Você está na página 1de 18

Doutorando: Juliano Magalhães Guedes

Contato:
 E-mail:
juliano_mguedes@yahoo.com.br
 Cel: (35)8804-4105
Estresse Oxidativo no Esporte e Substâncias Antioxidantes

 Radicais Livres
 São moléculas/fragmentos de moléculas que possuem um elétron desemparelhado
em sua órbita (Powers & Jackson, 2008).

• Excesso: “Estresse Oxidativo”

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Estresse Oxidativo no Esporte e Substâncias Antioxidantes

 Produção de radicais livres


Produção Energia O2 Radicais Livres

 Quanto maior a intensidade e duração do exercício maior será


a produção de radicais livres.
• Consequências:
• Aumento do níveis de fadiga; (Reid, 2008).
• Redução da força muscular. (Reid, 2008).

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Estresse Oxidativo no Esporte e Substâncias Antioxidantes

 Resposta Defensiva do músculo


 Antioxidantes Endógenos:

• Enzimáticos:

 Superóxido Dismutase (SOD);


 Glutationa Peroxidase (GPX);
 Catalase (CAT);

• Não enzimáticos:

 Glutationa (GSH)

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Estresse Oxidativo no Esporte e Substâncias Antioxidantes

 Resposta Defensiva do músculo

 Antioxidantes Exógenos:
 Vit. E (tocoferóis);
 Vit. C;
 Carotenóides (Betacaroteno);
 Flavonóides;
 Ácido alfa-linolêico (Omega 3);
 Minerais: Zinco, ferro, selênio e magnésio.

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Estresse Oxidativo no Esporte e Substâncias Antioxidantes

 Fontes – Antioxidantes Exógenos

Vit. E,Ômega 3 Vit. C Flavonóides

Betacaroteno Vit E, Ômega 3 e Minerais Flavonóides

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.
Estresse Oxidativo no Esporte e Substâncias Antioxidantes

 A produção de radicais livres aumenta durante o exercício (Davies et al.,1982);

 A produção de radicais livre é mais alta em ambientes muito quentes e de altas amplitudes
(Arbogast & Reid, 2004; Radak et al., 1994);

 Exercícios de moderada/alta intensidade por longa duração em indivíduos destreinados


desencadeia estresse oxidativo (Arbogast & Reid, 2004; Radak et al., 1994);

 Indivíduos treinados possuem sistemas endógenos antioxidantes mais eficientes no controle do


estresse oxidativo (Powers & Jackson, 2008);

 O treinamento de endurance aumenta a concentração de antioxidantes enzimáticos endógeno (


Powers & Jackson, 2008 )
JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.
DIETA

EF

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Estresse Oxidativo no Esporte e Substâncias Antioxidantes

 É necessário a suplementação com substâncias antioxidantes para


reduzir o estresse oxidativo em atletas?

 Uma dieta isocalórica bem equilibrada, é suficiente para suprir as necessidades


exógenas de substâncias antioxidantes sem utilização de suplementos
alimentares (Margaritis & Rousseau, 2008; Rodriguez et al., 2009; Power &
Sollanek,2014)!

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Estresse Oxidativo no Esporte e Substâncias Antioxidantes

 Aplicações Práticas:

 Exercícios de endurance regular resultam em um aumento da concentração enzimática


de substâncias antioxidantes no músculo esquelético treinado;

 O balanço redox positivo/negativo dependerá do tipo de exercício, fatores ambientais e


nutricionais;

 Muitas frutas e vegetais contém diversas substâncias antioxidantes;

 É prudente consumir uma variedade de frutas que possuem diversos tipos de


substâncias antioxidantes;

 Não há quase nenhum risco de consumo excessivo de antioxidantes por dieta.


Entretanto, suplementos antioxidantes como complexos de vit. C e E, em excesso,
podem ser tóxicos; JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.
• Variabilidade do consumo de suplementos antioxidantes
entre países e grupos populacionais;

• Em geral, o consumo de suplementos antioxidantes no


mundo, é alto (Nieper, 2005);

• Atletas de endurance possuem um consumo insuficiente de


suplementos antioxidantes (Van Erp-Baart et al., 2004).

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Suplementos Antioxidantes e Desempenho Esportivo em Exercícios de Endurance

 Deficiência de substâncias antioxidantes:

• Dieta de restrição calórica;

• Alimentação desequilibrada.

 Não seguem a RDA (Recommended Dietary Allowance)


• Vit C – 90 mg p/homem e 75 mg p/mulheres;
• Vit E – 15 mg;
• Selênio – 55 µg.

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Suplementos Antioxidantes e Desempenho Esportivo em Exercícios de Endurance

Suplementos Antioxidantes Melhoram o Desempenho Esportivo em Exercícios de


Endurance?

 Não existem evidências científicas indicando que a produção de radicais livres no músculo
esquelético contribui com a fadiga em exercícios de longa duração em intensidades
submáximas (80% VO2MAX) (Reid, 2008; Lamb & Westerblad, 2011).

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Suplementos Antioxidantes e Desempenho Esportivo em Exercícios de Endurance

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Suplementos Antioxidantes e Desempenho Esportivo em Exercícios de Endurance

 A suplementação com N-Acetilcisteína durante exercícios de longa duração não


retardam a fadiga muscular (Reid,2008).

 A suplementação com N-acetilcisteína não otimiza a performance aeróbia em


atletas de endurance. Efeitos Colaterais permanecem desconhecidos;

 Poucas evidências existem para suportar a idéia de que suplementos antioxidantes (


beta-caroteno, Vit.E/Vit.C) podem melhorar a performance aeróbia (Peternelj &
Coombes, 2011; Hernandez et al., 2012);

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Suplementos Antioxidantes e Desempenho Esportivo em Exercícios de Endurance

 Pós-Exercício

 Nenhuma evidência existe sobre os benefícios da


suplementação com antioxidantes na recuperação após
exercícios de endurance (Peternelj & Coombes, 2011;
Hernandez et al., 2012).

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.


Suplementos Antioxidantes e Desempenho Esportivo em Exercícios de Endurance

 Aplicações Práticas

 O consumo de substâncias antioxidantes presentes em frutas e vegetais


oferecem um risco mínimo de consumo excessivo de algum nutriente
antioxidante;

 A suplementação com antioxidantes (Vit. E e C) não melhoram a performance


aeróbia ou aceleração a recuperação após o exercício;

 A ingestão de N-acetilcoenzima não melhora a performance aeróbia em


exercícios submáximo.

JULIANO MAGALHÃES GUEDES. DOUTORANDO EM CIÊNCIAS DA NUTRIÇÃO, UFV.