (locus para variação da freqüência ω ) Figura 1 Figura 2 34) Considere que

Figura 1

Figura 2

34) Considere que uma fonte de excitação vt( ) = 10cos(5000t + 45°) é ligada aos

terminais ab do circuito abaixo. Sabendo que L= 0,6 mH, construa o diagrama de locus da admitância deste circuito e determine os valores de C onde ocorre a ressonância.

e determine os valores de C onde ocorre a ressonância. 35) (4 Pt) a. Considere 5000

35) (4 Pt)

a.

Considere 5000

geométrico) da admitância para a variação de L no circuito (a). Determine o(s) valor(es) de L que acarretará (se for possível) a ressonância em paralelo para o circuito 1.

s
s

rad

ω =

e faça o gráfico do locus (diagrama do lugar

b. No lócus feito na letra a) indique o ponto onde ocorre a corrente total (corrente da fonte vi) mínima e calcule a mesma.

c. Para o circuito (a), calcule o Q do circuito equivalente paralelo.

d. Considere que a fonte Vi possui uma resistência de saída de 10ke recalcule a letra (c).

e. No circuito (b), trace o diagrama polar para a tensão vo (locus para variação da freqüência ω )

a letra (c). e. No circuito (b), trace o diagrama polar para a tensão vo (locus

36) (10/3 Pt) No circuito abaixo R=8K. Sabe-se ainda que

Q

0

= 1600 e

ω

0

=

2500

s
s

rad

. Determine a) largura de banda B, L e C. b) Calcule as

freqüência de meia potência

freqüências ω ,ω ,ω

ω ,ω . c) Determine a potência dissipada para as

1

2

. d) Esboce os diagramas de Bode de Ganho e Fase da

012

impedância Z ( s ) vista pela fonte de tensão.

da 012 impedância Z ( s ) vista pela fonte de tensão. 3) (3,5 Pt) A

3) (3,5 Pt) A indutância de um indutor prático é medida em 10MHz. O resultado é

L = 8,0µ H com um Q indutivo =40 (isto indica que existe um resistor em série).

a) Determine o valor de um capacitor ideal em paralelo com este indutor para uma

ressonância paralelo em 10MHz. Calcule também a largura de banda B e o fator de qualidade Q do circuito ressonante.

b) Recalcule B e Q considerando o capacitor anterior real com uma resistência de

1Mem paralelo. 37) (3,0 Pt) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal:

(3,0 Pt) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal: 38) (10/3 Pt) Determine a

38) (10/3 Pt) Determine a Transformada de Fourier da Função f(t) abaixo.

a Transformada de Fourier da Função f(t) abaixo.   f(t) 1     -3 -2 -1
 

f(t)

1

   
   
   
   
   

-3

-2

-1

1

2

3

t

1     -3 -2 -1 1 2 3 t 39) (2,5 Pt) Calcule a Série

39) (2,5 Pt) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal:

F(t) 2 1 -2 -1 2 1 3 5 t 40) Determine os coeficientes da
F(t)
2
1
-2
-1
2
1
3
5
t
40) Determine os coeficientes da série de Fourier para a função a seguir.
2 π 3π 2π -2
2
π 3π
-2

41) (10/3 Pt) Determine a série de Fourier (expressão analítica) da f(t) abaixo.

f(t) 1 -1 1 -1 t
f(t)
1
-1
1
-1
t

42) (10/3 Pt) Determine a Transformada de Fourier da Função f(t) abaixo.

a Transformada de Fourier da Função f(t) abaixo.   f(t) 1     -3 -2 -1
 

f(t)

1

   
   
   
   
   

-3

-2

-1

1

2

3

t

1     -3 -2 -1 1 2 3 t 43) (3,0 Pt) Calcule a Série

43) (3,0 Pt) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal:

(3,0 Pt) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal: 44) (10/3 Pt) Determine a

44) (10/3 Pt) Determine a Transformada de Fourier da Função f(t) abaixo.

45) (3,5 Pt) Considerando a figura abaixo, calcu le a série de Fourier que representa

45) (3,5 Pt) Considerando a figura abaixo, calcule a série de Fourier que representa este sinal periódico de tensão x tempo.

V 2 … 1 … -2 -1 -6 -5 2 Tempo (s) -1
V
2
1
-2
-1
-6
-5
2
Tempo (s)
-1

46) (3,0 Pt) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal:

f(t) 2 1 π 2 π t -1 -2
f(t)
2
1
π
2
π
t
-1
-2

47) Determine a série de Fourier para a função da figura a seguir. Determine os coeficientes analiticamente, mostrando todos os passos e no final escreva a função no tempo, representada pela série.

f(t) π t -π
f(t)
π
t

48) (3,0 Pt) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal:

f(t) 5 2 2 -2 t
f(t)
5
2
2
-2
t

49) (10/3 Pt) Determine a série de Fourier (expressão analítica) da f(t) abaixo.

f(t) 1 -1 1 -1 t
f(t)
1
-1
1
-1
t

50) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal:

t 50) Calcule a Série de Fourier para o seguinte sinal: 51) (3,5 Pt) Considerando a

51) (3,5 Pt) Considerando a figura abaixo, calcule a série de Fourier que representa este sinal periódico de tensão x tempo.

V 2 … 1 … -2 -1 -6 -5 2 Tempo (s) -1
V
2
1
-2
-1
-6
-5
2
Tempo (s)
-1

52) (3,0 Pt) Considerando a figura abaixo, calcule a série de Fourier que representa este sinal periódico de tensão x tempo.

que representa este sinal periódico de tensão x tempo. 53) (2,5 Pt) Para as funções F(s)

53) (2,5 Pt) Para as funções F(s) abaixo, faça a transformada inversa de Laplace, aplicando frações parciais.

(

)

F s =

800

s

2

+

800

s

+

160

12

s

4

+

20

32

ss

+

8

(

)

F s =

6

3

2

ss

+++

s

36

438

900

ss

+

3

6

2

+

25

s

54) (3,0 Pt) Considerando a figura abaixo, calcule a série de Fourier que representa este sinal periódico de tensão x tempo.

que representa este sinal periódico de tensão x tempo.   f(t)   2 1 -5 -4
 

f(t)

 

2

1

-5

-4

-3

-2

-1

 

1

2

3

4

5

 

-1

-3 -2 -1   1 2 3 4 5   -1 55) (3,5 Pt) As medições

55) (3,5 Pt) As medições de um indutor prático (L série R) em 10 MHz dão L = 8µH e

Q

ind

=

40

.

a. Determine a capacitância ideal C para a ressonância em paralelo em 10 MHz. Calcule também a largura de banda B, nestas condições.

b. Agora substitua o capacitor ideal C por um capacitor prático (R paralelo

200 em 10 MHz e repita o cálculo da largura de banda B.

c. No circuito abaixo, desenhe o locus da freqüência (Diagrama p olar), para tensão de saída Vab.

C) com

Q

cap

=

56) Seja o diagrama de pólos e zeros da figura abaixo pertencente a um sistema

56) Seja o diagrama de pólos e zeros da figura abaixo pertencente a um sistema que apresenta uma função de transferência H(s). Sabe-se ainda que este sistema, quando excitado por um sinal de freqüência muito alta (f>10000 Hz) apresenta uma saída com a mesma amplitude que o sinal de entrada. Pergunta-se:

a) Determine a H(s)

b) Esboce as assíntotas e as curvas reais (aproximadas) de Bode de Ganho e Fase

c) Calcule a resposta do sistema para uma excitação

e (t ) = 100sen(3t + α )

+ 100cos(60t ) + 100cos(1000t + ϕ)

t + α ) + 100cos(60 t ) + 100cos(1000 t + ϕ ) 57) Considere

57) Considere o circuito da figura a seguir. Sabendo que em o circuito está em regime permanente e V 2 = 10cos(10t ) calcule a expressão para Vc(t) para t 0 .

t ) calcule a expressão para Vc(t) para t ≥ 0 . 58) No circuito abaixo,

58) No circuito abaixo,

R

1 = 2700 ,

R

2

=

10000

33

,

C 1 =

10

27

µ F ,

C

2

= 33

µ F .