Você está na página 1de 13

Repensar as políticas públicas

e o acesso à habitação

Conferência Habitação Precária e realojamentos: que soluções futuras?

22 de Junho, Odivelas
Sumário
1. Direito à habitação vs. acesso à habitação

2. Intervenção pública na habitação: Portugal


3. Carências habitacionais e outras consequências da desregulação
setor habitacional
3.1. Carências habitacionais: um problema estrutural
3.2. Consequências ??
3.3. Acesso à habitação dos mais desfavorecidos

4. Especificidades de Odivelas

5. Um olhar sobre o futuro das políticas públicas e o acesso à habitação


1. Direito à habitação vs. Acesso à habitação
Habitação:
Necessidade
Condicionantes
Básica
acesso à habitação

Direito à Habitação: Previsto na CRP (artº 65);

Políticas de habitação de tendências


Habitação – setor público e social fraco
- liberalizante (apoios financeiros e fiscais à
Integração do setor nas lógicas de mercado
aquisição/arrendamento mercado livre); acompanhado de desregulação ineficiente
- residualistas e assistencialistas (mais Jogos de interesses e dinâmicas de agentes complexos
carenciados)
2. Intervenção pública na habitação: Portugal

• Pouco envolvimento dos poderes públicos na promoção habitação Projeto republicano dos bairros sociais (1918);
• Fraca industrialização da economia e baixa taxa de urbanização; Casas para Famílias Pobres, (1945);
• Lugar residual da habitação na agenda política: acção limitada, carácter Casas de Renda Económica, (1945).
corporativo, simbólico e político. Planos Integrados(1969);
• Com o FFH surge uma resposta mais direccionada para o aumento da Realizações Diversas (1969).
pressão demográfica e da degradação do ambiente

SAAL (Serviço de Apoio Ambulatório Local);


• Cenário de graves problemas habitacionais nas principais cidades;
CHE (Cooperativas de Habitação económica )
• “Ambiente revolucionário”  Estratégias inovadoras no setor habitacional
PRID (programa de recuperação de imóveis degradados )
• Descentralização do sector da habitação e a inclusão da participação
comunitária na Política de Habitação. CDH (contratos de desenvolvimento para a habitação).
CAR (Programa de casas pré-fabricadas)
2. Intervenção pública na habitação: Portugal
• Redução da intervenção directa do Estado no sector da habitação; RAU (1985);
• Reforço das lógicas de mercado (liberalização progressiva da economia); PRAUD (1988);

• Criação do crédito bonificado RECRIA (1988);


INH (1984);
IGAPHE 1987).

PER (1993);
PER-Famílias
REHABITA;
RECRIPH (1996);

PROHABITA (2004);
NRAU (2006);
Acho que o último deve
PORTA 65 (2007);
manter-se aqui e o
IHRU (2006).
próximo centrar-se nos
2. Intervenção pública na habitação: Portugal
Passagem de um modelo urbano de expansão, de construção e promoção Estratégia nacional para a Habitação (xxxx);

NRAU 2012 (Lei nº 31/2012)


Urbanismo de contenção, de crescente investimento na reabilitação e no
mercado de arrendamento – abandono dos centros e densificação das periferias?
https://www.portaldahabitacao.pt/pt/portal/re
Ver comentário 1 Estou a fazer umas abilitacao/apoios/incentivosfiscais.html
análises
Impactos da crise económica na produção habitacional e na capacidade das à variação de
famílias acederem/ manterem a sua habitação (crise sistema população
bancário;napolíticas
AML desde
crise –edaí
contracionistas /austeritárias; desemprego e precarização alaboral estar a azul.
social)
Aliás, talvez este pequeno
esquema da transformação
dos modelos urbanos seja
mais útil mais à frente (no
slide 7, como uma
consequência das “bolas
todas” – nesse caso, aqui
ficaria uma lista com:
-”Impactos da crise
económica na prod.
3. Carências habitacionais e outras consequências da desregulação do
setor habitacional - Reduzido peso das políticas públicas de habitação;
- “medidas e programas avulso, criados e geridos ao sabor das conjunturas
Marina, acho que este slide políticas e financeiras, sem a adequada preparação prévia nem a garantia dos
praticamente substitui os slides 4 e meios para a respetiva concretização” (A. Fonseca Ferreira, 1987: 31);
5 (do ponto 2)... Embora se
percam as especificidades dos - Desregulação da atividade do setor habitacional (questão fundiária,
Programas/Fases .. Se houver falta imobiliária, etc.)
de espaço, creio que aqueles - Lógica de oferta pública residualista
podem ser substituídos por este
Carências habitacionais em Portugal: um problema Estrutural
Déc. 60/70/80 Carência quantitativa e qualitativa de alojamentos (crescimento pop. Áreas urbanas e suburbanas)
50 mil barracas nas áreas metropolitanas (levantamento PER)
Construção clandestina (estimativa anos 70 : ≈40% da construção em Portugal era não licenciada)
Sobrelotação que atinge mais de 300 mil fogos;

Déc. 90 Carências quantitativas e persistência de carências qualitativas (valores menos expressivos do que nas décadas anteriores);

Até 2011 Carências não são representativas de escassez de alojamentos (nº de residências secundárias e alojamentos vagos),
mas um reflexo da desregulação do mercado e da dificuldade de segmentos da população adquirirem habitação

Fontes: Diagnóstico Livro Branco sobre a política de Habitação em Portugal apud Serra, N. 2002) Relatório Políticas de habitação – Contributos para o Plano Estratégico da
Habitação
3. Carências habitacionais e outras consequências da desregulação
setor habitacional
Desajuste entre procura e oferta
habitacional
Especulação
imobiliária Ocupação abusiva e
desregulada do território

Sobrelotação de Aumento das desigualdades


alojamentos socio-espaciais
Falta de qualidade
Elevada taxa de construtiva e urbanística
esforço para usufruto
habitação
Futuro crescimento
ordenado
comprometido
3. Carências habitacionais e outras consequências da desregulação
setor habitacional Acesso à habitação dos mais desfavorecidos
Notas sobre a situação da habitação social em Portugal Geografia, problemas e oportunidades

Habitação social - Modelo Obsoleto?

Importante significado social,


Perspectivas negativas
económico e político
3.3. Dinâmicas de agentes
Proprie-
tários
Instituições
centrais e
regionais
4. Especificidades de Odivelas

Fonte: Plano Local de Habitação do Concelho de Odivelas (2016)


5. Um olhar sobre o futuro das políticas públicas e o
acesso à habitação

Interesses relacionados