Você está na página 1de 13

AS BIODIVERSIDADES E

OS INTERESSES
COMERCIAIS

ALUNOS : EURICO COSME, ALLINE SALES, GRAZIELLY FERREIRA,


THATIANNE BANDEIRA E ISAQUE GUEDES.
PROFESSORA : DORA
SÉRIE : 2 ANO A
Primeiramente nós vamos falar a respeito
das biodiversidades comerciais.
BIODIVERSIDADE
• O que é: A biodiversidade refere-se à quantidade de variedade
biológica animal e vegetal existente em um ecossistema e que
automaticamente constitui a biosfera. A biodiversidade se desenvolve
a partir da inter-relação entre os seres vivos, seja animal ou vegetal,
mais os elementos naturais indispensáveis ao desenvolvimento da
vida, como sol, água, ar, somente como isso pode haver a proliferação
de todo e qualquer tipo de vida.

• Sendo assim, daí vem uma coisa conhecida como biodiversidade


comercial, que é a troca de comércios entre si e seus diversos tipos.
DIFERENÇA ENTRE AS
BIODIVERSIDADES
Biodiversidade biológica Biodiversidade comercial
• Vírus • Exportação / importação de
• Insetos produtos
• Fungos • Plantações de algo não nativo
• Bactérias • Etc...
• Etc...
Relação entre meio ambiente e comércio.
• A relação entre comércio e meio ambiente é conflituosa por natureza.
É inquestionável a importância de proteger florestas, animais, água,
cultura de povos indígenas e comunidades locais, além de outros
recursos da biodiversidade. Em vários casos, a produção e o comércio
de alimentos, energia, bens industriais, serviços e novas tecnologias
podem ameaçar o meio ambiente, o que reflete a relação nem
sempre pacífica.
Limites e cuidados com o interesse
comercial.
• A preocupação fundamental era e sempre foi a de preservar espécies carismáticas,
tais como certos animais de estimação, mamíferos e aves e, também, dar proteção
especial a áreas de beleza exuberante, porém, foram retiradas das áreas
destinadas à proteção, essas assim pagaram os custos da conservação, sem
benefícios em troca, tiveram acesso reduzido a componentes da biodiversidade.
• Após a Convenção da Biodiversidade ampliou-se e diversificou-se a presença de
atores que não eram parte da agenda dos problemas da biodiversidade.  Cientistas
das áreas naturais e sociais; tecnólogos, bem como o mercado, representado por
empresas "bioprodutoras", "bioindústrias", e uma crescente demanda de
"bioconsumidores", cada vez mais interessados nos produtos provenientes da
biodiversidade, apontam para uma nova fase dos produtos naturais, como óleos,
fármacos e remédios.
Biodiversidade ameaçada
• Durante as últimas décadas, uma grande erosão da biodiversidade
vem sendo observada. A maioria dos biólogos acredita que uma
extinção em massa está a caminho.
• Alguns estudos mostram que cerca de 12,5% das espécies de plantas
conhecidas estão sob ameaça de extinção. Alguns dizem que cerca de
20% de todas as espécies viventes podem desaparecer em 30 anos.
Quase todos dizem que as perdas são decorrentes das atividades
humanas, em particular a destruição dos habitats de plantas e
animais.
. A seguir um exemplo de uma
planta muito exportada e explorada
que quase foi extinta;

O Pau-Brasil.
PAU-BRASIL
(Caesalpinia
echinata)
Original da Mata Atlântica, a espécie começou a ser
explorada em 1503 e quase foi à extinção pela procura
econômica exaustiva. Redescoberta em 1928, são
poucos os exemplares que ainda existem no território.
O pau-brasil possui grande quantidade de pigmento
vermelho no tronco que, quando extraído, é usado
para tingir roupas. A técnica, desenvolvida na época
do descobrimento do País, despertou o interesse dos
primeiros europeus que tratavam o pigmento como
artigo de luxo.
Com a grande demanda a árvore foi caçada ao
extremo e dela retirada todos os meios possíveis de
sua utilização.
Hoje em dia existem poucos exemplares porém não
está sendo explorada como no século passado.
Mapa da biodiversidade
do Brasil.
Fora a grande quantidades de
plantas que temos, nós também
temos uma grande variedades de
animais marinhos porém o nosso
destaque é mais voltado às plantas,
o nosso país tem aproximadamente
61% de todo o país coberto por
área verde.
GRÁFICOS DE
EXPORTAÇÕES

A SEGUIR :
EXPORTAÇÕES
GERAIS.
O gráfico representa uma
média de como e o tamanho
das exportações que o Brasil
vem fazendo durante os anos.

(2012)
EXPORTAÇÃO DE
ARMAMENTO PARA
OS EUA.
O Brasil só perde para a
Áustria, mas é o segundo
principal exportador de arma
para os Estados unidos da
américa.