Você está na página 1de 5

Introdução

O presente trabalho da disciplina de geografia 12ª classe é de carácter cientifico e avaliativo.

O trabalho que agora se apresente pretende ser um instrumento útil, resultado das
investigações.

Nesta investigação, foram usados manuais da 12.ª classe de Geografia

Elaborado com o tema central

classificação das industriais

e com subtemas:

Critérios de classificação das industriais,

paisagens industriais:

regiões negras,

paisagens industriais urbanas;

industriais portuárias;

regiões industriais, ;

industriais complexos e

industriais dispersas.

As indústrias podem ser classificadas com bases em vários critérios dai surgir de acordo com
estes mesmos critérios, Existem vários e diferentes critérios para classificar as indústrias.

Em termos de estrutura o trabalho contém o presente introdução segui-se com


desenvolvimento, a conclusão e termina com a respectiva referências bibliografia

Classificação das Indústrias


Os critérios de classificação das indústrias são parâmetros que servem para juntar as indústrias
em grandes grupos. Existem vários e diferentes critérios para classificar as indústrias. Várias
indústrias podem aparecer repetidamente em várias classificações, isso significa que uma
indústria pode ser incluída em várias dependendo da natureza.

1. Segundo a natureza da matéria-prima

a) Indústrias extractivas - exploração dos recursos naturais cujos produtos, de natureza muito
variada, servem de matérias-primas ou de produtos energéticos (produção de carvão, de
minérios, etc.).

b) Indústrias transformadoras - fabrico de produtos a objectos a partir de matérias - primas


brutas ou de materiais já elaborados ou semi-elaborados (produção de aço, de automóveis, de
frigoríficos, de conservas de peixe, etc.).

c) Indústrias de construção civil e obras públicas - produzem materiais (edifícios, pontes,


barragens, estradas, etc.) e sua analogia é grande, pelos meios e métodos de produção, com o
conjunto das outras indústrias e, não são transportáveis.

2. Segundo o destino de bens produzidos

a) Indústrias de bens de equipamento - todas as que transformam matéria-prima bruta em


produtos acabados ou semi-acabados, com destino a equiparmos outras indústrias ou a
fornecer-lhes matéria-prima. A maioria (cerca de 90%) deste tipo de indústria encontra-se
localizada nos países desenvolvidos.

b) Indústrias de bens de consumo - todas aquelas cujo produto final é consumido directamente
pelo grande público, isto é, oferecem directamente os seus bens para serem consumidos, ou
utilizados. Este tipo de indústrias encontram-se disperso pela maioria dos países, inclusive pelos
países em vias de desenvolvimento.

Este tipo de indústria divide-se em:

. Indústria de bens duráveis: responsável pela produção de mercadorias de grande vida útil, ou
seja, longa durabilidade, como automóveis e eletrodomésticos.

. Indústria de bens semi-duráveis: produzem artigos que oferecem uma vida útil média, como
roupas, calçados, celulares entre outros.

. Indústria de bens não-duráveis: encarregada pela produção de bens perecíveis, cuja


durabilidade é rápida, como o ramo de alimento e medicamentos.
3. Segundo o peso da matéria-prima

a) Indústrias pesadas – trabalham grandes quantidades de matéria-prima de pequeno valor em


relação ao peso. Ex: indústria naval, de produção de cimento, etc.

b) Indústrias ligeiras ou leves – cujo produto final é de grande valor em relação ao peso. Ex:
fábrica de calçado, televisores, mobiliário, etc.

4. Segundo o nível de tecnologia aplicada

a) Indústrias de tecnologia elementar – não exigem meios tecnológicos especiais como as do


calçado, alimentares e têxteis.

b) Indústrias de tecnologia complexa – exigem meios técnicos especiais e caso das que
fabricam automóveis, equipamento industrial. Incluem-se as que utilizam tecnologia de ponta
como as que fabricam computadores aviões e naves espaciais.

Paisagens industriais

As paisagens industriais dizem respeito à forma como as indústrias se circunscrevem


geograficamente no espaço. Apesar da originalidade de cada região, existem critérios para sua
classificação: a localização, a idade dos estabelecimentos industriais, o tipo de actividades, o
nível de desenvolvimento e a dimensão espacial.

Regiões negras

São também conhecidas por regiões clássicas. Estas são as paisagens típicas do inicio da
Revolução Industrial que surgiram junto as minas de carvão (Escócia, bacia do Ruhr, Nordeste
do EUA, entre outras), enegrecidas pelos fumos das chaminés das fabricas de aço, altos-fornos,
centrais térmicas, fábricas de produtos químicos e ruído fabril que poluem o ambiente.

Paisagens industriais urbanas

Apresenta características semelhantes às precedentes no domínio da mão-de-obra e nos tipos


de produção. É mais complexo em virtude de existência de cidades satélites, como Ivanovo, e
da proximidade duma bacia hulhífera.

Indústrias portuárias

Tem a vantagem de receber matérias-primas baratas devido ao preço do frete marítimo.


Agrupam todas as espécies de indústrias pesadas e ligeiras. As refinarias de petróleo, estas são
quase unicamente portuárias, mas situam-se muitas vezes em anexos onde o espaço não esteja
limitado e abastecem a partir do porto ou de um ancoradouro. Porém, a partir dos anos
sessenta as refinarias de petróleo tendem a localizar-se no continente devido as vantagens do
“pipeline”.

Complexos industriais

São áreas destinadas à produção industrial, dotadas de infra-estruturas (redes de água,


esgotos, energia, transportes e meios de comunicação) de grande dimensão, com instalações
adequadas e com organização previamente estabelecida, mas que excluam as residências de
trabalhadores. É o caso da bacia de Ruhr, nordeste de França (Lille, Roubaix e Tourcoing) e o
complexo da Pensilvânia, nos EUA.

Indústria dispersa

Está ligada em geral a existência de um recurso disperso por um espaço, como as centrais
hidroelétricas, matéria prima agrária, as fábricas modernas etc.

Conclusão

Ao terminar o trabalho o grupo concluí que:

As indústrias podem ser classificadas com bases em vários critérios dai surgir de acordo com
estes mesmos critérios, Existem vários e diferentes critérios para classificar as indústrias. Várias
indústrias podem aparecer repetidamente em várias classificações, isso significa que uma
indústria pode ser incluída em várias dependendo da natureza:

1. Segundo a natureza da matéria-prima;

2. Segundo o destino de bens produzidos;

3. Segundo o peso da matéria-prima;

4. Segundo o nível de tecnologia.

As paisagens industriais dizem respeito à forma como as indústrias se circunscrevem


geograficamente no espaço. Apesar da originalidade de cada região, existem critérios para sua
classificação: a localização, a idade dos estabelecimentos industriais, o tipo de actividades, o
nível de desenvolvimento e a dimensão espacial.
Regiões negras são também conhecidas por regiões clássicas. Estas são as paisagens típicas do
inicio da Revolução Industrial que surgiram junto as minas de carvão.

Indústrias portuárias

Tem a vantagem de receber matérias-primas baratas devido ao preço do frete marítimo.


Agrupam todas as espécies de indústrias pesadas e ligeiras.

Referências Bibliográficas

GUEVANE, Luiz. G12-Geografia 12.ª classe. 1.ª ed. Maputo. Texto Editores. 2010.

MANSO, Francisco, VICTOR, Ringo. Pré-Universitario – Geografia 12. 1.ª ed. Maputo. Longman
Moçambique. 2010.