Você está na página 1de 20

PROF. RENÊ FURTADO FELIX

Disciplina: Lógica

FURTADO FELIX rffelix70@yahoo.com.br Disciplina: Lógica Janeiro de 2013 Aula 1 F U R T A D

Janeiro de 2013 Aula 1

Disciplina: Lógica Janeiro de 2013 Aula 1 F U R T A D O F E

F U R T A D O

F E L I X

1
1

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

R E N Ê

PLANO DE ENSINO

CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento

de Sistemas

SÉRIE: 1º período (semestral)

TURNO: Noturno

DISCIPLINA: Lógica

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 horas

CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 66 horas

SEMANAL: 03 horas CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 66 horas R E N Ê - H T T

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

2
2

PLANO DE ENSINO

I EMENTA

Introdução à lógica. Sistemas dicotômicos. Operações

lógicas sobre proposições. Construção da tabela-

verdade. Relações de implicação e de equivalência. Argumento válido. Técnicas dedutivas. Fluxogramas. Quantificações. Álgebra de Boole. Funções booleanas e suas representações. Formas normais.

II OBJETIVOS GERAIS

Capacitar o aluno nos conceitos fundamentais de lógica

matemática necessários para a definição formal de

conceitos computacionais e para aplicar os conhecimentos adquiridos na resolução de problemas pelos métodos indutivo e dedutivo, encontrados na área profissional.

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

3
3

PLANO DE ENSINO

III OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Desenvolver a capacidade de raciocínio lógico para a resolução de problemas. Desenvolver seu espírito crítico e criativo. Desenvolver conhecimentos básicos de lógica matemática que possibilitem a verificação da validade de argumentos.

IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Introdução

História da lógica e da computação

Classificação da lógica e definições básicas

Sistemas dicotômicos

Introdução

Interruptores

Conjuntos

Proposições

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

4
4

PLANO DE ENSINO

IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

3. Operações lógicas sobre proposições

Negação

Conjunção

Disjunção inclusiva ou soma lógica

Disjunção exclusiva

Condicional

Bicondicional

exclusiva • Condicional • Bicondicional - H T T P : / / W W W

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

R E N Ê

F U R T A D O

F E L I X

5
5

PLANO DE ENSINO

IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

4. Construção da tabela-verdade

Tautologias

Contradições

Contingências

5. Relações de implicação e de equivalência

Definições

Relação de implicação

Relação de equivalência

Equivalências notáveis

Propriedades

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

6
6

PLANO DE ENSINO

IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

6.

Argumento válido

Definição

Regras de inferência

7.

Técnicas dedutivas

Prova direta

Prova condicional

Prova bicondicional

Prova indireta ou por redução ao absurdo

Prova indireta de forma condicional

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

7
7

PLANO DE ENSINO

IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

8. Fluxogramas

9. Quantificações

Sentença aberta

Quantificador universal

Quantificador existencial

Valores lógicos de sentenças quantificadas

Negação de sentenças quantificadas 10. Introdução à álgebra de Boole

Operador binário

Propriedades das operações

Sistemas algébricos

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

8
8

PLANO DE ENSINO

IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

10. Funções booleanas

11.

Representação das funções booleanas

Diagramas de Venn ou círculos de Euler

Tabelas-verdade

Representação geométrica

13.

Formas normais

Forma normal a n variáveis

Forma normal disjuntiva

Forma normal conjuntiva

Funções na forma binária

Funções na forma decimal

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

9
9

PLANO DE ENSINO

V ESTRATÉGIA DE TRABALHO

- Aulas expositivas

- Aulas reflexivas com análise de casos

- Dinâmica de grupos

- Seminários

- Vídeos

- Debates

Será sempre indicada a bibliografia básica e específica necessária ao acompanhamento do curso e orientação do aluno na vida

acadêmica e profissional.

A exposição será feita por meio de colocação dos pontos a serem discutidos de forma esquemática, seguida de apresentação por parte do professor. Para todas as exposições e para todos os

pontos deverão ser utilizadas apresentações de casos práticos.

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

10
10

PLANO DE ENSINO

VI AVALIAÇÃO

A avaliação será obtida por meio de provas, trabalhos e seminários, dentre outros, bem como pela participação do aluno durante as aulas e demais atividades, a critério do professor e em conformidade com o respectivo plano de ensino. Serão feitas avaliações, assim distribuídas:

- Duas Notas do Professor (NP) para as atividades curriculares, com peso 4 (quatro) cada uma, na composição da nota semestral de cada disciplina;

- Uma nota referente ao Projeto Integrado Multidiscipinar (PIM), com peso 2 (dois) no cálculo da Média Semestral (MS) de cada

disciplina. Esse Projeto será desenvolvido durante o semestre.

A MS será: (NP1 x 4 + PIM x 2 + NP2 x 4) / 10. Para a aprovação, a MS deverá ser igual ou superior a 5,0; é exigida a freqüência mínima de 75%. O desempenho do aluno é avaliado numa escala de 0 (zero) a 10 (dez).

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

11
11

PLANO DE ENSINO

VII BIBLIOGRAFIA

Básica

ALENCAR FILHO, E. Iniciação à lógica matemática. 21.ed. São Paulo: Nobel, 2002.

DAGGLIAN, J. Lógica e álgebra de boole. 4.ed. São Paulo: Atlas,

1995.

ABE, J. M. et al. Introdução à lógica para a ciência da computação. 2.ed. São Paulo: Arte & Ciência, 2001.

Complementar

PROETTI, S. Simplificando a lógica: conceitos básicos, exemplos e

exercícios para facilitar a aprendizagem da lógica e o desenvolvimento do raciocínio científico. São Paulo. 3.ed. Edicon: 2005.

SALMON, W. C. Lógica. 3.ed. Rio de Janeiro, 1993.

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

12
12

PLANO DE ENSINO

1.Introdução à lógica

Definição:

O que é a Lógica Computacional?

A lógica Computacional é uma ferramenta

imprescindível para o profissional da área de Computação, pois permite elaborar

especificações formais e formalizar linhas de

raciocínio, desenho e descrição de sistemas inteligentes.

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

13
13

PLANO DE ENSINO

1.Introdução à lógica

Definição:

Quais os objetivos da Lógica Computacional?

Proporcionar uma sólida fundamentação na formação

sintaxe, semântica, e no sistema de dedução; Capacidade de ler e escrever em literatura lógica simbólica e pode sentir o seu poder, tanto dedutivo e expressivo;

Conhecimento do assunto de lógica que se possa pensar e inferir, corretamente.

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

14
14

PLANO DE ENSINO

1.Introdução à lógica

História:

PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica História: R E N Ê - H T T P
PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica História: R E N Ê - H T T P

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

15
15

PLANO DE ENSINO

1.Introdução à lógica

História:

PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica História: R E N Ê - H T T P
PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica História: R E N Ê - H T T P

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

16
16

PLANO DE ENSINO

1.Introdução à lógica

História:

PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica História: R E N Ê - H T T P
PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica História: R E N Ê - H T T P
PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica História: R E N Ê - H T T P

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

17
17

PLANO DE ENSINO

1.Introdução à lógica

Relações:

Algumas relações entre a Lógica e a Computação?

Algumas relações entre a Lógica e a Computação? R E N Ê - H T T

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

H T T P : / / W W W . R E N E C
18
18

PLANO DE ENSINO

1.Introdução à lógica

PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica R E N Ê - H T T P :

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

19
19

PLANO DE ENSINO

1.Introdução à lógica

PLANO DE ENSINO 1.Introdução à lógica R E N Ê - H T T P :

R E N Ê

-

H T T P : / / W W W . R E N E C O M P U T E R . N E T / L O G I C A . P H P

P R O F E S S O R :

F U R T A D O

F E L I X

20
20