Você está na página 1de 38

Unidade 01: HISTÓRIA DA PSICOLOGIA EXPERIMENTAL E

DO
Pré-história do estudo das relações comportamentais: reflexo
da Fisiologia ao reflexo aprendido da Psicologia; SEMANA
A descoberta do reflexo aprendido: condicionamento 1
pavloviano;
Fundação do Behaviorismo metodológico por J.B. Watson -
manifesto;
Behaviorismo Radical de B.F. Skinner: comportamento SEMANA
operante; 2
Surgimento da Análise Experimental do comportamento e
Análise aplicada do comportamento

TEMAS PARA PROVA N1


Unidade 02: CONCEITOS GERAIS DA ANALISE EXPERIMENTAL
DO COMPORTAMENTO
Reflexo, estímulo e resposta;
SEMANA Reforço - Reforçadores naturais versus reforçadores arbitrários;
3
Modelagem: aquisao do comportamento;
Controle aversivo: Punição, fuga e esquiva;
SEMANA Controle de estímulos: Discriminação e Generalização;
4
Reforço contínuo e reforço intermitente
Unidade 01: HISTÓRIA DA PSICOLOGIA
Semanas 1 e 2
EXPERIMENTAL E DO  
A descoberta do reflexo aprendido: condicionamento
Semana 1
pavloviano;  
Fundação do Behaviorismo metodológico por J.B. Watson -
Semana 2
manifesto;
Behaviorismo Radical de B.F. Skinner: comportamento
Semana 2 FORUM N1
operante;
Surgimento da Análise Experimental do comportamento e
Semana 2
Análise aplicada do comportamento
 
Unidade 02: CONCEITOS GERAIS DA ANALISE
Semanas 3 e 4
EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO  
Reflexo, estímulo e resposta; Semana 3
Reforço - Reforçadores naturais versus reforçadores
Semana 3 SIGA N1
arbitrários;
Modelagem: aquisao do comportamento; Semana 3
Controle aversivo: Punição, fuga e esquiva; Semana 4  
Controle de estímulos: Discriminação e Generalização; Semana 4  
Reforço contínuo e reforço intermitente Semana 4  
   
Unidade 03: O PAPEL DO CONTEXTO Semanas 6 e 7  
Comportamento Verbal; Semana 6 SIGA N2
Comportamento governado por regras; Semana 7
FORUM N2
Contingência tríplice ou contingência de três termos; Semana 7
 
Unidade 04: A ANÁLISE DO COMPORTAMENTO E O
BEHAVIORISMO RADICAL COMO CONTRIBUIÇÃO AO Semanas 8 e 9
DESENVOLVIMENTO DA PSICOLOGIA  
O estudo da Análise funcional do comportamento; Semana 8 ACD
Análise Comportamental da Cultura e políticas públicas; semana 9
APS
Produção científica em habilidades sociais semana 9
ORIGEM DA PALAVRA
• Em inglês behaviorism – behavior:
comportamento, conduta;
Ciência do comportamento
humano

• A psicologia alcança o status de ciência:


• Objeto mensurável;
• Objeto observável;
• Reproduzido em diferentes condições e sujeitos.
UNIDADE 01: HISTÓRIA DA
PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
E DO COMPORTAMENTO
LIVROS:
Princípios básicos da análise do comportamento (cap 2 e
12)
ARTIGOS:
A psicologia como o behaviorista a vê - Manifesto
1. A descoberta do Reflexo aprendido:
Condicionamento Pavloviano
•JOHN B. WATSON 
•IVAN PETROVICH PAVLOV

PAIS DO
CONDICIONAMENTO
CLÁSSICO
1. A descoberta do Reflexo aprendido:
Condicionamento Pavloviano
•Estudou reflexos inatos e observou que cães
possuíam a habilidade de aprender novos reflexos.
•Emparelhou (apresentar um estimulo logo em seguida de
outro)
•A carne (estimulo naturalmente eliciava a resposta de
salivação)
•E o som da sineta (estimulo que não eliciava a resposta
de salivação), medindo a quantidade de gotas de saliva
produzidas (resposta) quando os estímulos eram
apresentados.
•Após cerca de 60 emparelhamentos dos estímulos, Pavlov
apresentou para o cão apenas o som da sineta, e mediu a
quantidade de saliva produzida.
•Ele percebeu que o som da sineta havia eliciado no cão a
resposta de salivação – aprendizado de novo reflexo:
salivar ao som da sineta.
2. A descoberta do Reflexo aprendido:
Condicionamento Pavloviano
Termos importantes:

Estímulo neutro (NS) – não gera respostas.


Estímulo e Resposta
Estímulo incondicionado
e Resposta (US)(CS)
condicionado – estímulo
– evoca
umresposta
estímulo sem aprendizagem.
Emparelhamento
previamente deque,
neutro estímulos –
após tornar-se associado com
o estímulo incondicionado,  eventualmente, 
aprendizagem.
desencadeia uma resposta condicionada.
CONDICIONAMENTO
CLÁSSICO/RESPONDENTE DE
PAVLOV:
Estímulo Resposta
incondicion incondicion
ado ada

Resposta
Estímulo
condicionad
condicionad
o
o
CONDICIONAMENTO RESPONDENTE –
EMOÇÕES
• Os estímulos eliciadores condicionados podem ser privados –
pensar sobre algo ou alguém  palpitação

• Vários condicionamentos envolvem respostas emocionais;

• Um estímulo condicionado pode levar à aquisição de novas


respostas condicionadas:
• Condicionamento de segunda ordem;
• Condicionamentos múltiplos.
CONDICIONAMENTO RESPONDENTE –
EMOÇÕES
• Muitas são respostas reflexas a estímulos ambientais.
• Nascemos preparados para ter repostas emocionais
quando determinados estímulos surgem no nosso
ambiente.
• Não sentimos medo, alegria ou raiva sem motivos –
pode ser um pensamento, uma música, uma palavra
• Boa parte daquilo que entendemos como emoção diz
respeito à fisiologia do organismo. – Reações
APRENDIZAGEM RESPONDENTE E
TERAPIA
• Muitas respostas de medo consistem de
respostas condicionadas;
• Algumas técnicas baseiam-se no
condicionamento respondente:
• Dessensibilização sistemática;
• Condicionamento aversivo;
• Relaxamento.
CONDICIONAMENTO
CLÁSSICO/RESPONDENTE
2. Fundação do Behaviorismo
Metodológico
por J.B. Watson - Manifesto
• Em 2020 comemoram-se 107 anos da publicação do artigo de
John B. Watson (1913);

• No manifesto condutista, Watson tinha 35 anos;

• Respeitado na psicologia norte-americana e reconhecido


internacionalmente;

• Seu trabalho influenciado pela filosofia naturalista, por Darwin


e a evolução;

• Polemizou com os psicólogos tradicionais introspeccionistas


2. Fundação do Behaviorismo Metodológico
por J.B. Watson - Manifesto

• A psicologia "objetiva" não começa com Watson, já que


encontramos antecedentes em Sechenov, Pavlov e
Bechterev;

• Nos estados unidos, Thorndike e os psicólogos


comparativos tinham realizado importantes trabalhos
dentro da perspectiva objetiva, e não mentalista, da
psicologia;

• Mas Watson teve grande impacto na comunidade científica


internacional, e representou um marco no estudo do
2. Fundação do Behaviorismo
Metodológico
por J.B. Watson - Manifesto

• John B. Watson era um Positivista Radical; 

• Conduta humana devia ser estudada exclusivamente com base nos


comportamentos aprendidos;

• Não havia sentido algum falar de elementos genéticos, inconsciente ou


instintos. Para ele devia-se estudar unicamente o comportamento observável;

• Partiu da ideia de que em todo ser humano, a maior parte do


comportamento pode ser explicado pela nossa história de
aprendizado, baseada no condicionamento;
2. Fundação do Behaviorismo
Metodológico
por J.B. Watson - Manifesto
• Propôs uma "psicologia em terceira pessoa“

• Wundt tinha sido em primeira pessoa (o participante


fazendo introspecção sobre o conteúdo de sua consciência);

• Freud em segunda pessoa (o terapeuta analisando as


associações do paciente por meio da transferência).

• Watson em terceira pessoa se constituía como uma ciência


natural, de laboratório, sem pressupostos filosóficos
2. Fundação do Behaviorismo Metodológico
por J.B. Watson - Manifesto

• LEITURA DO MANIFESTO;

• 1. A psicologia humana falhou em


cumprir sua reivindicação como uma
ciência natural;
• 2.Psicologia, como o behaviorista a vê, é uma ciência
puramente objetiva, ramo experimental da ciência
natural a qual necessita da introspecção tão pouco
quanto as ciências da química e da física;

• 3. Do ponto de vista aqui sugerido, os fatos do


comportamento da ameba têm valor em si mesmos e
por eles mesmos, sem referência ao comportamento
do homem.
• 4. Isto sugeriu que a eliminação dos estados
de consciência como objetos próprios de
investigação em si mesmos removerá a
barreira da psicologia a qual existe entre ela e
outras ciências;

• 5. Psicologia como comportamento terá, afinal,


que negligenciar, com exceção de uns poucos,
os problemas essenciais com os quais a
3. Behaviorismo radical de B.F.
Skinner: comportamento operante
3. Behaviorismo radical de B.F.
Skinner: comportamento operante
• Sua primeira formação acadêmica é em letras.

• Aos 24 anos (1928), em contato com as obras de John Watson e


Ivan Pavlov interessa-se pela área;

• Ingressando no pós-graduação de psicologia da universidade de


Harvard, onde três anos mais tarde recebe seu Phd em psicologia
(1931).

• Em 1948, EM Harvard, onde permanece como professor do


departamento de psicologia até 1990, ano de seu falecimento, no
dia 18 de agosto.
3. Behaviorismo radical de B.F.
Skinner: comportamento operante

CONCEITOS GERAIS

• O behaviorismo radical baseia-se no PRAGMATISMO.

• Ações, pensamentos e sentimentos obedecem às mesmas


leis, e têm as mesmas propriedades de qualquer outro
comportamento, diferenciando-se apenas pelo grau de
acessibilidade.

• O comportamento operante refere-se ao comportamento que


produz modificações no ambiente e é afetado por essas
3. Behaviorismo radical de B.F.
Skinner: comportamento operante
Condicionamento operante, uma associação é feita entre um
comportamento e uma consequência para esse
comportamento.

• Skinner estava interessado em como as consequências de ações das


pessoas influenciavam seu comportamento.

• Operante para se referir a qualquer “comportamento ativo que atua


sobre o meio ambiente para gerar consequências” (1953).

• Teoria de Skinner explicou como podemos adquirir a gama de


comportamentos aprendidos que exibimos a cada dia.
3. Behaviorismo radical de B.F.
Skinner: comportamento operante

• Ações que são seguidas por reforço serão reforçadas e tem mais
probabilidade de ocorrer novamente no futuro. 
• Se você contar uma história engraçada na classe e todo mundo rir,
provavelmente você vai ser mais propenso a contar essa história de novo no
futuro.

• Por outro lado, as ações que resultam em punição ou consequências


indesejáveis serão enfraquecidas e terão menos probabilidade de
ocorrerem novamente no futuro.
• Se você contar a mesma história novamente em outra classe, mas ninguém
rir, desta vez, você vai ser menos propenso a repetir a história novamente no
futuro.
Ivan Pavlov e BF Skinner
• Condicionamento clássico e condicionamento
operante são dois conceitos importantes e
centrais para a psicologia comportamental.

Condicionamento respondente
• primeiro descrito por Ivan Pavlov;
• Fisiologista russo;
• Envolve a colocação de um sinal neutro antes do reflexo ;
• Concentra-se em comportamentos involuntários,
automáticos .
Condicionamento operante
• descrito pela primeira vez por BF Skinner, um psicólogo
americano;
• Envolve a aplicação de reforço ou punição depois de um
comportamento;
Condicionamento Condicionamento
Respondente Operante
• Passivo (involuntário) • É ativo (voluntário)
• S→R (ESTÍMULO - • S: R→C (estímulo
RESPOSTA) discriminativo -
resposta -
consequência)
4. Surgimento da análise experimental
do comportamento e análise aplicada do
comportamento
FUNDAMENTOS
• A análise do comportamento foi concebida sem
nenhuma preocupação inicial com práticas clínicas;
• Objetivo de Skinner incialmente era político, com
modificação cultural por meio da ciência do
comportamento;
• Enquanto ciência psicológica, propõe-se a descrever e
explicar fenômenos comportamentais sob ótica
behaviorista radical;
• BEHAVIORISMO RADICAL
• LEIGLAND, DRASH (1988), HAYES E HAYES (1992)
ARGUMENTAM QUE O TERMO É INCONSCIENTE OU
PROVOCAR REAÇÕES NEGATIVAS: BEHAVIORISMO

Comportamento
CIENTÍFICO OU BEHAVIORISMO CONTEXTUALISTA.
Behaviorismo

Análise do
Radical
• ANÁLISE EXPERIMENTAL DO COMPORTAMENTO
Análise
• PREDIÇÃO, O CONTROLE E A INTERPRETAÇÃO; Experimental do
comportamento
Análise do
• ANÁLISE DO COMPORTAMENTO Comportamento
• ORIENTAÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICO E PSICOLOGIA, Aplicada
SUSTENTADA POR SKINNER;

• ANÁLISE DO COMPORTAMENTO APLICADA;


• PESQUISA BÁSICA E PESQUISA APLICADA
DÊ FILOSOFIA A CIÊNCIA

• FILOSOFIA
• O RACIOCÍNIO DA FILOSOFIA PARTE DE SUPOSIÇÕES PARA CONCLUSÕES;

• SEUS ARGUMENTOS TOMAM FORMA: "SE ISTO FOSSE ASSIM, ENTÃO AQUILO SERIA
ASSIM”;
• AS SUPOSIÇÕES AQUI REFERE A ABSTRAÇÃO ALÉM DO UNIVERSO NATURAL.

• CIÊNCIA
• CIÊNCIA SEGUE DIREÇÃO OPOSTA: “SE ISTO FOI OBSERVADO; QUE VERDADE
PODERIA LEVAR A ESSA OBSERVAÇÃO, E QUANTAS MAIS?”
• A VERDADE AQUI É SEMPRE RELATIVA E PROVISÓRIA.