Você está na página 1de 9

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS - UEA

CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DE PARINTINS - CESP


LICENCIATURA EM GEOGRAFIA

O LÚDICO COMO FERRAMENTA DE ENSINO:


UMA PROPOSTA METODOLÓGICA PARA AS AULAS DE GEOGRAFIA

ORIENTANDO: ARTUR XAVIER PIMENTEL


ORIENTADOR: PROF° Dr. JOÃO D’ANÚZIO MENESES DE AZEVEDO FILHO

PARINTINS-AM
2018
INTRODUÇÃO

 A ciência geográfica com suas múltiplas dimensões, torna-se um ponto crucial e de


extrema importância para entender e explicar o mundo em que vivemos.
 O processo ensino-aprendizagem é o eixo chave nas escolas, levando ao professor esta
responsabilidade.
 As problemáticas advindas das salas de aula, ajuízam e demonstram uma metodologia
fraca e falida no desenrolar do século XXI;
 Analisa-se o ensino de geografia por meio do lúdico nas escolas de Parintins;
 Proposta capaz de reverter a problemática do ensino tradicional, trazendo para a sala de
aula a adaptação do ensino a partir da utilização dos jogos, danças, brincadeiras, desenhos,
músicas, entre outros.
25/03/2019 2
OBJETIVOS

GERAL:

 Refletir sobre a importância do uso da ludicidade como facilitador do ensino e


aprendizagem na disciplina de geografia.

ESPECÍFICOS:
 Verificar os benefícios da utilização das atividades lúdicas no desenvolvimento do
aluno;
 Analisar a motivação pedagógica que este recurso traz ao aluno e ao professor;
 Identificar a influência das matérias lúdicas na aplicação no ensino da Geografia.

25/03/2019 3
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

LÚDICO
Santos (1997); Piaget (1964);
Chateau (1987).

METODOLOGIA DE ENSINO
Pedro Demo (2000); Oenning e Oliveira (2011);
Matos (2013).

ENSINO DE GEOGRAFIA
Casterllar (2005); Passini (2007).

25/03/2019 4
PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

Lima (2004); Fachin (2016); Barbosa e Mike (2007); Goldenberg (2009).

TIPO DE PESQUISA
Qualitativo descritivo.

ABORDAGEM
Hermenêutica, dialética.

UNIVERSO DA PESQUISA
06 (seis) professores de Geografia que atuam em 06 (seis)
diferentes Escolas do Município.

TECN. DE COLETA DE DADOS


Questionário com 06 (seis) perguntas, sendo 04 (quatro)
abertas e 02 (duas) perguntas fechadas.
25/03/2019 5
RESULTADO

PORCENTAGEM DE ATIVIDADES LÚDICAS MAIS


UTILIZADA EM SALA DE AULA
Música Gincana Seminário Desenho Trabalho em Grupo Outros

5%
26%
21%

16% 16%

16%

25/03/2019 6
RESULTADO

Acredita que as atividades lúdicas é - Sim, pois instigam os alunos a aprender de mais prazerosa e divertida, os conteúdos
uma boa estratégia de ensino, elas trabalhados e explorados, tendem se tornar solido e significativo;
auxiliam na construção do - Sim, posso contextualizar na realidade de Parintins, e eu como professor, abordo a
conhecimento do aluno? teoria com a pratica.
- Com certeza, todos ficam empolgados pela brincadeiras, eu aplico metas, eles
No seu ponto de vista as atividades estudam, isso estimula a querer aprender mais;
lúdicas são aceitas pelos educandos? - Os alunos gostam e participam, eles cobram quando será desenvolvida a atividade
lúdica, no caso o Bingo.
Em sua opinião os alunos - O conteúdo passa ser aprendível, por não ser decorável e sim aprendido, além disso
compreendem melhor os conteúdos os alunos não se sentem pressionados como ocorre nas avaliações;
quando trabalhados em forma lúdica,
por quais motivos? - Compreendem, pois aprendem brincando e isso não se torna exaltante;
- Positivo: aplicar o conteúdo de forma diferente com suas particularidades
Se houver, descreva os pontos Negativos: Tempo curto de aula.
positivos e negativos da utilização do
lúdico como ferramenta no ensino da - Positivo: A atividade lúdica é criativa e prazerosa de ensinar e avaliar fugindo do
Geografia? método tradicional;
Negativo: precisamos de capacitação para tal atividade;
25/03/2019 7
CONSIDERAÇÕES FINAIS

O estudo revela que:


 A escolha deste tema obtive durante o período em que participei do Programa Institucional
de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID;

 As aulas que não o possuíam atividades lúdicas, refletiam de forma negativa na participação
dos alunos contrapondo as aulas em que o lúdico se fazia presente;

 O jogo e a brincadeira estar relacionado com a teoria geográfica, e elas necessitam de uma
maior atenção por parte do professor para a elaboração do conteúdo;

 Constatou-se que falta mais preparação na formação do professor voltada para o lúdico, no
que se diz respeito uma didática especifica para se trabalhar esta metodologia;

 A Geografia possui um vasto campo de conhecimento e que precisamos buscar outras


formas de ensinar sem que seja preciso abandonar o método tradicional de ensino, e sim
aprimora-lo.
25/03/2019 8
REFERÊNCIAS

CHATEAU, J. O jogo e a criança. Trad. Guido de Almeida. São Paulo, SP: Summus Editorial, 1987. 139 p.
PIAGET, Jean. A formação do símbolo na criança - Imitação, jogo e Sonho Imagem e Representação. 3 ed. Rio de
Janeiro: Zahar Editores, 341, 1964p.
BARBOSA,Walmir de Albuquerque; MIKE,Pérsida Silva Ribeiro. Metodologia de pesquisa. Manaus: edições UEA,
2007.
FACHIN, Odilia. Fundamentos de metodologia, 5.ed. São Paulo: Saraiva 2006.
SANTOS, Santa Marli Pires dos. O lúdico na formação do educador. Petrópolis-RJ: Vozes, 1997.
MATOS, M. M. O Lúdico na Formação do Educador: Contribuições na Educação Infantil. Cairu em Revista,
2013.
OENNING, V. OLIVEIRA, J. M. P. Dinâmicas em Sala de Aula: Envolvendo os Alunos no Processo de Ensino,
Exemplo com os Mecanismos de Transporte da Membrana Plasmática. Revista Brasileira de Ensino de Bioquímica
e Biologia Molecular, n. 1, p. 1 -12. 2011.
CASTELLAR, M. V. S. Educação geográfica: a psicogenética e o conhecimento escolar. Cad. Cedes, Campinas, vol.
25, n. 66, 2005, p. 209-225. Disponível em <http://www.cedes.unicamp.br> Acesso em 22 de setembro de 2018.
PASSINI, Elza Yasuko. Prática de ensino de Geografia e estágio supervisionado. São Paulo: Contexto, 2007.
25/03/2019 9