Você está na página 1de 85

De Onde Viemos?

Os Exilados não são de Capella


Albino A. C. de Novaes

PENSAR É TER UM POSICIONAMENTO CRÍTICO A RESPEITO


DE CADA UMA DAS POSSIBILIDADES DE SABER. É SAIR DA
IMEDIATEZ DA EXPERIÊNCIA SITUANDO-A COMO SABER
APARENTE QUE NECESSITA SER CRITICADO.

Mais difícil do que convencer alguém a aceitar novos conceitos


é convencer alguém a “se livrar” dos velhos.

29/06/09 1
A imobilidade, em lugar de ser uma força, se torna uma causa
de fraqueza e de ruína para quem não segue o movimento
geral; ela rompe a unidade, porque aqueles que querem ir
adiante se separam daqueles que se obstinam em
permanecer para trás.

Predições do Evangelho – Gênese: Cap. XVII

29/06/09 2
SOBRE A CRÍTICA ESPÍRITA

DEUS nos deu julgamento e bom senso para nos servirmos


deles. Os Espíritos superiores são os primeiros a recomendar-
nos sempre o procedimento judicatório, e nos dão com isso
prova de sua superioridade. Longe de se formalizarem com a
CRÍTICA, pedem-na incessantemente. Só os Espíritos inferiores
pretendem impor autoridade e fazer aceitar tudo quanto dizem –
e dizem, não raro, verdadeiras utopias – como se a qualidade de
Espírito conferisse méritos que não possuem ou fosse bastante
para se fazerem acreditar sob palavra. É que eles sabem muito
bem que tudo têm a perder quando suas palavras são
submetidas a exame. (Revue Spirite – 1860 – pág. 108)

29/06/09 3
SOBRE A CRÍTICA ESPÍRITA

Separar o verdadeiro do falso, descobrir a embustice oculta sob


um aparato de frases empoladas, desmascarar impostores, eis,
sem contradita, uma das maiores dificuldades da Ciência
Espírita. Para superá-la é necessário longa experiência, conhecer
todas as velhacarias de que são capazes os Espíritos de baixa
classe, ter muita prudência, ver as coisas com o mais
imperturbável sangue frio, e resguardar-se, principalmente, do
entusiasmo que cega. (Revue Spirite – 1859 – pág. 177)

29/06/09 4
SOBRE A CRÍTICA ESPÍRITA

A verdade, eis a única coisa em mira. A crítica, portanto, deve


ser prazeirosamente aceita pelos Espíritos quando são
superiores, pois, de duas uma: ou estão seguros do que sustentam
e têm assim elementos para nos dar em discussão a evidência de
que necessecitamos, ou não estão ainda bem esclarecidos sobre o
ponto em estudo e podem, discutindo, aprender conosco. A
instrução pode ser recíproca. Se os homens podem instruir-se
com os Espíritos, também estes podem instruir-se com os
homens.

29/06/09 5
SOBRE A CRÍTICA ESPÍRITA

O grande critérium do ensinamento dado pelos Espíritos


superiores é a Lógica. Temos motivos para não aceitar
levianamente todas as teorias dadas pelos Espíritos. Quando
surge uma teoria nova, fechamo-nos no papel de observador;
fazemos abstração de sua origem espírita, sem nos deixar ofuscar
pelo brilho de nomes pomposos; examinamo-la como se
emanasse de simples mortal; procuramos ver se ela é racional, se
dá conta de tudo, se resolve todas as dificuldades. (Revue Spirite
– 1860 – pág. 108)

29/06/09 6
SOBRE A CRÍTICA ESPÍRITA

JULGAMOS. COMPARAMOS. TIRAMOS


CONSEQÜÊNCIAS de nossas observações. Seus erros mesmo
são para nós ensinamentos. Não fazemos renúncia de nosso
discernimento (Revue Spirite – 1860 – pág. 176). OBSERVAR,
JULGAR e COMPARAR , tal é a regra constante que tenho
seguido (Obras Póstumas). Trabalho com os Espíritos como
trabalho com os homens; são para mim do mais humilde ao mais
graduado, instrumentos de meu aprendizado e, não reveladores
predestinados. (Obras Póstumas)

29/06/09 7
SOBRE A CRÍTICA ESPÍRITA

Allan Kardec, quando decidia em prol de uma


doutrina, fazia-o com tamanha segurança que ninguém,
encarnado ou desencarnado, seria capaz de levá-lo a
reconsiderar, pois havia eliminado todos os argumentos
em contrário.

29/06/09 8
SOBRE AS CONTRADIÇÕES E
ERROS

29/06/09 9
SOBRE AS CONTRADIÇÕES E
ERROS

29/06/09 10
SOBRE AS CONTRADIÇÕES E
ERROS

29/06/09 11
SOBRE AS CONTRADIÇÕES E
ERROS

29/06/09 12
SOBRE AS OBRAS ESPÍRITAS (?)

29/06/09 13
SOBRE AS OBRAS ESPÍRITAS (?)

Allan Kardec – Introdução do livro “A Gênese”


29/06/09 14
SOBRE A REVELAÇÃO

Allan Kardec – “A Gênese” CAP. I


29/06/09 15
Os Espíritos podem tudo revelar?

Allan Kardec – “A Gênese” CAP. I

29/06/09 16
SOBRE A REVELAÇÃO

Allan Kardec – “A Gênese” CAP. I


29/06/09 17
SOBRE A REVELAÇÃO

29/06/09 18
SOBRE A VIDA EM OUTROS
MUNDOS
“Deus povoou de seres vivos os mundos, concorrendo todos esses seres para o
objetivo final da Providência. Acreditar que só os haja no planeta que habitamos fora
duvidar da sabedoria de Deus, que não fez coisa alguma inútil. Certo, a esses mundos
há de ele ter dado uma destinação mais séria do que a de nos recrearem a vista. Aliás,
nada há, nem na posição, nem no volume, nem na constituição física da Terra, que
possa induzir à suposição de que ela goze do privilégio de ser habitada, com exclusão
de tantos milhares de milhões de mundos semelhantes” – O Livro dos Espíritos.

O QUE É NECESSÁRIO PARA UMA ESTRELA TER EM SUA ÓRBITA ALGUM


PLANETA CAPAZ DE SUPORTAR A VIDA ORGÂNICA?

AS CODIÇÕES, PARA EXISTIR VIDA EM ALGUM LUGAR DO UNIVERSO,


PRECISAM SER AS MESMAS EXISTENTES NA TERRA?

EXISTE ALGUMA FORMA DE VIDA COM BASE EM ALGUMA QUÍMICA


DESCONHECIDA DO HOMEM?

TODAS AS ESTRELAS TÊM VIDA?

29/06/09 19
A ESTRELA PRECISA ESTAR NA SEQÜÊNCIA PRINCIPAL

A estrela precisa estar na Seqüência Principal do diagrama HR.

29/06/09 20
É FUNDAMENTAL QUE SEJA UM SISTEMA ESTÁVEL

Se não se encontra na
seqüência principal, a
estrela não é estável.

29/06/09 21
É FUNDAMENTAL QUE SEJA UM SISTEMA ESTÁVEL

29/06/09 22
É FUNDAMENTAL QUE O SISTEMA SEJA ESTÁVEL

Estrelas turbulentas, não


estáveis, geralmente, despejam a
grandes distâncias jatos de
plasma a elevadas temperaturas.
Inviabiliza qualquer forma de
vida orgânica, mesmo porque a
quantidade de Raio X seria
mortal.

Dependendo do tamanho e da massa da


estrela, jatos de plasmas podem
ultrapassar em muito a distância de
200 UA e sua temperatura pode
superar milhões de graus Kelvin.

29/06/09 23
A BASE QUÍMICA DA VIDA ORGÂNICA PRECISA ESTAR FORMADA

Nossa vida é devida, particularmente, ao Sol, que nos aquece e tem mantido a Terra
girando em sua órbita estável por quase 5 bilhões de anos.
Mas nós não existiríamos se não houvesse o
carbono, o oxigênio e tantos outros elementos que
nos constituem e contribuem para a riqueza da Terra
e do Universo.
Onde foram criados esses elementos? O Sol não é responsável
por isso, pois tais elementos em sua superfície já estavam lá à
época de seu nascimento.

A mesma nuvem de
gás e poeira que
formou o Sol, também
formou a Terra, a Lua
e os outros planetas
solares.

29/06/09 24
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” DO UNIVERSO

No Sistema Capella (Alpha-Aurigae) temos como estrelas principais uma BINÁRIA


DO TIPO SPECTROSCOPIC, duplamente alinhada. Com a estrela Aa ligeiramente
mais maciça, evoluindo mais rapidamente e um pouco mais fria que sua
companheira Ab. Ambas se apresentam em seu primeiro ascendente para uma
gigante vermelha. A estrela Aa já iniciou a fusão de seu hélio interno no carbono,
pois a baixa quantidade de lítio em sua superfície é indicativa de uma diluição por
um envelope inteiramente convectivo.

29/06/09 25
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” DO UNIVERSO

29/06/09 26
SOBRE AS CONTRADIÇÕES E ERROS

29/06/09 27
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” DO UNIVERSO

Entretanto, a corona mais profunda, quente da estrela Aa é muito mais variável do que
aquela da estrela Ab. Os spectros ultravioletas extremos das estrelas Aa e Ab indicam a
presença de linhas de emissão de ferro Fe XV ao Fe XXIV (a mais).

29/06/09 28
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” DO UNIVERSO

Três átomos de hélio colidem, formando um carbono e liberando fótons.


Sabemos com certeza que o Sol converte aproximadamente 600 milhões de toneladas de hidrogênio em
hélio por segundo, mantendo a vida aqui na Terra. Esta energia produzida pelo Sol, de L=3,847.E33
ergs/s é equivalente a 5 trilhões de bombas de hidrogênio por segundo. Para comparar, a primeira
bomba atômica, de urânio, chamada de Little Boy e que explodiu sobre a cidade de Hiroshima, tinha
uma potência de 20 000 toneladas de TNT (tri-nitro-tolueno, ou nitroglicerina). Uma bomba de
hidrogênio tem uma potência de 20 milhões de toneladas de TNT.

29/06/09 29
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” DO UNIVERSO

29/06/09 30
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” DO UNIVERSO

29/06/09 31
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” DO UNIVERSO

29/06/09 32
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” DO UNIVERSO

29/06/09 33
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” NO UNIVERSO

Imagens da estrela próxima


(Ab) Capella obtidas pelos
quatro detetores de ASCA.
Os detectores Solid-state do
Spectrometer da imagem
latente (SIS) foram operados
na modalidade acoplada
quatro cargas do dispositivo
(CCD). Em cada imagem dos
detectors do Spectrometer
da imagem latente do gás
(SOLDADOS), a fonte da
calibração do ferro pode ser
vista na borda do campo de
vista.

29/06/09 34
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” NO UNIVERSO

29/06/09 35
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” NO UNIVERSO

O SPECTRUM GRATING é dado forma olhando


o número dos raios X detectados ao longo do
“arco-iris raio X”. O spectrum grating pode
revelar as linhas individuais das emissões de
raio X por uma variedade de elementos e seus
íons, por exemplo, linhas do Fe e do Ne (néon)
sõa vistos na figura ao lado. Esta região de
energia corresponde à indicada pela caixa
branca seguinte e mais no spectrum de ACIS
dado no slide anterior.

O spectrum verde é dos gratings do megohm e o


spectrum vermelho é dos gratings de HEG

29/06/09 36
O SISTEMA CAPELLA É UMA “INDÚSTRIA QUÍMICA” NO UNIVERSO

DO “DIAGNÓSTICO PLASMA”
Os raios X vistos aqui são criados pelos átomos aquecidos à temperatura
de milhões de graus. Nestas altas temperaturas, os elétrons exteriores do
átomo são “descartados” para outros átomos mais afastados; o átomo é
um íon positivamente carregado e é parte de um plasma de alta
temperatura.
Medindo a intensidade, o fluxo, das diferentes linhas emissoras, obtemos
informações sobre o estado do plasma. As relações das linhas de fluxo do
mesmo íon dependem da temperatura e da densidade, enquanto que os
íons diferentes informam sobre o estado de ionização. Uma investigação
mais abrangente pode ser feita na composição e na quantificação química
envolvendo o sistema.
29/06/09 Space.mit.edu/CSR 37
ONDE ESTÃO OS PLANETAS DE CAPELLA?

Pesquisadores de diversos centros


observacionais do mundo têm procurado
exoplanetas e estruturas proto-planetárias,
através da variação fotométrica, durante os
eventuais trânsitos dos satélites colocados
em órbita da Terra.
COROT é um deles – tem como alvo
cerca de 30 estrelas jovens com idade de 5
a 10 Myr.

A linha do lítio 670.7nm permite selecionar estrelas na faixa de idade desejada. Os alvos
devem ser preferencialmente estrelas G e K de rotação elevada.

29/06/09 38
ONDE ESTÃO OS PLANETAS DE CAPELLA?

NENHUM PLANETA FOI


ENCONTRADO EM
QUALQUER DAS NOVE
FORMAÇÕES ESTELARES
DE CAPELLA.

29/06/09 39
ONDE ESTÃO OS PLANETAS DE CAPELLA?

Estrelas mais comuns: anãs vermelhas (frias), baixa


luminosidade – localizadas no diagrama HR na extremidade
inferior da seqüência principal. Temperatura típica = 2700 K; raio
= 0,1 R☼, Massa = 0,1 M☼; densidade em torno de 100 vezes a
densidade do Sol.

Estrelas de menor massa: anãs marrons, muito baixa


luminosidade, estrelas fracas, difíceis de serem detectadas.
Classificadas em 1975 pela Astrônoma americana Jill Cornell
Tatter. São proto-estrelas, massa < 0,08 M☼ - nunca queimarão
hidrogênio, nunca atingirão a seqüência principal. Elas têm
aproximadamente 13 a 60 Mjup; com uma temperatura efetiva de
1000 K. São conhecidas mais de 150 e uma delas no sistema
αAurigae.

JÚPITER – uma estrela que “não deu certo”: temperatura


central =22000 K, emite no infravermelho 2,5 vezes mais energia
que recebe do Sol, contraindo-se.

Temos ainda: anãs brancas – na margem inferior do diagrama


HR; as estrelas de nêutrons, buracos negros ... Todas com
densidades muito altas.

29/06/09 40
ONDE ESTÃO OS PLANETAS DE CAPELLA?

29/06/09 41
ONDE ESTÃO OS PLANETAS DE CAPELLA?

29/06/09 42
ONDE ESTÃO OS PLANETAS DE CAPELLA?

As estrelas que possuem planetas – mais próximas do Sol


29/06/09 43
ONDE ESTÃO OS PLANETAS DE CAPELLA?

29/06/09 44
A CHAMADA ZONA HABITÁVEL

29/06/09 45
A CHAMADA ZONA HABITÁVEL

Se tivesse sido possível algum planeta semelhante à


Terra ter orbitado Capella Aa ou Ab, durante sua
juventude, provavelmente teria sido reduzido em breve
tempo à cinzas.
Atualmente, as zonas habitáveis de Capella Aa ou Ab
são mais distantes externamente do que a distância
orbital média entre estas duas estrelas. (Se
considerarmos como únicas estrelas do sistema, a
órbita de um planeta “algo semelhante” à Terra, em
torno de Aa, seria centrada atualmente em torno do
AU 8.7 -- justo dentro das distâncias orbitais de
Saturno no sistema solar, e para a órbita da zona
habitável de Ab teríamos algo em torno de AU 7.8,
entre as distâncias orbitais de Jupiter e Saturno.) E
somente poderia ter ocorrido durante um tempo muito
curto levando-se em conta a combinação das fases
das duas estrelas no presente. Se levarmos em conta a
combinação do par Aab a zona habitável avança para
algo em torno de 12,5 AU externamente ao binário.
29/06/09 46
PODE EXISTIR VIDA ORGÂNICA SEM PLANETAS?

Sem planetas a vida orgânica é impossível, portanto, a atenção dos


astrônomos volta-se para os sistemas que apresentam as condições
satisfatórias ao desenvolvimento de planetas. Nem todas as estrelas
possuem planetas.

29/06/09 47
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

1- Que seja um planeta rochoso

A Terra é um planeta rochoso , bem como


todos os planetas interiores.

Sob certos pontos de vista, não seria errado afirmar que o


terceiro planeta a partir do Sol é duplo, isto é, são dois planetas
girando em torno de um centro comum de gravidade. Não é assim
que costumamos nos referir a Terra e a Lua, mas esta seria uma
possível forma de classificação.

O motivo é simples. Terra e Lua (assim como Plutão e seu único satélite, Caronte) apresentam a
maior correlação de massa de todo o Sistema Solar. Normalmente os satélites têm milhares, às
vezes milhões de vezes menos massa que seus planetas. No sistema Terra-Lua a correlação de
massa é 1/81 (isto é, a Lua tem 81 vezes menos massa que a Terra).
29/06/09 48
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

O GRANDE NÚMERO DE
PLANETAS ROCHOSOS NOS
LEVA A SUPOR QUE TENHAM
SE ORIGINADO DE PLANETAS
COMO OSIRIS

Este planeta recebeu o nome de Osiris, e foi descoberto em 1999 por George Marcy e Paulo
Butler. Em 2003, uma equipe internacional, liderada por Alfred Vidal-Madjar (Instituto de
Astrofísica de Paris) detectou um processo de evaporação acentuado. Em decorrência de sua
proximidade da estrela-mãe, o planeta é atingido com grande intensidade pelos ventos
estelares que arrasta parte de sua atmosfera. Táu Boötis é uma estrela do mesmo tipo
espectral do nosso Sol, com mangnitude 7 e não pode ser visto sem o uso de lentes prismáticas.
29/06/09 49
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

29/06/09 50
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

29/06/09 51
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

PARIS, 24 abr (AFP) - Um planeta "do tipo terrestre habitável", capaz de abrigar vida extraterrestre,
foi detectado pela primeira vez por uma equipe de astrônomos em um sistema planetário extra-solar,
segundo um estudo publicado na revista Astronomy and Astrophysics.

Além disso, acrescentou, "seu raio seria 1,5 vez o da Terra", o que indicaria "ou uma constituição
rochosa (como na Terra), ou uma superfície coberta de oceanos". A gravidade em sua superfície é 2,2
vezes a da superfície da Terra, e sua massa muito fraca (5 vezes a da Terra).

Descoberto com o telescópio "Harps" de 3,6 m do Observatório Espacial Europeu (Eso) da Silla, no
Chile, este planeta orbita em 13 dias em torno da estrela Gliese 581 (Gl 581), da qual está 14 vezes
mais próximo do que a distância da Terra para o Sol.

Uma concepção artística do novo planeta


encontrado
29/06/09 52
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

planeta descoberto em órbita da estrela HD49674, na constelação de Aurigae, a uma


distância de 0,05 UA (cerca de 7.500.000 km) desta estrela. Sua massa corresponde a
cerca de 0,15 da massa de Júpiter ou seja 40 vezes a massa da Terra.

Ele não está sozinho, pois, foram encontradas outras possíveis massas planetárias
com uma dimensão semelhante à de Netuno - planetas gasosos
29/06/09 53
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

2- Apresente órbita estável

29/06/09 54
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

Planeta descoberto em órbita da estrela HD49674

29/06/09 55
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

3- Que tenha uma química adequada

ELEMENTOS QUÍMICOS
Um átomo ou elemento químico, é constituído por um núcleo atômico que em
geral está acompanhado de elétrons à sua volta, Os núcleos têm prótons e
nêutrons, com exceção do tipo mais simples de hidrogênio, que tem somente
um próton. Os elétrons ocupam o que chamamos de orbitais e formam um
arranjo eletrônico, que é diferente para cada átomo. As propriedades e
combinações químicas podem ser entendidas por meio de diversos arranjos
eletrônicos, que são indicados na Tabela Periódica dos elementos.

A Química é UNIVERSAL, não existe outra química – os elementos químicos são


únicos, não podem existir outros além dos que conhecemos na Terra. A Tabela
Periódica está completa.

29/06/09 56
O QUE É PRECISO PARA QUE UM PLANETA POSSA ABRIGAR VIDA
ORGÂNICA?

4- Ter pelo menos uma estrela mãe.

Astrônomos do Observatório Europeu Austral,


instalado no Chile, descobriram recentemente uma
dupla de planetas desgarrados ou seja, sem estrela-
mãe. Os dois planetas permanecem ligados um ao
outro pela força gravitacional, têm massa 7.MJupiter
e foi detectado a 400 Ly do nosso sistema solar. Seus
descobridores, Ray Jayawardhana (Universidade de
Toronto) e Valentin Ivanov (Observatório Europeu
Austral) divulgaram a descoberta no site “Science
Express” da revista “Science”, cujos créditos
atribuímos a informação. Uma descoberta recente
mostra que existem planetas errantes, isto é sem
estrelas.

Uma recriação de dois planetas errantes, sem a presença


de uma estrela-mãe. Créditos: Observatório Europeu
Astral (EFE/ESO)

29/06/09 57
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

Principais Características
é um sistema de estrelas múltiplas que contém
pelo menos 9 estrelas
Onde está: na constelação Auriga
este sistema brilhante está no Hemisfério Norte, a
45º da estrela Polaris, que é a estrela polar do
norte.
O sistema binário em Capella
as duas estrelas mais brilhantes em Capela
formam um sistema de estrelas binárias.
elas são ambas amarelas, como o nosso Sol, com
massas 2,4 e 2,7 vezes a massa do Sol.
uma delas é 9 vezes maior do que o Sol e a outra
é 12 vezes maior.
Cada uma delas libera, aproximadamente, 78
vezes a luz liberada pelo Sol.
Distância: estas duas estrelas estão a,
aproximadamente, 43 anos-luz da Terra
Uma das componentes emite 10000 vezes mais
raio-X do que o Sol
29/06/09 58
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

As componentes do Sistema Capella


29/06/09 59
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

Esquema mostrando a
ejeção de plasma das
estrelas principais de
Capella
Capella é do tipo espectral
G8III e G0III (se levarmos
em conta tão somente as
duas gigantes amarelas)

29/06/09 60
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

O Sol com cerca de 6 bilhões de anos é


. considerada uma estrela de idade
mediana e estável. Teve tempo
suficiente para realizar todos os ciclos
– se um planeta rochoso estiver na
posição certa, dificilmente deixará de
completá-los. E foi o que aconteceu: a
Terra reúne todas as condições.

Diferentemente, Capella é uma estrela muito


jovem, sua idade estimada é de 525 milhões de
anos. Mas seu ciclo de vida será muito menor
do que o do Sol, pois possui aproximadamente
2,7 Msol . A outra componente apresenta
massa 2,4 Msol .

As outras estrelas do sistema são anãs brancas, anãs vermelhas e uma anã marrom, que é na verdade uma
proto-estrela e suas massas são consideravelmente menores do que a massa solar.

29/06/09 61
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

De acordo com Hummel e outros (1994) as estrelas . Aa e de Ab são separadas por cerca de 0.730
UA (108 milhões de quilômetros) e movem-se com uma órbita circular (e= 0.000), com um período
de somente 104.0 dias e uma inclinação orbital aproximadamente de 137.2° dA perspectiva de um
observador na terra.. As duas estrelas brilhantes têm um outro par nas proximidades são as
componentes não ofuscantes C e D em uma separação atual de aproximadamente 11.000 AUs, ou
uns 0.17 light-years. Há outras componentes na região do sistema, conforme afirmamos em um
slide mais acima.

29/06/09 62
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

Estrutura proto-planetária

Comparação das dimensões


do Sol com uma das
componentes do Sistema
Capella

29/06/09 63
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

29/06/09 64
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

29/06/09 65
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

Dois planetas em formação: onde estão?

29/06/09 66
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

29/06/09 67
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

“As vastidões atmosféricas são amplo


.
repositório de energias elétricas e de
vapores que trabalham as substâncias
torturadas no orbe terrestre. O frio dos
espaços atua, porém sobre esse
laboratório de energias incandescentes e
a condensação dos metais verifica-se
com a leve formação da crosta
solidificada.”

“Na grande oficina surge, então, a diferenciação da matéria ponderável, dando


origem ao hidrogênio.”

Imagem mostra uma gigante vermelha no centro


emitindo material (em verde) na direção do disco em
torno de uma estrela semelhante ao Sol (em vermelho).
O material pode produzir planetas no disco.

29/06/09 68
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

.
A evolução de uma estrela depende de sua massa.
As proto-estrelas com massa inferior a 0,06 massa
solar nunca se tornarão quentes o suficiente para dar
início a reações nucleares. Aquelas com massa entre
0,06 e l ,4 massa solar passam rapidamente para a
seqüência principal e podem permanecer nela por
pelo menos 10 bilhões de anos.
Quando o hidrogênio disponível se esgota, o núcleo
se contrai, o que aumenta sua temperatura para 100
milhões de graus Celsius. Nessas condições, o hélio
pode começar uma reação de fusão e a estrela se
expande, tornando-se uma gigante vermelha.
Finalmente, as camadas externas da estrela são
expelidas, formando uma nebulosa planetária. O
núcleo então se comprime e a estrela se toma uma
pequena anã branca.

29/06/09 69
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

.
Estrelas com massas solares de l ,4 a 4,2
evoluem mais rápido e morrem mais jovens,
permanecendo na seqüência principal por
cerca de um milhão de anos, antes de passar a
gigante vermelha. A temperatura continua a
aumentar, enquanto elementos mais pesados
são sintetizados, até que o ferro é produzido a
700 milhões de graus Celsius. A estrela se
desintegra em uma grande explosão e se
transforma em supernova, espalhando uma
imensa nuvem de poeira e gás, em cujo
centro permanece uma pequena estrela de
nêutrons que gira muito rápido e é
extremamente densa: l cm3 tem massa de
cerca de 250 milhões de toneladas.

29/06/09 70
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

.
Cientistas do MIT (Instituto de
.
Tecnologia de Massachusetts)
descobriram uma espécie de poeira e
rocha ao redor de um pulsar, um
corpo celestial que surge em
conseqüência dos restos da
explosão de uma estrela.

É dessa forma que nascem os


planetas. Existe uma grande
possibilidade da Terra ter nascido
assim, juntamente com a Lua.

Usando o telescópio infravermelho Spitzer da Nasa, cientistas do MIT observaram a


radiação liberada pelo disco de destroços ao redor de um pulsar jovem, a 13.000 anos-
luz da Terra. O pulsar já foi uma estrela gigante, que "morreu" numa explosão
supernova há 100.000 anos.
29/06/09 71
Por que os “Exilados” não vieram de Capella?

.
.

Morte de uma estrela: explosão de uma


super-nova

Capella é um sistema complexo com as


duas estrelas amarelas gigantes em seu
coração, orbitando um centro de gravidade
comum cada 104 dias. Estes dois não estão
sozinhos - são acompanhados pelo menos
por oito outras estrelas.

29/06/09 72
POR QUE NÃO É FÁCIL ENCONTRAR VIDA ORGÂNICA NO UNIVERSO?

A ciência acadêmica não acredita em discos


. voadores, mas acredita em vida extraterrestre
inteligente. Segundo os cientistas, não existem
evidências que amparem a idéia de seres de
outros planetas visitarem a Terra nem de que
exista vida inteligente no sistema solar fora da
Terra. As grandes distâncias entre as estrelas e
a limitação das velocidades que os corpos
podem adquirir tornam extremamente
improváveis tais visitas.
Nas últimas décadas, porém, têm sido travadas
discussões, constantemente atualizadas, sobre
a probabilidade de vida extraterrestre. Por
todo o mundo, milhões de dólares anuais são
gastos em pesquisas que buscam a detecção de
sinais emitidos por civilizações inteligentes
extraterrestres.
Rádio Telescópio de Arecibo (Porto O grande avanço tecnológico característico de
Rico) - O maior do mundo nossa época pode estar nos levando a passos
largos para a detecção desses sinais que, uma
vez captados, confirmando a existência de vida
extraterrestre inteligente, podem vir a alterar
significativamente a sociedade humana atual.

29/06/09 73
POR QUE NÃO É FÁCIL ENCONTRAR VIDA ORGÂNICA NO UNIVERSO?

Têm sido enviados pouquíssimos


sinais codificados para o espaço, sem
obedecer a nenhum programa ou
estratégia; de uma maneira quase
simbólica. Em 1974, foi transmitida
uma mensagem do Observatório de
Arecibo, em Porto Rico. Essa
mensagem é uma codificação
simples de uma figura descrevendo o
sistema solar, os componentes
importantes para a vida, a estrutura
do DNA e a forma humana. Essa
mensagem foi transmitida na
direção do aglomerado globular de
estrelas M13, que se encontra a
25.000 anos-luz da Terra.

29/06/09 74
NA REVISTA ESPÍRITA AFIRMA-SE QUE JÚPITER É HABITADO…

.
“Eu não demorei a observar que as nossas
comunicações mediúnicas refletiam simplesmente
nossas idéias pessoais, e que Galileu por mim, e que os
habitantes de Júpiter por Sardou, são estranhos a
estas produções inconscientes dos nossos espíritos”
(Flammarion – 1923)

“Há espíritas de uma fé cega, que estão certos de


estar em comunicação com os Espíritos. Não há
argumentação entre eles. Não me perdoam de
não partilhar de forma alguma de suas certezas,
que se tornam crenças religiosas em suas casas.
Mas há entre estes, outros que compreendem que
apenas o método científico nos pode conduzir ao
conhecimento da verdade. Estes se tornaram
meus amigos” (Flammarion – 1911).
29/06/09 75
NA REVISTA ESPÍRITA AFIRMA-SE QUE JÚPITER É HABITADO…

“Ademais, os leitores assíduos da Revue Spirite terão ali


encontrado, em esboço, a maior parte das idéias
desenvolvidas nesta última obra, como o fizemos nas
precedentes. A Revue, representa para nós, muitas vezes,
um terreno de ensaio destinado a sondar a opinião dos
homens e dos Espíritos a respeito de certos princípios, entes
de admiti-los como partes constitutivas da doutrina.” –
Introdução do livro “A Gênese” – Allan Kardec

29/06/09 76
POR QUE MUITOS ESPÍRITAS NÃO ADMITEM DISCUTIR A QUESTÃO?

. conhecendo as relações das coisas, avalia


Ser Espírita significa ser racional, porque
e raciocina. De acordo com Genovesi, a verdade se defende com a verdade e
argumentos, não com violência e palavras injuriosas. Somente os que temem a
verdade, temem os filósofos, tentam silenciá-lo sob pretextos vis.

Segundo Allan Kardec “Toda idéia nova vem, necessariamente, suplantar uma
idéia velha. Se ela é falsa, ridícula e impraticável, ninguém lhe dá importância,
pois, instintivamente, compreende-se que não tem vitalidade. Deixam-na morrer
de morte natural. Se é justa e fecunda, ela atemoriza aqueles que , a qualquer
título, por orgulho ou interesse material, estiverem interessados em manter a
idéia antiga. Estes a combaterão, e, com tanto ardor quanto melhor perceberem
o perigo, que representa aos seus interesses.”

Mais difícil do que convencer alguém a aceitar novos conceitos é convencer


alguém a “se livrar” dos velhos.
29/06/09 77
POR QUE MUITOS ESPÍRITAS NÃO ADMITEM DISCUTIR A QUESTÃO?

29/06/09 78
POR QUE MUITOS ESPÍRITAS NÃO ADMITEM DISCUTIR A QUESTÃO?

29/06/09 79
POR QUE MUITOS ESPÍRITAS NÃO ADMITEM DISCUTIR A QUESTÃO?

29/06/09 80
Vida em outros mundos segundo os Espíritos

. mundos têm corpo semelhante ao nosso?


Q.180 – Os seres que habitam os diferentes
R- Sem dúvida, eles têm corpos porque é preciso que o Espírito esteja
revestido de matéria para poder agir sobre a matéria; mas esse envoltório é mais ou
menos material de acordo com o grau de pureza a que chegaram os Espíritos, e é isso
que diferencia os mundos que devemos percorrer. Há várias moradas na casa de nosso
Pai e muitos graus, portanto. Alguns sabem disso e estão conscientes aqui na Terra;
outros nada sabem. (LE – cap. IV)

Não resta dúvida que a resposta dada pelos Espíritos fala da existência de
vida orgânica que será tão diferenciada quanto o grau de cada mundo. Entendemos
como revestimento de matéria os elementos orgânicos que disseminam a vida. Se não
fosse assim ficaria sem sentido o comentário de Kardec introduzido na Q. 182:

“A duração da vida nos diferentes mundos parece ser proporcional ao grau


de superioridade física e moral desses mundos (...)”

Q.183- Passando de um mundo a outro o Espírito passa por uma nova infância?
R- A infância é, em toda parte, uma transição necessária, porém não é em
toda parte assim precária como entre vós.

29/06/09 81
POR QUE É IMPORTANTE CONCEITUAR VIDA SEGUNDO OS PADRÕES QUE
CONHECEMOS NA TERRA?

.
⇨ Os seres orgânicos são aqueles que têm, em si
mesmos, uma fonte de atividades íntima que lhes
dá a vida. Eles nascem, crescem, reproduzem-se
por si mesmos e morrem. São dotados de órgãos
especiais para realizarem os diferentes atos da
vida e que são apropriados às suas necessidades
de conservação. Nessa classe estão
compreendidos os homens, os animais e as
plantas.

⇨Os seres inorgânicos são todos aqueles que não


têm vitalidade, nem movimento próprio e não se
formam senão pela agregação da matéria. Tais
são os minerais, a água e as plantas.

29/06/09 82
POR QUE É IMPORTANTE CONCEITUAR VIDA SEGUNDO OS PADRÕES QUE
CONHECEMOS NA TERRA?

.
Q.34 /LE-1ª– Pelo corpo físico o Homem é SER ORGÂNICO análogo aos
animais, sujeitos às mesmas precisões e dotado dos mesmos instintos para as
prover. Seu corpo fica submisso à mesma lei de decomposição, e a sua
constituição, mesmo, o tornaria inferior a muitos dentre eles se não fora suprida
pela superioridade da sua inteligência.

Q.80/LE-1ª – A passagem pela vida material é necessária à purificação dos


Espíritos. Para se instruir e melhorar, devem suportar todas as tribulações da
existência corporal. A encarnação lhes é imposta, seja como expiação para uns,
seja como missão para outros.

Tudo se encadeia em a Natureza; o mesmo tempo que a alma se depura pela


reencarnação, concorre também, sob tal forma, ao cumprimento dos desígnios
da Providência.

29/06/09 83
POR QUE É IMPORTANTE CONCEITUAR VIDA SEGUNDO OS PADRÕES QUE
CONHECEMOS NA TERRA?

.
Q.132/LE-1ª – Os Espíritos que habitam outros Mundos possuem envoltórios
semelhantes aos nossos?

R- Sem dúvida têm envoltórios, porque é preciso que a alma fique revestida de
corpo; todavia esse envoltório é mais ou menos carnal segundo o grau de pureza
alcançado pelos Espíritos, e isto é que demarca a diferença dos Mundos que
haveremos de percorrer; porque:
“Existem muitas moradas em casa de Nosso Pai e portanto muitos degraus. Uns o
sabem, e disto têm consciência na Terra, e outros estão em condição
absolutamente inversa.”

Poderíamos acaso conhecer exatamente o estado físico e moral de outros


Mundos?
R- Nós, Espíritos, não poderíamos responder senão conforme o grau em que
estiverdes; isto significa que não devemos revelar tais coisas a todos, e que nem
todos estão em estado de as compreender e ficariam perturbados.

29/06/09 84
E OS ESPÍRITOS EXILADOS NA TERRA?

Q.55 – LE/2ª: Todos os globos que circulam no espaço são habitados?


.
R- Sim, e o homem da Terra está longe de ser, como ele crê, o primeiro em inteligência, em
bondade e em perfeição. Todavia, há homens que se crêem muito fortes, que imaginam que
somente seu pequeno globo tem o privilégio de abrigar seres racionais. Orgulho e vaidade!
Julgam que Deus criou o Universo só para eles.

Q. 181- Os seres que habitam os diferentes mundos têm corpo semelhante ao nosso?

R- Sem dúvida, eles têm corpos porque é preciso que o Espírito esteja revestido de matéria
para poder agir sobre a matéria; mas esse envoltório é mais ou menos material de acordo
com o grau de pureza a que chegaram os Espíritos, e é isso que diferencia os mundos que
devemos percorrer. Há muitas moradas na casa de nosso Pai e muitos graus, portanto.
Alguns sabem disso e estão conscientes aqui na Terra; outros nada sabem.

29/06/09 85