Você está na página 1de 42

Geografia 8.

º ano

Domínio:
Atividades económicas

Subdomínio:
A Indústria
Resumo:
1 Fatores de localização

2 Classificação da indústria

3 Indústria no Mundo

4 Novos países industrializados

5 Deslocalização industrial
6 Impactes da atividade industrial

7 Retrato de Portugal
Conceitos

Indústria Produtos Produtos


acabados semiacabados

Atividade que visa Produtos que estão Produtos


a manipulação e prontos a entrar no transformados que
transformação de circuito comercial. servem de matéria-
matérias-primas em . prima a outra
produtos acabados indústria.
e semiacabados.
Fases da industrialização
1ªfase do Desenvolvimento Industrial 1785

Fontes de energia: O carvão e a água

Inovações na Produção: Utilização do ferro, aço e da


máquina a vapor.

Invenções: Locomotiva a vapor, navios a vapor, teares,


ceifeira, debulhadoras a vapor.

Localização das indústrias: Junto às minas do carvão e do


ferro.

Potências Industriais: Inglaterra


Fases da industrialização
2ª fase do Desenvolvimento Industrial
Fins do séc. XIX e início do séc. XX

Fontes de energia: Petróleo e eletricidade

Inovações na Produção: Utilização do alumínio,


aperfeiçoamento da produção do aço, produção em série
(invenção das linhas de produção) e desenvolvimento da
indústria química, metalúrgica e farmacêutica.

Invenções: o automóvel (motor de explosão) , o avião , o rádio,


o telégrafo, o telefone e a televisão.
Fases da industrialização
2ª fase do Desenvolvimento Industrial
Fins do séc. XIX e início do séc. XX

Localização das indústrias:


Dispersão industrial, cada unidade industrial integrava todas as
fases de produção (linhas de produção).

Potências Industriais:
EUA, Alemanha, Inglaterra, França e Japão.

Linha de montagem: desenvolvida por Henry Ford


Fases da industrialização
3ª fase do Desenvolvimento Industrial
de 1970 até á atualidade
Fontes de energia:
Nuclear, Gás natural, e as energias renováveis.

Inovações na Produção:
Sistemas automatizados, robôs industriais, consciência
ambiental, expansão da globalização.

Invenções:
Satélite, GPS, fibra ótica, internet, telemóvel.

Fibra ótica
Fases da industrialização

3ª fase do Desenvolvimento Industrial


de 1970 até á atualidade

Localização das indústrias:


Intensificação da dispersão industrial e a deslocalização de
algumas fases de produção para países em desenvolvimento.

Potências Industriais: EUA,


Alemanha, Japão, ex. URSS, China e a Índia.
1. Fatores de localização

Todo o processo de inovação é contínuo, no entanto, podem distinguir-se


diversas fases de evolução industrial associadas a diferentes ciclos de inovação.

Ciclos de inovação
1. Fatores de localização

Posteriormente Atualmente
Inicialmente

Proximidade de Recurso à Atividade


eletricidade e ao industrial ligada
matérias-primas
petróleo torna a intimamente à
do mercado e das investigação e
fontes de energia localização mais
às redes digitais.
(carvão e água). O flexível mas o
modelo de De um modo
arranque desta geral, a
fase ocorreu em produção em
tendência é para
Inglaterra. série exige mais
a localização
espaço, próxima do litoral
procurando-se as (portos e
periferias aeroportos).
urbanas.
1. Fatores de localização

Acessibilidade do local Proximidade de mão de obra

Proximidade dos Fatores Disponibilidade de espaço


mercados de consumo

Decisão política
Proximidade das fontes
de energia

Proximidade das matérias-primas


1. Evolução dos fatores de localização
Séc. XIX Fator de Localização Industrial Séc. XX

O volume e o peso dos materiais O desenvolvimento dos


aliados ao fraco desenvolvimento Matérias - transportes relativizou a
dos transportes aconselhavam a primas importância da proximidade entre
localização das fábricas próximo as fábricas e as áreas de origem
das matérias-primas. das matérias-primas.

A utilização do carvão (pesado e A utilização predominante da


volumoso) e da energia mecânica Fontes de energia elétrica que se transporta
da água, como fontes de energia energia facilmente a longas distâncias
exigia a localização das fábricas retira às fontes de energia o papel
junto das minas e dos rios. decisivo na localização industrial.

Os rios eram fundamentais no O desenvolvimento dos meios de


transporte de matérias-primas e Acessibilidade transporte e das vias de
mercadorias volumosas, daí que do local comunicação são importantes
a sua proximidade fosse para o escoamento dos produtos
importante. e deslocação dos trabalhadores.
1. Evolução dos fatores de localização
Séc. XIX Fator de Localização Industrial Séc. XX

Localizavam-se no interior das As novas formas de produção em


grandes cidades, próximo das série assim o exigem, como por
minas ou junto aos portos, Espaço exemplo, a indústria automóvel.
dispondo de espaço, que na época
era suficiente.

No passado era determinante a Com o desenvolvimento tecnológico


quantidade de mão de obra, daí o Mão - de - tornou-se mais importante a
êxodo rural para as áreas Obra qualificação, daí a localização
industriais. próxima de universidades e polos
de investigação.

O financiamento das empresas por


A existência de indústria estava bancos e governos e as
dependente do contributo Capital transferências bancárias permitem
monetário dos investidores locais. a abertura de fábricas em áreas
sem capital disponível.
1. Evolução dos fatores de localização

Séc. XIX Fator de Localização Industrial Séc. XX

O pequeno volume de produção, Importante, sobretudo nas


quando comparado com o atual, indústrias de bens de consumo
Mercado diário, como a panificação, que se
não tornavam necessária a
captação de mercado. localiza próxima do consumidor.

Está na base da criação de parques


Poder industriais e na concessão de
A localização das fábricas por
político benefícios e incentivos fiscais, bem
opção espontânea do empresário
como na definição dos direitos dos
trabalhadores e das políticas
ambientais.

De um modo geral, a evolução tecnológica, a modernização dos


transportes e a difusão da produção em série vieram relativizar
alguns dos fatores de localização.
2. Classificação das indústrias

Indústria pesada – transforma grandes


quantidades de matéria prima de pequeno
valor em relação ao peso como é o caso da
produção de cimento e da refinação do
petróleo. Quanto ao tipo
de produtos
produzidos
Indústria ligeira – indústria em que o
produto final é de grande valor em relação
ao peso, como por exemplo, o calçado.
2. Classificação das indústrias

Refinaria de petróleo Indústria do calçado


2. Classificação das indústrias

Indústrias de bens de equipamento – produzem


equipamentos indispensáveis ao funcionamento de
outras indústrias e/ou atividades económicas, como por
exemplo: material de telecomunicações, tratores,
máquinas para equipar outras indústrias e barcos.
Quanto à
Indústrias de bens intermédios – produzem
componentes e peças usadas em outros processos
posição no
produtivos, ou seja, servem de matéria prima para outras processo
indústrias, como os tecidos. produtivo

Indústrias de bens de consumo – fornecem produtos


para o consumo direto e final, como é o caso da
indústria farmacêutica, vestuário e perfumaria.
2. Classificação das indústrias

Indústria Farmacêutica Tecelagem


2. Classificação das indústrias

Indústria de ponta – está, normalmente, relacionada


com setores de atividade que recorrem a uma forte
componente de investigação e inovação, são disso
exemplo a informática e as telecomunicações.
Quanto à
tecnologia
Indústria artesanal – o trabalho é praticamente todo usada
manual e a utilização de maquinaria é pouco
significativa como a produção artesanal de compotas,
queijos, bordados entre outros.
2. Classificação das indústrias

Indústria informática
3. Indústria no mundo
3. Indústria no mundo
Como se observa no mapa, os Estados Unidos da América, a Europa
Ocidental e o Japão continuam a ser as principais áreas industrializadas.

Crescimento Económico
considerável
China

Tendência de expansão
da atividade industrial
Índia

Brasil

Sudeste Asiático
3. Indústria no mundo

O nível de industrialização é mais elevado


e concentram atividades mais exigentes
em conhecimento e tecnologia.

Indústria nos
As indústrias que necessitam de um maior
investimento financeiro e tecnológico. Países
Desenvolvidos
Recorrem a mão de obra qualificada e
produzem produtos de elevado valor
unitário.
3. Indústria no mundo

Indústria nos Países Desenvolvidos

Criação de marcas Distribuição Comercialização


(fase inicial do (fase final do
processo produtivo) processo produtivo)

Conjunto de atividades que


Cadeia de valor
integram o processo produtivo.
3. Indústria no mundo

O nível de industrialização é inferior e


predominam atividades mais tradicionais.

Atividades menos exigentes no processo Indústria nos


produtivo, quer em tecnologia, quer em Países em
conhecimento, logo menor valor. Desenvolvimento
A mão de obra abundante, pouco
qualificada e barata minimiza os custos
de produção.
3. Indústria no mundo

PIB de alguns países industrializados, em 2011, em biliões


Países PIB % da industria no PIB (%)
Produto Interno Bruto
EUA 15 19.2 (PIB)
Japão 4.4 27.3
Valor total anual de bens
Alemanha 3.1 28.6 e serviços produzidos
Itália 1.8 24.7 num país, relativamente
a todos os setores da
Reino Unido 2.3 21.4 economia desse país.
França 2.2 18.8
Canadá 1.4 27.1
Rússia 2.4 36.1*
China 11.3 46.8*
Portugal 246.9 mil milhões 22.8
Fonte: World Factbook, 2012
4. Novos países industrializados

Novos países industrializados – países em desenvolvimento que alcançaram


um elevado crescimento económico decorrente do desenvolvimento da
indústria.

NPI
Áreas de Industrialização recente
2.ª geração

1.ª geração
Tailândia

México Malásia
Filipinas
Indonésia

Singapura

Brasil
4. Novos países industrializados

Fatores de crescimento:

- Abundância de mão de obra barata e especializada;

- Estímulo à inovação e aproveitamento dos investimentos externos, sobretudo

dos EUA e Japão;

- Substituição das indústrias tradicionais pelas indústrias que fornecem produtos

para a exportação* (por exemplo, componentes de automóvel).

*Exportação – venda ao estrangeiro das mercadorias


produzidas por empresas instaladas no país.
Atualidade

Doc. 1
Brasil: 6.ª potência económica do ranking do PIB mundial

Depois da recente crise económica mundial, que em alguns países ainda


continua a causar os seus efeitos, vemos algumas mudanças no ranking das
maiores economias do mundo.

Passando por um período de estabilidade, o Brasil tem ganho posições e é hoje


a 8.ª maior economia do mundo e muito perto de ultrapassar a Itália. A China
ultrapassou o Japão para se tornar a 2.ª maior economia do planeta, atrás
apenas dos E.U.A., que continuam líderes absolutos.

Fonte: www.logisticadescomplicada.com, dezembro de 2011


Atualidade
Doc. 2

BRIC é uma sigla criada a partir da inicial de Brasil, Rússia,


Índia e China, países emergentes considerados elite entre os
países em desenvolvimento .
O termo surgiu em 2001 após um relatório do grupo Goldman
Sachs. Segundo esse relatório, os quatro países podem
chegar a ficar entre as 10 principais economias do mundo até
2050. A China já ultrapassou a Alemanha e pode chegar ao
primeiro lugar em matéria de volume do Produto Interno Bruto,
ultrapassando os Estados Unidos, nos próximos anos. Aliás, o
PIB chinês cresce, em média, 10% ao ano, muito mais que a
média mundial de cerca de 4%.

Fonte: Notícias by Artemisa, de 18 de Abril de 2010


5. Deslocalização industrial
A deslocalização industrial consiste na mudança de localização de uma
unidade de produção industrial, tendo em vista a obtenção do máximo lucro.
5. Deslocalização industrial

Fatores responsáveis pela deslocalização industrial

-Procura de condições de produção mais favoráveis, decorrente da mão de


obra mais barata e da abundância de matérias-primas;
- Benefícios fiscais;
- Menores custos sociais (períodos de descanso, números de horas de
trabalho diárias, por exemplo);
- Procura de novos mercados de consumo;
- Estratégias que visam contornar as barreiras alfandegárias (impostos
cobrados para controlar a entrada de produtos num país);
- Menor controlo ambiental.
6. Impactes da atividade industrial

Impactes ambientais

• Poluição atmosférica: emissão de gases


nocivos e de partículas sólidas;
• Efluentes industriais: descarga de
produtos químicos, diretamente nas água
fluviais ou marítimas, provocam
destruição dos ecossistemas;
• Poluição sonora: o ruído, com
consequências para a saúde, para os
trabalhadores e populações locais;
• Alteração da paisagem: algumas
industrias provocam alterações
permanentes no território, como por
exemplo, as cimenteiras ou pedreiras.
6. Impactes da atividade industrial

Impactes socioeconómicos

• Diminuição do tecido industrial


provocado pelo encerramento das
unidades de produção;
• Desemprego e diminuição da qualidade
de vida;
• Diminuição do dinamismo económico,
contribuindo para o empobrecimento do
país.
6. Impactes da atividade industrial

Soluções

• Utilização de tecnologias limpas


(colocação de filtros nas chaminés,
tratamento de efluentes industriais);
• Valorização da reciclagem e
racionalização do consumo de recursos;
• Criar benefícios fiscais para a abertura
de novas unidades industriais;
• Criar novos postos de trabalho;
• Aumentar os salários, estimulando o
consumo das famílias;
• Investimento interno através de crédito
facilitado às empresas.
RETRATO DE PORTUGAL
7. Retrato de Portugal

Em Portugal, a localização espacial


da indústria denota o fenómeno de
litoralização. A maior concentração
encontram-se na faixa litoral entre
Braga e Aveiro e Lisboa e Setúbal,
devido:
_ À maior acessibilidade;
_ À maior concentração da
população;
_ À maior concentração das
atividades económicas
_ À proximidade de centros de Distribuição da
investigação científica e tecnológica. indústria em
Portugal
continental
Evolução Industrial em Portugal
O processo de industrialização em Portugal remonta aos
finais do séc. XVIII.
No entanto, apenas ganhou relevância a partir da década de
50 do século XX, devido à introdução de políticas industriais
que visavam a redução das importações e a abertura da
economia ao exterior , que permitiu o aumento do
investimento estrangeiro, aumentando o emprego e a
produção industrial.
Entre 1960-1973, Portugal atingiu o auge do desenvolvimento
Industrial. A partir da década de 80, a industrialização
conheceu períodos de expansão e de regressão devido:
- à terciarização da economia (aumento do peso dos serviços);
-à perda de competitividade da indústria, no mercado externo;
-à emergência dos Novos Países Industrializados.
Atualmente, o tecido industrial está a reestruturar-se,
reforçando as industrias de base tecnológica e
apostando em produções dirigidas para a exportação e
de mais valor acrescentado, como, por exemplo, a
indústria de calçado.
7. Retrato de Portugal

Desafios que se colocam


ao setor industrial:
• Promover a inovação;
• Aumentar a dimensão das empresas; Dimensão das
• Reforçar a inter-relação entre empresas industriais
por número de
universidades e empresas; trabalhadores
• Diminuir a burocracia imposta pelo
estado;
• Facilitar o financiamento às
empresas;
• Promover a internacionalização do
tecido empresarial;
• Diminuir custos de energia;
• Melhorar a qualificação da mão de
obra.
Geografia 8.º ano

Geografia 8.º ano

FIM